Você está na página 1de 13

Unidade 1

Água: consumo sustentável e seus usos múltiplos

ATIVIDADE PROPOSTA E ATIVIDADE PRÁTICA

1
Caro multiplicador,

Neste documento você encontra todas as “Atividades Propostas” e “Atividade


prática” que as personagens Vera e Ana indicam na unidade 1 para trabalhar em
sala de aula.

___________________________________________________________________

ATIVIDADE PROPOSTA – 1
Promover uma aula para o levantamento das redes sociais mais utilizadas pela.
Incentivar a manifestação de todos e registrar em um quadro. Ao final da atividade,
contabilizar quais são as mais utilizadas e incentivá-los a publicar sobre o início do
curso nas redes e expor quais são suas expectativas. Após as publicações, solicitar
que os alunos tragam suas expectativas na forma de anotações, para promover o
diálogo entre eles e identificar as principais necessidades da turma.

ATIVIDADE PROPOSTA – 2
Estabeleça um fórum de discussão na sala de aula, em que cada estudante
compartilha quanto tempo acredita que usa para tomar banho e escovar os dentes,
solicitando que os demais avaliem se este tempo é muito alto ou muito baixo. Para o
encontro seguinte, orientar a turma a cronometrar o tempo de seu banho, e também
dos integrantes da sua família ou de quem mora com eles, e trazer para a aula estas
informações. Ensine-os a elaborar uma tabela que relaciona os diferentes tempos de
banho.

ATIVIDADE PROPOSTA – 3
A título de curiosidade, durante a conversa com os jovens sobre desperdício de
água, apresente esta informação à turma e, junto com eles, calcule o consumo total
de água em sua escola ou no local em que vocês se reúnem. Não esqueça que,
para isto, você precisa conhecer o número total de pessoas que permanecem no

2
local durante o dia. Outra sugestão é verifica se os dados obtidos conferem com a
conta de água da escola. Na conta de água terá escrito o volume de água
consumido. Compare com os cálculos feitos pelos alunos e o volume real
consumido. Discutam se o consumo de água na sua escola é abaixo, acima ou na
média apresentada pela Ana.

ATIVIDADE PROPOSTA – 4
Você pode propor aos alunos que reúnam as contas de água de suas residências
dos últimos 6 meses e calculem a média de consumo, para que seja possível
comparar os resultados entre os colegas. Em seguida, propor que os alunos
elaborem uma lista de ações diárias que acreditam serem necessárias para
economizar água, tanto em casa, como na escola, e no trabalho deles ou dos pais.
Confeccionar cartazes com essas ações, com desenhos feitos pelos próprios alunos,
para que sejam afixados nas paredes da escola e/ou de locais públicos nos bairros
onde moram. Incentive-os também a elaborar materiais com ferramentas
tecnológicas (disponíveis nos computadores), para que as ações diárias, visando
evitar o desperdício de água, também sejam divulgadas nas redes sociais.

ATIVIDADE PROPOSTA – 5
Multiplicador, baseado nas informações que você obteve, organize uma atividade
com os seus alunos. Solicite que pesquisem sobre a quantidade de água necessária
para a fabricação dos produtos que eles consomem no seu dia a dia. Além disso,
solicite que tragam para a aula uma imagem destes produtos, de tamanho razoável.
Como atividade, proponha que cada um escolha um dos produtos que pesquisou e
cole no quadro a sua imagem. Ao lado, peça para que eles escrevam qual o volume
de água necessário para sua fabricação. Após a participação de todos, estabeleça
um ranking com os produtos que mais consomem água e conduza para a discussão
do consumo sustentável e responsável.

3
ATIVIDADE PROPOSTA – 6
Apresente as informações da tela anterior aos seus alunos e incite a discussão entre
estes sobre os motivos pelos quais o consumo de água é tão diferente nos países.
Sugira aos alunos pesquisarem dados sobre nível de renda e a população desses
países. A partir desses dados, fazer análises que possam explicar o consumo da
água nos diferentes países. Discuta, também, aspectos como a expansão do setor
industrial em determinados países ou, ainda, o grande cultivo de produtos agrícolas.
As pesquisas podem ser feitas por grupos ou individualmente. Uma sugestão é que
cada grupo levante um tipo de informação, por exemplo, a renda dos países,
informações sobre a indústria e agricultura. A soma das pesquisas ajudará o grupo a
compreender aspectos desse cenário.

ATIVIDADE PROPOSTA – 7
Os recursos multimídia, como vídeos e animações, são muito úteis como
instrumentos de ensino-aprendizagem, especialmente nos dias de hoje. Eles
possibilitam explicar conceitos de forma muito mais interativa e visual, facilitando a
aprendizagem. Contudo, a sua utilização deve ser devidamente planejada. Por
exemplo, digamos que você esteja interessado em desenvolver uma atividade que
envolva assistir determinado vídeo pela internet – como este que você acabou de
assistir, sobre o ciclo hidrológico. É importante avaliar qual é a plataforma em que o
vídeo está disponível. Ela é fácil de acessar? O jovem precisará realizar o seu
registro para acesso? Nestes casos, é relevante que você prepare uma pequena
instrução para guiá-los, tornando este processo mais simples. Outra questão que
você precisa ter em mente é que, talvez, nem todos os jovens tenham acesso à
internet, em casa.

Neste caso, é necessário que você dê alternativas a eles, como, por exemplo,
sugerir a utilização do laboratório de informática da escola, do bairro, ou ainda, dos
computadores da biblioteca pública, caso possuam acesso à internet. Nestes casos,
não se esqueça de instrui-los a levar consigo fone de ouvido, de forma a não
perturbar os demais usuários. Caso esteja pensando em trabalhar com os vídeos, de

4
forma presencial, é importante avaliar se você poderá acessá-los no local, ou não.
Caso o local onde vocês estejam se reunindo não possua internet, ou o sinal não
seja adequado para exibir o vídeo de forma satisfatória, recomenda-se que você
faça seu download em casa, salvando ou no meu computador ou em alguma mídia
móvel (pendrive ou HD externo). Caso o local em que vocês estejam se reunindo
possua internet com qualidade compatível a execução do vídeo, você somente
precisará acessar o site e carregá-lo. Para que todos os jovens tenham uma melhor
compreensão a respeito do conteúdo abordado no vídeo, é importante que o local
disponha de equipamentos para reprodução, como data show e sistema de áudio.

ATIVIDADE PROPOSTA – 8
Os vídeos são importantes ferramentas que auxiliam na aprendizagem, porém
devem ser utilizados dentro de um contexto educacional, ou seja, dentro de um
planejamento do processo de ensino e aprendizagem. É preciso planejar as
atividades antes e depois do vídeo, e avaliar qual o melhor momento de sua
utilização. Algumas perguntas podem orientar a sua análise e planejamento da
atividade.
 Que conteúdos prévios os alunos precisam ter para compreender o vídeo?
 A linguagem é adequada para a faixa etária?
 A duração do vídeo é apropriada para o uso em sala? Será preciso utilizar
mais de uma aula?
 Que perguntas podem orientar a atenção dos alunos ao assistir o vídeo?
 Que registro o aluno deverá fazer ao longo do vídeo ou depois do vídeo? Um
resumo? Um desenho? Registro das dúvidas? Registro dos pontos que
chamaram atenção?
 Os registros serão individuais ou coletivos?

É importante dar tempo para que, individualmente, os alunos façam seus registros
para posterior socialização. Assim, todos têm oportunidade de fazer suas reflexões.
Um vídeo pode ser usado para sensibilizar sobre determinado tema e ser o início de
um processo de aprendizagem. Ele também pode ser usado para sintetizar um

5
conjunto de informações aprendidas. Pode, ainda, ser utilizado para trazer outros
pontos de vista. E, de forma mais criativa, pode ser usado como um instrumento de
avaliação. Que tal pedir aos alunos para produzirem vídeos para registrar o
aprendizado de um determinado conteúdo? Depois exibir para os demais alunos e,
em conjunto, fazer avaliações do que foi aprendido?

ATIVIDADE PROPOSTA – 9
Que tal fazer uma atividade mais prática com a turma, para que eles compreendam
melhor a distribuição de água no Planeta? Para isto, você precisará de seis garrafas
PET transparentes, de 2 litros, e dois recipientes graduados e transparentes, além
de uma pipeta graduada. Construa a distribuição de água no Planeta, conforme tela
anterior, durante uma aula prática. Esta atividade dará aos estudantes a real
dimensão da distribuição de água no mundo.

ATIVIDADE PROPOSTA – 10
Muitas vezes estamos tão acostumados com o nosso entorno que não percebemos
a situação dos córregos e rios urbanos. Desenvolver esta percepção é fundamental
quando pensamos na formação de multiplicadores na área de meio ambiente. Sendo
assim, que tal uma visita orientada com os seus alunos a um rio urbano,
previamente escolhido por você?! Você pode trabalhar com uma atividade anterior a
visita, pedindo para que eles descrevam como imaginam ser um rio urbano. Durante
a visita, instigue-os a prestar atenção aos conflitos existentes, principalmente
relacionados à ocupação do solo em seu entorno. Após a visita, destaque a
diferença entre o que foi observado e o que foi imaginado.

Atenção! Não se esqueça de planejar esta visita com antecedência, realizando o


procedimento adequado para a mobilização da turma nesta atividade. O primeiro
passo é escolher um corpo d´água que esteja situado em um local de fácil acesso,
em que os alunos não sejam expostos a grandes riscos. Oriente os jovens com
relação à postura desejável para atividades de campo, bem como à segurança.

6
Orientações de segurança: No dia da visita, vestir calças compridas e sapatos
fechados, pois circularemos pelas margens do rio. Alertar a turma sobre a proteção,
com filtro solar, repelente e boné ou chapéu. Lembrar que no dia da visita todos
devem ficar juntos, não sendo permitido que a turma se separe em grupos, e todos
devem prestar atenção nas recomendações e explicações durante a visita.

ATIVIDADE PROPOSTA – 11
Você poderá estimular os jovens a pensar sobre a poluição das águas por meio de
experimentos, que além de divertidos, são procedimentos de fácil compreensão.
Para a discussão acerca da poluição das águas, sugiro a atividade abaixo:
1. Usando os quatro frascos grandes, colete amostras de água de quatro fontes
diferentes (por exemplo, água da torneira, água engarrafada, água da chuva
ou de riachos, lagoas, rios, água de bebedouros, entre outras fontes);
2. Use uma fita adesiva para rotular cada frasco, de modo que as amostras
sejam identificadas. Coloque filtros de café dentro da boca dos grandes
frascos de boca larga;
3. Derrame lentamente a água de uma das amostras, através do filtro no frasco.
Repita este passo para cada amostra de água. Não se esqueça de rotular os
filtros e potes novamente, para que eles não se misturem;
4. Abra cada filtro e examine-o por meio da lupa. Discuta o aspecto dos filtros
com a turma. Qual é o filtro mais limpo? Qual é o filtro com mais partículas?
Será que nenhuma das amostras deixa um resíduo de cor no filtro?
5. Converse com a turma sobre a origem da poluição das águas nos rios,
riachos e lagoas. Destaque que não apenas as indústrias poluem, mas o
esgoto doméstico, quando não tratado, os resíduos descartados nas margens
dos rios, os agrotóxicos utilizados nas lavouras, entre outras tantas fontes.
Você também pode abordar a questão de que a água pode parecer estar
limpa, transparente e sem cheiro, mas pode estar contaminada.

ATIVIDADE PROPOSTA– 12
Multiplicador, que tal propor uma atividade divertida aos alunos? Prepare um caça-

7
palavras com os principais usos consuntivos e não consuntivos. Esta atividade
poderá ser utilizada como introdução à aula que aborda os principais usos da água
no mundo.

ATIVIDADE PROPOSTA – 13
Multiplicador, replique esta pergunta para sua turma, incitando-os a pesquisar sobre
os mananciais existentes no município. Uma visita ao reservatório de água é uma
ótima oportunidade para que os jovens conheçam de onde vem a água que
abastece suas casas.

ATIVIDADE PROPOSTA – 14
Multiplicador, replique esta pergunta aos seus alunos, incitando-os a expor sua
opinião sobre a qualidade da água que chega às suas residências.

ATIVIDADE PROPOSTA – 15
O funcionamento de Estações de Tratamento de Água (ETAs) e Estações de
Tratamento de Esgotos (ETEs) pode ser trabalhado de diversas formas com os
jovens. Existem inúmeros vídeos na internet que podem ser utilizados para
demonstração das etapas de tratamento (neste caso, o YouTube é uma ótima
ferramenta!). Em termos de qualidade de animação, sugiro que você faça o
download de um dos produtos educacionais do Ministério da Educação (MEC) a
respeito deste tema. Copie o endereço abaixo na barra de navegação do seu
navegador de internet e realize o download. Após isso, é só executá-lo quantas
vezes quiser em sala de aula. Explore também o arquivo em PDF que traz as
orientações didáticas para o professor de como funciona uma estação de tratamento
de água.

ATIVIDADE PRÁTICA
Além da utilização de mídias interativas, você também poderá optar por saídas a
campo e visitas técnicas, atividades que são bastante representativas para os
estudantes, já que uma experiência vivenciada é muito mais significativa à sua

8
aprendizagem do que aulas de cunho teórico. Selecione uma ETA, entrando em
contato com a concessionária responsável pelo abastecimento de água, e agende
uma visita. Não se esqueça de pedir autorização dos pais ou responsáveis legais
para a saída dos estudantes da escola. Oriente-os a respeito dos quesitos de
segurança, como não se debruçar sobre as estruturas, não se afastar do grupo e
utilizar calçados e roupas fechadas. Caso a cidade na qual você ministre aulas
possua mais do que uma ETA, você poderá conduzir uma atividade investigativa
com seus alunos.
Peça que estes pesquisem sobre a quantidade de ETAs existentes na cidade, e qual
destas abastece sua residência. Além disto, peça que eles descubram quantas
residências (denominadas, no linguajar técnico, de economias) e quantas pessoas
são atendidas por estas ETAs. Oriente-os a pesquisar na internet, especialmente no
Atlas de Abastecimento Urbano de Águas, e a solicitar informações junto à
concessionária de abastecimento público e/ou juntamente à Prefeitura Municipal.
Quando eles trouxerem estas informações para a sala de aula, avalie e discuta com
os estudantes a respeito da quantidade de pessoas que não são abastecidas por
ETAs (subtraindo a população total da cidade pelo número de pessoas abastecidas
pelas ETAs). Nesta atividade, você poderá abordar a respeito da responsabilidade,
do Poder Público – neste caso Prefeitura Municipal – pelos serviços de saneamento
básico, inclusive o abastecimento público.
Após a explicação teórica a respeito do funcionamento de uma ETA, que tal um
experimento, para mostrar na prática, como ela funciona? Para isto, você precisará
de:
 5 litros de água suja (adicionar 2 copos e meio de terra a 5 litros de água da
torneira);
 uma garrafa PET transparente e com tampa, de 1 litro (Frasco A);
 um funil, construído a partir do topo de uma garrafa PET transparente, de 1
litro (Frasco B);
 a parte de baixo da garrafa PET utilizada para a confecção do funil (Frasco
C);
 a parte inferior de uma garrafa PET transparente, de 1 litro, cortada ao meio

9
(Frasco D);
 20 gramas de sulfato de alumínio (você poderá encontrar em farmácias de
manipulação ou em lojas que trabalhem com kits para tratamento de água de
piscina);
 hidróxido de cálcio comercial (soda cáustica);
 Filtros de papel para coar café;
 Uma tira elástica;
 Um relógio ou cronômetro;
 cerca de 400mL (em volume) de areia fina;
 cerca de 400mL (em volume) de areia grossa;
 Pedra brita ou pedras de aquário, lavadas;
 Copos plásticos.

Apresentamos abaixo, o procedimento da atividade prática:


 Adicione cerca de 750mL de água suja no frasco A. Solicite que os alunos
descrevam a aparência e o odor da água.
 AERAÇÃO: consiste na adição de ar à água. Este processo permite que
alguns gases voláteis, presentes na água, escapem, permitindo que ocorra a
adição de oxigênio a esta. Tampe cuidadosamente o frasco e o agite
vigorosamente por cerca de 30 segundos. Depois, despeje a água no frasco
B e coloque-a novamente no frasco A. Repetir este procedimento por 5 vezes.
Solicite que os alunos descrevam as alterações que eventualmente possam
ser observadas.
 COAGULAÇÃO: é o processo por meio do qual a sujeira, e outras
substâncias sólidas presentes na água, se aglomeram em flocos, para que
possam ser removidas. Adicione uma pequena quantidade de soda à mistura,
agitando lentamente por cerca de 5 minutos. Após, adicione cerca de 5 g do
sulfato de alumínio. Solicite que os alunos observem as alterações visíveis.
 SEDIMENTAÇÃO: processo que ocorre quando os flocos formados na etapa
de coagulação decantam pela ação da gravidade, no fundo do frasco. Deixe a

10
água em repouso por cerca de 20 minutos, solicitando que os alunos
observem e relatem as alterações a cada 5 minutos.
 FILTRAÇÃO: etapa onde ocorre a remoção da maior parte das impurezas
remanescentes na água, após terem ocorrido a coagulação e a
sedimentação. Para viabilizar esta etapa, você deverá construir um filtro,
utilizando para isto o frasco C, a tira elástica, o filtro de papel, a brita, a areia
grossa e a areia fina. As instruções são as seguintes:

Lado externo da boca do frasco C. Coloque o frasco de cabeça para baixo e


adicione uma camada de brita ou pedras de aquário no interior do frasco. O filtro
deve impedir que a brita caia para fora do frasco.
1. Adicione uma camada de areia grossa ao topo da camada de brita.
2. Sobre esta camada de areia grossa, despeje uma camada de areia fina.
3. Por fim, limpe o conteúdo da garrafa, passando pelo sistema cerca de dois
litros de água de torneira. Esta lavagem deve ser realizada cuidadosamente
para se evitar a mistura das areias fina e grossa.
A utilização deste filtro é simples. Depois que uma grande quantidade de materiais
sólidos (sedimentos) decantou no frasco B, despeje cuidadosamente cerca de três
quartos do conteúdo deste frasco no sistema de filtração. Lembre-se de coletar a
água filtrada em um copo. Solicite que os alunos comparem a água filtrada com
aquela utilizada no início do experimento, principalmente com relação aos aspectos
de aparência e odor.

A etapa final do processo de tratamento da água destinada ao abastecimento


público envolve o processo de desinfecção, ou seja, a remoção ou inativação dos
microrganismos presentes. Como os agentes desinfetantes normalmente utilizados
são cáusticos e corrosivos, eles devem ser manipulados com extremo cuidado e,
portanto, não são empregados neste experimento. A água resultante não deve,
consequentemente, ser consumida, pois pode causar efeitos adversos à saúde.

11
ATIVIDADE PROPOSTA – 16
Que tal discutir com seus alunos como eles se sentem economizando água em suas
casas, sendo que os sistemas de abastecimento desperdiçam tanto esse recurso?

ATIVIDADE PROPOSTA – 17
Para melhor caracterizar o tema, solicite aos alunos que levam para a escola
diferentes notícias sobre o tema água, sendo que, pelo menos, uma delas deva ser
específica sobre o município onde a escola se localiza. Eleja algumas notícias para
serem discutidas em sala de aula, de forma conjunta, conduzindo as discussões
para os problemas encontrados e para possíveis soluções existentes, tanto no
âmbito individual quanto no coletivo.

ATIVIDADE PROPOSTA – 18
Sugira que os alunos pesquisem sobre a existência de ETEs na cidade em que
residem. Caso não encontrem, peça para expandirem esta pesquisa às cidades do
seu Estado. Assim como para ETAs, você pode sugerir uma saída técnica ou
atividade de campo em uma ETE, já que a experiência vivenciada possui maior
significância ao estudante. As orientações para esta atividade são as mesmas que
para a atividade de campo da ETA. Nunca se esqueça delas, são importantes.

ATIVIDADE PROPOSTA – 19
É muito importante que você visualize relação entre qualidade de vida, saúde e
saneamento. Pensando nisto, proponha uma discussão com os jovens a respeito
desta relação, por meio da exposição do gráfico a seguir. Perceba que o número de
internações por doenças relacionadas ao saneamento ambiental vem caindo ao
longo do tempo, resultado dos constantes investimentos realizados nesta área. As
doenças de transmissão fecal-oral, comumente de veiculação hídrica, são as que
mais contribuem para os resultados. Questione-os a respeito dos resultados: se eles
acreditam que são satisfatórios e o que pode (e deve) ser feito para melhorar estes
resultados.

12
ATIVIDADE PROPOSTA – 20
Como você sabe, a velocidade com a qual a sociedade consome bens de consumo
nem sempre foi a mesma. Com o passar do tempo, esta taxa foi sendo acelerada,
de forma a fortalecer o sistema econômico mundial. Para trabalhar este assunto com
os jovens, sugerimos o vídeo Histórica das Coisas, que demonstra de forma
resumida, divertida e de fácil compreensão, como o consumismo afeta a vida das
pessoas.

ATIVIDADE PROPOSTA – 21
Para continuar explorando esse contexto, sugira aos jovens que conduzam uma
entrevista com um familiar, amigo ou conhecido mais velho e um outro da mesma
faixa etária do aluno entrevistador, buscando compreender as principais diferenças
entre o padrão de consumo de antigamente e o atual. As perguntas relacionadas à
entrevista poderão ser fornecidas por você, ou construídas conjuntamente com os
jovens [sugiro que seja aplicado um questionário que tenham no mínimo as mesmas
perguntas necessárias ao cálculo da pegada hídrica.

ATIVIDADE PROPOSTA – 22
Com base nos resultados da pesquisa da atividade anterior, estimule com que os
jovens calculem a pegada hídrica dos entrevistados e que esses sejam de gerações
distintas (um mais velho e um jovem). Vejam se há um padrão diferenciado quanto
ao uso da água. Instigue também os jovens para que calcule sua pegada hídrica e
compare com o padrão do Brasil e de outros países (mapa multicolorido).
http://waterfootprint.org/en/
Muitas discussões podem derivar deste resultado!

ATIVIDADE PROPOSTA – 23
Agora que você já determinou a quantidade de água utilizada durante o dia, que tal
aplicar esta mesma metodologia de cálculo com os jovens? Elabore um roteiro de
cálculo e peça para que eles calculem, a mão, a quantidade de água necessária,
diariamente, para suas atividades.

13