Você está na página 1de 3

Professor Silvio Araujo de Sousa

Geografia - PD
Parte Diversificada - Lama Tóxica
Lama Tóxica - Hungria 2010 - 1 Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP— 10/10/2010

Lama tóxica - Localização do evento


Uma lama vermelha, substância tóxica corrosiva e alcalina vasou de um gigantesco reservatório numa
fábrica de alumínio, em Akja, região a 160 km de Budapeste – Hungria, país da UE – União Européia.
[ A UE (União Européia) é um bloco econômico, político e social de 27 países europeus que participam de um projeto de inte-
gração política e econômica..Os países integrantes são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária. Chipre, Dinamarca, Eslováquia,
Eslovénia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países
Baixos (Holanda), Polônia, Portugal, Reino Unido, República, Romênia e Suécia. Macedônia, Cróacia e Turquia encontram-se em
fase de negociação. ]

O Fato
Cerca de 1 milhão de metros cúbicos ( 400 piscinas olímpicas ) da lama vermelha, um lixo industrial
resultante do refino da Bauxita, foram despejados numa área de 40 quilômetros quadrados, a torrente
inundou casas , tirou carros da estrada, danificou rodovias e pontes em pelo menos sete cidades, equi-
pes tentam evitar que esse material tóxico chegue ao rio Danúbio e contamine seis países.
A Substância Tóxica
A lama vermelha é um subproduto do refino de bauxita, o material básico para produzir alumina, con-
tém soda cáustica, que provoca queimaduras além de metais pesados como cádmio, arsênio, silício,
ferro (responsável pela cor vermelha) e outros, é armazenda em lagoas artificiais, para que a água
neutralize a soda cáustica do chamado processo Bayer , deixando como resíduo um solo vermelho ar-
giloso.
[ Processo Bayer - O alumínio é produzido, basicamente, a partir da bauxita. Trata-se de um processo de produção difícil, pois
exige muita energia elétrica. A bauxita de cor marrom-avermelhada deve sofrer um processo de purificação para que se possa
extrair a alumina (Al2O3) de outras substâncias, como, por exemplo, o óxido de ferro 3 (Fe2O3). ]

Rio Danúbio ameaçado


A lama tóxica inicialmente atingiu o rio Torna, onde o pH medido chegou a 13,5 na sequência chegou
ao rio Marcal, o nível de alcalinidade muito alto extinguiu toda sua vida aquática, a lama tóxica seguiu
em direção ao rio Raba, que, por sua vez, deságua no Danúbio, que é o segundo mais longo do conti-
nente, com 2.850 Km de extensão, um dos principais rios do continente europeu, atravessando a Cro-
ácia, Sérvia, Romênia, Bulgária, Ucrânia e Moldova, antes de desaguar no Mar Negro. Já foram confir-
mados a existência de peixes mortos na confluência do Danúbio com o Raba, onde amostras colhidas
já registram pH de 9,1 – já considerado alcalino.
[ A escala de pH inicia-se no zero e termina no 14. As substâncias neutras têm pH de 7. As substâncias ácidas têm pH abaixo
de 7 e as substâncias básica (ou alcalinas) têm pH acima de 7. Quanto mais afastado do 7 mais forte será o carácter químico da
substância. ]

Imagem: http://www.scribd.com/doc/23691525/stc-ng7-dr2-ft03

Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Professor Silvio Araujo de Sousa
Geografia - PD
Parte Diversificada - Lama Tóxica
Lama Tóxica - Hungria 2010 - 2 Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP— 10/10/2010

[ pH – indicador de acidez e alcalinidade - A alcalinidade da água é um dos parâmetros de medida de contaminação de um


rio. Valores do pH de 1 a 3 são ácidos, de 6 a 8 são neutros e de 8 a 14 são alcalinos. Soluções de alto nível de pH se tornam
cáusticas , podendo provocar sérias queimaduras químicas. pH: termo deriva do latim pondus hydrogenii, cujo significado apro-
ximado seria a “potência de concentração do hidrogênio” ]

Como resolver
As equipes de emergência têm retirado a lama do rio Marcal e espalhado gesso para tentar solidificá-
la. Também tem sido adicionado ácido para neutralizar toxinas.
No Brasil
Já ocorreram dois vazamentos, um em 2003 e outro em 2009. Em 27 de abril de 2009, após 183 mm
de chuvas em quatro dias, o depósito de rejeitos sólidos da Alunorte em Barcarena – PA, transbordou
e a lama vermelha alcançou as nascentes do rio Murucupe, as consequências foram alterações do pH,
e a redução do oxigênio dissolvido causando a mortandade dos peixes no rio em questão e em outros
corpos hídricos próximos ao local do vazamento. Além dos peixes e répteis, outros animais, inclusive
animais terrestres, também sofreram com o aporte do material tóxico.
Contextualização - Questões FATEC 2010
Certa solução aquosa de bicarbonato de sódio, NaHCO3, apresenta pH = 8,3 a 25°C. Tal solução é
a) ácida e terá seu pH aumentado, se a ela for acrescentada uma porção de soda cáustica, NaOH.
b) ácida e terá seu pH diminuído, se a ela for acrescentada uma porção de ácido clorídrico, HCl.
c) básica e terá seu pH diminuído, se a ela for acrescentada uma porção de soda cáustica, NaOH.
d) básica e terá seu pH diminuído, se a ela for acrescentada uma porção de ácido clorídrico, HCl.
e) básica e terá seu pH aumentado, se a ela for acrescentada uma porção de ácido clorídrico HCl.
Resolução: A solução de NaHCO3 tem caráter básico (pH = 8,3), pois o sal é derivado de ácido fraco e base forte.
O ânion HCO–3 sofre hidrólise produzindo íons OH–.
HCO–3 + H2O <--> H2CO3 + OH–
Adicionando-se ácido clorídrico, haverá neutralização de íons OH– da solução, diminuindo a alcalinidade do meio (OH–) e provo-
cando uma diminuição do pH do meio.

55) (FATEC-SP) Leia atentamente a seguinte notícia publicada em jornal: ALUNOS TOMAM SODA
CÁUSTICA DURANTE AULA E PASSAM MAL. Dezesseis alunos de uma escola particular de Sorocaba,
interior de São Paulo, foram internados após tomar soda cáustica durante uma aula de química. Os
alunos participavam de um exercício chamado "teste do sabor": já haviam provado limão, vinagre e
leite de magnésia e insistiram em provar a soda cáustica, produto utilizado na limpeza doméstica. Em
pouco tempo, os alunos já começaram a sentir os primeiros sintomas: ardência na língua e no estôma-
go, e foram encaminhados ao Hospital Modelo da cidade. (Adaptado do "Diário do Grande ABC OnLi-
ne", 19/09/2005.)
Sobre essa notícia, foram feitas as seguintes afirmações:
I. Os produtos ingeridos pelos alunos (limão, vinagre, leite de magnésia e soda cáustica) são todos
ácidos e, por isso, corrosivos.
II. Tanto o leite de magnésia como a soda cáustica são compostos alcalinos.
III. A soda cáustica (NaOH) é uma base forte; o leite de magnésia (suspensão de Mg(OH)2) é uma ba-
se fraca. Isto ajuda a entender por que o leite de magnésia pode ser ingerido, mas a soda cáustica
não.
Dessas afirmações, a) apenas I é correta. b) apenas II é correta. c) apenas III é correta. d) II e III
são corretas. e) I e III são corretas.

Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Professor Silvio Araujo de Sousa
Geografia - PD
Parte Diversificada - Lama Tóxica
Lama Tóxica - Hungria 2010 - 3 Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP— 10/10/2010

13) Uma base tem fórmula M(OH)3. O elemento M pode ser:


a) enxofre b) alumínio c) sódio d) cálcio e) chumbo

33)(UFRS-RS) Em acidente ocorrido em 1999, próximo à cidade de Tabaí-RS, uma carreta carregada
de ácido muriático (ácido clorídrico comercial) tombou, espalhando-o pelo solo. Uma das providências
tomadas para amenizar o efeito do ácido foi colocar óxido de cálcio (cal) sobre o local. Tal procedimen-
to visou:
A) diluir o ácido, aumentando o pH do local.
b) neutralizar o ácido, aumentando o pH do local.
c) diluir o ácido, diminuindo o pH do local.
d) neutralizar o ácido, diminuindo o pH do local.
e) absorver o ácido, para manter o pH do local inalterado.

35) (ENEM) Numa rodovia pavimentada, ocorreu o tombamento de um caminhão que transportava
ácido sulfúrico concentrado. Parte da sua carga fluiu para um curso d'água não poluído que deve ter
sofrido, como conseqüência,
I. mortalidade de peixes acima da normal no local do derrame de ácido e em suas proximidades.
II. variação do pH em função da distância e da direção da corrente de água.
III. danos permanentes na qualidade de suas águas.
IV. aumento momentâneo da temperatura da água no local do derrame.

É correto afirmar que, dessas conseqüências, apenas podem ocorrer


a) I e II. b) II e III. c) II e IV d) I, II e IV e) II, III e IV

Fontes:
1 - Folha de São Paulo – 7 de outubro de 2010 – Mundo – A21
2 - O Estado de São Paulo – 7 de outubro de 2010 – Internacional – A26
3 - Metromundo – 8 de outubro de 2010 pág. 09
4 - ESTUDO PRELIMINAR DOS NÍVEIS DE CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL NO RIO MURUCUPI PROVOCADO POR VAZAMENTO DE
EFLUENTE DA ALUNORTE NA REGIÃO DE VILA DO CONDE - BARCARENA – PA - Dra. Simone de Fátima Pinheiro Pereira - UNI-
VERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
5 - Prof. Ricardo Aparicio - IQ/Unicamp - 1s/2009 - Aula 8 Ácidos e Bases / pH
6 - Veja – 7 de outubro de 2010
7 - http://www.scribd.com/doc/23691525/stc-ng7-dr2-ft03

Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil