Você está na página 1de 28

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

Centro de Ciências Sociais Aplicadas


Departamento de Administração

Trabalho de Conclusão de Curso

Importante: caso opte por usar esse material sugere-se que mantenha a formatação
de fontes de letras, espaçamentos entre linhas, tabulações etc.

NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO

Maringá

2011
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
Centro de Ciências Sociais Aplicadas
Departamento de Administração

NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TRABALHO

Trabalho apresentado ao Curso de


Administração Modalidade a Distância da
Universidade Estadual de Maringá como
requisito parcial da disciplina Trabalho de
Conclusão de Curso.

Orientador: Prof. Dr. Nome do Orientador

Maringá
2011

2
TÍTULO DO TRABALHO

PARECER DA BANCA EXAMINADORA

ALUNO (S): NOME DO ALUNO

DATA DA DEFESA: _____/_____/_____

Trabalho apresentado nesta data ao Curso de Administração Modalidade a


Distância da Universidade Estadual de Maringá como requisito da disciplina
Trabalho de Conclusão de Curso, examinado pela Banca Examinadora
composta pelos professores:

_______________________________________
Prof. Dr. Nome do Orientador (Orientador)

______________________________________
Prof. Dr. Nome do Examinador (Professor Convidado)

PARECER CONCLUSIVO:
______________________________________________________________
______________________________________________________________
______________________________________________________________
______________________________________________________________
______________________________________________________________

3
Dedico este trabalho aos meus .... que sempre me
deram apoio e incentivo ..., permitindo assim a sua
realização.

4
AGRADECIMENTOS

Agradeço a Deus...

À Universidade Estadual de Maringá...

Aos meus ... e colegas do Curso ....

Agradeço também....

5
“ ... nada é fixo para aquele que alternadamente
pensa e sonha ... “

Gaston Bachelard

6
Nome do Aluno. Título do Trabalho. 2011. Trabalho de Conclusão. Curso de
Administração Modalidade a Distância da Universidade Estadual de Maringá sob a
orientação do Professor Nome do Orientador.

RESUMO

[parágrafo único com cerca de 20 linhas, colocando o problema


(motivação/justificativas e delimitação), objetivos, indicativos metodológicos e
principais resultados alcançados]

7
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO .................................................................................................... 10

2. REFERENCIAL TEÓRICO............................................................................. 15

2.1 Definições e breve histórico........................................................................... 18

2.2 Principais causas........................................................................................... 20

2.3 Formas de manifestação................................................................................ 22

2.4 Principais vertentes........................................................................................ 28

3. METODOLOGIA DA PESQUISA..................................................................... 35

4. DESCRIÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS......................................... ................ 50

4.1 A empresa ..................................................................................................... 50

4.2 Os instrumentos ............................................................................................. 53

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS................................................................................. 61

REFERÊNCIAS .................................................................................................... 70

APÊNDICE 1 – Roteiro semi-estruturado nas entrevistas dos executivos das


empresas do ramo...

ANEXO 1 – Extrato do Contrato Social da Organização...

8
LISTA DE ILUSTRAÇÕES

FIGURA 1 Visão das xxx ................................................................................... 18


FIGURA 2 Esquema de xxx .............................................................................. 24
FIGURA 3 Estrutura da xxx .............................................................................. 25

QUADRO 1 Categorias das xxx .......................................................................... 23


QUADRO 2 Situações que xxx ............................................................................ 36

TABELA 1 Evolução do xxx ............................................................................... 27


TABELA 2 Índices de xxx .................................................................................. 28
TABELA 3 Valores xxx ...................................................................................... 28

9
1. INTRODUÇÃO

[É a introdução geral sobre o assunto da pesquisa realizada - Adapte os


conteúdos existentes em seu “Projeto de TCC”. ]

[Apresente o tema (de pesquisa), a consultoria ou problema a ser pesquisado


e a justificativa. Contextualize (incluir ou interpor num texto), abordando o tema de
forma a identificar os motivos ou o contexto no qual o problema ou a (s) questão de
pesquisa foram identificados. Permita que se tenha uma visualização situacional do
problema. Restrinja sua abordagem apresentando a (s) questão (ões) que fizeram
você propor esta pesquisa. Indique as hipóteses ou pressupostos que estão guiando
a execução da pesquisa. Hipóteses ou pressupostos são responsabilidades
provisórias para as questões colocadas acima. Arrole os argumentos que indiquem
que sua pesquisa é significativa, importante e/ ou relevante. Indique os resultados
esperados com a elaboração da pesquisa.]

[Não é necessário subdividir explicitamente a Introdução em secções, mas o


conteúdo a seguir descrito precisa constar nesta parte do seu trabalho.]

[Objetivos: elabore parágrafo(s) para indicar claramente o que você deseja


fazer, o que pretende alcançar (Para quê?). No Objetivo Geral indique de forma
genérica qual o objetivo a ser alcançado. Nos Objetivos Específicos detalhe “como”
o objetivo geral pretende ser alcançar. Torne operacional o objetivo geral indicando
exatamente o que será realizado em sua pesquisa.]

[Indicativos Metodológicos: elabore parágrafo(s) para mostrar resumidamente


como será executado o trabalho e o desenho metodológico que se pretende adotar:
será do tipo consultoria (com perguntas) ou de uma pesquisa. Se for pesquisa ela
será: quantitativa, qualitativa, descritiva, explicativa ou exploratória. Será um
levantamento, um estudo de caso, uma pesquisa experimental, etc. Defina em que
população (universo) será aplicada a pesquisa. Explique como será selecionados a
amostra e o quanto esta corresponde percentualmente em relação à população
estudada. Indique como pretende coletar os dados e que instrumentos da
consultoria ou de pesquisa pretende usar: observação, questionário, formulário,
entrevistas. Elabore o instrumento de pesquisa e anexe ao projeto. Indique como irá

10
tabular os dados e como tais dados serão analisados. Indique os passos de
desenvolvimento do modelo ou produto se o trabalho estiver direcionada para tal
finalidade.]

[Organização do Trabalho Escrito: elabore parágrafo(s) para informar a


organização do trabalho escrito, descrevendo o conteúdo de cada capítulo do
trabalho.]

11
2. REFERENCIAL TEÓRICO

[Escolha um título adequado para este capítulo, que deve apresentar uma
revisão da literatura, cobrindo os principais temas de seu trabalho. Como sugestão,
o capítulo poderia tratar – nas suas divisões – de desenvolver os conteúdos afetos
às palavras-chave mencionadas em seu “Projeto de TCC”.]

Aqui deve ser revisto o “estado da arte”, restrito às principais idéias (a análise
crítica vem depois). O capítulo deve incluir o conteúdo de “embasamento” para as
discussões que serão registradas posteriormente. Evite conteúdos que possam se
tornar inúteis para a compreensão do contexto da situação ou das discussões em
foco no trabalho. Não inclua “suas” idéias nesse capítulo.]

2.1 Título Relacionado com a Primeira Palavra Chave

Apresente uma revisão da literatura que cobre os principais temas de seu


trabalho (O que já foi escrito sobre o tema?). Faça uma análise comentada do que já
foi escrito sobre o tema, procurando mostrar os pontos de vista convergentes e
divergentes dos autores. Procure mostrar os enfoques recebidos pelo tema na
literatura publicada (em livros e periódicos) e disponibilizada na internet.

2.2 Título Relacionado com a Segunda Palavra Chave

Blá blá blá. Observe a seguir como fazer referências a textos de outros
autores:
Na visão de Yokoyama (2005) este contexto é descrito da seguinte forma:

A solidariedade encolhe e perde espaço para uma cultura


individualista, na qual predomina o xxx (YOKOYAMA, 2005, p.18).

Hirigoyen (2005) também coloca este conceito nos estudos sobre xxx.
Neste ambiente, muitas vezes .... , o que pode ser explicado por xxx
(BARRETO, 2000).
O quadro 1 mostra blá blá blá observe que nesse parágrafo o texto “provoca”
o leitor a verificar o conteúdo do quadro.

12
1. Condições 3. Atos
 Retirar  Utilizam
 Contestar  Fazem
 Criticar  Atribuem-
 Privá-la 4. Consequências
 Causar  Conseqüência 1.
2. Comunicação  Conseqüência 2
 Superiores  Conseqüência 3
 A comunicação.

Quadro 1 - Categorias das atitudes hostis associadas ao assédio moral


Fonte: Hirigoyen (2001, p.. 108-109)

Conforme se observa no quadro 1, blá blá blá observe que após o leitor ter
visto o conteúdo do quadro é preciso enfatizar os aspectos que poderiam ficar
desapercebidos.

2.3 Título Relacionado com a Terceira Palavra Chave

Blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá. Blá blá blá
blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá.
Blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá. Blá blá blá
blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá.

13
3. METODOLOGIA DA PESQUISA

[Nesta parte deve-se mostrar como o trabalho foi executado, ou seja, o


desenho metodológico adotado: se é do tipo consultoria (com perguntas), um
levantamento, um estudo de caso, uma pesquisa experimental, ou uma pesquisa
(quantitativa, qualitativa, descritiva, explicativa ou exploratória). Adapte os conteúdos
existentes em seu “Projeto de TCC”.

É preciso organizar e mostrar adequadamente, o detalhamento da


metodologia, os instrumentos utilizados e os procedimentos formalizados, relevantes
para responder a questão central do trabalho.]

Segue material detalhado para sua orientação – a adaptação pode ser feita
de comum acordo com o seu orientador.

3.1 Descrição do Objeto de Estudo

[Descreva da forma mais completa e rigorosa possível a situação e esse


objeto]

Em se tratando de uma empresa, por exemplo, caberia posicioná-la historicamente,


localizá-la geograficamente, indicar seu porte (funcionários ou faturamento), o
segmento onde atua e a forma como ela está funcionando (em relação ao mercado
ou seus stakeholders)

Em se tratando de uma ferramenta ou metodologia, além da caracterização da


empresa, caberia posicioná-la sobre suas finalidades e sua adoção. No caso de de
um sistema de informações, por exemplo, caberia posicionar suas características ou
especificações técnicas, seus usuários imediatos e possíveis repercussões de seu
emprego.

3.2 Caracterização do Estudo

14
[Defina, com o apoio de autores e literatura especializada em metodologia da
pesquisa, a tipologia ou “desenho metodológico” de seu trabalho]

Minimamente é preciso posicionar o trabalho segundo seus fins (objetivos) e seus


meios (procedimentos técnicos).

De acordo com Gil (2002), as pesquisas podem ser classificadas em três grandes
grupos com base em seus objetivos: exploratórias,descritivas e explicativas.

a) Exploratória: tem como objetivo proporcionar maior familiaridade com o


problema, com vistas a torná-lo mais explícito. Pode envolver levantamento
bibliográfico, entrevistas com pessoas experientes no problema pesquisado.
Geralmente, assume a forma de pesquisa bibliográfica e estudo de caso.

b) Descritiva: tem como objetivo primordial a descrição das características de


determinadas populações ou fenômenos. Uma de suas características está na
utilização de técnicas padronizadas de coleta de dados, tais como o questionário
e a observação sistemática. Destacam-se também na pesquisa descritiva
aquelas que visam descrever características de grupos (idade, sexo,
procedência etc.), como também a descrição de um processo numa
organização, o estudo do nível de atendimento de entidades, levantamento de
opiniões, atitudes e crenças de uma população, etc. Também são pesquisas
descritivas aqueles que visam descobrir a existência de associações entre
variáveis, como, por exemplo, as pesquisas eleitorais que indicam a relação
entre o candidato e a escolaridade dos eleitores.

c) Explicativa: a preocupação central é identificar os fatores que determinam ou


que contribuem para a ocorrência dos fenômenos. É o tipo que mais aprofunda o
conhecimento da realidade, porque explica a razão, o porquê das coisas. Por
isso, é o tipo mais complexo e delicado.

Exemplo extraído de um texto monográgico:

A presente pesquisa visa descobrir possíveis relacionamentos entre as variáveis


estudadas e é classificada, quanto aos fins, como descritiva, pois,de acordo com
Vergara (2000, p.47), "Não tem o compromisso de explicar os fenômenos que
descreve, embora sirva de base para tal explicação".

15
Gil (2002) classifica, ainda, as pesquisas de acordo com seus meios em:
bibliográfica, documental, experimental, ex-post facto, levantamento, estudo de
campo, estudo de caso e pesquisa-ação.

a) Bibliográfica: é desenvolvida com base em material já elaborado, constituído


principalmente de livros e artigos científicos. Não é aconselhável que textos
retirados da Internet constituam o arcabouço teórico do trabalho monográfico.

b) Documental: É muito parecida com a bibliográfica. A diferença está na


natureza das fontes, pois esta forma vale-se de materiais que não receberam
ainda um tratamento analítico, ou que ainda podem ser reelaborados de acordo
com os objetos da pesquisa. Além de analisar os documentos de “primeira mão”
(documentos de arquivos, igrejas, sindicatos, instituições etc.), existem também
aqueles que já foram processados, mas podem receber outras interpretações,
como relatórios de empresas, tabelas etc.

c) Experimental: quando se determina um objeto de estudo, seleciona-se as


variáveis que seriam capazes de influenciá-lo, define-se as formas de controle e
de observação dos efeitos que a variável produz no objeto.

d) Ex-post facto: esse termo pode ser traduzido como " a partir do fato passado".
Esse tipo de pesquisa tem o mesmo propósito que a experimental por observar
a existência de relações entre variáveis. Contudo realiza a ocorrência de
variações na variável dependente no curso natural dos acontecimentos. Neste
caso, o pesquisador não possui controle sobre a variável independente, que
constitui o fator suposto do fenômeno, porque ele já ocorreu. Portanto, o
pesquisador identifica as situações que se desenvolveram naturalmente e
trabalha sobre elas como se estivessem submetidas a controles.

e) Levantamento: é a interrogação direta das pessoas cujo comportamento se


deseja conhecer. Procede-se à solicitação de informações a um grupo
significativo de pessoas acerca do problema estudado para, em seguida,
mediante análise quantitativa, obterem-se as conclusões correspondentes aos
dados coletados.

e) Estudo de campo: procura o aprofundamento de uma realidade específica. É


basicamente realizada por meio da observação direta das atividades do grupo

16
estudado e de entrevistas com informantes para captar as explicações e
interpretações do ocorre naquela realidade.

f) Estudo de caso: consiste no estudo profundo e exaustivo de um ou poucos


objetos, de maneira que permita seu amplo e detalhado conhecimento.
Caracterizado por ser um estudo intensivo, considera, principalmente, a
compreensão, como um todo, do assunto investigado. Todos os aspectos do
caso são investigados.

g) Pesquisa-ação: um tipo de pesquisa com base empírica que é concebida e


realizada em estreita associação com uma ação ou com a resolução de um
problema coletivo e no qual os pesquisadores e participantes representativos da
situação ou do problema estão envolvidos de modo cooperativo ou participativo
(THIOLLENT, 1986, p.14).

Exemplo extraído de um texto monográgico:

Para a consecução do estudo proposto, foram consultadas coletâneas bibliográficas


sobre os assuntos correlatos ao tema central, além de consulta ao arcabouço legal
pertinente ao tema. Logo, em sua execução, o trabalho assume forma de pesquisa
bibliográfica e documental.

A pesquisa bibliográfica, segundo ensinam Lakatos e Marconi (2007, p.185), "[...] a


bibliografia pertinente 'oferece meios para definir, resolver, não somente
problemas já conhecidos, como também explorar novas áreas onde os problemas
não se cristalizaram suficientemente'".

Justifica-se também o fato do trabalho assumir características de pesquisa


documental pois, conforme Beuren (2003, p.89), “[...] a pesquisa documental vale-
se de materiais que ainda não receberamnenhuma análise aprofundada. Esse tipo
de pesquisa visa, assim,selecionar, tratar e interpretar a informação bruta, buscando
extrair dela algum sentido e introduzir-lhe algum valor, podendo, desse
modo,contribuir com a comunidade científica a fim de que outros possam voltara
desempenhar futuramente o mesmo papel”.

3.3 Planejamento a Coleta de Dados

17
3.3.1 Abordagem e Técnica

[Indique sua opção de abordagem (quantitativa ou qualitativa) e a técnica


adotada para coleta de dados (observação, entrevista, questionário ou pesquisa
documental e bibliográfica]

A pesquisa quantitativa traduz em números opiniões e informações para classificá-


los e organizá-los, utilizando-se de tratamentos estatísticos. A pesquisa qualitativa
considera a existência de uma relação dinâmica entre mundo real e sujeito e
emprega análises indutivas para descrição dos processos.

A técnica observação é uma forma de coleta de dados para conseguir informações e


utilizar os sentidos na obtenção de determinados aspectos da realidade. Não
consiste apenas em ver e ouvir, mas também em examinar fatos ou ferramentas que
se deseja estudar. A observação ajuda o pesquisador a identificar e a obter provas a
respeito de objetivos sobre os quais os indivíduos não tem consciência, mas que
orientam seu comportamento. Quanto aos meios utilizados, pode ser:

a) Observação não estrutura: é a que se realiza sem planejamento e sem


controle anteriormente elaborados, como decorrência de fenômenos que surgem
de imprevisto.

b) Observação estruturada: é a que se realiza em condições controladas para se


responder a propósitos, que foram anteriormente definidos. Requer planejamento
e necessita de operações específicas para o seu desenvolvimento.

A observação exige, como protocolo de pesquisa, que se estabeleça previamente os


pontos à serem considerados na observação estruturada, ou seja: por que/para que
observar, como observar e o que/quem observar.

A entrevista é a técnica de coleta de dados realizada no encontro entre duas


pessoas, a fim de que uma delas obtenha informações a respeito de determinado
assunto, mediante uma conversação de natureza profissional, basicamente
realizada de duas formas:

a) estruturada: é aquela em que o entrevistador segue um roteiro previamente


estabelecido.

18
b) não estruturada: o entrevistado tem liberdade para desenvolver cada situação
em qualquer direção que considere adequada.

O questionário é um instrumento de coleta de dados constituído por uma série


ordenada de perguntas, que devem ser respondidas por escrito e sem a presença
do entrevistador.

3.3.1 Delimitação do Universo a ser Pesquisado

[Se a pesquisa for de campo e/ou envolver o método estatístico, o tipo de


amostragem também precisará ser explicado. O Universo é o conjunto de
fenômenos, todos os fatos apresentando uma característica comum, e população
como um conjunto de números obtidos, medindo-se ou contando-se certos atributos
dos fenômenos ou fatos que compõem um universo.

3.3.2 Fontes de Dados

[Existem, basicamente, dois tipos de dados, primários e secundários, que irão


requerer explicações em seu trabalho.

Os dados secundários são aqueles que já se encontram disponíveis, pois já


foram objeto de estudo e análise (livros, teses, CDs, etc.). Os dados primários são
aqueles que ainda não sofreram estudo e análise. Para coletá-los, pode-se utilizar:
questionário fechado, questionário aberto, formulário, entrevista estruturada ou
fechada, entrevista semi-estruturada, entrevista aberta ou livre, entrevista de grupo,
discussão de grupo, observação dirigida ou estruturada, observação livre,
brainstorming, brainwriting, etc.]

3.3.3 Perfil dos Respondentes

[Se a pesquisa envolver pessoas (respondendo a questionários ou


entrevistas) será preciso traçar o perfil dos respondentes, relacionando suas
19
características determinantes (sem identificá-las explicitamente) e justificar o
interesse por esse perfil para a pesquisa]

3.3.4 Instrumentos

[Exponha e explique os instrumentos utilizados (questionários, roteiros de


entrevista, etc). Mostre “como” foram construídos, associando, por exemplo, as
perguntas (do instrumento) aos objetivos do trabalho]

Exemplo extraído de um texto monográgico:

Com o propósito de coletar informações visando responder aos objetivos propostos


no trabalho foi elaborado um conjunto de questões para a entrevista com o gerente
geral da empresa, conforme mostra o quadro 2.
OBJETIVOS PERGUNTAS DA ENTREVISTA
Situar a empresa no contexto atual de Como surgiu a idéia de construir o site de e-
mercado e investigar o inicio do seu Commerce e qual sua relação com o site da empresa
comércio eletrônico. física? Qual as relações entre as 2 empresas?
Identificar o público-alvo consumidor e sua Qual é o principal publico consumidor ? Quanto cada
localização. cliente costuma gastar em média com cada compra?
Onde reside a maior parte dos clientes?
Buscar informações de quais estratégias
Em relação às estratégias na área de marketing,
de marketing a empresa se utiliza para
como a empresa tenta “fidelizar” os clientes, há
divulgar sua “marca”, como ela realiza a
alguma promoção, algum desconto na aquisição de
publicidade do site e de que meios sealgum produto, vocês costumam mandar emails
utiliza para “fidelizar” os clientes.falando dos produtos em promoção, ou de algum
lançamento? Há frete grátis pra compras a partir de
um determinado valor? Isso estimula os consumidores
a comprarem mais produtos de uma só vez?
Como é feita a publicidade do site? Há alguém
responsável pela divulgação/propaganda da
empresa?
Analisar que tipos de instrumentos a Com relação ao projeto da empresa para o comercio
organização utiliza para medir seu eletrônico, como pode ser avaliado sua eficácia?
desempenho e o alcance de objetivos. Foram alcançados os objetivos? Se não, por quê?
Como vocês acompanham a freqüência do site,
rastreiam o numero de cliques por dia? Acompanham
os produtos mais clicados ou não tem como saber
isso? Na pagina inicial do site percebi que sempre há
produtos em evidencia que vai passando em flashes,
como é feito a seleção desses produtos para sua
exibição?
Como são utilizadas as estratégias na área de
logística, por exemplo, há compras em larga escala?
Tem alguma parceria com os correios,
transportadoras, para conseguir preços de entrega
mais acessíveis?
Quadro 2 – Mapeamento das perguntas e objetivos de pesquisa

20
3.3.5 Procedimentos

[Exponha a abordagem prévia a condução do processo (planejamento de


ações, convites e agendamento com os participantes, preparação específica, etc),
durante a realização da coleta de dados e os procedimentos posteriores para análise
de dados]

Durante a coleta de dados, o pesquisador pode assumir uma condição participante


ou não participante. Nesse último caso, toma contato com a comunidade, grupo ou
realidade estudada, mas sem integrar-se a ela - permanece de fora. Cabe lembrar
que a presença do pesquisador pode provocar alterações no comportamento dos
observados, destruindo a espontaneidade dos mesmos e produzindo resultados
menos confiáveis.

Uma decisão de projeto na coleta de dados é adotar ou não um pré teste, ou seja, a
análise dos dados aplicados a uma amostra reduzida em relação ao todo. Essa
prática evidenciará possíveis falhas existentes no instrumento de coleta
(inconsistência ou complexidade das questões, ambigüidades ou linguagem
inacessível, perguntas supérfluas ou que causem embaraço ao informante, etc).

A descição de como ocorrerá a análise de dados deve ponderar que os resultados


obtidos na pesquisa devem ser analisados “sob o crivo dos objetivos e/ou das
hipóteses”, segundo Rauen (1999, p. 141). Em se tratando de dados não
quantitativos, para Triviños (1996, p.161), “o processo de análise de conteúdo pode
ser feito da seguinte forma: pré-análise (organização do material), descrição
analítica dos dados (codificação, classificação, categorização), interpretação
referencial (tratamento e reflexão)”.

O objetivo da análise é sumariar as observações, de forma que estas permitam


respostas às perguntas da pesquisa. O objetivo da interpretação é a procura do
sentido mais amplo de tais respostas, por sua ligação com outros conhecimentos já
obtidos (SELLTIZ et al apud RAUEN, 1999, p. 122).

21
A interpretação também é um processo de analogia com os estudos assemelhados,
de forma que os resultados obtidos são comparados com resultados similares para
destacar pontos em comum e pontos de discordância.

Em síntese, é a descrição da forma como serão analisados os dados da pesquisa: a)


se a pesquisa for qualitativa, as respostas podem ser interpretadas global e
individualmente; b) se for quantitativa, provavelmente serão utilizadas tabelas e
estatística.

Exemplo extraído de um texto monográgico:

Como não há dados estatísticos para desenvolver uma representação gráfica, a


análise percorrerá os caminhos dos autores, profissionais do Direito e outros
pesquisados. Os dados coletivos serão analisados agrupando-os por similaridades e
encontrando o que os faz divergentes e comuns (OLIVEIRA, 2002, p. 231).

22
4. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS E DISCUSSÃO

[Esta parte também pode ter uma ou várias subdivisões. Destina-se a


descrever (use ilustrações se necessário) os principais resultados do trabalho feito,
acompanhada de comentários enfáticos a respeito. Obviamente devem ser
conduzidos em função dos objetivos traçados e a perspectiva que deva ser passada
para o leitor.]

23
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS

[O essencial aqui é convencer que a pergunta de pesquisa foi realmente


respondida e que os objetivos propostos foram alcançados. Em geral, o
desenvolvimento dessa secção aborda três pontos fundamentais: 1. Conclusões
(propriamente ditas): são asserções curtas e concisas das inferências feitas durante
o trabalho de pesquisa. Podem ser organizadas como parágrafos curtos, ordenados
(e até numerados) da conclusão mais importante para a menos importante. Todas as
conclusões devem estar diretamente relacionadas ao problema colocado no capítulo
de descrição do problema. 2. Resumo das contribuições: certamente será
examinado cuidadosamente. Aqui devem ser listadas as contribuições do novo
conhecimento que o trabalho traz. Também pode-se adotar uma ordenação (e até
numeração) da contribuição mais importante para a menos importante. 3. Sugestões
para aprofeundamento ou realização de trabalhos relacionados futuros: são
incluídas sugestões para que outros, lendo o trabalho, possam se beneficiar das
idéias geradas.]

24
REFERÊNCIAS

[Livros]

CANONICE, Bruhmer Cesar Forone. Normas e padrões para elaboração de


trabalhos acadêmicos. Maringá: Eduem, 2007.

[Capítulos de Livros]

ANGELI, Kleber Fabiano ; PERIOTTO, Alvaro Jose ; DA CÂMARA, Márcia Regina


Gabardo . A Tecnologia da Informação como condutor de inovação em arranjos
produtivos locais de base tecnológica. In: CÂMARA, Marcia Regina Gabardo da;
CAMPOS, Maria de Fatima Sales de; SEREIA Vanderlei José. (Org.).
Características e Potencialidades de Aglomerações de Software no Paraná. 1
ed. Londrina: EDUEL, 2009, v. 1, p. 1-16.

[Artigos publicados em Periódicos]

PERIOTTO, Alvaro Jose ; MESSINETTI, Carolina Martins Fernandes ; MELLER-DA-


SILVA, F. A abordagem vivencial e cooperativa dos jogos de empresa. Revista
ADMpg Gestão Estratégica, v. 1, p. 49-55, 2008.

[Artigos publicados em Anais de Eventos]

PERIOTTO, Alvaro Jose; MESSINETTI, Carolina Martins Fernandes ; Schebeleski,


Marcos . Management of Organizational Intelligence - Prospects for Higher
Education Institutions by the integration of databases associated with intellectual
resources. In: 6 CONTECSI - Congresso Internacional de Gestão de Tecnologia e
Sistemas de Informação, 2009, São Paulo. Anais do 6 CONTECSI - Congresso
Internacional de Gestão de Tecnologia e Sistemas de Informação. São Paulo :
TECSI-FEA-USP, 2009. p. 341-350.

[Dissertações e Monografias]

Carolina Martins Fernandes Messinetti. A gestão da informação na Universidade


Estadual de Maringá e seus reflexos na avaliação institucional. 2009.
Dissertação (Mestrado em Administração - Uem/Uel) - Universidade Estadual de
Maringá. Orientador: Alvaro Jose Periotto.

André Luiz Turetta. Motivações e obstáculos no processo de migração para


software livre em médias e grandes empresas de Maringá-PR. 2008. Trabalho de

25
Conclusão de Curso. (Graduação em Administração) - Universidade Estadual de
Maringá. Orientador: Alvaro Jose Periotto.

[Documentos e Leis]

BRASIL. Ministério da Saúde, Instituto do Câncer, Coordenação de Controle de


Câncer (Pro-ONCO), Divisão da Educação. Manual de orientação para o “Dia
Mundial Sem Tabaco”. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Câncer. 1994. 19p.

LEI Nº 8.069. Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. Decretada pelo


Congresso Nacional e sancionada pela Presidência da República. Publicada no
Diário Oficial da União em 13 de Julho de 1990.

[Referências na Web]

KUBOTA, Luis Claudio; Daniele MILANI, Daniele Nogueira. Indústria de Tecnologia


da Informação e Comunicação. SEBRAE – Biblioteca On-Line. Publicado em
16/09/2010. Disponível: http://www.biblioteca.sebrae.com.br/. Acesso em:
07/10/2010.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Dpartamento de Administração.


Cursos de Especialização. Disponível: http://www.dad.uem.br/?
meio=especializacao. Acesso em 07/03/2010.

26
APÊNDICE 1 – Roteiro semi-estruturado nas entrevistas dos executivos das
empresas do ramo...

Ordem Contextualização Pergunta


1 O stress na condição... Quais medidas...
2
3

Usei o artifício de “tampar” a


numeração de página aqui, uma vez
que estas folhas possuem numeração
própria.

Depois de ler, basta deletar este texto!

27
Anexo 1 : Questionário aplicado ou Roteiro de Entrevista

Usei o artifício de “tampar” a


numeração de página aqui, uma vez
que estas folhas possuem numeração
própria.

Depois de ler, basta deletar este texto!

28

Interesses relacionados