Você está na página 1de 78
UMA UMA REDE REDE DE DE IMPACTO IMPACTO RELATÓRIO DE IMPACTO GLOBAL DA LAUREATE 2017
UMA UMA REDE REDE DE DE IMPACTO IMPACTO RELATÓRIO DE IMPACTO GLOBAL DA LAUREATE 2017

UMA UMA REDE REDE DE DE

IMPACTO IMPACTO

RELATÓRIO DE IMPACTO GLOBAL DA LAUREATE 2017

MENSAGEM DE

DOUG BECKER

MENSAGEM DE DOUG BECKER Quando a Laureate foi fundada em 1999, fomos orientados pela crença de

Quando a Laureate foi fundada em 1999, fomos orientados pela crença de que quando nossos estudantes têm sucesso, os países prosperam e as sociedades se beneficiam. Isto continua sendo verdade para nós hoje, enquanto o mundo e nossa empresa continuam a mudar.

Em 2015, nos tornamos uma Corporação de

Benefício Público nos EUA e recebemos o certificado

B Corporation®. E em 1º de fevereiro de 2017, nos

tornamos uma empresa de capital aberto. Desde a nossa fundação, nos comprometemos a oferecer resultados acadêmicos sólidos e proporcionar todas as oportunidades para que nossos graduados encontrem - e cada vez mais gerem - empregos. Este compromisso continua até hoje.

Uma empresa da nossa escala tem muitas opções sobre como aproveitar o conhecimento, o talento, a

paixão e a expertise de nossos estudantes, professores

e colaboradores para criar mudanças positivas e

duradouras no mundo. Este relatório mostra muitas das maneiras pelas quais abordamos essa missão, e você verá que esses esforços são tão diversos quanto

os estudantes e as comunidades que atendemos.

Estou tão orgulhoso de todos os indivíduos reconhecidos aqui e das inúmeras pessoas que fazem trabalho similar a cada dia. Exemplos como Fatima Casa Nova e Alessandra Bahia da UniFG – Centro Universitário do Guararapes, no Brasil, nos lembram como nossos estudantes e professores podem estar

na vanguarda de uma resposta a uma crise de saúde pública. Isto demonstra como a Laureate, enquanto rede de instituições de ensino superior, está em posição única para criar ambientes de aprendizagem que integram positivamente resultados acadêmicos e sociais. Estamos ajudando a educar uma geração de profissionais empenhados em aplicar suas habilidades técnicas com propósito, compaixão e integridade.

É nosso desafio constante crescer e levar nosso modelo de educação para países e comunidades onde podemos ter o maior impacto, sem perder de vista nossa origem. À medida que vislumbramos o futuro, continuaremos a demonstrar que o sucesso da nossa companhia está associado aos resultados sólidos de nossos estudantes e nossas comunidades. Continuaremos a encontrar novas formas de garantir que a nossa rede contribua para a criação de sociedades prósperas e procuraremos identificar, celebrar e apoiar aqueles que fazem isso acontecer em nossa rede global.

identificar, celebrar e apoiar aqueles que fazem isso acontecer em nossa rede global. DOUG BECKER Fundador,

DOUG BECKER

Fundador, Chairman e CEO

identificar, celebrar e apoiar aqueles que fazem isso acontecer em nossa rede global. DOUG BECKER Fundador,
MENSAGEM DE ESTHER BENJAMIN Na Laureate, levamos a sério o nosso compromisso Here for Good

MENSAGEM DE

ESTHER

BENJAMIN

Na Laureate, levamos a sério o nosso compromisso Here for Good em tudo o que fazemos, em todos os lugares e pessoas que a nossa organização atinge. Para nós, a nossa missão social é aumentar o acesso a um ensino superior de qualidade para estudantes em todo o mundo e impactar comunidades, países e sociedades.

Eu vi na prática como o acesso a uma educação superior de qualidade pode mudar a trajetória de vida dos estudantes durante o meu tempo como CEO das Operações da Laureate na África.

O acesso que proporcionamos aos estudantes, muitos dos quais foram os primeiros em sua família a irem para a universidade, foi transformador para eles, para suas famílias e comunidades. Também ficou claro para mim que não estamos apenas educando os estudantes em suas áreas, mas estamos preparando- os para ter uma mentalidade empreendedora e ter um desejo vital de servir que garanta que eles tenham impacto muito além da conquista do emprego após seus estudos.

Eu também vi como nossos campi podem fazer uma diferença notável, por meio de parcerias de longo prazo e envolvimento consistente em suas comunidades.

Nossas instituições e organização priorizam este modelo de engajamento holístico com estudantes e comunidades, e isso também se reflete na estrutura de nossa empresa. Nossa decisão de ser uma

Corporação de Benefício Público, em 2015, foi parte de uma progressão natural para a empresa e integrou formalmente a missão social, que sempre foi parte importante da Laureate, à nossa estrutura jurídica. Nosso passo adicional para obter a certificação como uma B Corporation® solidificou nosso papel no movimento crescente de empresas comprometidas em ser uma força para o bem.

Em meu cargo como Chief Benefit Officer, tenho

o privilégio de trabalhar diariamente com aqueles

que estão gerando impacto nas comunidades que servimos. No nosso Relatório Global de Impacto de 2017, você terá a oportunidade de saber mais sobre

histórias poderosas de membros de nossa rede. Você também conhecerá muitas das iniciativas que foram implementadas dentro da nossa organização para garantir que estejamos operando de uma forma inovadora e de alta qualidade, que garanta um impacto a longo prazo.

A Laureate está empenhada em permanecer Here

for Good nas vidas de estudantes, professores, colaboradores e comunidades por muitos anos por vir.

colaboradores e comunidades por muitos anos por vir. ESTHER BENJAMIN Vice-presidente sênior, Relações

ESTHER BENJAMIN

Vice-presidente sênior, Relações públicas globais Chief Benefit Officer

ÍNDICE

• Análise de 2016 • Elementos da rede Here for Good • Traduzindo o espírito
• Análise de 2016
• Elementos da rede Here for Good
• Traduzindo o espírito Here for Good
1
3
5
COMUNIDADE
8
Medindo a nossa Missão: Corporação de Benefício Público (PBC) e status B Corp™
• Global Days of Service 2016: uma rede se une para servir
• Laureate se une a International Youth Foundation e firmam parceria para apoiar
jovens empreendedores sociais
• Laureate Youth & Jobs Summit (Cúpula Laureate da Juventude e do Trabalho)
• Líderes + Laureate
• Estudos de caso no Here for Good
• Ética e Conformidade na Laureate
• Laureate e Atlas Corps Capacitam Jovens Revolucionários
9
11
13
18
19
21
25
26
CORPO DOCENTE + COLABORADORES
28
• Prêmios Here for Good para Corpo docente e Colaboradores
• Mapeando o impacto de uma rede Here for Good
29
47
ESTUDANTES + GRADUADOS
50
• Prêmios Here for Good para Estudantes e Graduados
• Sobre o Criador do Relatório de Impacto Global de 2017
51
69
Prêmios Here for Good para Estudantes e Graduados • Sobre o Criador do Relatório de Impacto

1 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

Análise de 2016

MAIS DE 1 MILHÃO
MAIS DE 1 MILHÃO

MAIS DE 1 MILHÃO

MAIS DE 1 MILHÃO
MAIS DE 1 MILHÃO DE ESTUDANTES

DE

ESTUDANTES

MAIS DE 1 MILHÃO DE ESTUDANTES
25 PAÍSES
25
PAÍSES
69 INSTITUIÇÕES

69

INSTITUIÇÕES

MAIS DE US$ 785 MILHÕES

em bolsas e descontos oferecidos em 2016

MAIS DE 714 MIL

serviços médicos gratuitos ou de baixo custo oferecidos em 2016

2

MAIS DE 193 MIL

pessoas atendidas por clínicas médicas gratuitas ou de baixo custo nos campi da Laureate

médicas gratuitas ou de baixo custo nos campi da Laureate MAIS DE 220 MIL horas de

MAIS DE 220 MIL

horas de serviços voluntários durante o Laureate Global Days of Service, em outubro de 2016

3 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

ELEMENTOS DE UMA REDE

GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD ELEMENTOS DE UMA REDE Em todo o mundo, nos

Em todo o mundo, nos campi e nas comunidades, a Laureate está realizando sua missão Here for Good de diversas maneiras e com uma multiplicidade de resultados. Os muitos elementos que possibilitam esta missão, de iniciativas em campus até parcerias globais e medidas de responsabilidade pioneiras, todos trabalham juntos para gerar um impacto contínuo.

4

REFERÊNCIA DE DESEMPENHO SOCIAL Transparência e responsabilidade que garantem nosso benefício público • Status de
REFERÊNCIA DE DESEMPENHO SOCIAL
Transparência e responsabilidade que garantem nosso benefício público
• Status de Corporação de Benefício Público
• Certificação B Corporation®
COMPROMISSOS NOS CAMPI COM A MISSÃO HERE FOR GOOD Contexto específico, unificado por um compromisso
COMPROMISSOS NOS CAMPI COM A MISSÃO HERE FOR GOOD
Contexto específico, unificado por um compromisso de servir
• Projetos Global Days of Service
• Iniciativas e parcerias locais
• Integração do Serviço Comunitário ao Currículo
PRÊMIOS E BOLSAS DE ESTUDO DA REDE Reconhecendo inovadores e solucionadores de problemas sociais •
PRÊMIOS E BOLSAS DE ESTUDO DA REDE
Reconhecendo inovadores e solucionadores de problemas sociais
• Prêmios Here for Good
• Prêmio de Empreendedorismo James McGuire
• Laureate Innovation Competition
• Prêmio David A. Wilson de Excelência no Ensino de Aprendizagem
• Programa de Bolsas de Estudo Todd Benson em Administração e Negócios
LIDERANÇA DE REFLEXÃO GLOBAL Contribuindo para um diálogo global sobre educação, tecnologia e negócios •
LIDERANÇA DE REFLEXÃO GLOBAL
Contribuindo para um diálogo global sobre educação, tecnologia e negócios
• Jovens e eventos
• Pesquisa sobre o Futuro da Educação Superior
• Participação na Comunidade B Corp™
• Eventos nos Campi da Laureate com Líderes Mundiais, Provedores de Mudanças e Especialistas
Líderes Mundiais, Provedores de Mudanças e Especialistas PARCERIAS INTERNACIONAIS E LOCAIS SEM FINS LUCRATIVOS
Líderes Mundiais, Provedores de Mudanças e Especialistas PARCERIAS INTERNACIONAIS E LOCAIS SEM FINS LUCRATIVOS

PARCERIAS INTERNACIONAIS E LOCAIS SEM FINS LUCRATIVOS

Parcerias para criar ecossistemas de apoio para inovadores e agentes de mudança

International Youth Foundation

Sylvan/Laureate Foundation

Atlas Corps

e agentes de mudança • International Youth Foundation • Sylvan/Laureate Foundation • Atlas Corps

5 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

TRADUZINDO O ESPÍRITO

HERE FOR GOOD

Here for Good é o compromisso da Laureate de ter propósito e perpetuação nas comunidades que servimos. Este etos está conosco desde a fundação, e agora repercute nos campi em todo o mundo, para estudantes, colaboradores e corpo docente, em muitos idiomas e contextos.

AQUI PARA O BEM Estamos permanentemente comprometidos com o desenvolvimento dos nossos estudantes, professores e
AQUI PARA O BEM
Estamos permanentemente comprometidos
com o desenvolvimento dos nossos estudantes,
professores e colaboradores, assim como das
comunidades a que servimos. Na Laureate,
acreditamos que a educação tem o poder de
transformar vidas. Sabemos que quando nossos
estudantes obtêm sucesso, países prosperam e
toda a sociedade se beneficia. Por isso, nosso
compromisso é duradouro e nós estamos Aqui
para o Bem e para Sempre.
SIEMPRE PARA BIEN HERE FOR GOOD We are committed to long-term investment in and engagement
SIEMPRE PARA BIEN
HERE FOR GOOD
We are committed to long-term investment
in and engagement with students, faculty,
staff, and the communities Laureate serves.
Believing that education has the power
to transform lives, we make an enduring
commitment not just to students, but to
communities. We know that when our
students succeed, countries prosper and
societies benefit.
Es una expresión de nuestro compromiso
a largo plazo con nuestros estudiantes,
docentes, colaboradores y las comunidades
donde servimos. Creyendo que la educación
tiene el poder de cambiar vidas, tenemos
un auténtico compromiso, no solo con
nuestros estudiantes sino también con las
comunidades. Sabemos que cuando nuestros
estudiantes tienen éxito, los países prosperan
y las sociedades se benefician.
ICI, POUR LE BIEN DE TOUS
Nous nous sommes engagés à investir à long
terme et à collaborer avec les étudiants, les
professeurs, le staff et les collectivités que
Laureate soutient. Nous avons la conviction
que l’éducation a le pouvoir de transformer des
vies, nous nous engageons donc en permanence
non seulement auprès des étudiants, mais aussi
auprès de toutes les communautés. Nous savons
que lorsque nos étudiants réussiront, les pays
prospéreront et les sociétés en bénéficieront.
İYİLİK İÇİN DAİMA
BURADAYIZ
Öğrencilerimize, akademik ve idari
çalışanlarımıza ve içinde yaşayarak
hizmet ettiğimiz topluma uzun vadeli
yatırımlar yapmayı hedefliyoruz. Eğitimin
hayatları dönüştürdüğüne inanarak
sadece öğrencilere değil toplumun
her kesimine bu bağlılığımızın sözünü
veriyoruz. Biliyoruz ki öğrenciler
başardığında ülkeler zenginleşir ve
toplumlar fayda sağlar.

6

NO MATTER THE LANGUAGE USED, HERE FOR GOOD IS HERE TO STAY

Εδώ για τα καλά

Δεσμευόμαστε για μακροπρόθεσμη επένδυση και αφοσίωση στους φοιτητές, τους καθηγητές, το προσωπικό και τις κοινωνίες που εξυπηρετεί η Laureate. Πιστεύουμε πως η εκπαίδευση έχει τη δύναμη να μεταμορφώνει ζωές, έτσι διατηρούμε μια διαρκή δέσμευση όχι μόνο προς τους φοιτητές, αλλά και προς τις κοινωνίες. Γνωρίζουμε ότι όταν επιτυγχάνουν οι φοιτητές μας, οι χώρες ευημερούν και οι κοινωνίες προοδεύουν

HIER, ZUM WOHLE ALLER

Wir verpflichten uns zu langfristigem Engagement in Bezug auf unsere Studierenden, Dozenten, Mitarbeiter und der Gesellschaft, in der Laureate vertreten ist. Wir glauben, dass Bildung die Macht hat Leben zu verändern und aus diesem Grund engagieren wir uns nicht nur für unsere Studierenden sondern auch für gesellschaftliche Belange. Wir wissen, dass wenn unsere Studierenden erfolgreich sind, ebenso Länder und Gesellschaften prosperieren.

यहां अच्छे कछे लिए

हम ्ात्रों, संकाय, कम्मचारियरों औि समुदायरों कछे साथ िंबी अवलि कछे लिवछेश औि अिुबंिता कछे लिए प्रलतबद्ध हैं। इस ववश्ास कछे साथ कक लशक्ा में जीवि को बदििछे की शवति है, हम कछेवि ्ात्रों कछे लिए िहीं बल्क समुदायरों कछे उतथाि कछे लिए भी प्रलतबद्ध हैं। हम जाितछे हैंकक जब हमािछे ्ात् सफि होतछे हैं, दछेश समृद्ध होतछे हैंऔि समाज को िाभ होता है

育则善,善以恒

我们致力于对教育的永

久承诺!我们坚信教育

改变人生,贡献社会!

改变人生,贡献社会! BERTAPAK DISINI UNTUK MEMBERI MANFAAT Tanggungjawab kami

BERTAPAK DISINI UNTUK MEMBERI MANFAAT

Tanggungjawab kami adalah satu pelaburan jangkamasa panjang, di mana ia melibatkan para pelajar, para fakulti, kakitangan dan juga golongan komuniti keseluruhannya. Kepercaayaan kami adalah dimana pendidikan memainkan peranan utama serta berupaya untuk merubah sesebuah kehidupan. Komitmen kami dalam mencapai dasar kepercayaan tersebut diatas bukan hanya berfokus kepada pelajar, tetapi kepada seluruh komuniti. Diatas dasar tersebut, kami yakin bahawa, jika pelajar kami berjaya, negara akan makmur dan masyarakat akan mendapat faedah dan

kebaikannya.

ريخلل ًاعم

ىلع لمعلاو رامثتسلااب نومزتلم نحن :ريخلل ًاعم ءاضعأو بلاطلا عم ةكراشملاو ليوطلا ىدملا يتلا تاعمتجملاو نيفظوملاو سيردتلا ةئيه انم ًاناميإو .ةيملاعلا تيرول تاعماج ةكبش اهمدخت تاعمتجملاو دارفلأا ةايح رييغت ىلع ميلعتلا ةردقب ةبلطلاب سيل ًامئاد امازتلا مزتلن اننإف ،لضفلأل نأ ملعنو اضيأ ةيلحملا تاعمتجملاب لب ،بسحف نادلبلا ىلع ًاراهدزاو ةدئاف سكعني انبلاط حاجن .اهيف نولمعي يتلا تاعمتجملاو

ىلع ًاراهدزاو ةدئاف سكعني انبلاط حاجن .اهيف نولمعي يتلا تاعمتجملاو

7 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

7 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

8

8

ISSO É A MISSÃO

HERE FOR GOOD

Estamos criando uma comunidade de impacto

COM PROFESSORES E COLABORADORES INOVADORES E APAIXONADOS

ENSINANDO ESTUDANTES QUE SE FORMAM COMO CIDADÃOS GLOBAIS E ENGAJADOS

PROFESSORES E COLABORADORES INOVADORES E APAIXONADOS ENSINANDO ESTUDANTES QUE SE FORMAM COMO CIDADÃOS GLOBAIS E ENGAJADOS
PROFESSORES E COLABORADORES INOVADORES E APAIXONADOS ENSINANDO ESTUDANTES QUE SE FORMAM COMO CIDADÃOS GLOBAIS E ENGAJADOS

9 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

MEDINDO NOSSA MISSÃO:

CORPORAÇÃO DE BENEFÍCIO PÚBLICO (PBC) E STATUS B CORP™

A Laureate é uma empresa conduzida por uma missão desde a criação e aproveitamos as atualizações recentes da legislação e as ferramentas de avaliação comparativa para medir e defender essa missão. O espírito Here for Good é a força que move a nossa organização, e por meio do status de Corporação de Benefício Público e da certificação B Corp™, estamos integrando ainda mais esse princípio em nossa companhia.

Corporações de Benefício Público são uma nova classe de empresas que se comprometem a

realizar um impacto real positivo na sociedade. Em 2015, a Laureate tornou-se uma Corporação de Benefício Público -

a maior do mundo na época da nossa conversão.

Público - a maior do mundo na época da nossa conversão. PROPÓSITO DE BENEFÍCIO DA LAUREATE:

PROPÓSITO DE BENEFÍCIO DA LAUREATE:

Produziremos um efeito positivo na sociedade e nos estudantes, oferecendo diversos programas de educação, tanto on-line como nos campi em todo o mundo.

de educação, tanto on-line como nos campi em todo o mundo. Como uma empresa com certificação
de educação, tanto on-line como nos campi em todo o mundo. Como uma empresa com certificação
de educação, tanto on-line como nos campi em todo o mundo. Como uma empresa com certificação

Como uma empresa com certificação B Corporation®, a Laureate junta-se ao movimento global de empresas que se empenham para ser uma força para o

bem no mundo. Para oferecer mais uma referência de desempenho social, as instituições da

Laureate foram submetidas a uma avaliação rigorosa pelo B Lab, um órgão sem fins lucrativos,

e obteve a certificação em 2015. Temos um compromisso com a transparência e a melhoria contínua e estamos passando por uma revisão da certificação em 2017.

estamos passando por uma revisão da certificação em 2017. DESTAQUES DA AVALIAÇÃO B CORP DA LAUREATE

DESTAQUES DA AVALIAÇÃO B CORP DA LAUREATE

94%
94%

das nossas instituições estão envolvidas em trabalho voluntário em suas comunidades, oferecendo uma média de 4.000 horas por ano de trabalho voluntário por instituição

90%
90%

das nossas

instituições

adotaram

medidas de

eficiência

energética

34%
34%

dos nossos

estudantes são

de populações

tradicionalmente

carentes*

* Em instituições que acompanham esta estatística

10

LAUREATE BRASIL E NATURA:

UMA PARCERIA NATURAL

Fazendo negócios de maneira sustentável e focada na sociedade

A Laureate Brasil e a Natura, uma empresa multinacional de cosméticos com sede no país, representam duas grandes forças no mundo dos negócios no Brasil. E, como empresas com Certificação B Corporations® (B Corps), também compartilhamos um etos comum: fazer negócios de forma sustentável e com um foco social. Com essas semelhanças fundamentais, a parceria foi natural e resultou em um trabalho orientado por uma missão que está promovendo a agenda de negócios sustentáveis no país.

promovendo a agenda de negócios sustentáveis no país. A Natura possui mais de 1,5 milhão de

A Natura possui mais de 1,5 milhão de consultores de beleza que vendem seus produtos e fragrâncias no Brasil. Ela também tem a missão de promover o bem-estar, inovando constantemente para favorecer o desenvolvimento de indivíduos, da empresa e da sociedade. A parceria Laureate-Natura nasceu da necessidade de oferecer treinamento prático para um grupo específico de consultores de vendas da Natura. Esse treinamento também é uma forma da Natura e da Laureate terem um impacto positivo sobre os consultores, dando-lhes habilidades e conhecimentos sobre beleza e cuidados de pele que eles podem usar para desenvolver suas carreiras ou gerar uma renda adicional.

LAUREATE BRASIL
LAUREATE BRASIL

LAUREATE

BRASIL

1.5 MILHÃO de consultores de beleza Natura vendem produtos e fragrâncias no Brasil de consultores de beleza Natura vendem produtos e fragrâncias no Brasil

12 instituições da Laureate no Brasil com mais de 250.000 estudantes instituições da Laureate no Brasil com mais de 250.000 estudantes

Mais de 2.200 empresas B Corp em todo o mundo 2.200 empresas B Corp em todo o mundo

A parceria começou em setembro de 2016, quando o primeiro grupo de consultores da Natura iniciou o curso introdutório, na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), integrante da rede Laureate, em São Paulo, Brasil. O programa, que inclui 36 horas de treinamento, patrocinado pela Natura, conta com treinamento sobre a indústria da moda, consultoria de postura e comportamento, e técnicas de vendas. Após completar o curso, os consultores da Natura recebem o certificado de “Especialistas em Beleza da Natura”.

Embora a parceria entre a Laureate Brasil e a Natura tenha começado com a constatação de que duas empresas orientadas por uma missão poderiam trabalhar juntas para aumentar seu impacto coletivo, a aplicação prática deste curso mostra a rapidez com que uma comunidade pode ser impactada e apoiada através de uma parceria consciente.

“Poder contribuir para o treinamento de especialistas em beleza da Natura, que é uma das líderes no mercado brasileiro de vendas diretas, é muito gratificante”, disse Adriana

Teixeira dos Reis Bertolletti, professora da Escola de Ciências da Saúde da UAM. “A Universidade Anhembi Morumbi planejou aulas específicas para atender às necessidades de conhecimento de um grupo selecionado pela Natura. Essas aulas são ministradas pelos melhores professores das áreas de saúde e beleza, e a experiência teórico-prática é enriquecedora e diferencia esses profissionais no mercado”.

Se a rede de empresas com Certificação B Corp está realmente estruturando um movimento para usar os negócios como uma força para o bem no mundo, então mais parcerias deste tipo são fundamentais. À medida em que a Laureate continua com sua própria missão de ser Here for Good, sempre procuraremos parceiros interessados em participar da nossa missão central de capacitar estudantes e comunidades, por meio da educação transformadora.

11 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

GLOBAL DAYS OF SERVICE 2016:

UMA REDE UNIDA PARA SERVIR

Todo outubro, o Laureate Global Days of Service oferece uma oportunidade para estudantes, corpo docente e colaboradores das instituições e escritórios de toda a rede, se unirem para mostrar seu compromisso com suas comunidades e celebrar o impacto de nossa organização.

comunidades e celebrar o impacto de nossa organização. 36 INSTITUIÇÕES OU ESCRITÓRIOS DE LAUREATE EM 16
36
36

INSTITUIÇÕES OU ESCRITÓRIOS DE LAUREATE EM 16 PAÍSES PARTICIPARAM

MAIS DE 220
MAIS DE
220

PROJETOS

MAIS DE

22,500

VOLUNTÁRIOS

MAIS DE

222 MIL

HORAS DE VOLUNTARIADO

DE 22,500 VOLUNTÁRIOS MAIS DE 222 MIL HORAS DE VOLUNTARIADO Escritório da Laureate em Amsterdam Universidad

Escritório da Laureate em Amsterdam

Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas (UPC)

12

A rede Laureate juntou forças em outubro de 2016 para a maior ação da história do Global Days of Service.

para a maior ação da história do Global Days of Service. Nuova Accademia di Belle Arti

Nuova Accademia di Belle Arti (NABA)

Global Days of Service. Nuova Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador
Global Days of Service. Nuova Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador
Global Days of Service. Nuova Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador

Media Design School (MDS)

Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador (UNIFACS) Universidad Latina de Costa
Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador (UNIFACS) Universidad Latina de Costa
Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador (UNIFACS) Universidad Latina de Costa
Accademia di Belle Arti (NABA) Media Design School (MDS) Universidade Salvador (UNIFACS) Universidad Latina de Costa

Universidade Salvador (UNIFACS)

Universidad Latina de Costa Rica (ULatina)

(UNIFACS) Universidad Latina de Costa Rica (ULatina) UNITEC Honduras Universidade Salvador (UNIFACS) A REDE
(UNIFACS) Universidad Latina de Costa Rica (ULatina) UNITEC Honduras Universidade Salvador (UNIFACS) A REDE
(UNIFACS) Universidad Latina de Costa Rica (ULatina) UNITEC Honduras Universidade Salvador (UNIFACS) A REDE
(UNIFACS) Universidad Latina de Costa Rica (ULatina) UNITEC Honduras Universidade Salvador (UNIFACS) A REDE

UNITEC Honduras

Universidade Salvador (UNIFACS)

A REDE LAUREATE É HERE FOR GOOD.

Latina de Costa Rica (ULatina) UNITEC Honduras Universidade Salvador (UNIFACS) A REDE LAUREATE É HERE FOR

13 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

LAUREATE E INTERNATIONAL YOUTH FOUNDATION

FIRMAM PARCERIA PARA APOIAR JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS

A capacidade e a habilidade dos jovens sempre foram historicamente subvalorizadas.

A International Youth Foundation (IYF), uma organização sem fins lucrativos que trabalha em mais

de 90 países, compartilha conosco a crença de que jovens engajados e capacitados podem resolver

os desafios mais difíceis do mundo.

Desde 2006, firmamos uma parceria com a IYF para criar um ecossistema de apoio para jovens que desenvolvem iniciativas de empreendedorismo social, sejam eles estudantes da Laureate ou não. Por meio de duas iniciativas, da YouthActionNet e do Laureate Global Fellowship, estamos ajudando a garantir que os jovens que estejam resolvendo problemas de maneiras inovadoras, recebam o apoio que necessitam e que o poder de suas ideias nunca seja subvalorizado.

problemas de maneiras inovadoras, recebam o apoio que necessitam e que o poder de suas ideias

14

Por meio dos YouthActionNet de 15 campi da Laureate, em 10 países, os jovens empreendedores sociais recebem treinamento e suporte específicos para o contexto, enquanto eles se conectam com uma rede global de agentes de mudanças que lideram suas próprias iniciativas.

15
15

CAMPI DA LAUREATE COM OS INSTITUTOS YouthActionNet

1.7 MILHÃO

DA LAUREATE COM OS INSTITUTOS YouthActionNet 1.7 MILHÃO DE VIDAS IMPACTADAS PELAS INICIATIVAS DOS FELLOWS EM

DE VIDAS IMPACTADAS PELAS INICIATIVAS DOS FELLOWS EM 2016

MARROCOS MÉXICO COSTA RICA HONDURAS BRASIL PERU CHILE
MARROCOS
MÉXICO
COSTA RICA
HONDURAS
BRASIL
PERU
CHILE

ESPANHA

1,500
1,500

JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS EM MAIS DE

TURQUIA
TURQUIA
ESPANHA 1,500 JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS EM MAIS DE TURQUIA ÁFRICA DO SUL 90+ PAÍSES APOIADOS PELO

ÁFRICA DO SUL

ESPANHA 1,500 JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS EM MAIS DE TURQUIA ÁFRICA DO SUL 90+ PAÍSES APOIADOS PELO
90+
90+

PAÍSES APOIADOS PELO YouthActionNet

ESPANHA 1,500 JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS EM MAIS DE TURQUIA ÁFRICA DO SUL 90+ PAÍSES APOIADOS PELO
ESPANHA 1,500 JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS EM MAIS DE TURQUIA ÁFRICA DO SUL 90+ PAÍSES APOIADOS PELO

15

COMMUNITY
COMMUNITY

UMA IRMANDADE PARA A VIDA:

O CEO da IYF, Bill Reese, conversa com Miriam Reyes, co-fundadora da Aprendices Visuales

Miriam Reyes é co-fundadora da Aprendices Visuales (livros para aprendizes visuais), uma organização sem fins lucrativos que conecta crianças com autismo com ferramentas para desenvolver todo seu potencial. Bill Reese é o presidente e CEO da International Youth Foundation. Miriam é ex-aluna da Universidad Europea de Madri, bem como vencedora do 2011 Premio Jóvenes Emprendedores Sociales e do Laureate Global Fellows de 2012.

Bill Reese: Você faz parte da comunidade YouthActionNet há seis anos. Você poderia compartilhar o que essa experiência significou para você?

Miriam Reyes: Essa foi uma oportunidade que mudou a minha vida. As minhas experiências deste programa de fellowship me ajudaram a acreditar pela primeira vez que eu poderia passar a minha vida realizando mudanças. Conhecer as pessoas envolvidas nesta rede definiu minha jornada de liderança de forma profunda.

Ouvir as histórias de outros colegas, responder suas perguntas e relacionar-me com pessoas por causa de paixões compartilhadas me dão energia, motivação e apoio para continuar e sustentar minha iniciativa. Eu sei que não consigo resolver todos os problemas do mundo, mas ser membro da comunidade YouthActionNet me lembra que eu sou parte de uma equipe global, todos trabalhando juntos para construir um futuro melhor.

BR: Como sua iniciativa mudou desde o ano em que você foi selecionada?

MR: Quando eu me tornei uma fellow, minha co-fundadora e eu tínhamos acabado de começar a construir o nosso sonho - projetar um mundo preparado para crianças com autismo. Começamos com um livro de pictogramas, que fiz para o meu primo mais jovem com autismo. Depois de imprimir 1.000 cópias do nosso primeiro livro, percebemos rapidamente que se queríamos alcançar as 64 milhões de crianças que vivem com autismo em todo o mundo, teríamos que aproveitar o poder da tecnologia. Nós nos associamos a profissionais de saúde, famílias e organizações de autismo para desenvolver uma estratégia para estender nossas histórias e ferramentas digitalmente, protegendo o design essencial centrado no usuário de nosso modelo. Hoje, somos “milionárias” em impacto social, tendo atingido um milhão de crianças com nossos 20 livros on-line e aplicativos interativos.

BR: Sua abordagem de liderança mudou junto com sua iniciativa?

MR: A minha experiência como fellow me ensinou a focar em meus pontos fortes - minha capacidade de simplificar ideias complexas, e na maneira mais direta de alcançar meus objetivos. Isso me ajudou a unificar e motivar os outros de uma maneira que eu nunca imaginei. Recentemente, coloquei essas habilidades à prova, quando organizei a exibição do nosso primeiro filme de ativismo para equipes de professores voluntários, organizações sem fins lucrativos, empresas e ativistas sociais, em 80 cidades da América Latina e Espanha.

Miriam Reyes e a co–fundadora do Aprendices Visuales Amélie Jézabel Mariage com a Rainha Letizia

Miriam Reyes e a co–fundadora do Aprendices Visuales Amélie Jézabel Mariage com a Rainha Letizia da Espanha sendo reconhecidas pelo seu trabalho

Letizia da Espanha sendo reconhecidas pelo seu trabalho BR: Em sua opinião, quais são alguns dos
Letizia da Espanha sendo reconhecidas pelo seu trabalho BR: Em sua opinião, quais são alguns dos
Letizia da Espanha sendo reconhecidas pelo seu trabalho BR: Em sua opinião, quais são alguns dos

BR: Em sua opinião, quais são alguns dos maiores desafios enfrentados pelos jovens empreendedores sociais hoje?

MR: Antes de me juntar ao YouthActionNet, não sabia que o empreendedorismo social existia; Eu só sabia que tinha um projeto que eu queria desenvolver. Para mim, isso ilustra um grande desafio enfrentado pelos possíveis empreendedores sociais. Em muitos contextos, administrar uma organização em que o objetivo é mudar vidas, ao invés de ganhar dinheiro, ainda não é amplamente compreendido. De sentimentos de isolamento até assuntos práticos, como registros legais e finanças, o empreendedorismo social continuará sendo desafiador, até que ele se torne mais comum.

Para mim, a juventude tem sido um trunfo e não um obstáculo para liderar o Aprendices Visuales. Consegui acesso a oportunidades para desenvolver minhas habilidades e aumentar a visibilidade da minha iniciativa, por meio de bolsas focadas na juventude e reconhecimento.

BR: O que você vê como oportunidades para as universidades em incentivar a mudança liderada pelos jovens?

MR: A Universidade é um ótimo lugar e momento para começar uma iniciativa social. Como aluna, tive apoio econômico de bolsas de estudo e familiares, e por isso eu pude me concentrar em testes, fracassos e aprendizagem. A Universidad Europea tem sido uma apoiadora fantástica do Aprendices Visuales, promovendo nosso trabalho de formas criativas, como, por exemplo, colocando nossas ilustrações em seus cartões de Natal anuais ou realizando eventos de apoio no campi.

Eu acho que as universidades devem ser locais onde os jovens aprendem que o empreendedorismo social é um caminho de carreira viável e que o serviço comunitário é importante, independentemente da carreira que você escolher.

BR: Eu adoraria saber qual é a sua próxima iniciativa. O que você espera alcançar nos próximos cinco anos?

MR: Nos próximos cinco anos, planejamos passar de cinco para dez idiomas em nossa plataforma e atingir cinco milhões de crianças em todo o mundo. Queremos desenvolver uma ferramenta aprimorada para a detecção precoce do autismo, já que sabemos que quanto mais cedo ele for diagnosticado, melhores serão os resultados de aprendizagem para as crianças. Também estamos interessados em promover uma maior inclusão na sala de aula, possivelmente através com metodologias de aprendizagem visual adequadas para todas as crianças. O problema não é as pessoas terem autismo, o problema é que o mundo não está preparado para elas. Minha visão é ter um mundo onde o autismo seja visto como uma condição humana normal - não algo a esconder.

“EU ACHO QUE AS UNIVERSIDADES DEVEM SER LOCAIS ONDE OS JOVENS APRENDEM QUE O EMPREENDEDORISMO SOCIAL É UM CAMINHO DE CARREIRA VIÁVEL E QUE O SERVIÇO COMUNITÁRIO É IMPORTANTE, INDEPENDENTEMENTE DA CARREIRA QUE VOCÊ ESCOLHER.”

Para mais informações, visite www.aprendicesvisuales.org

17 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

MSA LEAD

EXPLORA O PODER DE PARCEIROS E JOVENS

COMUNIDADE MSA LEAD EXPLORA O PODER DE PARCEIROS E JOVENS MAIS DE 60 PARCEIROS LOCAIS ENVOLVIDOS
COMUNIDADE MSA LEAD EXPLORA O PODER DE PARCEIROS E JOVENS MAIS DE 60 PARCEIROS LOCAIS ENVOLVIDOS
COMUNIDADE MSA LEAD EXPLORA O PODER DE PARCEIROS E JOVENS MAIS DE 60 PARCEIROS LOCAIS ENVOLVIDOS
MAIS DE 60
MAIS DE
60

PARCEIROS LOCAIS ENVOLVIDOS COM O MSA LEAD

Lançado no final de 2016, o programa MSA LEAD já explorou o potencial dos jovens na África do Sul, bem como dos muitos parceiros que desejam trabalhar com eles. O MSA LEAD é a iniciativa YouthActionNet (YAN) da Monash South Africa (MSA), uma instituição da rede Laureate em Johanesburgo, e faz parte do grupo de 15 institutos YAN nos campi da Laureate em todo o mundo.

“A estratégia de engajamento comunitário do MSA é ter uma abordagem dupla: impactar as comunidades e, ao mesmo tempo, criar líderes”, disse Bronwyn Dugtig, responsável de engajamento comunitário na MSA e diretora do MSA LEAD. Muitos dos programas das iniciativas de engajamento comunitário da MSA são dirigidos por estudantes e, para Dugtig, adicionar o programa YAN foi “uma forma de amadurecer nosso apoio ao empreendedorismo social” no país.

Com o campus servindo como um centro de inovação social, a MSA agora está usando o MSA LEAD para atingir jovens que talvez não sejam seus estudantes, mas que certamente estão criando mudanças em seu país. Os 10 bolsistas selecionados em 2016 têm um foco variado, de educação artística para estudantes do ensino fundamental até o aumento da alfabetização por meio de concursos de soletração e incubação de ideias de outros empreendedores sul- africanos.

As parcerias, tanto na universidade, como na comunidade externa, foram fundamentais para o programa, desde o início. Com seus programas robustos de engajamento comunitário, a MSA já trabalha com mais de 60 parceiros locais, muitos dos quais o MSA LEAD convidará para apoiar seus novos bolsistas durante o ano de projeto.

E entre os muitos departamentos acadêmicos da MSA, já houve consideráveis colaborações que ajudaram na experiência de bolsa de estudos. “O empreendedorismo é uma área de desenvolvimento nacional importante para a África do Sul”, disse Dugtig. “O MSA LEAD dá à MSA a oportunidade de não só contribuir neste setor, mas também dar destaque às opiniões dos jovens e ao empreendedorismo”.

10
10

BOLSISTAS DO MSA LEAD SELECIONADOS EM 2016

18

LAUREATE YOUTH & JOBS SUMMIT

ABORDA QUESTÃO SOBRE JOVENS E MOBILIDADE SOCIAL NO PERU

ABORDA QUESTÃO SOBRE JOVENS E MOBILIDADE SOCIAL NO PERU ““A COISA MAIS IMPORTANTE PARA LEVAR DESTE

““A COISA MAIS IMPORTANTE PARA LEVAR DESTE EVENTO É A MENSAGEM DE RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA PELO DESENVOLVIMENTO HUMANO POR MEIO DA EDUCAÇÃO”.

Dra. Condoleezza Rice

Em 2013, a Laureate começou a realizar eventos “ Youth &” em seus campi em todo o mundo para convocar líderes governamentais, acadêmicos e empresariais para discutir como os desafios da juventude podem ser abordados para proporcionar aos jovens um acesso melhor a uma educação de alta qualidade voltada para a carreira.

Desde 2013, com a primeira cúpula na Espanha, esses eventos proporcionaram uma chance para os líderes internacionais discutirem questões que afetam jovens em países de todo o mundo. Em 2016, o “Summit on Youth & Jobs“ foi realizada no campus da Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas (UPC), em Lima. Este evento reuniu mais de 200 autoridades governamentais, empresários, líderes acadêmicos e estudantes de todo o país.

A Laureate e o Grupo IFC / Banco Mundial se associaram para divulgar um estudo sobre o papel da educação e da mobilidade social no Peru. Os resultados deste estudo mostraram que os graduados da UPC têm salários mais altos, melhores empregos, são mais rapidamente promovidos e fazem um maior progresso socioeconômico do que os advindos de instituições particulares e públicas no Peru.

Líderes, como a ex-secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, e o ex-presidente do México, Ernesto Zedillo, além de muitos acadêmicos e autoridades peruanas, se misturaram com estudantes da Laureate Peru no público da cúpula.

“A coisa mais importante para levar deste evento é a mensagem de responsabilidade compartilhada pelo desenvolvimento humano por meio da educação”, disse a Dra. Rice. “Uma das vantagens das instituições da Laureate é que elas têm múltiplas formas para oferecer educação aos estudantes e não estão presas a como a educação era no passado e como ela será no futuro”.

Na Laureate, continuamos trabalhando em todo o mundo para entender melhor as tendências de emprego, mudanças na criação de emprego e práticas de contratação, e como os currículos podem ser desenvolvidos para alcançar resultados de carreira bem-sucedidos para os estudantes.

e como os currículos podem ser desenvolvidos para alcançar resultados de carreira bem-sucedidos para os estudantes.

19 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

LÍDERES + LAUREATE

Em todo o mundo, a Laureate está conduzindo a discussão com líderes globais sobre educação,
Em todo o mundo, a Laureate está conduzindo a discussão com líderes
globais sobre educação, inovação e o futuro para os jovens. Ao longo do
ano, nossos campi recebem uma variedade de líderes de várias áreas. Como
esses líderes compartilham suas ideais e insights com nossos estudantes,
professores e colaboradores, a rede Laureate participa de discussões
importantes sobre empreendedorismo, política mundial, justiça social,
tecnologia e inovação. Estamos empenhados em estar na linha de
frente de questões que afetam a todos nós.
RICHARD BRANSON
Fundador do Grupo Virgin
A Laureate México, juntamente com a Virgin
Mobile e o Grupo Virgin, organizaram a
competição de iniciativas “Pitch to Rich” em
novembro de 2016. A competição permitiu
que três jovens empreendedores mexicanos
apresentassem suas ideias para negócios
realizados por meio de dispositivos móveis
para o fundador do Grupo Virgin, Sir Richard
Branson. O empreender vencedor recebeu 200
mil pesos (US$ 10.500).

ANTONIO GUTERRES

Secretário-Geral das Nações Unidas

A Universidad Europea reconheceu Antonio Guterres, nomeado recentemente Secretário-Geral das Nações Unidas, com um diploma de doutorado honorário por seus esforços para ajudar refugiados, apátridas e pessoas forçadas a fugir de seus países devido a guerras, revoluções ou perseguição política.

20

ERNESTO ZEDILLO Ex-presidente do México O ex-presidente do México Ernesto Zedillo visitou a Universidad Europea
ERNESTO ZEDILLO
Ex-presidente do México
O ex-presidente do México Ernesto Zedillo
visitou a Universidad Europea de Madri em
março de 2016 para falar com a comunidade
universitária sobre empregabilidade e ensino
superior.
JULIA GILLARD
Ex-primeira ministra da Austrália
Julia Gillard, ex-primeira-ministra da
Austrália, visitou a Monash South Africa em
fevereiro de 2016 para falar sobre educação,
empregabilidade e empreendedorismo.
visitou a Monash South Africa em fevereiro de 2016 para falar sobre educação, empregabilidade e empreendedorismo.

21 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD COMUNIDADE ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD

HERE FOR GOOD COMUNIDADE ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD OS PROGRAMAS DE CIÊNCIAS DA

OS PROGRAMAS DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA LAUREATE MAXIMIZAM SEUS IMPACTOS

DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA LAUREATE MAXIMIZAM SEUS IMPACTOS Os benefícios da rede Laureate são muitos

Os benefícios da rede Laureate são muitos mas, na área de Ciências da Saúde, uma abordagem unificada da instrução, o compartilhamento de melhores práticas e o serviço comunitário fortaleceram programas em todo o mundo. Com mais de 162 campi da Laureate que oferecem programas de Ciências da Saúde, a rede viu uma oportunidade para padronizar modelos em campi individuais, ao mesmo tempo em que as instituições respondem às demandas e necessidades específicas, em seus contextos locais.

Em toda a rede, existem cinco áreas-chave que os programas de Ciências da Saúde adotam como prioridades, derivadas de anos de pesquisa e experiência. Essas prioridades criam uma linguagem comum, que unifica todos os programas de Ciências da Saúde, independentemente de suas ofertas ou localidades únicas.

Prioridades Compartilhadas pelos Programas de Ciências da Saúde da Laureate

Estrutura e função inovadora

Integração de sistemas e educação interprofissional

Laboratórios de Simulação e Metodologias Atuais

Fortes ligações externas

Educação Clínica e Profissional de alta qualidade

Entre as prioridades está o compromisso com a formação clínica e profissional de alta qualidade, bem como a criação de fortes links externos. Talvez, a maneira mais visível seja feita por meio de clínicas estabelecidas em campus ou perto da Laureate, que permitem que membros da comunidade recebam serviços gratuitos ou de baixo custo, ao mesmo tempo que proporcionam um ambiente de aprendizagem ideal para os estudantes. Por meio dessas clínicas, bem como seu modelo compartilhado, os programas de Ciências da Saúde em toda a rede oferecem o máximo benefício para estudantes, professores e comunidades.

23%
23%

DOS ESTUDANTES LAUREATE ESTÃO MATRICULADOS EM PROGRAMAS DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

162
162

CAMPI DA LAUREATE OFERECEM PROGRAMAS DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD 22

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD 22

22

ENSINANDO ESTUDANTES COMO “HACKEAR” PARA O BEM

Hackers pediram para usar as redes sociais para criar novos modelos de suporte para organizações sem fins lucrativos

modelos de suporte para organizações sem fins lucrativos Na Austrália, as instituições da Laureate estão
modelos de suporte para organizações sem fins lucrativos Na Austrália, as instituições da Laureate estão

Na Austrália, as instituições da Laureate estão conectando as organizações locais que servem a comunidade para colocar as muitas habilidades de seus estudantes para serem usadas de novas maneiras. Vários “hackathons” hospedados pelas instituições da Laureate Australia envolveram seus estudantes e outros colaboradores locais em esforços para beneficiar causas dignas. Em um desses eventos, 30 estudantes do Billy Blue College of Design e da Torrens University participaram de um hackathon para beneficiar a Kids Helpline, uma organização sem fins lucrativos australiana que responde às necessidades urgentes de crianças e jovens e os vincula com serviços e recursos que poderiam melhorar sua situação . A Kids Helpline atendeu mais de 7,5 milhões de jovens, em quase 26 anos de operação.

O Desafio de Design pediu para os estudantes “hackers” usarem as mídias digital e social para criar um novo modelo de geração de receita, ou contribuir para a mudança de percepções do trabalho de caridade, agregando abordagens inovadoras. Além disso, a Torrens University em Adelaide organizou um evento para uma organização conhecida como “Techfugees”, que reúne desenvolvedores, designers, empresários, comerciantes, mentes de negócios e membros da comunidade para encontrar soluções tecnológicas criativas, que se concentrem na melhoria da vida das famílias refugiadas na Austrália.

Por meio de iniciativas deste tipo, os estudantes da Laureate Austrália estão ajudando a impulsionar as organizações com mentalidade social, enquanto aprendem como as habilidades que eles adquirem na universidade podem ser direcionadas para sua comunidade local.

enquanto aprendem como as habilidades que eles adquirem na universidade podem ser direcionadas para sua comunidade

23 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD COMUNIDADE ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD

HERE FOR GOOD COMUNIDADE ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD LAUREATE LANGUAGE NO LÍBANO A

LAUREATE LANGUAGE NO LÍBANO

DE CASO NO HERE FOR GOOD LAUREATE LANGUAGE NO LÍBANO A vasta organização da Laureate inclui
DE CASO NO HERE FOR GOOD LAUREATE LANGUAGE NO LÍBANO A vasta organização da Laureate inclui

A vasta organização da Laureate inclui muitas equipes que trabalham em várias instituições e áreas de especialização, frequentemente identificando uma necessidade ou um valor que podem adicionar. A equipe Laureate Language é um desses grupos, e funciona fornecendo conhecimentos de Inglês para estudantes, professores e colaboradores em 22 países.

Em 2016, a equipe adicionou mais um país a essa lista, juntamente com um grupo único de estudantes. À medida que a crise dos refugiados no Oriente Médio, particularmente na Síria, se desenrolou, os migrantes se mudaram em massa para o vizinho Líbano. Essas pessoas deslocadas muitas vezes procuram oportunidades de educação e trabalho em outros países, e se eles não possuem habilidades de língua inglesa, estão em grave desvantagem.

Em parceria locais com o Multi Aid Program (MAPs), o Laureate Languages começou a avaliar

e fornecer aulas de inglês para professores que trabalham como parte dos vários programas

comunitários do MAPs e que operam em campos para pessoas deslocadas no Líbano. Muitos desses

professores são os próprios refugiados, e as instruções em inglês expandem suas oportunidades

e esperam pelo futuro de maneiras significativas. Nas primeiras duas turmas de professores, o

Laureate Languages usou plataformas existentes para atender a mais de 70 professores, e continua a

desenvolver essa abordagem de mentalidade social para usar os recursos existentes da Laureate.

MAIS DE 70
MAIS DE
70

REFUGIADOS SÍRIOS NO LÍBANO FORNECERAM CONHECIMENTO DE LÍNGUA INGLESA USANDO OS RECURSOS DA LAUREATE LANGUAGE

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD 24

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD

ESTUDOS DE CASO NO HERE FOR GOOD 24

24

MEDIA DESIGN SCHOOL APOIA O PAPEL DAS MENINAS NOS GAMES

24 MEDIA DESIGN SCHOOL APOIA O PAPEL DAS MENINAS NOS GAMES Estima-se que 61 por cento

Estima-se que 61 por cento das mulheres na Nova Zelândia jogam videogames mas, em todo o mundo, as mulheres representam apenas 22 por cento das pessoas envolvidas no desenvolvimento de games . Diante dessa realidade e armados com programas de classe mundial em arte e desenvolvimento de games , a Media Design School (MDS) lançou “Girls in Gaming” em 2013, uma oficina imersiva que abrange os conceitos básicos de desenvolvimento de jogos, arte e design para meninas de 18 anos.

Desde 2013, a Girls in Gaming recebeu mais de 200 meninas em suas oficinas e também trouxe líderes-chave nas indústrias de tecnologia e jogos para falar e capacitar os participantes. Professoras dos departamentos de arte e desenvolvimento de games da MDS lideram as oficinas, e os estudantes desses programas apoiam as jovens que participam nos dias de treinamento.

apoiam as jovens que participam nos dias de treinamento. A MDS reconhece que o aumento da

A MDS reconhece que o aumento da diversidade entre aqueles que criam jogos será refletido nos próprios games. Através das oficinas Girls in Gaming, a MDS está ajudando a mudar o script quando se trata de desenvolvimento de jogos em todo o mundo.

22%
22%

DAS PESSOAS ENVOLVIDAS NO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS SÃO MULHERES

MAIS DE 200
MAIS DE
200

JOVENS PARTICIPARAM DE OFICINAS GIRLS IN GAMING

25 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

COMUNIDADE

ÉTICA E COMPLIANCE

NA LAUREATE

Atuamos para garantir que nossos colaboradores e aqueles com quem trabalhamos atuem de forma ética e de acordo com a lei. Juntos, estamos trabalhando para garantir que a rede Laureate permaneça fundamentada em nosso compromisso de confiança que nossos estudantes e comunidades depositaram em nós.

PARA SER HERE FOR GOOD , NÃO DEVEMOS APENAS FAZER O BEM, MAS SERMOS BONS.

COMPONENTES-CHAVE DO PROGRAMA DE ÉTICA & COMPLIANCE DA LAUREATE

treinamento e comunicação via web e presencial regulares do nosso Código de Conduta e Ética e outras políticas e áreas de riscoDO PROGRAMA DE ÉTICA & COMPLIANCE DA LAUREATE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE COLABORADORES Protocolos e

EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE COLABORADORES

Protocolos e treinamento para garantir que nossos parceiros de negócios em todo o mundo se alinhem aos nossos altos padrões, incluindo nosso Código de Conduta e Ética para Fornecedoresáreas de risco EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE COLABORADORES DILIGÊNCIA PRÉVIA Workshop orientado para líderes que se

DILIGÊNCIA PRÉVIA

Workshop orientado para líderes que se concentra na criação da cultura certa e gestão com integridadede Conduta e Ética para Fornecedores DILIGÊNCIA PRÉVIA WORKSHOP DE LIDERANÇA ÉTICA AUDITORIA E MONITORAMENTO

WORKSHOP DE LIDERANÇA ÉTICA

AUDITORIA E MONITORAMENTOe gestão com integridade WORKSHOP DE LIDERANÇA ÉTICA Medição de nossa eficácia e impacto usando análise

Medição de nossa eficácia e impacto usando análise de dados, avaliação de risco, testes de controle e relatórios presenciais

DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016:

presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores
presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores
presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores
presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores
presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores
presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores
presenciais DESTAQUES DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE 2016: MAIS DE MAIS DE MAIS DE 69,000 colaboradores

MAIS DE

MAIS DE

MAIS DE

69,000

colaboradores receberam treinamento em Código de Conduta e Ética

3,500

colaboradores receberam treinamento presencial específico sobre combate à corrupção, conflitos de interesse e prevenção de fraudes

400

agentes e consultores governamentais avaliados através do programa de Diligência prévia da Laureate

26

LAUREATE + ATLAS CORPS

CAPACITAM JOVENS TRANSFORMADORES

Por Angélica Moncada

Egressa da UNITEC Honduras Angelica Moncada coloca habilidades e paixão para trabalhar em apoio à nossa missão Here for Good

Graduada na UNITEC Honduras com vinte e três anos

Selecionada fellow pela Atlas Corps global , organização sem fins lucrativos, e agora trabalhando com impacto social e iniciativas B Corp na Laureate

Selecionada como fellow local da YouthActionNet, em 2012, por seu trabalho no hospital público de Tegucigalpa

Há algumas coisas que acontecem em sua vida que você nunca esperava. Eu tive muitos desses momentos, ambos difíceis e divertidos, mas eu sei que eles sempre levam a um novo crescimento. Quando eu era apenas uma adolescente, eu passei por uma cirurgia para remover um tumor do meu cérebro. Foi uma das épocas mais difíceis da minha vida, mas também uma das mais importantes. Foi depois desta operação que me interessei pelo trabalho social e iniciei uma organização sem fins lucrativos em Tegucigalpa, que trabalha com pacientes jovens em nosso hospital público. Quando fui selecionada como membro local da YouthActionNet, em 2012, foi um reconhecimento da forma como a paixão que vem dos tempos difíceis pode ser usada para o bem.

Com esta experiência no fundo da minha mente, apliquei para o programa da Atlas Corps, sabendo que poderia ser uma experiência que mudaria a vida. O Atlas Corps é uma organização que reúne líderes de todo o mundo e aproxima suas atividades com organizações de mentalidade social nos Estados Unidos. Os promotores de mudanças globais que compõem os grupos de fellows já são líderes de classe mundial e retornam para seus países depois que suas iniciativas estão melhor equipadas para continuar a causar um impacto significativo.

A Laureate fez parceria com o Atlas Corps para recrutar fellows e fui selecionada . A decisão de deixar Honduras por um ano para mudar para os Estados Unidos foi difícil, mas decidir me juntar à equipe da Laureate para contribuir com o seu trabalho no mundo foi fácil. Eu sou um produto da rede Laureate e saber que o que eu poderia aprender e da perspectiva que eu poderia trazer para nossa rede seria inestimável.

que eu poderia trazer para nossa rede seria inestimável. “TEMOS UMA OPORTUNIDADE ÚNICA DE ATRAVESSAR FRONTEIRAS,
que eu poderia trazer para nossa rede seria inestimável. “TEMOS UMA OPORTUNIDADE ÚNICA DE ATRAVESSAR FRONTEIRAS,

“TEMOS UMA OPORTUNIDADE ÚNICA DE ATRAVESSAR FRONTEIRAS, BARREIRAS LINGUÍSTICAS E TRADIÇÕES CULTURAIS PARA AUMENTAR O ACESSO À EDUCAÇÃO E CAUSAR IMPACTO EM NOSSOS PAÍSES”.

Eu trouxe esse espírito de inovação e paixão comigo quando ingressei na equipe global de Relações Públicas da Laureate e tive a oportunidade de trabalhar em muitas iniciativas de impacto social e B Corp. Estou particularmente entusiasmada com a forma como engajamos os estudantes mais de perto à nossa missão Here for Good, não importa de onde eles venham ou o que eles estudam. Temos uma oportunidade única como membros desta rede para atravessar fronteiras, barreiras linguísticas e tradições culturais para aumentar o acesso à educação, que nos melhorará como pessoas e nos afetará em nossos países. Isto é o que procurei fazer com a experiência do Atlas Corps, e é o que eu vou levar para Honduras e tecer pelo resto da minha vida.

procurei fazer com a experiência do Atlas Corps, e é o que eu vou levar para

27 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

2 7 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

28

28

ISSO É A MISSÃO

HERE FOR GOOD

ESTAMOS CRIANDO UMA COMUNIDADE DE IMPACTO

Com professores e colaboradores inovadores e apaixonados

ENSINANDO ESTUDANTES QUE SE FORMAM COMO CIDADÃOS GLOBAIS E ENGAJADOS

professores e colaboradores inovadores e apaixonados ENSINANDO ESTUDANTES QUE SE FORMAM COMO CIDADÃOS GLOBAIS E ENGAJADOS

29 29

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

Ivalda com sua neta Ludmylla, uma criança nascida com microcefalia causada por uma gravidez infectada pelo Zika.

GOOD Ivalda com sua neta Ludmylla, uma criança nascida com microcefalia causada por uma gravidez infectada
GOOD Ivalda com sua neta Ludmylla, uma criança nascida com microcefalia causada por uma gravidez infectada

30

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

VENCEDORAS DO HERE FOR GOOD AWARDS 2017

AÇÃO DA INSTITUIÇÃO EM RESPOSTA À EPIDEMIA DE ZIKA NO BRASIL: UMA ABORDAGEM COMUNITÁRIA PARA CUIDAR DE FAMÍLIAS AFETADAS

UMA ABORDAGEM COMUNITÁRIA PARA CUIDAR DE FAMÍLIAS AFETADAS BRASIL MARIA DE FATIMA CASA NOVA Centro Universitário
BRASIL
BRASIL

MARIA DE FATIMA CASA NOVA

Centro Universitário dos Guararapes (UniFG)

| ALESSANDRA BAHIA

UniFG - Centro Universitário dos Guararapes está localizado em Recife, Brasil - o centro do surto de Zika em 2015

Pesquisadores em Recife descobriram um vínculo entre mães infectadas por Zika e bebês nascidos com microcefalia, uma doença neurológica rara, sem cura conhecida

Professores do UniFG iniciaram um programa especial no FG Comunidade para fornecer cuidados holísticos a famílias com filhos nascidos com microcefalia

A clínica já atendeu mais de 50 famílias afetadas pela Zika e envolveu mais de 600 estudantes

POR CHRISTY MACY

“ESTE BEBÊ É MINHA VIDA”

Ludmylla ri com deleite enquanto a avó a a enche com beijos e fala com ela com uma voz calma. Ivalda segura sua neta de um ano e meio com força, sorrindo para a menina frágil em seus braços. “Ela é minha vida”, diz Ivalda. Um grupo de médicos e seus assistentes apoiam as duas com muito amor. No entanto, alguns têm lágrimas nos olhos.

Este intercâmbio emocional ocorreu em um agitado centro comunitária apoiado pelo UniFG, membro da rede Laureate International Universities, localizado no nordeste do Brasil, perto de Recife, capital de Pernambuco. No início de 2015, a cidade foi um dos locais mais afetados no Brasil pelo surto do vírus Zika, transmitido por mosquitos que espalharam desespero e medo em toda a região. As mulheres grávidas que foram infectadas pelo vírus começaram a ter bebês, como Ludmylla, que apresentam microcefalia, uma desordem neurológica rara. Caracterizada pelo crescimento defeituoso do cérebro, com cabeças anormalmente pequenas ao nascer, esta condição devastadora está associada ao desenvolvimento cognitivo, motor e psicológico, bem como crises epilépticas. Esses bebês, às vezes, morrem sem completar um ano. Ludmylla, que é incapaz de manter a cabeça erguida ou falar, poderia sobreviver até a adolescência, dependendo do estágio de sua deficiência . Não há cura conhecida.

Quatro dias por semana, Ivalda levanta-se às três da manhã para preparar Ludmylla para um longo dia de viagem e consultas médicas. Anteriormente, o único membro empregado da família, Ivalda foi forçada a abandonar seu trabalho quando a mãe do bebê, a nora de 21 anos, ficou incapaz de cuidar de sua criança doente. Hoje, a família se esforça para sobreviver na escassa aposentadoria da mãe de Ivalda e o benefício social pago pelo governo para Ludmylla. Estima-se que cuidar de uma criança com microcefalia poderia custar mais US $200.000 por ano em despesas médicas. A renda anual média de uma família como a Ivalda é de US$6.500.

custar mais US $200.000 por ano em despesas médicas. A renda anual média de uma família

31 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

A situação de Ivalda reflete os desafios que enfrentam milhares de outras

famílias afetadas por Zika em todo o Brasil, a maioria das quais vive em comunidades pobres e desatendidas. Mas ao contrário de muitos deles, Ivalda tem acesso à FG Comunidade e seu projeto pioneiro, que apóia os bebês e seus cuidadores.

“PERCEBEMOS QUE ALGO ESTAVA TERRIVELMENTE ERRADO”

“Alguns anos atrás, víamos apenas dois ou três casos de microcefalia por ano”, explica a Dra. Maria Rozivera, uma das principais neurocirurgiões

pediátricas afiliadas à Fundação Altino Ventura no Brasil. “Então, de repente, no início de 2015, havia cinco ou 10 casos chegando aos hospitais todos os dias e percebemos que algo estava terrivelmente errado”. Ao final do ano, mais de 1.900 bebês tinham nascido em Pernambuco com Zika relacionada

à microcefalia - um surto incomparável da doença que sobrecarregou a comunidade médica.

A maioria desses casos, explica Dra. Rozivera, eram de áreas empobrecidas,

onde o saneamento precário, os serviços de saúde pública inadequados e a presença de água parada se combinam para proporcionar um criadouro para o mosquito aedes aegypti - o transmissor do vírus Zika.

Trabalhando em colaboração entre as especialidades, pesquisadores incluindo Dra. Rozivera eventualmente identificaram uma forte ligação entre o vírus Zika e a microcefalia. Embora não haja vacina para a condição, estudos mostram que cuidados e exercícios iniciais podem melhorar a vida dos bebês. Esta foi uma catástrofe de saúde pública, disse Dra. Rozivera, mas houve um resultado positivo. “As pessoas em toda a classe médica - de pesquisadores a oftalmologistas e radiologistas - comprometeram-se em resolver a crise juntos”.

“PEQUENAS COISAS COMEÇARAM A CRESCER EM ALGO MAIOR”

Enquanto isso, professores de vários departamentos do UniFG–Centro Universitário começaram a discutir o que poderiam fazer juntos para minimizar

o sofrimento desses bebês com deficiência aguda e suas famílias. A professora

de psicologia Maria de Fatima Casa Nova e a professora de direito Alessandra Bahia organizaram um Congresso da Microcefalia na instituição, em junho de 2016, reunindo profissionais em áreas como Medicina, Pesquisa e Direito, para explorar como enfrentar a epidemia.

A ideia de criar um programa centrado na microcefalia que tivesse uma visão

mais ampla do cuidado familiar cresceu organicamente dessas discussões exploratórias. O programa seria alojado na FG Comunidade, que está próxima a um campus da instituição. Em setembro de 2016, o programa de microcefalia da clínica abriu suas portas, com Fátima e Alessandra dando as boas vindas aos primeiros pacientes. A clínica oferece uma gama de cuidados interprofissionais a famílias como a de Ludmylla, incluindo fisioterapia para promover o desenvolvimento motor dos bebês. O objetivo é reduzir a dor muscular e garantir uma maior autonomia em suas vidas. Ajudar as mães a lidar com suas vidas emocionalmente sobrecarregadas também é crítico. “Elas estão deprimidas e lutam pela criança saudável que sonharam ter”, explica Casa Nova. Em resposta, a clínica oferece consultoria psicológica e familiar para as mães e aconselhamento jurídico para promover e proteger seus direitos.

MAIS DE 600
MAIS DE
600
50
50

ESTUDANTES DA

UniFG–CENTRO

UNIVERSITÁRIO

JÁ ATUARAM

NA FG

COMUNIDADE

FAMÍLIAS

AFETADAS PELA

MICROCEFALIA

SE

BENEFICIARAM

DOS SERVIÇOS

DA CLÍNICA

UNIVERSITÁRIO JÁ ATUARAM NA FG COMUNIDADE FAMÍLIAS AFETADAS PELA MICROCEFALIA SE BENEFICIARAM DOS SERVIÇOS DA CLÍNICA
UNIVERSITÁRIO JÁ ATUARAM NA FG COMUNIDADE FAMÍLIAS AFETADAS PELA MICROCEFALIA SE BENEFICIARAM DOS SERVIÇOS DA CLÍNICA
UNIVERSITÁRIO JÁ ATUARAM NA FG COMUNIDADE FAMÍLIAS AFETADAS PELA MICROCEFALIA SE BENEFICIARAM DOS SERVIÇOS DA CLÍNICA

32

O programa de estágio de estudantes da clínica é fundamental para

o sucesso da iniciativa. “Foi uma via de mão dupla “, diz Casa Nova. “Nós queríamos ajudar a comunidade e dar aos nossos estudantes a oportunidade de aplicar na clínica o que eles estavam aprendendo na sala de aula.” O centro, ela diz, “era como um embrião; as pequenas coisas começaram a se tornar algo maior. “Desde sua abertura mais de 600 estudantes do UniFG–Centro Universitário das áreas de Enfermagem, Psicologia, Nutrição e Direito, participaram do programa de estágio e cerca de 50 crianças afetadas por Zika e suas famílias têm os beneficios de seus serviços. “Fiquei surpresa com o fato de uma instituição de ensino entrar nesta crise tão rapidamente e tão profundamente”, diz o Dra. Rozivera, que se tornou uma valiosa assessora do projeto.

PROMOVENDO UMA CULTURA DE COLABORAÇÃO

A colaboração interdisciplinar com foco em uma missão social tem

sido uma marca registrada no UniFG–Centro Universitário. Pierre Lucena, seu reitor, reforça essa abordagem cooperativa e orientada para a missão, reunindo estudantes e professores de diferentes áreas para estimular discussões sobre como enfrentar os desafios sociais. “[Estudantes] não querem apenas estar na sala de aula, querem aprender na prática e aplicar o que aprendem para beneficiar a comunidade “, explica. “Na clínica, os estudantes experimentam uma realidade diferente e vêem disciplinas diversas trabalhando juntas”.

Lucena acredita que o UniFG–Centro Universitário tem a responsabilidade exclusiva de se engajar socialmente, com comunidades carentes em seus arredores. “Espero que o que fizemos aqui se torne um modelo para outras instituições de ensino, porque acredito que o que acontece na prática é ainda mais importante do que o que acontece na sala de aula. sala de aula”.

“É UMA COLABORAÇÃO QUE NUNCA TERMINA”

Embora a incidência de microcefalia relacionada à Zika no Brasil tenha caído drasticamente no último ano, a demanda da comunidade pelos serviços da clínica continua a crescer. “É uma colaboração que nunca acaba”, diz Fátima, enquanto ela e Alessandra trocam sorrisos. Olhando para o futuro, ambas sentem uma sensação de urgência para expandir os serviços da clínica. Reconhecendo que a grande maioria dos mosquitos se reproduzem em casas, a clínica planeja educar as famílias sobre problemas ambientais e de saúde pública. Elas também oferecerão aulas de nutrição, higiene e artes culinárias. “Nossa maior conquista, a longo prazo, pode ser a revelação dos problemas invisíveis que enfrentam os mais pobres em nossa sociedade”, diz Casa Nova. “Todos os dias, estamos treinando a próxima geração a continuar esse tipo de abordagem holística para servir a comunidade, estar conscientes das realidades em torno delas e tornar-se seres humanos melhores”.

Fotos de Dalvy Pedro Rafael de Arruda, estudante de Comunicação Social, Rádio, TV e mídia digital no Centro Universitário dos Guararapes (UniFG)

“NOSSA MAIOR REALIZAÇÃO, A LONGO PRAZO, PODE SER REVELAR OS PROBLEMAS INVISÍVEIS QUE OS MAIS POBRES NA NOSSA SOCIEDADE ENFRENTAM”

QUE OS MAIS POBRES NA NOSSA SOCIEDADE ENFRENTAM” SOBRE CHRISTY MACY Christy Macy é escritora independente
QUE OS MAIS POBRES NA NOSSA SOCIEDADE ENFRENTAM” SOBRE CHRISTY MACY Christy Macy é escritora independente
QUE OS MAIS POBRES NA NOSSA SOCIEDADE ENFRENTAM” SOBRE CHRISTY MACY Christy Macy é escritora independente

SOBRE CHRISTY MACY

Christy Macy é escritora independente e consultora de comunicações. De 2000 a 2015, foi Diretora de Publicações da International Youth Foundation (IYF), onde foi co-autora do Our Time Is Now, um livro que apresenta jovens empreendedores sociais em todo o mundo, que lideram mudanças em suas comunidades. Antes de se juntar à IYF, Macy serviu como redatora de discursos da Casa Branca para a Primeira Dama Hillary Clinton.

33 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

FUNDANDO UM HOSPITAL DE SERVIÇO COMPLETO PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES VITAIS NO NÍGER

COMPLETO PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES VITAIS NO NÍGER REPÚBLICA DO NÍGER DR. MAHAMAN MOUSSA WALDEN UNIVERSITY
COMPLETO PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES VITAIS NO NÍGER REPÚBLICA DO NÍGER DR. MAHAMAN MOUSSA WALDEN UNIVERSITY

REPÚBLICA

DO NÍGER

DR. MAHAMAN MOUSSA

WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD

MOUSSA WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD Foi ao imigrar para os Estados Unidos que

Foi ao imigrar para os Estados Unidos que o Dr. Mahaman Moussa realmente aprendeu sobre o valor e o impacto do serviço comunitário. Ele chegou aos EUA do país africano do Níger para buscar uma especialidade em medicina veterinária e acabou por obter bacharelado e mestrado em enfermagem, bem como sua designação de enfermeiro (NP). Ele agora atua como docente no programa de enfermeiros na Walden University. Sua jornada de imigrante para membro da comunidade, para educador - e agora agente de mudança em seu país de origem - foi preenchido com desafios e, em última instância, capacitação.

O Dr. Moussa agora divide seu tempo entre os Estados Unidos e o Níger, já que ele fundou recentemente um hospital de serviço completo no pais junto com sua esposa, Dra. Fatchima Moussa, que também é uma enfermeira certificada e parceira-chave no país e no exterior. Depois de muitos anos vivendo nos Estados Unidos, ele começou a viajar de volta ao Níger, que ocupa o segundo lugar entre os países e territórios do mundo no Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas, uma avaliação da saúde, educação e padrão de Vida que indica prosperidade geral em todo o mundo.

“Eu notei uma deficiência no atendimento [médico] quando comecei a viajar para o meu país”, disse o Dr. Moussa. “Eu estava habilitado a fazer algo”. Aplicando conhecimentos em serviço e medicina promovidos ao longo de seus muitos anos de distância do Níger, ele começou a construir relacionamentos com líderes comunitários e avaliar as necessidades médicas no país. Em 2015, ele fundou o Centro Médico Raouda no oeste do Níger. O hospital de 50 camas abriu suas portas em agosto de 2016.

MAIS DE 500
MAIS DE
500

PACIENTES ATENDIDOS NOS PRIMEIROS SEIS MESES DE OPERAÇÃO

Níger ocupa o segundo lugar no último Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas

SEIS MESES DE OPERAÇÃO Níger ocupa o segundo lugar no último Índice de Desenvolvimento Humano das

34

34 Desde a sua abertura, o centro já atendeu mais de 500 pacientes com baixo ou

Desde a sua abertura, o centro já atendeu mais de 500 pacientes com baixo ou nenhum custo e está equipado com a mais recente tecnologia, permitindo a oferta de uma variedade de serviços em medicina geral, cirurgia, pediatria, saúde mental e cuidados ginecológicos. O trabalho do centro já é bem reconhecido no país: o atual presidente da República do Níger visitou o hospital nos últimos meses.

“Nossa instalação é única e estamos treinando a próxima geração de provedores de serviços de saúde em nossa nação”, disse o Dr. Moussa. O modelo que ele desenvolve traz provedores de saúde e estudantes de todo o país para prestar serviços no hospital, e também para fazer treinamentos em técnicas baseadas em evidências. Todo esse sucesso foi conquistado, mas o Dr. Moussa credita muito ao apoio e o empoderamento fornecidos pela comunidade da Walden University.

“Isso não teria acontecido sem o apoio de Walden”, disse

o Dr. Moussa. Desde o início, o Diretor da Escola de

Enfermagem, Dr. Andrea Lindell, tem sido um dos principais apoiadores, juntamente com a Diretora do Programa de Enfermagem, Dra. Linda Steele, que disse ao Dr. Moussa que

o que ele estava fazendo era da “maior importância” para a missão de mudança social da Walden.

Além disso, a colega do Dr. Moussa no corpo docente de enfermagem, Dr. Jeani Thomas, ajudou-o a garantir doações em espécie para uma clínica médica móvel de serviço completo, que permite ao Centro Médico Raouda expandir suas capacidades e ofertas. Dos mais altos níveis de liderança em Walden, o Dr. Moussa se sentiu apoiado e habilitado, algo que o libertou para empreender um trabalho que realmente está criando mudanças duradouras em seu país de origem.

“NOSSA INSTALAÇÃO É ÚNICA E ESTAMOS TREINANDO A PRÓXIMA GERAÇÃO DE PROVEDORES DE SERVIÇOS DE SAÚDE EM NOSSA NAÇÃO”.

INSTALAÇÃO É ÚNICA E ESTAMOS TREINANDO A PRÓXIMA GERAÇÃO DE PROVEDORES DE SERVIÇOS DE SAÚDE EM
INSTALAÇÃO É ÚNICA E ESTAMOS TREINANDO A PRÓXIMA GERAÇÃO DE PROVEDORES DE SERVIÇOS DE SAÚDE EM

35 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

MUDANDO O JOGO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

+ COLABORADORES MUDANDO O JOGO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA BRASIL ISABEL CRISTINA SIQUEIRA DA SILVA |
BRASIL
BRASIL

ISABEL CRISTINA SIQUEIRA DA SILVA | LUAN CARLOS NESI

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS (UNIRITTER)

HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD

Uma equipe de estudantes e professores do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) acredita que
Uma equipe de estudantes e professores do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) acredita que
Uma equipe de estudantes e professores do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) acredita que

Uma equipe de estudantes e professores do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) acredita que as novas tecnologias têm o potencial de preparar as pessoas com deficiência para situações da vida real. Uma equipe de estudantes do curso de jogos digitais da UniRitter, liderada pelos professores Isabel Cristina Siqueira da Silva e Luan Carlos Nesi, fez parceria com uma escola local de educação especial para construir um ambiente virtual “gamizado”, emparelhado com tecnologias interativas, que permitem que jovens participantes aprendam e melhorem de forma lúdica suas habilidades do dia a dia, fazendo tarefas comuns.

que jovens participantes aprendam e melhorem de forma lúdica suas habilidades do dia a dia, fazendo
que jovens participantes aprendam e melhorem de forma lúdica suas habilidades do dia a dia, fazendo

“Os adolescentes com múltiplas desvantagens geralmente experimentam risco e vulnerabilidade social”, disse Siqueira da Silva. “Essas tecnologias ajudam a promover o acesso e a inclusão”.

O jogo desenvolvido pelos estudantes é dividido nos espaços físicos na

vida diária de uma pessoa, incluindo uma cozinha, sala de estar, banheiro

e quarto. Em seguida, simula tarefas como colocar sapatos, cozinhar uma

refeição, varrer a casa, escovar os dentes e usar o telefone. À medida que os participantes se movem pelos espaços e completam as tarefas, os estudantes de terapia ocupacional da instituição podem aconselhá-los e criar planos de tratamento com base nas tarefas com dificuldades.

A escola onde a tecnologia foi instalada tem mais de 400 estudantes e o

potencial para ser usada por pessoas com deficiências leves, moderadas

e graves. Como este método interativo de aprendizagem foi testado e

implementado, a resposta foi extremamente positiva. De maneira divertida, inclusiva e simples, o grupo da UniRitter está fazendo uso da tecnologia para mudar o jogo para pessoas com deficiência.

MAIS DE

400

ESTUDANTES DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL USANDO O JOGO

16

COLABORADORES DA UNIRITTER TRABALHANDO NO JOGO

36

FORNECENDO SERVIÇOS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA AS FAVELAS DO BRASIL

SERVIÇOS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA AS FAVELAS DO BRASIL BRASIL ANDRÉ HINSBERGER | VÍVIAN ANGÉLICA
BRASIL
BRASIL

ANDRÉ HINSBERGER | VÍVIAN ANGÉLICA DOS SANTOS MALVA

UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI (UAM) HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD

ANHEMBI MORUMBI (UAM) HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD Os professores da Universidade Anhembi Morumbi (UAM), André

Os professores da Universidade Anhembi Morumbi (UAM), André Hinsberger

e Angélica dos Santos Malva, chamam o programa que eles realizam nas favelas

do Brasil um esforço de “cidadania”, em vez de apenas serviços comunitários. Ao

envolver os estudantes de naturologia da UAM, eles estão fornecendo não só alívio

e cuidado para a população dessas localidades, mas também estão educando-os

para além das habilidades de sua atividade de mercado. Esse é o serviço que instrui na cidadania.

O centro que os dois professores operam, em parceria com a UAM, é chamado Casa

do Zezinho e presta serviços integrados de saúde e educação para a comunidade, incluindo serviços de acupuntura, meditação, yoga e psicologia. Estudantes da UAM realizam mais de 1.500 consultas por mês.

“Nossos estudantes aprendem que fazem parte do ambiente em que vivem, e eles podem sentir que a mudança social pode começar com eles”, disse Hinsberger. Aprender essa mentalidade teve um grande efeito em Vivian Angélica dos Santos Malva, que agora é professora de naturologia aplicada na UAM mas, anteriormente, era estudante na instituição. Durante seu tempo como estudante, ela serviu na Casa

do Zezinho, e foi o primeiro lugar onde ela teve contato com um verdadeiro paciente.

O trabalho que o centro faz se tornou sua paixão e, quando se tornou professora da

UAM, ela começou a supervisionar os estudantes que trabalhavam na clínica.

A Casa do Zezinho está em operação há mais de 20 anos e continua a construir

novas parcerias com um conjunto diversificado de atores, incluindo o governo brasileiro, grandes corporações e outras ONGs. Mas, para Hinsberger e Malva, o que sempre será o mais importante é que seus estudantes aprendam os princípios

fundamentais da cidadania, enquanto aplicam seus estudos de uma maneira em que prestam assistência.

MAIS DE

1,500

CONSULTAS

REALIZADAS AOS

MEMBROS DA

COMUNIDADE

MENSALMENTE

MAIS DE

20

ANOS DE OPERAÇÃO DA CASA DO ZEZINHO

“NOSSOS ESTUDANTES APRENDEM QUE FAZEM PARTE DO AMBIENTE EM QUE VIVEM, E ELES PODEM SENTIR QUE A MUDANÇA SOCIAL PODE COMEÇAR COM ELES

37 37

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

FACULTY AND STAFF

CRIANDO UM LABORATÓRIO DE MODA PARA CAPACITAR PRESOS DO SEXO FEMININOS

LABORATÓRIO DE MODA PARA CAPACITAR PRESOS DO SEXO FEMININOS ÍNDIA BELA GUPTA | DR. BHAVNA CHADHA
ÍNDIA
ÍNDIA

BELA GUPTA | DR. BHAVNA CHADHA | ANTONIO MAURIZIO GRIOLI

PEARL ACADEMY HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD

Os professores da Pearl Academy estão se voltando contra as formas em que a moda e o design são comumente categorizados. Eles não querem que seus estudantes vejam apenas as definições tradicionais e interações do mundo da moda, querem que os estudantes saibam que podem ser agentes de mudança.

“Na maioria dos lugares do mundo, a moda é incompreendida”, disse Antonio Mauricio Grioli, chefe de área da Escola de Moda, Estilo e Têxteis da Pearl Academy. “Queremos que os estudantes saibam que essa poderia ser uma forma de capacitar as pessoas”. Junto com a professora associada Bela Gupta e a Vice-presidente Corporativa e Relações Empresariais Dr. Bhavna Chadha, Grioli ajudou a estabelecer uma parceria com uma prisão local para criar uma laboratório de moda para mulheres reclusas.

Grioli ajudou a estabelecer uma parceria com uma prisão local para criar uma laboratório de moda
Grioli ajudou a estabelecer uma parceria com uma prisão local para criar uma laboratório de moda

38

O Pearl Academy Fashion Laboratory da Prisão Tihar, em

Delhi, é a primeira iniciativa do seu tipo na Índia. Tihar é o maior complexo prisional da Índia e tem mais de 550 presas ao mesmo tempo. Onde outros viram desespero, a equipe da Pearl Academy viu a oportunidade. Estudantes e professores vinham realizando projetos de pequena escala em Tihar há vários anos, mas Grioli, Chadha e Gupta acreditaram que uma iniciativa muito maior era possível.

Com o apoio da Pearl Academy, da PrisãoTihar e de vários parceiros da comunidade, eles criaram o Pearl Academy

Fashion Laboratory na prisão, com o objetivo de capacitar

as mulheres reclusas e capacitá-las em habilidades que irão

atendê-las muito depois do tempo na prisão. O laboratório

é uma instalação de última geração com equipamentos

para fabricação de padrões, costura e construção de peças de vestuário. Ele abriu em fevereiro de 2017, mas iniciou a ingestão de internos para receber treinamento e certificações

no final de 2016. Haverá cápsulas de 45 dias durante todo

o ano que treinam mulheres em uma variedade de áreas,

todas oferecendo o potencial de obter um certificado de Pearl

quando completá-los.

Os estudantes foram parte integrante do Laboratório de Moda desde o início. Mesmo antes do início das atividades, pintaram murais, treinaram mulheres na prisão e construíram relacionamentos que levaram a um bom lançamento da iniciativa. Os membros da Pearl sabem que o envolvimento dos estudantes deve ser fundamental para o projeto e que é uma parte valiosa da ‘experiência Pearl’.

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

“Estamos provando que moda e design podem ter um grande impacto social”, disse o Dr. Bhavna Chadha. Os estudantes são encorajados a co-projetar tudo com os presos envolvidos nas cápsulas. Este método beneficia ambas as partes, à medida que os estudantes aprendem a colaborar e liderar equipes, e as mulheres em treinamento se beneficiam do conhecimento e habilidade dos estudantes da Pearl.

Como é o caso na maioria dos sistemas penitenciários em todo o mundo, muitos dos presos cresceram na pobreza

e provavelmente retornarão a ambientes empobrecidos e

desfavorecidos, uma vez que terminem suas penas. A equipe do Fashion Laboratory espera que, através do treinamento e

do desenvolvimento de habilidades que o laboratório ofereça, essas mulheres terão novas ferramentas para sair da pobreza

e buscar futuros melhores depois de deixar Tihar. O projeto,

por sua vez, está abrindo as mentes dos estudantes da Pearl, que nunca esperavam um dia trabalhar ao lado de detentos da maior prisão de seu país. À medida que o paradigma

é desafiado, a equipe da Pearl Academy sabe que novas possibilidades irão dominar.

“ONDE OUTROS VIRAM DESESPERO, A EQUIPE DA PEARL ACADEMY VIU A OPORTUNIDADE

que novas possibilidades irão dominar. “ONDE OUTROS VIRAM DESESPERO, A EQUIPE DA PEARL ACADEMY VIU A
que novas possibilidades irão dominar. “ONDE OUTROS VIRAM DESESPERO, A EQUIPE DA PEARL ACADEMY VIU A

39 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

FORNECER ESPERANÇA COM O RECONHECIMENTO DA PROPRIEDADE DA TERRA NAS COMUNIDADES BRASILEIRAS

DA PROPRIEDADE DA TERRA NAS COMUNIDADES BRASILEIRAS BRASIL CIBELE GRALHA MATEUS CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS
BRASIL
BRASIL

CIBELE GRALHA MATEUS

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS (UNIRITTER) HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD

DOS REIS (UNIRITTER) HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD O tema da governança e regularização da terra

O tema da governança e regularização da terra tem sido cada vez mais falado no Brasil, desde a passagem de alguns estatutos importantes, no final dos anos 1990 e início dos anos 2000. Com os núcleos urbanos crescentes em todo o país, o desenvolvimento contínuo da indústria e a necessidade de habitação para aqueles que migram para esses grandes centros urbanos, o governo brasileiro tornou-se mais focado do que nunca em como os assentamentos informais tornaram-se legalmente formalizados e seus habitantes protegidos pela lei.

Este foi o ambiente que uma pequena equipe da área de direito do Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) encontrou quando entrou em acordo com o município de Canoas, em 2012, concordando em ajudar a legalizar a propriedade de terra para as populações locais. Desde que começou a trabalhar na comunidade, em 2012, o projeto cresceu para incluir mais estudantes, professores e colaboradores da instituição e continua a beneficiar milhares na comunidade.

MAIS DE 5000
MAIS DE
5000

PEDAÇOS

DE TERRA

LEGALIZADOS

MAIS DE 23 MIL

PESSOAS BENEFICIADAS PELO PROJETO

40

40

40 40 No Brasil, o governo reconhece que há um grande problema com a forma como

No Brasil, o governo reconhece que há um grande problema com a forma como as pessoas obtêm e reivindicam terra no país. Um sistema, em grande parte informal, que resulta em muitos assentamentos não planejados, que prejudicam as capacidades econômicas, ambientais e sociais dessas áreas. É um problema de várias camadas, que muitas vezes atinge o socialmente vulnerável com mais força, já que, terras são vendidas de forma fraudulenta, fazendo acreditar que a compra é legítima e resultará em propriedade absoluta. Na realidade, muitas vezes é uma artimanha para obter um lucro rápido. Ou as populações marginalizadas migrarão para esses centros urbanos em crescimento para encontrar trabalho, mas não encontrarão opções de habitação que possam pagar. Eles são então forçados a fazer uma casa em assentamentos informais, muitas vezes perigosos, sem nenhuma esperança real de propriedade de seu próprio espaço.

No município de Canoas, a UniRitter, juntamente com a prefeitura, vem trabalhando para corrigir esses complexos problemas, através de uma abordagem legal e social. O projeto é liderado por Cibele Gralha Mateus, professora de direito na instituição. A cada semestre, 12 estudantes da UniRitter trabalham cinco dias por semana na prefeitura de Canoas. Eles identificam casos no município onde a regularização da terra pode ocorrer, passando tempo na comunidade com aqueles que vivem na terra informalmente, para obter documentação oficial de propriedade da terra para famílias, quando possível. Ganhar a propriedade oficial de um pedaço de terra pode

transformar a vida de uma família. As famílias são muitas vezes obrigadas a ocupar pedaços de terra em situações ambientais perigosas, propensas a inundações e condições insalubres. O título de um terreno único em uma área segura pode fazer toda a diferença no sustento dessa família. Cibele Mateus sabe que ver o efeito da advocacia e da ação legal em uma situação da vida real é fundamental para a educação dos estudantes.

“Existe uma enorme diferença para os estudantes que participam do projeto”, disse Cibele. “Eles aprendem a teoria em sala de aula, mas no campo, eles vêem como isso pode mudar a vida de alguém”. O projeto da UniRitter está fazendo exatamente isso e, desde 2012, a equipe legalizou mais de 5.000 lotes de terras, beneficiando mais de 23.000 pessoas em Canoas. Cibele Mateus é um conselheira para seus estudantes, já que ela estudou e ensinou questões de governança de terras durante grande parte de sua carreira legal.

O programa tornou-se um modelo no país para este tipo de

trabalho, e muitas outras instituições e municípios buscaram informações sobre como a UniRitter trabalhou em parceria com a comunidade nessas regularizações. Por meio do seu progresso diário em ajudar os mais vulneráveis socialmente em sua comunidade, UniRitter e seus estudantes estão dando

às famílias brasileiras uma nova oportunidade de vida, com a

propriedade da terra.

“EXISTE UMA ENORME DIFERENÇA PARA OS ESTUDANTES QUE PARTICIPAM DO PROJETO, ELES APRENDEM A TEORIA EM SALA DE AULA, MAS NO CAMPO, ELES VÊEM COMO ISSO PODE MUDAR A VIDA DE ALGUÉM”.

DO PROJETO, ELES APRENDEM A TEORIA EM SALA DE AULA, MAS NO CAMPO, ELES VÊEM COMO

41 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

ENSINAR AOS JOVENS INOVADORES A SEREM EMPREENDEDORES SOCIAIS

ENSINAR AOS JOVENS INOVADORES A SEREM EMPREENDEDORES SOCIAIS MÉXICO ANGELICA CIFUENTES CALDERÓN UNIVERSIDAD DEL VALLE
ENSINAR AOS JOVENS INOVADORES A SEREM EMPREENDEDORES SOCIAIS MÉXICO ANGELICA CIFUENTES CALDERÓN UNIVERSIDAD DEL VALLE

MÉXICO

ANGELICA CIFUENTES CALDERÓN

UNIVERSIDAD DEL VALLE DE MÉXICO (UVM)

HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD

VALLE DE MÉXICO (UVM) HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD Quando começou a trabalhar na Universidad del
VALLE DE MÉXICO (UVM) HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD Quando começou a trabalhar na Universidad del

Quando começou a trabalhar na Universidad del Valle de México (UVM), Angelica Cifuentes Calderón estava ensinando teatro. Agora, depois de mais de 20 anos na instituição, ela lidera um grupo que apoia e capacita jovens empreendedores sociais em todo o país, e faz parte do lançamento de muitas empresas sociais de sucesso.

Para ela, tudo se resume a uma coisa: “Ensinar é verdadeiramente minha paixão”, disse Cifuentes, líder de responsabilidade social para os campi metropolitanos da UVM. Depois que teve filhos, Angelica sentiu ainda mais profundamente que cada pessoa deveria ter as mesmas oportunidades que ela queria para seus filhos. Ao longo dos anos, ensinou quase todas as disciplinas e agora se tornou uma líder chave no mundo da inovação social no México, com o que ela acredita abrir muitas oportunidades para os jovens.

Através de seu trabalho com a Enactus, uma organização global que apóia jovens que desejam aprender sobre o empreendedorismo, Angelica agora trabalha com mais de 240 estudantes da UVM e fez parte do lançamento de cinco empresas sociais de sucesso, todas gerenciadas e lideradas por jovens. Os projetos geralmente são baseados na venda de produtos feitos por comunidades desatendidas e proporcionam aos participantes meios de subsistência e capacitação.

O trabalho que Cifuentes lidera agora é uma combinação de todas as suas experiências passadas, suas muitas paixões e sua contínua crença de que os jovens têm a capacidade de liderar e iniciar projetos que podem ter um impacto significativo sobre a vida de muitos.

MAIS DE

240

ESTUDANTES DA UVM ENVOLVIDOS COM INICIATIVAS DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL

5

EMPRESAS SOCIAIS

BEM-SUCEDIDAS

LANÇADAS

DE 240 ESTUDANTES DA UVM ENVOLVIDOS COM INICIATIVAS DE EMPREENDEDORISMO SOCIAL 5 EMPRESAS SOCIAIS BEM-SUCEDIDAS LANÇADAS

42

FORNECENDO CUIDADOS MÉDICOS VITAIS AOS IMIGRANTES

42 FORNECENDO CUIDADOS MÉDICOS VITAIS AOS IMIGRANTES COSTA RICA NERY PARADA BONILLA UNIVERSIDAD LATINA DE COSTA
COSTA RICA
COSTA
RICA

NERY PARADA BONILLA

UNIVERSIDAD LATINA DE COSTA RICA (ULATINA)

HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD

DE COSTA RICA (ULATINA) HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD Estudantes do campus da Universidad Latina de

Estudantes do campus da Universidad Latina de Costa Rica (ULatina), em Santa Cruz, estão na linha de frente de ajuda dos imigrantes que entram no país, vindos de todas as partes do mundo. Em um pequeno acampamento para imigrantes na província de Guanacaste, Costa Rica, equipes da ULatina estão fornecendo os cuidados médicos e psicológicos necessários para aqueles em situação muito vulnerável. O projeto nasceu de uma parceria entre o departamento de enfermagem da instituição e várias organizações governamentais, e já está fornecendo cuidados vitais.

A

Dra. Nery Parada Bonilla, diretora da escola de enfermagem da ULatina, iniciou

o

projeto em 2016, depois de ver a imensa necessidade no campo de imigrantes e

percebendo como seus estudantes de enfermagem se beneficiariam da experiência prática do trabalho com pacientes. O governo do município de Guanacaste, o Ministério das Migrações e Imigração, o Ministério da Saúde e a Comissão Nacional de Emergências, são todos parceiros na ação.

Aqueles atendidos pelas abordagens, cerca de 200 pessoas, vêm de todo o mundo para a Costa Rica, muitos dos países africanos e também de outros países da América Latina. Eles fogem da perseguição, injustiça, pobreza e uma infinidade de outras situações. Suas necessidades médicas e psicológicas são variadas e a equipe da ULatina fez o seu melhor para encontrá-las, implantando uma abordagem interdisciplinar que envolve a participação dos departamentos de enfermagem, psicologia, fisioterapia, optometria e serviço social. A cada semana, pequenas equipes da ULatina, envolvendo 37 estudantes até agora, visitam o campo e atendem pacientes. “Não há necessidade de essas pessoas se sentir marginalizadas ou desatendidas”, disse Bonilla. “E, para os nossos estudantes, isso lhes permite ter uma perspectiva humanitária sobre enfermagem e assistência médica”.

MAIS DE

200

IMIGRANTES ATENDIDOS PELO PROGRAMA

MAIS DE

35

ESTUDANTES DA ULATINA SERVIRAM COMO VOLUNTÁRIOS NO CAMPO

MAIS DE 200 IMIGRANTES ATENDIDOS PELO PROGRAMA MAIS DE 35 ESTUDANTES DA ULATINA SERVIRAM COMO VOLUNTÁRIOS

43 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

CO-CRIANDO DESIGN SUSTENTÁVEL E RESILIENTE EM COMUNIDADES PORTUGUESAS

DESIGN SUSTENTÁVEL E RESILIENTE EM COMUNIDADES PORTUGUESAS P O R T U G A L ANA
DESIGN SUSTENTÁVEL E RESILIENTE EM COMUNIDADES PORTUGUESAS P O R T U G A L ANA

PORTUGAL

ANA MARGARIDA FERREIRA | EMÍLIA DUARTE | JOÃO BERNARDA

IADE PORTUGAL – UNIVERSIDADE EUROPEIA

HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD

Como você faz comunidades mais sustentáveis e resilientes através de um bom design? Esta é a questão que três professores da IADE, parte da Universidade Europeia em Portugal, pretendem responder em um projeto conhecido como L3. A iniciativa colaborativa cresceu para incluir mais de 500 estudantes, duas outras universidades da cidade e inúmeros membros da comunidade. O que começou como um exercício principalmente acadêmico tornou-se um programa bem conhecido em Lisboa, que está fazendo grandes melhorias, ao mesmo tempo que oferece aos estudantes uma educação sobre como uma abordagem multidisciplinar pode produzir um design criativo e pensativo.

Quando o projeto começou, em julho de 2015, a equipe da

IADE colaborou com outras duas universidades parceiras,

o Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa e

a Escola de Ciências Sociais e Humanas da Universidade

NOVA de Lisboa, e foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Eles começaram a fazer pesquisas sobre desafios sociais da cidade que poderiam ser resolvidos pelo design. É assim que todo projeto L3 começa, com pesquisa etnográfica dos estudantes em parceria com membros da comunidade.

MAIS DE 500
MAIS DE
500
MAIS DE 120
MAIS DE
120
17
17

ESTUDANTES ENVOLVIDOS EM PROJETOS L3

PROJETOS

CONCLUÍDOS

PELA L3

COLABORAÇÕES COM INSTITUIÇÕES, EMPRESAS OU ASSOCIAÇÕES EM COMUNIDADES

EM PROJETOS L3 PROJETOS CONCLUÍDOS PELA L3 COLABORAÇÕES COM INSTITUIÇÕES, EMPRESAS OU ASSOCIAÇÕES EM COMUNIDADES
EM PROJETOS L3 PROJETOS CONCLUÍDOS PELA L3 COLABORAÇÕES COM INSTITUIÇÕES, EMPRESAS OU ASSOCIAÇÕES EM COMUNIDADES

44

44 “Os estudantes começam a ver os problemas que eles podem estar escondidos nas comunidades”, disse
44 “Os estudantes começam a ver os problemas que eles podem estar escondidos nas comunidades”, disse

“Os estudantes começam a ver os problemas que eles podem estar escondidos nas comunidades”, disse João Bernarda, pesquisador da L3 e professor de design da IADE. “Então eles começam a entender que possuem conhecimentos e habilidades que poderiam e deveriam usar para o bem-estar da sociedade”. Muitas vezes, essa consciência vem devido ao contato que os estudantes podem ter com os membros da comunidade, durante o processo de pesquisa inicial, quando eles trabalham em colaboração com a área local.

Os dois outros coordenadores da L3, Ana Margarida Ferreira e Emília Duarte, ambos professores adjuntos da IADE, enfatizam que o objetivo da colaboração não é apenas gerar soluções, mas também rastrear por que essas questões existem e resolvê-las conscientemente com as partes interessadas locais. Isso é feito por intermédio de uma abordagem multidisciplinar da IADE e seus parceiros universitários e leva a soluções que são “de propriedade” da comunidade local. Os professores da IADE geralmente integram projetos ou necessidades da L3 em seus cursos e, assim, criam uma espécie de “sistema de camada” que envolve toda a comunidade universitária na resolução de problemas.

“Estamos construindo novas soluções para ajudar as populações a alcançar maior valor econômico, social e

tecnológico”, disse Ferreira. Os grupos L3 realizaram mais de 120 projetos, concentrando-se em tudo, desde

a manutenção da cultura e tradições locais até comunidades e eventos de marca, criando espaços para a juventude aprender sobre empregabilidade e ativismo.

“Nós ficamos muito felizes quando vemos os estudantes entenderem que eles têm o poder de mudar

o mundo”, disse Ferreira. Ela sabe que esses estudantes capacitados estão aprendendo esta lição nas

comunidades em seu entorno e que eles levarão esse novo conhecimento em qualquer trabalho que decidam fazer em seguida.

em qualquer trabalho que decidam fazer em seguida. “NÓS FICAMOS MUITO FELIZES QUANDO VEMOS OS ESTUDANTES
em qualquer trabalho que decidam fazer em seguida. “NÓS FICAMOS MUITO FELIZES QUANDO VEMOS OS ESTUDANTES

“NÓS FICAMOS MUITO FELIZES QUANDO VEMOS OS ESTUDANTES ENTENDEREM QUE ELES TÊM O PODER DE MUDAR O MUNDO

seguida. “NÓS FICAMOS MUITO FELIZES QUANDO VEMOS OS ESTUDANTES ENTENDEREM QUE ELES TÊM O PODER DE

45 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

CORPO DOCENTE + COLABORADORES

LANÇANDO UM MODELO DE CASAS PARA MATERNIDADE NA ÁFRICA

LANÇANDO UM MODELO DE CASAS PARA MATERNIDADE NA ÁFRICA CAMARÕES JONAS NGUH WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADO PRÊMIOS
LANÇANDO UM MODELO DE CASAS PARA MATERNIDADE NA ÁFRICA CAMARÕES JONAS NGUH WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADO PRÊMIOS

CAMARÕES

JONAS NGUH

WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD

NGUH WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD Jonas Nguh, egresso da Walden University e atual

Jonas Nguh, egresso da Walden University e atual membro adjunto da instituição na pós-graduação em enfermagem, tem um coração de serviço, evidenciado por sua constante motivação para iniciar programas significativos, ganhar novos conhecimentos e servir às pessoas, independentemente de onde ele vá. Originalmente de Camarões e agora residente de Baltimore, Maryland, ele lançou recentemente um modelo para casas de maternidade na África subsaariana e, devido à clareza e ao sucesso da abordagem, o modelo já foi adotado em quatro países: Senegal, Zâmbia , Índia e Uganda.

Crescendo nos Camarões em uma família de mulheres, Nguh estava profundamente consciente dos grandes riscos que as mulheres, particularmente as mães, enfrentam. Ele é enfermeiro treinando e fez seu Ph.D. em Saúde Pública na Walden. À medida que adquiriu mais conhecimentos acadêmicos sobre cuidados de saúde, ele sabia que tinha que haver uma maneira melhor de cuidar das mães e também levantar as comunidades.

“Eu vi pessoalmente como as mulheres são, muitas vezes, privadas de direitos”, disse Nguh. “Eu queria me concentrar em capacitar esse grupo da população e melhorar suas condições de vida”. As estatísticas sobre saúde materna na África foram surpreendentes para Nguh, que ressalta que, nos países em desenvolvimento, a taxa de mortalidade materna é de 230 mulheres por 100.000 nascimentos, comparando com 16 mulheres por 100.000 nascimentos dos países desenvolvidos.

“EU SEMPRE ME IDENTIFIQUEI COM A MISSÃO DE MUDANÇA SOCIAL DA WALDEN”

46

46 O modelo que Nguh desenvolveu se concentra em princípios microeconômicos e é uma cooperativa comunitária,
46 O modelo que Nguh desenvolveu se concentra em princípios microeconômicos e é uma cooperativa comunitária,

O modelo que Nguh desenvolveu se concentra em princípios

microeconômicos e é uma cooperativa comunitária, convidando

todos os envolvidos a se sentirem proprietários do espaço físico e, eventualmente, da saúde das mulheres em sua comunidade. Toma

a forma de uma instalação obstétrica residencial onde as mulheres

podem permanecer antes do parto e receber todos os cuidados médicos de que necessitam. É verdadeiramente um esforço comunitário, pois é

parcialmente apoiado por atividades geradoras de receita realizadas por outras mulheres na comunidade, como jardinagem, criação de animais

e apicultura. A sustentabilidade a longo prazo deste modelo foi o fator

mais importante para Nguh, e ele foi encorajado a ver o modelo adotado em outros países e contextos. Ele estima que já afetou mais de dois milhões de pessoas.

Esse esforço para melhorar a saúde materna em sua África natal não é

o

único tipo de serviço que Nguh assumiu nos últimos anos; ele liderou

e

iniciou projetos comunitários toda a sua vida, tudo motivado por sua

paixão por devolver. Desde o momento em que chegou aos Estados Unidos, ainda jovem, ele se apaixonou por ajudar outros imigrantes a se adaptarem às suas novas vidas. Isto o levou a iniciar uma organização sem fins lucrativos que liga os imigrantes aos serviços e suporte em suas áreas. Ele também notou a lacuna na advocacia para pessoas com deficiências de desenvolvimento, durante seu tempo trabalhando como enfermeiro em um centro de vida assistida. Ele então iniciou uma pequena unidade de assistência em Baltimore, que atua nessa lacuna específica. Ele também viajou para o Haiti, em 2010, para ajudar com

as consequências do terremoto lá. E como professor de enfermagem,

ele desafiou seus estudantes a iniciarem seus próprios projetos sociais, eventualmente apoiando um projeto particularmente forte, que

arrecadou mais de US$ 1 milhão para fornecer vacinas a refugiados em todo o mundo. Com sua história focada no social, se tornar um professor da Walden foi algo natural.

“Eu sempre me identifiquei com a missão de mudança social da Walden”, disse Nguh. Isso não é uma surpresa, dado o seu histórico pessoal que ele espera ressoar com seus estudantes e com todos os quais ele entra em contato.

4
4
seus estudantes e com todos os quais ele entra em contato. 4 PAÍSES ONDE O MODELO

PAÍSES ONDE O MODELO FOI IMPLEMENTADO

ÍNDIA
ÍNDIA

SENEGAL

UGANDA

ZÂMBIA

MAIS DE 2 MILHÕES

DE PESSOAS AFETADAS PELO MODELO DE SAÚDE MATERNA DE NGUH

IMPLEMENTADO ÍNDIA SENEGAL UGANDA ZÂMBIA MAIS DE 2 MILHÕES DE PESSOAS AFETADAS PELO MODELO DE SAÚDE

47 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

MAPEANDO O IMPACTO DE UMA REDE QUE É HERE FOR GOOD

Em todo o mundo, em cada campus e em todos os programas, estudantes, graduados, professores
Em todo o mundo, em cada campus e em
todos os programas, estudantes, graduados,
professores e colaboradores da Laureate
estão afetando suas comunidades de
maneira profunda. O prêmio anual Here for
Good é a nossa oportunidade de reconhecer
exemplos excepcionais deste trabalho.
Neste relatório, reunimos essas histórias,
mostrando o poder exclusivo de uma rede
verdadeiramente global.
SPENCER LALK
University of St. Augustine
(San Diego, California, EUA)
JENNIFER ERICKSON
Walden University
(Richmond, Virginia, EUA)
• STUDENTS AND
TEACHERS FROM UNP
Universidade Potiguar
(UnP)
(Natal, Brasil)
• CAROLINA ZUHEILL
ROSALES
Universidad Del Valle
De México (UVM)
(Guadalajara, Mexico)
• ANGELICA CIFUENTES
CALDERÓN
Universidad del Valle
de México (UVM)
(Cidade do México, México)
• CIBELE GRALHA
MATEUS
Centro Universitário
Ritter dos Reis (UniRitter)
(Porto Alegre, Brasil)
• NIXON WUMARIO
PINEDA MEJIA
Universidad Tecnológica De
Honduras (UNITEC Honduras)
(Tegucigalpa, Honduras)
• ANDRÉ HINSBERGER,
• VÍVIAN ANGÉLICA
DOS SANTOS MALVA
Universidade Anhembi
Morumbi (UAM)
(Sao Paulo, Brasil)
• FABRICIO ABARCA
• NERY PARADA BONILLA
• JUAN PABLO CASTILLO
Universidad Latina de
• JOSUÉ BERMÚDEZ
Universidad Latina
De Costa Rica (Ulatina)
(San José, Costa Rica)
Costa Rica (ULatina)
(San José, Costa Rica)
• ISABEL CRISTINA
SIQUEIRA DA SILVA
• LUAN CARLOS NESI
Centro Universitário
Ritter dos Reis (UniRitter)
(Porto Alegre, Brasil)
• RONEL ALMEYDA
MARTINEZ
Universidad Peruana de
Ciencias Aplicadas (UPC)
(Lima, Peru)
• MARIA DE FATIMA
CASA NOVA
• ALESSANDRA BAHIA
Centro Universitário dos
Guararapes (UniFG)
(Recife, Brasil)

48

• ANA MARGARIDA FERREIRA • EMÍLIA DUARTE • JOÃO BERNARDA IADE Portugal – Universidade Europeia
ANA MARGARIDA
FERREIRA
EMÍLIA DUARTE
JOÃO BERNARDA
IADE Portugal –
Universidade
Europeia
(Lisboa, Portugal)
• JONAS NGUH Walden University (Camarões) • MAHAMAN MOUSSA Walden University (República do Níger)
JONAS NGUH
Walden University
(Camarões)
MAHAMAN
MOUSSA
Walden University
(República do Níger)

• CARLOTA CORZO ÁLVAREZ Universidad Europea de Madrid (UEM) (Madri, Espanha)

• VIMBAI ANGELA BUTAWU Monash South Africa (MSA) (Joanesburgo, África do Sul)

• PRAMITI UPADHYAY University of Petroleum and Energy Studies (UPES) (Dehradun, Índia) • BELA GUPTA
PRAMITI UPADHYAY
University of Petroleum
and Energy Studies (UPES)
(Dehradun, Índia)
BELA GUPTA

• BHAVNA CHADHA

• ANTONIO MAURIZIO

GRIOLI

Pearl Academy

(Delhi, Índia)

(UPES) (Dehradun, Índia) • BELA GUPTA • BHAVNA CHADHA • ANTONIO MAURIZIO GRIOLI Pearl Academy (Delhi,

49 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

4 9 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD
| STUDENTS AND GRADUATES ISSO É A MISSÃO 50 50 HERE FOR GOOD ESTAMOS CRIANDO

| STUDENTS AND GRADUATES

ISSO É A MISSÃO

50 50

HERE FOR GOOD

ESTAMOS CRIANDO UMA COMUNIDADE DE IMPACTO

COM PROFESSORES E COLABORADORES INOVADORES E APAIXONADOS

Ensinando estudantes que se formam como cidadãos globais e engajados

PROFESSORES E COLABORADORES INOVADORES E APAIXONADOS Ensinando estudantes que se formam como cidadãos globais e engajados
PROFESSORES E COLABORADORES INOVADORES E APAIXONADOS Ensinando estudantes que se formam como cidadãos globais e engajados

51 51

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

(Foto no alto) Um grupo de voluntários GUIMEDIC com Zuheill, (abaixo) Zuheill com um paciente em uma clínica rural

52

ESTUDANTES + GRADUADOS

VENCEDORA DO HERE FOR GOOD AWARDS DE 2017

ACESSO AOS CUIDADOS DE SAÚDE PARA OS MAIS ISOLADOS DO MÉXICO: UM MOVIMENTO E MODELO DE MUDANÇA

MAIS ISOLADOS DO MÉXICO: UM MOVIMENTO E MODELO DE MUDANÇA MÉXICO CAROLINA ZUHEILL ROSALES Universidad del
MAIS ISOLADOS DO MÉXICO: UM MOVIMENTO E MODELO DE MUDANÇA MÉXICO CAROLINA ZUHEILL ROSALES Universidad del

MÉXICO

CAROLINA ZUHEILL ROSALES

Universidad del Valle de México (UVM)

Médica por formação, estudante de mestrado da UVM, Carolina Zuheill Rosales está fornecendo cuidados de saúde às populações mais isoladas no México.

Zuheill mobiliza mais de 1,200 voluntários por ano para trabalhar em clínicas móveis.

Muitos de seus pacientes vêm de populações indígenas que não falam a lingua espanhola

Zuheill foi reconhecida como YouthActionNet fellow local e Laureate Global Fellow por seu empreendimento empresarial social

Acima de uma pequena baía natural, situada nas montanhas da Serra Ocidental, no estado de Nayarit, no México, uma pequena fila de pessoas com camisas azuis escuras escala o terreno rochoso de uma encosta íngreme. Eles carregam mochilas pesadas e equilibram objetos acima de suas cabeças, escolhendo seus passos com cuidado. Um membro do grupo dá uma última olhada de volta para os dois barcos ancorados na baía, para confirmar que todos os suprimentos foram removidos e recebe um polegar para cima de uma mulher pequena, que fica ao lado dos guias do barco.

A mulher é Carolina Zuheill Rosales, e ela é a convocadora deste grupo de 20 profissionais médicos que estão

escalando para criar uma clínica de saúde temporária, em uma cidade conhecida como Zapote de Picachos. O grupo é organizado pela ONG que Zuheill fundou chamada GUIMEDIC e está completando uma árdua jornada para chegar a esta comunidade: a quatro horas e meia da segunda maior cidade do México, Guadalajara, viajam 40 minutos em pequenas embarcações no Rio Santiago e, finalmente, uma caminhada de 35 minutos carregando todos os suprimentos para a clínica. A comunidade é composta por cerca de 80 famílias indígenas Huichol, muitas das quais nunca deixarão seus limites, e eles se sussurram um ao outro na língua nativa de Huichol.

O grupo, composto principalmente por estudantes de medicina de Guadalajara, responderá às preocupações

médicas primárias daqueles que estão nesta comunidade, oferecendo suplementos vitamínicos de longo prazo e checando pacientes com condições e tratamentos em curso. Eles farão isso durante quatro horas no calor sufocante e depois empacotarão novamente para começar a viagem de volta para os barcos, nos carros e pelos caminhos escuros para Guadalajara. Zuheill vai despedir-se e sorrir suavemente enquanto as mulheres da comunidade enfiam bijuterias com contas em seus bolsos, ela irá dizer-lhes que não se preocupem, que voltará na semana que vem e, provavelmente, novamente, um mês depois disso. Mesmo após um dia de 18 horas cheio de diagnóstico intenso e tratamento na clínica, ela enviará para casa cada um de seus voluntários, com um sorriso e um sincero “obrigado”.

e tratamento na clínica, ela enviará para casa cada um de seus voluntários, com um sorriso

53 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

APOIO AO MÉXICO MAIS ISOLADO ATRAVÉS DE UM MODELO NÃO TRADICIONAL

Carolina Zuheill Rosales, de 31 anos, é médica de família por formação e receberá título de Mestre em Gestão de Saúde pela Universidad del Valle de México (UVM), em 2017. Em 2011, quando tinha apenas 25 anos, fundou a GUIMEDIC, que busca levar apoio médico de alta qualidade para aqueles que vivem em extrema pobreza e isolamento, em seu México natal. Sob a sua liderança, o impacto do grupo tem aumentado nos últimos anos; em 2016, a rede de mais de 1.200 voluntários atendeu mais de 55 mil pessoas, em cinco estados mexicanos. Eles também conduzem clínicas urbanas, desenvolvem materiais educacionais

e defendem políticas governamentais atualizadas que tornarão a assistência médica mais acessível para essas populações.

“Este trabalho não é para aqueles que têm um problema com condições difíceis”, diz Zuheill. Em qualquer semana, ela pode passar meio dia vendo pacientes em clínicas urbanas que atendem os mais pobres de Guadalajara, se encontra com doadores corporativos e farmacêuticos, convoca reuniões de voluntários e depois dedica seus fins de semana a viajar para os locais mais remotos que frequenta, muitas vezes chegando de barco, caminhadas ou avião pequeno, dormindo em uma barraca durante a noite e oferecendo serviços clínicos o dia todo.

Ela sempre focou seu trabalho nas populações mais esquecidas pela sociedade. Quando tinha 19 anos, escolheu ir a uma aldeia remota na montanhosa Jalisco para um ano de prática médica obrigatória que era necessário para continuar com seus estudos. Quando ela chegou, não havia suprimentos ou outros médicos na estrutura, e nem um local, que deveria servir como clínica. Na primeira semana de seu serviço, uma jovem mãe trouxe seu bebê de uma semana que esteve sempre doente para a clínica. Sem medicamentos ou suprimentos para fornecer tratamento adequado, Zuheill viu o bebê morrer em seus braços.

“Naquele momento, eu vi a realidade”, diz ela. “Este empreendimento começou com a simples pergunta: por que as pessoas viviam de maneira diferente de mim, com diferentes padrões de saúde?” Desde então, Zuheill tem estado em missão para fornecer acesso aos

cuidados médicos às populações mais isoladas do México. Ela trabalha principalmente com grupos indígenas, que compõem 21% da população

e muitas vezes falam suas próprias línguas. O governo mexicano

reconhece 62 línguas indígenas, e em muitas das comunidades onde a GUIMEDIC atua, a maioria das mulheres mais velhas não fala espanhol e depende dos homens que deixaram a aldeia - e podem se comunicar em espanhol - para traduzir por elas.

Zuheill construiu a GUIMEDIC desde o início e cresceu significativamente suas operações, mobilizando médicos e enfermeiros que doam seu tempo e habilidades, empresas farmacêuticas que doam medicação à causa e outras organizações sem fins lucrativos que fornecem espaços e suporte.

“Nossos voluntários compartilham minha paixão por ajudar e capacitar”, diz ela. “Estamos construindo um movimento e modelo para como os serviços de saúde em áreas desatendidas podem ser fornecidos”.

ESTUDANTES + GRADUADOS

55 MILHÕES

DE PESSOAS NO MÉXICO NÃO TÊM ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE DE QUALIDADE

MAIS DE 55,000

PESSOAS ATENDIDAS PELA GUIMEDIC EM 2016

MAIS DE 1,200

VOLUNTÁRIOS NA REDE GUIMEDIC

DE SAÚDE DE QUALIDADE MAIS DE 55,000 PESSOAS ATENDIDAS PELA GUIMEDIC EM 2016 MAIS DE 1,200
DE SAÚDE DE QUALIDADE MAIS DE 55,000 PESSOAS ATENDIDAS PELA GUIMEDIC EM 2016 MAIS DE 1,200

54

UMA REDE DE SUPORTE

“Carolina é uma pessoa maravilhosa, e uma profissional ainda melhor”, disse David Eugenio Guzman Treviño, reitor do Campus Zapopan de UVM em Guadalajara. “Ela está sempre colocando a comunidade no centro do que ela faz e leva a nossa organização para procurar novas formas de servir as pessoas que nos rodeiam”. A UVM integrou

o crescimento da GUIMEDIC pela Zuheill, apoiando-a em 2013

como Premio UVM Fellow, onde foi reconhecida com outros jovens

empresários sociais no México, e agora educando-a sobre a estrutura

e gestão de organizações de saúde no programa de mestrado.

“Em todo o mundo, a YouthActionNet está atingindo pessoas em áreas remotas que têm uma grande diversidade de necessidades através de nossos companheiros locais e globais”, disse Sandra

Herrera, diretora de Responsabilidade Social da Laureate México e diretora do Prêmio UVM. “O que a Carolina está fazendo no México

é um exemplo de como uma abordagem simples aplicada de forma

inovadora, pode criar um grande impacto”. O Prêmio UVM é um programa local YouthActionNet, parte da rede de mais de 15 desses

institutos hospedados em campi da Laureate em todo o mundo, em parceria com a International Youth Foundation. Todos os anos, eles selecionam e apoiam os companheiros locais, que são os fundadores ou co-fundadores de empreendimentos de mudança social únicos.

“ O Prêmio UVM mostrou que havia outros jovens trabalhando em

comunidades por um futuro melhor”, diz ela. “A comunidade abriu portas para mim e me ajudou a sentir parte de uma rede global trabalhando pela mudança”.

UMA CRENÇA NO COMPROMISSO DE LONGO PRAZO DE FAZER MUDANÇAS

“Este é um empreendimento de longo prazo se queremos alcançar

o nosso impacto desejado”, diz Zuheill. Em um momento calmo de

reflexão em que volta de uma clínica nos confins de Guadalajara, pensa na questão fundadora de seu trabalho. Sua experiência de acesso e suporte deve ser diferente com base em onde você nasceu

no México? Ou poderia um novo modelo de saúde e educação se estender para todos os cantos do país? Com Zuheill e GUIMEDIC no trabalho em comunidades em todo o México, esse novo modelo pode estar ao alcance.

“ESTE É UM EMPREENDIMENTO DE LONGO PRAZO SE QUEREMOS ALCANÇAR O NOSSO IMPACTO DESEJADO

PRAZO SE QUEREMOS ALCANÇAR O NOSSO IMPACTO DESEJADO ” ESTADOS MEXICANOS ONDE FUNCIONA O GUIMEDIC: SONORA
PRAZO SE QUEREMOS ALCANÇAR O NOSSO IMPACTO DESEJADO ” ESTADOS MEXICANOS ONDE FUNCIONA O GUIMEDIC: SONORA

ESTADOS MEXICANOS ONDE FUNCIONA O GUIMEDIC:

SONORA NAYARIT JALISCO MICHOACÁN CHIAPAS
SONORA
NAYARIT
JALISCO
MICHOACÁN
CHIAPAS
O NOSSO IMPACTO DESEJADO ” ESTADOS MEXICANOS ONDE FUNCIONA O GUIMEDIC: SONORA NAYARIT JALISCO MICHOACÁN CHIAPAS

55 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

INSTIGANDO UM ESPÍRITO DE SERVIÇO POR INTERMÉDIO DO FUTEBOL

UM ESPÍRITO DE SERVIÇO POR INTERMÉDIO DO FUTEBOL USA SPENCER LALK UNIVERSITY OF ST. AUGUSTINE (USA)
USA
USA

SPENCER LALK

UNIVERSITY OF ST. AUGUSTINE (USA) HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD

ESTUDANTES + GRADUADOS

HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD ESTUDANTES + GRADUADOS Spencer Lalk, um estudante de fisioterapia da University

Spencer Lalk, um estudante de fisioterapia da University of St. Augustine (EUA), em San Diego, Califórnia, acredita que a aprendizagem deve ser feita através de experiências e, muitas vezes, as crianças precisam de mais oportunidades para ter experiências significativas que promovam sua educação. Então, quando ele começou a criar a organização sem fins lucrativos que agora se tornou conhecida como o Projeto de Unidade de Futebol, ele sabia que não seria apenas uma atividade extracurricular normal para crianças em idade escolar, mas que seria cheia de oportunidades de aprendizado, muito além das encontradas em uma liga de futebol normal.

Projeto Soccer Unity hospeda ligas de futebol pós-escolar que são acessíveis a todos os níveis socioeconômicos e levam em consideração as necessidades e horários dos pais que podem estar trabalhando. O que separa o programa de ofertas semelhantes é que a central para tudo isso está no foco do fornecimento de experiências de liderança significativas para os participantes, através de oportunidades de negócios e um compromisso com o envolvimento da comunidade.

“Nós não estamos apenas criando jogadores de futebol, mas boas pessoas com habilidades específicas, que lhes permitirão contribuir e servir em suas comunidades”, disse Lalk. Ele é um produto de um programa de pensamento comunitário, tendo servido com a AmeriCorps antes de estudar para o curso de graduação. Ele trabalhou com as populações de cidade do interior para ensinar habilidades de vida e agora, olhando para trás, queria ter tido essa experiência muito mais cedo na vida. Isso foi parte de sua motivação para iniciar o Soccer Unity Project.

ter tido essa experiência muito mais cedo na vida. Isso foi parte de sua motivação para
ter tido essa experiência muito mais cedo na vida. Isso foi parte de sua motivação para

56

56 A chave para o sucesso de Lalk é também a flexibilidade que lhe foi fornecida
56 A chave para o sucesso de Lalk é também a flexibilidade que lhe foi fornecida

A chave para o sucesso de Lalk é também a flexibilidade que lhe

foi fornecida por meio de seu programa nos EUA, que é projetado especificamente para pessoas que trabalham enquanto estudam. Ele viu que o programa EUA Flex está “preenchido com pessoas incríveis que trabalham e apoiam famílias, ao mesmo tempo em que obtêm títulos de doutorado”. Ao finalizar seus estudos, em 2017, ele já está ansioso para como continuar a fazer crescer o Soccer Unity Project e também aplicar o seu conhecimento de fisioterapia de forma orientada para o serviço.

9
9

ESCOLAS NA ÁREA DE SAN DIEGO EM PARCERIA COM O SOCCER UNITY PROJECT

Os participantes das ligas do programa, que agora totalizam mais de 1.000 crianças, estão expostos a uma série de oportunidades de serviço comunitário, incluindo a limpeza de praias locais, a organização e participação em um jogo de conscientização de refugiados, a redação de cartas a soldados feridos e a hospedagem de um feriado para moradores de rua. Lalk acredita que “nunca é muito cedo para começar” desenvolvendo um foco no serviço. O programa também oferece experiências de liderança que ensinam habilidades de alfabetização empresarial, interpessoal e financeira.

A comunidade criada pelo Soccer Unity Project começa com seus jovens

participantes e, em seguida, se estende para incluir seus pais, professores

e colaboradores na área local. Lalk sabe que ele está fazendo muito mais do que preparar as crianças para jogar jogos de futebol semanais, mas que eles se afastam com uma melhor compreensão de como eles também podem afetar suas comunidades de maneiras grandes e pequenas, assim como ele fez no dele.

MAIS DE 1.000

CRIANÇAS ATENDIDAS PELAS LIGAS DO SOCCER UNITY PROJECT

MAIS DE US$ 5,000

CONCEDIDOS EM BOLSAS DE ESTUDO PARA PARTICIPANTES EM LIGAS DO SOCCER UNITY PROJECT

SOCCER UNITY PROJECT MAIS DE US$ 5,000 CONCEDIDOS EM BOLSAS DE ESTUDO PARA PARTICIPANTES EM LIGAS
SOCCER UNITY PROJECT MAIS DE US$ 5,000 CONCEDIDOS EM BOLSAS DE ESTUDO PARA PARTICIPANTES EM LIGAS
SOCCER UNITY PROJECT MAIS DE US$ 5,000 CONCEDIDOS EM BOLSAS DE ESTUDO PARA PARTICIPANTES EM LIGAS

57 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

ESTUDANTES + GRADUADOS

CONDUZINDO A DIFERENÇA ENTRE CUIDADOS A ACESSIBILIDADE DE ALTA QUALIDADE

DIFERENÇA ENTRE CUIDADOS A ACESSIBILIDADE DE ALTA QUALIDADE EUA JENNIFER ERICKSON WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADA PRÊMIOS
EUA
EUA

JENNIFER ERICKSON

WALDEN UNIVERSITY

HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD

WALDEN UNIVERSITY HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD Ao fazer sua colocação em campo para o mestrado

Ao fazer sua colocação em campo para o mestrado em aconselhamento sobre saúde mental na Walden University, Jennifer Erickson identificou a falta de serviços de saúde mental disponíveis para aqueles que não podem pagar grandes taxas. Junto com um mentor e outro graduado da Walden, ela começou a desenvolver um plano para uma prática grupal que superaria essa lacuna e também educaria os futuros clínicos de forma holística e baseada na comunidade.

Para Erickson não era dificil a enfrentar desafios, já que ela voltou para a escola aos 40 anos para obter o seu mestrado em conselhos de saúde mental depois de passar mais de 20 anos trabalhando na administração de saúde. Para ela, o pivô trouxe-lhe a capacidade de fazer o trabalho prático no campo com muitos tipos de clientes, ao mesmo tempo em que atende sua comunidade de maneira profunda.

Juntamente com uma pessoa que conheceu enquanto fazia seu estágio e que se tornou um

mentor e amigo, Robin Hornstra, e sua colega de classe na Walden, Latausha Boone, Erickson fundou o Centro Refocus no início de 2016 com a missão de fornecer serviços holísticos de saúde mental acessíveis, enquanto também educa futuros clínicos. O centro oferece uma série de sessões e serviços em diferentes níveis de pagamento com base nos recursos do cliente. O centro oferece grupos de aconselhamento gratuitos a cada semana que estão abertos a qualquer membro da comunidade e se concentram em tópicos específicos como a autoestima

e os relacionamentos. Eles estão constantemente envolvidos com estagiários de universidades locais e programas de aconselhamento, fornecendo experiências de mundo real trabalhando em uma prática de grupo baseada na comunidade.

Em apenas um ano, a clínica recebeu mais de 500 clientes e forneceu mais de 400 sessões pro bono. A economia de custos para os membros da comunidade é significativa, e Erickson

tem esperança de que este modelo de regeneração continuará a crescer, redefinindo o acesso

a serviços de saúde mental de qualidade.

MAIS DE

500

CLIENTES ATENDIDOS EM UM ANO DE OPERAÇÃO PARA O CENTRO REFOCUS

MAIS DE

400

SESSÕES PRO BONO FORNECIDAS AOS MEMBROS DA COMUNIDADE

MAIS DE

US$ 49,000

EM POUPANÇA PARA OS MEMBROS DA COMUNIDADE ATRAVÉS DE SEUS SERVIÇOS GRATUITOS E DE BAIXO CUSTO

58

MELHORANDO INFRAESTRUTURA E VIDAS PARA FAMÍLIAS COSTARRIQUENHAS

INFRAESTRUTURA E VIDAS PARA FAMÍLIAS COSTARRIQUENHAS COSTA RICA FABRICIO ABARCA | JUAN PABLO CASTILLO
COSTA
COSTA

RICA

FABRICIO ABARCA | JUAN PABLO CASTILLO

UNIVERSIDAD LATINA DE COSTA RICA (ULATINA)

HOMENAJEADOS PREMIOS HERE FOR GOOD

| JOSUÉ BERMÚDEZ

HOMENAJEADOS PREMIOS HERE FOR GOOD | JOSUÉ BERMÚDEZ O Banco de Mejoras (Banco de Melhorias) nasceu

O Banco de Mejoras (Banco de Melhorias) nasceu em 2014 como uma empresa social focada em oferecer pequenas linhas de crédito aos cidadãos de baixa renda da Costa Rica para melhorar suas casas. Em 2016, três estudantes de arquitetura da Universidad Latina de Costa Rica (ULatina) se juntaram à iniciativa, convencidos de que não poderiam simplesmente se sentar à margem da disparidade social em seu país. Juan Pablo Castillo, Josué Bermúdez e Fabricio Abarca, todos graduados da Escola de Arquitetura da ULatina, juntaram-se à primeira equipe da Unidade de Inspeção Técnica do Banco de Mejoras, que oferece às famílias assistência e orientação no processo de melhoria de suas casas.

“Quando você oferece a alguém a oportunidade de melhorar seu modo de vida, você também o ajuda a melhorar outros aspectos de sua vida”, afirmou a equipe do Banco de Mejoras. “Ficamos surpresos com a forma como a emissão desses empréstimos leva

a melhorias em áreas emocionais, profissionais e familiares”. A organização até agora

emitiu 25 linhas de crédito, totalizando mais de US$ 20.000. Seu trabalho ganhou o apoio político da vice-presidente da Costa Rica, Ana Elena Chacón, e da primeira-dama do país, Mercedes Peña, e também criou parcerias com governos locais e organizações sem fins

lucrativos.

As famílias recebem o crédito sob a forma de materiais para melhorar suas casas e também obtém orientação sobre design, materiais e manutenção das melhorias dos

estudantes da Escola de Arquitetura da ULatina. As famílias se beneficiam desse conselho,

e os estudantes são capazes de aplicar seus conhecimentos teóricos e práticos no campo.

Assim como Abarca, Castillo e Bermúdez decidiram participar do esforço para diminuir a

desigualdade social em seu país, eles esperam que os estudantes que trabalham com eles sejam motivados a fazer o mesmo.

25

LINHAS DE CRÉDITO EMITIDAS PARA FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA

US$

20,000

EM CRÉDITO EMITIDO

38

ESTUDANTES

DA ULATINA

PARTICIPARAM DA

INICIATIVA

EMITIDAS PARA FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA US$ 20,000 EM CRÉDITO EMITIDO 38 ESTUDANTES DA ULATINA PARTICIPARAM

59 59

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

STUDENTS AND GRADUATES

AJUDANDO JOVENS ESTUDANTES A DESCOBRIR SUAS PAIXÕES
AJUDANDO
JOVENS
ESTUDANTES A
DESCOBRIR SUAS
PAIXÕES
AJUDANDO JOVENS ESTUDANTES A DESCOBRIR SUAS PAIXÕES ÁFRICA DO SUL VIMBAI ANGELA BUTAWU MONASH SOUTH AFRICA
ÁFRICA
ÁFRICA

DO SUL

VIMBAI ANGELA BUTAWU

MONASH SOUTH AFRICA (MSA) HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD

Vimbai Angela Butawu, estudante da Monash South Africa (MSA), lembra-se de quão formativo foi para ela experimentar momentos de autoconfiança e realização quando ela cresceu. Para ela, esses momentos nem sempre vieram em um ambiente de sala de aula, mas na leitura de poesia e compreensão de que algo que ela criou poderia invocar um sentimento nos outros. Esse sentimento - de reconhecimento, orgulho e realização - é o que ela espera invocar nos jovens aprendizes que participam da iniciativa que ela fundou chamada “Thusanang”, o que significa “ajudar uns aos outros” em Sotho.

Butawu nasceu no Zimbabwe e veio à MSA para estudar desenvolvimento infantil e juvenil e criminologia e agora está buscando seu diploma de pós-graduação em gestão, especializado em governança corporativa. Quando ela chegou no campus, ela imediatamente se envolveu nos vibrantes programas de engajamento da comunidade da MSA, especificamente em aulas particulares de oitava série em uma escola primária local. Ela logo ouviu nas vozes dos estudantes um sentimento semelhante ao seu quando era mais jovem: eles precisavam de uma maneira de descobrir e ser reconhecidos por suas paixões, qualquer que fosse.

“Thusanang faz uma ponte para que os estudantes possam explorar suas paixões e sentir uma parte da comunidade escolar, não apenas com base em sua posição acadêmica”, disse Butawu. A cada semana, mais de 40 voluntários da MSA chegam ao campus da escola primária e realizam treinamentos em teatro, netball e futebol. Os estudantes são capazes de aprender e se expressar de maneiras divertidas e criativas fora da sala de aula, enquanto praticam suas habilidades de inglês. E, a cada ano, há um show de talentos que mostra o trabalho dos estudantes e os coloca na frente dos locais e líderes da Laureate.

MAIS DE 900
MAIS DE
900

JOVENS APRENDIZES PARTICIPARAM DE THUSANANG

MAIS DE 50
MAIS DE
50

VOLUNTÁRIOS DA MSA ENVOLVIDOS NO PROGRAMA

60

ESTUDANTES + GRADUADOS

“A EDUCAÇÃO NÃO TERMINA NA SALA DE AULA OU NO CAMPO, NUNCA LIMITE UMA CRIANÇA; DÊ-LHES UMA OPORTUNIDADE E ELES VÃO LHE MOSTRAR DO QUE SÃO CAPAZES

OPORTUNIDADE E ELES VÃO LHE MOSTRAR DO QUE SÃO CAPAZES ” Foi como voluntária para um
OPORTUNIDADE E ELES VÃO LHE MOSTRAR DO QUE SÃO CAPAZES ” Foi como voluntária para um
OPORTUNIDADE E ELES VÃO LHE MOSTRAR DO QUE SÃO CAPAZES ” Foi como voluntária para um
OPORTUNIDADE E ELES VÃO LHE MOSTRAR DO QUE SÃO CAPAZES ” Foi como voluntária para um
OPORTUNIDADE E ELES VÃO LHE MOSTRAR DO QUE SÃO CAPAZES ” Foi como voluntária para um

Foi como voluntária para um dos programas de engajamento comunitário da MSA que Butawu surgiu com essa ideia,

e ela espera dar uma experiência semelhante a todos os

voluntários que trabalham com ela. Ela acredita que o serviço

à comunidade é baseado no etos da MSA, que continuou a

fornecer transporte e apoio financeiro para sua iniciativa. Já,

a Thusanang serviu mais de 900 crianças e capacitou muitas famílias na comunidade.

Butawu sabe que os estudantes que são capacitados em suas paixões únicas levarão essas habilidades em seus estudos

e qualquer outra coisa que decidam fazer. Ela vê aos olhos

dos estudantes uma exuberância e curiosidade e ela está empenhada em dar a eles a oportunidade de descobrir o que é que os deixará iluminar e crescer em sua própria confiança.

“A educação não termina na sala de aula ou no campo”, disse

Butawu. “Nunca limite uma criança; dê-lhes uma oportunidade

e eles vão lhe mostrar do que são capazes”.

disse Butawu. “Nunca limite uma criança; dê-lhes uma oportunidade e eles vão lhe mostrar do que
disse Butawu. “Nunca limite uma criança; dê-lhes uma oportunidade e eles vão lhe mostrar do que
disse Butawu. “Nunca limite uma criança; dê-lhes uma oportunidade e eles vão lhe mostrar do que
disse Butawu. “Nunca limite uma criança; dê-lhes uma oportunidade e eles vão lhe mostrar do que

61 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

ESTUDANTES + GRADUADOS

PROMOÇÃO DA INCLUSÃO SOCIAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO PERU

DA INCLUSÃO SOCIAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO PERU PERÚ RONEL ALMEYDA MARTINEZ UNIVERSIDAD PERUANA DE
PERÚ
PERÚ

RONEL ALMEYDA MARTINEZ

UNIVERSIDAD PERUANA DE CIENCIAS APLICADAS (UPC)

HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD

CIENCIAS APLICADAS (UPC) HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD Foi uma experiência pessoal específica que motivou Ronel

Foi uma experiência pessoal específica que motivou Ronel Almeyda Martinez a iniciar a Untains Sonrisas , organização sem fins lucrativos em Lima, Peru. Como pai de um filho com deficiência, Almeyda percebeu que, quando seu filho começou a frequentar a escola, era muito difícil para ele obter aceitação de seus colegas e que muitas vezes enfrentava desafios por causa da falta de educação dos estudantes sobre pessoas com deficiência. Almeyda viu que ele poderia ser uma parte de mudar essa experiência para crianças como seu filho e fundou Uniendo Sonrisas.

Uniendo Sonrisas oferece oficinas nas escolas nacionais do Peru que promovem

a inclusão social, particularmente das pessoas com deficiência. O conteúdo

é apresentado de forma educativa mas divertida e desafia os estudantes a

questionarem suas percepções sobre pessoas com deficiência. Desde que a organização foi fundada em 2012, trabalhou em 24 escolas e forneceu oficinas para

mais de 8.000 estudantes.

Almeyda, que estuda marketing na Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas

(UPC), foi reconhecido em 2013 como membro local da YouthActionNet no Peru

e se beneficiou dessa comunidade de jovens empreendedores sociais através

de oficinas e oportunidades de aprendizado. Seu catalisador no mundo do empreendedorismo social pode ter sido pessoal, mas Almeyda, sem dúvida, ajudou

a estabelecer as bases para uma maior inclusão social no Peru através do seu trabalho.

24

ESCOLAS ATENDIDAS POR UNIENDO SONRISAS

A ORGANIZAÇÃO

ATINGIU

MAIS DE

8,000

ESTUDANTES ATRAVÉS DE OFICINAS DA UNIENDO SONRISAS

62

JOVENS MENTORES DE JOVENS EM HONDURAS

62 JOVENS MENTORES DE JOVENS EM HONDURAS HONDURAS NIXON WUMARIO PINEDA MEJÍA CEUTEC/UNIVERSIDAD TECNOLÓGICA DE HONDURAS
62 JOVENS MENTORES DE JOVENS EM HONDURAS HONDURAS NIXON WUMARIO PINEDA MEJÍA CEUTEC/UNIVERSIDAD TECNOLÓGICA DE HONDURAS

HONDURAS

NIXON WUMARIO PINEDA MEJÍA

CEUTEC/UNIVERSIDAD TECNOLÓGICA DE HONDURAS (UNITEC Honduras)

HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD

(UNITEC Honduras) HOMENAGEADO PRÊMIOS HERE FOR GOOD Os jovens são o modelo fundamental do The Mentoring

Os jovens são o modelo fundamental do The Mentoring Choice, uma iniciativa iniciada em Honduras pelo graduado da CEUTEC, Nixon Wumario Pineda Mejía. O grupo trabalha com coortes de jovens de áreas marginalizadas no país para fornecer uma orientação de um ano e meio que pretende interromper o ciclo de pobreza no país e oferecer aos participantes opções viáveis para o emprego e a educação. Desde 2013, o programa teve mais de 100 participantes em três coortes, fornecendo instrução em inglês, treinamento em informática e desenvolvimento profissional.

“Nossa visão é que as lacunas de desigualdade entre jovens em áreas urbanas e rurais serão reduzidas”, disse Pineda. “Nós também estamos dando aos participantes os meios para apoiar economicamente seus pais e comunidades através de oportunidades que eles recebem após sua orientação.” A The Mentoring Choice foi originalmente financiada por uma concessão da Embaixada dos Estados Unidos em Honduras, e Pineda também foi selecionada como um parceiro da YouthActionNet Em Honduras em 2015. A UNITEC tem sido parceira integral do programa, proporcionando espaço e recursos para as coortes. Os jovens passaram a frequentar universidades em Honduras e nos Estados Unidos e começaram a obter emprego em áreas que não eram acessíveis anteriormente.

Pineda foi ele mesmo o destinatário de mentores importantes que lhe permitiram frequentar a universidade e receber treinamento em inglês através de um programa do Departamento de Estado dos EUA em Honduras. Depois de fazer cursos de liderança por conta própria, ele descobriu uma paixão pela orientação e incentivo do aprendizado. Ele estava motivado para incentivar o aprendizado em outros como ele foi motivado. “Esperamos que no futuro, cada mentee olhe para trás e lembre-se do tempo que eles tiveram conosco como o início de novas oportunidades e esperança para eles”.

MAIS DE

100

ESTUDANTES RECEBIDOS PELA THE MENTORING CHOICE

18

VOLUNTÁRIOS ENVOLVIDOS COM THE MENTORING CHOICE

”ESPERAMOS QUE NO FUTURO, CADA MENTEE OLHE PARA TRÁS E LEMBRE-SE DO TEMPO QUE ELES TIVERAM CONOSCO COMO O INÍCIO DE NOVAS OPORTUNIDADES E ESPERANÇA PARA ELES

63 63

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

TRAZENDO ATENDIMENTO MULTIDISCIPLINAR AO BRASIL AFETADO PELA ZIKA

ATENDIMENTO MULTIDISCIPLINAR AO BRASIL AFETADO PELA ZIKA BRASIL ESTUDANTES E PROFESSORES DA UNIVERSIDADE POTIGUAR
BRASIL
BRASIL

ESTUDANTES E PROFESSORES DA UNIVERSIDADE POTIGUAR

UNIVERSIDADE POTIGUAR (UnP)

HOMENAGEADOS PRÊMIOS HERE FOR GOOD

ESTUDANTES E PROFESSORES DA UNIVERSIDADE POTIGUAR:

Everardo de Lucena Alves Neto, Alana Ghiotto Gonçalves, Arthur Amaral de Souza, Rossimara Nóbrega da Luz, José Marmo Victor Bezerra de Souza, Rafael André Soares de Almeida, Priscylla de Almeida, Diana Rosado Lopes Fernandes, Maísa Suares Teixeira Moraes, Melyssa Lima de Medeiros.

Um grupo estudantes da Universidade Potiguar (UnP), no estado do Rio Grande do Norte, no Brasil, foi um dos primeiros a responder aos efeitos da Zika na área, e seus esforços estão ajudando muitas famílias. Quando a epidemia do Zika chegou ao Brasil, no início de 2015, ninguém sabia quais seriam seus efeitos. Rapidamente, tornou-se evidente que um dos resultados mais chocantes foi um aumento nos casos de microcefalia, um defeito de nascimento que causa danos neurológicos, em bebês nascidos de mulheres grávidas afetadas por Zika.

Estudantes de diferentes cursos e disciplinas da UnP foram sensibilizados pela crise da saúde pública no estado e procuraram a sua instituição para lançarem uma iniciativa especial para ajudar famílias com filhos nascidos com microcefalia. Juntamente com três professores da escola de Ciências da Saúde da UnP, a iniciativa foi integrada na clínica já existente no campus da instituição, em 2016. Eles começaram a atender famílias e seus filhos, proporcionando acesso a serviços em várias disciplinas, abordando os desafios que acompanham o nascimento de uma criança com microcefalia.

MAIS DE 600
MAIS DE
600

CONSULTAS REALIZADAS PELO PROGRAMA EM 2016

64

ESTUDANTES + GRADUADOS

64 ESTUDANTES + GRADUADOS ” QUEREMOS QUE NOSSOS ESTUDANTES SAIBAM QUE PODEM SER EMPREENDEDORES SOCIAIS NO

QUEREMOS QUE NOSSOS ESTUDANTES SAIBAM QUE PODEM SER EMPREENDEDORES SOCIAIS NO BRASIL E AJUDAR A TRANSFORMAR VIDAS, LEVANDO MUDANÇAS PARA AS COMUNIDADES”

“Saber que pudemos ter a visão e começar a ajudar as pessoas, enquanto respondemos a uma grande crise no nosso país, é um sonho virando realidade”, disse Everardo de Lucena Alves Neto, estudante de odontologia da UnP. O projeto já ganhou o apoio dos secretários de saúde municipais e estaduais no Rio Grande do Norte, e os pacientes vêm de todo o estado para receber cuidados para seus filhos. Eles já completaram mais de 600 consultas através da iniciativa.

A microcefalia causada por Zika não possui números conhecidos, e os serviços que o projeto pode fornecer às famílias aliviam o fardo emocional e financeiro de lidar com a incerteza provocada pela condição. Em um mesmo local, as famílias podem acessar serviços de fisioterapia, fonoaudiologia, enfermagem, nutrição, odontologia, psicologia e trabalho social.

“Queremos que nossos estudantes saibam que podem ser empreendedores sociais no Brasil e ajudar a transformar vidas, levando mudanças para as comunidades”, disse Maísa Suares Teixeira, Coordenadora do Centro de Saúde da UnP. Com a iniciativa, parece que os estudantes estão aprendendo a fazer exatamente isso.

do Centro de Saúde da UnP. Com a iniciativa, parece que os estudantes estão aprendendo a
do Centro de Saúde da UnP. Com a iniciativa, parece que os estudantes estão aprendendo a

65 65

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE |FORFACULTYGOOD

AND STAFF

EMPODERANDO OS JOVENS PARA SE ENVOLVEREM EM DESAFIOS GLOBAIS

EMPODERANDO OS JOVENS PARA SE ENVOLVEREM EM DESAFIOS GLOBAIS ESPANHA CARLOTA CORZO ÁLVAREZ UNIVERSIDAD EUROPEA DE
ESPANHA
ESPANHA

CARLOTA CORZO ÁLVAREZ

UNIVERSIDAD EUROPEA DE MADRID (UEM)

HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD

Como os grandes objetivos de desenvolvimento global podem responder às vozes dos jovens de todo o mundo? E como os jovens podem desempenhar um papel significativo na definição desses objetivos através de meios criativos e interativos? Estas são as perguntas que Carlota Corzo Álvarez, formada pela Universidad Europea de Madrid (UEM), procurou responder no ano passado, iniciando o capítulo da Associação de Estudantes das Nações Unidas (UNSA) na Espanha. Como membro do Clube de Relações Internacionais (IREC) na UEM, ela conseguiu ver de primeira mão como as organizações globais, como a U.N. e a União Européia, sucedem e falham na inclusão de jovens.

Eu vi como havia uma lacuna entre as grandes organizações que querem se comunicarem com os jovens e os grupos a atuais de jovens que querem contribuir com esse processo, mas não sabem como”, disse Álvarez. Quando fundou o capítulo da UNSA em meados de 2016 com um grupo de pares, seu objetivo era envolver os jovens em parcerias que levariam a apoio, compartilhamento e colaboração que criassem progresso significativo e impacto social. Eles se esforçaram para fazer essa conexão através de eventos envolventes e iniciativas que ajudam a aumentar a participação cívica dos jovens e, em última análise, levam a um sentimento de que a juventude pode ser um ator-chave em uma conversa global sobre desenvolvimento e causas sociais.

QUEREMOS SER UM EXEMPLO PARA INSTITUIÇÕES E ORGANIZAÇÕES DE TODOS OS TAMANHOS DE COMO VOCÊ PODE COLABORAR COM A JUVENTUDE”

2
2

CONGRESSOS NACIONAIS PARA JOVENS REALIZADOS PELA UNSA

8
8

PARCERIAS COM ORGANIZAÇÕES GLOBAIS CONSTRUÍDAS PELA UNSA

66

ESTUDANTES + GRADUADOS

66 ESTUDANTES + GRADUADOS Álvarez também trouxe uma perspectiva única para este trabalho; ela recebeu seu

Álvarez também trouxe uma perspectiva única para este trabalho; ela recebeu seu diploma de graduação em artes plásticas e chegou à UEM para obter o seu mestrado em impacto pela inovação. Para ela, o programa era uma combinação única de princípios criativos e empresariais, e ela via uma oportunidade de aprender a criar impacto e fazer o bem usando suas paixões nas duas áreas.

O grupo da UNSA convocou vários eventos, como congressos e debates para que os jovens se envolvam em tópicos específicos, como a situação dos refugiados ou o papel que o voluntariado pode desempenhar na educação formal dos jovens. Existem muitos subcomitês dentro da organização, e eles assumem projetos específicos por conta própria. Por exemplo, eles recentemente iniciaram uma parceria para exibir obras de arte de artistas internacionais que ajudam a “conectar culturas”. Outros subgrupos estão realizando debates e eventos de angariação de fundos para beneficiar comunidades de refugiados na região.

“Queremos ser um exemplo para instituições e organizações de todos os tamanhos de como você pode colaborar com a juventude”, disse Álvarez. Ela espera que no próximo ano, muitos mais jovens na Espanha serão capacitados através da UNSA para iniciar suas próprias iniciativas que aumentam a participação cívica, assim como ela se comprometeu a fazer a si mesma.

suas próprias iniciativas que aumentam a participação cívica, assim como ela se comprometeu a fazer a
suas próprias iniciativas que aumentam a participação cívica, assim como ela se comprometeu a fazer a

67 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

ESTUDANTES + GRADUADOS

ENCONTRANDO FELICIDADE E PROPÓSITO ATRAVÉS DO SERVIÇO

ENCONTRANDO FELICIDADE E PROPÓSITO ATRAVÉS DO SERVIÇO ÍNDIA PRAMITI UPADHYAY UNIVERSITY OF PETROLEUM AND ENERGY
ÍNDIA
ÍNDIA

PRAMITI UPADHYAY

UNIVERSITY OF PETROLEUM AND ENERGY STUDIES (UPES)

HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD

AND ENERGY STUDIES (UPES) HOMENAGEADA PRÊMIOS HERE FOR GOOD Uma pequena semente, mesmo que seja uma

Uma pequena semente, mesmo que seja uma insatisfação ou tristeza inicial, pode crescer em sonhos e resultados muito maiores - uma lição de que a Pramiti Upadhyay, uma estudante de engenharia mecatrônica de 19 anos da University of Petroleum and Energy Studies (UPES) na Índia, aprendeu há três anos quando começou sua organização sem fins lucrativos, que já atingiu mais de 3.000 jovens indianos. SOCH, que representa a Organização dos Samaritanos para a Felicidade dos Cidadãos e também significa “pensamento” no Hindi, procura trazer programas motivacionais e educacionais para alguns dos mais pobres da Índia.

“Eu percebi que eu tinha tanto para oferecer aos outros durante um dos momentos mais difíceis da minha vida”, disse Upadhyay. Foi em seu ano sabático, antes de ir para a universidade, que experimentou uma crise de depressão e começou a se voluntariar como uma forma de levantar o espírito. A alegria que ela encontrou neste voluntário levou-a a iniciar a SOCH, e o esforço cresceu para envolver mais de 60 voluntários, muitos dos quais são estudantes da UPES, trabalhando em duas cidades.

Os programas da SOCH vão desde iniciativas de alfabetização, conscientização sobre o trabalho infantil e a saúde mental até o trabalho para reduzir as taxas de abandono nas escolas públicas. O sucesso dos programas tem sido profundo. Upadhyay sabe que ela também está “dando aos voluntários um propósito” e mostrando a ambos e as crianças que eles servem que podem ser agentes de mudança em suas comunidades, algo que ela tomou ao coração.

MAIS DE

3,000

JOVENS INDIANOS ATENDIDOS PELOS PROGRAMAS DA SOCH

MAIS DE

60

VOLUNTÁRIOS

ENVOLVIDOS COM

SOCH

2

CIDADES INDIANAS ATINGIDAS PELOS PROGRAMAS DA SOCH

”EU PERCEBI QUE EU TINHA TANTO PARA OFERECER AOS OUTROS DURANTE UM DOS MOMENTOS MAIS DIFÍCEIS DA MINHA VIDA”

6868

6868

6868
6868
6868
6868
6868
6868
6868
6868

69 69

LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD

6 9 LAUREATE 2017 GLOBAL IMPACT REPORT | HERE FOR GOOD (esq.) Luis Zuniga, designer do

(esq.) Luis Zuniga, designer do Relatório de Impacto Global; (Dir.) Uma ilustração de Zuniga

SOBRE O DESIGNER DO RELATÓRIO DE IMPACTO GLOBAL

Nossos Relatórios de Impacto Global de 2016 e 2017 foram projetados, na íntegra, por Luis Zuniga, talentoso designer gráfico e artista digital de Tegucigalpa, Honduras. Luis foi estudante da CEUTEC, uma instituição da rede Laureate, e nos últimos três anos trabalha para a Laureate, mais recentemente como lead designer na equipe de Global Public Affairs.

Além de compartilhar a história de impacto da Laureate, este relatório incorpora a visão e mostra a criatividade desse artista e orgulhosamente ex-estudantes da Laureate.

Luis, de onde veio sua paixão pelo design? “Sempre tive uma forte atração pelo mundo digital. Lembro-me claramente,em 1998, quando meu pai trouxe um computador para casa para a nossa família. Fiquei cativado. Adorei trabalhar em gráficos, PowerPoint e todas as formas de pintura e arte digital. Para mim, rapidamente se tornou uma ótima maneira de expressar idéias, e depois de um curto período de tempo, eu segui para um trabalho mais sofisticado, incorporando fotografia, ilustração e design web “.

Você estudou no CEUTEC, integrante da rede Laureate. O que fez você decidir estudar lá? “Quando se tratou de decidir onde estudar, havia apenas uma opção que queria seguir: estudar no CEUTEC. O CEUTEC foi, e permanece, a fortaleza do design gráfico em Honduras. Eu sabia que eles trabalhavam arduamente para combinar efetivamente

a teoria e a prática, usando os princípios de design antiquados e os mais recentes em tecnologia digital “.

O que o mantém motivado e apaixonado como designer?

“Eu trabalhei duro para construir um perfil para minha ilustração,

e amo desenhar o máximo que puder. O que você pode aprender

como artista digital é ilimitado e cada vez que desenho, sinto que aprendo algo novo. Nos últimos dez anos, sinto que cresci

e me desenvolvi de muitas maneiras inesperadas. Agora exibo

meu trabalho, e muitos dos meus projetos foram usados para mercadorias - em Honduras e internacionalmente. Adoro a energia que vem das pessoas envolvidas no meu trabalho, e a curiosidade que as pessoas mostram é meu combustível para continuar “.

Qual é a sua visão para o projeto em Honduras? “Além do meu trabalho como designer individual, tento aprimorar como ilustração e design são percebidos e valorizados em Honduras. Estas são ferramentas tão

importantes para contar histórias e para explorar e expressar

o que significa ser humano. Quero que meu trabalho capture

a atenção das pessoas ao expressar alegria, energia e humor

e quero que o trabalho de design de outros seja reconhecido e celebrado também “.

Qual conselho você DARIA a outros designers e artistas digitais?

“O mais importante é ter uma ideia do que você quer alcançar

e ser no futuro. Às vezes, descobrir isso é um processo de

tentativa e erro que requer paciência e perseverança. Sempre descobriremos coisas novas sobre nós mesmos e que podemos fazer muito mais do que pensávamos inicialmente. É essencial reconhecer falhas e virtudes para crescer e melhorar.

A autodescoberta é uma aventura sem fim“.

para crescer e melhorar. A autodescoberta é uma aventura sem fim“. Uma ilustração de Zuniga instagram.com/sillyrabs

Uma ilustração de Zuniga

instagram.com/sillyrabs

70

JUNTOS, NÓS SOMOS

HERE

FOR

GOOD

70 JUNTOS, NÓS SOMOS HERE F O R GOOD
laureate.net | laureatehereforgood.net hereforgood@laureate.net | Twitter: @LaureateIntlU Laureate Education, Inc. 650
laureate.net | laureatehereforgood.net
hereforgood@laureate.net | Twitter: @LaureateIntlU
Laureate Education, Inc.
650 S. Exeter Street
Baltimore, Maryland 21202
Estados Unidos da América

Telefone (U.S.) 1.866.452.8732 | (Internacional) +1.410.843.6100