Você está na página 1de 2

PARTE I – QUESTÕES DE PROVAS ENADE industrial e da expansão urbana.

C pela sua especificidade, constitui uma planificação do trabalho coletivo no quadro do


1. ENADE 2007 - QUESTÃO 15 desenvolvimento industrial e da expansão urbana.
A análise do significado social do Serviço Social no processo de reprodução das relações sociais D pela sua trajetória liberal, constitui uma especialização do trabalho individual no quadro do
salienta o caráter contraditório da profissão. Ela reproduz, pela mesma atividade, interesses desenvolvimento industrial e da retração urbana.
contrapostos que convivem em tensão – demandas do capital e do trabalho – e só pode fortalecer E sob a perspectiva profissional, está à parte do processo de produção e reprodução das relações
um ou outro polo pela mediação de seu oposto. sociais, portanto, não constitui uma especialização do trabalho coletivo.
De que decorre esse caráter contraditório da atuação profissional?
(A) Da intencionalidade do Assistente Social. 5. ENADE 2013 – QUESTÃO 25
(B) Da condução da atuação profissional. O reconhecimento de que o assistente social atua nas expressões da questão social é fruto do
(C) Da pressão dos empregadores. amadurecimento profissional ao longo da história. Acerca da questão social, avalie as seguinte
(D) Da relação de classes. afirmações.
(E) Das demandas dos usuários. I. A questão social é fruto da ordem capitalista e possui expressões que estão sujeitas a
modificações e intensificações.
2. ENADE 2010 - QUESTÃO 20 II. A questão social colide com a sociedade capitalista e suas expressões são problemas inerentes
A flexibilização das relações de trabalho que atingem inclusive os postos de trabalho situados no aos sujeitos sociais.
âmbito do Estado brasileiro, importante empregador dos assistentes sociais do país, geram como III. As expressões da questão social são resultantes do processo de consolidação e amadurecimento
consequências para essa categoria de profissionais da sociedade capitalista.
A. retração dos postos de trabalho, com melhoria salarial. É correto o que se afirma em
B. maior liberdade para o profissional que souber se situar e vencer a concorrência. A I, apenas.
C. oportunidades diferenciadas de inserção no mercado, sempre com possibilidades concretas de B II, apenas.
maior incremento salarial. C I e III, apenas.
D. novas possibilidades de trabalho, pois poderão ocupar espaços antes destinados a profissionais D II e III, apenas.
com formação técnica diversa. E I, II e III.
E. obrigação de permanente qualificação profissional, pois o profissional é chamado a responder a
demandas variadas e mutantes. 6. ENADE 2013 – QUESTÃO 33
Ainda que dispondo de relativa autonomia na efetivação de seu trabalho, o assistente social, na
3. ENADE 2010 - QUESTÃO 23 organização de sua atividade, depende do Estado, da empresa, de entidades não-governamentais
Os estudos de Antunes (2001) acerca da centralidade das transformações no mundo do trabalho que viabilizam aos usuários acesso aos seus serviços, fornecem meios e recursos para sua
esclarecem aspectos fundamentais da influência do toyotismo e do processo de mundialização no realização, estabelecem prioridades a serem cumpridas e interferem na definição de papéis e
setor produtivo. funções que compõem o cotidiano do trabalho institucional. Ora, se assim é, a instituição não é um
ANTUNES, R. Os Sentidos do Trabalho: ensaios sobre a afirmação e negação do trabalho. 5.ed. condicionante a mais do trabalho do assistente social, ela organiza o processo de trabalho do qual
São Paulo: ele participa. IAMAMOTO, M. V. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação
Boitempo Editorial, 2001 (fragmento). profissional. 8ª Ed. São Paulo: Cortez, 2005, p. 63 (adaptado).
A expansão do trabalho social combinado significa Com base no texto, conclui-se que
A. a utilização do trabalho de imigrantes, negros e crianças. A as instituições representam obstáculos para o exercício profissional do assistente social.
B. a articulação do trabalho industrial com o setor de serviços. B o processo de trabalho é o conjunto de meios e recursos disponibilizados pelas instituições.
C. o aumento progressivo do trabalho feminino no interior da classe trabalhadora. C o assistente social depende da instância institucional para acessar os meios necessários à
D. a incorporação de trabalhadores de diversas partes do mundo no processo de produção e de efetivação do seu trabalho.
serviços. D os meios colocados à disposição do assistente social restringem a sua atuação às demandas
E. a ampliação das empresas multinacionais nos países “pobres” como estratégia de exploração de institucionais, impedindo procedimentos para além desses limites.
mão de obra barata. E o estabelecimento de prioridades e a definição de papéis e funções nas instituições interferem
indevidamente nos procedimentos necessários à garantia de acesso dos usuários aos serviços.
4. ENADE 2013 – QUESTÃO 15
Desde 1980, a análise do significado social da profissão está centrada no processo de reprodução 7. ENADE 2016 – QUESTÃO 17
das relações sociais, sustentando que a questão social é indissociável das relações sociais O Serviço Social situa-se como uma profissão que participa da reprodução das relações de classe e
capitalistas, nos marcos da expansão monopolista e de seu enfrentamento pelo Estado. O processo do relacionamento contraditório entre elas [...]. Dentro da referência analítica adotada, cabe
de renovação crítica do Serviço Social é vivenciado internamente na categoria profissional, exigindo reafirmar que a reprodução das relações sociais não se restringe à reprodução da força de trabalho
dos profissionais o entendimento da sua posição na divisão sociotécnica do trabalho. e dos meios objetivos de produção (instrumentos de produção e matérias-primas). A noção de
IAMAMOTO, M. V. A Questão Social no Capitalismo. In: TEMPORALIS. Revista da Associação reprodução engloba-os, enquanto elementos substanciais do processo de trabalho, mas, também,
Brasileira de Ensino e Pesquisa. ABEPSS. Ano II, nº 3, janeiro a junho de 2001 (adaptado). os ultrapassa. Não se trata apenas de reprodução material no seu sentido amplo, englobando
Considerando o contexto apresentado, conclui-se que o Serviço Social, produção, consumo, distribuição e troca de mercadorias. Refere-se à reprodução das forças
A pela sua trajetória histórica conservadora, edificou um projeto homogêneo de fortalecimento do produtivas e das relações de produção na sua globalidade, envolvendo, também, a reprodução da
tradicionalismo profissional e seu ideário conservador. produção espiritual, isto é, das formas de consciência social: jurídicas, religiosas, artísticas ou
B sob a perspectiva profissional, é fruto do processo de produção e reprodução das relações sociais filosóficas, por meio das quais se toma consciência das mudanças ocorridas nas condições
e, por isso, afirma-se como uma especialização do trabalho coletivo no quadro do desenvolvimento materiais de produção.

IAMAMOTO, M. V.; CARVALHO, R. Relações sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma capacidade de decifrar a realidade e construir respostas de trabalho criativas e capazes de
interpretação histórico-metodológica. São Paulo: Cortez, 19 ed., p. 71-72, 2006 (adaptado). presevar e efetivar direitos, a partir de demandas emergentes no cotidiano. Enfim, ser um
profissional propositivo e não só executivo.
Com base no texto apresentado e na direção ético-política hegemônica da profissão na 2. ( F ) Adotar uma postura messiânica na atuação como profissional do Serviço Social é entender
contemporaneidade, avalie as afirmações a seguir. que a realidade está dada de forma definitiva.
I. O Serviço Social responde às demandas igualitárias das classes nas relações de produção, em 3. ( F ) O Serviço Social tem um papel importante no processo de reprodução social da força de
conformidade com as diretrizes da globalização. trabalho, mas não da reprodução material, uma vez que sua objetividade é apenas social, não
II. O Serviço Social define estratégias profissionais e políticas com o propósito de reforçar os interferindo nas condições materiais de vida da população usuária.
interesses sociais da classe trabalhadora, para além das necessidades materiais. 4. ( F ) Já que dispõe de autonomia relativa, o/a Assistente Social não depende da forma como a
III. O Serviço Social contribui com a divulgação das formas de consciência social vinculadas à instituição a que está vinculado organiza todo o processo de trabalho do qual ele/ela participa.
produção espiritual que se ancora em concepções religiosas. 5. ( F ) Os processos de trabalho em que se insere o/a Assistente Social não é por ele organizado
IV. O Serviço Social constrói alternativas profissionais de reprodução dos meios de produção direta, e nem são exclusivamente processos de trabalho do/a Assistente Social.
no sentido de englobar mercadorias, consumo e distribuição.
É correto apenas o que se afirma em QUESTÃO 2: Revisite a tirinha da Mafalda
A I. abaixo e reflita sobre os FUNDAMENTOS E
B II. SENTIDOS marxistas atribuídos ao
C I e III. TRABALHO.
D II e IV. E III e IV.

De acordo com os referenciais teóricos


estudados na disciplina de Processos de
Trabalho em Serviço Social, assinale V para
verdadeiro e F para Falso nas afirmativas
abaixo relacionadas:
a) Para MARX, o trabalho é o fundamento ontológico do ser social, sendo o ponto de partida para
compreendermos as relações estabelecidas entre os homens. Estas relações estão assentadas,
inicialmente, nas suas necessidades mais imediatas, permitindo o aparecimento de novas
necessidades, sempre direcionadas a um fim, através da transformação da natureza enquanto uma
ação fundamentalmente humana (V).
c) Marx trata a alienação do trabalho a partir de uma constatação muito concreta: no capitalismo, o
trabalhador fica mais pobre em função da riqueza que produz, cria mercadoria e se torna ele mesmo
uma mercadoria (V).
b) O trabalho se realiza por meio da incapacidade teleológica e da necessidade de cooperação,
comunicação, conhecimento, humanização e domínio sobre a natureza (F).
d) Enquanto a atividade vital dos animais como resposta à necessidade de sobrevivência é limitada
e instintiva, a atividade humana se diferencia pelas mediações que estabelece de forma consciente,
racional, projetiva, transformando sentidos de forma livre e criativa (V).
e) Na sociedade burguesa, quanto mais se desenvolve a produção capitalista, mais as relações de
produção se alienam dos próprios homens, confrontando-os como potências externas que os
dominam (V).
e) Marx define a dupla realidade do trabalho como trabalho concreto
(que se manifesta no valor de uso) e trabalho abstrato (que se manifesta no valor de troca –
Padrão de resposta fetichismo – mediado pelo mercado e pelo dinheiro) (V).
O/a estudante deverá desenvolver a questão acerca do trabalho assalariado no processo de
produção capitalista abordando os seguintes pontos: QUESTÃO 3: Revisite a tirinha abaixo e tente realizar as conexões entre os termos mencionados e
• contradição fundamental do sistema capitalista (relação capital/trabalho); • processo de exploração seus respectivos significados:
do trabalhador e extração da mais-valia; • expressões da questão social/mazelas sociais; • luta
politica dos trabalhadores; • direitos e precarização dos direitos. (a) Exploração
(b) Mais Valia
PARTE II – QUESTÕES ELABORADAS NO MODELO ENADE (c) Alienação
(d) Acumulação
QUESTÃO 1 – No que se refere ao Serviço Social na contemporaneidade e o debate acerca dos (e) Trabalho
Processos de Trabalho que envolvem o/a Assistente Social, julgue os itens em C (certo) ou E
(Errado):

1. ( V ) Um dos maiores desafios que o/a Assistente Social vive no presente é desenvolver sua
(d ) Reinversão do mais-valor no processo produtivo, com aumento da escala de produção.  Antunes (2011) em seu livro “Adeus ao Trabalho?” destaca que a redução da jornada diária
Caracteriza-se pela centralização dos capitais e pela concentração do mais-valor. É uma ou do tempo semanal de trabalho tem sido uma das mais importantes reinvindicações de
reprodução ampliada do capital. trabalhadores (as).
(c) Processo histórico-social no qual o produto do trabalho humano torna-se independente, se
Diante das questões acima destacadas, descreva sobre a relevância da luta pela redução da
autonomiza, escapando ao controle racional e virando-se contra seu criador.
jornada de trabalho e pela construção de sentidos no tempo de trabalho e tempo livre.
(a ) Dominação de uma classe social sobre outra a partir da apropriação do trabalho não pago,
do tempo de trabalho excedente e do mais-valor.
(e) Processo de intercâmbio e mediação entre o ser humano e a natureza, inserido nas relações QUESTÃO DISCURSIVA 2:
sociais. Quando é livre, Marx o concebe como uma atividade humana orientada a produzir
bens segundo as leis da beleza, mas converte-se em tortura no contexto de dominação  Iamamoto (2011) destaca que “Os assistentes sociais, apesar do pouco prestígio social e dos
capitalista. baixos salários, formam uma categoria que tem ousado sonhar, que tem ousado ter firmeza na
(b ) Fração do valor produzido pela força de trabalho que é apropriada gratuitamente pelo luta, que tem ousado resistir aos obstáculos, porque aposta na história, construindo o futuro, no
capitalista. Constitui a origem da exploração. Representa um trabalho não pago. É a fonte de presente”.
vida do capital. É o excedente repartido entre diferentes capitalistas.
A partir de tal afirmação e tendo como norteador o Projeto Ético-Político do Serviço Social,
aponte exigências profissionais, desafios e possibilidades para o enfrentamento da realidade
QUESTÃO 4: Sobre os Processos de Trabalho em Serviço Social, podemos afirmar que:
contraditória vivenciada no contexto atual capitalista.
I. Desde 1980, vem-se afirmando que o Serviço Social é uma especialização do trabalho, uma
profissão particular inscrita na divisão social e técnica do trabalho coletivo da sociedade.
EXIGÊNCIAS PROFISSIONAIS
II. O Serviço Social participa de maneira contraditória em relação ao processo de reprodução dos
 Profissional atento às possibilidades de respostas as demandas sociais;
interesses de preservação do capital e às respostas às necessidades de sobrevivência dos que
 Profissional informado, crítico e propositivo que aposte no potencial dos sujeitos;
vivem do trabalho.
 Busca pela ampliação das bases de legitimidade do trabalho profissional;
III. O trabalho do Assistente Social encontra-se distanciado do campo da defesa e/ou realização de
 Conhecimento do modo de vida e da cultura de segmentos sociais acompanhados;
direitos de cidadania e na gestão da coisa pública.
 Ampliação do acesso aos serviços de saúde;
IV. O Serviço Social tem na Questão Social a base de sua fundação como especialização do
 Atualização permanente;
trabalho.
 Profissional pesquisador;
Das afirmativas acima, estão corretas:
 Profissional capaz de sintonizar-se com o ritmo das mudanças que presidem o cenário social
a) I e III
contemporâneo onde “tudo que é sólido, desmancha no ar” – Marx.
b) I, II e III
 Competência crítica capaz de decifrar a gênese dos processos sociais, suas desigualdades e
c) I, II e IV
as estratégias de ação para enfrentá-las.
d) Todas as alternativas estão corretas.
 Competência teórica e fidelidade ao movimento da realidade; competência técnica e ético-
política que subordine o "como fazer" ao "o que fazer" e, este, ao "dever ser", sem perder de vista
QUESTÃO 5: Conforme destacam Iamamoto (2011) e Antunes (2011), são consideradas tendências
seu enraizamento no processo social.
do Mercado atual capitalista e desafios para o Serviço Social:
 Preocupação com a qualidade dos serviços prestados e com o respeito aos usuários.
a) Trabalho polivalente, embrutecimento do (a) trabalhador (a) e substituição do trabalho morto por
 Capacidade de formulação de propostas de políticas institucionais criativas e viáveis, que
trabalho vivo ( V ).
alarguem os horizontes indicados, zelando pela eficácia dos serviços prestados.
b) Desemprego estrutural, enxugamento do quadro de pessoal e larga parcela da população com
 Acúmulo teórico-metodológica que lhe permita elaborar uma interpretação crítica do seu
trabalhos precários, terceirizados e temporários ( V ).
contexto de trabalho, um atento acompanhamento conjuntural, que potencie o seu espaço
c) Lutas sindicais e movimentos da classe trabalhadora fortalecidos ( F ).
ocupacional, o estabelecimento de estratégias de ação viáveis, negociando propostas de
d) Desresponsabilização do Estado, terceirizações e privatizações do serviço público ( V ).
trabalho com a população e entidades empregadoras.
e) Expressões da Questão Social agravadas e desregulamentação das Relações de trabalho e dos
 Romper com uma visão endógena, focalista, “de dentro” do Serviço Social.
Direitos Sociais ( V ).
 Compreender movimento das classes e Estado e suas relações com a sociedade.
 Construir propostas de intervenção criativas e qualificadas.
QUESTÃO DISCURSIVA 1:
 Superar visão fatalista e messiânica do SS.
Revisite a tirinha abaixo e realize
 Compreender a profissão como um tipo de trabalho na sociedade.
produção textual solicitada.
 Compreender o papel do SS no processo de produção e reprodução da vida social.
Reconhecer que o SS participa de maneira contraditória do processo de produção e/ou
 A Lei de Regulamentação da
redistribuição da riqueza e que o trabalho do (a) Assistente Social não resulta apenas em serviço,
Profissão de Assistente Social (Lei
mas tem um efeito na produção ou redistribuição do valor e da mais valia.
8.662/1993) está atualizada com o
 Compreender que o Serviço Social tem na Questão Social a base de sua fundação como
artigo introduzido pela Lei nº
especialização do trabalho e reconhecer que as expressões da questão social são a matéria-
12.317/2010, que estabeleceu a
prima ou o objeto do trabalho profissional.
jornada semanal de 30 horas sem redução salarial. A conquista desse direito resultou de forte
mobilização da categoria profissional e representa um imenso ganho para a melhoria das
DESAFIOS
condições de trabalho inserindo-se na luta em defesa dos direitos da classe trabalhadora.
 Globalização mundial sobre a hegemonia do grande capital financeiro, da aliança entre capital

bancário e industrial; defesa da universalização dos serviços públicos e na atualização dos compromissos ético-
 A acumulação de capital não é parceira da equidade; políticos com os interesses da coletividade;
 Agravamento das múltiplas expressões da Questão Social;  O desafio é re-descobrir alternativas e possibilidades para o trabalho profissional no cenário
 Exaltação do mercado e do consumo; atual; traçar horizontes para a formulação de propostas que façam frente à questão social e que
 Desemprego, subemprego, luta por meios para sobreviver no campo e na cidade; sejam solidárias com o modo de vida daqueles que a vivenciam, não só como vítimas, mas como
 População Sobrante - nova pobreza – Pauperização; sujeitos que lutam pela preservação e conquista da sua vida, da sua humanidade. Essa
 Larga parcela da população com trabalhos precários e temporários; discussão é parte dos rumos perseguidos pelo trabalho profissional contemporâneo;
 Queda de padrão salarial;  O Código de Ética nos indica um rumo ético-político, um horizonte para o exercício profissional.
 Trabalhador polivalente; Afirma, como valor ético central, o compromisso com a nossa parceira inseparável, a liberdade.
 Enxugamento do quadro de pessoal; Implica a autonomia, emancipação e a plena expansão dos indivíduos sociais, o que tem
 Modernização da Produção; repercussões efetivas nas formas de realização do trabalho profissional e nos rumos a ele
 Lutas sindicais fragilizadas e a defesa do trabalho dificultada devido ao desemprego; impressos;
 Desresponsabilização do Estado;  Assumir a defesa intransigente dos direitos humanos traz, como contrapartida, a recusa a
 Refilantropização Social; todas as formas de autoritarismo e arbítrio;
 Privatizações do serviço público;  Condução democrática do trabalho do Serviço Social, reforçando a democracia na vida social;
 Desregulamentação das Relações de trabalho e dos Direitos Sociais;  Afirmar o compromisso com a cidadania exige a defesa dos direitos sociais tanto em sua
 Terceirização da prestação de serviços sociais – trabalho precarizado e fragilidade na expressão legal, preservando e ampliando conquistas da coletividade já legalizadas, quanto em
contratação de funcionários públicos; sua realidade efetiva;
 Filantropia empresarial” ou um novo tipo de “ação social” e “espírito social” das empresas  Colocar os direitos sociais como foco do trabalho profissional e defendê-los tanto em sua
denominadas “empresas cidadãs” ou “empresas solidárias” que fazem “investimento social” em normatividade legal, quanto traduzi-los praticamente, viabilizando a sua efetivação social;
projetos comunitários – objetivos do investimento empresarial: melhor imagem social, ampliar  Os princípios constantes no Código de Ética são focos que vão iluminando os caminhos a
vendas, conquistar mercados, preocupação com sobrevivência empresarial, incentivo fiscal sobre serem trilhados, a partir de alguns compromissos fundamentais acordados e assumidos
o lucro – interesses privados e de lucro e ampliação do capital.  Tendência ao Voluntariado – coletivamente pela categoria;
Solidariedade Social;  É necessário investir esforços na identificação de perspectivas para a defesa do Projeto Ético
 Reforço do discurso da Coesão Social, da complementaridade entre as classes, da unidade Político do SS, da qualidade dos serviços prestados, para preservação do emprego e se possível
entre capital e trabalho, entre Estado e sociedade; da ampliação dos postos de trabalho e de espaços ocupacionais de Assistentes Sociais;
 Temos, por um lado, o crescimento da pressão na demanda por serviços, cada vez maior, por  A consolidação do PEP do SS que vem sendo construído requer remar na contracorrente;
parte da população usuária mediante o aumento de sua pauperização;  Desenvolver um trabalho profissional que reconheça a liberdade, a autonomia, a emancipação,
 Falta de verbas e recursos das instituições prestadoras de serviços sociais públicos, expressão a plena expansão dos indivíduos e reforçe princípios e práticas democráticas;
da redução de gastos sociais recomendada pela política econômica governamental, que erige o  Defesa intransigente dos Direitos Humanos e recusa do arbítrio e de todos os tipos de
mercado como a mão invisível que guia a economia; autoritarismo;
 Falência dos serviços públicos nos campos da saúde, educação, habitação etc;  Contribuir com a eliminação de todas as formas de preconceito afirmando a participação e o
 A seletividade dos atendimentos, fazendo com que a proclamada universalização dos direitos respeito as diferenças;
sociais se torne letra morta;  Tornar os espaços de trabalho de Assistentes Sociais, espaços de fato público, alargando os
 Assistente Social cada vez mais compelido a exercer a função de um juiz rigoroso da pobreza, canais de interferência da população na coisa pública, permitindo maior controle, por parte da
técnica e burocraticamente conduzida, como uma aparente alternativa à cultura do arbítrio e do sociedade nas decisões que lhe dizem respeito.
favor;
 Os valores e princípios do Serviço Social sofrem forte embate com a idolatria da moeda, o
fetiche do mercado e do consumo, o individualismo possessivo, a lógica contábil e financeira que
se impõe e sobrepõe as necessidades e Direitos Sociais e Humanos, produção e reprodução de
desigualdades decorrentes do processo de concentração de renda, terra, poder, ciência e
cultura. Desigualdades sentidas e vividas por sujeitos que se revoltam, resistem e lutam para
construir outros horizontes;
 Os (as) Assistentes Sociais funcionários (as) públicos (as) vêm sofrendo efeitos da Reforma do
Estado: precarização das relações de trabalho, demissão de funcionários não estáveis,
contenção salarial, terceirização e contratação precária com perdas de direitos;
 O atual quadro sócio-histórico atravessa e conforma o cotidiano do exercício profissional do
AS, afetando suas condições e as relações de trabalho, assim como as condições de vida da
população usuária dos serviços sociais.

POSSIBILIDADES
 A construção de alternativas ético-políticas se colocam hoje ao exercício e à formação
profissional crítica e competente;
 Pensar o Serviço Social na contemporaneidade requer os olhos abertos para o mundo
contemporâneo para decifrá-lo e participar de sua recriação;
 Necessidade de desenvolver um trabalho pautado na qualidade dos serviços prestados, na