Você está na página 1de 11

Estudos

http://aformulabr.com.br/qrcode/fmprebioticosafv01.pdf
FORMULAÇÕES MAGISTRAIS
Prebióticos, probióticos e simbióticos

Descrição

 Bifidobacterium animalis: Doença inflamatória intestinal; redução do peso corporal; constipação intestinal;
prevenção do câncer; síndrome do intestino irritável (SII) e alergias alimentares.
 Bifidobacterium bifidum: Rinite, intolerância à lactose; redução do colesterol; restaura flora intestinal após
uso de antibióticos; auxilia na digestão e sistema imunológico.
 Bifidobacterium breve: Redução do peso corporal, rinite, dermatite atópica; previne o câncer de colón e
infecção por E.coli, candidíase, diarreia, gases e na síndrome do intestino irritável (SII).
 Bifidobacterium infantis: Estresse e depressão, reduz inflamação, infecções pulmonares, diverticulite,
psoríase, tratamento de síndrome do intestino irritável (SII).
 Bifidobacterium lactis: Imunidade, diarreia e constipação intestinal; aumenta imunidade em idosos; dor
crônica e inflamação do cólon; pacientes celíacos.
 Bifidobacterium longum: Estresse e depressão; imunidade, alergias alimentares, câncer de intestino,
inflamação da colite, doença de Crohn e fortalece os ossos ajudando na absorção do cálcio pelo organismo.
 Enterococcus faecium: Diarreia (rotavírus); redução LDL e aumento do HDL, inflamação, E.coli.
 FOS (frutooligossacarídeos): carboidratos compostos por uma molécula de d-glicose e 2 a 4 de d-frutose,
não hidrolisáveis pelas enzimas digestivas humana; fermentados pelos lactobacilos e bifidobactérias da flora
intestinal, sendo por isso, considerados um produto prebiótico.
 Inulina: carboidrato de origem vegetal, considerado um prebiótico com propriedade hipoglicemiante, atuando
no controle glicêmico e melhora do funcionamento do intestino.
 Lactobacillus acidophillus: Balanço da microbiota intestinal; diarreia; rinite, bronquite, sinusite; vaginose
bacteriana; diverticulite; melhora do metabolismo lipídico.
 Lactobacillus delbrueckii: Imunidade, intolerância à lactose, redução do colesterol e infecção em idoso;
dermatite atópica; diarreia em crianças e inflamação.
 Lactobacillus fermentum: Reduz a adesão da Candida albicans no epitélio vaginal; melhora a saúde
intestinal, auxilia no tratamento da hipercolesterolemia.
 Lactobacillus gasseri: Redução do peso corporal, da gordura subcutânea, abdominal, da glicose e
intolerância à lactose.
 Lactobacillus helveticus: Estresse, ansiedade, depressão; auxilia no controle da pressão arterial; reduz
risco de infecções em crianças; intolerância à lactose; diarreia e síndrome do intestino irritável.
 Lactobacillus johnsonii: Melasma, proteção da pele, dermatite atópica, reduz danos da radiação UV; auxilia
nas desordens gástricas (gastrite e úlcera estomacal) ocasionadas por exemplo pelo H. pylori; imunidade.
 Lactobacillus paracasei: Redução do peso corporal, alergias alimentares, intolerância à lactose;
diverticulite, melhora da biodisponibilidade de nutrientes, dermatite seborreica (caspa).
 Lactobacillus plantarum: Redução do peso corporal, estresse e depressão, asma, rinite, psoríase, dermatite
atópica, inflamação, redução dos sintomas de náuseas e vômitos.
 Lactobacillus reuteri: Redução do peso corporal; auxílio na erradicação da H.pylori em crianças e adultos,
gastrite e úlcera estomacal; asma, imunidade; pré-natal, gestação, candidíase vulvovaginal e acne.
 Lactobacillus rhamnosus: Redução do peso corporal, melasma, cuidados da pele; asma, alergias
alimentares, rinite, candidíase vulvovaginal.
 Lactobacillus salivarius: Rinite, dermatite atópica, reduz desconfortos gastrointestinais durante o tratamento
com antibióticos.
 Lactobacillus sporogenes: Acne; diarreia infantil; suporte intestinal e metabolismo lipídico.
 Sacharomyces boulardii: Diarreia associada a antibióticoterapia; efeitos imunológicos, inibe ligação de
toxinas a receptores; restauração na flora intestinal; candidíase.
 Streptococcus thermophillus: Imunidade; alergias alimentares, rinite; diminui a incidência de secreção
antibacteriana e inflamações no corpo.

DOSE USUAL
Recomendação oral de 100 milhões a 10 bilhões de UFC de probióticos.
Obs: A depender da referência encontrada, haverá unidade em miligrama tendo como dose usual 20 a 100mg ao dia,
sendo que 100mg equivale a 1 bilhão de UFC a depender do lote adquirido do ativo.
Sugestões de formas farmacêuticas: cápsula, sachê, sopa, shake, etc.

http://aformulabr.com.br/qrcode/fmbioticosafv01.pdf
SUGESTÕES DE FÓRMULAS

ANTIBIOTICOTERAPIA/BIOTICOTERAPIA

Lactobacillus acidophillus..................200 milhões UFC


Streptococcus thermophilus.....................1 bilhão UFC Lactobacillus bifidum……..................200 milhões UFC
L Optizinc® ..........................................................20mg Lactobacillus bulgaricus.....................200 milhões UFC
Inulina qsp .........................................................1 dose Lactobacillus casei….........................200 milhões UFC
FOS qsp............................................................1 sachê
Modo de uso: 1 dose pela manhã e à noite.
Indicação: reforçar o sistema imunológico; diarreia Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de leite
associada ao uso de antibióticos e rotavírus. ou água, 2 vezes ao dia, pela manhã e à noite.
Indicação: auxiliar em infecções intestinais com
tratamento de antibioticoterapia prolongada.

Lactocacillus casei................................5 bilhões UFC


Lactobacillus acidophillus.................500 milhões UFC
Modo de uso: 1 dose, divididas em até 3 vezes ao Lactobacillus casei............................500 milhões UFC
dia. Cranberry(Vaccinium macrocarpon)ext. seco 25%.........150mg
Indicação: diarreia causada por antibióticos; Inulina…............………………….......................300mg
profilaxia de infecções gastrintestinais causadas por
Shigella; melhora da constipação. Modo de uso: 1 dose 2 vezes ao dia.
Indicação: inibir bactérias associadas à úlcera
gástrica, estimular defesas naturais do organismo.

AUTISMO

Bifidobacterium infantis*....................800 milhões UFC Strepcoccus thermophilus*...................2 bilhões UFC


Bifidobacterium longum*................... 800 milhões UFC Bifidobacterium breve*..........................2 bilhões UFC
Lactobacillus helveticus*.................. 800 milhões UFC Bifidobacterium longum*.......................2 bilhões UFC
Lactobacillus reuteri*........................ 800 milhões UFC Bifidobacterium infantis*.......................2 bilhões UFC
FOS...........................................................................3g Lactobacillus acidophillus*....................2 bilhões UFC
Lactobacillus plantarum*.......................2 bilhões UFC
Lactobacillus paracasei*.......................2 bilhões UFC
Modo de uso: 1 dose ao dia. Lactobacillus delbrueckii*......................2 bilhões UFC
Indicação: tratamento e prevenção de doenças Sachê qsp.........................................................1 sachê
mentais, melhora da ansiedade, melhora na
somatização, no humor e na raiva. Modo de uso: 1 dose, 2 vezes ao dia durante o
primeiro mês. Nos 5 meses seguintes, 1 dose ao dia.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose.
Indicação: melhora do desenvolvimento cognitivo,
linguístico, processo adaptativo; diminuição da
irritabilidade e agressividade em crianças autistas.
*Estudos referem-se nesta indicação até 10 bilhões UFC/dose.

CONSTIPAÇÃO

Lactobacillus acidophillus*................... 1 bilhão UFC


Lactobacillus acidophillus..........................1 bilhão UFC
Lactobacillus bulgaricus*...................... 1 bilhão UFC
Bifidobacterium bifidum......................100 milhões UFC
Polidextrose............................................................3,6g
Modo de uso: 1 dose ao dia.
Base shake sem lactose qsp ...........................1 sachê
Indicação: constipação.
Obs: podendo ser usado concomitantemente cápsula de agar-agar Modo de uso: 1 dose, uma vez ao dia.
150 mg + glutamina 300 mg + polidextrose 1 g. Indicação: constipação intestinal crônica.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1,5 bilhões de UFC/dose.
Lactobacillus salivarius...........................1 bilhão UFC
Frutooligossacarídeo (FOS).....................................4g
Sachê qsp.......................................................1 sachê

Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de água


fria 1 ou 2 vezes ao dia.
Indicação: regular a flora intestinal quanto aos
quadros de constipação e de diarreia.

Obs: podendo ser acompanhada ou não de enzimas pancreáticas.

DISBIOSE

Saccharomyces boulardii....................20 milhões UFC Lactobacillus acidophillus.................350 milhões UFC


Lactobacillus rhamnosus .................320 milhões UFC Lactobacillus bifidum........................350 milhões UFC
Lactobacillus acidophillus ................320 milhões UFC Lactobacillus bulgaricus...................350 milhões UFC
Lactobacillus bulgaricus.................. 320 milhões UFC Lactobacillus reuteri.........................350 milhões UFC
Lactobacillus casei...........................320 milhões UFC Lactobacillus casei...........................350 milhões UFC
Bifidobacterium bifidum................... 320 milhões UFC Frutooligossacarídeo (FOS)....................................2g
Streptococcus faecium.................... 320 milhões UFC
Modo de uso: 1 dose 2 vezes ao dia, 30 minutos
Modo de Uso: 1 dose ao dia, ou conforme antes das refeições.
orientação do profissional de saúde. Indicação: equilíbrio da flora intestinal.
Indicação: prevenção e tratamento da diarreia.

Lactobacillus acidophilus…...................…1 bilhão UFC


Lactobacillus casei..…..........................…1 bilhão UFC
Lactobacillus rhamnosus........................2 bilhões UFC
Pectina.......................................................................2g
Base shake qsp..................................................1 dose

Modo de uso: adicionar 1 sachê na banana


amassada ou vitamina, pela manhã
Indicação: equilíbrio da flora intestinal

DISLIPIDEMIAS

Lactobacillus reuteri................................1 bilhão UFC


Lactobacillus sporogenes................800 milhões UFC Lactobacillus paracasei........................50 milhões UFC
Sachê qsp.......................................................1 sachê Lactobacillus plantarum.......................50 milhões UFC
Streptococcus thermophilus.................50 milhões UFC
Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de água Lactobacillus acidophillus....................50 milhões UFC
fria ou leite ao dia. Bifidobacterium lactis...........................50 milhões UFC
Indicação: metabolismo lipídico, com redução do Lactobacillus delbrueckii......................50 milhões UFC
colesterol LDL e total. Lactobacillus bulgaricus.......................50 milhões UFC
Bifidobacterium breve..........................50 milhões UFC
Bifidobacterium infantis........................50 milhões UFC
Lactobacillus acidophillus.................300 milhões UFC Bifidobacterium longum.......................50 milhões UFC
Oligofrutose..............................................................3g
Selênio..............................................................30mcg Modo de uso: 1 dose, 1 vez ao dia.
Indicação: anti-hipercolesterolêmico.
Modo se uso: 1 dose ao dia.
Indicação: redução do colesterol sérico.
OBESIDADE

Psyllium (Plantago psyllium)..........................................5g Bifidobacterium longum* .................900 milhões UFC


Glucomanann (Amorphophallus konjak).......................2,5g Lactobacillus gasseri*......................900 milhões UFC
Vegesoy fiber (fibra insolúvel)..................................5g Lactobacillus plantarum*..................900 milhões UFC
Shake qsp........................................................1 sachê Lactobacillus paracasei*..................900 milhões UFC
Bifidobacterium breve*.....................900 milhões UFC
Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de água L Prolina............................................................100mg
2 vezes ao dia.
Indicação: prebiótico na redução de absorção de Modo de uso: 1 dose 2 vezes ao dia (manhã e noite)
lipídeos e retardo da absorção de carboidratos. Indicação: auxiliar na regulação do peso.

*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose.

Polidextrose.................................................... 400 mg Lactobacillus gasseri*......................950 milhões UFC


Pectina.............................................................100 mg Lactobacillus reuteri*........................950 milhões UFC
Goma qsp....................................................1 unidade Lactobacillus casei*.........................950 milhões UFC
Streptococcus thermophillus*...........950 milhões UFC
Modo de uso: 1 unidade, 3 vezes ao dia. Sachê qsp.......................................................1 sachê
Indicação: prebiótica na diarreia, constipação e
obesidade. Modo de uso: reconstituir 1 sachê em 250 ml de
Obs: podendo ser acompanhada ou não de enzimas pancreáticas. água fria ao dia.
Indicação: controle do peso; redução do colesterol e
da resistência à insulina; equilíbrio da flora.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose.
Active EGCG 95% (Camellia sinensis)……..…...... 50 mg
Glisodin® (Cucumis melo L.)................................... 50 mg
Bifidobacterium breve*.....................850 milhões UFC Lactobacillus helveticus*................. 750 milhões UFC
Bifidobacterium lactis*......................850 milhões UFC Lactobacillus plantarum*..................750 milhões UFC
Lactobacillus fermentum*.................850 milhões UFC Bifidobacterium infantis*..................750 milhões UFC
Lactobacillus gasseri*......................850 milhões UFC Bifidobacterium longum*.................750 milhões UFC
Lactobacillus rhamnosus*................850 milhões UFC Lactobacillus paracasei*..................750 milhões UFC
Streptococcus thermophilus*...........850 milhões UFC FOS....................................................................... 3 g
Shake sabor chocolate qsp............................. 1 dose Shake qsp...................................................... 1 sachê

Modo de uso: dissolver 1 dose em 250 ml ao dia Modo de uso: dissolver 1 dose em 250 ml água ao
Indicação: booster para emagrecimento. dia
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose. Indicação: obesidade e reequilíbrio emocional.

*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose.


Lactobacillus acidophilous*………..950 milhões UFC
Lactobacillus grasseri*..….…..……..950 milhões UFC
Lactobacillus plantaru*..….…...…...950 milhões UFC
Lactobacillus rhamnosus*..….……..950 milhões UFC Glisodin® (Cucumis melo L.).................................... 50 mg
Lactobacillus paracasei*......….……950 milhões UFC Active EGCG 95% (Camellia sinensis)……………... 50 mg
Lactobacillus reuteri*......................950 milhões UFC Saffrin®(Crocus sativus-0,3% safranal)….................... 30 mg
Bifidobacterium bifidum.*...............950 milhões UFC Lactobacillus gasseri............................... 1 bilhão UFC
Bifidobacterium longum*................950 milhões UFC Shake qsp...........................................................1 dose
Floracia™............................................................... 5 g

Modo de uso: 1 dose 2 vezes ao dia (manhã e noite) Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de água
Indicação: obesidade e síndrome metabólica. ao dia, 30 minutos antes das principais refeições.
Obs.: Opção Fibregum 5 g Indicação: afinar a silhueta.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose.
Lactofit®.......................................................... 250mg
Psyllium (Plantago psyllium) ....................................... 5 g
Sachê qsp ..................................................... 1 sachê

Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de água,


2 vezes ao dia.
Indicação: redução de absorção de lipídeos e
retardo da absorção de carboidratos.

HIPERTENSÃO DIABETES MELLITUS TIPO 2

Nattokinase......................................................... 50 mg
Serrapeptase...................................................... 10 mg Lactobacillus acidophilus......................... 1 bilhão UFC
Glisodin® (Cucumis melo L.)............................ 100 mg Bifidobacterium lactis............................... 1 bilhão UFC
Vitamina K2 (MK-7)........................................... 45 mcg
Lactobacillus helveticus*...................500 milhões UFC
Streptococcus thermophilus*............500 milhões UFC Modo de uso: 1 dose ao dia.
Indicação: diabetes mellitus tipo 2.
Modo de uso: 1 dose ao dia.
Indicação: anti-hipertensivo e antioxidante.
*Estudos referem-se nesta indicação até 2 bilhões UFC/dose.

INFECÇÕES VAGINAIS

Lactobacillus acidophillus............... 200 milhões UFC Lactobacillus acidophilus*................370 milhões UFC


Creme vaginal qsp..................................... 1 aplicador Lactobacillus rhamnosus*................370 milhões UFC
Lactobacillus fermentum*................370 milhões UFC
Modo de uso: 1 aplicador ao deitar. Inulina.............................................................. 500 mg
Indicação: acidificante vaginal, coadjuvante no
tratamento de vulvovaginites bacterianas, fúngicas Modo de uso: 1 dose ao dia, por no mínimo 3
e/ou por trichomonas. meses.
Indicação: simbiótico na saúde vaginal.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose.

Tinidazol................................................................ 2 g

Modo de uso: 1 dose ao dia.


+
Lactobacillus reuteri............................... 1 bilhão UFC
Lactobacillus rhamnosus........................ 1 bilhão UFC

Modo de uso: 1 dose ao dia, 2 vezes ao dia.


Indicação: vaginose bacteriana.

SAÚDE INFANTIL

ImunoLac®................................................................... 250 mg Lactobacillus casei*......................... 750 milhões UFC


Inulina............................................................. 300 mg Lactobacillus rhamnosus*.................750 milhões UFC
Lactobacillus plantarum*...................750 milhões UFC
Modo de uso: 1 dose, 2 vezes ao dia. Bifidobacterium bifidum.....................750 milhoes UFC
Indicação: Imunoestimulante na constipação infantil.
Modo de uso: 1 dose, 2 vezes ao dia.
Indicação: crianças com dermatite atópica.
*Estudos referem-se nesta indicação até 2 bilhões UFC/dose.
Bifidobacterium infantis* ..................600 milhões UFC Bifidobacterium infantis.............................1 x 108 UFC
Bifidobacterium bulgaricus*..............600 milhões UFC Lactobacillus acidophillus.........................1 x 109 UFC
Bifidobacterium bifidum*..................600 milhões UFC
Modo de uso: 1 dose ao dia.
Modo de uso: 1 dose, uma vez ao dia Indicação: tratamento da diarreia aguda infecciosa
Indicação: prevenção da enterocolite necrosante em infantil.
lactentes prematuros.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1x108 e 1 x 109
UFC/dose.

SAÚDE MENTAL

Bifidobacterium longum*...................790 milhões UFC Lactobacillus helveticus* ................ 750 milhões UFC
Lactobacillus helveticus*...................790 milhões UFC Lactobacillus plantarum* ................ 750 milhões UFC
FOS......................................................................... 3 g Bifidobacterium longum* ................ 750 milhões UFC
Bifidobacterium infantis* ..................750 milhões UFC
Modo de uso: 1 dose pela manhã ou conforme Inulina qsp .........................................................1 dose
orientação profissional.
Indicação: tratamento e prevenção de doenças Modo de uso: 1 dose pela manhã e à noite.
mentais, como redução do comportamento Indicação: estresse/depressão.
depressivo, alívio do sofrimento psicológico. Obs.: Opção de veículo sopa
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose. *Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose

SAÚDE DA PELE

Lactobacillus paracasei* ................ 850 milhões UFC Lactobacillus rhamnosus*...............650 milhões UFC
Biotina ............................................................ 30 mcg Lactobacillus johnsonii* .................. 650 milhões UFC
Quatrefolic® ................................................... 200 mg Groselha negra (Ribes nigrum)............................100 mg
Selênio ............................................................50 mcg
L Optizinc® ...................................................... 25 mg
Inulina qsp ............................................................ 2 g
Modo de uso: 1 dose durante as refeições.
Modo de uso: 1 dose 2 vezes ao dia (manhã e
Indicação: dermatite seborreica
*Estudos referem-se nesta indicação até 4 bilhões UFC/dose noite).
Indicação: melasma e proteção da pele
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose

Vitamina A ..................................................... 4500 UI


Lactobacillus johnsonii.................... 500 milhões UFC
Lactobacillus reuteri* ..................... 580 milhões UFC
Betacaroteno ................................................. 150 mg
Lactobacillus sporogenes* ............. 580 milhões UFC
Licopeno .......................................................... 10 mg
Vitamina B3 (niacinamida) ..............................100 mg
L Lisina .......................................................... 100 mg
Vitamina B12 (metilcobalamina) ...................100 mcg
L Optizinc® ..................................................... 20 mg
Modo de uso: 1 dose ao dia.
Indicação: reduzir danos dos raios UV, proteção da
Modo de uso: 1 dose pela manhã e à noite.
pele, melasma, dermatite atópica.
Indicação: tratamento da acne.
*Estudos referem-se nesta indicação até 800 milhões UFC/dose.
SAÚDE DO TGI

Lactobacillus rhamnosus............... 320 milhões de UFC Lactobacillus rhamnosus............. 320 milhões de UFC
Lactobacillus acidophillus.............. 320 milhões de UFC Lactobacillus acidophillus............ 320 milhões de UFC
Lactobacillus bulgaricus................ 320 milhões de UFC Lactobacillus bulgaricus............... 320 milhões de UFC
Lactobacillus casei........................ 320 milhões de UFC Lactobacillus casei....................... 320 milhões de UFC
Bifidobacterium bifidum................. 320 milhões de UFC Bifidobacterium bifidum ............... 320 milhões de UFC
Streptococcus faecium.................. 320 milhões de UFC Fosfolipídeos de caviar ..................................... 50 mg
Glutamina ................................................................. 5 g
FOS qsp...............................................................1 dose Modo de uso: 01 dose pela manhã.
Indicação: reposição de probióticos.
Modo de uso: 1 dose ao dia ou conforme orientação.
Indicação: tratamento da síndrome do intestino Obs.: terapia por 2 a 12 meses, dependendo do grau de
irritável, recolonização do intestino. comprometimento. Iniciar após o 1º mês da probioticoterapia.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose

Glutamina................................................................. 5 g
Base efervescente qsp........................................1 dose Lactobacillus acidophillus*..............750 milhões de UFC
Lactobacillus platarum*.................. 750milhões de UFC
Bifidobacterium bifidum*................ 750 milhões de UFC
Modo de uso: 1 sachê 2 vezes ao dia ou conforme. Bifidobacterium infantis*................ 750 milhões de UFC
Indicação: prebiótico no tratamento da síndrome do Bifidobacterium lactis............................1 bilhão de UFC
intestino irritável por 15-20 dias antecipadamente. Saccharomyces boulardii......................1 bilhão de UFC
Inulina................................................................. 200 mg

Modo de uso: 1 dose ao dia, por no mínimo 1 mês.


Indicação: síndrome do intestino irritável.
Lactobacillus reuteri.......................... 100 milhões UFC
*Estudos referem-se nesta indicação até 500 milhões UFC/dose
Sachê qsp....................................................... 1 sachê

Modo de uso: dissolver 1 sachê em 250 ml de água


fria ou leite ao dia. Lactobacillus johnsonii*...................800 milhões UFC
Indicação: tratamento e prevenção do H. pylori, e Lactobacillus acidophillus*…...........800 milhões UFC
saúde do trato gastrointestinal Saccharomyces boulardii*.............. 800 milhões UFC
Inulina...............................................................500 mg

Modo de uso: 1 dose ao dia por no mínimo um mês.


Lactobacillus lactis*..........................500milhões UFC Indicação: reposição da microbiota intestinal em
Bifidobacterium bifidum*..................500milhões UFC pacientes submetidos ao tratamento de erradicação
Lactobacillus casei*.........................500milhões UFC do H. pylori.
*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose
Modo de uso: 1 dose ao dia após o café da manhã
ou antes de dormir.
Indicação: doenças intestinais autoimune.
*Estudos referem-se nesta indicação até 5 bilhões UFC/dose Lactobacillus acidophilus...................... 37,5 x 109 UFC
Bifidobacterium bifidum........................ 37,5 x 109 UFC

+
Preticx®................................................................. 1,4 g
Pysillium (Plantago ovata)..................................................... 10 g
Glutamina................................................................. 3 g
Sachê qsp........................................................ 1 sachê
Base shake sem lactose qsp............................. 1 dose

Modo de uso: dissolver 1 dose 250 ml de leite ou


Modo de uso: 1 dose ao dia.
água 1 vez ao dia, em jejum.
Indicação: doenças de crohn.
Indicação: manutenção da saúde intestinal.
SISTEMA IMUNE DEPRIMIDO, ALERGIAS, ASMA

Lactobacillus paracasei.............................1 bilhão UFC Lactobacillus acidophillus*.............. 650 milhões UFC


L Optizinc® ......................................................... 20 mg Lactobacillus bulgaricus*................. 650 milhões UFC
Vitamina C .........................................................250 mg Lactobacillus casei*......................... 650 milhões UFC
Vitamina E ...........................................................200 UI Lactobacillus reuteri*....................... 650 milhões UFC
Lactobacillus rhamnosus*............... 650 milhões UFC
Modo de uso: 1 dose ao dia. Bifidobacterium breve*.................... 650 milhões UFC
Indicação: diminuição dos sintomas da rinite alérgica. Bifidobacterium lactis*..................... 650 milhões UFC
FOS.......................................................................... 3 g

Modo de Uso: 1 dose ao dia, por no mínimo 3 meses.


Lactobacillus plantarum*......................... 1 bilhão UFC
Indicação: simbiótico imunoestimulante/asma.
L Lisina ............................................................. 200mg *Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose

Modo de uso: 1 dose, durante 45 dias.


Indicação: aumento da imunidade. Lactobacillus rhamnosus*................. 750 milhões UFC
Lactobacillus paracasei*................... 750 milhões UFC
*Estudos referem-se nesta indicação até 2 bilhões UFC/dose Lactobacillus delbrueckii*................. 750 milhões UFC
Bifidobacterium infantis*................... 750 milhões UFC
UFC

Modo de Uso: 1 dose pela manhã e à noite.


Indicação: alergias alimentares.

*Estudos referem-se nesta indicação até 1 bilhão UFC/dose


PRINCIPAIS REFERÊNCIAS

BATISTUZZO, J. A O; ITAYA, M.; ETO, Y. Formulário Médico-Farmacêutico. 5 ed. São Paulo: Pharmabooks, 2015.

MARTINEZ, R. C. et al. Improved cure of bacterial vaginosis with single dose of tinidazole (2 g), Lactobacillus rhamnosus GR-1, and Lactobacillus
reuteri RC-14: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Can J Microbiol. 2009 Feb;55(2):133-8. doi: 10.1139/w08-102. Disponível em: <
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19295645 >. Acesso em: 10 de Agosto de 2017.

SANTOCCHI, E. et al. Gut to brain interaction in Autism Spectrum Disorders: a randomized controlled trial on the role of probiotics on clinical,
biochemical and neurophysiological parameters. BMC Psychiatry. v. 16, 183, 2016. Disponível em:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4893248/. Acesso em: 21 de junho de 2016, às 09:33.

HOMAN, M. OREL, R. Are probiotics useful in Helicobacter pylori eradication? World J Gastroenterol. V. 21, n.37, p. 10644-10653, oct. 2015.
Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4588086/. Acesso em: 22 de junho de 2016, às 08:35.

BOSCH, M. et al. Lactobacillus plantarum CECT7315 and CECT7316 stimulate immunoglobulin production after influenza vaccination in elderly.
Nutr Hosp. v. 27, n.2, p. 504-509, 2012. Disponível em: http://scielo.isciii.es/pdf/nh/v27n2/23_original_13.pdf. Acesso em: 22 de junho de 2016, às
10:49.

MESSAOUDI, M. et al. Assessment of psychotropic-like properties of a probiotic formulation (Lactobacillus helveticus R0052 and Bifidobacterium
longum R0175) in rats and human subjects. British Journal of Nutrition. v. 105, p. 755–764, 2011.

COSTA, E.S.; VARAVALLO, M. A. Probióticos e prebióticos: relações com a imunidade e promoção da saúde. Revista científica do ITPAC. v. 4,
n. 2. Abril de 2011. Publicação 2.

ARMOUGOM, F. et al. Monitoring bacterial community of human gut microbiota reveals an increase in Lactobacillus in obese patients and
Methanogens in anorexic patients. PLoS One 2009; 4: e7125.

FALAGAS, M; BETSI, G.I.; ATHANASIOU, S. Probiotics for the treatment of women with bacterial vaginosis. Clin Microbiol Infect. v. 13, n.7, p.
657-664, jul. 2007. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17633390. Acesso em: 22 de junho de 2016, às 10:21.

ZHANG, H. et al. Human gut microbiota in obesity and after gastric bypass. Proc Natl Acad Sci U S A 2009; 106: 2365-70.

OLSZEWR, E. ; JALDIN, C. Formulação magistral na prática ortomolecular-Baseado em evidências científicas. São Paulo :Editora Fapes,
2010

SANTACRUZ, A. et al. Interplay between weight loss and gut microbiota composition in overweight adolescents. Obesity 2009; 17: 1906-15.

COLLADO, M.C. et al. ,Distinct composition of gut microbiota during pregnancy in overweight and normal weight women. Am J Clin Nutr 2008; 88:
894-9.

KALLIOMÄKI, M.; COLLADO, M.C.; SALMINEN, S.; ISOLAURI, E. Early differences in fecal microbiota composition in children may predict
overweight. Am J Clin Nutr 2008; 87: 534-8.

SOUZA, V. M. de; ANTUNES JUNIOR, D. Ativos dermatológicos: dermocosméticos e nutracêuticos. 9. ed. São Paulo: 2016. 817 p.

WOODARD, G.A, Encarnacion B, Downey JR, Peraza J, Chong K, Hernandez-Boussard T, Morton JM. Probiotics improve outcomes after Roux-
en-Y gastric bypass surgery: a prospective randomized trial. J Gastrointest Surg. V. 13, n. 7, p.1198-1204. Apr. 2009.

BRIASSOULI, E.; BRIASSOULIS, G. Glutamine randomized studies in early life: the unsolved riddle of experimental and clinical studies. Clin Dev
Immunol. 2012;2012:749189. Sep 2012.

MATÉS, JM. Et. al Glutamine and its relationship with intracellular redox status, oxidative stress and cell proliferation/death. Int J Biochem Cell
Biol. V. 34, n. 5, p. 439-458, May 2002.

DIRIENZO, D.B. Effect of probiotics on biomarkers of cardiovascular disease: implications for heart-healthy diets. Nutr Rev. V. 72, n. 1, p. 18-29,
Jan. 2014. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24330093>. Acesso em: 21 de outubro de 2015, às 11:06.

SAAD, S.M.I. Probióticos e prebióticos: o estado da arte. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. v. 42, n. 1, Jan./mar., 2006. Disponível
em: <http://www.revistas.usp.br/rbcf/article/viewFile/44095/47716>. Acesso em: 21 de Outubro de 2015, às 12:07.

NARUSZEWICZ, M. et. al. Effect of Lactobacillus plantarum 299v on cardiovascular disease risk factors in smokers. Am J Clin Nutr. V. 76, n. 6, p.
1249-1255, Dec 2002. Disponível em:< http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12450890>. Acesso em: 22 de Outubro de 2015, às 13:00.

WELBOURNE, J.; MIERS, H. Free Radicals in Gastroenterology. Gastroenterology Review, 1998.

JAUHIAINEN, T. et. al. Long-term intervention with Lactobacillus helveticus fermented milk reduces augmentation index in hypertensive subjects.
Eur J Clin Nutr. V. 64, n. 4, p. 424-431, Apr 2010. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20145666. Acesso em: 22 de Outubro de
2015, às 13:11.
USMAN.; HOSONO A. Effect of Administration of Lactobacillus gasseri on Serum Lipids and Fecal Steroids in Hypercholesterolemic Rats. Journal
of Dairy Science. V.83, nº 8,p.1705–1711. August 2000. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0022030200750399>.
Acesso em: 30 de Março de 2015, às 14:19.

TINRAT, S.; SARAYA, S.; TRAIDEJ, C. M. Isolation and characterization of Lactobacillus salivarius MTC 1026 as a potential probiotic. J Gen Appl Microbiol.
2011;57(6):365-78.Disponíevel em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22353742>. Acesso em: 30 de Julho de 2015, às 16:08.

WHORWELL, P.J.; ALTRINGER, L.; MOREL, J.; BOND, Y.; CHARBONNEAU, D.; O'MAHONY, L.; KIELY, B.; SHANAHAN, F.; QUIGLEY, E.M.
Efficacy of an encapsulated probiotic Bifidobacterium infantis 35624 in women with irritable bowel syndrome. Am J Gastroenterol. V. 101, n.7, p.
1581-1590, Jul 2006. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16863564>. Acesso em: 23 de Julho de 2015, às 18:18.

IMASE. K.; TANAKA, A.; TOKUNAGA, K.; SUGANO, H.; ISHIDA, H.; TAKAHASHI, S. Lactobacillus reuteri tablets suppress Helicobacter pylori
infection – a double-blind randomized placebo-controlled cross-over clinical study. Kansenshogaku Zasshi. v. 81, n. 4, p. 387-393. 2007.
Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17695792>. Acesso em: 20 de Março de 2015, às 13:47.

MULLER, J. A.; ROSS, R. P.; SYBESMA, W. F. H.; FITZGERALD, G. F.; STANTON, C. Modification of the Technical Properties of Lactobacillus
johnsonii NCC 533 by Supplementing the Growth Medium with Unsaturated Fatty Acids. Appl. Environ. Microbiol. v. 77 n. 19, p. 6889-6898. Oct,
2011.

Buts J.P.; Corthier G.; Delmee M. Saccharomyces boulardii for Clostridium difficile-associated enteropathies in infants. J Pediatr Gastroenterol
Nutr. V.16, nº4, p.419-25. May. 1993. Disponível em:< http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8315551>. Acesso em: 03 de Junho de 2015, às 13:47.

SEN, S.S. The Human Metagenome and Psychobiotics: A Vision for a Healthier Future. Journal of young medical researchers. v. 1, n. 1,
2014) . Disponível em: http://jymr.in/index.php/jymr/article/view/12. Acesso em: 13 de junho às 12:00.

AV. RAO. et al. A randomized, double-blind, placebo-controlled pilot study of a probiotic in emotional symptoms of chronic fatigue syndrome. Gut
Pathog. V. 1, n. 1, p. 6, mar. 2009. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19338686. Acesso em: 13 de junho de 2016, às 12:35.

BENTON, D.; WILLIAMS, C.; BROWN, A. Impact of consuming a milk drink containing a probiotic on mood and cognition. Eur J Clin Nutr. V. 61,
.n 3, p. 355-361, mar. 2007. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17151594. Acesso em: 13 de junho de 2016, às 12:41.

ETEENBERGEN L. et al. A randomized controlled trial to test the effect of multispecies probiotics on cognitive reactivity to sad mood. Brain Behav
Immun. 2015 august; 48:258-64: doi:10.1016/j.bbi.2015.04.003. Epub. 2015.apr 7.

FERREIRA, A. O. Guia pediátrico de farmácia magistral. 4ª ED. Juiz De fora: LMC, 2010.

MASON, P. Dietary supplements. 2nd ed. London: Pharmaceutical Press, 2001.

LAVALLE, J. B. Natural therapeutics Pocket Guide. 2000-2001 ed.

STOKLOSA, M. J.; ANSEL, H. C. Pharmaceutical Calculations. 11th ed. Baltimore: Lippincott Williams & Wilkins, 2001.

ANAL, A. K.; SINGH, K. Recents advances in microencapsulation of probiotics for industrial applications and targeted delivery. Trends in Food
Science & Tecnology, v. 18, p.240-251, 2007.

VINITA, V. et al. Development and Evaluation of a Suppository Formulation Containing Lactobacillus an its Application in Vaginal Deseases; Ann.
N. Y. Acad sci, 2005; 1056,359 - 365.

FINEGOLD, S. M. et al. Xylooligosaccharide increases bifidobacteria but not lactobacilli in human gut microbiota. Food Funct. v. 5, n. 3, p. 436-
445. 2014. Disponível em:<http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24513849>. Acesso em: 06/07/2016, às 13:50.