Você está na página 1de 2

Apontamentos

6. 2. – O REGISTO DAS TROCAS INTERNACIONAIS – A


BALANÇA DE PAGAMENTOS
A Contabilidade Nacional observa as relações que se estabelecem ao nível do comércio
internacional, procedendo ao registo das operações económicas realizadas entre os
diversos agentes.
Os fluxos de entrada e saída entre um país e os restantes inscrevem-se, a crédito ou a
débito, na Balança de Pagamentos, que é o mapa onde se registam todas as transacções
económicas que se operam entre um pais e o resto do mundo. Este registo é feito sob a
forma de um sistema de contas que se mantém em equilíbrio permanente, de modo a
permitir que a Balança de Pagamentos esteja sempre saldada, isto é, com saldo igual a
zero.
A Balança de Pagamentos portuguesa decompõe-se em três:
Balança Corrente,Balança de Capital e Balança Financeira. Mas a
Balança de Pagamentos ainda inclui uma rubrica, denominada erros e omissões,
que serve para registar as divergências nos fluxos decorrentes da diferença de conceitos
e de fontes de informação. Esta rubrica destina-se a corrigir os desvios ocorridos na
Balança Corrente, de Capital e Financeira.

Noção Balança de Pagamentos – regista as transacções económicas que


ocorrem entre um pais e o resto do mundo, devendo o seu saldo apresentar-se sempre
nulo.

NOTA: consultar o esquema fornecido nas aulas.

Noção de Balança Corrente:


regista os fluxos de entrada e saída relativos às transacções correntes entre um pais e o
resto do mundo.

6.2.1. A Balança Corrente

Genericamente, pode-se dizer que a Balança Corrente compreende todas as transacções


correntes realizadas no âmbito do comercio internacional entre agentes residentes e não
residentes. Esta balança engloba os fluxos que se estabelecem entre diferentes países
relativos e pagamentos e recebimentos de transacções com mercadorias, serviços,
rendimentos e transferências correntes, decompondo-se assim em quatro balanças.

NOTA: consultar o esquema fornecido nas aulas.

Balança de Mercadorias (ou Comercial)

A Balança de Mercadorias ou Comercial engloba as transacções com mercadorias entre


os agentes de um pais e o resto do mundo. Nesta balança são registadas
as importações, as entradas de bens que correspondem a uma saída de moeda, e
as exportações, as saídas de bens que dão origem a uma entrada de moeda. Se
calcularmos a diferença entre as saídas (créditos) e as entradas (débitos) de mercadorias,
obtemos o saldo da Balança de Mercadorias, que pode ser de três tipos: deficitário,
superavitário ou nulo.

Saldos da Balança Comercial

Déficit Exportações (C) < Importações (D)

Superávite Exportações (C) > Importações (D)

Nulo Exportações (C) = Importações (D)

Saldo = Crédito (C) – Débito (D)