Você está na página 1de 4

TERMO DE ADESÃO AO

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO E CUSTÓDIA E OUTRAS AVENÇAS

PARTES:

I. TORO CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.,


pessoa jurídica de direito privado, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas
(“CNPJ/MF”) sob o n° 29.162.769/0001-98, com endereço na cidade de Belo Horizonte,
Minas Gerais, na Avenida Getúlio Vargas, n° 671, 12º ao 16º andar, Bairro Savassi, CEP
30.112-021 (“Corretora”).

II. O tomador dos serviços de intermediação e custódia que aderiu a este Contrato
por meio do termo de adesão disponível no link www.toroinvestimentos.com.br (“Termo
de Adesão”), no qual está devidamente qualificado e identificado (“Cliente” e, em
conjunto com a Corretora, doravante referidos como “Partes”).

1. O Cliente neste ato ADERE, para todos os fins e efeitos de direito, ao Contrato
de Intermediação e Custódia e Outras Avenças (“Contrato”), registrado no 1º Oficio de
Registro de Títulos e Documentos de Belo Horizonte, Minas Gerais, sob o nº 01544180,
e disponível no site da Corretora, no endereço eletrônico www.toroinvestimentos.com.br,
e declara que:

(i) recebeu uma cópia do Contrato em referência por meio eletrônico e/ou
fisicamente;

(ii) leu e entendeu todas as cláusulas e condições do referido Contrato;

(iii) teve a oportunidade de questionar e esclarecer o conteúdo de todas as Cláusulas


do referido Contrato; e

(iv) concorda expressamente com o conteúdo de todas as Cláusulas do Contrato.

2. O Cliente declara ainda que:


(i) não está impedido de operar no mercado de títulos e valores mobiliários,
mercadorias e demais ativos financeiros negociados nos mercados administrados pela B3
S.A. – Brasil Bolsa Balcão (“B3”);

(ii) são verdadeiras as informações fornecidas para o preenchimento do cadastro e se


compromete a informar, no prazo de 10 (dez) dias, quaisquer alterações que vierem a
ocorrer em seus dados cadastrais e/ou sempre que solicitado pela Corretora;

(iii) não é pessoa vinculada à Corretora, conforme disposto no artigo 1º, inciso VI, da
Instrução da CVM nº 505, de 27 de setembro de 2011, conforme alterada (“Instrução
CVM n.º 505/11”), e, no caso de ser pessoa vinculada à Corretora, deverá solicitar à
Corretora e preencher formulário cadastral complementar físico;

(iv) não é pessoa politicamente exposta nos termos do artigo 3-B da Instrução CVM
n° 301, de 16 de abril de 1999, conforme alterada (“Instrução CVM n.º 301/99”), e, no
caso de ser pessoa politicamente exposta, deverá solicitar à Corretora e preencher
formulário cadastral complementar físico;

(v) nos termos da regulamentação tributária dos EUA, e para possibilitar a


determinação correta da qualificação e da condição do cliente para os propósitos da
tributação dos EUA, na qualidade de “Non US Person” ou “US Person”, o cliente declara
que não é investidor estrangeiro e não se enquadra na definição de “US Person”, nos
termos da Foreign Account Tax Compliance Act (“FATCA”), e, no caso de ser
considerado “Us Person”, deverá solicitar à Corretora e preencher formulário cadastral
complementar físico;

(vi) enquanto mantiver a condição de Cliente, se compromete a notificar a Corretora


imediatamente, caso sua condição de “Non US Person” seja alterada para a condição de
“US Person”;

(vii) tem conhecimento de que a sua conta de custódia junto à B3 será movimentada
exclusivamente pela Corretora;

(viii) concorda que a própria carteira da Corretora ou a carteira de pessoas a vinculadas


à Corretora possam atuar na contraparte de suas operações e está ciente de que a Corretora
não tem controle dessas informações em relação às pessoas que atuem na contraparte das
operações;
(ix) não autoriza a transmissão de Ordens por procurador/representante, com exceção
daqueles devidamente cadastrados pelo Cliente, conforme procedimentos e condições
previstos no Contrato;

(x) são consideradas válidas as ordens transmitidas por ele, seus procuradores ou
representantes devidamente identificados e autorizados, (a) por escrito; (b) por meio dos
sistemas eletrônicos de roteamento de ordens via internet Home Broker e Direct Market
Access (Acesso Direto ao Mercado), conforme aplicável; ou (c) verbalmente, na maneira
estabelecida no Contrato

(xi) autoriza a Corretora, caso existam débitos pendentes em seu nome, a liquidar
contratos, direitos e ativos adquiridos por sua conta e ordem, bem como a executar bens
e direitos dados em garantia de suas operações ou que estejam em poder do Corretora,
aplicando o produto da venda no pagamento dos débitos pendentes, independentemente
de notificação judicial ou extrajudicial;

(xii) tem conhecimento do disposto na Instrução CVM n.º 505/11, conforme alterada,
das Regras e Parâmetros de Atuação da Corretora, das normas das normas editadas pela
B3, CVM, BACEN, BSM, CMN e RFB, e pelas demais autoridades competentes, bem
como todas e quaisquer disposições legais aplicáveis;

(xiii) tem conhecimento de que as operações realizadas no sistema de negociação de


títulos e valores mobiliários mantidos pela B3 não contam com a proteção de fundo
garantia;

(xiv) está ciente de que não deve entregar ou receber qualquer numerário, títulos ou
valores mobiliários ou quaisquer outros valores por meio de agente autônomo de
investimentos ou de prepostos vinculados à Corretora, bem como de que estes não
poderão ser seus procuradores;

(xv) não deve contratar com o preposto, inclusive o agente autônomo de investimentos
vinculado à Corretora, ainda que à título gratuito, serviços de administração de carteira
de valores mobiliários, consultoria ou análise de valores mobiliários;

(xvi) não deve entregar senhas ou assinaturas eletrônicas a prepostos da Corretora,


inclusive agentes autônomos de investimentos vinculados a Corretora; e
(xvii) está ciente de que os investimentos realizados no mercado de títulos e valores
mobiliários, principalmente o de opções, de termo, de derivativos e realizados no mercado
futuro são caracterizados por serem de riscos, podendo levar a perda total do investimento
e de quantias adicionais a ele e, como consequência, ao decréscimo de seu patrimônio.

3. O Cliente declara abaixo os propósitos e a natureza da relação de negócio com a


Corretora, conforme requerido na Instrução CVM n.º 301/99 e na Instrução CVM n°
539/13:

__X__Investimentos Renda Fixa


__X__Investimentos Renda Variável
__X__Clube de Investimento
__X__Carteira Administrada
__X__Derivativos
__X__Tesouro Direto

Belo Horizonte.