Você está na página 1de 19

MECÂNICA DOS

SÓLIDOS I
APOSTILA 01
TENSÕES AXIAIS - TENSÕES DE CISALHAMENTO – TENSÕES DE ESMAGAMENTO

ENGENHARIA CIVIL
2018
ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

EXERCÍCIOS

1. Um poste curto, construído de um tubo circular vazado de alumínio, suporta uma carga de
compressão de 240 kN. Os diâmetros internos e externos do tubo são d1 = 90 mm e d2 = 130 mm,
respectivamente, e seu comprimento é 1 m. O encurtamento do poste devido à carga é medido
como 0,55 mm. Determine a tensão de compressão no poste. (Desconsidere o peso do poste e
assuma que o poste não envergue sob a aplicação da carga)

2. Uma haste circular de aço de comprimento L e diâmetro d é pendurada em um poço e


segura um balde de minério de peso W na sua extremidade inferior.
a. Obtenha uma fórmula para a tensão máxima na haste levando em conta o peso próprio
da haste
b. Calcule a tensão máxima se L = 40 m, d = 8 mm e W = 1,5 kN.

3. Uma prensa com diâmetro d = 20 mm é usada para fazer um furo em uma placa de 8 mm,
como mostrado na vista transversal. Se uma força P = 110 kN é necessária para criar o furo, qual é a
tensão de cisalhamento média na placa e a tensão de compressão média na prensa?
PÁGINA 2

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

4. Um apoio de aço S, servindo como base para um guindaste, transmite uma força de
compressão P = 54 kN para o apoio. O apoio tem uma área de seção transversal quadrada e vazada
com espessura de t =12 mm, e o ângulo ϴ entre o apoio e a horizontal é de 40°. Um pino que passa
através do apoio transmite a força de compressão do apoio para duas presilhas G que estão soldadas
à placa base B. Quatro parafusos fixam a placa base ao guindaste.
O diâmetro do pino é dpino = 18 mm, a espessura das presilhas tg = 15 mm, a espessura da
placa base é tB = 8 mm e o diâmetro dos parafusos de ancoragem é dparafuso = 12 mm.
Determine as seguintes tensões:
a. Tensão de esmagamento entre o suporte e o pino;
b. Tensão de cisalhamento no pino;
c. Tensão de esmagamento entre o pino e as presilhas;
d. Tensão de esmagamento entre os parafusos de ancoragem e a placa base;
e. Tensão de cisalhamento nos parafusos de acoragem.

5. A seção transversal de uma coluna de concreto que está carregada uniformemente em


compressão é mostrada na figura.
a. Determine a tensão média de compressão no concreto se a carga é igual a 14,5 kN;
b. Determine as coordenadas X e Y do ponto em que a carga resultante deve agir para
produzir tensão normal uniforme.
PÁGINA 3

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

6. Considere uma barra de aço, servindo como cabide vertical para sustentar máquinas
pesadas é vinculada a um suporte pela conexão parafusada mostrada na figura. A parte principal do
cabide tem seção transversal retangular com largura b1 = 38 mm e espessura t = 13 mm. Na conexão,
o cabide é aumentado para uma largura de b2 = 75 mm. O parafuso, que transfere a carga do cabide
para os dois suportes, tem diâmetro d= 25 mm.
Determine o valor admissível para a carga de tração P no parafuso baseado nas quatro
considerações a seguir:
a. Tensão de tração admissível na parte principal do cabide é de 110 MPa;
b. A tensão de tração admissível no cabide na seção transversal do furo do parafuso é de 75
MPa (a tensão permitida nessa seção é menor por causa das concentrações de tensões
ao redor do furo);
c. A tensão de esmagamento admissível entre o cabide e o parafuso é de 180 MPa;
d. A tensão de cisalhamento admissível no parafuso é de 45 MPa.

7. Membros da treliça que sustentam um teto estão conectados a uma placa de suporte de
espessura de 26 mm através de um pino de 22 mm de diâmetro, como mostrado. As duas placas de
extremidade nos membros da treliça têm 14 mm de espessura cada.
a. Se a carga P = 80 kN, qual é a maior tensão de esmagamento agindo nos pinos?
b. Se a tensão de cisalhamento máxima para os pinos é de 190 MPa, qual a força P última é
necessária para causar falha dos pinos sob cisalhamento?
PÁGINA 4

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

8. O suporte de duas barras ABC tem pinos de sustentação nos pontos A e C, que estão
separados por uma distância de 2 m. Os membros AB e BC são barras de aço conectadas por pinos na
junta B. O comprimento da barra BC é de 3 m. Uma placa pesando 5,4 kN está suspensa pela barra
BC nos pontos D e E, que estão a 0,8 m e 0,4 m, respectivamente, das extremidades da barra.
Determine a área da seção transversal necessária da barra AB e o diâmetro necessário do
pino no suporte C se as tensões admissíveis para tração e cisalhamento são de 125 MPa e 45 MPa,
respectivamente.

9. Uma plataforma de aço suporta maquinaria pesada apoiada sobre quatro suportes
cilíndricos, vazados e curtos, feitos de ferro fundido. A resistência máxima do ferro fundido em
compressão é de 344,5 MPa. O diâmetro externo dos suportes é d = 114 mm, e a espessura da
parede é t = 10 mm. Usando um fator de segurança de 4 em relação à resistência máxima, determine
a carga total que pode ser suportada pela plataforma.
PÁGINA 5

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

10. Uma barra sólida de diâmetro de diâmetro d1=60 mm tem um furo de diâmetro d2=32
mm perfurado através dela. Um pino de aço de diâmetro d2 passa através do furo e está acoplado a
suportes. Determine a carga de tração máxima permitida Padmiss Na barra se a tensão de escoamento
para cisalhamento no pino é Ƭ= 120 MPa, a tensão de escoamento para a tração na barra é σ = 250
MPa e um fator de segurança de 2 em relação ao escoamento é exigido.

11. Uma viga horizontal AB, com dimensões de seção transversal (b=19 mm) x (h=200 mm), é
sustentada por um esteio inclinado CD e carrega uma carga P=12 kN na junta B. O esteio que consiste
em duas barras de espessura 5b/8 cada, é conectado à viga por um parafuso que passa por três
barras que se encontram na junta C.
a. Se atenção de tração admissível no parafuso é de 90 MPa, qual é o diâmetro mínimo
exigido dmin do parafuso C?
b. Se a tensão de esmagamento admissível no parafuso é de 130 MPa, qual é o diâmetro
mínimo exigido dmin do parafuso C?

12. Uma carga axial de 40 kN é aplicada a uma coluna curta de madeira suportada por uma
base de concreto em solo estável. Determine:
a. tensão de contato máxima na base de concreto
b. o tamanho da base para o qual a tensão de contato média no solo seja de 145 kPa.
PÁGINA 6

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

13. Sabendo que a porção central da barra BD tem uma área de seção transversal uniforme
de 800 mm², determine a intensidade da carga P para a qual a tensão normal naquela parte de BD é
50 MPa.

14. Cada uma das quatro barras verticais tem uma seção transversal retangular uniforme de
8 x 36 mm e cada um dos quatro pinos tem um diâmetro de 16 mm. Determine o valor máximo da
tensão normal média nos vínculos(barras) que conectam:
a. os pontos B e D
b. os pontos C e E

15. Para a montagem do carregamento da questão 15, determine:


a. tensão de cisalhamento média no pino B;
b. tensão de esmagamento média em B no componente BD;
c. tensão de esmagamento média em B no componente ABC, sabendo que essa componente
tem uma seção transversal retangular uniforme medindo 10 x 50 mm.
PÁGINA 7

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

16. Os componentes da madeira A e B devem ser unidas por cobrejuntas de madeira


compensadas que serão totalmente coladas às superfícies em contato. Como parte do projeto de
junção, e sabendo que a folga entre as extremidades dos componentes deve ser 6,4 mm, determine
o comprimento mínimo permitido para que a tensão de cisalhamento média na cola não exceda 0,8
MPa.

17. A força axial na coluna que suporta a viga de madeira é P=75 kN. Determine o menor
comprimento L admissível para a chapa de contato para que a tensão de contato na madeira não
exceda 3 MPa.

18. São aplicadas duas forças ao suporte BCD.


a. sabendo que a barra de controle AB deve ser feita de aço tendo um limite de tensão
normal de 600 MPa, determine o diâmetro da barra para o qual o coeficiente de segurança em
relação a falha seja igual a 3,3;
b. o pino em C deve ser feito de um aço com um limite de tensão de cisalhamento de 350
MPa. Determine o diâmetro do pino C para o qual o coeficiente de segurança com relação ao
cisalhamento seja também igual a 3,3;
c. Determine a espessura necessária para as barras de apoio em C sabendo que a tensão de
esmagamento admissível do aço utilizado é 300 MPa.
PÁGINA 8

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

19. A viga rígida BCD está presa por parafusos a uma barra de controle em B, a um cilindro
hidráulico em C e a um suporte fixo em D. Os diâmetros dos parafusos usados são: dB = dD = 95 mm,
dC = 12,7 mm. Cada parafuso age sob cisalhamento duplo e é feito de um aço para o qual o limite de
tensão de cisalhamento é Ƭu = 275 MPa. A barra de controle AB tem um diâmetro d A = 11 mm e é
feita de um aço para o qual o limite da tensão de tração é σU = 414 MPa. Se o coeficiente de
segurança mínimo deve ser 3 para toda a estrutura, determine a maior força ascendente que pode
ser aplicada pelo cilindro hidráulico em C.

20. Na estrutura abaixo, é usado um pino de 8 mm de diâmetro em A, e pinos de 12 mm de


diâmetro em B e D. Sabendo que o limite da tensão de cisalhamento é 100 MPa em todas as
conexões e que o limite da tensão normal é 250 MPa em cada um dos dois vínculos que conectam B
e D, determine a carga P admissível se for adotado um coeficiente global de segurança de 3.
PÁGINA 9

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

21. No suporte abaixo, a haste ABC tem, na parte superior, 9 mm de espessura, e na parte
inferior, 6 mm de espessura de cada lado. Uma resina a base epóxi é usada para colar as partes
superior e inferior da haste, no ponto B. Os pinos no ponto A e C tem 9 mm e 6 mm de diâmetro
respectivamente. Determinar:
 A tensão de cisalhamento no pino A;
 A tensão de cisalhamento no pino C;
 A maior tensão normal na haste ABC;
 A tensão média de cisalhamento nas superfícies coladas no ponto B;
 A tensão de esmagamento na haste em C.

PÁGINA 10

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

22. A- Determinar e verificar a tensão na barra BC;


B- Determinar e verificar a tensão na barra BA;
C- Determinar a tensão de cisalhamento nos pinos em A, B e C;
D- Determinar a tensão de esmagamento em A da barra AB e nas chapas de ligação em A,
e nos pinos em B e C.

PÁGINA 11

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

23. Duas barras cilíndricas maciças AB e BC são soldadas uma à outra em B e submetidas a
um carregamento conforme mostra a figura. Sabendo que d1 = 50 mm e d2 = 30 mm, calcule a
tensão normal no ponto médio da barra AB e da barra BC. σAB = 35,65 MPa; σBC = 42,45 MPa

24. Duas forças horizontais de 22 kN são aplicadas no pino B do conjunto mostrado na figura.
Sabendo que é usado um pino de 20 mm de diâmetro em cada conexão, determine o valor máximo
da tensão normal média na barra AB e na barra BC. σAB = 103,3 MPa; σBC = 71,23 MPa

PÁGINA 12

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

25. A barra rígida EFG é suportada pelo sistema de treliça mostrado na figura. Determina a
área da seção transversal do componente AE para a qual a tensão normal é de 103 MPa.
A = 0.0002588 m²

26. São usados dois cilindros hidráulicos para controlar a posição do braço ABC. Sabendo que
as barras de controle ligadas em A e D tem cada uma 20 mm de diâmetro e estão paralelas na
posição mostrada na figura, determine a tensão normal no componente AE e no componente DG.

PÁGINA 13

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

27. Três pranchas de madeira são unidas por parafusos. O diâmetro dos parafusos é de 12
mm, o diâmetro interno da arruela é de 15 mm, ligeiramente maior que os furos das pranchas. Se o
diâmetro externo da arruela é de 30 mm, e a tensão de esmagamento média entre as pranchas e as
arruelas deve ser menor que 5 MPa, determine a máxima tensão admissível normal no parafuso, em
MPa. σMAX = 23,43 MPa

28. A junta sobreposta do elemento de madeira A de uma treliça está submetida a uma força
de compressão de 5 kN. Determinar o diâmetro requerido “d” da haste de aço C e a altura “h” do
elemento B se a tensão normal admissível do aço é de 157 MPa, e a tensão normal admissível da
madeira é de 2 MPa. O elemento B tem 50 mm de espessura. d = 6 mm; h = 25 mm

29. A haste suspensa está apoiada em sua extremidade por um disco circular fixo acoplado
como mostra a figura. Se a haste passar por um orifício de 40 mm de diâmetro, determine o
diâmetro mínimo “d” exigido para a haste e a espessura mínima “t” do disco necessária para
suportar uma carga de 20 kN. A tensão normal admissível para a haste é de 60 MPa e a tensão
admissível de cisalhamento para o disco é de 35 MPa. d = 0,0208 m; t = 4,55 mm
PÁGINA 14

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

30. Uma carga axial sobre o eixo mostrado na figura sofre uma resistência do colar em C, que
está acoplado ao eixo e localizado no lado direito do mancal B. Determine o maior valor de P para
que as duas forças axiais existentes em E e F de modo que a tensão no colar não ultrapasse uma
tensão de apoio admissível em C de 75 MPa e que a tensão normal média no eixo não exceda a
tensão de tração admissível de 55 MPa. PEIXO = 51,83 kN; Pc = 54,75 kN

31. A junta está submetida a uma força axial de 6 kN. Determine a tensão normal média que
atua nas seções AB e BC. Supor que o elemento é plano e possui 3 cm de espessura. Considerar o
plano da seção. σAB = 3,26 MPa; σBC = 1,26 MPa

32. Um olhal é usado para suportar uma carga de 5 kN. Determinar o diâmetro “d” e a
espessura “h” necessária de modo que a arruela não penetre ou cisalhe o apoio. A tensão normal
admissível do parafuso é de 21 MPa e a tensão de cisalhamento admissível do material de apoio é de
5 MPa. d = 17,4 mm; h = 0,0127 m PÁGINA 15

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

33. Uma barra de aço AB de 12 mm de diâmetro está encaixada em um furo redondo


próximo a extremidade C de um componente de madeira CD. Para o carregamento mostrado
determine:
 Tensão normal média na madeira na seção do furo, em MPa; 3,97 MPa
 A distância “b” para a qual a tensão de cisalhamento média é de 620 kPa nas
superfícies indicadas pelas linhas pontilhadas, em metros; 0,2016 m
 A tensão de esmagamento na madeira, em MPa. 20,83 MPa

34. Duas forças horizontais de 22 kN são aplicadas no pino B do conjunto mostrado na figura.
Sabendo que é usado um pino de 20 mm de diâmetro em cada conexão, determine:
 A tensão de cisalhamento média no pino C, em MPa; 103 MPa
 A tensão de esmagamento media em C, no componente BC, em MPa; 72,14 MPa
 A tensão de esmagamento media em B, no componente BC, em MPa. 63,37 MPa

PÁGINA 16

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

35. Duas pranchas de madeira, cada uma com 12 mm de espessura e 225 mm de largura, são
unidas pelas juntas de encaixe mostradas na figura abaixo. Sabendo que a madeira utilizada rompe
por cisalhamento ao longo das fibras quando a tensão de cisalhamento média alcança 8 MPa,
determine a intensidade da carga P que romperá a junta, em kN. P = 9,216 kN

36. Sabendo que uma força de 800 N está sendo aplicada no pedal indicada, determine:
 o diâmetro do pino em C, de modo que a tensão de cisalhamento media no pino seja
de 35 MPa, em mm; 6.15 mm
 a tensão de esmagamento em cada uma das chapas de apoio em C, em MPa.
33.82 MPa

37. Duas barras cilíndricas maciças AB e BC são soldadas uma a outra em B e submetidas aos
carregamentos conforme mostrado abaixo. Determine a tensão normal no ponto médio da barra AB
e da barra BC, em MPa. 91.67 MPa; -18.11 MPa respectivamente

PÁGINA 17

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

38. O braço de controle está submetido ao carregamento mostrado na figura abaixo.


Determine, com aproximação de 5 mm, o diâmetro exigido para o pino de aço em C se a tensão de
cisalhamento admissível para o aço for de 55 MPa. O pino está sujeito a cisalhamento duplo.
d = 20 mm

39. A barra AC é feita de um aço com tensão limite normal igual a 450 MPa e tem uma seção
transversal retangular uniforme de 6.4 mm x 12.7 mm. Ela está conectada a um suporte em A a ao
componente BCD em C por pinos com diâmetro de 9.5 mm, enquanto a componente BCD está
conectada em seu suporte em B por um pino com diâmetro de 8 mm; todos os pinos são feitos de
aço com tensão limite de cisalhamento igual a 172 MPa, sujeitos a corte simples. Sabendo que se
deseja um coeficiente de segurança igual a 3.25, determine a maior força P que pode ser aplicada em
D, em kN. PAC = 1.8 kN; Barra AC = 1.36 kN; PB = 1.87 kN

PÁGINA 18

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I


ENGENHARIA CIVIL – Prof. MSc. Sílvio Maurício Beck

40. O cilindro hidráulico CF, que controla parcialmente a posição da haste DE, foi bloqueado
na posição que mostra a figura. A barra BD tem 16 mm de espessura e está conectada a haste
vertical por um parafuso de 9.5 mm de diâmetro. Determine a tensão de cisalhamento média no
parafuso e a tensão de esmagamento em C, na barra BD, ambas em MPa.
τ = 77,73 MPa; σ = 36.25 MPa

PÁGINA 19

MECÂNICA DOS SÓLIDOS I