Você está na página 1de 4

EXERCÍCIOS BÁSICOS

7-(Unifesp ) A equação x2 + y2 + 6x + 4y + 12 = 0, em
coordenadas cartesianas, representa uma
1-(Udesc ) Para que a equação x2 + y2 - 4x + 8y

+ k = 0 represente uma circunferência, devemos ter:

a) K < 20 b) K > 13 c) K < 12 d) K > 12


e) K < 10

2- (Fatec) Sejam O a origem do sistema de eixos


cartesianos e A o centro da circunferência de equação
x2 + y2 - 2x - 4y - 4 = 0. A equação de reta que passa
pelos pontos A e O é:

a) y = 2x + 1 b) y = 2x -1 c) y = x/2

d) y = 2x e) y = x

3-(Cesgranrio) As circunferências x2 + y2 + 8x + 6y = 0 e
x2 + y2 - 16x - 12y = 0 são:

a) exteriores.

b) secantes.

c) tangentes internamente.

d) tangentes externamente.

e) concêntricas.

4. (Ufrs ) A equação x2 + y2 + 4x - 6y + m = 0 representa


um círculo se e semente se

a) m > 0 b) m < 0 c) m > 13 d) m > -13 e) m < 13

5-(Cesgranrio ) A equação da circunferência de raio 5,


cujo centro é o ponto comum às retas

x - y + 1 = 2 e x + y - 1 = 2 é: a) x2 + y2 - 4x - 2y - 20 = 0 b)
x2 + y2 - 4x - 2y + 20 = 0 c) x2 + y2 - 4x + 2y + 20 = 0 d) x2
+ y2 - 4x + 2y - 20 = 0 e) x2 + y2 + 4x - 2y - 20 = 0

6-(Unirio ) A equação x2 + y2 - 4x + 6y - 3 = 0 é de uma


circunferência cuja soma do raio e das coordenadas do
centro é igual a:

a) -2 b) 3 c) 5 d) 8 e) 15
circunferência de raio 1 e centro a) (- 6, 4). b) (6, 4). c)
(3, 2).

d) (-3, -2). e) (6, -4).

8-(Ufv ) Considere a equação x2 + y2 - 6x + 4y + p = 0. O


maior valor inteiro p para que a equação anterior
represente uma circunferência é:

a) 13 b) 12 c) 14 d) 8 e) 10

9- (Pucpr ) A distância do ponto P(1; 8) ao centro da


circunferência x2 + y2 - 8x - 8y + 24 = 0 é:

a) 1 b) 2 c) 3 d) 5 e) 6

10-(Ufrs ) As extremidades de uma das diagonais de um


quadrado inscrito em um círculo são os pontos (1, 3) e (-
1, 1). Então, a equação do círculo é

a) x2 + y2 + 4y - 2 = 0. b) x2 + y2 - 4y + 2 = 0. c) x2 + y2 -
2y + 2 = 0. d) x2 + y2 + 2 = 0.

e) x2 + y2 - 4y = 0.

10 (Fatec) Num sistema de eixos cartesianos


ortogonais, considere a circunferência λ e a reta
r, de equações x2 + y2 - 6x + 2y + 6 = 0 e 3x + 7y -
21 = 0. A reta s, que é paralela a r e contém o
centro de λ, tem equação

a) 3x + 7y - 2 = 0 b) 3x - 7y - 2 = 0 c) 3x - 7y + 5 = 0
d) 3x + 7y - 16 = 0 e) 7x + 3y - 2 = 0

12- ( cftmg ) O lado do quadrado circunscrito à


circunferência de equação x2 + y2 - 4x - 5 = 0
mede

a) 3 b) 4 c) 5 d) 6

13- (Ufrs ) Na figura a seguir, o octógono regular


está inscrito no círculo de equação

x2 + y2 - 4 = 0.
e) x2

19-(Ueg 2012) Considere num plano cartesiano duas retas r e s. perpendiculares. A reta r tem equação

y e a reta s intercepta o eixo x no ponto B

(10,0). Encontre a equação da circunferência que passa pelos


pontos A (0,0), B (10,0) e C, que é o ponto de interseção das
retas r e s.

A área do octógono é

a) 5 . b) 8 . c) 10. d) 10 . e) 20. 20) (Ufjf 2012) No plano cartesiano, considere os

pontos A( 1,2) e B(3,4).