Você está na página 1de 42

Português para IBGE

Teoria e exercícios comentados


Prof. Décio Terror Aula 8.4

Aula 8.4: Morfologia: processos de formação de palavras.

SUMÁRIO PÁGINA
1. Palavra primitiva 1
2. Palavra derivada 2
3. Lista das questões apresentadas 30
4. Gabarito 41

Olá, pessoal!

Vamos a mais um tema.

Agora, falaremos da estrutura e formação de palavras.

Estrutura e formação das palavras

As palavras têm uma classificação básica: primitivas e derivadas.


Palavra primitiva: é aquela que não se origina de outra palavra existente na
língua portuguesa: pedra, jornal, gato, homem, feliz.
A palavra primitiva é subdivida em partes menores, chamadas de
elementos mórficos.
Exemplos: gatinho gat + inho
infelizmente in + feliz + mente
Os elementos mórficos são classificados em radical, vogal temática,
tema, desinência, afixo, vogais e consoantes de ligação.
Primeiro, vamos entender o que é o radical. Ele transmite o significado
básico da palavra. Palavras de mesmo radical são consideradas de mesma
família etimológica, por isso são chamadas “palavras cognatas”. O radical
normalmente se junta a uma vogal temática para dar sentido à palavra
primitiva. O resultado disso é o tema:

“cas” +a = casa “livr” + o = livro


radical VT tema radical VT tema

Vale ressaltar que a vogal temática é um morfema que se junta ao


radical para formar uma base à qual se ligam as desinências. Essa base é
chamada tema. Além de atuar como elemento de ligação entre o radical e as
desinências, a vogal temática também marca grupos de nomes e de verbos.
Isso significa que existem vogais temáticas nominais e verbais. Na aula

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
passada, vimos a vogal temática verbal. Aqui nos interessa apenas a vogal
temática nominal. Para identificá-la, precisamos seguir três critérios:
I - representada pelas vogais -a, -e e -o;
II - quando átona final (palavras nominais oxítonas não têm vogal
temática)
III - não há oposição de gênero (quando há essa oposição, teremos
desinência de gênero e não vogal temática)
Ex.: mesa, artista, busca, perda, escola, base, combate, destaque, livro,
tribo, resumo.
Observe cada palavra acima. Perceba que as vogais em negrito são as
vogais temáticas, pois satisfazem os três critérios acima. Compare com a
palavra “gata”, por exemplo. Veja que nesta palavra a vogal em negrito é
desinência de gênero feminino, pois há oposição de gênero (gato/gata).
Assim, em “mesa”, temos a seguinte estrutura: mes + a
radical + vogal temática

Já a estrutura da palavra “gata” é a seguinte: gat + a


radical + Desin. gênero feminino

Agora, vamos aprofundar um pouco no estudo das desinências!


As desinências são elementos que indicam as flexões que os nomes
podem apresentar. São subdivididas em desinências nominais de gênero e de
número.
Desinências nominais: indicam o gênero (masculino e feminino) e
número (singular e plural). As desinências de gênero são a e o; as desinências
de número normalmente são o s para o plural e o singular não tem desinência
própria.
Exemplo: gat o (radical + desinência nominal de gênero)
gat o s (radical + desinência nominal de gênero + desinência nominal de número)
Assim, vimos que a palavra primitiva pode possuir um ou vários dos
seguintes elementos mórficos: radical, vogal temática, tema, desinências.
Palavra derivada: é aquela que provém de outra palavra da língua
portuguesa: pedreiro, jornalista, gatarrão, batida.
Para se entender a derivação, é importante saber o conceito de afixos.
Eles são elementos que se juntam aos radicais, ou aos temas, para formação
de novas palavras. Os afixos podem ser:
Prefixos: quando colocados antes do radical: descaso, sobrevivência.
Sufixos: quando colocados depois do radical: riacho, filhote, casarão.
Completando os morfemas de uma palavra, veremos agora as vogais e
consoantes de ligação. Esses são elementos inseridos entre os morfemas
(elementos mórficos), em geral, por motivos de eufonia ou de sentido, ou seja,
para facilitar a pronúncia e o entendimento de certas palavras.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Por exemplo, a palavra “cafeteira” é o resultado da junção do radical
“café” (veja que o “e” não é vogal temática, porque esta palavra é oxítona)
mais o sufixo “eira”.
Mas, simplesmente juntando os dois, teríamos “cafeeira”, o que
modificaria o sentido da palavra, concorda?
Assim, a fim de manter o sentido da palavra, inseriu-se a consoante de
ligação „t”: cafeteira.
O mesmo ocorreu com a palavra “pluralidade”. É a junção do radical
“plural” com o sufixo “dade”, mas não existe “pluraldade”. Assim, a fim de soar
melhor, inseriu-se a vogal de ligação “i”: “pluralidade”.
Vimos a estrutura da palavra. Agora, quanto à sua formação, veremos os
tipos de derivação:
A derivação pode ocorrer das seguintes maneiras:
Prefixal: processo pelo qual é acrescido um prefixo a um radical:
desfazer, inútil.
Sufixal: processo pelo qual é acrescido um sufixo a um radical:
carrinho, livraria.
Prefixal e sufixal: processo pelo qual é acrescido tanto um prefixo quanto
um sufixo a um radical.
deslealdade, infelizmente.
Veja que podemos retirar o prefixo ou o sufixo e a palavra continua com
sentido:
lealdade, felizmente, desleal, infeliz.
Derivação Parassintética – processo pelo qual é acrescido um prefixo e
sufixo simultaneamente ao radical. Dá origem principalmente a verbos, obtidos
a partir de substantivos e adjetivos.
abençoar amaldiçoar espreguiçar
enraizar empastelar expatriar
enrijecer engordar entortar
endireitar amadurecer aportuguesar

Observação: Existem palavras que apresentam prefixo e sufixo, mas não são
formadas por parassíntese. Para que ocorra a parassíntese é necessário que o
prefixo e o sufixo juntem-se ao radical ao mesmo tempo. Para verificar tal
derivação, basta retirar o prefixo ou o sufixo da palavra. Se a palavra deixar de
ter sentido, então ela foi formada por derivação parassintética.
Note que a palavra “bençoar” não existe, assim como não existe “abenç”.
Isso confirma que os morfemas “a” e “oar” foram inseridos simultaneamente e
a palavra “abençoar” é formada por derivação parassintética.
Caso a palavra continue a ter sentido, mesmo com a retirada do prefixo
ou do sufixo, ela terá sido formada por derivação prefixal e sufixal. Veja o que
falei sobre a palavra “infelizmente” (feliz, infeliz, felizmente).

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Regressiva - ocorre quando se retira a parte final de uma palavra primitiva,
obtendo-se por essa redução uma palavra derivada. Nesse processo de
derivação são formados substantivos a partir de verbos principalmente da 1ª e
2ª conjugações, por isso chamada palavra deverbal (a preposição “de” indica
origem - vem do verbo) e indicam sempre o nome de uma ação. O mecanismo
para sua obtenção é simples: substitui-se a terminação verbal formada pela
vogal temática + desinência de infinitivo (-ar ou -er) por uma das vogais
temáticas nominais (-a, -e ou -o):

buscar busca alcançar alcance


tocar toque apelar apelo
censurar censura atacar ataque
sacar saque chorar choro
ajudar ajuda perder perda
palavra derivação palavra derivação
primitiva regressiva primitiva regressiva
Exemplo: Ninguém justificou o atraso. (do verbo atrasar)
O debate foi longo. (do verbo debater)
Imprópria (ou conversão) - processo de derivação que consiste na mudança
de classe gramatical da palavra sem que sua forma se altere.
Exemplo: O jantar estava ótimo. (de verbo para substantivo)
Não aceitei um não como resposta. (de advérbio para substantivo)
É um absurdo o que você está propondo. (de adjetivo para substantivo)
Comprei uma camisa gelo. (de substantivo para adjetivo)
Essas derivações vistas acima são as mais conhecidas e as que mais caem em
concursos, mas também devemos observar outras:
Hibridismo: É a formação de palavras combinando elementos de línguas
diferentes, por exemplo: televisão, automóvel, genocídio, homossexual (grego
e latim); goiabeira (tupi e português); abreugrafia (português e grego);
sambódromo (africano e grego); surfista (inglês e grego); burocracia (francês
e grego); e muitos outros.
As bancas examinadoras há muito já deixaram de cobrar palavras que
possuam tal processo de formação, pois isso demanda conhecimento do
princípio das palavras, algo desnecessário nos concursos. Registro aqui tal
processo, pois, vez por outra, aparece nas alternativas para confundir o
candidato.
Onomatopeia: Ocorre quando se forma uma nova palavra por meio da
imitação de sons. Assim, surgem palavras como: cacarejar; zumbir, arrulhar,
crocitar, troar e outros verbos que designam vozes de animais e fenômenos
naturais; tique-taque, teco-teco, reco-reco, bangue-bangue (a partir do inglês
bang bang), pingue-pongue, xixi, triquetraque (fogo de artifício), saci (nome
de uma ave e, por extensão, de ente mitológico), cega-rega (cigarra; por
extensão, pessoa tagarela), chinfrim (coisa sem valor), quiquiriqui (pessoa ou
coisa insignificante), blablablá, zunzunzum, pimpampum e outras, sempre
sugestivas.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 41
Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Siglonimização (siglas) – As siglas são formadas pela combinação das letras
iniciais de uma sequência de palavras que constitui um nome: IBGE (Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística); IPTU (Imposto Predial, Territorial e
Urbano).
Acrônimo: Tanto as siglas como os acrônimos são vocábulos constituídos pela
junção das primeiras letras de várias palavras que compõem uma expressão. A
diferença está na pronúncia. Enquanto a sigla é pronunciada letra a letra, ou
seja, como se estivéssemos soletrando (PMDB, BNDES), o acrônimo permite
uma leitura silábica, tal como se fosse uma palavra normal (FUNAI, ESAF).
Justamente serem lidos silabicamente, os acrônimos passam a ser escritos
como palavra (Funai, Esaf), porque tendemos a esquecer que as letras são
iniciais de palavras.
Abreviação vocabular: Consiste na eliminação de um segmento de uma
palavra a fim de se obter uma forma mais curta: cine (de cinema), foto (de
fotografia), moto (de motocicleta), entre outros.
Neologismo: É um processo muito utilizado nas composições de poemas,
canções e nas crônicas. São palavras inventadas pelo autor do texto, isto é,
palavras expressas pelo autor que ainda não foram registradas nos dicionários.
São inventadas por adequação ao discutido no texto, seja por fim poético ou
não. Ex: “Cronocida” [brincadeira linguística em que um autor utilizou para
caracterizar aqueles que matam (Cida) o tempo (cronos)].
Agora, vamos passar para outro tipo de formação de palavras: a composição.
Composição: É o processo pelo qual a palavra é formada pela junção de dois
ou mais radicais. A composição pode ocorrer de duas formas: JUSTAPOSIÇÃO
e AGLUTINAÇÃO.
Justaposição – quando não há alteração nas palavras e continuam sendo
faladas (escritas) da mesma forma como eram antes da composição.
Exemplo: girassol (gira + sol), pé de moleque (pé + de + moleque)
Aglutinação – quando há alteração em pelo menos uma das palavras seja na
grafia ou na pronúncia. Exemplo: planalto (plano + alto).
Vamos às questões!

Questão 1: MRE 2016 Of Chancelaria (banca FGV)


Um dos processos conhecidos de formação de palavras em Português é a
chamada “derivação imprópria”, marcada pela criação de uma nova palavra
pela modificação de sua classe original. Tal processo aparece em:
(A) “Sim, no começo era o pé”.
(B) “Se está provado, por descobertas arqueológicas, que há sete mil anos
estes brasis já eram habitados...”.
(C) “... pensai nestas legiões e legiões de pés que palmilharam nosso
território”.
(D) “E pensai nestes passos, primeiro sem destinos, machados de pedra
abrindo as iniciais picadas na floresta”.
(E) “E nos pés dos que subiam às rochas distantes”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Comentário: Vimos que a derivação imprópria é aquela em que normalmente
substantivamos uma palavra, isto é, um verbo, conjunção ou até um advérbio
recebem uma palavra determinante (artigo ou pronome) a fim de tornar essas
palavras substantivos. Há vários exemplos, como “o amar” (verbo
transformou-se em substantivo pela inserção do artigo “o”), “esse porquê”
(conjunção transformou-se em substantivo pela inserção do pronome “esse”),
“um não” (advérbio transformou-se em substantivo pela inserção do artigo
“um”).
Logicamente, não há apenas a substantivação. O que importa é a
mudança da classe gramatical. O que mais vemos nos concursos é a
substantivação.
Mas a banca FGV nos chama a atenção para um detalhe importante na
alternativa (B), a qual é a correta.
Veja que a palavra “Brasil” é um substantivo próprio, denotando nome
de lugar. Com a inserção do pronome “estes”, houve a pluralização de tal
substantivo (“estes brasis”), o que o modifica de substantivo próprio para
comum. Essa modificação dentro da mesma classe (substantivo) também é
vista como derivação imprópria. Isso confirma a alternativa (B) como a
correta.
As demais alternativas possuem vários substantivos precedidos de
determinantes, justamente porque a banca quis confundir o candidato. Mas
você já ficou esperto e sabe que, somente quando o determinante muda a
classe de palavras ou muda de substantivo próprio para comum, haverá a
derivação imprópria. Cuidado!
Na alternativa (A), ocorreu em “começo” a derivação regressiva, pois do
verbo “começar” retiramos o sufixo verbal “r” e transformamos a vogal
temática verbal “a” em vogal temática nominal “o”. Assim, nada de pensar
que o artigo “o” teria supostamente mudado a classe gramatical da palavra
seguinte.
Na alternativa (C), o substantivo “legiões” está apenas precedido de seu
determinante “nestes”, mas isso não fez com que houvesse substantivação,
concorda? A palavra “legiões” já era um substantivo comum.
Na alternativa (D), devemos novamente ter cuidado, pois os
determinantes (“nestes” e “as”) apenas se antepuseram aos já substantivos
(“passos” e “picadas”). Assim, nada de pensar que haveria supostamente
mudança da classe gramatical.
Na alternativa (E), devemos novamente ter cuidado, pois o
determinante (“nos”) apenas se antepôs ao já substantivo (“pés”). Note
também que, em “dos que”, há preposição “em” contraída ao pronome
demonstrativo “os” (=aqueles), o qual é seguido do pronome relativo “que”.
Assim, nada de pensar que haveria supostamente uma substantivação. Se
houvesse substantivação do “que”, obrigatoriamente ele viria acentuado: Ela
tem o quê de especial!
Gabarito: B

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 2: ISS Niterói 2015 Agente Fazendário (banca FGV)
Entre os substantivos abaixo, retirados do texto, aquele que NÃO é formado a
partir de verbo é:
(A) Constituição;
(B) pressão;
(C) inclusão;
(D) redução;
(E) população.
Comentário: Na alternativa (A), o verbo “constituir” gerou o substantivo
abstrato “constituição”, tendo em vista a exclusão do sufixo verbal “r” e a
inserção do sufixo nominal “-ção”. A partir desse substantivo, passamos a
nomear a nossa Lei Maior como “Constituição Federal de 1988” (Constituição).
Na alternativa (B), o verbo “pressionar” gerou o substantivo abstrato
“pressão”.
Na alternativa (C), o verbo “incluir” gerou o substantivo abstrato
“inclusão”.
Na alternativa (D), o verbo “reduzir” gerou o substantivo abstrato
“redução”.
A alternativa (E) é a errada, haja vista que o substantivo “população” é
gerado do adjetivo “popular”. Note que existe apenas o verbo “popularizar”,
o qual é gerado também do adjetivo “popular”. Basta excluir o sufixo “-r” e
inserir o sufixo verbal “-izar”. Assim, fica mais fácil e claro notar que não foi o
verbo “popularizar” que gerou o substantivo “população”. A origem de mesmo
radical é do adjetivo “popular”:
popular – “r” + “izar” = popularizar (verbo)
popular – “r” + “ção” = população (substantivo)
Gabarito: E

Questão 3: ISS Niterói 2015 Contador (banca FGV)


São vocábulos do texto que exemplificam o processo de formação de palavras
denominado derivação sufixal:
(A) desacelerar / economia;
(B) mundial / emergente;
(C) investimento / ilustre;
(D) vítima / transição;
(E) paisagem / econômica.
Comentário: Na alternativa (A), a palavra “desacelerar” é prefixal, haja vista
o emprego do prefixo “des-“. A palavra “economia” é palavra primitiva.
A alternativa (B) é a correta, pois as palavras “mundial” e “emergente”
são sufixais. Note o emprego dos sufixos “-al” e “-ente”.
Na alternativa (C), a palavra “investimento” é sufixal, pois o verbo
“investir” recebeu o sufixo formador de substantivo “-mento”. O adjetivo
“ilustre” é palavra primitiva.
Na alternativa (D), a palavra “vítima” é primitiva. O substantivo
“transição” foi gerado do verbo “transir”. Este recebeu o sufixo formador de
substantivo “-ção”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Na alternativa (E), o substantivo “paisagem” é primitivo e “econômica” é
palavra sufixal, pois o substantivo “economia” recebeu o sufixo “-ica”.
Gabarito: B

Questão 4: ISS Niterói 2015 Fiscal de Posturas (banca FGV)


Entre os pares de palavras abaixo, retiradas do texto, aquelas que são
formadas por processos de formação diferentes são:
(A) publicidade / consumidores;
(B) desejo / inveja;
(C) avareza / poupança;
(D) descalcificar / inúmeros;
(E) preguiça / passeio.
Comentário: Na alternativa (A), as palavras “publicidade” e “consumidores”
são formadas por derivação sufixal (publico ›› publicidade; consumir ››
consumidores). Note que em “consumidores” há a desinência de número
plural “-es”.
Na alternativa (B), as palavras “desejo” e “inveja” são substantivos
abstratos formados a partir dos verbos “desejar” e “invejar”. Assim, são
formados por derivação regressiva.
Na alternativa (C), as palavras “avareza” (gerado do adjetivo “avaro”) e
“poupança” (gerado do verbo “poupar”) são formadas por derivação sufixal.
Na alternativa (D), as palavras “descalcificar” e “inúmeros” são
formadas por derivação prefixal (calcificar ›› descalcificar; números ››
inúmeros).
A alternativa (E) é a que apresenta duas formações distintas, pois
“preguiça” é palavra primitiva, já “passeio” é substantivo abstrato gerado a
partir do verbo “passear”. Assim, há derivação regressiva.
Observação: Mas aqui gostaria de fazer uma observação para aquele aluno
que ficou na dúvida na alternativa (D), pois vários alunos à época da prova
me pediram ajuda. Na realidade, a banca fez uma “pegadinha” e nós temos
que ficar atentos. Primeiramente, vamos à formação original da palavra
“descalcificar”. A raiz dessa palavra nos mostra a junção de dois radicais:
“calc(i)” (que gera a palavra primitiva “cálcio”) e “ficar” (que significa “tornar”,
“executar”, “fazer”). Por isso, “calcificar”, de maneira geral, significa depositar
cálcio. Assim, há, originalmente, nesta palavra uma composição. A outra
palavra (“inúmeros”) apresenta apenas o prefixo “i(n)” diante do substantivo
“números”. Assim, possivelmente ficaríamos na dúvida quanto à formação.
Mas essa dúvida se extingue a partir do momento em que visualizamos
a alternativa (E), concorda?!
Na realidade, a banca quis que você percebesse que nós já perdemos a
noção inicial da composição da palavra “calcificar”. A partir dessa primeira
formação, passamos a ter a prefixação, por meio do prefixo “des-”. Por isso, a
banca não anulou a questão e manteve como gabarito a alternativa (E).
Gabarito: E

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 5: Prefeitura de Paulínia 2015 Guarda Municipal (banca FGV)
O vocábulo homicídio significa assassinato de uma pessoa; a palavra abaixo
que tem seu significado indicado corretamente é:
(A) infanticídio – assassinato de um militar;
(B) fratricídio – assassinato de um religioso;
(C) parricídio – assassinato do filho pelo pai;
(D) genocídio – crime contra a humanidade;
(E) matricídio – crime contra a pátria.
Comentário: Esta questão cobra basicamente o sentido dos radicais,
formadores de vários substantivos compostos. Logicamente, a banca sabe que
o candidato não vai ser louco de decorar os sentidos de todos os radicais e
você nem pense em fazer isso, ok?!
O que a banca queria era que o candidato resolvesse essa questão por
eliminação.
Veja que é de uso comum da linguagem jornalística e histórica a palavra
“genocídio”, a qual está ligada a extermínio de um grupo nacional, étnico,
racial ou religioso. Seu sentido mais geral é o crime contra a humanidade.
Assim, fica fácil percebermos que a alternativa (D) é a correta.
A alternativa (A) está errada, pois “infanticídio” significa assassinar uma
criança. Veja que o radical “infanti-” nos ajuda a entender bem esse sentido.
A alternativa (B) está errada, pois “fratricídio” significa assassinar um
irmão, colega. Veja que o radical “fratri-” nos ajuda a entender bem esse
sentido, pois nos lembramos de palavras, como “fraternidade”, “fraterno”.
A alternativa (C) está errada, pois “parricídio” significa matar pai, mãe
ou qualquer dos ascendentes. Esta alternativa apresenta uma palavra pouco
usada, por isso ela poderia gerar dúvida. Mas, como “infanticídio” deixa bem
clara a ideia de que se refere a matar uma criança, um filho, também há como
eliminar esta alternativa.
A alternativa (E) está errada, pois “matricídio” significa matar a própria
mãe. O radical “matri” sugere mais facilmente esse sentido.
Gabarito: D

Questão 6: Prefeitura de Cuiabá 2015 Técnico Adm (banca FGV)


No vocábulo “recém-formado”, o vocábulo recém mostra valor de tempo.
Assinale a opção em que o segmento destacado tem seu valor semântico
corretamente indicado.
(A) vice-presidente / substituição.
(B) supermercado / local superior.
(C) antidemocrático / tempo.
(D) internacional / condição.
(E) reformular / modo.
Comentário: Questão tranquila, não é mesmo?!
O prefixo “vice-” tem o sentido de “substituição”. Assim, a alternativa
(A) é a correta.
Fica fácil perceber isso, porque sabemos que existe o vice-prefeito para
substituição do prefeito em sua ausência; vice-governador para substituição

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
do governador em sua ausência e vice-presidente para substituição do
presidente em sua ausência.
Certamente, supermercado não significa um mercado na parte superior,
mas um grande mercado.
O prefixo “anti-” significa oposição, e não tempo.
O prefixo “inter-” significa “entre”, “intermediação”, e não condição.
O prefixo “re-” tem o sentido de repetição de ação.
Gabarito: A

Questão 7: Prefeitura de Cuiabá 2015 Professor (banca FGV)


As opções a seguir apresentam palavras retiradas do texto consideradas, em
sua formação, como ponto de chegada. Assinale a que indica a sequência
correta de formação.
(A) mata – matar – desmatar – desmatamento
(B) tempo – temperado – temperar – temperatura
(C) ferir – conferido – conferir – conferência
(D) volver – envolver – desenvolver – desenvolvimento
(E) inteiro – integrar – íntegro – integração
Comentário: Esta questão cobra o reconhecimento da mesma família
etimológica, isto é, a sequência de palavras de mesmo radical. Além disso,
devemos nos atentar à sequência da formação das palavras.
Na alternativa (A), o erro está no verbo “matar” (assassinar), pois as
palavras “mata”, “desmatar” e “desmatamento” não têm relação com aquele
verbo, mas sim com selva, floresta.
Na alternativa (B) todas as palavras possuem o mesmo radical “temp”.
A partir disso, devemos notar que a sequência correta foi o surgimento do
substantivo “tempo”, a partir daí surgiu o verbo no infinitivo “temperar” (e
não “temperado”). Só depois transformamos o infinitivo em particípio
“temperado”, apenas com a substituição do sufixo verbal “r” em “do”.
A partir desta última palavra, inserimos o sufixo nominal “ura” e
passamos a ter o substantivo “temperatura”. Assim, o erro da alternativa (B)
está na sequência da segunda e terceira palavras.
Na alternativa (C), as palavras “conferido”, “conferir” e “conferência”
não têm relação com o verbo “ferir”. Além disso, o infinitivo “conferir” gera o
particípio “conferido”, e não o contrário.
A alternativa (D) é a correta, pois o radical de todas as palavras é
“volver”. Assim, temos a palavra primitiva “volver”, a qual recebeu o prefixo
“en”, gerando o verbo “envolver”. Este, por sua vez, recebeu o prefixo “des-”
(desenvolver) e, na sequência, houve a inserção do sufixo “-mento”
(desenvolvimento). Assim, tais palavras pertencem à mesma família
etimológica, isto é, possuem o mesmo radical, além de as palavras se
apresentarem na sua ordem de formação.
Na alternativa (E), as palavras “integrar”, “íntegro” e “integração” têm o
radical “integr”, não é o mesmo radical de “inteiro” (“inteir”).
Gabarito: D

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 8: Prefeitura de Cuiabá 2015 Professor (banca FGV)
Fragmento do texto: “Já pensou? Já imaginou? 6 bilhões. Quem é você?
Quem sou eu? Quem sou eu pra achar que o único modo de fazer as coisas é
como eu faço? Quem sou eu pra achar que a única cor de pele adequada é a
que eu tenho? Quem sou eu pra achar que o único lugar bom pra nascer foi
onde eu nasci? Quem sou eu pra achar que o único sotaque correto é o que eu
uso? Quem sou eu pra achar que a única religião certa é a que eu pratico?
Quem sou eu? Quem és tu? Tu és o vice-treco, do sub-troço” (Mario Sergio
Cortella).
“Tu és o vice-treco, do sub-troço”; nesse segmento do texto a desvalorização
do ser humano é obtida principalmente por meio do emprego de:
(A) prefixos que indicam substituição;
(B) gírias retiradas do vocabulário popular;
(C) substantivos que se referem a coisas;
(D) palavras compostas de forma equivocada;
(E) tratamento “tu” dado ao leitor.
Comentário: Na palavra “vice-treco”, o prefixo “vice” pode ter o sentido de
“substituição” ou o sentido pejorativo de “abaixo de”, mas o prefixo “sub” só
pode ter o sentido de “abaixo de”. Assim, a alternativa (A) está errada.
A alternativa (B) está errada, pois “treco” e “troço” até podem ser
admitidas como gírias, porém devemos contar com os prefixos. Assim, fica
fácil perceber que as palavras “vice-treco” e “sub-troço” não são gírias.
A alternativa (C) é a correta, pois, colocando o homem em substituição
ou abaixo de “treco”, que é uma coisa, ou abaixo de “troço”, que é outra coisa
desprezível, notamos que realmente tais substantivos realmente se voltam à
desvalorização do ser humano.
A alternativa (D) está errada, porque tais palavras não foram
constituídas de forma equivocada.
A alternativa (E) está errada, pois o tratamento “tu” foi seguido do
verbo na segunda pessoa do singular. Assim, não houve erro.
Gabarito: C

Questão 9: Detran 2013 – Assistente de Trânsito (banca FGV)


As alternativas a seguir apresentam vocábulos que possuem a mesma
formação, à exceção de uma. Assinale-a.
(A) comunicação / educação.
(B) conscientização / mobilização.
(C) utilização / preocupação.
(D) reeducação / população.
(E) fiscalização / notificação.
Comentário: A alternativa (A) apresenta vocábulos com formação por
derivação sufixal, tendo em vista que “comunicação” possui o radical
“comunic-”, a vogal temática “a” e o sufixo “-ção”. O mesmo ocorre com a
palavra “educação”, pois há o radical “educ-”, a vogal temática “a” e o sufixo
“-ção”.
A alternativa (B) apresenta vocábulos com formação por derivação
sufixal, tendo em vista que “conscientização” possui o radical “conscient-”, o

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
sufixo “-iza-” e o outro sufixo “-ção”. O mesmo ocorre com a palavra
“mobilização”, pois há o radical “mobil-”, o sufixo “-iza-” e o sufixo “-ção”.
A alternativa (C) apresenta vocábulos com formação por derivação
sufixal, tendo em vista que “utilização” possui o radical “útil-”, o sufixo “-iza” e
o outro sufixo “-ção”. A palavra “preocupação”, possui o radical “preocup-”, a
vogal temática “a” e o sufixo “-ção”.
A alternativa (D) é a errada, pois apresenta o vocábulo “reeducação”,
com formação por derivação sufixal e prefixal, tendo em vista que
“reeducação” possui o radical “-educ-” a vogal temática “a” e o sufixo “-ção”.
Porém, tal vocábulo recebeu o prefixo “re-”. Assim, está em desacordo com a
formação do vocábulo posterior., pois a palavra “população”, possui o radical
“popul-”, a vogal temática “a” e o sufixo “-ção”.
A alternativa (E) apresenta vocábulos com formação por derivação
sufixal, tendo em vista que “fiscalização” possui o radical “fiscal-”, o sufixo
“-iza-” e o outro sufixo “-ção”. A palavra “notificação”, possui o radical
“notific-”, a vogal temática “a” e o sufixo “-ção”.
Gabarito: D

Questão 10: INEA 2013 – Técnico (banca FGV)


Assinale a alternativa que apresenta a palavra que é formada de forma
distinta das demais.
(A) Geração.
(B) Proteção.
(C) Preocupação.
(D) Distribuição.
(E) População.
Comentário: Ao analisarmos cada morfema das palavras, percebemos que
todas são formadas por derivação sufixal. Note que há os diversos radicais,
em seguida as vogais temáticas e depois o sufixo “ção".
Bom, então, esta questão não tem resposta?
Neste caso, a banca pede que reflitamos sobre a origem da palavra
também. Quatro palavras são originadas de verbos:
Gerar Geração Proteger Proteção
verbo substantivo verbo substantivo

Preocupar Preocupação Distribuir Distribuição


verbo substantivo verbo substantivo

Porém, o vocábulo “população” é gerado do adjetivo “popular”. Assim,


a alternativa que apresenta palavra que é formada de forma distinta das
demais é a (E).
Gabarito: E

Questão 11: PC RJ 2013 Oficial de Cartório (banca IBFC)


Fragmento do texto:
Mães fazem "mamaço" em unidade do SESC em São Paulo
Em meio a fotografias de animais selvagens nas paisagens mais remotas

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
e intocadas do mundo, retratados por Sebastião Salgado e expostos em
"Genesis", no SESC Belenzinho, zona oeste, 20 mães faziam algo igualmente
primitivo e natural: davam o peito para seus bebês mamarem.
O vocábulo “mamaço”, utilizado no texto, foi construído por analogia a outros
já conhecidos da Língua e baseado no seguinte processo de formação de
palavras:
a) prefixação
b) composição por justaposição
c) sufixação
d) derivação imprópria
e) parassíntese
Comentário: A palavra “mamaço” é o resultado do verbo “mamar”,
excluindo-se o sufixo verbal “-r”, com o subfixo “-aço”. Assim, há uma
derivação por sufixação e a alternativa (C) é a correta.
Gabarito: C

Questão 12: SEDS MG 2014 Agente de Segurança (banca IBFC)


O vocábulo “entristecido”, presente na terceira estrofe, é um exemplo de:
a) palavra composta
b) palavra primitiva
c) palavra derivada
d) neologismo
Comentário: A palavra “entristecido” é gerada do adjetivo “triste”. Tal
adjetivo recebeu simultaneamente o prefixo “en-” e o sufixo “ecer”, gerando,
por derivação parassintética, o verbo “entristecer”.
Em seguida, adicionou-se o sufixo de particípio “-(i)do”.
Assim, “entristecido” é uma palavra derivada por sufixação.
Resumindo, o adjetivo “triste” é palavra primitiva, “entristecer” é
formada por derivação parassintética e “entristecido” é formada por derivação
sufixal.
Portanto, a alternativa correta é a (C).
Gabarito: C

Questão 13: EBSERH 2013 Técnico em Informática (banca IBFC)


Considere as afirmações abaixo.
I. A partir dos substantivos xenofobia e consenso, formamos os adjetivos
xenofóbico e consensual.
II. A partir do adjetivo relevante, formamos o substantivo relevação.
Está correto o que se afirma em:
a) somente I
b) somente II
c) I e II
d) nenhuma
Comentário: A afirmativa I está correta, pois “xenofobia” e “consenso”
realmente são substantivos, os quais geram os adjetivos “xenofóbico” e
“consensual”.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Já a frase II está errada, pois há o adjetivo “relevante” e o substantivo
“relevância”. A palavra “relevação” não existe.
Assim, a alternativa correta é a (A).
Gabarito: A

Questão 14: IDECI 2013 Advogado (banca IBFC)


A palavra “imaturas” é formada por:
a) justaposição
b) aglutinação
c) derivação
d) abreviação
Comentário: O adjetivo “maduras” tem raiz no latim “matur-”. Assim,
quando recebe o prefixo “-i”, junta-se a esse radical latino, gerando a
derivação prefixal “imaturas”, e a alternativa correta é a (C).
Gabarito: C

Questão 15: ABDI 2008 Assistente Jurídico (banca IBFC)


Assinale a alternativa em que há uma palavra formada por derivação
parassintética:
a) anoitecer
b) imoralidade
c) girassol
d) aguardente
Comentário: A derivação parassintética ocorre quando há junção simultânea
do prefixo e sufixo numa base. Assim, a alternativa (A) é a correta, pois tanto
o prefixo “a-” quanto o sufixo “-ecer” se juntam ao radical “noit-” para compor
o verbo “anoitecer”. Veja que não podemos excluir um dos dois afixos, pois a
palavra perderia sentido. Não existe a palavra “noitecer”, por exemplo.
Na alternativa (B), a palavra “imoralidade” recebeu o prefixo “i-” e o
sufixo “-(i)dade”, cada um a seu tempo. Note que os dois afixos não são
simultâneos. Existe a palavra prefixal “imoral” e sufixal “moralidade”. Assim,
há a derivação prefixal e sufixal.
Na alternativa (C), a palavra “girassol” é composta por justaposição.
Na alternativa (D), a palavra “aguardente” é composta por aglutinação.
Gabarito: A

Questão 16: MP RS 2015 Apoio ao Usuário (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre a palavra descentralizada.
I. Seu prefixo tem o mesmo sentido que o prefixo da palavra
desrespeitado.
II. Seu sufixo forma adjetivos a partir de verbos.
III. Ela significa o mesmo que descentrada.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
(C) Apenas III.
(D) Apenas I e II.
(E) I, II e III.
Comentário: A frase I está correta, pois o prefixo “des-” tem o sentido de
ação contrária ou negação. Por isso, entendemos que “descentralizada” é o
contrário de “centralizada”, assim como “desrespeitado” é o contrário de
“respeitado”.
A frase II está correta, pois o sufixo “ado/ada” forma adjetivos a partir
de verbos. Para tanto, basta excluir o sufixo verbal “r” do infinitivo e
acrescentar o sufixo formador de adjetivo “ado/ada”: amar (amado), cantar
(cantado), partir (partido).
A frase III está correta, pois os adjetivos “descentralizada” e
“descentrada” têm o mesmo sentido. A diferença é que o primeiro foi gerado
do verbo “descentralizar” e o segundo do verbo “descentrar”.
Assim, a alternativa correta é a (E).
Gabarito: E

Questão 17: MP RS 2015 Técnico Superior em Informática (banca MPRS)


Considere as três afirmações abaixo, sobre a formação de palavras do texto.
I. Na palavra radiotáxi, radio- tem o mesmo sentido que radio- na
palavra radioterapia.
II. A palavra pesquisadores apresenta sufixo que pode formar
substantivos a partir de verbos.
III. A palavra tradicional contém sufixo que pode formar adjetivos a partir
de substantivos.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e III.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.
Comentário: A frase I está errada, pois, na palavra “radiotáxi”, o radical
“radio” tem relação com a emissão de sons via sinais eletromagnéticos; já em
radioterapia, o radical “radio” significa radiação. Assim, os sentidos são
diferentes.
A frase II está correta, pois o substantivo “pesquisador” foi gerado a
partir do verbo “pesquisar”. Assim, pesquisador é aquele que pesquisa.
A frase III está correta, pois o sufixo “-al” realmente pode formar
adjetivos a partir de substantivos, como “tradição” (tradicional); “condição”
(condicional).
Assim, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 18: MP RS 2015 Contador (banca MPRS)
Na coluna da esquerda, abaixo, estão listadas quatro palavras retiradas do
texto; na da direita, são apresentados quatro tipos de formação de palavras.
Associe adequadamente a coluna da direita à da esquerda.
1. interessadas ( ) adjetivo formado a partir de substantivo
2. embalagens ( ) adjetivo formado a partir de verbo
3. financeiras ( ) substantivo formado a partir de verbo
4. contabilidade ( ) substantivo formado a partir de adjetivo
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é
(A) 2 – 4 – 1 – 1.
(B) 4 – 2 – 2 – 3.
(C) 2 – 4 – 1 – 3.
(D) 4 – 2 – 2 – 1.
(E) 3 – 1 – 2 – 4.
Comentário: A palavra “interessadas” é um adjetivo gerado do verbo
“interessar”.
A palavra “embalagens” é um substantivo gerado a partir do verbo
“embalar”.
A palavra “financeiras” é um adjetivo gerado a partir do substantivo
“finança”.
A palavra “contabilidade” é um substantivo gerado a partir do adjetivo
“contábil”.
Assim, a alternativa correta é a (E).
Gabarito: E

Questão 19: MP RS 2013 Agente Administrativo (banca MPRS)


Fragmento do texto: Não se concebe que um ato normativo de qualquer
natureza seja redigido de forma obscura, que dificulte ou impossibilite sua
compreensão. A transparência do sentido dos atos normativos bem como sua
inteligibilidade são requisitos do próprio Estado de direito.
(...)
Acrescente-se que a identificação das características específicas da
forma oficial de redigir não deve ensejar o entendimento de que se proponha
a criação – ou se aceite a existência – de uma forma específica de linguagem
administrativa, o que coloquialmente e pejorativamente se chama burocratês.
Considere as seguintes afirmações sobre palavras do texto.
I. O emprego de inicial maiúscula na palavra Estado justifica-se à medida
que, no texto, essa palavra designa divisão territorial e política no
interior de uma Nação.
II. O sufixo -mente da palavra coloquialmente poderia ser suprimido, sem
acarretar erro gramatical ou alteração do significado.
III. A palavra burocratês é um neologismo, criado pelos autores do texto,
que significa uso abusivo de linguagem retórica na redação de
documentos oficiais .
Quais estão corretas?

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas I e II.
(E) I, II e III.
Comentário: A frase I está errada, pois “Estado de Direito” é a situação
jurídica em que o poder do Estado encontra-se limitado pelo direito. Assim, no
texto, essa palavra não designa divisão territorial e política no interior de uma
Nação. Isso ser refere a estados como “Minas Gerais”, “São Paulo” etc.
A frase II está errada, pois, quando advérbios terminados em “mente” e
ligados por vírgula ou conjunção “e”, por concisão, o primeiro deles pode
excluir tal sufixo. Veja:
... de uma forma específica de linguagem administrativa, o que
coloquialmente e pejorativamente se chama burocratês.
... de uma forma específica de linguagem administrativa, o que coloquial e
pejorativamente se chama burocratês.
A frase III está errada, simplesmente porque tal neologismo não foi
criado pelos autores do texto. Isso porque o próprio texto afirma que a criação
de uma forma específica de linguagem administrativa é chamada
pejorativamente de burocratês. Assim, já era conhecida assim e os autores
apenas se apropriaram dessa palavra.
Gabarito: B

Questão 20: MP RS 2013 Agente Administrativo (banca MPRS)


Julgue a frase como CERTA (C) ou ERRADA (E)
A palavra inaceitável contém o mesmo prefixo que a palavra
impessoalidade.
Comentário: O prefixo “in”, dependendo da palavra que inicia, pode ser
grafado da seguinte forma: “in”, “im”, “i”.
Assim, nas palavras “inaceitável” e “impessoalidade”, o prefixo é o
mesmo.
Gabarito: C

Questão 21: MP RS 2013 Agente Administrativo (banca MPRS)


Julgue a frase como CERTA (C) ou ERRADA (E)
As palavras publicidade e entendimento apresentam sufixos que formam
substantivos a partir de verbos.
Comentário: O substantivo “publicidade” é formado do adjetivo “público”, e
não do verbo “publicar”. Note que tal verbo gera o substantivo “publicação”.
Já o substantivo “entendimento” realmente é gerado do verbo
“entender”.
Gabarito: E

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 22: MP RS 2013 Técnico em Informática (banca MPRS)
Considere as seguintes afirmações sobre relações morfológicas que se
estabelecem entre palavras do texto.
I. As palavras desenvolvedores e consumidor são formadas por sufixo
que acresce ao radical a noção de `agente´.
II. As palavras aplicativos e invasivos contêm sufixos que transformam
adjetivos em substantivos.
III. As palavras conhecimento e expansão são formadas por sufixos que
transformam verbos em substantivos.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e III.
e) I, II e III.
Comentário: A frase I está correta, pois o sufixo “-dor” transmite a noção de
agente: aquele que desenvolve, aquele que consome.
A frase II está errada, pois “aplicativos” realmente é substantivo gerado
de um adjetivo (aplicado). Já a palavra “invasivos” é um adjetivo, e não
substantivo, como a frase afirma.
A frase III está correta, pois “conhecimento” e “expansão” são
substantivos gerados dos verbos “conhecer” e “expandir”.
Assim, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Questão 23: MP RS 2014 Médico (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre a estrutura de palavras do texto.
I. A palavra metabolismo contém sufixo que transforma verbos em
substantivos.
II. A palavra capacidade contém sufixo que transforma adjetivos em
substantivos.
III. A palavra crescimento contém sufixo que transforma verbos em
substantivos.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.
Comentário: A frase I está errada, pois a palavra metabolismo é um
neologismo, a partir da junção do termo grego metabole, que significa
“mudança”, e o sufixo –ismo, que é relativo a “qualidade” ou “sistema”.
Assim, tal palavra foi gerada de um substantivo e não de um verbo.
A frase II está correta, pois “capacidade” realmente é substantivo
gerado de um adjetivo (capaz).
A frase III está correta, pois “crescimento” é substantivo gerado do

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
verbo “crescer”.
Assim, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Questão 24: MP RS 2014 Assistente Social (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações a respeito de palavras extraídas do texto.
I. A palavra desdobramento é formada por parassíntese.
II. A palavra civilidade contém sufixo que forma substantivos a partir de
adjetivos.
III. A palavra civilização contém sufixo que forma substantivos a partir de
verbos.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.
Comentário: A frase I está errada, pois não houve a inserção simultânea dos
afixos (prefixo e sufixo), como ocorre nas palavras parassintéticas. Na
realidade, a cada situação um afixo foi sendo acrescentado. Primeiro houve o
verbo “dobrar”, o qual recebeu o prefixo “des-”, gerando “desdobrar”. Em
seguida, houve a inserção do sufixo formador de substantivo “-mento”:
“desdobramento”. Assim, esta palavra foi formada pela derivação prefixal e
sufixal.
A frase II está correta, pois “civilidade” realmente é substantivo gerado
de um adjetivo (civil).
A frase III está correta, pois “civilização” é substantivo gerado do verbo
“civilizar”.
Assim, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Questão 25: MP RS 2011 Engenheiro (banca MPRS)


Fragmento do texto: Parece que Darwin hoje incomoda tanto quanto Galileu
em sua época. Alguns pretendem dar ao "Criacionismo" status de ciência,
colocando-o como teoria alternativa ao "Darwinismo". Nada mais pobre do
ponto de vista espiritual e intelectual do que confundir ciência com religião: a
fé é de foro íntimo, e de cada um; a ciência busca o entendimento da
natureza, e não há nesse ato qualquer atitude de crença em dogmas
religiosos. Assim, Darwin é vítima do obscurantismo, pois suas ideias tendem
a ser negadas pelo público leigo, como se pertencessem a um lado diabólico
da humanidade.
(...)
Ao unificar os resultados de Michelson e Morley sobre o fato de que a luz
não necessita suporte material para se propagar com as equações de Lorentz

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
para cálculo de velocidades relativas e com o fato de a velocidade da luz
independer do referencial, Einstein concluiu que as leis do eletromagnetismo
também são as mesmas para todos os referenciais inerciais.
Considere as seguintes afirmações sobre a formação de palavras do texto.
I. As palavras Criacionismo e obscurantismo, formadas com o sufixo
–ismo, designam, respectivamente, doutrina e atitude ideológicas.
II. O sufixo –al, presente nas palavras espiritual e referencial, serve para
formar adjetivos ou substantivos a partir de adjetivos.
III. O prefixo de independer tem o mesmo sentido do prefixo de irreal.
Quais estão corretas?
(A) Apenas III.
(B) Apenas I.
(C) Apenas I e III.
(D) Apenas II.
(E) I, II e III.
Comentário: A frase I está correta, pois, além de o sufixo “-al” transmitir o
sentido de doutrina ou pensamento ideológico, o próprio contexto nos informa
que “Criacionismo” tem status de ciência. Além disso, o próprio texto sugere
que “obscurantismo” tem relação com pensamentos ideológicos.
Assim, tanto a estrutura da palavra quanto o contexto nos mostram que
a afirmação está correta.
A frase II está errada, pois “espiritual” é adjetivo formado do
substantivo “espírito”, porém “referencial” é adjetivo gerado de um
substantivo (“referência”), e não de adjetivo.
A frase III está correta, pois “independer” é iniciado com o prefixo “in”,
que significa oposição. O mesmo ocorre com “irreal”.
Assim, a alternativa correta é a (C).
Gabarito: C

Questão 26: MP RS 2011 Assessor (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre formação de palavras do texto.
I. As palavras impostas e inevitavelmente contêm o mesmo prefixo.
II. As palavras liberdade e livres têm a mesma etimologia.
III. A palavra jugo pertence à mesma família da palavra julgamento.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e II.
(D) Apenas II e III.
(E) Apenas III.
Comentário: A frase I está errada, pois o prefixo em “impor” transmite a
ideia de passagem para um estado; já o prefixo em “inevitavelmente”
significa negação.
A frase II está correta, pois palavras de mesma etimologia são as que
pertencem à mesma família, aquelas de mesma raiz. Assim, “liberdade” e

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
“livre” pertencem à mesma raiz: “liber-”. Detalhe: o radical “livr-” foi uma
variação da raiz “liber-”. Logicamente, ambos de mesmo sentido. Houve
apenas uma adequação morfológica. Isso confirma que há mesma família
etimológica.
A frase III está errada, pois o radical em “jugo” significa opressão,
sujeição, submissão; já o vocábulo “julgamento” vem de outra raiz: “julg”.
Esta significa sentenciar, decidir. Como os sentidos desses radicais são
diferentes, fica fácil perceber que tais palavras não fazem parte de mesma
família etimológica.
Assim, a alternativa correta é a (B).
Gabarito: B

Questão 27: MP RS 2012 Técnico em Informática (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre relações morfológicas que se
estabelecem entre palavras do texto.
I. As palavras fundamental e condicional são formadas a partir de
verbos, assim como carnaval.
II. As palavras dinheiro e primeiro são formadas a partir de adjetivos,
assim como brasileiro.
III. As palavras equipamento e conhecimento são formadas a partir de
verbos, assim como julgamento.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas II e I
Comentário: A frase I está errada, pois “fundamental”, “condicional” e
“carnaval” não são gerados de verbo. Além disso, não existe um verbo
referente ao substantivo “carnaval”. Os adjetivos “fundamental” e
“condicional” são gerados dos substantivos “fundamento” e “condição”.
A frase II está errada, pois as palavras “dinheiro”, “primeiro” e
“brasileiro” não são formadas a partir de adjetivos. Note que a palavra
“brasileiro” foi gerada do substantivo “Brasil”. As demais podem ser
entendidas como palavras primitivas.
A frase III está correta, pois os substantivos “equipamento”,
“conhecimento” e “julgamento” são formados a partir dos verbos “equipar”,
“conhecer” e “julgar”.
Assim, a alternativa correta é a (C).
Gabarito: C

Questão 28: CBTU 2014 Assistente de Manutenção (banca Consulplan)


Do ponto de vista morfológico, a palavra “libertária” é formada por
A) composição, visto que apresenta dois radicais seguidos de um sufixo.
B) justaposição, porque a palavra não perde som no processo de formação.
C) aglutinação, visto que, se juntar dois radicais diferentes, a palavra perde
alguns sons.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 41
Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
D) derivação, porque forma-se com o acréscimo de um sufixo, que altera
parcialmente o significado do radical.
Comentário: A palavra “libertária” apresenta apenas um radical: “liber”. O “t”
é uma consoante de ligação, a fim de manter a sonoridade da palavra. Em
seguida, há o sufixo “-ária”. Por isso, tal palavra é formada pela derivação
sufixal.
Um detalhe, o radical “liber” é a forma arcaica do radical “livr-” (livre). É
natural resgatarmos um radical latino ou grego, quando vamos inserir
determinado sufixo.
Assim, a alternativa correta é a (D).
Gabarito: D

Questão 29: CODERN 2014 Administrador (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Admiro o brilhantismo político e a presciência de Chico.
Ele compreendeu antes que a maioria que qualquer estratégia para a
preservação da Amazônia teria de ser também uma estratégia de
desenvolvimento. Essa foi a gênese da reserva extrativa, que pode ser
resumida como um esforço para fazer com que a floresta valha mais viva do
que morta, sobretudo para quem vive nela.
O elemento destacado em “presciência” tem seu sentido explicitado no próprio
texto, em “Ele compreendeu antes” (linha 2). O mesmo elemento com o
mesmo sentido pode ser identificado em
A) prestação. B) empresas. C) preservação. D) empréstimo. E) precondições.
Comentário: O prefixo “pré-“, como o próprio texto destacou, tem sentido de
anterioridade. É fácil perceber que o mesmo ocorreu com o substantivo
“precondições”, isto é, condições prévias!
As demais palavras não apresentam prefixo.
Dessa forma, a alternativa (E) é a correta.
Gabarito: E

Questão 30: MAPA 2014 Agente Inspeção Sanitária (banca Consulplan)


Assinale a alternativa em que todas as palavras foram formadas por derivação
sufixal.
A) Constituição – região – mineração.
B) Manifestações – oposição – produtores.
C) Reservatório – relações – descendentes.
D) Anarquismo – parlamentaristas – poderes.
Comentário: Na alternativa (A), as palavras “Constituição” e “mineração” são
formadas por derivação sufixal, haja vista que existem as palavras primitivas
“constituir” e “minério”. Já a palavra “região” não apresenta sufixo, é palavra
primitiva.
A alternativa (B) é a correta, pois as palavras “manifestações”,
“oposição” e “produtores” são formadas por derivação sufixal, haja vista que
existem as palavras primitivas “manifestar”, “(o)por” e “produto”. Lembre-se
de que a palavra “opor” foi gerada de “pôr”. Primeiro, a palavra “pôr” gerou
“opor”, depois “oposto”, e então “oposição”. Assim, primeiro houve uma
derivação prefixal (“pôr” para “opor”), depois uma sequência de derivações

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
sufixais (“opor” para “oposto” e depois para “oposição”).
Faço esta observação, porque alguns alunos não marcaram esta
alternativa por pensarem que “oposição” seria uma derivação prefixal, mas
não é, ok?!
Na alternativa (C), as palavras “reservatório” e “descendentes” são
formadas por derivação sufixal, haja vista que existem as palavras primitivas
“reserva” e “descender”. Já a palavra “relações” não apresenta sufixo, é
palavra primitiva. Houve apenas a flexão de plural, o que não apresenta
derivação, mas apenas desinência.
Na alternativa (D), as palavras “anarquismo” e “parlamentaristas” são
formadas por derivação sufixal, haja vista que existem as palavras primitivas
“anarquia” e “parlamentar”. Já a palavra “poderes” não apresenta sufixo, é
palavra primitiva. Houve apenas a flexão de plural, o que não apresenta
derivação, mas apenas desinência.
Gabarito: B

Questão 31: Pref Cascavel 2014 Agente de Apoio (banca Consulplan)


Em “[...] romances amorais do Antigo Regime [...]”, o termo sublinhado
possui o mesmo sentido do prefixo em
A) acéfalo. B) antepor. C) ambíguo.
D) adjacência. E) apodrecer.
Comentário: O prefixo “a-“ significa “falta de”, “sem”. O mesmo ocorre com
“acéfalo”, isto é, sem “cabeça”, o que pode ser estendido para sentidos
figurados como uma instituição sem liderança, pessoa sem imaginação,
supostamente sem inteligência etc. Assim, a alternativa (A) é a correta.
A palavra “antepor” apresenta o prefixo “ante-“, que significa
“anterioridade”, “antecipação”; a palavra “ambíguo” apresenta o radical
“ambi-“, que significa “ambos”, “duplicidade”; a palavra “adjacência”
apresenta o prefixo “ad-“, que significa “aproximação”; a palavra “apodrecer”
apresenta o prefixo “a-“, que significa “tornar-se”.
Gabarito: A

Questão 32: AVAPE 2013 Assistente Administrativo (banca Consulplan)


Participou da constituição morfológica dos adjetivos “imbatíveis”, “indecentes”
e “inesgotáveis” um prefixo de valor negativo.
Comentário: O prefixo “in(m)” apresenta realmente valor negativo, contrário,
pois imbatíveis são aqueles de quem não se consegue ganhar, bater.
Indecentes são aqueles que não possuem decência. Inesgotáveis são aquelas
coisas que não se esgotam.
Gabarito: C

Questão 33: CODEG 2013 Auxiliar Administrativo (banca Consulplan)


Quanto ao processo de formação, a palavra “exclusivamente” é formada por
A) derivação sufixal. D) derivação parassintética.
B) derivação prefixal. E) justaposição de palavras.
C) aglutinação de palavras.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 41
Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Comentário: O adjetivo “exclusivo” recebeu o sufixo “-mente” para virar
advérbio. Assim, tal palavra é formada por derivação sufixal.
Gabarito: A

Questão 34: Pref Uberlândia-MG 2012 Assistente Adm (banca Consulplan)


Analise as seguintes palavras.
escol-a escol-ar escol-arização escol-arizar sub-escol-arização
O elemento comum a todas elas é chamado
A) prefixo. B) vogal temática. C) radical. D) sufixo. E) desinência.
Comentário: O elemento comum a estas palavras cognatas é o morfema
“escol-“, o qual é a base significativa da palavra. Portanto é o radical.
Gabarito: C

Questão 35: Pref Vila Rica-MT 2012 Assistente Social (banca Consulplan)
Julgue a frase como CERTA (C) ou ERRADA (E)
Os termos “blogueiros” e “internetês” são neologismos.
Comentário: Os termos “blogueiros” e “internetês” são palavras inventadas a
fim de transmitirem noções de sentido, ainda não constantes dos dicionários.
A palavra “blogueiro” significa o autor de “blogs” da internet, e “internetês”
seria a linguagem usada nas salas de bate-papo virtuais e em redes sociais da
internet.
Assim, a afirmativa está certa.
Gabarito: C

Questão 36: Pref Barra Velha-SC 2012 Agente Adm (banca Consulplan)
Fragmentos do texto: O caso da ararinha azul, que ficou famoso em todo o
mundo devido à luta desenvolvida para recuperar a população nativa
representada por apenas um único exemplar que sobrevivia no sertão baiano,
na região de Curaçá, é apenas um exemplo entre muitos.
(...)
Estão sendo implementados sistemas de controle informatizados para gestão
do uso da fauna, especialmente de criadouros de animais silvestres e
zoológicos. Isto permitirá o controle de procedência e a identificação de
possíveis irregularidades. O Ibama criou em 2003 uma divisão específica para
fiscalização aeroportuária. O sistema já funciona em Manaus.
Os termos Ibama e ararinha são formados, respectivamente, pelos processos
de
A) siglonimização e derivação sufixal.
B) derivação regressiva e onomatopeia.
C) derivação prefixal e abreviação.
D) derivação parassintética e derivação imprópria.
E) composição por justaposição e hibridismo.
Comentário: Veja que “Ibama” é uma sigla que significa “Instituto Brasileiro
do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis”. Assim, seu processo
de formação de palavras é a siglonimização.
A palavra “arara” recebe o sufixo diminutivo “-inha”. Assim, “ararinha” é

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
uma derivação sufixal.
Dessa forma, a alternativa correta é a (A).
Gabarito: A

Questão 37: Pref Nova Iguaçu 2012 Assistente Adm (banca Consulplan)
No trecho “num abrir e fechar de olhos”, pode-se afirmar que na palavra em
destaque ocorreu um processo de derivação
A) sufixal. B) prefixal. C) imprópria. D) regressiva. E) parassintética.
Comentário: Note que o verbo “abrir” está antecipado do artigo “um”, o qual
está em contração com a preposição “em” (num). A presença desse artigo
antecipado marca a substantivação do verbo. Assim, há uma derivação
imprópria.
Gabarito: C

Questão 38: TSE 2012 Analista Judiciário (banca Consulplan)


Fragmento do texto: O sistema da corrupção é composto de um jogo de
forças do qual uma das mais importantes é a “força do sentido”. É ela que faz
perguntar, por exemplo, “como é possível que um policial pobre se negue a
aceitar dinheiro para agir ilegalmente?”
O simples fato de que essa pergunta seja colocada implica o pressuposto
de que uma verdade ética tal como a honestidade foi transvalorada. Isso
significa que foi também desvalorizada.
Assinale a alternativa em que o elemento destacado NÃO tenha o mesmo
sentido que o de trans , em transvalorada.
(A) transbordar (B) trasantontem (C) tresnoitar (D) trastejar
Comentário: O vocábulo “transvalorada” possui o prefixo “trans-“, o qual
significa “movimento para além de”. No contexto em que se encontra,
percebemos que a honestidade foi transvalorada, isto é, ficou além do seu
sentido comum, e por isso tal verdade ética acabou por ser desvalorizada.
Os vocábulos das alternativas (A), (B) e (C) possuem os prefixos
“trans-“, “tras-” e “tres-”, os quais também significam “movimento para além
de”:
“transbordar”= ultrapassar o limite da borda: além da borda;
“transantontem”= palavra coloquial que transmite o sentido de antes (“além”)
do dia anterior ao de ontem: transantontem anteontem ontem hoje;
“tresnoitar”= ultrapassar o período da noite sem dormir: além da noite de
sono.
Já a palavra “trastejar” não possui prefixo. Ela é sufixal. Ocorre, então,
o radical “traste-” (móvel caseiro ou sem nenhum valor; pessoa de mau
caráter, inútil; filetes de metal de instrumento de corda) com o sufixo verbal
“-ejar”. Assim, esta palavra pode ter amplos sentidos, como: negociação de
objetos pouco valiosos, ação de conduta imoral, bater a corda do violão.
Por isso, a alternativa (D) deve ser marcada.
Gabarito: D

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 39: TSE 2012 Analista Judiciário (banca Consulplan)
Fragmento do texto: O economista Dan Ariely vai mais longe e propõe que,
no mundo das relações sociais, o presente serve para aliviar culpas: ofereça
ao presenteado algo de que ele goste, mas acha bobagem comprar, como um
jantar naquele restaurante chique ou um perfume um pouco mais caro. O que
você está lhe dando, na verdade, é uma licença para ser extravagante.
Segundo Ariely, é esse mecanismo que explica o sucesso de vales-
presentes e congêneres, que nada mais são que dinheiro com prazo de
validade e restrições de onde pode ser gasto.
Assinale a palavra em que o elemento con- (ou co-) NÃO tenha o mesmo valor
que o de congêneres.
(A) concentrar (B) condomínio (C) contabilidade (D) confraria
Comentário: Esta questão foi bem superficial quanto à formação e sentido
das partes das palavras. Veja que o pedido da questão não enfatizou sentido
do prefixo, simplesmente, o valor de “con-” em “congêneres”. Ele é um
prefixo.
As alternativas (A), (B) e (D) possuem prefixo “co(n)”.
A palavra “concentrar” é uma derivação parassintética, pois há o prefixo
“con-", o radical “centr-” e o sufixo verbal “-ar” (designação de infinitivo de
primeira conjugação).
A palavra “condomínio” é uma derivação prefixal, pois há o prefixo
“con-” e o vocábulo “domínio”.
A palavra “confraria” é uma derivação prefixal, pois há o prefixo “con-" e
o radical “fraria” (uso raro no Português atual).
Já a palavra “contabilidade” não possui prefixo “con-". Esta palavra é
derivada sufixal, pois ocorre o radical “cont-” e a vogal temática “a”, seguidos
do sufixo erudito “bil”, consoante de ligação “i” e o sufixo “-dade”.
Bom, aprofundamos um pouquinho para evitar dúvidas, mas na prova
bastava perceber que em “contabilidade” não há prefixo.
Gabarito: C

Questão 40: TSE 2012 Analista Judiciário (banca Consulplan)


Assinale a palavra que tenha sido formada por processo DISTINTO do das
demais.
(A) teológica (B) biografia (C) narcotráfico (D) desvalorizada
Comentário: As alternativas (A), (B) e (C) apresentam palavras compostas
por justaposição:
(A) teológica: radical “teo-” (Deus) + radical “-logic-” (ciência, estudo) +
desinência de gênero feminino “a”
(B) biografia: radical “bio-” (vida) + radical “-graf-” (ação de escrever,
descrição) + sufixo formador de substantivo “-ia”
(C) narcotráfico: radical “narco-” (entorpecimento) + radical “-trafic-”
(comércio, negócio ilegal) + vogal temática “o”.
Já a alternativa (D) apresenta uma derivação prefixal e sufixal, pois
desvalorizada, possui o prefixo “des-” (negação), seguido do radical “valor” e
do sufixo “iza”, que é a redução do sufixo verbal “izar” (valorizar), além do
sufixo de particípio ou adjetivo “-da" (valorizada).

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Gabarito: D

Questão 41: COFEN – Assistente Administrativo – 2010 (banca Consulplan)


“Se não se dispõe de uma listinha dos melhores meses para comprar cada
produto, basta observar a oferta e o preço.” Os sufixos inha/inho significam
diminutivo. Assinale a alternativa que NÃO apresenta um vocábulo com sufixo
de grau diminutivo:
A) Bifinho. B) Sacolinhas. C) Carinho. D) Precinho. E) Saquinhos.
Comentário: Para se ter certeza de que há um sufixo diminutivo, basta
subentender o adjetivo “pequeno”, juntamente com a palavra original:
A) Bifinho (bife pequeno); B) Sacolinhas (sacolas pequenas); D) Precinho
(preço pequeno/baixo); E) Saquinhos (sacos pequenos).
Na alternativa (C), “Carinho” não apresenta sufixo diminutivo, pois não
conseguimos subentender a palavra “pequeno”.
Gabarito: C

Questão 42: SEFAZ-RJ – 2012 Analista Controle Interno (banca CEPERJ)


A formação do vocábulo destacado do texto está corretamente identificada na
seguinte alternativa.
A) levantamento – substantivo formado a partir de verbo
B) desigualdade – substantivo formado a partir de outro substantivo
C) tributário – substantivo formado a partir de outro substantivo
D) brasileira – adjetivo formado a partir de outro adjetivo
E) desenvolvimento – adjetivo formado a partir de verbo
Comentário: Primeiro, devemos lembrar que um substantivo é o nome das
coisas. Identificamos facilmente o substantivo ao inserirmos um artigo
(o,a,os,as): as crianças, o menino, a menina, os meninos. Já adjetivo é um
nome caracterizador e deve concordar com o substantivo: criança feliz, noite
linda, vida bela.
A alternativa (A) é a correta, pois o substantivo “levantamento” é
sufixal, tendo o verbo “levantar” recebido o sufixo formador de substantivo
“mento”: levanta(r) + mento= levantamento.
A alternativa (B) está errada, pois o substantivo “desigualdade” teve a
formação gerada do adjetivo “igual”, em seguida recebeu o sufixo formador de
substantivo “dade” (igualdade), só depois recebeu a preposição “des”:
“desigualdade”.
A alternativa (C) está errada, pois “tributário” é um adjetivo.
A alternativa (D) está errada, pois “brasileira” é um adjetivo formado a
partir do substantivo próprio “Brasil”.
A alternativa (E) está errada, pois “desenvolvimento” é um substantivo.
Gabarito: A

Questão 43: PMMG 2013 Assistente Administrativo (banca CRS PMMG)


Assinale a alternativa CORRETA com relação à formação de palavras por
derivação regressiva:
A. ( ) Abalar.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
B. ( ) Alistamento.
C. ( ) Alistar.
D. ( ) Abalo.
Comentário: As alternativas (A) e (C) estão erradas, porque as palavras
“abalar” e “alistar” são primitivas.
A alternativa (B) está errada, porque “alistamento” é palavra com
derivação sufixal, haja vista a presença do sufixo “mento”.
Assim, a alternativa correta é a (D), pois “abalo” é um substantivo
gerado a partir do verbo “abalar”. Substituiu-se a terminação verbal formada
pela vogal temática “a” + desinência de infinitivo “r” pela vogal temática
nominal “o”: abalo.
Gabarito: D

Questão 44: PMMG 2012 CHO/CSTGSP-Comunicações (banca CRS PMMG)


Assinale a alternativa em que a palavra destacada constitui um substantivo
pós-verbal ou deverbal:
A. ( ) “Aí a gente que não é cego abre os olhos”.
B. ( ) “Terminada a fala, novo silêncio”.
C. ( ) “Uma delas contava para a amiga os seus sofrimentos.”
D. ( ) “Há grupos religiosos cuja liturgia consiste de silêncio.”
Comentário: A questão faz referência ao tipo de derivação. A derivação
deverbal ou pós-verbal é a regressiva, isto é, um substantivo gerado da
exclusão do “r”.
A única palavra com essas características é “fala”, gerada a partir do
verbo “falar”. Assim, a alternativa correta é a (B).
Gabarito: B

Questão 45: PMMG 2011 CHO/CGSTSG-Comunicações (banca CRS PMMG)


Marque a alternativa CORRETA.
Leia as seguintes frases:
I. (...) que não capitulou diante de todas as ameaças, do caciquismo político
tradicional.
II. (...) vamos ter uma situação em que os legisladores vão continuar a
legislar em prol dos seus interesses privativistas, patrimonialistas (...)
III. (...) Para agravar ainda mais esse quadro teremos as boas lideranças da
sociedade alijadas da política.
IV. Portanto, a mãe de todas as reformas é a reforma política.
Nas frases acima, temos uma palavra que se apresenta como um exemplo de
neologismo lexical na(s) frase(s):
A. ( ) Apenas em II.
B. ( ) Apenas em III.
C. ( ) Apenas em I e II.
D. ( ) Em todas as frases.
Comentário: Vimos que neologismos são palavras inventadas, isto é,
palavras expressas pelo autor que ainda não foram registradas nos
dicionários. Sabendo disso, a gente trabalha por eliminação.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Na frase I, sabemos que a palavra “caciquismo” não existe no dicionário.
É uma palavra inventada e gerada da palavra “cacique”. Assim, seguramente
sabemos que há neologismo e devemos eliminar as alternativas (A) e (B).
Na frase II, sabemos que a palavra “privativistas” não existe no
dicionário. É outra palavra inventada, gerada da palavra “privativo”. Como
estamos entre as alternativas (C) e (D), a terceira frase vai nos dar o
gabarito.
Na frase III, seguramente não houve palavra inventada. Todas elas são
usadas normalmente na linguagem culta ou coloquial. Lembre-se de que a
palavra “alijadas” é o adjetivo gerado do verbo “alijar”. Tal adjetivo é
dicionarizado e não figura como neologismo.
Portanto, a alternativa correta é a alternativa (C).
Gabarito: C

Questão 46: PMMG 2010 CTSP – RMBH (banca CRS PMMG)


A respeito da estrutura das palavras, assinale a alternativa que esteja em
desacordo com as normas gramaticais:
A. ( ) Em “garotos” e “garota” há desinências nominais que indicam flexão de
número apenas na segunda palavra.
B. ( ) As palavras “cafeteria” e “gaseificado” apresentam, respectivamente,
consoante de ligação e vogais de ligação.
C. ( ) Nas palavras “campo” e “inútil” o radical coincide com a raiz.
D. ( ) O tema das palavras “fingidor” e “imperdoável” é,
respectivamente, “FINGI” e “-PERDOÁ-”.
Comentário: Questão simples, mas a banca aprofundou um pouquinho para
assustar!!!! Assim, deve-se observar a alternativa (A), a qual evidentemente é
a errada, pois em “garotos” há a desinência nominal de gênero masculino “o”,
seguida da desinência de número “s”. Já a palavra “garota” apresenta
somente a desinência de gênero feminino “a”. Assim, você já mata a questão.
Nas demais alternativas, todas corretas, a banca aprofunda um
pouquinho, mas você já teria matado a questão, ok?!
A alternativa (B) está correta, pois “cafeteria” apresenta o radical “cafe-”
e o sufixo “-eria”. Assim, há a consoante de ligação “-t-”. Na palavra
“gaseificado”, há o radical “gas-”, os afixos “-fic-” e “-ado”. Assim, sobraram
“e” e “i”, os quais são vogais de ligação.
A alternativa (C) está correta, pois radical e raiz são a base da palavra.
O que a banca quer chamar a atenção é que não há vogal temática, nem
desinência.
A alternativa (D) está correta, pois tema é a soma do radical com a
vogal temática, o que ocorre com “-fingi-” (do verbo “fingir”) e “perdoá-” (do
verbo “perdoar”.
Gabarito: A

Abraço.
Terror

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4

Questão 1: MRE 2016 Of Chancelaria (banca FGV)


Um dos processos conhecidos de formação de palavras em Português é a
chamada “derivação imprópria”, marcada pela criação de uma nova palavra
pela modificação de sua classe original. Tal processo aparece em:
(A) “Sim, no começo era o pé”.
(B) “Se está provado, por descobertas arqueológicas, que há sete mil anos
estes brasis já eram habitados...”.
(C) “... pensai nestas legiões e legiões de pés que palmilharam nosso
território”.
(D) “E pensai nestes passos, primeiro sem destinos, machados de pedra
abrindo as iniciais picadas na floresta”.
(E) “E nos pés dos que subiam às rochas distantes”.

Questão 2: ISS Niterói 2015 Agente Fazendário (banca FGV)


Entre os substantivos abaixo, retirados do texto, aquele que NÃO é formado a
partir de verbo é:
(A) Constituição;
(B) pressão;
(C) inclusão;
(D) redução;
(E) população.

Questão 3: ISS Niterói 2015 Contador (banca FGV)


São vocábulos do texto que exemplificam o processo de formação de palavras
denominado derivação sufixal:
(A) desacelerar / economia;
(B) mundial / emergente;
(C) investimento / ilustre;
(D) vítima / transição;
(E) paisagem / econômica.

Questão 4: ISS Niterói 2015 Fiscal de Posturas (banca FGV)


Entre os pares de palavras abaixo, retiradas do texto, aquelas que são
formadas por processos de formação diferentes são:
(A) publicidade / consumidores;
(B) desejo / inveja;
(C) avareza / poupança;
(D) descalcificar / inúmeros;
(E) preguiça / passeio.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 5: Prefeitura de Paulínia 2015 Guarda Municipal (banca FGV)
O vocábulo homicídio significa assassinato de uma pessoa; a palavra abaixo
que tem seu significado indicado corretamente é:
(A) infanticídio – assassinato de um militar;
(B) fratricídio – assassinato de um religioso;
(C) parricídio – assassinato do filho pelo pai;
(D) genocídio – crime contra a humanidade;
(E) matricídio – crime contra a pátria.

Questão 6: Prefeitura de Cuiabá 2015 Técnico Adm (banca FGV)


No vocábulo “recém-formado”, o vocábulo recém mostra valor de tempo.
Assinale a opção em que o segmento destacado tem seu valor semântico
corretamente indicado.
(A) vice-presidente / substituição.
(B) supermercado / local superior.
(C) antidemocrático / tempo.
(D) internacional / condição.
(E) reformular / modo.

Questão 7: Prefeitura de Cuiabá 2015 Professor (banca FGV)


As opções a seguir apresentam palavras retiradas do texto consideradas, em
sua formação, como ponto de chegada. Assinale a que indica a sequência
correta de formação.
(A) mata – matar – desmatar – desmatamento
(B) tempo – temperado – temperar – temperatura
(C) ferir – conferido – conferir – conferência
(D) volver – envolver – desenvolver – desenvolvimento
(E) inteiro – integrar – íntegro – integração

Questão 8: Prefeitura de Cuiabá 2015 Professor (banca FGV)


Fragmento do texto: “Já pensou? Já imaginou? 6 bilhões. Quem é você?
Quem sou eu? Quem sou eu pra achar que o único modo de fazer as coisas é
como eu faço? Quem sou eu pra achar que a única cor de pele adequada é a
que eu tenho? Quem sou eu pra achar que o único lugar bom pra nascer foi
onde eu nasci? Quem sou eu pra achar que o único sotaque correto é o que eu
uso? Quem sou eu pra achar que a única religião certa é a que eu pratico?
Quem sou eu? Quem és tu? Tu és o vice-treco, do sub-troço” (Mario Sergio
Cortella).
“Tu és o vice-treco, do sub-troço”; nesse segmento do texto a desvalorização
do ser humano é obtida principalmente por meio do emprego de:
(A) prefixos que indicam substituição;
(B) gírias retiradas do vocabulário popular;
(C) substantivos que se referem a coisas;
(D) palavras compostas de forma equivocada;
(E) tratamento “tu” dado ao leitor.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 9: Detran 2013 – Assistente de Trânsito (banca FGV)
As alternativas a seguir apresentam vocábulos que possuem a mesma
formação, à exceção de uma. Assinale-a.
(A) comunicação / educação.
(B) conscientização / mobilização.
(C) utilização / preocupação.
(D) reeducação / população.
(E) fiscalização / notificação.

Questão 10: INEA 2013 – Técnico (banca FGV)


Assinale a alternativa que apresenta a palavra que é formada de forma
distinta das demais.
(A) Geração.
(B) Proteção.
(C) Preocupação.
(D) Distribuição.
(E) População.

Questão 11: PC RJ 2013 Oficial de Cartório (banca IBFC)


Fragmento do texto:
Mães fazem "mamaço" em unidade do SESC em São Paulo
Em meio a fotografias de animais selvagens nas paisagens mais remotas
e intocadas do mundo, retratados por Sebastião Salgado e expostos em
"Genesis", no SESC Belenzinho, zona oeste, 20 mães faziam algo igualmente
primitivo e natural: davam o peito para seus bebês mamarem.
O vocábulo “mamaço”, utilizado no texto, foi construído por analogia a outros
já conhecidos da Língua e baseado no seguinte processo de formação de
palavras:
a) prefixação
b) composição por justaposição
c) sufixação
d) derivação imprópria
e) parassíntese

Questão 12: SEDS MG 2014 Agente de Segurança (banca IBFC)


O vocábulo “entristecido”, presente na terceira estrofe, é um exemplo de:
a) palavra composta
b) palavra primitiva
c) palavra derivada
d) neologismo

Questão 13: EBSERH 2013 Técnico em Informática (banca IBFC)


Considere as afirmações abaixo.
I. A partir dos substantivos xenofobia e consenso, formamos os adjetivos
xenofóbico e consensual.
II. A partir do adjetivo relevante, formamos o substantivo relevação.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 41
Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Está correto o que se afirma em:
a) somente I
b) somente II
c) I e II
d) nenhuma

Questão 14: IDECI 2013 Advogado (banca IBFC)


A palavra “imaturas” é formada por:
a) justaposição
b) aglutinação
c) derivação
d) abreviação

Questão 15: ABDI 2008 Assistente Jurídico (banca IBFC)


Assinale a alternativa em que há uma palavra formada por derivação
parassintética:
a) anoitecer
b) imoralidade
c) girassol
d) aguardente

Questão 16: MP RS 2015 Apoio ao Usuário (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre a palavra descentralizada.
I. Seu prefixo tem o mesmo sentido que o prefixo da palavra
desrespeitado.
II. Seu sufixo forma adjetivos a partir de verbos.
III. Ela significa o mesmo que descentrada.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas I e II.
(E) I, II e III.

Questão 17: MP RS 2015 Técnico Superior em Informática (banca MPRS)


Considere as três afirmações abaixo, sobre a formação de palavras do texto.
I. Na palavra radiotáxi, radio- tem o mesmo sentido que radio- na
palavra radioterapia.
II. A palavra pesquisadores apresenta sufixo que pode formar
substantivos a partir de verbos.
III. A palavra tradicional contém sufixo que pode formar adjetivos a partir
de substantivos.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e III.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.

Questão 18: MP RS 2015 Contador (banca MPRS)


Na coluna da esquerda, abaixo, estão listadas quatro palavras retiradas do
texto; na da direita, são apresentados quatro tipos de formação de palavras.
Associe adequadamente a coluna da direita à da esquerda.
1. interessadas ( ) adjetivo formado a partir de substantivo
2. embalagens ( ) adjetivo formado a partir de verbo
3. financeiras ( ) substantivo formado a partir de verbo
4. contabilidade ( ) substantivo formado a partir de adjetivo
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é
(A) 2 – 4 – 1 – 1.
(B) 4 – 2 – 2 – 3.
(C) 2 – 4 – 1 – 3.
(D) 4 – 2 – 2 – 1.
(E) 3 – 1 – 2 – 4.

Questão 19: MP RS 2013 Agente Administrativo (banca MPRS)


Fragmento do texto: Não se concebe que um ato normativo de qualquer
natureza seja redigido de forma obscura, que dificulte ou impossibilite sua
compreensão. A transparência do sentido dos atos normativos bem como sua
inteligibilidade são requisitos do próprio Estado de direito.
(...)
Acrescente-se que a identificação das características específicas da
forma oficial de redigir não deve ensejar o entendimento de que se proponha
a criação – ou se aceite a existência – de uma forma específica de linguagem
administrativa, o que coloquialmente e pejorativamente se chama burocratês.
Considere as seguintes afirmações sobre palavras do texto.
I. O emprego de inicial maiúscula na palavra Estado justifica-se à medida
que, no texto, essa palavra designa divisão territorial e política no
interior de uma Nação.
II. O sufixo -mente da palavra coloquialmente poderia ser suprimido, sem
acarretar erro gramatical ou alteração do significado.
III. A palavra burocratês é um neologismo, criado pelos autores do texto,
que significa uso abusivo de linguagem retórica na redação de
documentos oficiais .
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas I e II.
(E) I, II e III.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4

Questão 20: MP RS 2013 Agente Administrativo (banca MPRS)


Julgue a frase como CERTA (C) ou ERRADA (E)
A palavra inaceitável contém o mesmo prefixo que a palavra
impessoalidade.

Questão 21: MP RS 2013 Agente Administrativo (banca MPRS)


Julgue a frase como CERTA (C) ou ERRADA (E)
As palavras publicidade e entendimento apresentam sufixos que formam
substantivos a partir de verbos.

Questão 22: MP RS 2013 Técnico em Informática (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre relações morfológicas que se
estabelecem entre palavras do texto.
I. As palavras desenvolvedores e consumidor são formadas por sufixo
que acresce ao radical a noção de `agente´.
II. As palavras aplicativos e invasivos contêm sufixos que transformam
adjetivos em substantivos.
III. As palavras conhecimento e expansão são formadas por sufixos que
transformam verbos em substantivos.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e III.
e) I, II e III.

Questão 23: MP RS 2014 Médico (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre a estrutura de palavras do texto.
I. A palavra metabolismo contém sufixo que transforma verbos em
substantivos.
II. A palavra capacidade contém sufixo que transforma adjetivos em
substantivos.
III. A palavra crescimento contém sufixo que transforma verbos em
substantivos.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.

Questão 24: MP RS 2014 Assistente Social (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações a respeito de palavras extraídas do texto.
I. A palavra desdobramento é formada por parassíntese.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
II. A palavra civilidade contém sufixo que forma substantivos a partir de
adjetivos.
III. A palavra civilização contém sufixo que forma substantivos a partir de
verbos.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

Questão 25: MP RS 2011 Engenheiro (banca MPRS)


Fragmento do texto: Parece que Darwin hoje incomoda tanto quanto Galileu
em sua época. Alguns pretendem dar ao "Criacionismo" status de ciência,
colocando-o como teoria alternativa ao "Darwinismo". Nada mais pobre do
ponto de vista espiritual e intelectual do que confundir ciência com religião: a
fé é de foro íntimo, e de cada um; a ciência busca o entendimento da
natureza, e não há nesse ato qualquer atitude de crença em dogmas
religiosos. Assim, Darwin é vítima do obscurantismo, pois suas ideias tendem
a ser negadas pelo público leigo, como se pertencessem a um lado diabólico
da humanidade.
(...)
Ao unificar os resultados de Michelson e Morley sobre o fato de que a luz
não necessita suporte material para se propagar com as equações de Lorentz
para cálculo de velocidades relativas e com o fato de a velocidade da luz
independer do referencial, Einstein concluiu que as leis do eletromagnetismo
também são as mesmas para todos os referenciais inerciais.
Considere as seguintes afirmações sobre a formação de palavras do texto.
I. As palavras Criacionismo e obscurantismo, formadas com o sufixo
–ismo, designam, respectivamente, doutrina e atitude ideológicas.
II. O sufixo –al, presente nas palavras espiritual e referencial, serve para
formar adjetivos ou substantivos a partir de adjetivos.
III. O prefixo de independer tem o mesmo sentido do prefixo de irreal.
Quais estão corretas?
(A) Apenas III.
(B) Apenas I.
(C) Apenas I e III.
(D) Apenas II.
(E) I, II e III.

Questão 26: MP RS 2011 Assessor (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre formação de palavras do texto.
I. As palavras impostas e inevitavelmente contêm o mesmo prefixo.
II. As palavras liberdade e livres têm a mesma etimologia.
III. A palavra jugo pertence à mesma família da palavra julgamento.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e II.
(D) Apenas II e III.
(E) Apenas III.

Questão 27: MP RS 2012 Técnico em Informática (banca MPRS)


Considere as seguintes afirmações sobre relações morfológicas que se
estabelecem entre palavras do texto.
I. As palavras fundamental e condicional são formadas a partir de
verbos, assim como carnaval.
II. As palavras dinheiro e primeiro são formadas a partir de adjetivos,
assim como brasileiro.
III. As palavras equipamento e conhecimento são formadas a partir de
verbos, assim como julgamento.
Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas III.
(D) Apenas II e I

Questão 28: CBTU 2014 Assistente de Manutenção (banca Consulplan)


Do ponto de vista morfológico, a palavra “libertária” é formada por
A) composição, visto que apresenta dois radicais seguidos de um sufixo.
B) justaposição, porque a palavra não perde som no processo de formação.
C) aglutinação, visto que, se juntar dois radicais diferentes, a palavra perde
alguns sons.
D) derivação, porque forma-se com o acréscimo de um sufixo, que altera
parcialmente o significado do radical.

Questão 29: CODERN 2014 Administrador (banca Consulplan)


Fragmento do texto: Admiro o brilhantismo político e a presciência de Chico.
Ele compreendeu antes que a maioria que qualquer estratégia para a
preservação da Amazônia teria de ser também uma estratégia de
desenvolvimento. Essa foi a gênese da reserva extrativa, que pode ser
resumida como um esforço para fazer com que a floresta valha mais viva do
que morta, sobretudo para quem vive nela.
O elemento destacado em “presciência” tem seu sentido explicitado no próprio
texto, em “Ele compreendeu antes” (linha 2). O mesmo elemento com o
mesmo sentido pode ser identificado em
A) prestação. B) empresas. C) preservação. D) empréstimo. E) precondições.

Questão 30: MAPA 2014 Agente Inspeção Sanitária (banca Consulplan)


Assinale a alternativa em que todas as palavras foram formadas por derivação
sufixal.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
A) Constituição – região – mineração.
B) Manifestações – oposição – produtores.
C) Reservatório – relações – descendentes.
D) Anarquismo – parlamentaristas – poderes.

Questão 31: Pref Cascavel 2014 Agente de Apoio (banca Consulplan)


Em “[...] romances amorais do Antigo Regime [...]”, o termo sublinhado
possui o mesmo sentido do prefixo em
A) acéfalo. B) antepor. C) ambíguo.
D) adjacência. E) apodrecer.

Questão 32: AVAPE 2013 Assistente Administrativo (banca Consulplan)


Participou da constituição morfológica dos adjetivos “imbatíveis”, “indecentes”
e “inesgotáveis” um prefixo de valor negativo.

Questão 33: CODEG 2013 Auxiliar Administrativo (banca Consulplan)


Quanto ao processo de formação, a palavra “exclusivamente” é formada por
A) derivação sufixal. D) derivação parassintética.
B) derivação prefixal. E) justaposição de palavras.
C) aglutinação de palavras.

Questão 34: Pref Uberlândia-MG 2012 Assistente Adm (banca Consulplan)


Analise as seguintes palavras.
escol-a escol-ar escol-arização escol-arizar sub-escol-arização
O elemento comum a todas elas é chamado
A) prefixo. B) vogal temática. C) radical. D) sufixo. E) desinência.

Questão 35: Pref Vila Rica-MT 2012 Assistente Social (banca Consulplan)
Julgue a frase como CERTA (C) ou ERRADA (E)
Os termos “blogueiros” e “internetês” são neologismos.

Questão 36: Pref Barra Velha-SC 2012 Agente Adm (banca Consulplan)
Fragmentos do texto: O caso da ararinha azul, que ficou famoso em todo o
mundo devido à luta desenvolvida para recuperar a população nativa
representada por apenas um único exemplar que sobrevivia no sertão baiano,
na região de Curaçá, é apenas um exemplo entre muitos.
(...)
Estão sendo implementados sistemas de controle informatizados para gestão
do uso da fauna, especialmente de criadouros de animais silvestres e
zoológicos. Isto permitirá o controle de procedência e a identificação de
possíveis irregularidades. O Ibama criou em 2003 uma divisão específica para
fiscalização aeroportuária. O sistema já funciona em Manaus.
Os termos Ibama e ararinha são formados, respectivamente, pelos processos
de
A) siglonimização e derivação sufixal.
B) derivação regressiva e onomatopeia.
Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 41
Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
C) derivação prefixal e abreviação.
D) derivação parassintética e derivação imprópria.
E) composição por justaposição e hibridismo.

Questão 37: Pref Nova Iguaçu 2012 Assistente Adm (banca Consulplan)
No trecho “num abrir e fechar de olhos”, pode-se afirmar que na palavra em
destaque ocorreu um processo de derivação
A) sufixal. B) prefixal. C) imprópria. D) regressiva. E) parassintética.

Questão 38: TSE 2012 Analista Judiciário (banca Consulplan)


Fragmento do texto: O sistema da corrupção é composto de um jogo de
forças do qual uma das mais importantes é a “força do sentido”. É ela que faz
perguntar, por exemplo, “como é possível que um policial pobre se negue a
aceitar dinheiro para agir ilegalmente?”
O simples fato de que essa pergunta seja colocada implica o pressuposto
de que uma verdade ética tal como a honestidade foi transvalorada. Isso
significa que foi também desvalorizada.
Assinale a alternativa em que o elemento destacado NÃO tenha o mesmo
sentido que o de trans , em transvalorada.
(A) transbordar (B) trasantontem (C) tresnoitar (D) trastejar

Questão 39: TSE 2012 Analista Judiciário (banca Consulplan)


Fragmento do texto: O economista Dan Ariely vai mais longe e propõe que,
no mundo das relações sociais, o presente serve para aliviar culpas: ofereça
ao presenteado algo de que ele goste, mas acha bobagem comprar, como um
jantar naquele restaurante chique ou um perfume um pouco mais caro. O que
você está lhe dando, na verdade, é uma licença para ser extravagante.
Segundo Ariely, é esse mecanismo que explica o sucesso de vales-
presentes e congêneres, que nada mais são que dinheiro com prazo de
validade e restrições de onde pode ser gasto.
Assinale a palavra em que o elemento con- (ou co-) NÃO tenha o mesmo valor
que o de congêneres.
(A) concentrar (B) condomínio (C) contabilidade (D) confraria

Questão 40: TSE 2012 Analista Judiciário (banca Consulplan)


Assinale a palavra que tenha sido formada por processo DISTINTO do das
demais.
(A) teológica (B) biografia (C) narcotráfico (D) desvalorizada

Questão 41: COFEN – Assistente Administrativo – 2010 (banca Consulplan)


“Se não se dispõe de uma listinha dos melhores meses para comprar cada
produto, basta observar a oferta e o preço.” Os sufixos inha/inho significam
diminutivo. Assinale a alternativa que NÃO apresenta um vocábulo com sufixo
de grau diminutivo:
A) Bifinho. B) Sacolinhas. C) Carinho. D) Precinho. E) Saquinhos.

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
Questão 42: SEFAZ-RJ – 2012 Analista Controle Interno (banca CEPERJ)
A formação do vocábulo destacado do texto está corretamente identificada na
seguinte alternativa.
A) levantamento – substantivo formado a partir de verbo
B) desigualdade – substantivo formado a partir de outro substantivo
C) tributário – substantivo formado a partir de outro substantivo
D) brasileira – adjetivo formado a partir de outro adjetivo
E) desenvolvimento – adjetivo formado a partir de verbo

Questão 43: PMMG 2013 Assistente Administrativo (banca CRS PMMG)


Assinale a alternativa CORRETA com relação à formação de palavras por
derivação regressiva:
A. ( ) Abalar.
B. ( ) Alistamento.
C. ( ) Alistar.
D. ( ) Abalo.

Questão 44: PMMG 2012 CHO/CSTGSP-Comunicações (banca CRS PMMG)


Assinale a alternativa em que a palavra destacada constitui um substantivo
pós-verbal ou deverbal:
A. ( ) “Aí a gente que não é cego abre os olhos”.
B. ( ) “Terminada a fala, novo silêncio”.
C. ( ) “Uma delas contava para a amiga os seus sofrimentos.”
D. ( ) “Há grupos religiosos cuja liturgia consiste de silêncio.”

Questão 45: PMMG 2011 CHO/CGSTSG-Comunicações (banca CRS PMMG)


Marque a alternativa CORRETA.
Leia as seguintes frases:
I. (...) que não capitulou diante de todas as ameaças, do caciquismo político
tradicional.
II. (...) vamos ter uma situação em que os legisladores vão continuar a
legislar em prol dos seus interesses privativistas, patrimonialistas (...)
III. (...) Para agravar ainda mais esse quadro teremos as boas lideranças da
sociedade alijadas da política.
IV. Portanto, a mãe de todas as reformas é a reforma política.
Nas frases acima, temos uma palavra que se apresenta como um exemplo de
neologismo lexical na(s) frase(s):
A. ( ) Apenas em II.
B. ( ) Apenas em III.
C. ( ) Apenas em I e II.
D. ( ) Em todas as frases.

Questão 46: PMMG 2010 CTSP – RMBH (banca CRS PMMG)


A respeito da estrutura das palavras, assinale a alternativa que esteja em
desacordo com as normas gramaticais:

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 41


Português para IBGE
Teoria e exercícios comentados
Prof. Décio Terror Aula 8.4
A. ( ) Em “garotos” e “garota” há desinências nominais que indicam flexão de
número apenas na segunda palavra.
B. ( ) As palavras “cafeteria” e “gaseificado” apresentam, respectivamente,
consoante de ligação e vogais de ligação.
C. ( ) Nas palavras “campo” e “inútil” o radical coincide com a raiz.
D. ( ) O tema das palavras “fingidor” e “imperdoável” é,
respectivamente, “FINGI” e “-PERDOÁ-”.

1. B 2. E 3. B 4. E 5. D 6. A 7. D 8. C 9. D 10. E
11. C 12. C 13. A 14. C 15. A 16. E 17. D 18. E 19. B 20. C
21. E 22. D 23. D 24. D 25. C 26. B 27. C 28. D 29. E 30. B
31. A 32. C 33. A 34. C 35. C 36. A 37. C 38. D 39. C 40. D
41. C 42. A 43. D 44. B 45. C 46. A

Prof. Décio Terror www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 41

Você também pode gostar