Você está na página 1de 10

ORIGAMI BÁSICO

Módulo 1: Introdução
A HISTÓRIA ORIGAMI

História

Segundo estudiosos, a origem do Origami é tão antiga quanto à origem do papel.

O papel surgiu na China, em 105 a.C. para substituir a seda que era usada para escrever. T´Sai Lun (administrador do palácio do imperador
chinês) foi o responsável por essa descoberta, ele misturou panos, redes de pesca e cascas de árvores. No império chinês essa técnica virou
segredo e foi guardada por muito tempo. Somente no século VI ela chegou ao Japão, por intermédio dos monges budistas chineses, mas só a
nobreza tinha acesso, pois era considerado um artigo de luxo, usado em moldes de quimonos e em festas religiosas (Shino).

O origami foi introduzido nessas festas:

Nos casamentos eram feitos copos de vinho tinto, dobrados em papel, com borboletas, representando a união dos noivos;

Os diplomas eram dobrados de maneira especial, e se abertos não podiam voltar a ser fechados sem que fossem feitas novas dobras;

Os samurais presenteavam-se com o “Noshi”, que são pedaços de papel dobrados em forma de leque, amarrados com tiras de carne seca.

Entre 1338 e 1576 o papel tornou-se mais acessível e os adornos usados distinguiam as classes sociais. As figuras criadas eram passadas,
oralmente, de mãe para filha e somente as dobraduras mais simples eram trabalhadas.

Os primeiros livros de Origami surgiram no período de 1603 a 1867, mas o primeiro com instruções foi “Como Dobrar Mil Tsurus” - Senbazuru
Orikata, em 1797. A partir daí o origami tornou-se uma forma de arte muito popular. O livro “Kan No Mado”, publicado em 1845, incluía cerca de
150 modelos de origami, dentre eles o origami de sapo. Este é o marco do cresimento do Origami como atividade recrativa no Japão.

Akira Yoshizawa é o pai da Origami Moderno, ele inventou os Símbolos usados nas atuais instruções passo-a-passo, para ele o Origami é uma
filosofia de vida. Depois da invenção do papel o mais importante para o Origami é o Sistema Yoshizawa – Randlett, 1956, pois ele permite a
difusão internacional das diversas criações.

Módulo 2: Simbologia
Simbologia
Valley fold – “Dobra em Vale”

Quando uma folha ou camada de uma folha é dobrada de modo a que se forme uma depressão no local onde é feita a dobra temos uma Valley fold. Esta é indicada com
uma linha tracejada e com uma seta com a ponta simétrica (uma seta em que a ponta tem dois “anzóis”, digamos assim) e seta esta que indica o movimentos do papel. No
exemplo, a parte de cima do papel é dobrada de modo a encontrar-se coma parte de baixo, fazendo uma Valley fold.

Mountain fold – “Dobra em Montanha”

Quando uma folha ou camada de folha de papel é dobrada para longe de si de modo a que a dobra forme um pico temos uma chamada Mountain fold. Esta é representada
com uma linha de traços alternando com dois pontos e uma seta assimétrica (ponta da seta com apenas um “anzol”) que indica o movimento do papel. De modo geral, se a
seta é simétrica o papel move-se da nossa direcção, se a seta é assimétrica o papel move-se para lá de nós, para longe. No exemplo, embora o efeito final seja o mesmo
que o exemplo anterior, a parte de cima encontra-se com parte de baixo do papel mas passando o papel por trás, movendo-se na direcção que o afasta de nós.

Fold and Unfold – “Dobrar e desdobrar”

Quando se vê uma seta que vai e volta sobre ela mesma é o símbolo que indica que se tem de dobrar conforme é indicado e depois tornar a desdobrar. Desta feita, o
resultado final é o mesmo donde se partiu tendo, porém, uma dobra a mais no local onde se dobrou. Esta dobra, depois, é indicada com uma linha continua e fina.

Push Here – “Empurrar aqui”

Uma seta pequena e sem preenchimento com uma cauda mais grossa e igualmente sem preenchimento indica uma dobra de Push Here. Isto significa que, invés do papel
ser dobrado que na nossa direcção quer para longe de nós, o papel é empurrado para dentro simetricamente ou ainda invertido. Para mais exemplos desta dobra ver Inside
reverse Fold, Petal Fold e Sinks na secção de dobras básicas.

isto é. se roda-se um quarto de volta (exemplo de cima) ou metade de uma volta (exemplo de baixo). . Imagine-se o modelo pousado numa mesa. Dar Atenção A Pontos Quando uma dobra pouco usual é feita (o exemplo traduz uma Petal fold que será referida na secção de dobras básicas) e se quer dar atenção a um ponto marca-se esse ponto com um X para assim se seguir bem o movimento do papel. Rodar A rotação do modelo é mostrada com um circulo com duas seta desenhada nele mostrando a direcção da rotação (segundo os ponteiros do relógio ou contra o sentido dos ponteiros do relógio).Configurações Das Bordas Do Papel Quando uma folha com diversas camadas é dobrada num pequeno zig zag existem diferentes formas para isto ser conseguido: toda a folha (incluindo todas as camadas) pode ser dobrada para trás e para a frente (uma Valley seguida de uma Mountain) que traduz o exemplo da esquerda. todo o modelo roda sobre ele mesmo. Distâncias Iguais A dobras são feitas de modo a que duas ou mais distâncias sejam iguais. As distâncias são marcadas com os símbolos demonstrados. O espaço que vai entre as setas indica o quanto se roda o modelo. ou pode ser dobrado dentro da própria folha e depois tornar a sair (exemplo da direita). são desenhadas linhas em zig zag junto da borda do modelo que simbolizam o modo como o zig zag vai ser feito se olharmos em direcção à borda (compare a borda do papel no exemplo dado com a linha em zig zag que lhe corresponde por baixo). Ângulos Iguais Se é pretendido que dois ou mais ângulos sejam iguais eles são marcados com arcos semelhantes. Para se distinguir estes dois casos.

Módulo 3: ORIGAMI VIDEOS Como fazer um Peixe de papel Como fazer um Cisne de papel Como fazer um Pássaro-bate-alas de papel Como fazer um Sapo de papel Como fazer um Pinguim de papel Uma flor de papel Como fazer uma Borboleta de papel .

Como fazer um avião de papel Um coração de papel Como fazer um lápis de papel Como fazer um Passarinho de papel Como fazer um Pato de papel Origami Tyrannosaurus Rex origami dinosaur Origami Rabbit Módulo 4: ORIGAMI E EXEMPLOS ORIGAMI E EXEMPLOS .