Você está na página 1de 5

1º CHECK DO PAPER

CURSO DE DIREITO – 3º PERÍODO A


DISCIPLINA: DIREITO DAS OBRIGAÇOES
PROF: Esp. MAÍRA LOPES DE CASTRO

TEMA: DEVEDOR INADIMPLENTE E INSCRIÇÃO NO SPC/SERASA: as consequências


pelo não adimplemento das dívidas

DISCIENTES:

GABRIEL NARCISO CORREIA DUTRA


BIWESLY DE SÁ VARÃO

1 DELIMITAÇÃO DO TEMA

O inadimplemento das obrigações e o registro do devedor no SPC Serasa.

2 CONSTRUÇÃO DO PROBLEMA

O direito das obrigações consiste em um conjunto de normas que servem para


orientar as relações jurídicas de ordem patrimonial que acontece entre o sujeito ativo (credor) e
o sujeito passivo (devedor), na qual o credor exerce a função de exigir, já o devedor possui a
função de prestar conta, a obrigação de fazer. Diante do que foi exposto, torna-se de
fundamental importância mencionar que as obrigações sempre são transitórias, ou seja, não
existe obrigações perpétuas, há sempre prazos para que as obrigações sejam cumpridas.
O devedor que não quita suas dívidas e que não cumpre com o que se dispõe a fazer
é chamado de inadimplente, e com isso surge várias indagações a respeito do assunto abordado.
Quais as consequências do inadimplemento do devedor sobre o credor? Com o inadimplemento,
quais penalidades devem ser aplicadas no devedor? Após acontecer o inadimplemento por parte
do devedor, como a relação jurídica patrimonial irá continuar? O devedor inadimplente será
inscrito no SPC/SERASA?
3 HIPÓTESES

Nas relações jurídicas obrigacionais que têm por objeto uma prestação do devedor
ao credor, a regra é o seu adimplemento, ou seja, a satisfação do crédito pelo devedor. Porém,
por diversos motivos pode ocorrer o não cumprimento da prestação acertada nessa relação
jurídica pessoal. Sendo assim, O Código Civil de 2002 tratou deste assunto nos artigos 389 a
420. A topografia do assunto no código nos dá uma dimensão exata do sistema do
inadimplemento das obrigações no Direito Civil brasileiro.
Dessa forma, há de se falar em inadimplemento da obrigação em inexecução,
surgindo a responsabilidade civil contratual, que se baseia nos arts. 389 a 391 do CC. Daí nasce
o de dever de indenizar as perdas e danos, conforme ordenam os seus arts. 402 a 404, sem
prejuízo de aplicação de outros dispositivos. O inadimplemento pode ocorrer de duas formas
de modo genérico: O relativo, no qual há um descumprimento parcial que ainda pode ser
cumprido; e o total ou absoluto, em que há a hipótese de que a obrigação não pode mais ser
cumprida (TARTUCE, 2016, p. 450).
Via de regra as consequências relativas ao devedor se da por meio de sua inscrição
no SPC, SERASA, eles são os principais de bancos de dados e cadastros dos consumidores
inadimplentes. São importantes mecanismos que auxiliam na tomada de decisões para
concessão de crédito pelas empresas em todo país. Como exercem atividade que é
potencialmente lesiva a imagem e honra do consumidor, há regramento específico no Código
de Defesa do Consumidor (CDC). Caso houver inexatidão, o consumidor deve pedir a
retificação ou exclusão do registro.

4 JUSTIFICATIVA

O presente tema foi escolhido para realizarmos uma análise e investigação crítica e
específica do inadimplemento do devedor, analisar quais as consequências que irá ocorrer
devido o não pagamento do sujeito passivo. Tendo como objetivo principal e fundamental
explicar de maneira detalhada as consequências desse ato que com o decorrer do tempo vem se
tornando cada vez mais comum. O trabalho tem como meta exemplificar a probabilidade de um
devedor inadimplente conseguir realizar a inscrição no SPC/SERASA.
Diante do que está sendo exibido, pode-se concluir que o direito das obrigações se
resulta em um dever, o devedor prestar serviço ao credor, tendo como principal fonte o contrato,
pois é o documento que comprova o consentimento de ambas as partes sobre o negócio jurídico,
cabendo ao credor, quando ocorrer inadimplemento do devedor, recorrer ao Estado com o
intuito de receber o que está lhe faltando, mais perdas e danos, caso o transtorno tenha se dado
com a intenção do devedor, com base nisso torna-se de fundamental importância explicar e
analisar esses elementos de maneira crítica e específica.

5 OBJETIVOS

5.1 Geral

 Investigar o inadimplemento das obrigações e o registro do devedor no SPC


Serasa.

5.2 Específicos

 Analisar os reflexos do não adimplemento das obrigações.


 Explicar as penalidades aplicáveis ao devedor.
 Discutir questões relativas ao cumprimento das obrigações.

6 REFERENCIAL TEÓRICO

 Julio Engel. Como funciona a inclusão no SPC, SERASA e SCPC? Este


presente artigo apresenta os reflexos do inadimplemento das obrigações, por
consequente a inscrição nos órgãos de proteção ao credito e como eles funcionam.
 Sílvia Mara de Lima. Direito das obrigações (conceito). Este presente artigo
aborda aspectos gerais das obrigações, servindo como base para o estudo posterior
do seguinte tema explanado no paper.
 Flávio Tartuce. Manual de Direito Civil. A seguinte obra explana de forma
esclarecedora acerca da inadimplência e suas formas e teorias, além disso aborda
aspectos gerais das obrigações.

7 METODOLOGIA
Como método para elaboração do paper é utilizada, segundo a classificação de Gil
(2002, p.44), a pesquisa bibliográfica, pois “é desenvolvida com base em material já elaborado,
constituído principalmente de livros e artigos científicos”, como os supracitados no Referencial
Teórico. Além disso, são utilizados como fonte para constituição da pesquisa publicações
periódicas, as quais proporcionam a reunião de diferentes percepções acerca do objeto,
principalmente no tocante à atualização dos estudos sobre tema.
Na busca pelos objetivos expostos, o trabalho final será dividido em capítulos,
metodologia utilizada para melhor compreensão do problema. Conforme citado, primeiro serão
analisadas as inadimplências e de que forma ela afeta a relação jurídica obrigacional, isto é, as
suas consequências e seus reflexos ao devedor e quais penalidades ele irá sofrer.
Depois, se parte para a compreensão do processo principais questões relativas ao
cumprimento das obrigações estipulado inicialmente entre credor e devedor. Para então, por
fim, abordar diretamente as questões relacionadas ao não inadimplemento das dívidas.
REFERÊNCIAS

ENGEL, Julio. Como funciona a inclusão no SPC, SERASA e SCPC? 2017. Disponível
em: <http://www.engeladvocacia.com.br/inclusao-no-spc-serasa-e-scpc/>. Acesso em: 06 set.
2018.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo:Atlas, 2002.

LIMA, Sílvia Mara de. Direito das obrigações (conceito). 2006. Disponível em:
<https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/3044/Direito-das-obrigacoes-conceito>. Acesso
em: 05 set. 2018.

TARTUCE, Flávio. Manual de Direito Civil; Volume único. 6. Ed. rev., atual e ampl., - Rio
de Janeiro: Forense: São Paulo: Método, 2016.