Você está na página 1de 9

11 artistas brasileiros de arte

moderna para você conhecer!

Foto: Oswald de Andrade, Mário de Andrade, Manuel Bandeira,


entre outros.

Chama-se genericamente modernismo (ou movimento


modernista) o conjunto de movimentos culturais, escolas e estilos
que permearam as artes e o design da primeira metade do século
XX. Apesar de ser possível encontrar pontos de convergência
entre os vários movimentos, eles em geral se diferenciam e até
mesmo se antagonizam.
Encaixam-se nesta classificação, dentre outros campos culturais,
a literatura, a arquitetura, design, pintura, escultura, teatro e a
música moderna.

A palavra moderno também é utilizada em contraponto ao que é


ultrapassado. Neste sentido, ela é sinónimo de contemporâneo,
embora, do ponto de vista histórico-cultural, moderno e
contemporâneo abranjam contextos bastante diversos.

Principais características da Arte Moderna:

Objetivando romper com os padrões antigos, os artistas


modernos buscam constantemente novas formas de expressão e,
para isto, utilizam recursos como cores vivas, figuras deformadas,
cubos e cenas sem lógica. O marco inicial do movimento
modernista brasileiro foi a realização da Semana de Arte
Moderna de 1922, onde diversos artistas plásticos e escritores
apresentaram ao público uma nova forma de expressão. Este
evento ocorreu no Teatro Municipal de São Paulo.

A Arte Moderna está exposta em muitos lugares, em São Paulo


ela pode ser vista no Museu de Arte Moderna, nas Bienais e
também em outras formas de exposições que buscam estimular
esta forma de expressão.

1. Tarsila do Amaral, 1886-1973, Capivari, São Paulo.


Foi uma pintora e desenhista brasileira e uma das figuras centrais
da pintura e da primeira fase do movimento modernista no Brasil,
ao lado de Anita Malfatti. Em 1922, introduziu o cubismo no
Brasil com suas formas geométricas representadas, na maioria
das vezes, por cubos e cilindros. Seu quadroAbaporu, de 1928,
inaugura o movimento antropofágico nas artes plásticas.

2. Anita Malfatti, 1889-1964, São Paulo, São Paulo.

Foi uma pintora, desenhista, gravadora e professora brasileira.


Sua polêmica exposição em 1917 foi um marco para a renovação
das artes plásticas no Brasil. O escritor Monteiro Lobato, crítico
de arte do jornal O Estado de São Paulo, publicou um artigo
intitulado “Paranoia ou mistificação?”, era uma crítica à mostra
expressionista de Anita Malfatti, que serviu de estopim para o
Movimento Modernista no Brasil. Algumas de suas obras
tornaram-se clássicos da pintura moderna.

3. Di Cavalcanti, 1897-1976, Rio de Janeiro.


Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais
conhecido como Di Cavalcanti foi um pintor modernista,
desenhista,ilustrador, muralista e caricaturista brasileiro. Sua
arte contribuiu significativamente para a distinção da arte
brasileira e entre outros movimentos da época com suas
reconhecidas cores vibrantes, formas sinuosas e temas
tipicamente brasileiros como carnaval, mulatas e tropicalismos
em geral. Di Cavalcanti é, juntamente com outros grandes nomes
da pintura como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Graça Aranha
um dos mais ilustres representantes do modernismo brasileiro.

4. Inácio da Costa Ferreira, 1892-1958, Rio Claro, São Paulo.

Inácio da Costa Ferreira, melhor conhecido como Ferrignac, foi


um advogado, ilustrador, desenhista, caricaturista e escritor
brasileiro. Ele participou e teve grande influência na Semana de
Arte Moderna.

5. Vicente do Rego Monteiro, 1899-1970, Recife, Pernambuco.

Foi um artista múltiplo: pintor, desenhista, escultor, professor e


poeta brasileiro.

6. John Graz, 1891, Genebra, Suíça | 1980, São Paulo, São Paulo.

John Louis Graz foi um pintor, ilustrador, decorador, escultor e


artista gráfico.

7. Oswaldo Goeldi, 1895-1961, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.


Foi gravador, desenhista, ilustrador, professor. Filho do cientista
suíço Emílio Augusto Goeldi. Com apenas 1 ano de idade, muda-
se com a família para Belém, Pará, onde vivem até 1905, quando
foram para Berna, Suíça.

8. Victor Brecheret, 1894-1955, São Paulo.

Victor Brecheret foi um escultor ítalo-brasileiro, considerado um


dos mais importantes do país. É responsável pela introdução do
modernismo na escultura brasileira.

9. Wilhelm Haarberg,1891-1986, Alemanha.


Escultor, desenhista, restaurador e professor. Wilhelm Haarberg. 
Residiu em Săo Paulo e aproximou-se do escritor e crítico de arte
Mário de Andrade, que o caracterizava como um escultor da
escola expressionista alemă que incorporara traços arcaizantes
aos seus trabalhos; durante o período em que viveu na capital
paulista, ministrou aulas de plástica para crianças na Escola Alemă.

10. Ismael Nery, 1900-1934, Rio de Janeiro.

Foi um pintor brasileiro de influência surrealista. Junto com


Cícero Dias e Oswaldo Goeldi foi um dos expoentes dos anos
1920. Muito atuante no modernismo brasileiro, veio a falecer
prematuramente, aos 34 anos, de tuberculose, num mosteiro
franciscano. Portanto, suas obras passaram a ser reconhecidas
após sua morte.

11. Lasar Segall, 1891, Vilnius, Lituânia | 1957, São Paulo.

Foi um pintor, escultor e gravurista judeu brasileiro nascido no


território da atual Lituânia. O trabalho de Segall teve influências
do impressionismo, expressionismo e modernismo.

Fontes: Sua Pesquisa / Wikipedia.

Veja também:

Os 8 principais movimentos artísticos do século XX

ver no site: http://arteref.com/arte/artistas-brasileiros-de-


arte-moderna/