Você está na página 1de 20

Tecnologia da Informação

e Comunicação Aplicada
a Negócios
Material Teórico
A Tecnologia da Informação – TI

Responsável pelo Conteúdo:


Prof. Me. Vagner Silva
Prof.ª Me. Lidiane Campos Brito
Revisão Técnica:
Prof. Me. Douglas Almendro

Revisão Textual:
Prof.ª Esp. Vera Lídia de Sá Cicaroni
A Tecnologia da Informação – TI

• Tecnologia da Informação;
• Sistema de Informação Informatizado;
• Economia Digital;
• Impacto da TI;
• A Internet como Meio de Divulgação.

OBJETIVO DE APRENDIZADO
· Nesta primeira unidade, “Tecnologia da Informação”, você entenderá
a diferença entre os conceitos de Tecnologia de Informação e de
Sistemas de Informação. A partir daí, veremos também a importância
da economia digital e o impacto da TI no mundo corporativo.
Orientações de estudo
Para que o conteúdo desta Disciplina seja bem
aproveitado e haja uma maior aplicabilidade na sua
formação acadêmica e atuação profissional, siga
algumas recomendações básicas:
Conserve seu
material e local de
estudos sempre
organizados.
Aproveite as
Procure manter indicações
contato com seus de Material
colegas e tutores Complementar.
para trocar ideias!
Determine um Isso amplia a
horário fixo aprendizagem.
para estudar.

Mantenha o foco!
Evite se distrair com
as redes sociais.

Seja original!
Nunca plagie
trabalhos.

Não se esqueça
de se alimentar
Assim: e se manter
Organize seus estudos de maneira que passem a fazer parte hidratado.
da sua rotina. Por exemplo, você poderá determinar um dia e
horário fixos como o seu “momento do estudo”.

Procure se alimentar e se hidratar quando for estudar, lembre-se de que uma


alimentação saudável pode proporcionar melhor aproveitamento do estudo.

No material de cada Unidade, há leituras indicadas. Entre elas: artigos científicos, livros, vídeos e
sites para aprofundar os conhecimentos adquiridos ao longo da Unidade. Além disso, você também
encontrará sugestões de conteúdo extra no item Material Complementar, que ampliarão sua
interpretação e auxiliarão no pleno entendimento dos temas abordados.

Após o contato com o conteúdo proposto, participe dos debates mediados em fóruns de discussão,
pois irão auxiliar a verificar o quanto você absorveu de conhecimento, além de propiciar o contato
com seus colegas e tutores, o que se apresenta como rico espaço de troca de ideias e aprendizagem.
UNIDADE A Tecnologia da Informação – TI

Contextualização
Explor

Vamos refletir um pouco sobre o título da nossa unidade?

Muita gente ainda pensa que Tecnologia de Informação tem o mesmo significado
de Sistema de Informação.

Não é bem assim.

Nesta unidade, estudaremos o conceito de ambos os termos e entenderemos


por que são diferentes, embora sejam interligados.

Veremos também a importância da economia digital para as empresas de hoje


e as suas consequências, não só para o mundo corporativo, mas também para o
consumidor e para a economia como um todo.

Além disso, aprenderemos como a internet pode ser, desde que bem utilizada,
um excelente meio de divulgação para uma organização.

Agora, convido você a ler o conteúdo da disciplina e assistir à teleaula, no


link Material Didático. Após completar seu estudo, lembre-se de fazer os exer-
cícios propostos.

Qualquer dúvida, por favor, entre em contato com o seu professor tutor, OK?

Bons estudos.

8
Tecnologia da Informação
Para definir a Tecnologia da Informação é interessante que vejamos alguns
conceitos que a compõem. Você já ouviu falar sobre Sistema de Informação? Pois
é exatamente isso que vamos começar a definir antes de entrar em Tecnologia da
Informação. Com esses conceitos bem definidos ficará mais fácil entendê-la.

James O’ Brien escreve que um sistema é um grupo de componentes inter-


relacionados que trabalham juntos rumo a uma meta comum, recebendo insumos
e produzindo resultados em um processo organizado de transformação.

Pelo conceito estabelecido, podemos verificar que há vários sistemas que fazem
parte de nosso cotidiano, como, por exemplo:

1. Sistema de refrigeração: é um conjunto de componentes que trabalham de


forma integrada com o objetivo de refrigerar um determinado local;
2. Sistema solar: formado por nove planetas que se encontram no campo
gravitacional do sol;
3. Sistema de arrefecimento: conjunto de componentes que controla a tempera-
tura do motor de um automóvel.

Como se pode perceber, nos três exemplos acima, cada sistema é composto por
um conjunto de componentes que se relacionam para atingir um objetivo.

Uma vez que ficou compreendido o significado do termo sistema, é possível,


agora, conceituar Sistema de Informação.

Segundo Turbam (2004), um Sistema de Informação coleta, processa, armaze-


na, analisa e dissemina informação com um objetivo. Um Sistema de Informação é
alimentado por alguns componentes externos, como, por exemplo, fornecedores,
clientes, agências reguladoras, acionistas e concorrentes. Todas as informações ad-
quiridas sobre esses componentes são importantes para uma organização se tornar
mais competitiva; essas informações, quando bem estruturadas e organizadas, tor-
nam-se importantes para a sobrevivência da empresa. Um Sistema de Informação
é composto basicamente de entrada, processamento, classificação, organização e
de uma saída estruturada, que servirá de realimentação para a entrada.

Com um Sistema de Informação informatizado, um diretor, um gerente, ou


mesmo, um administrador pode saber em tempo real:
1. A posição do estoque de produtos acabados;
2. O valor de venda de determinado produto;
3. A posição do fluxo de caixa;
4. Quais são seus devedores, quanto eles devem e qual a previsão dos pagamentos.

9
9
UNIDADE A Tecnologia da Informação – TI

Um Sistema de Informação deve ser capaz de compor e apresentar as informa-


ções relacionadas acima. Considerando o exposto, um Sistema de Informação traz
os seguintes benefícios:
1. Maior eficiência, produtividade e segurança;
2. Aperfeiçoamento das comunicações;
3. Carga de trabalho reduzida, custos reduzidos;
4. Maior precisão, menos erros;
5. Maior e melhor controle sobre as operações;
6. Melhores decisões com base em informação de qualidade, mais oportunidades;
7. Vantagens competitivas, melhor serviço e melhor qualidade;
8. Valor agregado aos produtos (bens e serviços).
Os benefícios citados acima podem ser obtidos por sistemas de informação
manuais ou computadorizados. É notório que os sistemas de informação compu-
tadorizados agilizam a obtenção das informações, portanto os administradores, de
posse dessas informações, poderão tomar decisões mais rápidas. No entanto não
adianta ter um Sistema de Informação bem estruturado se não houver pessoas
qualificadas para fazer a leitura e a tradução dessas informações com o objetivo de
tomada de decisões rápida. Portanto, as empresas devem ter administradores que,
dentre outras características, saibam interpretar as informações e agir rapidamente
de acordo com elas e com os interesses das empresas.
Grande parte dos sistemas de informação começa a ser desenvolvida de forma
manual para, em seguida, se estabilizar e depois partir para a informatização. Essa
é uma característica, principalmente, de pequenos estabelecimentos que começam
a crescer e sentem a necessidade da informatização. Vale lembrar que, mesmo
que a forma dos sistemas de informação utilizada seja a manual, eles devem estar
bem estruturados antes de serem informatizados. Caso isso não ocorra, corre-se
o risco de a informatização não ter êxito e, como consequência, a empresa não
ter bons resultados. Quando um Sistema de Informação é informatizado, torna-
-se mais fácil o armazenamento e a recuperação dos dados; o processamento das
informações é feito de uma forma mais rápida, tornando possível tomar decisões
também mais rápidas.

Sistema de Informação Informatizado


Um Sistema de Informação informatizado compõe-se dos seguintes componen-
tes: hardware, software, banco de dados, redes, procedimentos e pessoas.
O Hardware é composto por um conjunto de dispositivos, como processadores,
monitores, teclados, impressoras, mouse, etc. Todos esses dispositivos são neces-
sários para a entrada de dados, o processamento e a exibição do resultado para o
ser humano.

10
O Software constitui-se de um conjunto de programas que gerencia o Hardware,
dando flexibilidade à manipulação dos dados. O Software, hoje em dia, é o diferencial
apresentado em diversos computadores; o software permite implementar uma
determinada rotina para que ela seja executada de forma bem mais rápida.

O banco de dados torna possível o armazenamento de dados, organizados de


determinada forma para que os programas possam transformá-los em informações.
Os bancos de dados modernos possibilitam a associação entre esses dados - que são
armazenados em forma de registros – o que permite que empresas façam relações e
cheguem a conclusões interessantes, como aconteceu no caso do Wall Mart. Os ad-
ministradores desse hipermercado chegaram a notar que, quando um determinado
produto era vendido, outro produto também era frequentemente vendido, ou seja,
embora não houvesse características comuns entre esses produtos, havia alguma
relação entre eles. Com essa informação, e até com o objetivo de facilitar a ação do
cliente, esses produtos, que não tinham relação entre si, começaram a aparecer nos
mesmos corredores, uns ao lado dos outros. Hoje, podemos perceber que vários hi-
permercados utilizam essa estratégia e disponibilizam um produto próximo ao outro,
mesmo que não haja características semelhantes entre eles.

A rede de computadores consiste em um sistema de conectividade que viabiliza


o compartilhamento de recursos entre os computadores distantes. É difícil imaginar
um computador fora de uma rede de computadores; na verdade ele passa a não ter
muita função quando não está conectado a outros. Em muitas empresas, a rede é
primordial para o bom andamento das atividades; muitas delas ficam extremamente
comprometidas devido a falhas na rede.

Os procedimentos também fazem parte do Sistema de Informação informatiza-


do e consistem no plano estratégico da empresa, em políticas, métodos e regras
para utilizar o Sistema de Informação. Os objetivos desses procedimentos são a
estruturação, a padronização das normas da empresa e o atendimento a elas.

O ser humano é um dos componentes mais importantes dentro do Sistema de


Informação. Não adianta uma empresa ter tecnologia avançada e programas de
última geração se as pessoas não estiverem engajadas em todo o processo. Uma
informação passada de forma errada pode desestabilizar todo o Sistema de Infor-
mação, fornecendo relatórios com informações incorretas e até direcionar a toma-
das de decisões impróprias para um determinado momento.

De acordo com os conceitos explanados até o presente momento, já é possível


definirmos o significado de Tecnologia da Informação. A Tecnologia da Informação,
em seu sentido mais abrangente, engloba um conjunto de diversos sistemas de infor-
mação, usuários, gestão de uma empresa além dos aspectos tecnológicos e permite
que as informações sejam processadas de forma rápida, organizada e segura. A
infraestrutura da Tecnologia da Informação é composta por hardwares, softwares,
computadores, televisões com tecnologia smart e principalmente os dispositivos
móveis tais como os celulares e tablets.

11
11
UNIDADE A Tecnologia da Informação – TI

Economia Digital
Você já deve ter percebido que a grande maioria das compras que fazemos
hoje em dia realiza-se utilizando dinheiro virtual e não mais o dinheiro em papel
ou moeda; costumamos usar cartão de crédito ou cartão de débito em conta ou,
até mesmo Bitcoins aceita praticamente no mundo inteiro, afinal a internet já esta
sendo parte fundamental em muitas compras. Hoje o celular já é usado para fazer
transações como se fosse um cartão de crédito; eles são usados para comprar
bilhetes de metrô ou bilhetes para entrada nos cinemas e até para comprar
passagens aéreas. Isso já é possível acontecer usando um chip (RFID - Radio
Frequency IDentification) que identifica o usuário, assim é possível receber em casa
a fatura de todas as transações feitas pelo celular, centralizando, então, as ações
em um único equipamento.

Bitcoins nova moeda Virtual: https://goo.gl/qpjk2M


Explor

RFID - Radio Frequency IDentification: https://goo.gl/7DF7Dj

A Tecnologia da Informação, com todos os seus componentes, proporciona


uma plataforma global, a partir da qual as pessoas e as organizações interagem,
comunicam-se e buscam informações.

O e-business, ou o comércio eletrônico, envolve a Tecnologia da Informação para


permitir uma transação pela Internet. É possível verificar, em diversos seguimentos,
que a Internet trouxe uma mudança na atitude do consumidor, pois é uma nova
porta com várias possibilidades de negócio que se abriu. Você já deve ter notado
que o consumidor que está sendo formado pela Internet, em linhas gerais, é muito
mais atento e exigente.

A possibilidade de fazer compras pela Internet já mudou o hábito dos seres


humanos; cada vez mais as pessoas estão deixando de sair de suas casas para fazer
compra de um determinado produto. Muitos ainda têm certo receio em relação
à segurança, mas, se pararmos para pensar, vamos chegar à conclusão de que
fazer compra em um determinado estabelecimento não garante que não sejamos
abordados e roubados, com a possibilidade, ainda, de sofrermos agressões ou
sequestro relâmpago, criando um trauma psicológico. Você já pensou nisso?

Os canais de comunicação em uma empresa devem ser explorados de forma


eficiente. Um computador não deve ser usado apenas como meio para que
um funcionário desenvolva sua atividade, mas também como instrumento de
comunicação interna, pois o computador, por ser considerado de propósito geral,
permite um incrível leque de opções. A Intranet, pelas suas características, pode
ser usada para substituir boatos. É possível, pela Intranet, disponibilizar páginas de
interesses comuns. Dessa forma todos poderão ter informações semelhantes e até
se beneficiar delas, pegando atalhos para obter outros dados como: organograma

12
da empresa, nomes das secretárias, etc. Sendo assim, quando um funcionário
necessita obter informações, não precisa perguntar a outros, pois as tem disponíveis
de forma clara e com fácil acesso.

As empresas estão utilizando a Intranet para se comunicarem com seus forne-


cedores; muitas permitem até que esses fornecedores tenham acesso direto ao
estoque, obtendo, como vantagem, um controle preciso em relação à quantidade
máxima e mínima de um determinado produto. Vale comentar que a comunicação
interna se tornou mais ágil e rica em informações através do uso da Intranet; até
projetos podem ser gerenciados e divulgados por essas redes internas, facilitando
a atualização e divulgação dos controles. Os funcionários de algumas empresas já
têm disponíveis pela Intranet as atividades que ele deve executar, o que se tornou
possível por uma técnica chamada Workflow.
Explor

O que é um Workflow? - https://goo.gl/gDjVWn

Muitas empresas estão usando o conceito de Cloud Computing para armazenar


as informações em locais que propiciem segurança fora da empresa. Com isso a
empresa ganha em contenção em relação a suas informações, pois, se ocorrer
algum dano à empresa causado por fenômenos naturais, suas informações poderão
ser recuperadas com facilidade. Atualmente, o Cloud Computing é fornecido por
Data Center e passou a ser uma alternativa interessante para empresas que não
querem manter administradores de redes para conservar suas informações seguras.
Explor

O que é um Cloud Computing? - https://goo.gl/s8cGtT

Você já deve ter notado que a economia digital traz conforto para o ser humano,
como por exemplo, tirar uma foto digital e enviar por e-mail é bem mais cômodo
do que tirar uma foto e ter que enviá-la para revelar. O exemplo acima é um dos
muitos que podem ser citados como vantagem oferecida pelo mundo digital.

Impacto da TI
Você há de concordar que a Tecnologia da Informação trouxe aspectos positi-
vos e negativos para a sociedade, para as empresas e para o mercado de traba-
lho. Aquele que não se adequar às mudanças impostas por ela terá, com certeza,
dificuldades em suas atividades. Como exemplo o caso da empresa Olivetti que,
na década de 80, fabricava máquinas de escrever. Infelizmente o máximo de aper-
feiçoamento que ela conseguiu atingir foi o lançamento da máquina de escrever
elétrica. O ramo de máquinas de escrever deu lugar para o dos computadores e
a empresa Olivetti, por não acompanhar rapidamente as inovações tecnológicas,

13
13
UNIDADE A Tecnologia da Informação – TI

acabou fechando sua fábrica em São Paulo. Nós, seres humanos, devemos nos
preocupar com isso também; temos sempre que nos aperfeiçoar, estar sempre
atualizados em relação à tecnologia para que possamos sobreviver no mercado
de trabalho.

São muitos os aspectos positivos que podem ser apontados em relação à Tec-
nologia da Informação: busca de vantagens competitivas, suporte aos processos,
tomada de decisão de forma ágil, redução da exposição de pessoas a situações
perigosas e até a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Esses benefícios são,
de modo geral, percebidos por todos que usam a Tecnologia da Informação.

No entanto, os aspectos negativos, como invasão da privacidade, desemprego,


redução ou eliminação do elemento humano, ansiedade da informação, o abismo
digital também são, de modo geral, percebidos em nosso meio.

O fato é que as vantagens conseguidas com a Tecnologia da Informação com-


pensam os aspectos negativos, pois ela mudou e aperfeiçoou drasticamente nosso
estilo de viver e de fazer negócios. A Tecnologia da Informação vem crescendo em
ritmo vertiginoso, em especial, a partir do surgimento da Internet, que possibilitou
a interconexão de pessoas por todo o mundo. Por esse motivo é que devemos
sempre nos especializar, procurar estudar e conhecer a Tecnologia da Informação
para que não sejamos atropelados por ela.

A Internet como Meio de Divulgação


É fato que a comunicação entre e dentro das empresas está caminhando para a
Internet, utilizando, fortemente, as redes sociais e os sites que permitem a intera-
ção e a produção de conteúdo pelos usuários. Sites como Facebook, Twitter, bus-
cadores através dos quais o usuário consegue interagir com a empresa explanando
suas experiências com diversos produtos, estão, cada vez mais, sendo usados. As
empresas devem explorar isso de forma cuidadosa, pois uma reclamação do consu-
midor pode não ficar mais somente entre este e a empresa; se o consumidor estiver
insatisfeito poderá divulgar sua opinião negativa abertamente em sua rede social.

Seria ideal que as empresas usassem essas redes a seu favor, dessa forma
poderiam administrar determinadas questões para que sua imagem não ficasse
prejudicada por conta de algumas reclamações. Essas insatisfações podem ficar
publicadas “eternamente” e até aparecerem como resultado em sites de buscas,
mesmo que o problema já tenha sido resolvido há algum tempo, ou seja, uma busca
de um determinado produto em um site poderá ter como resposta a insatisfação
registrada por alguns consumidores que trocaram impressões sobre o produto, e o
possível consumidor, com certeza, será influenciado por ela e irá ajudar a construir
uma imagem negativa do produto por conta disso. Por esse motivo, as empresas
devem ser assessoradas por profissionais qualificados que saibam dar o devido
suporte a essa nova maneira de agir do consumidor. Esses profissionais devem
desenvolver um planejamento estratégico para evitar que o problema ocorra, mas,
se ocorrer, ele deve estar preparado para controlar a situação.

14
Uma rede social que discute sobre um determinado produto pode e deve receber
visitas de fabricantes do ramo do produto em questão, para, de forma sucinta,
fazer propagandas. Isso, desde que feito de maneira correta, é uma forma menos
intrusiva e direcionada de fazer marketing, pois o público-alvo já está ali agrupado e
discutindo sobre produtos de seu interesse, ou seja, são pessoas que estão propícias
a receber informações sobre ele. No mundo atual, não é aconselhável inserir em
mídias sociais propagandas diretas, como banners dos produtos, imagens ou outro
tipo de propaganda intrusiva. O ideal seria que funcionários qualificados interagissem
com esses consumidores, ou possíveis consumidores, como um consultor on-line,
ou então, sendo de preferência da empresa, usar uma estratégia um pouco mais
discreta e menos intrusiva, inserindo links patrocinados. É importante que fique
claro que a empresa não deve enganar os consumidores fazendo com que seus
funcionários passem por consumidores, mas, sim, deve treinar funcionários para
que possam ajudar os consumidores respondendo a algumas dúvidas referentes a
determinados produtos.

O marketing está mudando, estamos acostumados a receber, de forma


unidirecional, o marketing da empresa sobre um determinado produto. No
entanto, as mídias sociais acabam alterando essa forma de ser, ou seja, os novos
consumidores irão comprar um produto pelo que outros contam dele, portanto
serão influenciados pelos que já compraram.

As empresas devem ficar atentas para levantar o perfil desses consumidores. Há


ferramentas que conseguem dados preciosos sobre o consumidor: qual produto foi
consultado por ele, que páginas foram navegadas, a que estado ele pertence. Com
essas informações consegue-se exibir publicidades diferenciadas, de acordo com
o perfil traçado por meio das informações de navegação. Por isso, as que não se
adequarem ao cenário da Internet, disponibilizando informações através de sites
ou qualquer outro tipo de rede social, de alguma forma, serão levadas a esse meio
de comunicação pelas próprias redes sociais, pois serão lembradas ou pelos bons
serviços ou pelos maus serviços prestados aos consumidores. É certo que o último
caso é bem mais divulgado que o primeiro, ou seja, as empresas são lembradas
mais pelo mau atendimento que pelo bom atendimento.

O interessante é que existem sites especializados em reclamações e as mesmas


são repassadas para as empresas e estas têm de responder, de forma pública,
apontando a solução que será dada ao problema relatado.

15
15
UNIDADE A Tecnologia da Informação – TI

Material Complementar
Indicações para saber mais sobre os assuntos abordados nesta Unidade:

 Leitura
Valor Estratégico dos Projetos de Tecnologia de Informação
ALBERTIN, Alberto Luiz. Valor estratégico dos projetos de tecnologia de informa-
ção. RAE - Revista de Administração de Empresas. Jul./Set. 2001. São Paulo, v.41,
n. 3, p. 42-50.
https://goo.gl/3CTw7x
O Surgimento da Economia Digital. Uma Nova Teoria Econômica à Vista?
COSTA, Carlos Arriaga. O surgimento da economia digital. Uma nova teoria eco-
nômica à vista?
https://goo.gl/7AB12L
O Papel da Tecnologia da Informação como Auxílio à Engenharia e Gestão do Conhecimento
LEHMKUHL, Giuvania Terezinha; VEIGA, Carla Rosana; RADO, Gregório Jean
Varvakis. O papel da tecnologia da informação como auxílio à engenharia e
gestão do conhecimento. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação,
Nova Série, São Paulo, v.4, n.1, p. 59-67, jan./jun. 2008.
https://goo.gl/TwNuo9

16
Referências
O’BRIEN, J.A. Administração de Sistemas de Informação. Uma Introdução.
Editora: Tecmedd.

LAUDON, K. C. & Laudon, J.P. Sistemas de Informações Gerenciais. Ed. 6


Pearson, 2004.

TURBAN, E. et al. Tecnologia da informação para Gestão: transformando


negócios na economia digital. Ed. Bookman. 2004.(2)”.

17
17