Você está na página 1de 6

Conteúdo Programático:

1. Política pública de saúde – aspectos históricos e questões atuais; 2. Sistema Único de


Saúde: conceitos, princípios, diretrizes, funcionamento; 3. Políticas públicas e garantia
dos direitos da criança e do adolescente; 4. Saúde da criança e do adolescente
cronicamente adoecidos e interdisciplinaridade.

Referências Bibliográficas:

1. BRASIL. Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições


para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o
funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências.
Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8080.htm>. Documento
eletrônico acessado em 25/08/2016.

2. CECÍLIO, Luiz Carlos de Oliveira. “As necessidades de saúde como conceito


estruturante na luta pela integralidade e equidade na atenção em saúde”. In:
PINHEIRO, R. e MATTOS, R. A. de (org.). Os Sentidos da Integralidade na
atenção e no cuidado à saúde. Rio de Janeiro: UERJ, IMS, ABRASCO, 2001.
180p.

3. COSTA, Maria Conceição O. & BIGRAS, Marc. Mecanismos pessoais e coletivos


de proteção e promoção da qualidade de vida para a infância e adolescência.
Ciênc. saúde coletiva, Out 2007, vol.12, no.5, p.1101-1109.

4. CZERESNIA, D. O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e


promoção. In: Czeresnia D; Freitas CM de. Promoção da saúde: conceitos,
reflexões, tendências. Ed Fiocruz. 2009. P.39-53

5. FURTADO, J.P. Equipes de referência: arranjo institucional para potencializar


a colaboração entre disciplinas e profissões. Interface - Comunic., Saúde,
Educ. v.11, n.22, p.239-5, mai/ago 2007.

6. MOREIRA, Martha Cristina Nunes; GOMES, Romeu & SÁ, Miriam Ribeiro
Calheiros. Doenças crônicas em crianças e adolescentes: uma revisão
bibliográfica. Ciênc. saúde coletiva, Jul 2014, vol.19, no.7, p.2083-2094.
43
7. PAIM, Jairnilson Silva. O que é o SUS. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2009.
148p. (Coleção Temas em Saúde).

8. SILVA, Mônica de Assis Salviano; COLLET, Neusa; LIMA SILVA, Kenya &
MOURA, Flávia Moura de. Cotidiano da família no enfrentamento da condição
crônica na infância. Acta Paul Enferm, 23(3):359-65, 2010.

44
F) Conteúdo e Referências – PSICOLOGIA

Conteúdo Programático:
1. Notícias Difíceis; 2. A criança e o Adolescente Doente; 3. Morte; 4. Atenção
Humanizado; 5. Psicologia Hospitalar; 6. Ambiente Emocional Facilitador; 7.
Grupos Operativos

Referências Bibliográficas:

1. AFONSO, Selene Beviláqua Chaves; MITRE, Rosa Maria de Araujo. Notícias difíceis:
sentidos atribuídos por familiares de crianças com fibrose cística. Ciência & Saúde
Coletiva, 18(9), (2013). pp 2605-2613.

2. ALMEIDA, Roberto Santoro. A criança e o Adolescente doente. In Psiquiatria da


criança e do adolescente / organizado por Roberto Santoro Almeida,Ed......Ferreira
Liberal, Marcio Moacyr Vasconcelos. 1ª. Ed. – Rio de Janeiro: Guanabara Koogan . 2015.
pp 161-167.

3. BRAGA, N. A.; MORSH, D. S. Quando o bebê morre. In Quando a Vida Começa


Diferente - O bebê e sua família na UTI-Neonatal. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz,
2003, pp. 157-170.

4. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações


Programáticas Estratégicas.Atenção humaniada ao recém-nascido de baixo peso:
Método Canguru/ Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde,
Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 2. ed. – Brasília : Editora do
Ministério da Saúde, 2011. 204 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) -
Módulo 2 pp. 27-81.

5. BOWLBY J..Pesquisas sobre os efeitos prejudiciais da privação. In Cuidados


maternos e saúde mental. 5ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006. pp. 188 – 196.

6. CAVALCANTE, Fátima Gonçalves. Pessoas muito especiais: a construção social


do portador de deficiência e a reinvenção da família. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz,
2003. pp 21-38.

7. CHIATTONE, H. B. C. A criança e a morte. Em: V A. Angerami-Camon. E a

57
psicologiaentrou no hospital. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003, pp.69-102.

8. DIAS, R. R.; BAPTISTA, M. N. e BAPTISTA, A. S. D. Enfermaria de pediatria:


Avaliação e intervenção. In Psicologia Hospitalar. Teoria, Aplicação e Casos Clínicos.
Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogans.A., 2010, p. 176-196.

9. DINIZ, Debora. Modelo social da deficiência: a crítica feminista. SérieAnis, Brasília,


v. 28, p. 1-10, 2003. Disponível em:
<http://www.anis.org.br/serie/artigos/sa28(diniz)deficienciafeminismo.pdf>. Acesso em: 18
fev. 2014.

10. Penello. Liliane Mendes. Ambiente emocional facilitador `vida: de conceito a


princípio orientador de políticas saudáveis - em destaque a atenção integral à as
úde da criança in: Estratégia Brasileirinhas e Brasileirinhos Saudáveis : a contribuição da
estratégia brasileirinhas e brasileirinhos saudáveis à construção de uma política de
atenção integral à saúde da criança / organizado por Liliane Mendes Penello, Liliana
Planel Lugarinho. Rio de Janeiro - Instituto Fernandes Figueira, Ministério da Saúde,
2013, PP 28 -48.

11. PICHON-RIVIERE, Enrique, Técnica dos grupos operativos. In O Processo


Grupal. Tradução Marco Aurélio Fernandez Velloso; revisão Monica S.M. da Silva – 4ª.
Ed. São Paulo ; Martins Fontes, 1991. pp.87-98.

12. Rodrigues, Juliana Martins e Peixoto Junior, Carlos Augusto. Sobre a noção de
saúde decorrente da teoria do amadurecimento emocional de Donald
Winnicott. ANALYTICA REVISTA DE PSICANALISE, v.06, p.7-33, 2017. Disponível em
www.seer.ufsj.edu.br/index.php/analytica/article/dowload/2667/1766

13. Santos, Natalia Castro Antunes et al. Interconsulta psicológica: demanda e


assistência em hospital geral. Psicol.estud [on line].2011, vol.16, n.2 2013-06- pp.325-
334. Disponível em: <http://www.scielo.php?script=sci arttex&pid=S1413-
73722011000200016&Ing=en&nrm=iso>. Documento eletrônico acessado em 27/08/2016

58
Item 17. CALENDÁRIO GERAL
Nesse item, na coluna LOCAIS, onde se lê:

“Portal do IFF1”,

leia-se:

“SIGA-LS da Fiocruz1”.

ANEXO 1 – CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E REFERÊNCIAS


BIBLIOGRÁFICAS

Nesse anexo, em F) Conteúdo e Referências – PSICOLOGIA, onde se lê:

“4. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de


Ações Programáticas Estratégicas.Atenção humaniada ao recém nascido de baixo
peso: Método Canguru/ Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde,
Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 2. ed. – Brasília : Editora do
Ministério da Saúde, 2011. 204 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) - Módulo
2 pp. 27-81.

8. DIAS, R. R.; BAPTISTA, M. N. e BAPTISTA, A. S. D. Enfermaria de pediatria:


Avaliação e intervenção. In Psicologia Hospitalar. Teoria, Aplicação e Casos Clínicos.
Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogans.A., 2010, p. 176-196.

13. Santos, Natalia Castro Antunes et al. Interconsulta psicológica: demanda e


assistência em hospital geral. Psicol.estud [on line].2011, vol.16, n.2 2013-06- pp.325-
334. Disponível em: <http://www.scielo.php?script=sci arttex&pid=S1413-
73722011000200016&Ing=en&nrm=iso>. Documento eletrônico acessado em
27/08/2016”,
Av. Rui Barbosa, 716 – Flamengo - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22250-020
Tel.: (0xx21) 2254-1700 – Fax.: (0xx21) 2553-8094
http://www.iff.fiocruz.br
leia-se:

“4. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de


Ações Programáticas Estratégicas. Atenção humanizada ao recém‑nascido de baixo
peso: Método Canguru / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde,
Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 2. ed. – Brasília : Editora do
Ministério da Saúde, 2014. 204 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) -
Módulo 2 pp. 27-81.

8. DIAS, R. R.; BAPTISTA, M. N. e BAPTISTA, A. S. D. Enfermaria de pediatria:


Avaliação e intervenção. In Psicologia Hospitalar. Teoria, Aplicações e Casos
Clínicos. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogans. A., 2ª Ed. 2010, p. 176-196.

13. Santos, Natali Castro Antunes et al. Interconsulta psicológica: demanda e


assistência em hospital geral. Psicol.estud [on line].2011, vol.16, n.2 2013-06- pp.325-
334. Disponível em: <http://www.scielo.php?script=sci arttex&pid=S1413-
73722011000200016&Ing=en&nrm=iso>. Documento eletrônico acessado em
27/08/2016”.

Av. Rui Barbosa, 716 – Flamengo - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22250-020


Tel.: (0xx21) 2254-1700 – Fax.: (0xx21) 2553-8094
http://www.iff.fiocruz.br