Você está na página 1de 30

Instruções de instalação e de serviço

Ar condicionado de teto KK2000 E

Id. Nr. 669 28D


Ar condicionado de teto KK2000 E

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ......................................................................................................................3
1.1 Conteúdo e objetivo .......................................................................................................3
1.2 Avisos em destaque ........................................................................................................3
1.3 Documentos adicionais a serem observados .................................................................3
1.4 Informações e normas de segurança ..............................................................................3

2. DESCRIÇÃO GERAL............................................................................................................5
2.1 Unidade de ar condicionado de teto ............................................................................6
2.2 Placa de distribuição de ar ...........................................................................................8
2.3 Sistema elétrico ............................................................................................................8
2.4 Funcionamento do ar condicionado ..............................................................................8
2.5 Estrutura, função e funcionamento dos módulos ........................................................12

3. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ..........................................................................................14


3.1 Ar condicionado..........................................................................................................14
3.2 Compressor ...............................................................................................................15
3.3 Esquema elétrico........................................................................................................16

4. INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO .......................................................................................18


4.1 Esquema de montagem para cabines sem abertura no teto ......................................18
4.2 Lista de verificação para a montagem do KK2000 E com aquecedor ........................19

5. COLOCAÇÃO EM SERVIÇO .............................................................................................20


5.1 Instruções de segurança ............................................................................................20
5.2 Informações para o usuário .......................................................................................20
5.3 Botões de comando, de ajuste e de segurança .........................................................21
5.4 Operação da instalação de ar condicionado ..............................................................21
5.5 Operação do aquecedor Air Top 3500 .......................................................................21

6. MANUTENÇÃO ..................................................................................................................22
6.1 Instruções de segurança ............................................................................................22
6.2 Considerações gerais .................................................................................................22
6.3 Trabalhos de manutenção e conservação ..................................................................22
6.4 Lista de verificação para manutenção e conservação.................................................23
6.5 Detecção e correção de problemas ............................................................................23
6.6 Inspeções antes dos reparos .....................................................................................24
6.7 Trabalhos de reparo ..................................................................................................25
6.8 Inspeções e trabalhos depois dos reparos .................................................................25
6.9 Sichtprüfung ..............................................................................................................27

7. PEÇAS DE REPOSIÇÃO ....................................................................................................28

página 2
Ar condicionado de teto KK2000 E

1. INTRODUÇÃO
1.1 Conteúdo e objetivo
O presente manual está destinado aos profissionais treinados e contém informações
importantes para a montagem, operação, funcionamento e manutenção do ar
condicionado de teto KK2000 E.

1.2 Avisos em destaque


Neste manual, os avisos CUIDADO, ATENÇÃO e IMPORTANTE têm os seguintes
significados:
CUIDADO
Este aviso é usado nos casos em que o não-cumprimento das
instruções ou procedimentos, em parte ou no todo, pode causar
ferimentos ou acidentes fatais.

ATENÇÃO
Este aviso é usado nos casos em que o não-cumprimento das
instruções ou procedimentos, em parte ou no todo, pode levar a
avarias de componentes.

IMPORTANTE
Este aviso é usado para chamar a atenção para um fato especial.

1.3 Documentos adicionais a serem observados


Instrução de montagem Air Top 3500
Instrução de operação Air Top 3500

1.4 Informações e normas de segurança


O ar condicionado de teto KK2000 E foi construído em conformidade com o estado da
técnica atual e é de operação segura, desde que montado e operado corretamente,
observadas as diretrizes constantes deste manual.
Como regra básica, devem-se respeitar as normas gerais de prevenção de acidentes e
as medidas de proteção no trabalho.
Normas de segurança para a construção e operação de máquinas de movimentação de
terra da Associação Profissional da Construção Civil (cooperativa de seguro da
categoria na Alemanha).
(Serviço de Vigilância Técnica, Landsberger Straße 309, 80687 Munique)
DIN ISO 3471 Estruturas de proteção contra capotamento
DIN ISO 3449 Estruturas de proteção contra queda de objetos
DIN ISO 3411 Altura de maquinistas, Diretrizes sobre Espaço Mínimo para Ocupantes
de Veículos, regras de segurança, regras e folhetos informativosdas comissões técnicas
da Central das Associações Profissionais para Segurança e Saúde - BGZ – da
Confederação das Associações Profissionais.
(Carl Heymanns Verlag KG, Luxemburger Straße 449, 50939 Köln)
Relacionamos a seguir algumas “Normas Gerais de Segurança” que vão além das
normas acima referidas.
As normas de segurança especiais que dizem respeito às presentes instruções são
mencionadas nas seções e procedimentos individuais, na forma de avisos destacados.

página 3
Ar condicionado de teto KK2000 E

Normas gerais de segurança


A não observância das instruções de montagem e das informações nelas contidas
implicará a exclusão de responsabilidade da Webasto. O mesmo se aplica aos reparos
feitos por pessoas não habilitadas ou com uso de peças não originais. Tais fatos podem
acarretar a extinção da “Autorização Geral de Circulação“ do veículo.

É obrigatório observar as normas de seguro das associações profissionais,


especialmente as relativas à altura livre, à queda de objetos e ao tombamento do
veículo.

Ao montar a instalação de ar condicionado de teto deverão ser cumpridas as


prescrições legais pertinentes.

A fiação elétrica e os elementos de comando do sistema de ar condicionado no interior


do veículo devem ser dispostos de forma a não constituir obstáculo ao seu bom
funcionamento sob condições de operação normais.

Informações de segurança para os trabalhos de reparação


Em caso de defeitos no circuito de refrigeração, o equipamento deverá ser testado e
devidamente reparado por uma empresa especializada. Não é permitido, em hipótese
alguma, soltar o fluido refrigerante na atmosfera (art. 8 da portaria alemã de proibição
de CFC e halon, de 06/05/1991).
Jamais esquentar os frascos com fluído refrigerante com chama aberta.
Fluído refrigerante líquido não deve entrar em contato com a pele. Favor observar a
ficha com dados de segurança.
Ao manusear fluídos refrigerantes usar roupa e óculos de proteção.

CUIDADO
Não executar trabalhos de solda diretamente nos componentes do circuito de
refrigeração, nem nas proximidades deles. O forte aquecimento aumenta a
pressão no sistema. Há perigo de explosão.
Não iniciar os trabalhos antes que o sistema esteja completamente frio. Há
risco de queimaduras no condensador, no compressor e nas mangueiras.
Trabalhos de montagem, de manutenção e de reparo somente devem ser
realizados por pessoal especializado e devidamente autorizado. Os trabalhos
somente devem ser executados com o motor e fonte de alimentação elétrica
desligados.
Sempre desconectar a bateria antes de abrir a unidade de ar condicionado,
de desmontar o compressor e de executar qualquer trabalho na fiação
elétrica.
Ao trabalhar em componentes elétricos não usar bijuteria de metal (tirar
pulseiras, relógios, correntes, anéis).

página 4
Ar condicionado de teto KK2000 E

2. DESCRIÇÃO GERAL
O ar condicionado e o aquecedor são operados independentemente, com elementos de
controle próprios. Mediante relé impede-se que as duas unidades sejam ligadas
simultaneamente.

O compressor é acionado hidraulicamente.

O modo de recirculação de ar está previsto tanto para o ar condicionado como para o


aquecedor.

Opção: A instalação KK2000 E também pode ser fornecida sem aquecedor.

Fig. 2.1

página 5
Ar condicionado de teto KK2000 E

2.1 Unidade de ar condicionado de teto

A unidade de ar condicionado de teto está representada na fig. 2.2.

Ela contém:
- A tampa (1), com as suas aberturas e grades de proteção para a entrada e saída de
ar do condensador, é a peça do contorno externo do aparelho.
- A placa de base (8) é a peça de suporte estrutural.

Nela estão integrados os seguintes elementos:


– Ventilador radial (5),
– Secador-coletor (13), com visor de vidro (14), pressostato de alta (15) e pressostato de
baixa (20)
– Condensador (3),
– Evaporador (6),
– Válvula de expansão (11),
– Tubos de refrigerante (9, 10),
– Feixe de cabos com suporte de fusíveis (2) e suporte do relé (16)
– Ventilador axial (4)
– Compressor (18) com mit motor hidráulico (19)
– Aquecedor AT 3500 (opcional) (12)

página 6
Ar condicionado de teto KK2000 E

Fig. 2.2

página 7
Ar condicionado de teto KK2000 E

2.2 Placa de distribuição de ar

A placa de distribuição de ar (fig. 2.3) contém:


– Placa de distribuição de ar (1) com chapa separadora (8)
– Saídas de ar ajustáveis (5,6)

2.3 Sistema elétrico

A fig. 3.1 mostra o esquema elétrico do modelo KK2000 E.


A conexão deve ser feita por meio de um circuito de proteção da bateria contra
descarregamento com fusível.
Assim o sistema pode ser operado só com o motor do veículo ligado.

2.4 Funcionamento do ar condicionado

2.4.1 Ventilação
Girar o botão do termostato para a esquerda até a posição final (DESLIGA).
Girar o botão do ventilador da esquerda (DESLIGA) para a direita, de acordo com o
fluxo de ar desejado (velocidade 1, 2 ou 3). Ao regular o difusor de ar (5,6 fig. 2.3) é
possível variar a direção do ar individualmente. O fluxo das saídas horizontais
permanece sempre voltado para o pára-brisa.

página 8
Ar condicionado de teto KK2000 E

2.4.2 Refrigeração
Ajustar o botão do ventilador conforme descrito na seção 2.4.1. Para operar o
compressor, o botão do termostato tem que estar ligado. Girar para a direita, conforme
a temperatura desejada. A temperatura mais baixa é obtida na posição final para a
direita.
Para frio máximo, o botão do ventilador tem que estar na velocidade 3.

Ligar/Desligar:

Velocidade do ventilador:

Ajuste de temperatura com setpoint:

página 9
Ar condicionado de teto KK2000 E

Fig. 2.4

página 10
Ar condicionado de teto KK2000 E

Circuito de refrigeração (Fig. 2.4)


Ao ligar-se o ar condicionado, o compressor (18) é acoplado por meio da embreagem
magnética e passa a ser movido pelo motor do veículo através da correia de
transmissão. O compressor comprime o gás refrigerante e bombeia-o para o
condensador (3), onde ele se condensa, liberando calor.

O condensador transmite o calor resultante da condensação para o ar exterior (19 e 20)


que passa através dele. O ventilador axial (4) garante ventilação suficiente quando o
veículo estiver parado.

O refrigerante líquido passa pelo coletor-secador (13) e vai para a válvula de expansão
(11), onde sofre dilatação devido à queda regulada da pressão, retornando ao estado
gasoso no evaporador (6), sob forte absorção de calor.

O ar quente (21) da cabine do veículo é aspirado pelo ventilador radial (5), esfria e seca
no evaporador e é reconduzido pela placa de distribuição de ar (22) à cabine. O
condensado de água resultante é separado e conduzido para fora.

Durante a operação, o ciclo de refrigerante é controlado pelo interruptor termostático


(12) (S2, vide esquema elétrico, fig. 3.1) e pelo pressostato (15) (S3, vide esquema
elétrico, fig. 3.1). Esses dois dispositivos ligam e desligam a embreagem magnética e,
com isto, acoplam e desacoplam o compressor.

Ao desligar-se o ar condicionado, a embreagem magnética e os motores dos


ventiladores ficam sem corrente. O circuito de refrigerante e o circuito de ar estão
desligados.

página 11
Ar condicionado de teto KK2000 E

2.5 Estrutura, função e funcionamento dos módulos (Fig. 2.4)

Condensador
O condensador (3) é formado por uma serpentina dotada de aletas unidas entre si para
formar uma grande superfície de troca de calor.
O condensador resfria o gás refrigerante, fá-lo passar para o estado líquido e sub-
resfriar, e dissipa o calor para o ar exterior por intermédio das aletas.

Coletor-secador
O coletor-secador com visor de vidro (13) é um recipiente de reserva e compensação
de refrigerante. Ele tem, na sua parte inferior, um secador de granulado, que extrai do
refrigerante pequenas quantidades de água e aglutina-as quimicamente. Isto reduz o
perigo de formação de gelo na válvula de expansão, protegendo o condensador contra
danos. Durante a operação é possível verificar pelo visor (14, Fig. 2.4) se há
refrigerante suficiente em circulação.

Válvula de expansão termostática


A válvula de expansão termostática (11) regula a passagem do agente refrigerante para
o evaporador em função da demanda de refrigerante ou, em outras palavras, da
temperatura no evaporador. A válvula de expansão termostática é o elemento regulador
entre a seção de alta pressão e a de baixa pressão do circuito do refrigerante.

Evaporador
O evaporador (6) possui estrutura de base semelhante à do condensador. No
evaporador, o refrigerante que sai da válvula de expansão em estado líquido, passa
para o estado gasoso e sofre superaquecimento ao atravessar a tubulação do
evaporador,.
O calor necessário para a evaporação é extraído do ar que vem da cabine, passa pelas
aletas e ali transmite seu calor ao refrigerante através da parede da tubulação. Nesse
processo, o ar vai se esfriando e seca, enquanto a água resultante da condensação é
drenada para o exterior.

Pressostato
Os pressostatos de alta e baixa controlam a pressão no segmento de alta pressão no
circuito de refrigerante, desligando o compressor em caso de pressão muito baixa (por
exemplo, devido à perda de refrigerante) ou em caso de pressão muito alta (por
exemplo, devido ao superaquecimento do condensador).

Interruptor termostático
O interruptor termostático (12) é um interruptor térmico. Ele mede a temperatura entre
as aletas do evaporador e corta o circuito elétrico da embreagem magnética em caso de
perigo de formação de gelo, tornando a ligá-lo após pequeno aquecimento.

página 12
Ar condicionado de teto KK2000 E

Ventilador axial
O ventilador axial (4) consiste em um motor de corrente contínua e um rotor.
Uma vez ligado o ar condicionado, o ventilador é alimentado com voltagem constante
do sistema elétrico do veículo e fornece ar exterior ao condensador.

Ventilador radial
O ventilador radial (5) compreende um motor de corrente contínua de velocidade
variável que pode ser operado em três velocidades. O ventilador radial aspira o ar da
cabine por meio do evaporador e devolve-o à cabine pelos difusores da placa de
distribuição de ar.

Compressor
A unidade compressora (Fig. 2.5) é formada por um compressor do tipo swash plate e a
embreagem magnética com polia e correia dentada. Com o sistema de ar condicionado
ativado, o compressor liga e desliga, por intermédio da embreagem magnética,
conforme a necessidade de frio.

Fig. 2.5

página 13
Ar condicionado de teto KK2000 E

3. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
3.1 Ar condicionado

Denominação Modelo KK2000 E


Dimensões do ar condicionado de teto
− comprimento X largura X altura 1301 mm X 814 mm X 284 mm
Peso (massa) com AT 3500 aprox. 95 kg
Peso (massa) sem AT 3500 aprox. 90 kg
Tensão de rede 24 Volt DC
vide legenda do esquema elétrico à pág. S. 17
Fusíveis

Consumo de energia com o ventilador do evaporador na velocidade


1 2 3
– Modo de climatização (W) 220 260 330
– Modo de aeração (W) 100 140 210

Elementos de comando Sentido de rotação


Esquerdo = > temperatura alta
Direito = > temperatura baixa

Pontos de atuação pressostato de baixa


– desligar 2 bar
– ligar 4 bar

Pontos de atuação pressostato de alta


– desligar 24 bar
– ligar 17 bar

Fluído refrigerante R134a


Quantidade de fluído refrigerante aprox. 0,9 kg
Potência de refrigeração com compressor 6,4 kW
a n = 3000 rpm e temperatura externa a
40°C

Evaporador – volume do fluxo de ar (fluxo


livre) aprox. 460 m3/h
– Velocidade 1 aprox. 660 m3/h
– Velocidade 2 aprox. 900 m3/h
– Velocidade 3

página 14
Ar condicionado de teto KK2000 E

3.2 Compressor

Denominação Modelo Seltec TM15 HD


Dimensões (comprim. X largura X altura) 235 mm X 124 mm X 136 mm
Peso (massa) 4,5 kg
Sentido de rotação esquerdo/direito
Cilindrada/rotação 131 cm3
Óleo de máquina refrigerante (tipo / PAG ZXL 100 PG / 150 + 20 cm3
volume)
Conexões do fluído refrigerante
– lado da pressão (padrão) 3/4" UNF anel 0
– lado da aspiração (padrão) 7/8" UNF anel 0
Posição de montagem, âmbito de giro
− em torno do eixo longitudinal máx. ± 30°
− em torno do eixo transversal máx. ± 10°
Embreagem magnética
– Alimentação 24 Volt DC
– Consumo de energia máx. 45 Watt
Rotações normais de serviço 700 até no máx. 6000 /rpm.
Pressão de abertura da válvula de 34,5 - 39,2 bar
descarga

página 15
Ar condicionado de teto KK2000 E

3.3 Esquema elétrico

Fig. 3.1

página 16
Ar condicionado de teto KK2000 E

Legenda do esquema elétrico:

1 Botões montados no console do veículo. 1x pressostato, 2x interruptor.


2 Circuito hidráulico
3 É necessário tomar as providências apropriadas para impedir qualquer
retroalimentação para o sistema elétrico do veículo e para o sistema de ar
condicionado.
4 Possível circuito de proteção
5 Terminal 61 ou terminal 15
6 A ativação do ventilador adicional pelo aquecedor deve ser feita pelo menos na
velocidade 2.
7 Linha de comunicação diagnóstico
8 Ajuste de CO2
9 COMPRESSOR
Po
Denominação Pos Denominação Observação
s
A1 Aquecedor M1 Motor Ventilador do condensador
A2 Unidade de controle M2 Motor Ventilador do evaporador
Ventoinha de ar de
M3 Motor
combustão e ar quente
B1 Módulo do termostato M4 Motor Ventilador adicional
B2 Sensor de temperatura
Proteção contra Temporizador Temporizador e ajustador
B3 Sensor de temperatura P
superaquecimento combinado de setpoint
B4 Sensor de temperatura
S1 Botão de pressão Ventilador 1/2/3
Controlador de chama / vela de Interruptor
E S2 Dispositivo antigelo
pré-aquecimento termostático
S3 Pressostato de alta
F1 Fusível 15A Fusível chato seg. SAE J 1284 S4 Pressostato de baixa
F2 Fusível 15A Fusível chato seg. SAE J 1284 S5 Interruptor Refrigerar LIGAR/DESL
F3 Fusível 7,5A Fusível chato seg. SAE J 1284 S6 Interruptor Ventoinha adicional
F4 Fusível 15A Fusível chato seg. SAE J 1284
F5 Fusível 8A S7 Ajustador de setpoint Refrigerar
F6 Fusível 25A X1 Conector bipolar na Pos. A2 (STB)
X2 Conector bipolar na Pos. A2 (STV)
H1 LED vermelho (Pos. P) Iluminação do botão de X3 Conector bipolar na Pos. A2 (STU)
aquecimento imediato
Indicador de prontidão
Controle de ligação
H2 Display símbolo de “Aquecer” Indicador de funcionamento X4 Conector bipolar na Pos. A2 (STZ)
(posição P)
H3 Indicador luminoso (posição P) Iluminação do display e botões X5 Conector bipolar na Pos. A2 (STY)
H4 Indicador luminoso (Pos. S1) Controle de ligação refrigerar X7 Conector 12pol. na Pos. A2 (ST1)
H5 Indicador luminoso (Pos. S5) Controle de ligação refrigerar X11 Conector bipolar na Pos. Y
X12 Conector 12pol. na Pos. P
K1 Relé X13 Conector 15pol.
Barra de terminais
K2 Relé X14
decapolar
K3 Relé temporizador X15 Conector bipolar
K4 Relé X16 Conector tetrapolar na Pos. S7
K5 Relé
K6 Relé Y Bomba dosificadora

página 17
Ar condicionado de teto KK2000 E

4. INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO
4.1 Esquema de montagem para cabines sem abertura no teto

Vedação KK2000
número de identificação.
45947A

Manga pintada
número de identificação
48164A

A+B+C+D
Saco com peças
pequenas, jogo de
acessórios KK2000
número de identificação
98612B Fig. 4.1

página 18
Ar condicionado de teto KK2000 E

4.2 Lista de verificação para a montagem do KK2000 E com aquecedor

• Dentro do tubo de sucção do ar de combustão do aquecedor deve-se prover uma


tampa de 11 mm de diâmetro interno, se a soma do comprimento deste tubo e do
tubo de saída aspirador não passar de 4,5 m.

• O comprimento mínimo do tubo de ar de combustão para o aquecedor é de 600mm.

• Antes da primeira colocação em serviço, deve-se o pré-carregamento de


combustível em todo o sistema de dutos até o aquecedor.

• A mangueira de combustível para o aquecedor no KK2000 E deve estar fixada à


placa de base do sistema por meio da braçadeira apropriada, para impedir que o
calor do cano de escape danifique os dutos.

• Trocar anualmente o filtro de combustível para o aquecedor, se instalado.

• Ao instalar o aquecedor devem ser observadas as instruções com o número de


identificação.

• É necessário e indispensável vedar a passagem do tubo de ar quente do


climatizador KK2000 E para a cabine.

página 19
Ar condicionado de teto KK2000 E

5. COLOCAÇÃO EM SERVIÇO
5.1 Instruções de segurança
Cumprir as instruções e prescrições de segurança constantes do capítulo 1.4.

5.2 Informações para o usuário

ATENÇÃO
– Ligar o ar condicionado somente com o motor do veículo ligado, pois, do
contrário, a bateria descarrega.
– Há dois casos a diferenciar para evitar vazamentos na vedação do eixo
do compressor:
(1) Quando não se usa o veículo durante um período de tempo mais
prolongado, também não é necessário ligar o compressor.
(2) Mas ao usar o veículo durante um período de tempo mais prolongado
sem acionar o ar condicionado, recomenda-se ligar o compressor uma
vez a cada 14 dias. Ao contrário, se o compressor permanecer muito
tempo parado, é possível ocorrer algum dano na junta do eixo.

IIMPORTANTE
– O sistema só deve ser ligado e operado quando o motor do veículo
estiver ligado, conforme conexão elétrica (vide fig. 3.1).
– Aqui deve se ter em mente de que há risco de descarregamento da
bateria do veículo.

página 20
Ar condicionado de teto KK2000 E

5.3 Botões de comando, de ajuste e de segurança


5.3.1 A operação do equipamento é feita por meio dos botões e do ajustadores de
setpoint instalados no painel de comando.
5.3.2 O botão do ventilador é a chave principal do ar condicionado. O mesmo botão
serve para variar a velocidade do ventilador do evaporador e, com isto a vazão
de ar (volume do fluxo).
– Velocidade 1 - vazão de 50%
– Velocidade 1 - vazão de 70%
– Velocidade 1 - vazão de 100%
5.3.3 O termostato serve para ligar e desligar o compressor de fluido refrigerante e,
assim, regular a temperatura ambiente. Ligar e desligar o compressor de
refrigerante constitui a operação regular do sistema. A freqüência de liga/desliga
depende da temperatura do ar e do número de rotações do compressor.
5.3.4 No coletor-secador encontra-se um pressostato que protege o compressor e todo
o equipamento ao desligar a embreagem em caso de funcionamento anômalo.

5.4 Operação da instalação de ar condicionado


vide Capítulo 2.4

5.5 Operação do aquecedor Air Top 3500


vide instruções de operação Air Top 3500

página 21
Ar condicionado de teto KK2000 E

6. MANUTENÇÃO
6.1 Instruções de segurança
Cumprir as instruções e prescrições de segurança constantes do capítulo 1.4.

6.2 Considerações gerais


a) Todos os trabalhos no circuito de refrigeração somente devem ser executados por
pessoal qualificado em oficinas autorizadas.
b) Como todas as peças de um veículo também a instalação de ar condicionado está
sujeita a um esforço contínuo. A fim de assegurar o funcionamento perfeito da
instalação e evitar avarias de peças é necessário proceder regularmente aos
trabalhos de manutenção prescritos.
c) Os cuidados corretos da instalação com comprovação da realização de todos os
trabalhos de manutenção prescritos são condição necessária para o reconhecimento
de eventuais reivindicações de garantia no caso de avarias em peças sujeitas à
manutenção técnica.

6.3 Trabalhos de manutenção e conservação


a) Independentemente do plano de manutenção abaixo, é necessário verificar, pouco
tempo após a primeira colocação em serviço do veículo, se todas as fixações do
aparelho e as conexões dos tubos de refrigerante estão firmes.
b) Mesmo ao não usar o ar condicionado, pode ocorrer desgaste ou diminuição da
resistência de algum componente, devido ao envelhecimento natural ou a esforços
decorrentes da movimentação do veículo. Por isso, é necessário realizar as
correspondentes inspeções independentemente do tempo de uso do equipamento.
c) Independentemente do tempo de uso do equipamento também é possível ocorrer
uma perda de refrigerante, apesar das conexões herméticas da tubulação. A
estrutura do material das mangueiras de refrigerante faz com que elas apresentem
taxa de difusão variável em função das diferenças da temperatura ambiente. No
entanto, em caso de perda de grandes quantidades de refrigerante em períodos de
tempo relativamente curtos, é de supor que haja algum vazamento no equipamento.
d) A limpeza das aletas do compressor e do evaporador, se estiverem pouco sujas, é
feita com jato de ar comprimido na direção oposta do fluxo de ar normal.
Se estiverem muito sujas ou com crosta de gordura, é necessário fazer a limpeza
com solução de detergente ou uma solução apropriada (não agressiva ao cobre e
alumínio), seguida de um tratamento com jato de ar ou de água.
e) O filtro secador deve ser trocado pelo menos uma vez ao ano. Como regra, é
necessário trocar o coletor-secador ao executar trabalhos no circuito de refrigeração.

ATENÇÃO
Jamais liberar o fluido refrigerante na atmosfera
(vide art. 8 da norma sobre FCF e Halon, de 06.05.91).

página 22
Ar condicionado de teto KK2000 E

6.4 Lista de verificação para manutenção e conservação

Parte do equipamento Trabalhos a executar Periodicidade


m 6m a
Circuito de
refrigeração
Verificação do estado e de vazamentos (usar detector
– Condutos X
de vazamentos)
– Conexões Verificar estanqueidade com detector de vazamentos X
– Carga de refrigerante Verificar nível no visor e nos indicadores de pressão X
Verificar estado das aletas (limpar o acúmulo de
– Condensador X
sujeita)
– Coletor-secador Trocar X
– Saída de água de Verificar desobstrução da passagem e limpar se
X
condensação necessário
– Unidade de ar
Verificar estado geral e firmeza dos pontos de contato X
condicionado de teto
Compressor
Verificar se acoplamento / partida do compressor
– Embreagem magnética X
funciona sem derrapar
– Compressor Verificar quanto ao funcionamento sem ruídos X
– Correia dentada Verificar se está em bom estado e bem esticada X
– Elementos de fixação Verificar estado e firmeza X

Conexões elétricas
– Fiação Verificar estado perfeito das conexões elétricas X
– Conectores e o seu assento firme X

Legenda: m - mensalmente, a – anualmente (a – quando o aparelho estiver funcionando


em período integral durante o ano inteiro realizar a manutenção semestralmente)

6.5 Detecção e correção de problemas

Considerações gerais
a) É importante proceder de maneira sistemática na detecção e correção de
problemas. Medidas a serem tomadas em caso de falhas gerais ou desvios do valor
teórico ao examinar a pressão e como executá-las.
b) Certos problemas só podem ser detectados e corrigidos por profissionais
habilitados, usando ferramenta especial.
c) Em caso de avaria no compressor (p.ex. defeito da placa da válvula), é necessário
trocar a válvula de expansão, por ser a possível causa da avaria.

página 23
Ar condicionado de teto KK2000 E

Providências em caso de problemas na parte elétrica


Nesses casos, é necessário verificar cada circuito elétrico sistematicamente e
cercar o problema, baseando-se no esquema elétrico (vide Fig. 3.1). Verificar, em
primeiro lugar, se há passagem de corrente nas tomadas, botões, relés, etc.
Como regra, devem-se examinar as seguintes causas de problemas e descartar
tais possibilidades:
– Defeito nos fusíveis
– Oxidação dos contatos nos conectores
– Mau contato nos conectores
– Má crimpagem dos conectores
– Oxidação dos fios e fusíveis
– Oxidação dos pólos da bateria

Providências em caso de problemas no sistema de climatização


– defeito nos ventiladores do evaporador ou do condensador
– filtros de ar sujos ou entupidos, aletas do condensador ou do compressor sujas ou
bloqueadas
– perda de refrigerante ou nível de refrigerante muito baixo
Se o sistema desligar e não tornar a ligar, recomendamos mandar examiná-lo em
uma oficina especializada autorizada.
Observação
Para impedir a formação de gelo nas aletas do evaporador, especialmente sob alta
umidade do ar, recomenda-se evitar uma combinação de baixa velocidade (1) do
ventilador e ajuste de frio máximo no termostato (botão máx. à direita).
Em caso de formação de gelo que se faça notar por diminuição da vazão de ar,
deve-se girar o botão do ventilador para a velocidade máxima (3) e o botão do
termostato totalmente para a esquerda durante 2 a 3 minutos.

Providências em caso de problemas no circuito de refrigeração


– Em caso de falhas no circuito de refrigeração, o equipamento deverá ser examinado
e devidamente reparado por uma empresa habilitada. Não liberar o refrigerante na
atmosfera em hipótese alguma.
(art. 8, lei sobre o banimento de CFC e halon, de 06/05/1991).

6.6 Inspeções antes dos reparos


Para evitar trabalhos de desmontagem desnecessários ou repetidos deve-se examinar
o ar condicionado quanto ao estado geral, antes de qualquer trabalho de reparo.

Inspeção visual
a) Condições aparentes da unidade de ar condicionado de teto:
– Tampa sem fissuras
– Entradas e saídas de ar limpas e sem danificações
– Pontos de fixação firmes e sem corrosão
– Conexões das mangueiras e dos fios elétricos em bom estado
– Passagens de condutos no corpo do equipamento em bom estado.

página 24
Ar condicionado de teto KK2000 E

b) Placa de distribuição de ar em bom estado


– Pontos de fixação e parafusos firmes
– Interruptor de aeração em bom estado
– Grades nas entradas e saídas de ar limpas e sem danificação.

6.7 Trabalhos de reparo


ATENÇÃO
Jamais liberar o fluido refrigerante na atmosfera
(vide art. 8 da norma sobre FCF e Halon, de 06.05.91)).

IMPORTANTE
- Cumprir as instruções e prescrições de segurança em conformidade com o
capítulo 1.4. e as instruções conforme o capítulo 6.2.
- Nos trabalhos de reparo é obrigatório usar somente peças de reposição
originais e de repor o estado original do equipamento.

a) Nos trabalhos de reparo usar sempre as peças originais e peças de reposição


originais listadas no capítulo 7.
b) Ao realizar trabalhos de reparo, repor sempre o estado original do equipamento.

6.8 Inspeções e trabalhos depois dos reparos


Inspeção das pressões do refrigerante e da função dos pressostatos
a) Verificar se está saindo ar quente
b) Verificar se não há vazamentos no sistema

Informações gerais:
Ar e umidade ou outros gases estranhos presentes no circuito de refrigeração
causam avarias e podem acarretar danos em partes do equipamento. Por isso,
antes de injetar refrigerante no circuito, é necessário desidratar e evacuar (vácuo) o
sistema (pelo menos 1,5 hora). Isto se aplica não só para sistemas recém-
montados, mas também para os serviços de reparo em que seja preciso descarregar
o refrigerante.
O vácuo final no circuito não deve ultrapassar o limite de 0,005 bar acima do vácuo
absoluto. O vácuo absoluto no sistema deve portanto ser de ≤0,005.
O valor de pressão absoluta indicado no manômetro depende da pressão
atmosférica exterior a ser levada em conta.
Como o refrigerante é capaz de vazar por minúsculos pontos, o circuito de
refrigeração tem que ser absolutamente estanque. Para evitar perder carga
desnecessariamente, é aconselhável verificar várias vezes a estanqueidade do
sistema durante a evacuação.
As válvulas de fechamento encontram-se nas junções das mangueiras de
refrigerante. As válvulas de fechamento rápido para os condutos de pressão e de
aspiração têm diâmetros diferentes, de modo a descartar a possibilidade de
confundir as conexões.

página 25
Ar condicionado de teto KK2000 E

c) Vácuo (evacuação)
Ligar a bomba de vácuo e aspirar o sistema durante pelo menos 30 minutos. A
pressão absoluta atingida deve ser de no mínimo 0,005 bar.
Durante a evacuação, mantendo a bomba em funcionamento, fechar repetidamente
todas as válvulas do aparelho de teste e fazer a leitura do manômetro. Se em um
minuto não se altera o vácuo, pode-se admitir, supor, que o sistema está estanque.
Abrir as válvulas após cada leitura da pressão.
Se a pressão aumentar, significa que há vazamento no sistema. Neste caso, deve-
se interromper a evacuação, detectar o ponto de vazamento e vedá-lo. Em seguida,
evacuar novamente o sistema.
Fechar todas as válvulas do aparelho de teste. Desligar a bomba de vácuo. Deixar o
sistema parado ao menos durante 1 hora e controlar o vácuo. Se o vácuo se alterou,
é porque o sistema não está estanque e precisa ser vedado primeiro; depois, repetir
a evacuação.

d) Inspeção do pressostato de alta


– Conectar o equipamento de teste ao sistema.
– Remover fusível F2 (ventilador do condensador) e colocar a tampa.
– Fazer funcionar o motor do veículo a uma rotação média e ligar o ar condicionado.
– Verificar se o compressor desliga a uma pressão de 24 bar abs.
– Tirar a tampa e recolocar o fusível F2 (ventilador do condensador).
– Verificar se o compressor religa a uma pressão de 17 bar abs.

Recarga de refrigerante em sistemas parcialmente cheios


a) Informações gerais
Normalmente não existe consumo de refrigerante. Só há perda de carga em
conseqüência da falta de estanqueidade eventualmente resultante do tempo de uso.
Uma carga insuficiente pode resultar numa diminuição da potência frigorífica do
sistema. A perda excessiva de carga leva ao desligamento do pressostato de baixa.
O circuito possui um visor integrado no coletor-secador para controlar a carga de
refrigerante. Com a carga certa e acelerando-se o motor em ponto morto, o fluido
refrigerante começa a circular sem bolhas aproximadamente 5 minutos depois de
ligar o ar condicionado.
Algumas bolhas isoladas não têm importância. Completar a carga só se houver
formação de espuma.
Como regra, o refrigerante é injetado em estado gasoso (vapor). Em caso de
esvaziamento total, é preciso evacuar devidamente o circuito antes de injetar
refrigerante. (vide 6.8.c)

página 26
Ar condicionado de teto KK2000 E

b) Recarga de agente refrigerante


Refrigerante em estado gasoso só pode ser injetado com o compressor funcionado
e só pela linha de sucção.
Para carregar o sistema com refrigerante em estado gasoso, a garrafa de fluido tem
que estar na posição vertical, com a válvula para cima. O enchimento é feito por via
do equipamento de verificação..

ATENÇÃO
Se o refrigerante for injetado em estado líquido pela linha de
sucção (com a garrafa de cabeça para baixo), há sério risco de
danificação do compressor devido aos golpes de líquido.
c) A preparação e o processo de carga devem ser feitos de acordo com as instruções
de operação do aparelho de manutenção R134. O processo de carga está concluído
quando não houver mais formação de bolhas visíveis no visor.
d) Operações finais
– Desligar o ar condicionado e o motor do veículo.
– Desmontar o manômetro de teste.
– Aparafusar as tampas de vedação.

6.9 Inspeção visual

Depois de efetuados os trabalhos de reparação proceder a uma inspeção visual em


conformidade com o capítulo 6.6.

página 27
Ar condicionado de teto KK2000 E

7. PEÇAS DE REPOSIÇÃO

N° de
Pos. Denominação identificação
1 Tampa completa 65653A
2 Feixe de cabos KK2000 E (sem desenho) 9013192A
3 Aquecedor AT 3500 65441D
4 Bomba dosadora 26590B
5 Bocal de borracha escapamento 89509A
6 Evaporador completo KK2000 9002502A
7 Válvula de expansão termostática 9002737A
8 Filtro secador R134a 45358A
9 Pressostato de alta 45404A
10 Conduto de fluido refrigerante NW 10 9002060A
11 Conduto de pressão NW 8 72045A
12 Pressostato de baixa 38883A
13 Relé temporizador 25536B
14 Condensador KK2000 9002487B
15 Ventilador axial (ventilador do condensador) 44590A
16 Ventilador radial Spal 80522A

página 28
Ar condicionado de teto KK2000 E

N° de
Pos. Denominação identificação
17 Vedação KK2000 45947A
18 Manga pintada 48164A
19 Saco com peças pequenas, jogo de acessórios KK2000 98612B
20 Compressor TM-15HD 80739B
21 Mangueira para fluido refrigerante NW 13 KK2000 67780B
22 Mangueira para fluido refrigerante NW 10 KK2000 67779B

página 29
Ar condicionado de teto KK2000 E

N° de
Pos. Denominação identificação
23 Elemento de comando módulo termostático 67638A
24 Módulo do termostato 66784A
27 Placa de distribuição de ar (para montar) 9013676A
28 Difusor de ar redondo 49932A
30 Elemento de comando combinado 85340C
31 Difusor de ar longo 45374A
Botão de ventilador, 3 velocidades, comercializado por Plasser &
32 Theurer
33 Botão LIGA / DESLIGA (verde), comercializado por Plasser & Theurer
34 Caixa de comando externa, empresa Plasser & Theurer

página 30