Você está na página 1de 12

CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 01 Visto:

_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

1ª QUESTÃO (20 escores)

MÚLTIPLA ESCOLHA

ESCOLHA A ÚNICA RESPOSTA CERTA, ASSINALANDO-A COM UM “X” NOS PARÊNTESES À ESQUERDA, E
TRANSCREVENDO-A PARA A TABELA DE RESPOSTAS.
SÓ SERÃO CONSIDERADAS AS OPÇÕES ASSINALADAS NA TABELA DE RESPOSTAS AO FINAL
DESTA QUESTÃO.

01. (UEL-2003) A respiração e a circulação nos insetos sustentam a alta demanda metabólica desses
animais durante o vôo. Além disso, a respiração traqueal é uma importante adaptação dos insetos
para a vida terrestre.

Sobre as relações fisiológicas entre os processos respiratório e circulatório nos insetos, é correto
afirmar:

( A ) O sistema circulatório aberto contém hemocianina, pigmento respiratório que facilita o


transporte de oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

( B ) O sistema traqueal conduz oxigênio diretamente para os tecidos e o dióxido de


carbono em direção oposta, o que torna a respiração independente de um sistema
circulatório.

( C ) O sistema circulatório fechado contém hemoglobina e é fundamental para o transporte de


oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

( D ) O sistema traqueal conduz oxigênio da hemolinfa para os tecidos, o que torna a respiração
dependente de um sistema circulatório.

( E ) O sistema circulatório aberto, apesar de não conter pigmentos respiratórios, é fundamental


para o transporte de oxigênio do sistema traqueal para os tecidos.

02. (UEMG-2007 modificada) Considere o esquema corporal de um animal representado na ilustração a


seguir:

São características do grupo representado por esse animal, EXCETO:

( A ) Ausência de segmentação corpórea.


( B ) Presença de revestimento formado pelo manto.
( C ) Tubo digestório incompleto.
( D ) Sistema circulatório aberto.
( E ) Presença da rádula para a captura de alimento.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 02 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

03. (UFSCar-2008) A ilustração mostra um inseto estilizado de tamanho exagerado.

(Maurício de Souza. Adaptado.)

Argumenta-se que a inexistência de insetos de grande tamanho corporal deve-se a restrições


quanto à sustentação e dinâmica de fluidos corporais. Essas restrições estariam relacionadas ao tipo de
sustentação corporal, sistemas circulatório e respiratório, que nos insetos correspondem
respectivamente a

( A ) endoesqueleto quitinoso, sistema circulatório aberto e respiração cutânea.

( B ) exoesqueleto quitinoso, sistema circulatório aberto e respiração traqueal.

( C ) exoesqueleto incompleto, sistema circulatório misto e respiração traqueal.

( D ) exoesqueleto mineralizado, sistema circulatório fechado e respiração cutânea.

( E ) endoesqueleto calcáreo, sistema circulatório aberto e respiração traqueal.

04. (Mack-2003) De acordo com o desenvolvimento, os insetos são classificados em ametábolos


(desenvolvimento direto), hemimetábolos (desenvolvimento indireto com metamorfose incompleta) e
holometábolos (desenvolvimento indireto com metamorfose completa).

São exemplos de cada tipo, respectivamente:

( A ) traça de livro, gafanhoto e mosca.


( B ) borboleta, barata e pulga
( C ) formiga, libélula e abelha.
( D ) grilo, cigarra e besouro.
( E ) vespa, cupim e mariposa.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 03 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

05. Observe a tira a seguir:

QUINO.Toda a Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 2001. p. 67. (Adaptado).

O invertebrado, observado por Mafalda, pertence ao filo que, evolutivamente, é o mais próximo dos
cordados, por apresentarem

( A ) hábitat marinho.

( B ) mesoderme.

( C ) deuterostomia.

( D ) fecundação externa.

( E ) simetria radial.

06. Os animais A, B e C, abaixo, apresentam as seguintes características:

A: pés ambulacrários, espinhos no corpo e simetria radiada.


B: cefalotórax, quelíceras e exoesqueleto de quitina.
C: presença de rádula, massa visceral e concha.

A, B e C podem ser, respectivamente:

( A ) pepino-do-mar, minhoca e polvo.


( B ) aranha, pepino-do-mar e polvo.
( C ) estrela-do-mar, aranha e caracol.
( D ) estrela-do-mar, aranha e minhoca.
( E ) minhoca, aranha e pepino-do-mar.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 04 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

07. (UFU-MG) A produção de pérolas requer a introdução artificial de pequenas partículas estranhas ao
manto. Este circunda o corpo estranho e secreta camadas sucessivas de nácar sobre ele. Os animais
são mantidos em cativeiro por muitos anos até que as pérolas sejam formadas. Os animais utilizados
nesse processo pertencem, respectivamente, ao filo e à classe:

( A ) Mollusca e Gastropoda.
( B ) Arthropoda e Crustacea.
( C ) Arthropoda e Insecta.
( D ) Mollusca e Cephalopoda.
( E ) Mollusca e Bivalvia.

08. (PUC-SP) “Todo o sistema hidrovascular está preenchido por um líquido similar à água do mar,
exceto pelo fato de que apresenta alguns tipos celulares, proteínas e um alto conteúdo de íons
potássio. Quando o animal se locomove, esse sistema opera como um sistema hidráulico e a
concentração da ampola determina o alongamento do pé ambulacral. Quando ele entra em contato
com o substrato, o centro da ventosa terminal retrai-se, produzindo vácuo e adesão. Sabe-se que a
ponta do pé ambulacrário elabora uma secreção que contribui para a adesão.”

O tipo de locomoção descrito acima é encontrado em

( A ) estrela-do-mar.
( B ) caracol.
( C ) minhoca.
( D ) hidra.
( E ) piolho-de-cobra.

09. (UFTM-MG) Uma rede de lanchonetes distribuiu aos seus fregueses um brinde composto por
envelopes dentro dos quais havia vários cartões, cada um deles ilustrado com um animal e uma breve
descrição das suas características.
Os cartões deveriam ser usados para um jogo de perguntas e respostas. A cada compra de sanduíche,
o freguês poderia ganhar o envelope referente às aves, aos mamíferos, aos insetos, etc.
Na figura estão reproduzidos alguns dos cartões do envelope Insetos.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 05 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

Considerando-se os cartões reproduzidos, pode-se dizer que a denominação insetos, atribuída a esse
envelope, está

( A ) errada, pois nem todos esses organismos pertencem à classe Insecta.


( B ) errada, pois nem todos esses organismos pertencem ao filo Arthropoda.
( C ) correta, pois todos esses organismos são artrópodes da classe Insecta.
( D ) correta, pois todos esses organismos são insetos, embora nem todos sejam artrópodes.
( E ) correta, pois todos esses organismos pertencem ao mesmo filo, à mesma classe e à ordem
Insecta.

10. (UFF-RJ) Os insetos reúnem o maior número de espécies animais conhecidas, sendo, portanto, o
grupo mais diversificado dentro dos artrópodes e, consequentemente, dentre todos os animais.
Os diferentes grupos de artrópodes podem ser identificados com base nas características de sua
morfologia externa. A tabela abaixo descreve as características das classes Insecta, Chilopodas,
Diplopoda e Arachinida.

Assinale a alternativa que identifica corretamente as classes A, B, C e D respectivamente.

( A ) Arachinida, Insecta, Chilopoda e Diplopoda.


( B ) Chilopoda, Diplopoda, Arachinida e Insecta.
( C ) Chilopoda, Arachinida, Insecta e Diplopoda.
( D ) Diplopoda, Chilopoda, Insecta e Arachinida.
( E ) Diplopoda, Arachinida, Chilopoda e Insecta.

11.(UEL) Geralmente, caules subterrâneos que acumulam substâncias nutritivas, denominados


tubérculos, são confundidos como sendo raízes tuberosas que também acumulam reserva de amido.
Um caso típico desse equívoco seria o de classificar a batata-inglesa como raiz tuberosa. Qual das
alternativas apresenta uma característica que diferencia um tubérculo de uma raiz tuberosa?

( A ) O tubérculo possui pelos absorventes para a absorção de água.


( B ) A raiz tuberosa possui gemas axilares para o crescimento de ramos.
( C ) O tubérculo possui coifa para proteger o meristema de crescimento.
( D ) A raiz tuberosa possui gemas apicais para desenvolver novas raízes.
( E ) O tubérculo possui gemas laterais para desenvolver ramos e folhas.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 06 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane
12. (UEL modificada) Alguns organismos buscam estratégias diferenciadas de nutrição. Pântanos e solos
arenosos, pobres em nitrogênio, abrigam vegetais com estratégias e modificações morfofisiológicas
que auxiliam na obtenção de nitrogênio fora do solo em que vivem. Dentre os grupos abaixo, aquele
que possui os vegetais que se encaixam nesta estratégia são as

( A ) Pteridófitas.
( B ) Epífitas.
( C ) Carnívoras.
( D ) Parasitas.
( E ) Micorrizas.

13. (Puccamp) As folhas da carnaubeira, palmeira característica de algumas áreas da caatinga, são
revestidas por uma espessa camada de cera. Outras plantas da mesma região também apresentam
esta característica, considerada uma adaptação para

( A ) impedir ataques de insetos.


( B ) atrair polinizadores.
( C ) diminuir a perda de água.
( D ) otimizar a respiração.
( E ) aumentar processos de gutação.

14. (UNESP-2008) Paulo considerou incoerente afirmar que as plantas promovem o sequestro de
carbono pois, quando respiram, as plantas liberam CO2 para a atmosfera. Consultando seu professor,
Paulo foi informado de que a afirmação é

( A ) correta. O tempo durante o qual as plantas respiram é menor que aquele durante o qual
realizam a fotossíntese, o que garante que consumam mais CO2 atmosférico que aquele
liberado.

( B ) correta. O tempo durante o qual as plantas respiram é o mesmo que aquele durante o qual
realizam a fotossíntese, contudo, a taxa fotossintética é maior que a taxa de respiração, o que
garante que consumam mais CO2 atmosférico que aquele liberado.

( C ) correta. Embora as plantas respirem por mais tempo que aquele empregado na
fotossíntese, esta permite que as plantas retenham o carbono que é utilizado na
constituição de seus tecidos.

( D ) incorreta. As plantas acumulam carbono apenas durante seu crescimento. Em sua fase adulta,
o tempo durante o qual respiram é maior que aquele durante o qual realizam fotossíntese, o
que provoca a reintrodução na atmosfera de todo CO2 que havia sido incorporado.

( E ) incorreta. Além de a respiração e a fotossíntese ocorrerem em momentos diferentes e não


coincidentes, o volume de CO2 liberado pela respiração é o mesmo que o volume de CO2
atmosférico consumido pela fotossíntese.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 07 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane
15. (UNESP-2008) A figura reproduz um experimento em que uma planta colocada em um vaso
transparente recebe luz lateralmente, no caule e nas raízes, conforme indicam as setas. Após alguns
dias, o caule apresenta-se voltado para a fonte de luz e as raízes encontram-se orientadas em sentido
oposto. Isso se deve à ação das auxinas, hormônio vegetal que atua no controle do crescimento de
caules e raízes, promovendo o alongamento das células.

Podemos afirmar corretamente que, no caule, as auxinas promoveram o crescimento do lado

( A ) não iluminado da planta, enquanto nas raízes promoveram o crescimento do lado


iluminado. A inclinação do caule e da raiz deve-se à maior concentração de auxina no
lado não iluminado da planta.

( B ) iluminado da planta, enquanto nas raízes promoveram o crescimento do lado não iluminado. A
inclinação do caule e da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado da
planta.

( C ) não iluminado da planta, assim como o fizeram nas raízes. A inclinação do caule e da raiz
deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado da planta.

( D ) iluminado da planta, assim como o fizeram nas raízes. A inclinação do caule e da raiz deve-se
à maior concentração de auxina no lado iluminado da planta.

( E ) não iluminado da planta, enquanto nas raízes promoveram o crescimento do lado iluminado. A
inclinação do caule deve-se à maior concentração de auxina no lado iluminado, enquanto a
inclinação da raiz deve-se à maior concentração de auxina no lado não iluminado.

16. (UFES) Dentre os fitormônios conhecidos, o etileno é um dos principais responsáveis pelo
amadurecimento dos frutos. Para evitar que os frutos amadureçam durante o transporte, um produtor
que quer exportar mamões para outro Estado deve

( A ) utilizar carros frigoríficos com baixas temperaturas e altas taxas de CO2.


( B ) armazenar os frutos em temperaturas elevadas e com altas taxas de O2.
( C ) diminuir a concentração de CO2 no interior dos carros frigoríficos.
( D ) manter os veículos de transporte em temperatura ambiente.
( E ) colocar alguns frutos já maduros entre os outros ainda verdes.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 08 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane
17. (PUC-RS - modificada) Os tropismos observados em plantas superiores são crescimentos induzidos
por hormônios vegetais e direcionados por influências do ambiente. A curvatura do caule em direção à
luz e da raiz em direção ao solo são exemplos típicos de fototropismo e geotropismo positivos,
respectivamente. Tais movimentos ocorrem em decorrência da concentração diferencial de
fitormônios como a _______________ nas diferentes estruturas da planta. Altas taxas deste
fitormônio, por exemplo, _______________ o crescimento celular, o qual _____________ a
curvatura do caule em direção à luz.

A alternativa que preenche, respectivamente, as lacunas acima é:

( A ) citocina promovem induz


( B ) auxina induzem provoca
( C ) giberilina inibem impede
( D ) auxina bloqueiam inibe
( E ) citocina impedem bloqueia

18. (Fuvest-SP) Em determinada condição de luminosidade (ponto de compensação fótico), uma planta
devolve para o ambiente, na forma de gás carbônico, a mesma quantidade de carbono que fixa, na
forma de carboidrato, durante a fotossíntese. Se o ponto de compensação fótico é mantido por certo
tempo, a planta

( A ) morre rapidamente, pois não consegue o suprimento energético de que necessita.


( B ) continua crescendo, pois mantém a capacidade de retirar água e alimento do solo.
( C ) continua crescendo, pois mantém a capacidade de armazenar o alimento que sintetiza.
( D ) continua viva, mas não cresce, pois consome todo o alimento que produz.
( E ) continua viva, mas não cresce, pois perde a capacidade de retirar do solo os nutrientes de que
necessita.

19. (Unesp-SP) Um botânico tomou dois vasos, A e B, de uma determinada planta. O vaso A
permaneceu como controle e no vaso B foi aplicada uma substância que induziu a planta a ficar com
os estômatos permanentemente fechados. Após alguns dias, a planta do vaso A permaneceu igual e a
do vaso B apresentou sinais de grande debilidade, embora ambas tenham ficado no mesmo local e
com água em abundância. Foram levantadas três possibilidades para a debilidade da planta B:

I. A água que ia sendo absorvida pelas raízes não pôde ser perdida pela transpiração, acumulando-se
em grande quantidade nos tecidos da planta.

II. A planta não pôde realizar fotossíntese, porque o fechamento dos estômatos impediu a entrada de
luz para o parênquima clorofiliano das folhas.

III. A principal via de captação de CO2 para o interior da planta foi fechada, comprometendo a
fotossíntese.

A explicação correta corresponde a:

( A ) I.
( B ) II.
( C ) III.
( D ) I e II.
( E ) II e III.

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 09 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

20. (UFC-CE modificada) A figura a seguir mostra os resultados de um experimento que compara o
crescimento do caule (A) e das raízes (B) de plantinhas de milho normais (tipo selvagem) e mutantes
(que não produzem ácido abscísico – ABA), transplantadas para dois tipos de substratos. Um grupo,
formado pelos dois tipos de planta, foi colocado em substrato sob condições de suprimento hídrico
ideal (SH), e outro grupo, também contendo os dois tipos de planta, foi colocado em substrato sob
condições de déficit hídrico (DH).

Qual o efeito do ABA no crescimento do caule e da raiz, sob condições de déficit hídrico? Com base na
análise dos gráficos acima, marque a resposta correta.

No caule Na raiz
( A ) Inibe o crescimento. Estimula o crescimento.
( B ) Inibe o crescimento. Inibe o crescimento.
( C ) Estabiliza o crescimento. Inibe o crescimento.
( D ) Inibe o crescimento. Estabiliza o crescimento.
( E ) Estimula o crescimento. Inibe o crescimento.

- TABELA DE RESPOSTAS -
SÓ SERÃO CONSIDERADAS AS OPÇÕES ASSINALADAS NESTA TABELA

ITENS
OPÇÕES
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

A X X X X X X

B X X X

C X X X X X X X X

D X

E X X

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 10 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

2ª QUESTÃO (15 escores)

DÊ O QUE SE PEDE

21.(Fuvest modificada) Duas plantas da mesma espécie, que vivem em ambientes distintos,
apresentam folhas morfologicamente diferentes, representadas nas figuras A e B.

Figura A Figura B

a) Indique qual das folhas corresponde à planta que vive em campo aberto e qual corresponde à
planta que vive no interior de uma floresta. (02 escores)

A folha A é característica de plantas que vivem no interior da floresta. √ A folha B é


característica de plantas que vivem em campo aberto. √

b) Agora, justifique sua resposta dada no subitem anterior, para a folha de plantas de floresta através
das características que plantas deste tipo de habitat devem possuir em relação à: tamanho da
superfície da folha, quantidade de cloroplastos e clorofila e competição pela luz. (03 escores)

Características principais: grande superfície da folha, √ grande quantidade de cloroplastos


e clorofila. √ Isso é importante devido à competição pela luz no interior da floresta.√

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 11 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

22. (UFRJ-2003-modificada) A soma da área superficial de todas as folhas encontradas em 1m2 de


terreno é denominada SF. O gráfico a seguir apresenta a SF de 3 ecossistemas distintos (A, B e C).
Nesses três ambientes, a disponibilidade de luz não é um fator limitante para a fotossíntese.

a) Identifique qual dos três ecossistemas corresponde a um deserto. (01 escore)

O ecossistema B. √

b) Explique a relação entre a SF e as características ambientais do deserto. (02 escores)

Uma menor SF diminui a perda de água por evaporação/transpiração, √ condição


importante para a sobrevivência da planta em um ambiente onde há pouca
disponibilidade de água. √

23. (PUC-SP - modificada) Realizou-se uma coleta de animais que, em seguida, foram distribuídos em
três grupos, cada um com quatro representantes, conforme é mostrado no quadro abaixo:

Grupo I Grupo II Grupo III


Anêmonas-do-mar Planárias Caranguejos
Estrelas-do-mar Lombrigas Centopeias
Mexilhões Minhocas Tatuzinhos-de-jardim
Pepinos-do-mar Sanguessugas Gafanhotos

Com base nas informações acima, responda os subitens a seguir.

a) Indique qual(is) o(s) grupo(s) em que todos os animais ou representantes pertencem ao mesmo
filo. (01 escore)

Grupo III√

b) No(s) grupo(s) indicado(s), cite duas características que sejam comuns aos seus quatro
representantes. (02 escores)

Apêndices articulados √ e exoesqueleto quitinoso.√

SSAA / STE / CMCG 2013


CMCG AE3/2013 – BIOLOGIA 2º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª CHAMADA 12 Visto:
_____________
ALUNO N°: NOME: TURMA: 1º Ten Dantas e
Profª Adriane

24. (UNICAMP-modificada) Os navios são considerados introdutores potenciais de espécies exóticas


através da água de lastro (utilizada nos tanques para dar aos navios estabilidade quando vazios).
Essa água pode conter organismos de diversos grupos taxonômicos. Com certa frequência leem-se
informações relacionadas a essas introduções:

I. O mexilhão dourado (Limnoperna fortunei), um bivalve de água doce originário do sul da Ásia,
chegou ao Brasil em 1998 e já infestou rios, lagos e reservatórios da Região Sul e do Pantanal. Além
de causar problemas ecológicos, esse invasor ameaça o setor elétrico brasileiro, a agricultura irrigada,
a pesca e o abastecimento de água devido à sua capacidade de se incrustar em qualquer superfície
submersa.
(Adaptado de Evanildo da Silveira, "Molusco chinês ameaça ambiente e produção no Brasil".
http://www.estadao.com.br/ciência/notícias/2 04/mar/18/75.htm)

II. As autoridades sanitárias acreditam que o vibrião colérico, originário da Indonésia, chegou ao Peru
através de navios e de lá se espalhou pela América Latina.

(Adaptado de Ilídia A.G.M.Juras, "Problemas causados pela água de lastro".


Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, 2003.)

Com base nas informações acima, responda os subitens a seguir.

a) Indique uma característica que diferencie os moluscos bivalves das demais classes de moluscos.
Indique outra característica que permita incluir os bivalves no filo Mollusca. (02 escores)

Presença de concha com duas valvas e ausência de rádula. √


Os moluscos bivalves têm corpo mole e manto, estruturas que caracterizam os moluscos.

b) Nas áreas de risco de contaminação por vibrião colérico, as autoridades sanitárias recomendam
não ingerir mexilhões e ostras crus. Essa recomendação baseia-se no modo como esses moluscos
obtêm alimento. Explique. (02 escores)

Mexilhões e ostras são filtradores√, portanto, podem acumular grande quantidade de


substâncias tóxicas e inclusive microorganismos patogênicos (a batéria causadora do
Cólera). √

Correção gramatical e/ou apresentação da prova: 0,2 ponto.

FIM DA PROVA

SSAA / STE / CMCG 2013