Você está na página 1de 32

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

CENTRO DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

TK 0224 – Controle Estatístico do Processo

4 Capacidade do Processo

EXERCÍCIOS

1
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 1)
Uma variável X de um produto tem distribuição normal com
desvio-padrão natural igual a 4,00. Os limites do Gráfico de
Controle da média amostral, construído com amostras de
tamanho 4, são: LIC = 96,00 e LSC = 108,00.
As especificações de X são: LIE = 91,00 e LSE = 115,00.
Supondo um deslocamento da média para 105,00 (processo
FORA DE CONTROLE) , calcular:
a) O poder Pd do gráfico da média amostral
b) A porcentagem de itens fora das especificações PFE
c) O índice de Capacidade do Processo Cpk
d) A distribuição das Probabilidades de Detecção.
2
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f (X )
f(X)

X
LIN LIC 0 LSC LSN
X

90 96 102 108 114 3


CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 1)
Uma variável X de um produto tem distribuição normal com
desvio-padrão natural igual a 4,00. Os limites do gráfico da
média amostral, construído com amostras de tamanho 4, são:
LIC = 96,00 e LSC = 108,00.
As especificações de X são: LIE = 91,00 e LSE = 115,00.
Supondo um deslocamento da média para 105,00 (processo
FORA DE CONTROLE) , calcular:
a) O poder Pd do gráfico da média amostral

4
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105

f (X )

Pd

X
LIC 0 LSC

96 102 108 5
CÁLCULO DO PODER DO GRÁFICO Pd

Pr(F)  Pd Pd =Pr( X < LIC0 )  Pr( X  LSC0 )


PODER X
Do Gráfico 1 =0 + 0

LSC0
Pd =Pr(Z <  3   n )  Pr( Z  3   n)
1
 0
0
Pd =Pr(Z <  3   n )  Pr( Z  3   n)
LIC0
f (X ) 6
CÁLCULO DO PODER DO GRÁFICO Pd

1 =0 + 0   0, 75
Pr(F)  Pd
Pd =Pr(Z <  3   n )  Pr( Z  3   n)
PODER X
Do Gráfico Pd =Pr(Z <  3  0, 75 4)  Pr( Z  3  0, 75 4)

LSC0
Pd =Pr(Z <  4, 50)  Pr( Z  1, 50)
1
 0
0
Tabela A2 Pr (Z < - 1,50) = 0,06681
LIC0
Pd = 6,68 %
f (X ) 7
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 1)
Uma variável X de um produto tem distribuição normal com
desvio-padrão natural igual a 4,00. Os limites do gráfico da
média amostral, construído com amostras de tamanho 4, são:
LIC = 96,00 e LSC = 108,00.
As especificações de X são: LIE = 91,00 e LSE = 115,00.
Supondo um deslocamento da média para 105,00 (processo
FORA DE CONTROLE) , calcular:
b) A porcentagem de itens fora das especificações PFE

8
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

PFE PFE

LIN 0 LSN X

90 102 114

PFE = Pr (X > LSE) + Pr (X < LIE)


PFE = Pr (Z > (LSE – μ1) / σ0) + Pr (Z < (LIE – μ1) / σ0)
PFE = Pr (Z > (115 – 105) / 4) + Pr (Z < (91 –105) / 4)
9
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

PFE PFE

LIN 0 LSN X

90 102 114
PFE = Pr (Z > (115 – 105) / 4) + Pr (Z < (91 –105) / 4)

PFE = Pr (Z > 2,50) + Pr (Z < - 3,50)

10
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

PFE PFE

LIN 0 LSN X

90 102 114
PFE = Pr (Z > (115 – 105) / 4) + Pr (Z < (91 –105) / 4)

PFE = Pr (Z > 2,50) + Pr (Z < - 3,50)


PFE = Pr (Z < - 2,50) + Pr (Z < - 3,50)
11
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

PFE PFE

LIN 0 LSN X

90 102 114

PFE = Pr (Z < - 2,50) + Pr (Z < - 3,50)


PFE = 0,00621 + 0,00023 = 0,00644
PFE =0,64% 12
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 1)
Uma variável X de um produto tem distribuição normal com
desvio-padrão natural igual a 4,00. Os limites do gráfico da
média amostral, construído com amostras de tamanho 4, são:
LIC = 96,00 e LSC = 108,00.
As especificações de X são: LIE = 91,00 e LSE = 115,00.
Supondo um deslocamento da média para 105,00 (processo
FORA DE CONTROLE) , calcular:
c) O índice de Capacidade do Processo Cpk

13
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

LIN 0 LSN X

90 102 114
 LSE -  X  X - LIE 
Cpk  min  , 
 3 X 3  X 
 LSE - 1 1 - LIE 
Cpk  min  , 
 3 0 3  0  14
CAPACIDADE DO PROCESSO
Processo FORA DE CONTROLE
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

LIN 0 LSN X

90 102 114
 LSE - 1 1 - LIE 
Cpk  min  , 
 3 0 3  0 

 115 - 105 105 - 91 


Cpk  min  ,  = 0,83
 12 12  15
CAPACIDADE DO PROCESSO
ÍNDICE DE CAPACIDADE DO PROCESSO
1  105
LIE = 91 LSE = 115

f(X)

LIN 0 LSN X

90 102 114

 115 - 105 105 - 91 


Cpk  min  ,  = 0,83
 12 12 

Processo INCAPAZ
16
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 1)
Uma variável X de um produto tem distribuição normal com
desvio-padrão natural igual a 4,00. Os limites do gráfico da
média amostral, construído com amostras de tamanho 4, são:
LIC = 96,00 e LSC = 108,00.
As especificações de X são: LIE = 91,00 e LSE = 115,00.
Supondo um deslocamento da média para 105,00 (processo
FORA DE CONTROLE) , calcular:
d) A distribuição das Probabilidades de Detecção.

17
ANÁLISE DE DESEMPENHO DO
GRÁFICO DE CONTROLE DE X
Distribuição de probabilidades de NÃO-DETECÇÃO

Distribuição das probabilidades (1-Pd) r


r r (1-Pd) r

de NÃO-DETECÇÃO para 1 0,933 11 0,466


2 0,870 12 0,435
n=4 e δ = 0,75 3 0,812 13 0,406
4 0,758 14 0,379
5 0,707 15 0,353
6 0,660 16 0,330
7 0,615 17 0,308
8 0,574 18 0,287
Pd = 0,067 9 0,536 19 0,268
10 0,500 20 0,250

18
ANÁLISE DE DESEMPENHO DO
GRÁFICO DE CONTROLE DE X
Distribuição de probabilidades de NÃO-DETECÇÃO

Distribuição das probabilidades (1-Pd) r


r r (1-Pd) r

de NÃO-DETECÇÃO para 21 0,233 31 0,117


22 0,217 32 0,109
n=4 e δ = 0,75 23 0,203 33 0,101
24 0,189 34 0,095
25 0,177 35 0,089
26 0,165 36 0,082
27 0,154 37 0,077
28 0,143 38 0,072
Pd = 0,067 29 0,134 39 0,067
30 0,125 40 0,062

19
ANÁLISE DE DESEMPENHO DO
GRÁFICO DE CONTROLE DE X
Distribuição de probabilidades de NÃO-DETECÇÃO

Distribuição das probabilidades


r (1-Pd) r
de NÃO-DETECÇÃO para 41 0,058
42 0,054
n=4 e δ = 0,75 43 0,051
44 0,047
45 0,044
46 0,041
47 0,038
48 0,036
Pd = 0,067 49 0,033
50 0,031

20
ANÁLISE DE DESEMPENHO DO
GRÁFICO DE CONTROLE DE X
Distribuição de probabilidades de DETECÇÃO

Distribuição das probabilidades Distribuição das probabilidades


de NÃO-DETECÇÃO de DETECÇÃO
r (1-Pd) r r 1 - (1-Pd) r
41 0,058 41 0,942
42 0,054 42 0,946
43 0,051 43 0,949
44 0,047 44 0,953
45 0,044 45 0,956
46 0,041 46 0,959
47 0,038 47 0,962
48 0,036 48 0,964
49 0,033 49 0,967
50 0,031 50 0,969
21
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 1)

Distribuição das probabilidades


de DETECÇÃO

r 1 - (1-Pd) r
Pd = 6,68 %
41 0,942
42 0,946
43 0,949
PFE =0,64% 44 0,953
45 0,956
46 0,959

Cpk  0,83 47 0,962


48 0,964
Processo INCAPAZ 49 0,967
50 0,969
22
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 2)

Os dados da Tabela referem-se à média amostral e à amplitude R de 20


amostras de tamanho quatro (n = 4), referentes ao volume de certo
produto.

Amostra X R Amostra X R
1 1000,7 2,2 11 1000,0 2,0
2 998,2 7,3 12 1000,0 3,5
3 999,0 8,1 13 1001,7 3,0
4 998,9 4,2 14 997,7 0,5
5 1000,0 10,3 15 998,9 4,5
6 1002,1 8,7 16 1002,4 4,1
7 999,4 1,5 17 1000,0 5,5
8 1001,3 4,4 18 1005,7 1,0
9 998,0 3,5 19 1002,0 4,3
10 998,7 6,0 20 1001,0 3,9

Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]


23
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 2)

1) Construir os gráficos de controle da média amostral e da amplitude amostral.

2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de


Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

a) média 1000,0 e desvio-padrão = 2,0;

b) média 1002,0 e desvio-padrão = 2,0;

c) média 1002,0 e desvio-padrão 4,0;

24
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

a) média 1000,0 e desvio-padrão = 2,0;


Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]

LIE = 994 d = 1000 LSE = 1006

f(X)

ITENS NÃO CONFORMES ITENS NÃO CONFORMES

LIP
3 X X 3 X LSP
X

X
25
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

a) média 1000,0 e desvio-padrão = 2,0;

Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]

LIE d LSE

f(X)
LSE   X  3  X
LIE   X  3  X
LIP
X LSP X

Pr ob (LIE  X  LSE) = 99,73%

PFE = Pr (X > LSE) + Pr (X < LIE) = 0,27 %


26
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

a) média 1000,0 e desvio-padrão = 2,0;

Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]


LIE d LSE

f(X) LSE   X  3  X

LIE   X  3  X
LIP
X LSP X

 LSE -  X  X - LIE 
Cpk  min  ,  Cpk  1
 3 X 3 X 

1, 00  Cpk < 1, 33 RAZOAVELMENTE CAPAZ


27
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

b) média 1002,0 e desvio-padrão = 2,0;

LIE = 994 d = 1000 LSE = 1006

f(X)

ITENS NÃO CONFORMES

LIP
3 X X 3 X LSP
X

996 1002 1008


28
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

b) média 1002,0 e desvio-padrão = 2,0;


Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]

PFE = Pr (X > LSE) + Pr (X < LIE)

PFE = Pr (Z > (LSE – μX) / σX + Pr (Z < (LIE – μX) / σX

PFE = Pr (Z > (1006 – 1002) / 2 + Pr (Z < (994 – 1002) / 2

PFE = Pr (Z > 2) + Pr (Z < - 4)


PFE = Pr (Z > 2)

PFE = Pr (Z > 2) = Pr (Z < - 2)

Tabela A2 Pr (Z < - 2,00) = 0,02275


PFE = 2,28 % 29
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

b) média 1002,0 e desvio-padrão = 2,0;


Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]

LIE = 994 d = 1000 LSE = 1006

f(X)

LIP 3 X  X 3 X LSP X

996 1002 1008

 1006 - 1002 1002- 994  2


Cpk  min  ,  =  0, 67
 6 6  3

Processo INCAPAZ 30
2) Determinar a porcentagem de itens fora das especificações (PFE) e o índice de
Capacidade do Processo (Cpk) para as seguintes situações:

c) média 1002,0 e desvio-padrão 4,0;


Limites de Especificação : [994,0 - 1006,0]

LIE = 994 LSE = 1006


d = 1000

f(X)

ITENS NÃO CONFORMES


ITENS NÃO CONFORMES

LIP
3 X X 3 X LSP
X

990 1002 1014


31
CAPACIDADE DO PROCESSO
(exercício 3)
Use uma seta para cima (  ), ou para baixo (  ), ou um traço horizontal ( — ), para
indicar, em cada célula do quadro abaixo, como a decisão ou o desajuste descrito na
linha afeta as medidas de desempenho indicadas na coluna (considerar gráfico de X ).

Poder NMA α NMAF PFE Cpk


Aumentar o
tamanho da
amostra
Aumentar a
distância
dos limites
de controle
em relação
à linha
média
32