Você está na página 1de 33

AS GRANDES CONFERÊNCIAS

INTERNACIONAIS

Posteriormente à II Guerra Mundial,


ocorreu um considerável crescimento
econômico, um dos motores desse
crescimento foi a atividade
industrial, que trouxe uma série de
problemas ambientais, problemas
esses que eram capazes de
comprometer a saúde e a qualidade
de vida do seres humanos. Essa
preocupação deu origem às ONGs
(Organizações não-governamentais)
AS GRANDES CONFERÊNCIAS
INTERNACIONAIS
 Nesse contexto destaca-se o Clube de Roma
que publica em 1972 o relatório Meadows.
 Tal relatório, indicou um cenário catastrófico
sobre impossibilidade de crescimento
econômico devido à exaustão dos recursos
ambientais;
 levantou a proposta de Crescimento
Econômico Zero que promoveu dissenso entre
países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
A primeira Conferência Mundial sobre o
Meio Ambiente aconteceu em 1972 em
Estocolmo, na Suécia. Ela foi o primeiro
movimento ecológico de caráter
internacional.
 Marcada pelo confronto entre as perspectivas dos
países desenvolvidos e dos países em
desenvolvimento.
 O crescimento natural da população coloca, continuamente,
problemas relativos à preservação do meio ambiente, e
devem-se adotar as normas e medidas apropriadas para
enfrentar esses problemas. Controlar o crescimento
populacional
 Países desenvolvidos preocupados com os efeitos da
devastação ambiental sobre a Terra, propôs um
programa internacional voltado para a Conservação
dos recursos naturais e genéticos do planeta, pregando
que medidas preventivas teriam que ser encontradas
imediatamente, para que se evitasse um grande
desastre.
 Os países em desenvolvimento argumentavam que
se encontravam assolados pela miséria, com
problemas de moradia, saneamento básico, atacados
por doenças infecciosas..
 Questionavam a legitimidade das recomendações
dos países ricos (já haviam se industrializado com o
uso predatório de recursos naturais) .
 A Conferência contou com representantes de 113
países, 250 organizações-não-governamentais e dos
organismos da ONU.
 A Conferência produziu:
 Declaração sobre o Meio Ambiente Humano, uma
declaração de princípios de comportamento e
responsabilidade que deveriam governar as
decisões concernentes a questões ambientais.
 Plano de Ação que convocava todos os países, a
cooperarem na busca de soluções para uma série de
problemas ambientais.
Relatório Nosso Futuro Comum
 Relatório Brundtland – Noruega – 1987 - com a
primeira ideia de desenvolvimento sustentável:

“ as ações presentes não devem comprometer a


capacidade das gerações futuras e satisfazer suas
necessidades, com base em que o valor total dos
bens disponíveis, tanto os produzidos pelo homem
como aqueles encontrados na natureza devem
permanecer constantes de uma geração para outra”.

 O relatório enfatiza ainda que: “ a pobreza é


evitável, devendo haver, para tanto, um
desenvolvimento sustentável capaz de atender as
necessidades básicas e de oferecer a oportunidade
uma vida melhor para as pessoas”.
Eco 92

A Segunda Conferência das Nações Unidas para o meio


ambiente, popularmente chamada de ECO – 92, aconteceu
no Rio de Janeiro em junho de 1992. Com a presença de 178
países, sendo que a maioria deles eram chefes de governo.
E o seu objetivo era conciliar o desenvolvimento com a
conservação dos ecossistemas
Rio – 92: Objetivos
 Objetivos principais da conferência:
 examinar a situação ambiental mundial desde
1972 e suas relações com o estilo de
desenvolvimento vigente;
 estabelecer mecanismos de transferência de
tecnologias não-poluentes aos países
subdesenvolvidos;
 examinar estratégias nacionais e
internacionais para incorporação de critérios
ambientais ao processo de desenvolvimento;
 estabelecer um sistema de cooperação
internacional para prever ameaças ambientais
e prestar socorro em casos emergenciais;
 reavaliar o sistema de organismos da ONU,
eventualmente criando novas instituições para
implementar as decisões da conferência.
 A Conferência da ONU propiciou um debate em torno da necessidade de
uma urgente mudança de comportamento visando a preservação da vida
na Terra.

 "Cúpula da Terra" (Earth Summit), contou com a presença de 172 países


(apenas seis membros das Nações Unidas não estiveram presentes) e
1.400 organizações-não-governamentais.

 Foram assinados 05 documentos:

 Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento.

 Agenda 21.

 Princípios para a Administração Sustentável das Florestas.

 Convenção da Biodiversidade .

 Convenção sobre Mudança do Clima


Convenção sobre Mudança do Clima
A Convenção sobre Mudança do Clima possibilitou a
criação da Convenção Quadro de Mudanças
Climáticas da ONU, pelo IPCC.Foi assinada em
1992 no Rio de Janeiro, por 154 Estados.
 Possibilitou também a organização e realização
das conferências das partes – COP.
 objetivos:
 estabilizar a concentração de gases efeito estufa
na atmosfera num nível que possa evitar uma
interferência perigosa com o sistema climático;
 assegurar que a produção alimentar não seja
ameaçada;
 possibilitar que o desenvolvimento econômico se dê
de forma sustentável.
 Dez anos depois da ECO – 92, aconteceu a Rio
+ 10 , no período de 26 de agosto a 4 de
setembro de 2002, em Johannesburgo, na África
do Sul.
 Dessa conferência participaram 189 países. E
esta deixou muita gente insatisfeita, pois não
estabeleceu metas claras sobre o que
precisava ser feito, e, quando isto foi feito, não
dava prazos. Foram discutidos 5 tópicos: água,
saneamento, energia, saúde, agricultura e
biodiversidade.
 Rio+ 20 é o nome da Conferência das
Nações Unidas sobre Desenvolvimento
Sustentável (CNUDS), que ocorreu na
cidade do Rio de Janeiro de 13 a 22 de
junho de 2012. Participaram líderes dos
193 países que fazem parte da ONU.
 Objetivo
 Declaração intitulada: “o futuro que
queremos”.
 O principal objetivo da Rio+20 foi renovar e
reafirmar a participação dos líderes dos
países com relação ao desenvolvimento
sustentável no planeta Terra. Foi, portanto,
uma segunda etapa da Cúpula da Terra
(ECO-92) que ocorreu há 20 anos na cidade
do Rio de Janeiro.
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

 Aborda aspectos ligados ao desatamento,


à emissão de gases, ao lançamento de
resíduos, ao uso de agrotóxicos e etc.
 Quanto a proteção de biomas, somente
em 1965, com a lei 4 771, foi criado o
Código Florestal.
 Unidades de Conservação: Unidades de
proteção integral e Unidades de uso
sustentável.
 Unidades de proteção Integral: são áreas de
restrição de uso (restrição total).
 Unidade de Uso Sustentável: o nível de restrição
é menor. Uso é voltado ao desenvolvimento
cultural, educacional e recreacional.
 Corredor ecológico ou corredor de biodiversidade são áreas
que unem os fragmentos florestais ou unidades de
conservação separados por interferência humana, como
por exemplo, estradas, agricultura, atividade madeireira.
 O objetivo do corredor ecológico é permitir o livre
deslocamento de animais, a dispersão de sementes e o
aumento da cobertura vegetal
 Vale lembrar que toda propriedade rural privada deve
possuir uma reserva legal (área recoberta pela vegetação
natural). Na Amazônia por exemplo, a reserva legal pode
cobrir 80% do tamanho total da propriedade rural.
 Degradação dos solos
 As queimadas
 Escassez dos recursos hídricos
 Quais os principais fatores que causam o
aumento da demanda de água no
mundo?
 Efeito
estufa: De fenômeno natural a
desafio da humanidade.
 Aquecimento global: é o aumento da
temperatura da Terra.
 Causa: poluição, emissão da gases (C02),
queima de combustíveis fósseis.
 Consequências: degelo nos polos, alteração
do regime das chuvas, inundações e etc.
 Energia e meio ambiente:
 Sociedade de consumo