Você está na página 1de 5

As células que compõem o epitélio apresentam três

HISTOLOGIA características principais:


Aula 1 Tecido epitelial e revestimento  Estão intimamente apostas e aderem umas às
outras por meio de moléculas de adesão
O conceito de tecido fornece a base para a intercelulares específicas, que formam
compreensão e o reconhecimento de muitos tipos junções celulares especializadas.
celulares dentro do corpo e do modo pelo qual eles se
 Exibem polaridade funcional e morfológica:
inter-relacionam. Apesar das variações na aparência,
 domínio de superfície livre ou apical;
na organização estrutural e nas propriedades
 domínio lateral;
fisiológicas dos vários órgãos do corpo, os tecidos que
 domínio basal.
os compõem são classificados em quatro tipos básicos:
*As propriedades de cada domínio são
 Tecido epitelial (epitélio), que cobre as determinadas por lipídios específicos e
superfícies corporais, reveste as cavidades proteínas integrais da membrana.
corporais e forma glândulas.
 Sua superfície basal está fixada a uma
 Tecido conjuntivo, que se localiza abaixo dos membrana basal, subjacente, uma camada
outros três tecidos básicos ou os sustenta, acelular, rica em proteínas e polissacarídios,
tanto estrutural quanto funcionalmente. Estrutura da Membrana basal:
 Tecido muscular, que é formado por células  Lâmina lúcida;
contráteis e responsável pelo movimento.
 Lâmina densa.
 Tecido nervoso, que recebe, transmite e
integra as informações externas e internas do
organismo para controlar as suas atividades.
Tecido EPITELIAL, dispostas em uma única camada
ou múltiplas camadas, são sempre contíguas entre si.
Além disso, são geralmente unidas por junções
intercelulares especializadas, que criam uma barreira
entre a superfície livre e o tecido conjuntivo adjacente.
O espaço intercelular entre as células epiteliais é
mínimo e desprovido de qualquer estrutura, exceto
onde as junções intercelulares estão presentes. As
superfícies livres são características do exterior do
corpo, da superfície externa de muitos órgãos internos
e do revestimento das cavidades, dos tubos e dos
ductos corporais, tanto os que se comunicam com o
exterior do corpo quanto aqueles tubos fechados. As Polaridade e especialização de membrana:
cavidades e tubos corporais fechados incluem as
cavidades pleural, pericárdica e peritoneal, bem como
o sistema cardiovascular. Todos eles são revestidos
pelo epitélio.
Funções do tecido epitelial:
 Revestimento e proteção
 Absorção de moléculas
 Transporte transcelular
 Secreção
 Detecção de estímulos
Em geral, as classificações do epitélio baseiam se no
formato de células e no número de camadas celulares
e não em sua função.
Os formatos das células incluem: Junções celulares:
 Pavimentoso (plano); *As proteínas transmembrana conhecidas como
 Cuboide; moléculas de adesão celular (CAM; do inglês, cell
 Colunar; adhesion molecules) formam uma parte essencial
 Transição. de toda junção de adesão tanto na superfície lateral
As camadas de células são descritas como: quanto na basal da célula. Os domínios
 simples (camada única); extracelulares das CAM interagem com domínios
semelhantes pertencentes às CAM das células
 estratificada (múltiplas camadas);
vizinhas. Caso a ligação ocorra entre diferentes
 pseudo-estratificado. (o núcleo da célula ñ
alcança o ápice da célula).
tipos de CAM, é descrita como ligação heterotípica;
a ligação homotípica ocorre entre as CAM do
mesmo tipo. As CAM têm uma adesividade seletiva composta da molécula de adesão
de resistência relativamente baixa, o que possibilita celular transmembrana, a E-
a fácil união e a dissociação das células. caderina.
 Junções impermeáveis: *Tem como: principais proteínas ligantes
 Zônulas de oclusão: são (complexo de E-caderina-catenina); ligantes
impermeáveis e possibilitam que extracelulares (complexo de E-caderina-catenina
as células epiteliais funcionem na célula adjacente); funções acopla o citoesqueleto
como uma barreira. As junções de de actina á membrana plasmática nas regiões de
oclusão, também denominadas adesão intercelular.
junções firmes, formam a  A mácula de adesão ou
principal barreira de difusão desmossomo, que interage com
intercelular entre células os filamentos intermediários. A
adjacentes. Pela sua capacidade mácula de adesão [L. macula,
de limitar o movimento de água e mancha] representa uma
de outras moléculas através do importante junção de fixação
espaço intercelular, elas mantêm intercelular. Essas junções estão
a separação físico-química dos localizadas no domínio lateral da
compartimentos teciduais. Como célula, de maneira muito
estão localizadas no ponto mais semelhante a uma série de pontos
apical entre as células epiteliais de soldagem, e medeiam o
adjacentes, as junções de oclusão contato intercelular direto ao
impedem a migração de lipídios e propiciar locais de ancoragem
de proteínas especializadas da para os filamentos
membrana entre as superfícies intermediários. Evidências
apical e lateral, mantendo, assim, crescentes sugerem que a mácula
a integridade desses dois de adesão, além de sua função
domínios. Além disso, as junções estrutural, participa na
de oclusão recrutam várias morfogênese e na diferenciação
moléculas sinalizadoras para a dos tecidos.
superfície celular e as ligam aos *Tem como: principais proteínas ligantes
filamentos de actina do (Caderinas ex: desmogleínas, desmocolinas);
citoesqueleto da célula. ligantes extracelulares (desmogleínas,
*Tem como: principais proteínas ligantes desmocolinas na célula adjacente); funções acopla
(ocludinas, daudinas, JAM(Moléculas de adesão os filamentos à membrana plasmática nas regiões
judicial); ligantes extracelulares (ocludinas, de adesão intercelular.
daudinas, JAM(Moléculas de adesão judicial) na  Hemidesmossomo é o resultado
célula adjacente; funções veda as células da divisão em dois do
adjacentes, controla a passagem das moléculas desmossomo, com cada parte
entre elas (permeabilidade), define o domínio pertencendo a uma célula filha
apical da membrana plasmática, envolvida na presente na membrana basal. Os
sinalização celular. hemidesmossomos ou meio-
 Junções de adesão: as junções de adesão desmossomos são semelhante ao
fornecem adesões laterais entre as células desmossomo, porém ligam a
epiteliais, usando proteínas que se ligam membrana plasmática de uma
dentro do citoesqueleto de células adjacentes. célula à lâmina basal adjacente,
Dois tipos de junções de adesão intercelulares por meio de filamentos de
podem ser identificados na superfície lateral queratina que estão ligados à
da célula: proteína de ancoramento plectina.
 A zônula de adesão, que interage *Tem como: principais proteínas ligantes (
com a rede de filamentos de Integrinas (integrina 𝛂 6 𝛃 4), colágenos XVII;
actina no interior da célula. De ligantes extracelulares Proteínas da matriz
modo semelhante à zônula de extracelular( ex: laminina-332, colágeno IV);
oclusão, esse dispositivo de funções ancora os filamentos intermediários à
adesão lateral ocorre em uma matriz extracelular.
configuração semelhante a um  Junções comunicantes: As junções
cinto ou banda contínua ao redor comunicantes, também denominadas junções
da célula. Por conseguinte, a gap ou nexos, são as únicas estruturas
junção de adesão é designada celulares conhecidas que possibilitam a
como zônula de adesão. Esta é passagem direta de moléculas sinalizadoras de
uma célula para outra. As junções reprodutor masculino (epidídimo, parte proximal do
comunicantes são importantes nos tecidos nos ducto deferente), desempenha função absortiva. Nas
quais as atividades das células adjacentes células pilosas sensoriais da orelha interna, atuam
devem ser coordenadas, como epitélios como mecanorreceptores.
envolvidos no transporte de líquidos e
eletrólitos, músculo liso vascular e intestinal Os cílios são modificações comuns da superfície,
ou músculo cardíaco. Uma junção presentes em quase todas as células do organismo. São
comunicante consiste em um acúmulo de extensões semelhantes a pelos da membrana
canais ou poros transmembrana em um arranjo plasmática apical contendo um axonema, uma
firmemente acondicionado; possibilita a troca estrutura interna constituída por microtúbulos. Em
de íons, moléculas reguladoras e pequenos geral, os cílios são classificados em móveis, primários
metabólitos das células através dos poros. O ou nodais:
número de poros em uma junção comunicante  Móveis: de 5 a 10μm de comprimento,
pode variar amplamente, assim como o contêm axonema, corpúsculos basais com
número de junções comunicantes entre as
estruturas associadas ao corpúlo basal;
células adjacentes.
sistema de transporte intraflagelar específico
*Tem como: principais proteínas ligantes
(Conexina); ); ligantes extracelulares Conexina na para o desenvolvimento dos cílios e função
célula adjacente; funções cria um conduto entre normal. Movimento ativo; movimento rápido
duas células adjacentes para a passagem de para a frente, com golpe de recuperação
pequenos íons e micromoléculas de informação. lento (trajetória em meio cone). Mas
comumente encontrados nos epitélios, que
atuam no transporte de secreções, proteínas,
corpos estranhos ou células em sua superfície
(tuba uterina, traqueia e árvore brônquica,
epêndima cerebral e epitélio olfatório).
 Primários: de 2 a 3μm comprimento médio;
apresentam axonema, corpúsculos basais;
contêm uma membrana plasmática
especializada com canais de entrada.
Ausência de movimento ativo; curvam-se
passivamente devido ao fluxo de líquido.
Encontrados em quase todas as células do
corpo, bem documentadas nos ductos renais,
epitélio dos ductos biliares, glãndulatireide,
timo, neurônios, células de Schwann,
condrócitos, fibroblastos, córtex suprarrenal
e células suprarrenais. Atuam como antenas
Estruturais especiais de superfície do Epitelio: sensoriais, geram e transmitem sinais do
espaço extracelular para dentro da célula.
Microvilosidades, prolongamentos citoplasmáticos
contendo um núcleo de filamentos de actina com o  Nodais: Em torno de 5 a 6 μm de
tamanho variando de 1μm a 3μm. Movimento comprimento; apresentam estrutura
semelhante à dos cílios primários, mas têm
passivo, devido à contração da trama terminal. Está
a capacidade de movimento ativo.
presente em muitas células epiteliais. Tem como
Movimento rotativo ativo (trajetória de
função aumentar a superfície absortiva da célula. É
cone completo). Encontrados no embrião
visísel ao (MO) como borda estriada (células
durante a gastrulação no disco bilaminar
absortivas intestinais) ou borda em escova (células proximo à área do nó primitivo. Essenciais
tubulares renais). para o desenvolvimento da assimetria
Estereocílios é consideravelmente mais longo; até esquerda-direita dos órgãos internos.
120μm, feixe de filamentos de actina ancorado na Classificação dos Epitélios de Revestimento
trama terminal; capacidade regeneração (orelha  Quanto ao Número de Camadas Celulares:
interna). Movimento passivo devido ao fluxo de Simples: 1 camada de células; Pseudoestratificado: 1
líquido (sistema genital) ou vibração da endolinfa camada células, núcleos em alturas diferentes);
(orelha interna). Distribuição limitada; No sistema Estratificado: mais de 1 camada de células.
 Quanto à Forma da Célula (camada superior):
Pavimentoso: forma da célula e do núcleo achatada;
Cúbico: forma cúbica e núcleo mais arredondado;
Prismático (colunar, cilíndrico): células mais altas e
núcleo alongado;De transição: varia de pavimentoso
a colunar.
 Quanto à Presença de Especializações de
Superfície:
As células das glândulas exócrinas contêm três
Queratinizado (ceratinizado): presença de queratina
mecanismos básicos de liberação dos produtos
na superfície;Ciliado: presença de cílios na superfície; secretores:
Esterocílios; microvilosidades.  Secreção merócrina: Este produto secretor é
transportado em vesículas envoltas por
membrana até a superfície apical da célula.
Celulas caliciformes é uma célula secretora de muco
Neste local, as vesículas sofrem fusão com a
posicionada entre outras células colunares não membrana plasmática e liberam o seu
secretoras. As células caliciformes estão localizadas conteúdo por exocitose. Tratasedo mecanismo
no epitélio de revestimento de superfícies e em mais comum de secreção, que é encontrado,
glândulas do intestino, bem como em certas passagens por exemplo, nas células acinosas do
do sistema respiratório. pâncreas.
 Secreção apócrina: O produto de secreção é
As glândulas são classificadas em dois grupos
liberado na porção apical da célula,
principais, de acordo com o modo pelo qual seus
circundado por uma fina camada de
produtos são liberados:
citoplasma envolta por membrana plasmática.
 As glândulas exócrinas secretam seus Esse mecanismo de secreção é encontrado na
produtos diretamente ou através de ductos ou glândula mamária em lactação, onde é
tubos epiteliais que estão conectados a uma responsável pela liberação de grandes
superfície. gotículas de lipídios no leite.
 As glândulas endócrinas carecem de sistema  Secreção holócrina: O produto de secreção em
de ductos. Secretam seus produtos no tecido maturação acumulas-se dentro da célula que,
conjuntivo, a partir do qual entram na corrente simultaneamente, sofre destruição coordenada
sanguínea para alcançar as células-alvo. Os por vias de morte celular programada. Tanto os
produtos das glândulas endócrinas são produtos de secreção quanto os restos
denominados hormônios. celulares são liberados no lúmen da glândula.
*Em alguns epitélios, as células individuais Esse mecanismo é encontrado nas glândulas
secretam substâncias que não alcançam a corrente sebáceas da pele e nas glândulas tarsais (de
sanguínea, mas que afetam outras células de Meibômio) da pálpebra.
localização próxima. Essa atividade secretora é As glândulas exócrinas são classificadas em unicelulares
designada como sinalização parácrina. As células ou multicelulares.
que produzem substâncias parácrinas as liberam  As glândulas unicelulares são as que
na matriz extracelular subjacente. A secreção apresentam estrutura mais simples. Nas
parácrina tem uma amplitude de sinalização muito glândulas exócrinas unicelulares, o
limitada -alcança as células-alvo por difusão. Além componente secretor consiste em células
disso, muitas células secretam moléculas que se isoladas distribuídas entre outras células não
ligam a receptores localizados na mesma célula que secretoras. Um exemplo típico é a célula
as libera. Esse tipo de auto mensagem é caliciforme, uma célula secretora de muco
denominado sinalização autócrina. Em muitos posicionada entre outras células colunares não
casos, as moléculas de sinalização (autócrinas) secretoras. As células caliciformes estão
iniciam vias de retroalimentação negativa para localizadas no epitélio de revestimento de
modular a sua própria secreção. Esse mecanismo superfícies e em glândulas do intestino, bem
de sinalização é frequentemente utilizado por como em certas passagens do sistema
células do sistema imune e envolve a família de respiratório.
moléculas sinalizadoras de interleucinas.  As glândulas multicelulares são compostas de
mais de uma célula e exibem graus variados
de complexidade. Sua organização estrutural
possibilita a sua subclassificação de acordo
com o arranjo das células secretoras
(parênquima) e a ocorrência ou não de *Glândula Mista ou Glândula Anfícrina é um tipo
ramificação dos elementos ductais. de tecido epitelial glandular e que atua
Outras glândulas multicelulares formam invaginações simultaneamente como glândula endócrina
tubulares a partir da superfície. As porções terminais e glândula exócrina. Ex: PÂNCREAS.
da glândula contêm as células secretoras, enquanto a
porção da glândula que conecta as células secretoras
com a superfície atua como ducto.
 Se o ducto não for ramificado, a glândula é
denominada simples ;
 Se for ramificado, é denominada composta.
 Se a porção secretora tiver o formato de um
túbulo, a glândula é designada como tubular;
 Quando apresenta um formato semelhante a
um frasco ou cacho, a glândula é alveolar ou
acinosa;
 Se o tubo terminar em uma dilatação sacular,
a glândula é designada como tubuloalveolar.
*As porções secretoras tubulares podem ser retas,
ramificadas ou espiraladas; as porções alveolares
podem ser simples ou ramificadas. São
encontradas várias combinações de formatos das
porções ductais e secretoras no organismo.
As células secretoras das glândulas exócrinas
associadas a vários tubos corporais são
frequentemente descritas como mucosas, serosas ou
ambas. As secreções mucosas são viscosas e
pegajosas, enquanto as secreções serosas são aquosas.
As células caliciformes, as células secretoras das
glândulas salivares sublinguais e as células
superficiais do estômago fornecem exemplos de
células secretoras de muco.
*Glândulas exócrinas: classificação.
 NÚMERO DE DUCTOS –
 simples: esôfago;
 composta:pâncreas,parótida,
sublingual.
 FORMA DOS ADENÔMEROS –
 tubular: intestino grosso;
 acinosa: parótida;
 túbulo-acinosa: esôfago.
 PRODUTO DE SECREÇÃO -
 mucosa: esôfago;
 serosa: parótida;
 sero-mucosa: submandibular.
 MODO DE LIBERAÇÃO DO PRODUTO
DE SECREÇÃO -
 merócrina: (pâncreas, parótida);
 holócrina: (glândula sebácea);
 apócrina: (glândula mamária).
*Glândulas endócrina: classificação.
 Cordonal: cordões celulares, margeados
por vasos sanguíneos. ex: adrenal, hipófise
anterior, células de leydig, ilhota de
langerhans.
 Folicular: células formam folículos que
armazenam o hormônio a ser secretado no
espaço delimitado pelas células. ex:
tireóidea.

Você também pode gostar