Você está na página 1de 7

Visto:

CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 01


Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

Tabela Periódica

1 18
1A 2 13 14 15 16 17 8A
H 2A 3A 4A 5A 6A 7A He
Li Be 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 B C N O F Ne
Na Mg Aℓ Si P S Cℓ Ar
K Ca Sc Ti V Cr Mn Fe Co Ni Cu Zn Ga Ge As Se Br Kr
Rb Sr Y Zr Nb Mo Tc Ru Rh Pd Ag Cd In Sn Sb Te I Xe
Cs Ba La Hf Ta W Re Os Ir Pt Au Hg Ta Pb Bi Po At Rn
Fr Ra Ac Rf Db Sg Bh Hs Mt Ds Rg Cn

1ª QUESTÃO (05 escores)

MÚLTIPLA ESCOLHA

ESCOLHA A ÚNICA RESPOSTA CERTA, ASSINALANDO-A COM UM “X” NOS PARÊNTESES À ESQUERDA.

01. Considere os seguintes dados:

1
I. C(s) + O2(g) → CO(g); ∆H = –109 kJ/mol
2
1
II. CO(g) + O2(g) → CO2(g); ∆H = -284 kJ/mol
2

O ∆H da reação C(s) + O2(g) → CO2 (g) está corretamente representado em

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

SSAA / STE / CMCG 2016


Visto:
CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 02
Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

02. O conhecimento dos potenciais padrão permite que se façam previsões quanto à espontaneidade de
algumas reações químicas. Considere as semirreações:

Cr2O72–(aq) + 14H+(aq) + 6e– → 2Cr3+(aq) + 7H2O(ℓ); E° = +1,33 V


– +
CℓO4 (aq) + 2H (aq) + 2e– → CℓO3–(aq) + H2O(ℓ); E° = +1,23 V

Com base nessas informações, é correto afirmar que a oxidação do íon crômio (III) com o íon
perclorato (CℓO4-), em meio ácido, é uma reação

( A ) espontânea, com ∆E° = +0,10 V.


( B ) espontânea, com ∆E° = +2,36 V.
( C ) não espontânea, com ∆E° = +0,10 V.
( D ) não espontânea, com ∆E° = –0,10 V
( E ) não espontânea, com ∆E° = –2,36 V

03. O gráfico a seguir apresenta os valores de entalpia para uma reação genérica X + Y → Z + W, em
duas situações: na presença e na ausência de catalisador.

Os valores da energia de ativação na presença do catalisador e o tipo de reação quanto à


liberação ou absorção de calor são, respectivamente,

( A ) 30 kJ e endotérmica.
( B ) 50 kJ e endotérmica.
( C ) 50 kJ e exotérmica.
( D ) 110 kJ e endotérmica.
( E ) 110 kJ e exotérmica.

SSAA / STE / CMCG 2016


Visto:
CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 03
Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

04. As baterias de lítio-iodo foram desenvolvidas principalmente para serem utilizadas em marcapassos
cardíacos, por serem leves, seguras (não liberam gases, pois são fechadas hermeticamente),
possuem boa durabilidade (estimada em 8 a 10 anos), e fornecem uma alta densidade de carga (0,8
Wh/cm3). Com relação à bateria de lítio-iodo, abaixo estão apresentadas as semirreações, juntamente
com seus potenciais padrões.

Semirreação (A): Li+(s) + e– → Li(s) Eº = –3,05 V


Semirreação (B): I2(s) + 2e– → 2I-(s) Eº = + 0,54 V

A alternativa correta em relação às semirreações acima é:

( A ) A semirreação (A) acontece no cátodo; a (B) acontece no ânodo. Dessa maneira, na


semirreação (A) ocorre oxidação e, na (B), ocorre redução.

( B ) O lítio metálico é o agente redutor, e o potencial padrão para a bateria vale -3,59 V.

( C ) A reação global é: 2 Li(s) + 2 I2(s) → 2 LiI(s), com potencial padrão de + 2,51 V.

( D ) Conforme os potenciais padrões apresentados para a as semirreações, a diferença de potencial


desta bateria é, em condições padrão, Eº = –2,51 V.
( E ) No sentido espontâneo, a semirreação (A) acontece no ânodo e a (B) acontece no
cátodo. Dessa maneira, na semirreação (A) ocorre oxidação e, na (B), ocorre redução.

05. O monitoramento da concentração de glicose (C6H12O6) plasmática é um exame clínico importante na


medicina preventiva, sendo o diagnóstico considerado normoglicêmico (regular) quando os valores da
concentração se encontram entre 0,7 e 1 mg/mL. Valores abaixo desse intervalo indicam hipoglicemia
e acima desse intervalo indica hiperglicemia. Os exames de dois pacientes confirmaram a
concentração de glicose em 0,32 g/L (paciente 1) e 0,96 g/L (paciente 2). Considerando essas
informações, o diagnóstico dos pacientes 1 e 2 indica, respectivamente, um quadro

( A ) hipoglicêmico e hiperglicêmico.
( B ) hipoglicêmico e normoglicêmico.
( C ) normoglicêmico e hiperglicêmico.
( D ) normoglicêmico e hipoglicêmico.
( E ) hiperglicêmico e hipoglicêmico.

2ª QUESTÃO (49 escores)

DÊ O QUE SE PEDE

06. A água contida em uma moringa ou bilha de barro (recipiente cerâmico poroso) tem uma temperatura
inferior à do ambiente. Esse fenômeno se deve à evaporação da água na superfície externa do
recipiente, depois que ela se difunde através dos poros do material cerâmico.

Utilizando argumentos que envolvam a variação de entalpia, EXPLIQUE por que a evaporação da
água na superfície externa da moringa é responsável pelo fato de a temperatura da água nela contida
manter-se inferior à ambiente. (03 escores)

A vaporização de um líquido é um fenômeno endotérmico, ou seja, a água necessita


absorver energia do meio para poder vaporizar. Com isso, a temperatura da água que
permanece na moringa diminui. ______________________________________________

SSAA / STE / CMCG 2016


Visto:
CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 04
Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

07. Dadas as reações termoquímicas de formação de CO2:

2C(s) + 2O2(g) → 2CO2(g) ∆Ho = - 787 kJ


2CO(g) + O2(g) → 2CO2(g) ∆Ho = - 566 kJ

a) Calcule a variação de entalpia para a formação de 1 mol de CO a partir da reação do carbono com
o gás oxigênio, dada abaixo: (04 escores)

2 C(s) + O2(g) → 2CO(g)

2C(s) + 2O2(g) → 2CO2(g) ∆H = - 787 kJ reação


2CO2(g) → 2CO(g) + O2(g) ∆H = + 566 kJ reação

∆H = (+ 566 – 787)/2

–110,5 kJ

b) Calcule a energia liberada na combustão completa de 1 kg de carbono. (03 escores)

C(s) + ½ O2(g) → CO(g) + 110,5 kJ


12g 110,5 kJ

1000 g X

X= = 9208 kJ

08. Os oceanos da Terra estão ficando mais ácidos a uma taxa que parece não ter precedentes nos
últimos 300 milhões de anos. Uma notícia nada agradável para a vida marinha e para a economia
humana que depende dela. Estudos realizados pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos,
consideraram que a rapidez das alterações químicas nos oceanos atuais é única. A causa é o dióxido
de carbono, CO2(g), substância química que a humanidade lança em quantidades cada vez maiores
na atmosfera, ao queimar combustíveis fósseis. Cerca de metade de CO2(g) emitido no Planeta acaba
sendo absorvido pelos oceanos e, ao reagir com a água, produz a diminuição da alcalinidade do mar.
A mudança na alcalinidade da água do mar é suficiente para que haja diminuição da quantidade
de íons carbonato disponíveis na água. Criaturas tão diferentes, como corais, ostras, algas e estrelas
do mar, têm dificuldade para construir seu próprio organismo e podem até perder parte dele. O ritmo
atual de acidificação é dez vezes mais veloz. Se as emissões de CO2 continuarem como estão, uma
mudança, como a do Eoceno — período geológico da Era Terciária —, um fenômeno que há 56
milhões de anos levou 5000 anos para se consumar, extinguindo organismos marinhos, ocorrerá até
o fim do século.
(LOPES, Reinaldo José. Mar fica ácido em ritmo sem precedente.
Disponível em: <http://acervo.folha.com.br/fsp / 2012/03/02/15/5748900>.
Acesso em: 02 nov. 2016.)

Em relação às informações do texto sobre a acidez dos oceanos produzida pelo dióxido de
carbono, CO2(g), lançado na atmosfera em decorrência de ações antrópicas, e com base no sistema
em equilíbrio químico representado pelas equações químicas a seguir, responda aos subitens a), b), e
c).
CO2(g) + H2O(ℓ) H2CO3(aq)
CaCO3(s) + CO2(aq) Ca(HCO3)2(aq)

SSAA / STE / CMCG 2016


Visto:
CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 05
Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

a) Escreva a equação química que representa a ionização do ácido carbônico, produzindo íons H+.
(03 escores)

H2CO3 H+ + HCO3-

b) Explique, utilizando o princípio de Le Chatelier, por que o aumento da concentração de CO2 na


atmosfera aumenta a acidez da água do mar. (03 escores)

Com o aumento da concentração de CO2 na atmosfera, o primeiro equilíbrio mostrado é


deslocado para os produtos , formando mais ácido carbônico , que se ioniza formando
H+ , tornando a água do mar mais ácida._______________________________________

c) Explique por que o aumento da concentração de CO2 na atmosfera está dificultando o


desenvolvimento de organismos marinhos que possuem esqueletos de carbonato de cálcio.
(03 escores)

O excesso de CO2 na água do mar solubiliza o carbonato de cálcio , que é utilizado na


forma insolúvel para a composição dos esqueletos dos organismos marinhos ,
dificultando seu desenvolvimento .___________________________________________

09. A figura a seguir representa a pilha formada entre as placas de Pb e Zn.

A partir da análise da figura, determine:

a) O cátodo e o ânodo. (02 escores)

Os eletrodos de chumbo e zinco , respectivamente._____________________________

b) O sentido do fluxo de elétrons. (01 escore)

Do eletrodo de zinco para o eletrodo de chumbo. _______________________________

c) A semirreação de oxidação. (02 escores)

Zn → Zn2+ + 2e- ________________________________________________________

SSAA / STE / CMCG 2016


Visto:
CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 06
Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

d) A semirreação de redução. (02 escores)

Pb2+ + 2e- → Pb _________________________________________________________

e) A reação global. (02 escores)

Pb2+ + Zn → Pb + Zn2+ ___________________________________________________

f) A ddp da pilha. (02 escores)

∆E = -0,13 – (-0,76) = 0,63 V ______________________________________________

10. Em um laboratório, um analista misturou 1 L de uma solução de ácido clorídrico 0,1 mol/L a 1 L de
uma solução de hidróxido de sódio 0,2 mol/L, restando 0,1 mol do hidróxido sem reagir. A partir das
informações fornecidas,

a) escreva a equação química balanceada. (04 escores)

HCℓ (aq) + NaOH (aq) → NaCℓ (aq) + H2O (ℓ) __________________________

b) calcule a concentração de hidróxido de sódio da solução resultante, considerando que o volume


final da mistura é a soma dos volumes das soluções misturadas. (02 escores)

M = 0,1mol/2L = 0,05 mol/L de NaOH ou 5x10-2 mol/L

c) calcule o valor do pH da solução resultante. Use log 5 = 0,70. (03 escores)

pOH = -log [OH-] = -log (5x10–2) = 2 - 0,7 = 1,30

como: pOH + pH = 14

pH = 12,70

11. Ao colocar um pouco de açúcar na água e mexer até a obtenção de uma só fase, prepara-se uma
solução. O mesmo acontece ao se adicionar um pouquinho de sal à água e misturar bem. Uma
substância capaz de dissolver o soluto é denominada solvente; por exemplo, a água é um solvente
para o açúcar, para o sal e para várias outras substâncias.
Suponha que uma pessoa, para adoçar seu cafezinho, tenha utilizado 3,42 g de sacarose (massa
molar igual a 342 g/mol) para uma xícara de 50 mL do líquido. Considerando essas informações,
responda aos subitens a) e b).

a) Qual é a concentração final, em mol/L, de sacarose nesse cafezinho? (04 escores)

= 0,01 mol

M=
SSAA / STE / CMCG 2016
Visto:
CMCG PRF/2016 – QUÍMICA 2º ANO DO ENS. MÉDIO 1ª CHAMADA 07
Assinada por:
GABARITO Cap Paulo Chagas/
Cap Cecilia

b) Calcule a pressão osmótica da solução resultante, sabendo que π = M.R.T, em que: (03 escores)
M é a concentração em mol/L;
R é a constante universal dos gases = 0,082 atm.L/mol.K e
T é a temperatura absoluta em Kelvin = 305 K.

12. Considere a seguinte reação química, dentro de um recipiente fechado, à temperatura constante:

H2(g) + I2(g) 2Hl(g)

O gráfico abaixo apresenta as concentrações das substâncias envolvidas ao longo do tempo. Com
base no gráfico e nos respectivos valores do estado de equilíbrio químico alcançado pelos
componentes da reação, ([HI] = 1,2 mol/L, [I2] = 0,6 mol/L e [H2] = 0,1 mol/L), determine a
expressão da constante de equilíbrio e o valor do KC. (03 escores)

Correção gramatical e/ou apresentação da prova: 0,5 ponto.

***********************************************************************************
FIM DA PROVA

SSAA / STE / CMCG 2016