Você está na página 1de 2

Tema: O Jovem Cristão e a Família

Base Bíblica: Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na
palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. 1 Timóteo 4:12
Introdução: A família é a primeira amizade que alguém pode fazer na vida. Seja
com os pais ou com os irmãos, é na família que, na maioria da vezes, um jovem
encontra o apoio que precisa para passar pelos desafios da juventude.

Entretanto apesar do ambiente familiar ter essa conotação acolhedora nem tudo são
flores. Existem alguns dilemas , conflitos familiares que vamos abordar hoje.

1 – Hierarquia: Versículo / Fase da aborrecência / Você já para pra refletir sobre os


10 mandamentos? São tendências naturais
2 – Pressão Espiritual: Nenhuma decisão que tomamos de acordo com a bíblia
mediante oração e visando a glorificação de Deus terá resultado negativo. Não
existe momento certo para o batismo uma vez que se permite desfrutar de Deus isso
vai incendiar seu coração
3 – Época: Obedecer aos pais mesmo diante do distanciamento cultural / Texto
4 – Falar e ouvir : Para que se tenha uma idéia da complexidade de um processo
aparentemente simples que é o “ato de ouvir”, ao recebermos uma informação,
nosso cérebro pode processá-la das seguintes formas:

- Ouvindo apenas o que queremos ouvir;


- O que imaginamos que o outro ia falar;
- O que gostaríamos que o outro dissesse;
- Somente as partes que nos agradem, agridem ou emocionam;
- Comparando o discurso com assuntos que ouvimos anteriormente;
- Não ouvindo nada!

5 – Futuro : A família é crucial nesse processo de tomada de decisões


6 – Modernidade : Imagem / É preciso que a igreja cristã veja a tecnologia como
um meio para atingir um fim. Meios podem ser ruins ou bons, segundo as
consequências que gerem e se concorrem ou não para se obter o fim desejado. E é
isso que precisa ser sempre analisado com cuidado.
7 – Traumas : Versículo

Conclusão: Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou


primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também
habita em ti.
Por cujo motivo te lembro que despertes o dom de Deus que existe em ti pela
imposição das minhas mãos.
Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de
moderação.
Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que
sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de
Deus, 2 Timóteo 1:5-8
As pessoas andavam a pé, pois quase não existiam carros. As ruas eram de terra ou de
paralelepípedos. As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de
acidentes ou assaltos = Pais rústicos e fortes

Os vizinhos eram como integrantes das outras famílias, todos os dias se reuniam nas
varandas de suas casas para conversar enquanto as crianças brincavam. = Mais conselhos
e autoridade na educação

As brincadeiras, nessa época, eram: roda, pega-pega, esconde-esconde, passa anel, barra
manteiga, bolinha de gude, etc. = Você não consegue esconder nada da sua mãe

Nas casas não existiam aparelhos de televisão, ouvia-se música em vitrolas com discos de
vinil ou no rádio. Neste também eram transmitidas as notícias e até novelas. As fotografias
eram feitas por um homem que colocava um pano preto na cabeça e falava “olha o
passarinho”, para as pessoas sorrirem. = Você não pode reclamar que seus pais não sabem
te ouvir

Era comum matarem galinhas e porcos no quintal de casa, onde também se colhiam
verduras e legumes de uma horta que os mais velhos cuidavam. = Aterrorizado quando
minha mão matou uma galinha

Como não existia geladeira, as carnes eram cozidas em fogões à lenha e armazenadas em
latões, mergulhadas em gordura de porco – banha, para não estragarem. = Sustância

Não existia água encanada e as pessoas precisavam buscar baldes de água para lavar as
louças, roupas, cozinhar ou tomar banho. E ainda falam que a vida era mais fácil! = Por isso
a mãe das meninas reclama da demora

Você também pode gostar