Você está na página 1de 13

Lista de Exercícios 01 de Transferência de Calor 4º Bimestre

Eficiência de Aletas, Trocadores de Calor MLDT e -NUT


Instruções – Dada a proximidade da prova bimestral, são passados apenas exercícios
resolvidos, de forma que o aluno deve se basear neles para estudar para a prova
(apenas a título de nível de dificuldade).

Exemplo 1 – Um fio de diâmetro D é posicionado em uma corrente de ar para determinar sua


velocidade. Uma vez que se passa uma corrente pelo fio, ele se aquece e calor é dissipado por
convecção. A resistência elétrica do fio é conhecida.

a) Determine uma expressão para a velocidade do vento em termos da diferença de


temperatura do fio e do ambiente, se o Pr do fluido escoando for conhecido (use a
correlação de Zhukauskas)
b) Qual é a velocidade de uma corrente de ar a 1atm e 25°C passando por um fio de
0,5mm de diâmetro que atinge a temperatura de 40°C quando dissipa 35W/m?
Exercício 2 – Um tubo de diâmetro 2" e 1,2 m de comprimento transporta um fluido a
150°C, com coeficiente de convecção de 1800 kcal/h.m2 °C. Para facilitar a troca de
calor com o ar ambiente foi sugerido o aletamento do tubo, com aletas longitudinais
de 2 mm de espessura e 19 mm de altura, montadas com espaçamento aproximado de
6 mm (na base). O tubo e as aletas de aço tem coeficiente de condutividade térmica
igual a 40 kcal/h.m.°C e emissividade 0,86. O ar ambiente está a 28°C, com coeficiente
de convecção 15 kcal/hm2 °C. Desprezando a resistência à convecção interna, pede-se :

a) o calor transferido por convecção pelo tubo sem as aletas

b) o calor transferido por radiação pelo tubo sem as aletas

c) o número de aletas

d) o calor transferido por convecção pelo tubo aletado

e) o calor transferido por radiação pelo tubo aletado

Diagrama:
Exercício 3 – Determinar o aumento do calor dissipado por unidade de tempo que
poderia ser obtido de uma placa plana usando-se por unidade de área 6400 aletas de
alumínio ( k = 178 Kcal/h.m.°C), tipo pino, de 5 mm de diâmetro e 30 mm de altura.
Sabe-se que na base da placa a temperatura é 300 °C, enquanto que o ambiente está a
20 °C com coeficiente de convecção de 120 Kcal/h.m2.°C.
π π

Exercício 4 – A transferência de calor em um reator de formato cilíndrico deve ser


elevada em 10% através da colocação de aletas de aço (k = 40 Kcal/h.m.°C ). Dispõe-se
de 2 tipos de aletas pino, ambas com 25 mm de altura. Um tipo tem seção circular com
5 mm de diâmetro e o outro tem seção quadrada com 4 mm de lado. O reator, que
tem 2 m de altura de 50 cm de diâmetro, trabalha a 250 °C e está localizado em um
local onde a temperatura é 25 °C e o coeficiente de película é 12 Kcal/h.m2.°C.

a) Calcular o número de pinos de seção circular necessários;

b) Calcular o número de pinos de seção quadrada necessários.


π π
Exercício 5 – Uma "máquina de chope" simplificada foi construída a partir de um
trocador tipo serpentina. Este trocador consiste de uma caixa cúbica de 50 cm de lado,
perfeitamente isolada externamente , onde foram dispostos 50 m de serpentina de 10
mm de diâmetro externo. A serpentina, por onde passa a chope, fica em contato com
uma mistura gelo-água a 0 °C. Considerando os coef. de convecção interno e externo à
serpentina iguais a 75 e 25 kcal/h.m2.°C, respectivamente, determinar :

a) o fluxo de calor transferido para a mistura água-gelo considerando que o chope


entra a 25 °C e sai a 1 °C;

b) o número de copos de 300 ml que devem ser tirados em 1 hora para que a
temperatura do chope se mantenha em 1 °C , considerando que o calor específico e a
densidade do chope são iguais a 0,78 kcal/kg.°C e 1 Kg/dm3, respectivamente;

c) o tempo de duração do gelo, sabendo que, inicialmente, seu volume corresponde a


10% do volume da caixa. A densidade e o calor latente de fusão do gelo são,
respectivamente, 0,935 kg/l e 80,3 kcal/kg.
Exercício 6 – Em um trocador de uma passagem pelo casco e pelo tubo, construído
com 460 tubos de 6 m de comprimento e diâmetro externo de 3/4", 5616 Kg/h de óleo
( cp = 1,25 Kcal/Kg.°C ) é resfriado de 80 °C para 40 °C, por meio de água ( cp = 1,0
Kcal/Kg.°C ) cuja temperatura varia 25 °C ao passar pelo trocador. O óleo passa pelos
tubos e tem coeficiente de película de 503,6 Kcal/h.m2.°C e a água, que passa pelo
casco, tem coeficiente de película de 200 Kcal/h.m2.°C. Esta previsto um fator fuligem
de 0,013. Pede-se as temperaturas de entrada e saída da água.
Exercício 7 – O aquecedor de ar de um automóvel troca calor entre o fluido do
radiador (quente) e o ar externo (frio). A vazão de água é grande se comparada à do ar
de acordo e sabe-se que a efetividade varia com a relação ̇ .

a) Se a vazão de ar for dobrada, determine a % de aumento de calor cedida ao


interior do carro se a temperatura de entrada do fluido de radiador for a
mesma.
b) Se o ventilador está no mínimo, a temperatura do ar varia de 0°C a 30°C.
Quando o ventilador está no médio, a vazão aumenta 50% e a troca de calor
20%. Ache a nova temperatura de saída do ar.
Exercício 8 – Gases quentes de exaustão são utilizados em um trocador de calor casco
e tubo para aquecer 2,5kg/s de água de 35°C a 85°C. Os gases, que são considerados
como tendo as mesmas propriedades do ar, entram no trocador a 200°C e o deixam a
93°C. O coeficiente global de transferência de calor é de 180W/m2K. Usando o método
-NUT, calcule a área do trocador de calor.