Você está na página 1de 7

1

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

ADORAÇÃO E O USO DE
INSTRUMENTOS MUSICAIS

Seria uma quebra da lei de Deus o uso


de instrumentos musicais na adoração?
Oque a Bíblia e os escritos de Ellen
White dizem sobre isso?

Paulo Marcial Pinto


Universidade Solusi
“Este artigo é fruto de uma mesa redonda onde levantou-se
uma tese de que Ellen White proibiu o uso de instrumentos
musicais na adoração. Tal tese foi baseado no texto que
iremos considerar ao longo desse debate.”

T
Al como muitas outras musicais para fazer a obra que, foi-me apresentada
questões que afetam a em janeiro último, seria introduzida em nossas
dinâmica da igreja tais como o reuniões campais. A verdade para este tempo não
vegetarianismo, cozinhar no sábado, necessita nada dessa espécie em sua obra de
converter almas. Uma balbúrdia de barulho choca
ordenação de mulheres, o uso de joias, o
os sentidos e perverte aquilo que, se devidamente
homossexualismo etc., o uso de instrumentos
dirigido, seria uma bênção. As forças das
musicais na adoração tem se tornado cada vez instrumentalidades satânicas misturam-se com o
mais polêmico entre os cristãos adventistas. alarido e barulho, para ter um carnaval, e isto é
Se consideramos a igreja adventista chamado de operação do Espírito Santo.”i
como uma igreja mundial e aberta à sociedade Antes de entrarmos no cerne da
moderna, então, não nos vamos surpreender questão, é bom procurarmos entender o motivo
em saber que os debates sobre o uso de que levou Ellen White a escrever tais
instrumentos musicais na adoração têm trazido polémicas palavras. Afinal, como diz a famosa
diferentes opiniões e não obstante perguntas frase, um “texto fora do contexto gera
que parecem não terem respostas. pretexto” o que na exegese clássica, isto viria a
Ouve-se muito de cristãos adventistas ser conhecido como "assassinato do texto."
a declaração que, “os instrumentos musicais
são meios que Satanás usa, no nosso século, Pano de Fundo
para enganar aqueles que se acham povo
remanescente.” Apesar de os crentes adventistas
Seria uma quebra da lei de Deus o uso crerem que Ellen White escreveu nos seus
de instrumentos musicais na adoração? Oque a livros aquilo que lhe foi inspirada para advertir
Bíblia e os escritos de Ellen White dizem o povo de Deus, os seus escritos têm sido mal
sobre isso? Este artigo analisa e esclarece estas interpretados ao longo dos anos.
questões com base na Bíblia e os escritos de Falando sobre o mau uso que alguns
Ellen White. Mas a nossa análise estará mais [inclusive adventistas] fazem dos seus escritos,
centrada no texto de Ellen White: Ellen White escreveu: “Citam metade de uma
“É melhor nunca ter culto ao Senhor frase, e omitem a outra metade, a qual, se fosse
misturado com música do que usar instrumentos citada, mostraria que o raciocínio de quem assim

11/09/2018 19:48:00
2

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

ii
procede, é falso.” Esse, porem, é um aspeto a Imediatamente após o término da
tomar nota. campal, no dia 25 de Setembro de 1900, o
O texto no qual nos focaremos (ver evangelista adventista Stephen Haskell
citação número 1) merece a nossa análise escreveu para Ellen White. Finneman ao
dentro do contexto histórico do adventismo. descrever a carta de Haskell, afirma que ele se
De acordo com historiadores focalizou mais nas doutrinas do movimento da
adventistas, entre os anos de 1899-1900, no carne santa e a consequente experiência do
estado de Indiana, EUA, surgira um novo movimento:vi
movimento dentro do movimento adventista “Há um grande poder que acompanha o
conhecido como “Movimento da Carne Santa movimento. . . por causa da música que é tocada. .
(Holy Flesh Moviment).”iii A mensagem . quando eles chegam a uma nota aguda não se
perfecionista deste movimento era considerada escuta a congregação cantando, apenas se ouvem
os gritos dos que estão quase enlouquecidos.”vii
por muitos como uma mensagem forte e
Falando do mesmo movimento, Ellen White
destruidora. No seu artigo sobre o movimento
afirma no seu livro “Mensagens Escolhidas”
da carne santa, Jerry Finneman argumenta:
que, “por meio dessa experiência (de gritos e
“Os defensores da carne santa
estado de enlouquecimento no culto que eram
deveriam receber e experimentar uma
acompanhados de instrumentos musicais) e
natureza humana sem pecado (sinless human
ensino [dos irmãos de Indiana], o inimigo tem
nature) como Adão teve antes da cada. A
trabalhado para desviar almas.”viii
experiência foi baseada na doutrina de que
Esta frase vinda de Ellen White parece
Cristo tomou a natureza humana de Adão - a
estar a apoiar aqueles que proíbem
natureza sem pecado.”iv
instrumentos musicais na adoração já que ela
Para muitos pioneiros adventistas, este
se refere ao inimigo (Satanás) que engana o
movimento apresentava interpretações
povo por intermédio de tais experiências
extremistas da Bíblia. A forma de como o
acompanhadas de instrumentos musicais. Mas
movimento da carna santa apresentava-se,
isso merece uma rigorosa exegese.
fruto de suas doutrinas, é também melhor
Da descrição de Ellen White entende-
descrita por André Reis no seu artigo “Ellen
se que nem todos apoiaram o movimento
White era contra a bateria na musica sacra”?
Holiness pelas suas experiências estranhas
“Ao obterem o Espírito Santo através
com a música. O testemunho de Haskell, por
de manifestações físicas, os crentes passariam
exemplo, parece sugerir tal facto. “...Nos seus
pelo “jardim”, receberiam “carne santa” e
cultos, os fanáticos chegavam ao êxtase pelo uso de
estariam livres de pecados e prontos para a instrumentos musicais como o órgão, a flauta,
translação.”v Note que os atos descritos por violinos, tamborins, trompetes e até um bumbo.
Reis e Finneman não apenas levaram muitos Buscavam uma demonstração física e gritavam,
ao extremo como também perturbaram a oravam e cantavam até que alguém na
mente de Stephen Haskell e Ellen White. congregação caía no chão, prostrado e
Mas apesar de as doutrinas do inconsciente. Um ou dois homens designados, que
movimento da carne santa terem um grande andavam pelos corredores, levavam a pessoa até a
potencial de influenciar mentes de homens frente. Então um grupo de umas doze pessoas se
reunia em volta do inconsciente, alguns cantando,
como Albion Ballenger, S. S. Davis e R. S.
outros gritando e ainda outros orando, todos ao
Donnell, apresentar métodos ruidosos e a
mesmo tempo.”ix
mensagem perfeccionista do Uma leitura feita dentro do contexto,
movimento Holiness, relatos indicam que no percebe-se que o problema não foi realmente o
ano de 1900 na campal indiana, o movimento uso de instrumentos musicais, mas a forma e o
conheceu a sua etapa final. motivo pelo qual os instrumentos musicais

11/09/2018 19:48:00
3

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

foram usados. Os seus cultos eram ruidosos e Note também, por outro lado, que o
preenchidos de muita emoção. facto de a Bíblia estar em silêncio sobre o uso
Para Ellen White a música era mal de instrumentos musicais na adoração não
dirigida, “tal música, a qual, devidamente quer quiser deixar de lado os princípios de
dirigida, seria um louvor e glória para reverência, adoração e santidade. Portanto é
Deus.”x Depois de algum tempo e com a necessário entender corretamente esses
oposição vinda de Ellen White e não só, os princípios e aplicá-los aos nossos cultos.
membros do movimento da carne santa e os Historicamente, o texto em referência foi uma
seus líderes reconheceram o seu erro e assim o resposta dada por Ellen White em função do
movimento Holiness conheceu o seu fim. mau uso dos instrumentos musicais no campal
de Indiana, EUA.
Contextualizando o Texto
Foi este contexto histórico e da Um convite a reflexão
experiência do mau uso de instrumentos
Mas se na verdade o texto em
musicais na adoração, no campal da carne
consideração proíbe o uso de instrumentos
santa na Indiana, EUA, que levou Ellen White
musicais na adoração, tal como muitos
a escrever: “É melhor nunca ter culto ao Senhor
adventistas afirmam, independente do seu
misturado com música do que usar instrumentos
contexto histórico, então, o texto de Isaías
musicais para fazer a obra que, foi-me apresentada
em janeiro último, seria introduzida em nossas 8:20 xiii merece a nossa atenção pois o
reuniões campais. A verdade para este tempo não testemunho de Ellen White estaria a
necessita nada dessa espécie em sua obra de contradizer o relato bíblico:
converter almas. Uma balbúrdia de barulho choca 1. De acordo com o relato bíblico a igreja
os sentidos e perverte aquilo que, se devidamente do Antigo Testamento, que era composta de
dirigido, seria uma bênção. As forças das israelitas, usava instrumentos musicais na
instrumentalidades satânicas misturam-se com o adoração. Tal testemunho pode-se verificar,
alarido e barulho, para ter um carnaval, e isto é por exemplo, nos seguintes livros: Salmos 4:1;
chamado de operação do Espírito Santo (MS, 36 e
6:1, Isaías 38:20; Amos 6:5, I Crônicas 15:16;
37).”
23:5. Isto leva-nos a crer que a igreja do Novo
Para nós que vivemos tempos mais
Testamento adoptou o mesmo sistema pois
tarde após tais acontecimentos, o tempo e o
apesar de isto não estar pautado na bíblia
lugar são importantes na interpretação de tais
grega (NT) não encontramos nenhum texto no
atos. Evite interpretações extremas. Aliás, foi
Novo Testamento que proíba o uso de
mesmo Ellen White quem disse que quanto a
instrumentos musicais na adoração.
interpretação dos seus escritos, o lugar e o
2. Encontramos no Novo Testamento uma
tempo tem de ser considerado.xi A proibição
referência que possivelmente (pois ela
de instrumentos musicais na adoração é parte
continua sendo uma ideia polêmica) referia-se
de muitas declarações que White nunca fez,
ao uso de instrumentos musicais na adoração.
mas que são atribuídas a ela.
Paulo ao escrever a sua carta aos efésios (5:19)
Todavia, mesmo que ela não tenha
declara: "Falando entre vós em salmos, hinos,
proibido o uso de instrumentos musicais na
e cânticos espirituais, cantando e salmodiando
adoração “deve-se ter muito cuidado em evitar
ao Senhor no vosso coração." A frase
excessiva amplificação do som, quer instrumental,
"salmodiando ao Senhor" é uma tradução da
quer vocal. O volume do som deve ser adequado às
palavra grega psallontes,xiv a raiz da qual significa
necessidades espirituais dos que apresentam a
"esfregar ou tocar" ou "contorcer ou vibrar". Era
linguagem musical, bem como dos que a recebem.
comumente utilizada em grego para se referir a
Deve-se selecionar cuidadosamente os
xii tocar um instrumento musical de cordas. Seja qual
instrumentos cujo som deverá ser amplificado.”

11/09/2018 19:48:00
4

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

for o caso, a Bíblia não proíbe ou ordena o uso de Ellen White e Instrumentos
instrumentos musicais na igreja. xv
Não é, portanto, o propósito deste artigo Musicais
descrever, classificar os instrumentos Tal como vimos acima, Ellen White se
xvi
musicais nem tão pouco mostrar como eles opôs a instrumentos musicais quando usados
influenciam a mente humana, mas provar no para criar confusão na adoração (gritos e
contexto histórico e teológico de que White demasiadas emoções). Sobre o (bom) uso de
não proibiu o uso de instrumentos musicais na instrumentos no culto ela escreve: “...Alegro-
adoração. O facto de muitos usarem os textos me de ouvir os instrumentos de música que
de Ellen White (muitas vezes fora do contexto) tendes aqui. Deus quer que os tenhamos.”xviii
para se oporem ao uso de instrumentos Apesar de o texto citado não nos apresentar o
musicais no culto não implica que ela estaria contexto histórico do mesmo, compreendo
de acordo a tais atitudes. Arthur Patrick disse então, que Ellen White tinha presenciado um
muito bem: momento especial onde possivelmente os
“O problema não é o instrumento, mas o instrumentos foram usados de forma
estilo em que é tocado e a falsa doutrina e harmoniosa para a glória de Deus.
emocionalismo que acompanham o seu uso. O uso No seu livro “evangelismo”, Ellen
de tambores (drums) é visto por Ellen White como White equilibrada nas suas decisões,
tendo os mesmos problemas que a música tem. recomenda: “...Não nos devemos opor ao uso
Obviamente o ponto em questão não é música em da música instrumental em nossa obra.”xix
si, mas música inapropriada.”
xvii
Mas esses instrumentos não devem ser tocados
Portanto, Ellen White ao escrever tais de qualquer jeito pois Satanás se aproveitaria
palavras contra o movimento Holiness, ela de tal situação para enganar os filhos de Deus.
procurou expor o mau uso de instrumentos Note que mesmo nos testemunhos de White,
musicais e as doutrinas heréticas que levavam Satanás não se aproveita dos instrumentos
almas a perdição. Para White, caso os musicais, mas do mau uso dos instrumentos.
instrumentos levem o povo de Deus ao Sua atitude depende do nosso convite.
extremo, então, melhor não serem usados. Isto Para evitar tais tragédias na adoração
não é uma imposição mais prevenção. White escreve: “Nas reuniões realizadas,
Os instrumentos musicais têm o escolha-se um grupo de pessoas para tomar parte
propósito de embelezar o nosso louvor e no serviço de canto. E seja este acompanhado por
xx
adoração, mas eles devem ser usados com instrumentos de música habilmente tocados.” O
diligência e reverência. Numa busca histórica Rei David, por exemplo, tinha homens
feita por historiadores adventistas, nota-se que devidamente treinados para uso de
há resistência em aceitar certos instrumentos instrumentos sempre que o povo se reunia.
musicais na adoração. Esta é uma atitude “Davi, junto com os comandantes do exército,
antiga, o que não nos surpreende ao ver uma separou alguns dos filhos de Asafe, de Hemã e
nova geração com tal atitude. de Jedutum para o ministério de profetizar ao
O Historical Dictionary of Seventh- som de harpas, liras e címbalos.” (1Crônicas
day Adventist, por exemplo, mostra que desde 25:1).
os primórdios do movimento adventista até John W. Kleining disse: “Os címbalos
provavelmente 1877, o canto congregacional não eram usados pelo cantor-mor na condução do
era feito a cappella. Mas apesar de tal disputa cântico, batendo o ritmo da música, mas sim para
os instrumentos foram ganhando o seu espaço anunciar o começo de uma estrofe ou de um
nos cultos adventistas. cântico. Uma vez que eles eram usados para
introduzir o cântico, eram brandidos pelo líder do
coro em ocasiões ordinárias (I Crônicas 16:5) ou

11/09/2018 19:48:00
5

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

pelos três líderes dos grupos em ocasiões que o nosso coração esteja conectado com
extraordinárias (I Crônicas 15:19)”xxi Deus, o originador da música, antes de
procurar harmonizar os instrumentos musicais
Moderação na Interpretação dos no local de adoração.
escritos de Ellen White e Uso de Sabe-se, pois, que música é um dos
Instrumentos Musicais maiores dons dados por Deus e, por isso
Não temos nenhum relato bíblico nem mesmo, ela é indispensável na vida diária. A
dos escritos de Ellen White onde nos é dito música, tal como diz Ellen White, “é uma
diretamente que usar instrumentos musicais na avenida de comunicação com Deus,” mas ela não
adoração é pecado tal como alguns afirmam fará nenhuma diferença se Cristo não ocupar o
(apesar de que o uso de instrumentos pode nos primeiro lugar nas nossas vidas. Apenas Ele
levar ao extremo), mas eles devem ser “pode impressionar o coração com as verdades
harmonizados para dar um bom senso aos espirituais.” (Ed. 168).
ouvidos do adorador e trazer alegria a alma do
pecador. Conclusão
Se percebemos os escritos de Ellen
White dentro dos seus contextos, pararemos de Como vimos no contexto histórico,
colocar seus escritos contra a Bíblia. É Ellen White opôs-se ao mal-uso dos
extremamente necessário ter moderação tanto instrumentos musicais e não aos instrumentos.
na interpretação dos seus escritos como na sua Vimos também no pano de fundo que a
aplicação. George Knight disse bem: “A fim de experiência do movimento da carne santa
evitar interpretações extremas, precisamos ler motivou Ellen White a escrever o texto da
amplamente o que Ellen White diz sobre um nossa reflexão pelas suas heresias e culto
determinado assunto, mas também precisamos emocionalista que dominavam o campal no
acatar às declarações que se equilibram em cada estado de Indiana, EUA.
xxii
extremo de determinado assunto.” Por outro lado, apesar de que em todo
Por outro lado, é necessário termos Novo Testamento os instrumentos musicais
moderação no uso de instrumentos musicais não são mencionados nenhuma vez em
no culto. Nem tudo que fazemos na adoração conotação com a adoração, tanto na sinagoga,
pode agradar a Deus. Portanto, Paulo adverte- quanto na igreja apostólica, não implica que
nos: “E tudo quanto fizerdes, seja por meio de eles são proibidos na Bíblia. Assim, podemos
palavras ou ações, fazei em o Nome do Senhor concluir que, caso a igreja decida usar
Jesus, oferecendo por intermédio dele graças a ou não instrumentos musicais, isto não
Deus Pai.” (Colossenses 3:17). Deus procura quebraria nenhuma lei de Deus.
verdadeiros adoradores, aqueles que têm Note que o facto de os instrumentos
consciência de que qualquer instrumento musicais não serem proibidos na adoração,
musical pode ser uma bênção (quando bem eles podem ser perigosos para a nossa própria
usado) ou maldição. vida: “Como posso eu suportar a ideia de que a
Na visão de White, “A música deveria maioria da juventude nesta época vai perder a vida
ter beleza, sentimento e poder. Que as vozes se eterna? Oh, se o som dos instrumentos de música
elevem em cânticos de louvor e de devoção. Traga cessasse, e os jovens não esbanjassem tanto o seu
em seu auxílio, se possível, instrumentos musicais, precioso tempo em agradar as suas próprias
e deixe a harmonia gloriosa ascender a Deus, em fantasias e caprichos.”
xxv

agradável oferenda.”xxiii Todavia, “Não há nada Não analisamos neste artigo quais
mais ofensivo à vista de Deus que o exibicionismo
instrumentos musicais devem ser usados na
de música instrumental, quando os que tomam
adoração nem tão pouco o uso de bateria
parte não são consagrados e não fazem melodia
xxiv (drums) no templo. Apesar de esses temas
em seus corações ao Senhor.” É necessário
merecerem a nossa reflexão o nosso objectivo

11/09/2018 19:48:00
6

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

foi em pôr o texto em consideração no seu contra os cultos barulhentos com qualquer tipo
divido contexto histórico e teológico. de instrumento e danças.xxvii “Porquanto Deus
Portanto, caso os instrumentos musicais se não é Deus de desordem, mas sim de paz. Como em
tornem um problema para a espiritualidade dos todas as assembléias dos santos,” (1 Cor. 14:33).
membros da igreja a ponto de causar ruido e Eis o conselho bíblico para todos em
desarmonia aos sentidos do adorador, então, Filipenses 4:8: “Finalmente, irmãos, tudo o que é
“É melhor nunca ter o culto do Senhor misturado verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é
com música do que usar instrumentos justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo
musicais...”xxvi o que é de boa fama, se alguma virtude há e se
Conseguimos perceber então que neste algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso
contexto histórico, Ellen White está sendo pensamento.

Referências

i
Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 36 e 37
ii
Ibid, v. 3, p. 82
iii
Apesar de este movimento nunca se identificar como movimento da carne santa, eles eram apologistas das
suas doutrinas. Sabe-se então que tempos mais tarde muitos membros de Indiana tornaram-se favorável
à doutrina da carne santa.
iv
The Holy Flesh Movement: 1898-1901 Presented to the Gospel Study Group meeting at Andrews University
November 7-9, 2008, p. 3.
v
André Reis, Ellen White era contra a bateria na música sacra? 2009, p. 1.
vi
Jerry Finneman, p. 6
vii
Arthur L. White, The early Elms haven years (Review and Herald Pub. Assn. 1981), vol. 5, p. 102.
viii
Ellen G. White, no Boletim da Conferência Geral, 1901, págs. 419-422. Citamo-lo de Mensagens
Escolhidas, vol. 2, págs. 31 e 32.
ix
Mensagens Escolhidas, vol. 2, p. 31.
x
Ibid, p. 37
xi
Ibid, Vol. 1, p. 57.
xii
https://musicaeadoracao.com.br/28999/filosofia adventista-de-musica.
xiii
Para o profeta Isaías à lei e ao testemunho devem apresentar o mesmo relato, isto é, sem nenhuma
discrepância. “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.”
xiv
Muitos argumentam que embora o NT não expresse oposição à música instrumental, em vista da resistência
cristã aos cultos, bem como da aversão farisaica aos instrumentos musicais no culto ... é provável que algum
sentido como fazer melodia seja melhor aqui [Ef. 5:19] (ver McCord, pp. 390-96).
xv
https://www.gotquestions.org/Portugues/instrum ntos-musicais-na-igreja.html. Accessed no dia 11. 09. 2018.
xvi
Deixaremos este assunto para conhecedores da música e de seus amantes.
xvii
Arthur Patrick, Early Adventist Worship, Ellen White and the Holy Spirit. Preliminary Historical
Perspective. (25 October,1999).http://www.sdanet.org/atissue/new/spiritualdiscernment/holyspirit.html
xviii
Testimonies, vol. 6, p. 62.
xix
Evangelismo, p. 507.
xx
Testimonies, vol. 9, págs. 143, 144; citado no Manual da Igreja, ano 2000, pág. 72.

11/09/2018 19:48:00
7

Paulo Marcial Pinto


Solusi University, Bulawayo

xxi
The Lord’s Song: The Basis, Function and Significance of Choral Music in Chronicles (Sheffield, England,
1993) p. 82
xxii
George Knight. Reading Ellen White, p. 74
xxiii
Testemunhos para a Igreja, vol. IV, p. 71
xxiv
Review and Herald vol. 76 nº 46 de 14-11-1899.
xxv
Testemunhos para a Igreja, vol. II, p. 144.
xxvi
Mensagens Escolhidas, vol. II, p. 36
xxvii
O tipo de danças que Ellen White se refere não são possivelmente relacionadas àquelas danças praticadas
pelos hebreus.

11/09/2018 19:48:00