Você está na página 1de 69
o auror A peste Rio de Joncro, Record, 13 edigho, 2002 A queda, Rio de Jani, Recor 125 eg, 2002. ‘A iniligéncia cadafals, Rio de Janeiro, Record, 2 edo, 2002, ‘Oestrangero, Ro de Jansro, Record, 22 edigto, 2001 © homem rvotado, Rio de Janez, Record, ego, 1999 avesso 0 dirito, Rio de janeizo Record, edi, 1999 O exo eo rein, Rio de Jani, Recor, 3 eds 1997 ‘A mort fli Ri de Janet, Record, 4 ego, 1997 Dito de visgem, Rio de Jaco, Record, 4 edi, 1997 Albert Camus Estado de sitio (Espetaculo em trés partes) Tras de Alto ABADsO €FEORO HUSSAK cxvinszxgao ans Rod cio Primeira Parte Abertura mascal tema sonoro que lenbra uma sirene de aerta, ( pan se abre, a cena etd completamente escura (Cessa a abertura musical, mas tema dealerta continua, como sum sunido ao Tonge. De repent, ao fundo, surgindo do lado dieto, um cometa se deslocalentamente para 0 lado esquerdo. Ele ilumina, em sombraschinesa, os muros de uma cidade es- anole fortificada ea sillueta de udros personagens de costas para ‘© pbc, iméveise com a cabeca estendida em diregdo a cometa. Soam quatro horas. O dislogo & quaseincompreensivel, como um — Bo fim do mundot = Nio, homem! = Seo mundo seabar.. — Nio, homem. O mundo sim, mas nfo.a Espanhat — Mesmo a Espanha pode morrer. = De joethos! — Eo cometa anunciando o mall — AEspanha nio, homem! A Espanha néo! Duas ou tréscabecas se voltam. Um ou dois pesonagens se deslocam com precauso, e depois tudo volta @imobilidade. O ‘undo fica entdo mais intenso, torna-se estridentee desenvolve-se smucicalmente como uma palavra intligivl eameagadora.