Você está na página 1de 12

Localizador de Defeitos

Dicas

Rev. 2
Localizador de Defeitos

Índice
Índice.....................................................................................................................................2

1 - Dicas de uso.....................................................................................................................3

2 - Pontos de Terra.................................................................................................................5

3 - Curvas Características.....................................................................................................6

3.1 - Circuito Aberto............................................................................................................6

3.2 - Curto com terra (0V)..................................................................................................6

3.3 - Resistores..................................................................................................................7

3.4 - Capacitores................................................................................................................7

3.5 - Indutores e Transformadores.....................................................................................8

3.6 - Diodos e Transistores................................................................................................8

3.7 - Circuitos Integrados...................................................................................................9

3.8 - Resistores + Capacitores...........................................................................................9

3.9 - Diodo+Capacitor......................................................................................................10

3.10 - Diodo+Resistor.......................................................................................................11

3.11 - CI + Resistor...........................................................................................................12

3.12 - CI + Capacitor........................................................................................................12

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

2 / 12
Localizador de Defeitos

1 - Dicas de uso
 Evite colocar a mão na placa durante o teste, pois pode inserir ruído na medida.

 Se a placa tiver mais de um terra, curto-circuitar todos os terras antes de iniciar o


teste.

 Se as medidas estiverem instáveis (as curvas não ficam constantes no gráfico),


tente uma das 02 soluções possíveis:

 Podemos colocar um resistor de 1kΩ entre a alimentação e o terra.


 Os osciladores devem ser desativados (cristais, multivibradores, etc.).
 Componentes de fabricantes diferentes podem apresentar curvas diferentes,
principalmente nos pinos de reset, set, preset e clear, como na figura abaixo:

Se essa diferença se repetir em vários pinos, pode ser uma indicação de defeito.

 Se o equipamento não encontrar nenhum defeito, isso pode indicar que algum dos
CI’s apresenta um defeito interno. Recomendamos que o usuário analise os CI’s
que mais apresentam defeitos internos, como por exemplo:

 Memórias.
 Processadores.
 CI’s que trabalham aquecidos.

 O formato do gráfico é a informação mais importante para a localização do defeito.


A indicação numérica de diferença deve ser utilizada apenas como uma referência.
Pequenos valores de diferença não indicam necessariamente a ausência de
defeito, enquanto variações no formato do gráfico são indicativos de defeitos. Ao
encontrar este tipo de diferença, utilize a opção Marcar Falha no modo Teste.

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

3 / 12
Localizador de Defeitos
 Diferenças na parte central do gráfico, mesmo que pequenas, podem indicar um
defeito. Essas diferenças requerem uma atenção maior do usuário.

Uma diferença como da figura acima, apesar de ser pequena, indica um possível
defeito.

 Podemos tolerar algumas diferenças na parte esquerda do gráfico, pois os


fabricantes não garantem as características para a polarização reversa dos
componentes.

 Componentes com baixas impedâncias interferem no teste, principalmente


transformadores e capacitores de valores altos que não estejam ligados à
alimentação. Nestes casos, opte pelo tipo de medição Potência. Pode ser
necessária a remoção destes componentes, para maior eficiência do teste.

 Se alguma das curvas sumir da tela, verifique se todas as baterias foram retiradas
ou se tem capacitor carregado na placa.

 Se a maioria das curvas obtidas tenderem a indicar um curto-circuito (reta na


vertical), pode ser necessário utilizar o tipo de medição Potência.

 Os CI's que têm internamente um circuito chamado bomba de carga (charge


pump), como por exemplo, o MAX232, confunde o teste. Para testar
adequadamente esses componentes, é necessário retirar seus capacitores.

 Sempre que possível realize o teste da placa toda antes de iniciar a troca de
componentes. Inicie o reparo pelos defeitos mais graves (curtos-circuitos e circuitos
abertos).

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

4 / 12
Localizador de Defeitos

2 - Pontos de Terra
Aqui vão algumas dicas sobre como encontrar o terra de um circuito eletrônico.

• Verifique a serigrafia da placa. Em muitos casos, os pinos dos conectores e/ou


pontos de teste na placa são identificados, de acordo com sua função. Sendo
assim, procure pontos como: GND, ( - ), etc.

• Nas placas em que a alimentação DC (corrente contínua) vem de outro circuito,


verifique o negativo desta alimentação. Pode ser através da pinagem dos
conectores, obtida do diagrama de fiação do equipamento onde a placa é inserida,
ou pelas cores dos cabos do chicote – o cabo preto normalmente é o terra.

• Em muitos casos, o terminal negativo dos capacitores eletrolíticos de grande valor


está conectado ao terra da placa.

• Uma outra dica muito importante é verificar a pinagem dos circuitos integrados. Isto
pode ser obtido no datasheet do componente, facilmente encontrado na internet.
Um exemplo: coloquei no Google o part number 7400, e encontrei a pinagem
abaixo. Observe que o pino 7 é identificado como GND. Este é o terra deste
componente. Portanto, devemos procurar pinos identificados como GND, VSS, que
normalmente são os pinos de terra dos CI’s.

• Uma vez identificado o terra da placa, basta encontrar um ponto mais favorável
para conectar a garra jacaré: pino de conector, terminal de um componente, etc.

• Um ponto muito importante é no caso de placas que possuem mais de um terra,


isolados entre si. Nestes casos, é preciso curto-circuitar (jumpear) todos estes
terras, e conectá-los à ponta preta do Localizador de Defeitos. Uma maneira muito
simples de se verificar isto é, uma vez identificados os pontos de terra da placa,
conforme já descrevi, conferir se estes pontos estão interligados, utilizando a
medida de continuidade do multímetro. Se todos os pontos de terra derem
continuidade, não é preciso fazer o jumper. Caso contrário, é preciso fazer a
ligação.

• Atenção: Os jumpers feitos para o teste devem ser retirados antes de se


conectar a placa de volta no equipamento e ligá-lo, para não danificar a placa.

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

5 / 12
Localizador de Defeitos

3 - Curvas Características
Mesmo sem uma placa boa como referência, a curva VI é uma poderosa ferramenta de
análise. Cada componente tem uma curva característica própria. A seguir, uma lista com
as principais curvas características.
3.1 - Circuito Aberto

A curva característica de um circuito aberto é uma linha horizontal.

3.2 - Curto com terra (0V)

O curto é representado por uma linha vertical.

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

6 / 12
Localizador de Defeitos
3.3 - Resistores

Os resistores aparecerão como linhas inclinadas. A inclinação da linha depende do valor


da resistência.

Resistores com valores muito baixos aparecerão como um curto enquanto resistores com
valores muito altos aparecerão como circuitos abertos.
3.4 - Capacitores

A curva característica de um capacitor é uma espiral no sentido horário. A largura da


espiral depende do valor do capacitor.

Capacitores com valores muito altos aparecerão como um curto enquanto capacitores
com valores muito baixos aparecerão como circuitos abertos.

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

7 / 12
Localizador de Defeitos
3.5 - Indutores e Transformadores

A curva característica de um indutor é uma espiral no sentido anti-horário. A largura da


espiral depende do valor do indutor.

Indutores com valores muito baixos aparecerão como um curto enquanto indutores com
valores muito altos aparecerão como circuitos abertos.
3.6 - Diodos e Transistores

Os diodos e as junções base-emissor e base-coletor dos transistores terão as seguintes


curvas:

GND

GND

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

8 / 12
Localizador de Defeitos

3.7 - Circuitos Integrados

Os pinos da maioria dos circuitos integrados têm uma curva característica semelhante
com a curva a seguir:

3.8 - Resistores + Capacitores

A curva parecerá com a curva do capacitor só que inclinada.

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

9 / 12
Localizador de Defeitos
3.9 - Diodo+Capacitor

GND GND

GND GND

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

10 / 12
Localizador de Defeitos
3.10 - Diodo+Resistor

GND GND

GND

GND GND

GND

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

11 / 12
Localizador de Defeitos
3.11 - CI + Resistor

CI

GND

CI

3.12 - CI + Capacitor

CI

GND

e-mail: versis@versis.com.br

www.versis.com.br

12 / 12