Você está na página 1de 39

DIREITO AMBIENTAL

AVALIANDO O APRENDIZADO

1a Questão

Os grandes problemas ambientais, que atualmente enfrenta a humanidade, estão relacionados diretamente
a(o):

Uso controlável e depredatório dos recursos naturais pelo homem desde o início da era capitalista.
Escassez de recursos naturais em determinadas áreas do nosso planeta o que afeta a todos nós.
Ao modelo socialista da economia global que determina o consumo desenfreado pela população dos
produtos industrializados.
Nosso modo de vida, com os valores que fundamentam e caracterizam as sociedades
contemporâneas e com as respostas da natureza ao comportamento industrial e consumista
insustentável, gerado pelo modelo de globalização econômica.
Uso consciente dos recursos naturais e artificiais com vista a sustentabilidade do planeta

2a Questão

A defesa da tutela coletiva do meio ambiente será exercida quando se tratar de: I - Direito de natureza
jurídica difusa e sendo condição de direito humano fundamental. II - Interesse indisponível, que ainda se
fundamenta no princípio da solidariedade e da fraternidade. III - Interesse ou direito individual, assim
entendido o que privilegia o interesse do particular. Diante das assertivas acima, escolha a opção adequada:

Está errada apenas a assertiva II.


Estão erradas as assertivas I e III.
Apenas a I está correta.
Todas estão erradas.
Apenas a I e II estão corretas.

3a Questão

(TJ PA 2009 ¿ Juiz de Direito ¿ FGV in AMADO, Frederico. Direito Ambiental esquematizado. São Paulo: Gen,
2015, p. 12) A Constituição Federal/88 assevera
que →dostêmdirei→aomeioambienteecologicamenteequilibrado,bemdeusocoμmdopovoeessencialàsadiaqualidaded
evida¿.Aesserespei→,écorre→∈ferirqueaconcepçãoconstitucionalsobreomeioambienteé:

Pragmática.
Panteísta.
Antropocêntrica.
Holística.
Criacionista.

4a Questão

Vinte anos após a Rio-92, e diante da crise ambiental alarmante, ocorreu, em junho de 2012, a Conferência
das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, com a participação de lideranças de 193 países que
fazem parte da ONU. O principal objetivo era o de renovar e reafirmar o compromisso com o
desenvolvimento sustentável após 20 anos da Rio-92 e identificar ações para garantir o desenvolvimento
sustentável do planeta e de eliminação da pobreza. Sendo Assim, assinale abaixo a cidade que sediou tal
Conferência:

Paris
Estocolmo
Rio de Janeiro
Bogotá
Palermo

5a Questão

Em 1992 ocorreu uma importante Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e
Desenvolvimento, com o objetivo de analisar, discutir e aprovar documentos sobre as questões ambientais.
Dentre eles destaca-se a Agenda 21, um programa de ações preservadoras do meio ambiente que resume o
que fazer para reverter a destruição da Terra e instalar um modelo de desenvolvimento sustentável ao longo
do século XXI. Sendo Assim, assinale abaixo a cidade que sediou tal Conferência:

Palermo
Rio de Janeiro
Paris
Bogotá
Estocolmo

6a Questão

Diante da afirmativa de que o estudo do meio ambiente é interdisciplinar, assinale a alternativa correta.
O estudo do meio ambiente é interdisciplinar porque está disposto na lei da Política Nacional do Meio
Ambiente.
O estudo do meio ambiente é interdisciplinar por se tratar de Direito privado disponível.
O estudo do meio ambiente é interdisciplinar por se tratar de Direito de primeira geração.
O estudo do meio ambiente por ser interdisciplinar não coexite com outros ramos do saber.
O estudo do meio ambiente é interdisciplinar uma vez que o meio ambiente é estudado por diversos
ramos do saber como a Sociologia, Antropologia, Biologia, Engenharia Florestal, Geografia, dentre
outros.

7a Questão

QUAL FOI A PRIMEIRA CONFERÊNCIA SOBRE O MEIO AMBIENTE, REALIZADA PELA ONU, E CONSIDERADA
COMO MARCO INICIAL DO DIREITO AMBIENTAL INTERNACIONAL?

A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DENOMINADA


RIO+20, REALIZADA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO.
A CONFERÊNCIA DO RIO DE JANEIRO SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO, TAMBÉM
CONHECIDA COMO RIO-92, ECO-92 OU CÚPULA DA TERRA.
A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE A MUDANÇA CLIMÁTICA QUE OCORREU EM BALI,
INDONÉSIA.
A CONFERÊNCIA DO CLIMA REALIZADA EM VARSÓVIA, POLÔNIA.
A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE O MEIO AMBIENTE HUMANO, REALIZADA NA CIDADE
DE ESTOCOLMO, SUÉCIA.

8a Questão

De acordo com a Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA), O conceito legal de meio ambiente é definido
como:

Esta norma não conceitua meio ambiente que apenas está definido no artigo 225 da Constituição
Federal de 1988.
o meio ambiente é a interação do conjunto de elementos naturais que propiciem o desenvolvimento
equilibrado da vida.
É a soma dos fatores biológicos, químicos e econômicos que permite a vida e a manutenção da
mesma ao ser humano.
o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que
permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.
Apenas a Organização das Nações Unidas conceituou legalmente meio ambiente.

1a Questão

O Direito Ambiental tem três esferas básicas de atuações. Quais são elas?
A repressiva, a condenatória e a indenizatória.
A reparatória, a repressiva e a indenizatória.
A preventiva, a reparatória e a repressiva.
A preventiva, a repressiva e a condenatória.
A preventiva, a reparatória e a condenatória

2a Questão

Vinte anos após a Rio-92, e diante da crise ambiental alarmante, ocorreu, em junho de 2012, a Conferência
das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, com a participação de lideranças de 193 países que
fazem parte da ONU. O principal objetivo era o de renovar e reafirmar o compromisso com o
desenvolvimento sustentável após 20 anos da Rio-92 e identificar ações para garantir o desenvolvimento
sustentável do planeta e de eliminação da pobreza. Sendo Assim, assinale abaixo a cidade que sediou tal
Conferência:

Paris
Rio de Janeiro
Estocolmo
Bogotá
Palermo

3a Questão

O meio ambiente ecologicamente equilibrado deve ser considerado como:

bem público de uso especial.


bem público transindividual.
bem público dominical.
bem público pertencente às pessoas jurídicas de direito público.
bem público de uso comum do povo.

4a Questão

Na aula 1 expressamos: Os recursos naturais estão ali para ser apropriados, conforme o valor que as forças
de mercado, os economistas, os planejadores oficiais a eles conferiram! Conclui SHELDRAK, 'uma teoria
mecanicista da natureza que hoje está encaixada na ortodoxia oficial do progresso econômico e que nos leva
à crise ambiental e social por que passamos'. Indique a opção que melhor reflete a contraposição ao
pensamento expressado:

As modernas políticas ambientais consideram relevantes as realizações significativas que produzam


assentamentos humanos, complexos industriais e meios produtivos objetivando primordialmente os
investimentos e desenvolvimento da atividade econômica.
A natureza, concebida como a fonte inanimada dos recursos naturais, da qual se pode tirar todo
proveito para o desenvolvimento econômico, sem preocupação ou responsabilidades, com as
consequências de uma exploração insustentável.
O meio ambiente deve ser a interação do conjunto de elementos naturais, artificiais e culturais que
propiciem o desenvolvimento equilibrado da vida em todas as suas formas. A integração busca
assumir uma concepção unitária do ambiente, compreensiva dos recursos naturais e culturais.
Nenhuma das demais opções de resposta reflete a contraposição ao pensamento expressado no
enunciado desta questão.
O modelo globalizado dominante, que mantém a modernidade, acaba por produzir duas rupturas
básicas: a ruptura das relações sociais e das relações do homem com a natureza, de modo que os
recursos naturais prosseguem servindo em proveito puramente econômico.

5a Questão

QUAL FOI A PRIMEIRA CONFERÊNCIA SOBRE O MEIO AMBIENTE, REALIZADA PELA ONU, E CONSIDERADA
COMO MARCO INICIAL DO DIREITO AMBIENTAL INTERNACIONAL?

A CONFERÊNCIA DO CLIMA REALIZADA EM VARSÓVIA, POLÔNIA.


A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DENOMINADA
RIO+20, REALIZADA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO.
A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE O MEIO AMBIENTE HUMANO, REALIZADA NA CIDADE
DE ESTOCOLMO, SUÉCIA.
A CONFERÊNCIA DO RIO DE JANEIRO SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO, TAMBÉM
CONHECIDA COMO RIO-92, ECO-92 OU CÚPULA DA TERRA.
A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE A MUDANÇA CLIMÁTICA QUE OCORREU EM BALI,
INDONÉSIA.

6a Questão

Em 1972 a ONU realizou a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, conhecida como
Conferência de Estocolmo - em que pela primeira vez, o meio ambiente se constitui em tema principal de
governos de 113 países. Sendo Assim, assinale abaixo o país que sediou tal Conferência:

Argentina
França
Brasil
Itália
Suécia
7a Questão

A defesa da tutela coletiva do meio ambiente será exercida quando se tratar de: I - Direito de natureza
jurídica difusa e sendo condição de direito humano fundamental. II - Interesse indisponível, que ainda se
fundamenta no princípio da solidariedade e da fraternidade. III - Interesse ou direito individual, assim
entendido o que privilegia o interesse do particular. Diante das assertivas acima, escolha a opção adequada:

Todas estão erradas.


Apenas a I e II estão corretas.
Estão erradas as assertivas I e III.
Apenas a I está correta.
Está errada apenas a assertiva II.

8a Questão

Assinale abaixo qual a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano que ocorreu de 05 a
16 de junho de 1972, com a participação de 113 Estados, que é considerada um marco do Direito Ambiental
no âmbito internacional:

Conferência de Palermo
Conferência de Paris
Conferência de Bogotá
Conferência de Londres
Conferência de Estocolmo

1a Questão

Complete a frase com a resposta correta: Nossos estudos apontam para a autonomia do Direito Ambiental:

por ser um ramo do Direito com um regime jurídico próprio, com objetivos, princípios,
procedimentos, instrumentos dotados de características e peculiaridades novas e incomuns.
por ser um ramo do Direito de natureza interdisciplinar, por se relacionar com todos os ramos
clássicos do Direito.
por ser um direcionamento no sentido ambientalista para outros ramos da Ciência Jurídica com que o
Direito Ambiental se relaciona.
por ser um ramo do Direito que independe de métodos próprios de pesquisa ou de sistematização
nem princípios ou instrumentos específicos.
por ser um novo ramo do Direito em constante interação com outros ramos do Direito, como o
Direito Econômico Ambiental, o Direito Penal Ambiental.
2a Questão

Conforme previsto na CF/1988 é necessária realização de estudo prévio de impacto ambiental antes da
implantação de empreendimentos e de atividades consideradas efetiva ou potencialmente causadoras de
degradação ambiental, que constitui exigência que atende ao princípio do (a):

prevenção.
participação comunitária.
usuário-pagador.
proibição do retrocesso ambiental.
poluidor-pagador.

3a Questão

Questão n. 35 X Exame de Ordem Unificado:

Na perspectiva da tutela do direito difuso ao meio ambiente, o ordenamento constitucional exigiu o estudo
de impacto ambiental para instalação e desenvolvimento de certas atividades. Nessa perspectiva, o estudo
prévio de impacto ambiental está concretizado no princípio:

da não-prevenção
da vedação ao retrocesso.
do poluidor-pagador.
da precaução.
da prevenção.

4a Questão

(OAB/CESPE 02/2009) Assinale a opção correta com relação aos princípios do direito ambiental.

Em conformidade com o princípio do desenvolvimento sustentável, o direito ao desenvolvimento deve


ser exercido de modo a permitir que sejam atendidas as necessidades do tempo presente sem
comprometer as necessidades das gerações futuras
o ressarcimento do dano ambiental deve ocorrer, preferencialmente, mediante indenização em
dinheiro, e, secundariamente, pela reparação natural do ambiente degradado.
O princípio do poluidor-pagador estabelece que a pessoa, física ou jurídica, antes de desenvolver
atividade considerada causadora de degradação ambiental, terá de pagar para evitar a contaminação.
não deve ocorrer ressarcimento quando houver dano ambiental.
Conforme o princípio do limite, o particular que pretenda desenvolver atividade ou empreendimento
que cause significativa degradação ambiental tem o dever de fixar parâmetros que levem em conta a
proteção da vida e do próprio meio ambiente

5a Questão

Os princípios exercem papéis importantes, pois além de serem alicerces fundamentais dos mais variados
ramos, assumem diferentes funções, como por exemplo, a função interpretativa e a função integrativa.
Dentro do direito ambiental há um princípio que se destaca, por garantir a observância de uma
responsabilidade intergeracional, ou seja, possibilitar a utilização de recursos naturais finitos pelas presentes
e futuras gerações, bem como o contínuo crescimento econômico do país. Qual o nome que se dá ao
princípio mencionado?

Princípio do Desenvolvimento Sustentável


Princípio da Precaução
Princípio da Responsabilidade Intergeracional
Princípio da Prevenção
Princípio do Poluidor Pagador

6a Questão

Qual dos princípios ambientais, abaixo, é voltado para a Administração Pública e por ele entende-se que
devem ser pesadas todas as implicações de uma intervenção no meio ambiente, buscando-se adotar a
solução que melhor concilie um resultado globalmente positivo.

Princípio do Equilíbrio.
Princípio socioambiental da propriedade privada.
Princípio do Limite.
Princípio do Desenvolvimento Sustentável.
Princípio do Usuário-Pagador.

7a Questão

Está previsto na Declaração do Rio 92 o princípio 16 com a seguinte orientação: " As autoridades nacionais
devem procurar promover a internacionalização dos custos ambientais e o uso de instrumentos econômicos,
tendo em vista a abordagem segundo a qual o poluidor deve, em princípio, arcar com o custo da poluição,
com a devida atenção ao interesse público e sem provocar distorções no comércio e nos investimentos
internacionais". O texto apresentado fundamenta um dos princípios estudados em nossas aula 2. Assinale
este princípio

princípio da prevenção;
princípio da participação
princípio da precaução;
princípio do usuário-pagador;
princípio do poluidor-pagador;

8a Questão

São princípios do Direito Ambiental:

Princípio do Poluidor-Pagador, Princípio da Legalidade e Princípio da Publicidade.


princípio do equilíbrio.
Princípio do Equilíbrio, Princípio da Participação e Princípio da Isonomia.
Princípio do Equilíbrio, Princípio da Participação e Princípio do Limite.
Princípio do Limite, Princípio da Legalidade e Princípio do Equilíbrio

1a Questão

A expressão "Poder Público" deve ser identificada, como preleciona JOSÉ AFONSO DA SILVA, "todas as
entidades territoriais públicas, pois uma das características do Estado Federal, como o nosso, consiste
precisamente em distribuir o Poder Público por todas as entidades autônomas que o compõem, para que
cada qual o exerça nos limites das competências que lhes foram outorgadas pela Constituição".
Indubitavelmente, possui o Poder Público um papel de destaque na proteção ambiental, tendo em vista que
a ele incumbe assegurar a efetividade do direito de todos ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.
MARQUE a alternativa CORRETA em relação à atuação do Poder Público, tendo em vista a principiologia do
direito ambiental:

O princípio do poluidor pagador, previsto na lei 6.938/81, autoriza o ato poluidor mediante
pagamento
O Poder Público, às vezes, pode dispor da prevenção ou da precaução do direito ambiental, deixando
de exigir, para a instalação de obra ou atividade potencialmente causadora de significativa
degradação do meio ambiente e controle da poluição.
O princípio do desenvolvimento sustentável é regra que incumbe ao Poder Público e à coletividade o
dever de preservar o meio ambiente para as presentes e gerações futuras
O princípio da prevenção ou prudência orienta que as intervenções no meio ambiente devem ser
evitadas antes de se ter certeza de que não serão prejudiciais, ao contrário do princípio da
precaução, que se aplica a impactos já conhecidos e informa tanto o licenciamento ambiental como
os estudos de impacto ambiental.
O Direito Ambiental adotou o princípio da responsabilização subjetiva ambiental para a reparação dos
danos causados ao meio ambiente
2a Questão

Questão n. 35 X Exame de Ordem Unificado:

Na perspectiva da tutela do direito difuso ao meio ambiente, o ordenamento constitucional exigiu o estudo
de impacto ambiental para instalação e desenvolvimento de certas atividades. Nessa perspectiva, o estudo
prévio de impacto ambiental está concretizado no princípio:

da não-prevenção
do poluidor-pagador.
da precaução.
da vedação ao retrocesso.
da prevenção.

3a Questão

(OAB/CESPE 02/2009) Assinale a opção correta com relação aos princípios do direito ambiental.

o ressarcimento do dano ambiental deve ocorrer, preferencialmente, mediante indenização em


dinheiro, e, secundariamente, pela reparação natural do ambiente degradado.
Conforme o princípio do limite, o particular que pretenda desenvolver atividade ou empreendimento
que cause significativa degradação ambiental tem o dever de fixar parâmetros que levem em conta a
proteção da vida e do próprio meio ambiente
não deve ocorrer ressarcimento quando houver dano ambiental.
O princípio do poluidor-pagador estabelece que a pessoa, física ou jurídica, antes de desenvolver
atividade considerada causadora de degradação ambiental, terá de pagar para evitar a contaminação.
Em conformidade com o princípio do desenvolvimento sustentável, o direito ao desenvolvimento deve
ser exercido de modo a permitir que sejam atendidas as necessidades do tempo presente sem
comprometer as necessidades das gerações futuras

4a Questão

Está previsto na Declaração do Rio 92 o princípio 16 com a seguinte orientação: " As autoridades nacionais
devem procurar promover a internacionalização dos custos ambientais e o uso de instrumentos econômicos,
tendo em vista a abordagem segundo a qual o poluidor deve, em princípio, arcar com o custo da poluição,
com a devida atenção ao interesse público e sem provocar distorções no comércio e nos investimentos
internacionais". O texto apresentado fundamenta um dos princípios estudados em nossas aula 2. Assinale
este princípio

princípio do poluidor-pagador;
princípio da precaução;
princípio da participação
princípio da prevenção;
princípio do usuário-pagador;

5a Questão

A respeito dos princípios do Direito Ambiental, é correto afirmar que:

Os bens ambientais, de acordo com a Constituição Federal, são de propriedade do Estado, cabendo
a todos o dever de protegê-los.
O princípio do usuário-pagador impõe aos particulares a necessidade de contribuir para o emprego
de recursos ambientais em atividades econômicas.
O princípio da proibição do retrocesso veda a tramitação de projetos de lei que representam
alteração da protetividade ambiental.
A internalização dos efeitos externos positivos é o cerne do princípio do poluidor-pagador.
A necessidade de licenciamento ambiental fundamenta-se no princípio da prevenção, ou seja, na
necessidade de se mensurar o risco desconhecido, sobre o qual não há certeza científica.

Explicação:

¿A ideia [do princípio do usuário-pagador] é de definição de valor econômico ao bem natural com intuito de
racionalizar o seu uso e evitar o seu desperdício. A apropriação desses recursos por parte de um ou de
vários indivíduos, públicos ou privados, devem proporcionar à coletividade o direito a uma compensação
financeira pela utilização de recursos naturais, bens de uso comum.

6a Questão

Antes a propriedade era vista como algo intocável, hoje o direito de propriedade ganha um caráter mais
solidário, pois o exercício das faculdades inerentes ao domínio deve atender não apenas aos interesses
particulares e econômicos de seu titular, mas também aos interesses da sociedade. Neste contexto, o direito
de propriedade visto a partir das regras de proteção jurídica ao meio ambiente baseado na manutenção do
equilíbrio ecológico e como direito difuso e coletivo, é considerado um princípio denominado:

Princípio da função ambiental do direito da propriedade


Princípio da função do interesse da propriedade
Princípio da função socioambiental da propriedade, ou princípio da função social da propriedade
Princípio da função do direito da propriedade ambiental
Princípio da função do direito socioambiental da propriedade

7a Questão
No seu processo produtivo, determinada indústria pretende despejar em um rio próximo dejetos que são
poluentes ao meio ambiente. Nesse sentido, assinale a opção que indica o princípio que pode fundamentar
diretamente a vedação ao início da produção dessa indústria:

Princípio do poluidor-pagador.
Princípio do usuário-pagador.
Princípio da comutatividade.
Princípio da prevenção.
Princípio da precaução.

8a Questão

A respeito dos princípios do Direito Ambiental, é correto afirmar que:

O princípio da proibição do retrocesso veda a tramitação de projetos de lei que representam alteração
da protetividade ambiental.
Os bens ambientais, de acordo com a Constituição Federal, são de propriedade do Estado, cabendo a
todos o dever de protegê-los.
A internalização dos efeitos externos positivos é o cerne do princípio do poluidor-pagador.
O princípio do usuário-pagador impõe aos particulares a necessidade de contribuir para o emprego de
recursos ambientais em atividades econômicas.
A necessidade de licenciamento ambiental fundamenta-se no princípio da prevenção, ou seja, na
necessidade de se mensurar o risco desconhecido, sobre o qual não há certeza científica.

1a Questão

Marque a alternativa CORRETA conforme o disposto na Constituição Federal de 1988, Art. 225.

A Constituição Federal de 1988 eleva o meio ambiente à categoria de direito ambiental exclusivo
O meio ambiente, tem que estar ecologicamente equilibrado para ser considerado como um direito
fundamental de todos.
O meio ambiente é definido, constitucionalmente, como o conjunto de condições, leis, influências e
interações de ordem física, química e biológica que permite, abriga e rege a vida em todas as suas
formas
A CF expressa o dever de defender e preservar o meio ambiente notadamente para as presentes
gerações
O dever de defender e preservar para as presentes e futuras gerações é imposto, pela CF, à
coletividade e ao Poder Público.

2a Questão
A instalação de usina nuclear depende de definição de sua localização através de:

Lei federal.
Licença ambiental.
Decreto Presidencial.
Autorização do Ministério de Minas e Energia.
Lei estadual.

3a Questão

Referindo-se à relevância das florestas na preservação ambiental, a Constituição Federal estabelece:

a competência exclusiva da União para preservar as florestas, a fauna e a flora, bem como para
legislar sobre elas.
a competência concorrente da União, dos estados, do DF e dos municípios para gerenciarem o
manejo sustentável das florestas, da fauna e da flora silvícolas, bem como para legislar,
independentemente, sobre elas.
a competência comum da União, dos estados, do DF e dos municípios para preservar as florestas, a
fauna e a flora, bem como para, exclusivamente, sobre elas legislar.
a competência solidária da União, dos estados, do DF e dos municípios para a exploração sustentável
das florestas de preservação permanente, da fauna, da flora, dos recursos minerais, hídricos e
genéticos bem como para legislar, isoladamente, sobre ela.
a competência comum da União, dos estados, do DF e dos municípios para preservar as florestas, a
fauna e a flora.

4a Questão

Segundo a Constituição brasileira, o meio ambiente é:

Bem de domínio da União.


Patrimônio nacional.
Bem de uso comum do povo.
Bem de domínio dos Estados.
Patrimônio da Humanidade.

5a Questão
A Constituição Brasileira estabelece que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é "bem de uso comum
do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de
defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações" (art. 225, da CRFB). Prevê também a
Constituição o fundamento da "dignidade da pessoa humana" (art. 1º, III, da CRFB) e que a "República
Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelo princípio da prevalência dos direitos
humanos" (Art. 4º, I, da CRFB). A Lei nº 6.938/1981 define o meio ambiente como o "conjunto de
condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a
vida em todas as suas formas" (art. 3º, I). Com base apenas em tais normas, assinale a melhor proposição
dentre as que seguem:

Os conceitos que regem os direitos fundamentais são independentes e suas normas devem ser
estudadas em separado, não correlacionadas com o Direito Ambiental. Tal conclusão deve-se à
proteção ao meio ambiente equilibrado ter normatividade própria e disciplina autônoma, alcançando
assim seu próprio status de ramo do direito.
Os direitos humanos fundamentais não dizem respeito ao Direito Ambiental, mas sim, tão somente, à
liberdade (direitos civis e políticos) à moradia e ao trabalho, não estando correlacionados com o
Direito Ambiental.
O meio ambiente sadio é essencial para uma vida digna, de modo que o direito ao meio ambiente
equilibrado é um direito humano fundamental, correlacionado com o direito à vida e à saúde.
Os direitos fundamentais têm apoio nos conceitos jurídicos de dignidade, liberdade, igualdade,
irrenunciabilidade, a irrevogabilidade, a imprescritibilidade, a inalienabilidade, a inviolabilidade, a
universalidade, a interdependência e a complementaridade, dispondo de características que os
distinguem e apartam do direito ambiental.
O vasto de campo de estudo do direito ambiental é extenso, mas não compreende o conceito dos
direitos humanos e fundamentais, cuja formulação é distinta e independente.

6a Questão

Dentro do estudo das Competências Constitucionais em matéria ambiental, o que vem a ser a competência
legislativa?

É a que atribui ao Poder Público o ato de exercer atividades administrativas em prol da proteção
ambiental.
É a que atribui ao Poder Legislativo, dos entes federados, o ato de legislar.
É a que atribui ao Poder Público o ato de legislar.
É a que atribui ao Poder Legislativo, dos entes federados, o dever de fiscalização e preservação do
meio ambiental.
É a que atribui exclusivamente a União o ato de legislar.

7a Questão

(FGV - Exame de Ordem - 2012.4) A Lei Complementar n. 140 de 2011 fixou normas para a cooperação
entre os entes da federação nas ações administrativas decorrentes do exercício da competência comum
relativas ao meio ambiente. Sobre esse tema, assinale a afirmativa correta.
Compete à União aprovar a liberação de exemplares de espécies exóticas da fauna e da flora em
ecossistemas naturais frágeis ou protegidos.
Compete à União aprovar o manejo e a supressão de vegetação, de florestas e formações
sucessoras em Áreas de Preservação Ambientais - APAs.
Compete ao Distrito Federal gerir o patrimônio genético, respeitando as atribuições setoriais.
Compete aos Municípios gerir o patrimônio genético e o acesso ao conhecimento tradicional
associado, respeitadas as atribuições setoriais.
Compete aos Estados e ao Distrito Federal controlar a introdução no País de espécies exóticas
potencialmente invasoras que possam ameaçar os ecossistemas, habitats e espécies nativas.

8a Questão

A REDAÇÃO DO ARTIGO 21, INCISOS IX, XIX E XX DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO


BRASIL DISPÕE QUE: COMPETE A UNIÃO: IX. ELABORAR E EXECUTAR PLANOS NACIONAIS E REGIONAIS
DE ORDENAÇÃO DO TERRITÓRIO E DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL; XIX. INSTITUIR
SISTEMA NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS E DEFINIR CRITÉRIOS DE OUTORGA DE
DIREITOS DE SEU USO; XX. INSTITUIR DIRETRIZES PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO, INCLUSIVE
HABITAÇÃO, SANEAMENTO BÁSICO E TRANSPORTES URBANOS.

DIANTE DOS CRITÉRIOS DE COMPETÊNCIA CONSTITUCIONAL EM MATÉRIA AMBIENTAL, MARQUE A


RESPOSTA CORRETA SOBRE A COMPETÊNCIA DAS NORMAS EXPRESSAS NOS INCISOS DO ART.21, DA
CF/88

COMPETÊNCIA LEGISLATIVA PRIVATIVA.


COMPETÊNCIA MATERIAL (OU ADMINISTRATIVA) COMUM.
COMPETÊNCIA MATERIAL (OU ADMINISTRATIVA) CONCORRENTE.
COMPETÊNCIA LEGISLATIVA CONCORRENTE.
COMPETÊNCIA MATERIAL (OU ADMINISTRATIVA) EXCLUSIVA.

1a Questão

Dentro do estudo das Competências Constitucionais em matéria ambiental, o que vem a ser a competência
legislativa?

É a que atribui ao Poder Legislativo, dos entes federados, o ato de legislar.


É a que atribui ao Poder Público o ato de exercer atividades administrativas em prol da proteção
ambiental.
É a que atribui exclusivamente a União o ato de legislar.
É a que atribui ao Poder Público o ato de legislar.
É a que atribui ao Poder Legislativo, dos entes federados, o dever de fiscalização e preservação do
meio ambiental.

2a Questão
A REDAÇÃO DO ARTIGO 21, INCISOS IX, XIX E XX DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO
BRASIL DISPÕE QUE: COMPETE A UNIÃO: IX. ELABORAR E EXECUTAR PLANOS NACIONAIS E REGIONAIS
DE ORDENAÇÃO DO TERRITÓRIO E DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL; XIX. INSTITUIR
SISTEMA NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS E DEFINIR CRITÉRIOS DE OUTORGA DE
DIREITOS DE SEU USO; XX. INSTITUIR DIRETRIZES PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO, INCLUSIVE
HABITAÇÃO, SANEAMENTO BÁSICO E TRANSPORTES URBANOS.

DIANTE DOS CRITÉRIOS DE COMPETÊNCIA CONSTITUCIONAL EM MATÉRIA AMBIENTAL, MARQUE A


RESPOSTA CORRETA SOBRE A COMPETÊNCIA DAS NORMAS EXPRESSAS NOS INCISOS DO ART.21, DA
CF/88

COMPETÊNCIA MATERIAL (OU ADMINISTRATIVA) CONCORRENTE.


COMPETÊNCIA LEGISLATIVA PRIVATIVA.
COMPETÊNCIA MATERIAL (OU ADMINISTRATIVA) COMUM.
COMPETÊNCIA LEGISLATIVA CONCORRENTE.
COMPETÊNCIA MATERIAL (OU ADMINISTRATIVA) EXCLUSIVA.

3a Questão

(FGV - Exame de Ordem - 2012.4) A Lei Complementar n. 140 de 2011 fixou normas para a cooperação
entre os entes da federação nas ações administrativas decorrentes do exercício da competência comum
relativas ao meio ambiente. Sobre esse tema, assinale a afirmativa correta.

Compete à União aprovar o manejo e a supressão de vegetação, de florestas e formações


sucessoras em Áreas de Preservação Ambientais - APAs.
Compete à União aprovar a liberação de exemplares de espécies exóticas da fauna e da flora em
ecossistemas naturais frágeis ou protegidos.
Compete ao Distrito Federal gerir o patrimônio genético, respeitando as atribuições setoriais.
Compete aos Estados e ao Distrito Federal controlar a introdução no País de espécies exóticas
potencialmente invasoras que possam ameaçar os ecossistemas, habitats e espécies nativas.
Compete aos Municípios gerir o patrimônio genético e o acesso ao conhecimento tradicional
associado, respeitadas as atribuições setoriais.

4a Questão

Marque a alternativa CORRETA conforme o disposto na Constituição Federal de 1988, Art. 225.

O meio ambiente é definido, constitucionalmente, como o conjunto de condições, leis, influências e


interações de ordem física, química e biológica que permite, abriga e rege a vida em todas as suas
formas
O meio ambiente, tem que estar ecologicamente equilibrado para ser considerado como um direito
fundamental de todos.
A Constituição Federal de 1988 eleva o meio ambiente à categoria de direito ambiental exclusivo
A CF expressa o dever de defender e preservar o meio ambiente notadamente para as presentes
gerações
O dever de defender e preservar para as presentes e futuras gerações é imposto, pela CF, à
coletividade e ao Poder Público.

5a Questão

A Constituição Brasileira estabelece que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é "bem de uso comum
do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de
defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações" (art. 225, da CRFB). Prevê também a
Constituição o fundamento da "dignidade da pessoa humana" (art. 1º, III, da CRFB) e que a "República
Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelo princípio da prevalência dos direitos
humanos" (Art. 4º, I, da CRFB). A Lei nº 6.938/1981 define o meio ambiente como o "conjunto de
condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a
vida em todas as suas formas" (art. 3º, I). Com base apenas em tais normas, assinale a melhor proposição
dentre as que seguem:

Os direitos fundamentais têm apoio nos conceitos jurídicos de dignidade, liberdade, igualdade,
irrenunciabilidade, a irrevogabilidade, a imprescritibilidade, a inalienabilidade, a inviolabilidade, a
universalidade, a interdependência e a complementaridade, dispondo de características que os
distinguem e apartam do direito ambiental.
O vasto de campo de estudo do direito ambiental é extenso, mas não compreende o conceito dos
direitos humanos e fundamentais, cuja formulação é distinta e independente.
O meio ambiente sadio é essencial para uma vida digna, de modo que o direito ao meio ambiente
equilibrado é um direito humano fundamental, correlacionado com o direito à vida e à saúde.
Os direitos humanos fundamentais não dizem respeito ao Direito Ambiental, mas sim, tão somente, à
liberdade (direitos civis e políticos) à moradia e ao trabalho, não estando correlacionados com o
Direito Ambiental.
Os conceitos que regem os direitos fundamentais são independentes e suas normas devem ser
estudadas em separado, não correlacionadas com o Direito Ambiental. Tal conclusão deve-se à
proteção ao meio ambiente equilibrado ter normatividade própria e disciplina autônoma, alcançando
assim seu próprio status de ramo do direito.

6a Questão

A instalação de usina nuclear depende de definição de sua localização através de:

Lei estadual.
Lei federal.
Decreto Presidencial.
Autorização do Ministério de Minas e Energia.
Licença ambiental.
7a Questão

Segundo a Constituição brasileira, o meio ambiente é:

Bem de domínio dos Estados.


Bem de domínio da União.
Bem de uso comum do povo.
Patrimônio da Humanidade.
Patrimônio nacional.

8a Questão

Referindo-se à relevância das florestas na preservação ambiental, a Constituição Federal estabelece:

a competência exclusiva da União para preservar as florestas, a fauna e a flora, bem como para
legislar sobre elas.
a competência concorrente da União, dos estados, do DF e dos municípios para gerenciarem o
manejo sustentável das florestas, da fauna e da flora silvícolas, bem como para legislar,
independentemente, sobre elas.
a competência comum da União, dos estados, do DF e dos municípios para preservar as florestas, a
fauna e a flora.
a competência solidária da União, dos estados, do DF e dos municípios para a exploração sustentável
das florestas de preservação permanente, da fauna, da flora, dos recursos minerais, hídricos e
genéticos bem como para legislar, isoladamente, sobre ela.
a competência comum da União, dos estados, do DF e dos municípios para preservar as florestas, a
fauna e a flora, bem como para, exclusivamente, sobre elas legislar.

1a Questão

Considerando os relevantes fundamentos do meio ambiente, trazidos na lei que instituiu a Política Nacional
do Meio Ambiente - PNMA, pode-se afirmar que:

Meio ambiente é o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e
biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas e degradar a qualidade
ambiental significa alterar adversamente as características do meio ambiente.
A degradação ambiental pode ser definida como a que altera as condições estéticas do meio
ambiente.
O conceito de poluição é o que decorre unicamente da degradação da qualidade ambiental resultante
das atividades que diretamente criam condições adversas à saúde humana, a segurança e ao bem
estar da população.
As atividades sociais e econômicas são primordiais para o meio ambiente quando comprovadamente
criam condições adversas e afetam desfavoravelmente a biota.
São recursos ambientais as águas interiores, superficiais e subterrâneas, os estuários, o mar
territorial, o solo, o subsolo próximo, a fauna e a flora, sendo excluídos os elementos da bioesfera, o
espaço e a atmosfera.
2a Questão

Marque o conceito legal de meio ambiente, conforme o previsto na Política Nacional de Meio Ambiente (Lei n.
6.938/81).

Meio ambiente é a interação do conjunto de elementos naturais, artificiais e culturais que propiciem o
desenvolvimento equilibrado da vida em todas as suas formas.
Meio Ambiente consiste no conjunto de princípios e normas jurídicas que buscam regular os efeitos
diretos e indiretos da ação humana no meio, no intuito de garantir à humanidade, presente e futura,
o direito fundamental a um ambiente sadio
Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e
essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de
defendê-lo e preservá- lo para as presentes e futuras gerações.
Meio ambiente, o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e
biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.
Meio ambiente é o conjunto de componentes físicos, químicos, biológicos e sociais capazes de causar
efeitos diretos ou indiretos, em um prazo curto ou longo, sobre os seres vivos e as atividades
humanas.

3a Questão

O que vem a ser o Poder de Polícia Ambiental, assinale a opção correta:

O Poder de Polícia Ambiental é ato discricionário da administração pública para a proteção e


preservação do meio ambiente.
É através do Poder de Polícia Ambiental que o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA)
fiscaliza e pune quem degrada o meio ambiente.
O Poder de Polícia Ambiental é ato discricionário do poder judiciário para a proteção e preservação do
meio ambiente.
É através do Poder de Polícia Ambiental que o Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA)
fiscaliza e pune a pessoa física ou jurídica que degrada o meio ambiente.
É através do Poder de Polícia Ambiental que o Estado, cumprindo uma disposição constitucional,
protege o meio ambiente, elevado à condição jurídica de bem de uso comum do povo.

4a Questão

O parágrafo único do art. 23 da Magna Carta, regulamenta a Lei Complementar 140/2011, que fixa regras
de cooperação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, nas ações administrativas
decorrentes do exercício da competência comum através do poder de polícia ambiental. Marque a resposta
CORRETA sobre o poder de polícia ambiental em razão das afirmativas abaixo:

I- a fiscalização e o licenciamento, ambos decorrentes do poder de polícia ambiental, são atividades


autônomas com metas diferentes, pois, enquanto a fiscalização atua no campo da repressão, o
licenciamento atua no campo da prevenção.

II- o poder de polícia ambiental é exercido pelas autoridades integrantes do Sistema Nacional de Meio
Ambiente - SISNAMA, conforme dispõe a Lei nº 6.938/81, que disciplina a Política Nacional do Meio
Ambiente - PNMA.

III- o poder de polícia ambiental consiste em um conjunto de intervenções do poder público no sentido de
disciplinar a ação de empresários, objetivando prevenir ou reprimir perturbações à ordem pública.

somente a afirmativa I está correta


somente as afirmativas I e II estão corretas
somente a afirmativa II está correta
as afirmativas I, II e III estão corretas
somente a afirmativa III está correta

5a Questão

Indique a opção que contenha os exatos objetivos da Política Nacional do Meio Ambiente nos termos
previstos no caput do artigo 2º da Lei nº 6.938/81:

Recuperação das áreas urbanas degradadas, recuperação da qualidade ambiental dos rios, lagos e
outros corpos d'água, com obras de tratamento do esgoto, visando assegurar boas condições
sanitárias e dignidade da vida humana.
Reversão às características originais do solo, vegetação, relevo e regime hídrico a esta altura
parecem incabíveis, diante do interesse social, em áreas urbanas consolidadas e ocupadas por
população de baixa renda.
Recuperação das áreas degradadas, recuperação da qualidade ambiental das bahias e mangues,
visando assegurar condições ao desenvolvimento das atividades extrativistas e pesqueiras das
comunidades agropastoris e de pescadores.
Preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no
país, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à
proteção da dignidade da vida humana.
Recuperação das áreas antrópicas, submetidas à transformação que exerce o ser humano sobre o
meio ambiente.

6a Questão

(CESPE - 2010 - MPE-SE - Promotor de Justiça) A PNMA foi estabelecida em 1981 mediante a edição da Lei
nº 6.938/81, que criou o Sisnama. O objetivo dessa lei é o estabelecimento de padrões que tornem possível
o desenvolvimento sustentável, por meio de mecanismos e instrumentos para maior proteção do ambiente.
A respeito desse assunto e considerando o disposto na lei, assinale a opção correta.
O Sisnama possui dois órgãos superiores e cinco órgãos locais.
Órgãos municipais estão impedidos de elaborar normas ambientais.
O Sisnama congrega os órgãos e as instituições ambientais da União, dos Estados e dos Municípios;
o DF não compõe esse sistema.
Poluição e poluidor são conceitos doutrinários não definidos na lei da PNMA.
É objetivo da PNMA a compatibilização do desenvolvimento econômico-social com a preservação da
qualidade do meio ambiente e do equilíbrio ecológico.

7a Questão

A Política Nacional do Meio Ambiente, Lei 6.938/81, conceitua em seu artigo 3º o que vem a ser meio
ambiente, degradação ambiental, poluidor, poluição e recursos ambientais. Quanto a figura do poluidor,
segundo a norma, é correto afirmar:

É o antônimo de degradação ambiental que é a alteração adversa das características do meio


ambiente.
Segundo esta lei poluidor é a pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, responsável,
direta ou indiretamente, por atividade causadora de degradação ambiental.
De acordo com a norma é todo aquele que por omissão exerce influências e interações de ordem
física, química e biológica sobre o meio ambiente que abriga e rege a vida em todas as suas formas.
São os recursos ambientais que são a atmosfera, as águas interiores, superficiais e subterrâneas, os
estuários, o mar territorial, o solo, o subsolo, os elementos da biosfera, a fauna e a flora.
É sinônimo de poluição que é a degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que
direta ou indiretamente.

8a Questão

A atividade da Administração Pública que limita ou disciplina direito, interesse ou liberdade, regula a prática
de ato ou abstenção de fato em razão de interesse público concernente à conservação dos ecossistemas
significa o exercício do:

poder de polícia ambiental.


poder vinculado ambiental.
poder jurisdicional ambiental.
poder político ambiental.
poder discricionário ambiental.

1a Questão

O licenciamento ambiental tem natureza jurídica de:

contrato administrativo;
ato administrativo simples;
ato administrativo composto;
procedimento administrativo;
ato administrativo complexo;

2a Questão

O exercício do poder que autoriza a autoridade publica para proceder com a fiscalização, com o embargo e
outras medidas que obstem ou que paralisem a degradação ambiental, assim como concede poder ao órgão
de licenciamento ambiental para analisar os riscos ambientais envolvidos e conceder aprovação ou não à
atividade pretendida pelo empreendedor, denomina-se:

Poder de julgamento.
Poder de arrecadação.
Poder de polícia
Poder de legislar.
Poder de execução.

3a Questão

A partir das disposições da Resolução 237/97 do CONAMA, o órgão ambiental estadual é competente para
promover o licenciamento ambiental quando:

apenas referente às atividades localizadas ou desenvolvidas conjuntamente no Brasil e em país


limítrofe; no mar territorial; na plataforma continental; na zona econômica exclusiva; em terras
indígenas ou em unidades de conservação do domínio da União.
apenas das atividades delegadas pela União e pelo município.
apenas, cujos impactos ambientais diretos provenientes da atividade, ultrapassem os limites
territoriais de um ou mais Municípios e quando delegada pela União.
das atividades localizadas ou desenvolvidas em mais de um Município, as atividades delegados pela
União por instrumento legal ou convênio, dentre outras.
apenas das atividades delegadas pelo IBAMA.

4a Questão

ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA SOBRE O CONCEITO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL:


O LICENCIAMENTO AMBIENTAL É ATO DO PODER PÚBLICO PARA CONCEDER LICENÇA AMBIENTAL
PARA AQUELA PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA QUE JÁ RESPONDEU POR DANO AMBIENTAL.
O LICENCIAMENTO AMBIENTAL É O PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO RESTRITO DA UNIÃO,
ATRAVÉS DO IBAMA, PARA CONCEDER A QUALQUER PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA O DIREITO DE
POLUIR E DEGRADAR O MEIO AMBIENTE.
O LICENCIAMENTO AMBIENTAL É O PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO PELO QUAL O ÓRGÃO
AMBIENTAL AUTORIZA A LOCALIZAÇÃO, INSTALAÇÃO, AMPLIAÇÃO E OPERAÇÃO DE
EMPREENDIMENTOS E ATIVIDADES UTILIZADORAS DE RECURSOS AMBIENTAIS CONSIDERADAS
EFETIVAS OU POTENCIALMENTE POLUIDORAS OU DAQUELAS QUE, SOB QUALQUER FORMA POSSAM
CAUSAR DEGRADAÇÃO AMBIENTAL.
O LICENCIAMENTO AMBIENTAL, QUE É CONCEDIDO PELO CONAMA, É ATO ADMINISTRATIVO
VINCULADO AO RESSARCIMENTO DE EVENTUAIS DANOS CAUSADOS AO MEIO AMBIENTE.
O LICENCIAMENTO AMBIENTAL SÓ PODE SER CONCEDIDO A PESSOA FÍSICA PELO SISNAMA.

5a Questão

Ministério Público Federal do Pará questiona na Justiça o empreendimento da usina hidrelétrica de Belo
Monte, no Rio Xingu. O órgão move diversos processos contra a instalação da usina. Os principais
argumentos são o desrespeito aos povos indígenas, os impactos ambientais e a questão financeira que
envolve a usina de Belo Monte. Marque a alternativa CORRETA em relação ao EIA_RIMA:

O EIA contribui para informar de maneira completa e exaustiva acerca de todos os desdobramentos
de determinado projeto, permitindo que as organizações não governamentais possam tomar mais
corretamente posição em relação a ele, de forma a eliminar a influência das elites científicas sobre a
mídia.
O licenciamento ambiental está condiconado à realização de estudo prévio de impacto ambiental.
Ante a irreversibilidade dos danos ao meio ambiente não podem ser afastados os princípios da
prevenção e da precaução.
A exigência ou não de EIA decorre sempre da discricionaridade do administrador, que deve verificar,
em cada caso, o grau de ofensividade ambiental do empreendimento proposto e determinar, se
necessária, a formulação do EIA/RIMA, independentemente das atividades exigíveis pela Resolução
CONAMA 001/86, Art.2º.
O estudo de impacto ambiental e o seu relatório são documentos técnicos de caráter sigiloso, de
forma a impedir danos às empresas concorrentes da obra pública em estudo
Deve ser dada publicidade aos Estudos de Impacto Ambiental e permitida a participação em sua
elaboração pelos técnicos da coletividade local.

6a Questão

Qual documento ambiental é discutido numa audiência pública para o licenciamento de uma atividade
poluidora?

Análise de Risco
Estudo de Impacto Ambiental
Relatório de Ações Ambientais
Relatório de Impacto Ambiental
Plano de Controle Ambiental
7a Questão

Determinado conglomerado empresarial pretende instalar nova unidade industrial inserida em área rural do
Município X. Nesse sentido, consulta o seu departamento jurídico sobre os procedimentos administrativos
prévios em relação ao início das atividades. Sobre o caso e a respeito do licenciamento ambiental, assinale a
afirmativa CORRETA.

O licenciamento ambiental somente será exigido caso a unidade industrial seja localizada em
unidade de conservação.
O licenciamento ambiental deve contar com a participação de todos os entes federados, tendo em
vista o interesse difuso envolvido.
Caso seja exigido o licenciamento ambiental, somente o ente licenciador poderá exercer as
atividades de fiscalização.
Em sendo localizado o empreendimento em área rural, o licenciamento ambiental sempre será
exigido.
A competência para o licenciamento será do Estado caso o empreendimento esteja localizado em
unidade de conservação estadual.

8a Questão

Com relação ao licenciamento ambiental, assinale a alternativa correta:

Impacto ambiental constitui qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do
meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades
humanas que, direta ou indiretamente, afetam a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as
atividades sociais e econômicas; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente e a qualidade
dos recursos ambientais.
A Licença de Operação é concedida no início da implantação do empreendimento, de acordo com as
especificações constantes do Projeto Executivo aprovado;
Licenciamento ambiental corresponde ao procedimento judicial destinado a licenciar atividades ou
empreendimentos utilizadores de recursos ambientais, efetiva ou potencialmente poluidores ou
capazes, sob qualquer forma, de causar degradação ambiental.
A licença de instalação é concedida na fase preliminar do planejamento da atividade, contendo
requisitos básicos a serem atendidos nas fases de localização, instalação e operação, observados os
planos municipais, estaduais ou federais de uso do solo.
O Licenciamento ambiental é o ato administrativo complexo, sucessivo e de caráter repressivo.

1a Questão

A Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, o novo Código Florestal criou o CAR, Cadastro Ambiental Rural, em
âmbito nacional. O Decreto nº 8.235, de 5 de maio de 2014 regulamentou o CAR. Qual a finalidade legal do
CAR?
Integrar as informações ambientais para controlar e monitorar a atividade ambiental na Amazônia
Legal, no Pantanal Mato-Grossense, na Mata Atlântica e no Cerrado, evitando e combatendo o
desmatamento e a extração irregular de madeiras de lei, incentivando o reflorestamento e as
florestas renováveis, em atenção ao princípio do desenvolvimento sustentável.
Integrar as informações ambientais para fiscalizar a atividade ambiental na Amazônia Legal evitando
e combatendo o desmatamento, além de restringir o avanço da produção agropecuária e incentivar a
atividade extrativa dos seringueiros, em atenção ao princípio do desenvolvimento sustentável.
Integrar as informações ambientais para fiscalizar a atividade ambiental e produtiva agropecuária
coletando dados para o controle tributário da produção, além de permitir a cobrança do ITR Imposto
Territorial Rural.
Integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo base de dados para
controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.
Integrar as informações ambientais para fiscalizar e monitorar a atividade ambiental na Amazônia
Legal, objetivando a proteção às áreas indígenas, evitando e combatendo o avanço da fronteira
agrícola e permitindo à produção de subsistência da população indígena, observada a proteção à flora
e à biodiversidade.

2a Questão

Sobre Proteção Legal da Flora nacional, é correto afirmar:

A Floresta Amazônica brasileira, a Mata Atlântica, a Serra do Mar, o Pantanal Mato-Grossense, a Zona
Costeira, Caatinga, o Cerrado e os Pampas (Campos Sulinos), estão todos previstos na pátria
Constituição Federal de 1988 como biomas nacionais a serem protegidos e preservados.
A Floresta Amazônica brasileira, a Mata Atlântica, a Serra do Mar, o Pantanal Mato-Grossense e a
Zona Costeira não estão protegidos pela nossa Constituição Federal de 1988.
Não são considerados biomas brasileiros a Caatinga, o Cerrado, os Pampas (Campos Sulinos).
São considerados biomas brasileiros apenas o Cerrado, a Caatinga e a Mata Atlântica, bens de uso
comum do povo, a serem defendidos e preservados, como todos os recursos naturais.
A Floresta Amazônica brasileira, a Mata Atlântica, a Serra do Mar, o Pantanal Mato-Grossense e a
Zona Costeira estão especificamente protegidos pela Constituição Federal de 1988, em seu artigo
225, § 4º.

3a Questão

Sobre a lei que institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), assinale a opção correta:

Zona de amortecimento é o entorno de uma unidade de conservação, onde as atividades humanas


estão sujeitas a normas e restrições específicas, com o propósito de minimizar os impactos negativos
sobre a unidade
Recuperação é a restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada o mais
próximo possível da sua condição original;
Restauração é a restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma
condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original;
Na Estação Ecológica podem ser permitidas alterações dos ecossistemas no caso de medidas que
visem a restauração de ecossistemas modificados, mas não no caso de coleta de componentes dos
ecossistemas com finalidades científicas
zona de amortecimento não é unidade de conservação.
4a Questão

Assinale a opção que apresenta o objetivo da proteção concedida às áreas de preservação permanente

preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica, bem como o fluxo gênico da
fauna e da flora, a proteção do solo e o bem-estar das populações humanas.
evitar a exploração econômica das áreas de preservação permanente, bem como a especulação
imobiliária que vem destruindo os mananciais urbanos e parques nacionais e, como isso, provocando
alterações antrópicas na biota.
estabelecer o monopólio da tutela jurisdicional no foro local onde reside o autor do dano material às
florestas, tratando-se de pessoa física, ou onde estiver localizada a matriz da indústria poluente, em
se tratando de pessoa jurídica de direito privado
e assegurar o uso econômico de modo sustentável dos recursos naturais do imóvel rural
delimitar a circunscrição onde poderá ocorrer a prisão em flagrante do autor do dano ambiental.

5a Questão

Criada em 2006, a ARIE do Sítio Curió, Fortaleza-CE, tem o objetivo de preservar a diversidade biológica e o
meio ambiente especialmente em áreas da Região Metropolitana, ainda dotadas de valiosa biodiversidade de
flora e fauna. Conforme as definições previstas na Lei 9.985/2000: I- diversidade biológica é a variabilidade
de organismos vivos de todas as origens, compreendendo, dentre outros, os ecossistemas terrestres,
marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte; compreendendo
ainda a diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemasIIextrativismo é o sistema de
exploração baseado na coleta e extração, de modo sustentável, de recursos naturais renováveis III- plano
de manejo: documento técnico mediante o qual, com fundamento nos objetivos gerais de uma unidade de
conservação, se estabelece o seu zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo
dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da unidadeIV-
zona de amortecimento: o entorno de uma unidade de conservação, onde as atividades humanas estão
sujeitas a normas e restrições específicas, com o propósito de minimizar os impactos negativos sobre a
unidade. Marque a alternativa CORRETA

Apenas as alternativas III e IV estão corretas


Apenas as alternativas I e IV estão corretas
As alternativas II e III estão corretas;
As alternativas I, II e III estão corretas
Todas as alternativas estão corretas

6a Questão
Espaços ambientais que possuem importante características naturais e são legalmente instituídos pelo poder
público objetivando a preservação, possuem limites definidos e existem sob um regime especial de
administração ao qual se aplicam garantias adequadas de proteção, são conhecidos como:

Área de proteção permanente


Reserva biológica
Unidade permanente
Unidade de conservação.
Reserva Federal.

7a Questão

As categorias de unidades de conservação (UC) estão dividas em dois grupos, sendo que um deles tem
como objetivo principal preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus recursos
naturais. Identifique a resposta CORRETA relativa à categoria da unidade de conservação analisada.

Uso Sustentável como a UC Reserva Extrativista


Uso Sutentável como a UC Área de Proteção Ambiental
Proteção Integral como a UC Área de Relevante Interesse Ecológico
Proteção Integral, como a UC Refúgio de Vida Silvestre
Uso Sustentável, como a UC Reserva Particular do Patrimônio Natural.

8a Questão

A Floresta do Curió é a primeira Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) do Estado do Ceará, uma
Unidade de Conservação Estadual. Marque a resposta CORRETA. Conforme o SNUC, área de relevante
interesse ecológico é aquela

que corresponde à zona de amortecimento das florestas de preservação permanente.


referente à área privada, gravada com perpetuidade, com o objetivo de conservar a diversidade
biológica; é exceção das categorias do SNUC, pois é a única categoria de UC que continua sendo de
propriedade privada após sua criação.
onde há pouca ou nenhuma ocupação humana, que possui características naturais extraordinárias ou
que abriga exemplares raros da biota regional, e cujos objetivos são manter os ecossistemas naturais
de importância regional ou local e regular o uso admissível dessas áreas, de modo a compatibilizá-lo
com os objetivos de conservação da natureza.
que tem como objetivo básico a conservação dos recursos hídricos de grande relevância ecológica e
beleza cênica, de forma a possibilitar a realização de atividades de lazer em contato com a natureza.
que objetiva proteger a reprodução dos pequenos répteis nas áreas alagadas, assegurando condições
para a existência ou reprodução de insetos que esses répteis utilizam para a alimentação dos filhotes

1a Questão
Assinale a alternativa CORRETA. A Constituição Federal assegura a proteção do meio ambiente cultural,
abrangendo a expressão:

Conjunto de bens imóveis existentes no país cuja conservação seja de interesse público por sua
vinculação a fatos memoráveis da história do Brasil
Conjunto de bens móveis e imóveis existentes no país cuja conservação seja de interesse público por
sua vinculação a fatos memoráveis da história do Brasil ou por sua importância arquitetônica e que
tenham sido tombados por ato do Poder Público.
Os bens de natureza material, tomados individualmente, portadores de referência à identidade da
sociedade brasileira, incluídos os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico,
arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.
Os bens de natureza material ou imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de
referência à identidade, à ação ou à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade
brasileira, excluídos sítios de valor paisagístico, arqueológico ou paleontológico.
Os bens de natureza material e imaterial , tomados individualmente ou em conjunto , portadores de
referência à identidade da sociedade brasileira, incluídos os conjuntos urbanos e sítios de valor
histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

2a Questão

(TRT-1) "A condenação ao pagamento de indenização por danos morais encontra fundamento na
inobservância do dever empresarial de propiciar aos seus empregados um adequado meio ambiente laboral".
O ambiente do local em que se desenvolve boa parte da vida do trabalhador, portanto, sua sadia qualidade
de vida, está em íntima dependência à qualidade desse ambiente. O bem jurídico, portanto em questão, a
sadia qualidade de vida no meio ambiente de trabalho, tem a natureza de:

direito difuso
direito laboral
direito público
direito de segurança
direito à saúde

3a Questão

Sobre a Politica Nacional do Meio Ambiente-PNMA é INCORRETO afirmar:

A PMNA define a estrutura do SISNAMA.


A PMNA possui objetivos claros, dentre os quais consta o desenvolvimento sustentável.
A PMNA foi formulada pela Lei 6938/81.
A PMNA não conceitua poluição.
A PMNA define degradação ambiental.
4a Questão

Marque a resposta correta sobre o instituto do Tombamento:

O tombamento pode ser nas instâncias municipal, estadual e federal, existindo uma hierarquia entre
os três níveis de proteção, pois não possuem natureza suplementar
A coisa tombada pode ser móvel ou imóvel, mas somente de propriedade privada.
O objetivo do tombamento é referente apenas à necessidade de conservação do imóvel e nunca de
bem móvel.
No tombamento o bem pode ser vendido, comprado ou alugado, mas as modificações físicas podem
ser realizadas a critério do interesse do propietário do bem tombado.
Por meio do tombamento, o valor cultural do bem é reconhecido e se institui sobre ele um regime
especial de proteção, considerando-se a função social do mesmo.

5a Questão

O direito à saúde e à segurança do trabalho está relacionado entre os direitos de solidariedade. O direito ao
meio ambiente do trabalho saudável também é um dos direitos fundamentais do trabalhador. A submissão a
local de trabalho que não atenda às mais elementares regras de saúde e segurança impõe a compensação,
por danos morais, pela situação degradante do trabalhador. Assinale a resposta Correta: o direito ao meio
de trabalho, elevado na CF como um direito fundamental está diretamente correlacionado ao:

Princípio da prevenção
Princípio da responsabilidade ambiental
Princípio do equilíbrio
Princípio da igualdade de direitos
Princípio da dignidade da pessoa humana

6a Questão

O ar, o solo e a água são recursos naturais indispensáveis à vida. No entanto, as alterações causadas ao
meio ambiente, decorrentes da ação humana ao liberar toda e qualquer forma de matéria ou energia, em
desacordo com as normas ambientais, causam poluição e degradam o meio ambiente, colocando em risco a
saúde, a segurança e o bem-estar comum. Em algumas situações, a poluição é de tal forma devastadora
que os danos tornam-se irreparáveis. O conceito de poluição é previsto:

Na Lei 6.938/81, que instituiu a Política Nacional de Meio Ambiente - PNMA.


Na Lei 9.795/99, Política Nacional de Educação Ambiental - PNEA.
Na Política Nacional sobre Mudanças do Clima- PNMC, Lei 12.187/2009.
Na Lei 9.433/97, Política Nacional de Recursos Hídricos - PNRH.
No Estatuto da Cidade, que estabelece diretrizes gerais sobre a Política Urbana, Lei 10.257/2001.

7a Questão

A Política Nacional de Recursos Hídricos introduziu conceitos inteiramente novos que contemplam a
importância do recurso natural água como bem jurídico protegido e fundamento da lei. Marque a alternativa
CORRETA sobre esse recurso ambiental:

As águas podem ser de domínio público, comuns ou privadas, conforme a extensão da bacia
hidrográfica
A água é um bem de domínio público e particular, limitado por uma bacia hidrográfica
A água é um bem de domínio público, tutelado pela sociedade e pelo Estado, limitado, de uso
múltiplo, tendo a bacia hidrográfica como unidade de gestão
A gestão da água deve ser sempre centralizada e contar com a participação do Poder Público, dos
usuários e da comunidade.
A água é um bem difuso, de uso ilimitado pela população, que tem um rio como unidade de sua
gestão

8a Questão

Marque a alternativa CORRETA em razão da Política Nacional de Recursos Hídricos

o regime de outorga de direitos de uso de recursos hídricos tem como objetivos assegurar o controle
quantitativo e qualitativo dos usos da água e o efetivo exercício dos direitos de acesso à água.
A água é um bem jurídico particular, tutelado pelo órgão ambiental, ilimitado, de uso específico,
tendo a bacia hidrográfica como unidade de gestão.
A água é um bem jurídico de domínio público, tutelado pelo Estado e por toda a Sociedade, limitado,
de uso múltiplo, tendo o rio principal como unidade de gestão.
a água é um recurso natural ilimitado suscetível de valor econômico que objetiva fazer com que o
usuário não a desperdice e a utilize de forma racional.
o sistema jurídico brasileiro proíbe a cobrança pela outorga de direitos de uso de recursos hídricos.

1a Questão

Marque a resposta correta, diante do estudo sobre a responsabilidade administrativa.Toda ação ou omissão
que viole as regras jurídicas de uso, gozo, promoção, proteção e recuperação do meio ambiente consiste
em:

infração administrativa e civil ambiental, tornando o infrator passível de sanções administrativas e


civis
infração administrativa e penal ambiental, tornando o infrator passível de sanções administrativas e
penais
infração administrativa ambiental, tornando o infrator passível de sanções administrativas.
infração civil, penal e administrativa ambiental, tornando o infrator passível de sanção civil, penal e
administrativa.
infração penal ambiental, tornando o infrator passível de sanções penais.

2a Questão

O dano é um pressuposto da obrigação de reparar e, consequentemente, um elemento necessário para a


configuração do sistema de responsabilidade civil. Existindo, portanto, um dano ambiental, há o dever de
repará-lo. Marque a alternativa correta em relação à reparação do dano ambiental, que pode ser: I- A
recuperação in natura (ou restauração natural) do estado anterior (status quo) do bem ambiental afetado II-
A condenação de um quantum pecuniário (indenização) III- A compensação da degradação ambiental, que
proporciona a incorporação dos custos sociais e econômicos da degradação gerada por determinados
empreendimentos, em seus custos globais, aos seus responsáveis. Marque a alternativa CORRETA

Somente II está correta


Somente III está correta
I e II estão corretas
I,II e III estão corretas
I e III estão corretas

3a Questão

Um determinado hotel construiu em área de proteção ambiental uma estrutura de lazer com piscina, sauna e
uma pequena academia de ginástica. O Ministério Publico propôs Ação em face do hotel que foi condenado a
reparar o dano ambiental causado. Diante do caso narrado e correto afirmar:

No caso em análise há uma responsabilidade civil ambiental que e de natureza objetiva.


No caso em tela há um claro exemplo de responsabilidade ambiental de cunho administrativo.
No caso em análise há uma responsabilidade civil ambiental que e de natureza subjetiva.
Não cabe na hipótese reparação por dano ambiental.
No caso concreto para o Ministério Público propor a demanda coube a ele provar a culpa do hotel
pelo dano ambiental sofrido.

4a Questão
A compensação ambiental significa:

Uma obrigação de fazer, em virtude de danos ambientais de difícil reparação ou reparação


impossível.
A restauração do bem ambiental lesado.
A obrigatoriedade de prestar serviços à comunidade.
A reparação do dano ambiental.
O pagamento de multa por dano ao meio ambiente.

5a Questão

Com relação à responsabilidade por danos ambientais, assinale a opção correta.

A responsabilidade civil em matéria ambiental é de caráter objetivo, prescindindo-se, para sua


caracterização, do elemento culpa e do nexo causal entre a conduta e o evento danoso.
A responsabilidade civil por danos causados ao meio ambiente, por ser de natureza objetiva, exige a
caracterização de culpa para efeito de obrigação de reparar os prejuízos causados.
a responsabilidade civil por danos causados ao meio ambiente é subjetiva.
Em razão da necessidade de melhor proteção ao meio ambiente, é objetiva a natureza das
responsabilidades penal e administrativa por danos causados a esse bem jurídico.
A natureza objetiva da responsabilidade civil por danos ambientais inspira-se em um postulado de
eqüidade, pois aquele que obtém lucros com uma atividade deve responder por eventuais prejuízos
dela resultantes, independentemente de culpa, sendo igualmente irrelevante saber se a atividade
danosa é lícita ou ilícita.

6a Questão

A RESPONSABILIDADE AMBIENTAL PODE SER PENAL, ADMINISTRATIVA OU CIVIL. QUANTO A


RESPONSABILIDADE CIVIL É CORRETO AFIRMAR QUE:

TEM NATUREZA OBJETIVA E RESULTA DA INFRAÇÃO A NORMAS ADMINISTRATIVAS, SUJEITANDO O


INFRATOR A UMA SANÇÃO DA MESMA NATUREZA.
TEM NATUREZA SUBJETIVA E RESULTA DA INFRAÇÃO A NORMAS ADMINISTRATIVAS, SUJEITANDO O
INFRATOR A UMA SANÇÃO DE NATUREZA TAMBÉM ADMINISTRATIVA.
VIGORA A TEORIA DA RESPONSABILIDADE CIVIL SUBJETIVA CABENDO TAMBÉM SER APLICADA NA
ESPERA ADMINISTRATIVA.
VIGORA A TEORIA DA RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA, DESTA FORMA É DESNECESSÁRIA A
COMPROVAÇÃO DO DOLO OU CULPA PARA CARACTERIZAÇÃO DA RESPONSABILIDADE CIVIL,
BASTANDO A PROVA DO DANO E DO NEXO CAUSAL PARA IMPOR AO INFRATOR O DEVER DE
INDENIZAR PELO DANO A QUE DEU CAUSA.
VIGORA A TEORIA DA RESPONSABILIDADE CIVIL SUBJETIVA, DESTA FORMA É NECESSÁRIA A
COMPROVAÇÃO DO DOLO OU CULPA PARA CARACTERIZAÇÃO DA RESPONSABILIDADE CIVIL,
BASTANDO A PROVA DO DANO E DO NEXO CAUSAL PARA IMPOR AO INFRATOR O DEVER DE
INDENIZAR PELO DANO A QUE DEU CAUSA.
7a Questão

Dispondo sobre o ônus da prova nas ações ambientais, marque a alternativa correta:

O ônus da prova nas ações ambientais é da parte autora, que se diz vítima do dano ambiental,
porque a responsabilidade sobre os danos causados é subjetiva, exigindo a comprovação dano, sua
extensão e valoração, nexo de causalidade e a culpa do agente.
O ônus da prova nas ações ambientais é da parte autora, seja poluidora ou vítima do dano ambiental,
em razão da regra do Código de Processo Civil que estabelece caber ao autor a prova dos fatos
constitutivos de seu direito, valendo lembrar a máxima de que a prova cabe a quem alega.
O ônus da prova nas ações ambientais em regra é do poluidor. Além disso, a responsabilidade sobre
os danos causados é objetiva, sendo certo também que o direito ao meio ambiente ecologicamente
equilibrado tem a natureza jurídica de bem difuso, pertencente a todos de forma indistinta.
O ônus da prova nas ações ambientais é do réu somente quando se tratar de Ação Civil Pública, pois
nas demais demandas ambientais a prova sempre caberá ao autor.
O ônus da prova nas ações ambientais não depende da inversão ope legis com base em normas de
inversão legal, mas sim ope judicis, sujeita à inversão judicial.

8a Questão

Marque a resposta CORRETA, em relação à responsabilização, diante do dano ambiental ocasionado por
derramamento de óleo ao mar por um navio da firma ZZX, no Porto de Santos, sendo identificados os
responsáveis pelo acidente.

Na responsabilidade civil objetiva, por dano ecológico, há necessidade de se provar a culpa do


responsável ou responsáveis.
É responsável pela reparação de danos ambientais a pessoa física ou jurídica, responsável, direta ou
indiretamente, por atividade causadora de degradação ambiental, evidenciada sua culpa.
A responsabilidade civil por danos causados ao meio ambiente é de natureza objetiva, sendo
imprescindível, para sua caracterização, o elemento culpa e a comprovação do indiscutível caráter
lesivo da atividade desenvolvida pelo agente.
A Constituição Federal prevê expressamente a aplicação da teoria da inversão do ônus da prova, com
o intuito de facilitar a comprovação do grau de culpa necessária para responsabilizar os poluidores a
indenizar ou reparar os danos causados ao meio ambiente ou a terceiros, afetados por sua atividade.
Na responsabilidade civil objetiva, é o poluidor obrigado a reparar ou indenizar os danos causados ao
meio ambiente ou a terceiros, conforme o previsto na Lei 6.938/81.

1a Questão

Complete com a resposta CORRETA sobre a terceira atividade clandestina que mais movimenta dinheiro sujo
no pais, e que incorre em crime ambiental, denominado tráfico de:

Animais Selvagens
Aves Migratórias
Animais Peçonhentos
Animais em Extinção
Animais Silvestres

2a Questão

No que concerne ao crime de tráfico de animais previsto na Lei 9.605/98 é causa de aumento de pena o
crime praticado:

em período de permissão à caça


durante a noite
durante a tarde
durante o dia
em unidade de permissão

3a Questão

É CORRETO afirmar que o Decreto nº 6.514/08 que regulamenta a Lei Federal 9.605/98 dispõe sobre:

infrações e sanções judiciais ao maio ambiente


infrações e sanções administrativas ao maio ambiente
infrações e sanções penais ao maio ambiente
infrações administrativas ao maio ambiente
infrações e sanções legislativas ao maio ambiente

4a Questão

Considera-se infração administrativa ambiental toda ação ou omissão que viole as regras jurídicas de uso,
gozo, promoção, proteção e recuperação do meio ambiente e será punida, entre outras, com a(s)
seguinte(s) sanção(ões): a) advertência e multa simples, que serão aplicadas somente nos casos de
inobservância das normas da Lei n.º 9.605/1998.

destruição e inutilização do produto e multa diária, sendo esta última aplicada sempre que o
cometimento da infração se prolongar no tempo.
demolição e embargo da obra, sendo defeso o embargo de atividade, que deverá ser coibida por
meio de tutela inibitória.
A ação descrita não terá qualquer repercussão na esferal administrativa ambiental.
Todas as alternativas estão incorretas.
apreensão dos animais, produtos ou subprodutos da fauna e flora, instrumentos e petrechos, o que
não inclui os equipamentos ou veículos de qualquer natureza utilizados na infração.

5a Questão

São circunstâncias que atenuam a pena em casos de crimes ambientais todas abaixo, exceto:

Arrependimento do infrator ou limitação significativa da degradação ambiental causada.


Baixo grau de instrução ou escolaridade do agente.
Comunicação prévia pelo agente do perigo iminente de degradação ambiental.
Colaboração com os agentes encarregados da vigilância e do controle ambiental.
Ter o agente cometido crime durante o período de defesa da fauna.

6a Questão

Com base na Lei nº 9.605/1998 (Crimes Ambientais), assinale a alternativa CORRETA:

Nas infrações administrativas, o pagamento de multa imposta pelos municípios não substitui a multa
federal ainda que se trate da mesma hipótese de incidência.
Entende-se por unidades de conservação as reservas biológicas, reservas ecológicas, estações
ecológicas, parques nacionais, estaduais e municipais, florestas nacionais, estaduais e municipais,
áreas de proteção ambiental, áreas de relevante interesse ecológico e reservas extrativistas ou outras
a serem criadas pelo poder público.
Entende-se por unidades de conservação de proteção integral as estações ecológicas, as reservas
biológicas, os parques nacionais, os monumentos naturais e os refúgios de vida silvestre.
Não constitui crime a prática de grafite realizada em bem público, com autorização da autoridade
estadual competente, em área destinada para esse fim pelo respectivo plano diretor.
Todas as alternativas são falsas.

7a Questão

No Art. 4º da Lei 9 .605/98 o legislador adotou a teoria que objetiva a proteção da autonomia patrimonial da
pessoa jurídica, assegurando a distinção entre ela e seus integrantes, de modo a coibir fraudes e abusos de
toda ordem e evitar eventual frustração ao ressarcimento dos prejuízos causados à qualidade do meio
ambiente. Esta teoria, que teve sua origem na jurisprudência americana (disregard doctrine) é denominada:

Teoria do abuso de direito da pessoa jurídica

Teoria da dissociação da pessoa jurídica

Teoria da desconsideração da pessoa jurídica

Teoria da consideração da pessoa jurídica

Teoria da despersonalização da pessoa jurídica

8a Questão

De acordo com a Constituição Federal de 1988 as infrações penais ambientais podem ser praticadas:

somente por incapaz


por pessoa física ou jurídica
somente por pessoa formal
somente por pessoa física
somente por pessoa jurídica

1a Questão

São legitimados para a Ação Civil Pública, no polo ativo:

Dentre outros, a União, os Estados, o Distrito Federal, os Municípios, o Estado estrangeiro, a


associação constituída há pelo menos um ano, nos termos da lei civil que tenha inclua entre as suas
finalidades institucionais a proteção ao meio ambiente.
Dentre outros, a União, os Estados, o Distrito Federal, os Municípios, a autarquia, empresa privada
em geral, empresa pública, fundação ou sociedade de economia mista e a associação constituída há
no máximo um ano, nos termos da lei civil que inclua entre as suas finalidades institucionais a
proteção ao meio ambiente.
Dentre outros, a Defensoria Pública, o Ministério Público, a associação constituída há no máximo um
ano, nos termos da lei civil que inclua entre as suas finalidades institucionais a proteção ao meio
ambiente.
Dentre outros, a Defensoria Pública, o Ministério Público, os entes de direito público externo, a União,
os Estados, o Distrito Federal, os Municípios e a associação constituída há pelo menos um ano, nos
termos da lei civil, que tenha inclua entre as suas finalidades institucionais a proteção ao meio
ambiente.
Dentre outros, a Defensoria Pública, o Ministério Público, a União, os Estados, o Distrito Federal, os
Municípios e a associação constituída há pelo menos um ano, nos termos da lei civil, que tenha inclua
entre as suas finalidades institucionais a proteção ao meio ambiente.
2a Questão

No que diz respeito à Ação Popular:

Constitui uma das funções institucionais privativas da Defensoria Pública a legitimidade para propor
ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado
participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, sem
custas e ônus da sucumbência.
Qualquer pessoa é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio
público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao
patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência,
caso tenha direito à assistência jurídica integral e gratuita, nos termos da lei.
Constitui uma das funções institucionais privativas do Ministério Público a legitimidade para propor
ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado
participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, sem
custas e ônus da sucumbência.
Qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio
público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao
patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e
do ônus da sucumbência.
Constitui uma das funções institucionais privativas da Advocacia Geral da União, a legitimidade para
propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o
Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural,
sem custas e ônus da sucumbência.

3a Questão

Diante de atividade lesiva ao meio ambiente, como fazer para suscitar a iniciativa do Ministério Público
objetivando seja desencadeado o Inquérito Civil Público ou proposta Ação Civil Pública em matéria
Ambiental?

Todas as autoridades públicas podem provocar a iniciativa do Ministério Público, ministrando-lhe


informações sobre fatos que constituam objeto da Ação Civil Pública e indicando-lhe os elementos de
convicção. As demais pessoas não podem suscitar a iniciativa diretamente, mas podem apresentar
denúncia anônima.
A iniciativa do Ministério Público sobre fatos que constituam objeto da Ação Civil Pública depende
exclusivamente de requisição do Poder Judiciário, mediante ofício que deverá conter os elementos de
convicção.
Qualquer pessoa pode e o servidor público deve provocar a iniciativa do Ministério Público,
ministrando-lhe informações sobre fatos que constituam objeto da Ação Civil Pública e indicando-lhe
os elementos de convicção.
A iniciativa do Ministério Público sobre fatos que constituam objeto da Ação Civil Pública depende
exclusivamente da conclusão de procedimento criminal prévio em que o réu tenha sido condenado
com trânsito em julgado, de onde serão extraídos os elementos de convicção que servirão para
produção de provas no processo civil.
A iniciativa do Ministério Público sobre fatos que constituam objeto da Ação Civil Pública depende
exclusivamente de requisição por qualquer autoridade do Poder Executivo, mediante ofício que deverá
conter os elementos de convicção.
4a Questão

Tendo em vista as alternativas abaixo: I- O objeto principal do inquérito civil é a apuração sobre a existência
de lesão ao ordenamento jurídico e a busca de elementos de convicção para o ajuizamento da ação civil
pública II- Uma das finalidades do Ministério Público é promover o inquérito civil com a finalidade de evitar a
propositura de ações infundadas III- A proposição do inquérito civil é pressuposto necessário para o
ajuizamento da ação civil pública. IV- O Ministério Público pode prescindir da instauração do inquérito civil
diante da existência de elementos que, de plano, formem a convicção do órgão ministerial agente. Marque a
resposta CORRETA

II, III e IV estão corretas


I, III e IV estão corretas
I, II e III estão corretas
Todas estão corretas
I, II e IV estão corretas

5a Questão

Discorrendo sobre a ação civil pública objetivando a reparação de dano ambiental, assinale a alternativa
correta:

A inversão do ônus da prova é cabível nas ações civis públicas ambientais. A responsabilidade civil
sobre os danos ambientais é objetiva. Nas demandas ambientais, o direito ao meio ambiente
ecologicamente equilibrado tem a natureza jurídica de bem difuso, pertencente a todos de forma
indistinta, sendo de ordem pública e de natureza cogente. A prova do dano e do nexo de causalidade
permite a responsabilização civil do agente poluidor.
O ônus da prova na ação civil pública ambiental é regulado pelas regras instrumentais do Código de
Processo Civil, de forma que ao autor cabe a prova do fato constitutivo e ao réu, do fato extintivo,
modificativo ou impeditivo, ficando afastada a inversão do ônus da prova. O direito ao meio ambiente
ecologicamente equilibrado tem sua proteção por meio da ação civil pública, circunscrita à tutela dos
direitos individuais homogêneos.
A inversão do ônus da prova é cabível nas ações civis públicas ambientais porque não deve ser
aplicado o Código de Processo Civil (Lei nº 5.869/73), cuja subsidiariedade está expressamente
afastada pela Lei da Ação Civil Pública (Lei nº 7347/85). Deve ser aplicado o Código de Defesa do
Consumidor (Lei nº 8.078/90) para fins de inversão do ônus da prova. A responsabilidade sobre os
danos causados é objetiva e a prova do dano, do nexo de causalidade e da culpa permitem a
responsabilização do agente poluidor.
A inversão do ônus da prova é cabível nas ações civis públicas ambientais. A responsabilidade civil
sobre os danos causados é subjetiva. O meio ambiente equilibrado tem sua proteção por meio da
ação civil pública, circunscrita à tutela dos direitos individuais homogêneos. A prova do dano, do nexo
de causalidade e da culpa do agente são necessárias à responsabilização civil do poluidor.
O ônus da prova na ação civil pública ambiental é regulado pelas regras instrumentais do Código de
Processo Civil (fonte subsidiária), de forma que ao autor cabe a prova do fato constitutivo e ao réu do
fato extintivo, modificativo ou impeditivo, ficando possibilitada a inversão do ônus da prova. A
responsabilidade civil sobre os danos ambientais é subjetiva. O meio ambiente equilibrado tem sua
proteção por meio da ação civil pública, circunscrita à tutela dos direitos individuais homogêneos.

6a Questão
Marque a alternativa correta em relação aos instrumentos processuais de defesa do meio ambiente:

A ação popular tem previsão legal infraconstitucional na Lei 4.717/65 e constitucional fundamentada
no art.129 da CF e qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise anular ato
lesivo ao seu patrimônio privado
A tutela, via ação popular ambiental destina-se à proteção de um bem jurídico de dimensão coletiva
ou difuso e o ressarcimento não se faz em prol indivíduo, mas, sim, indiretamente, em favor da
coletividade, por se tratar de um bem indivisível e de conotação social
A Ação Popular concede aos legitimados por lei, o direito de ir à juízo para tentar invalidar atos
administrativos praticados por pessoas jurídicas de Direito Público enquanto Administração Direta e
também pessoas jurídicas da Administração Indireta.
O objeto principal da ação civil pública ambiental, observadas as condições para a imputação do
dano, é de uma pretensão estritamente indenizatória.
A negociação através do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no processo judicial da Ação Civil
Pública, assegura à coletividade a recuperação integral do dano.

7a Questão

Foi proposta Ação Civil Pública em face de uma empresa indicada como poluidora, concluída a instrução o
juiz proferiu sentença, julgando procedente o pedido condenado a empresa a reparar o dano causado.
Diante da hipótese, quem poderá ser o legitimado ativo desta demanda?

Partido Político com representação no Congresso Nacional.


Qualquer cidadão.
Organização sindical.
Entidade de Classe devidamente constituída.
Associação que esteja constituída há pelo menos um ano e inclua na sua atividade institucional a
proteção ao meio ambiente.

8a Questão

A associação de proteção ao meio ambiente propôs ação em face de uma empresa poluidora. O magistrado
ao proferir sentença, julgou procedente o pedido condenando a empresa à obrigação de recompor a área
degrada e ao pagamento de indenização compensatória. Qual é o nome da ação ajuizada pela associação:

Ação Civil Pública Ambiental.


Ação Direta de Inconstitucionalidade.
Mandado de Injunção Ambiental.
Mandado de Segurança Coletivo Ambiental.
Ação Popular.