Você está na página 1de 24

IOB AUDITOR ELETRÔNICO SPED

Proposta Técnica

O IOB Auditor Eletrônico SPED é um software cujo objetivo principal é fornecer ao usuário os subsídios necessários
para certificar, antecipadamente, a qualidade do conteúdo das informações oriundas de suas operações fiscais e
contábeis registradas e demonstradas às administrações tributárias públicas através de arquivos de obrigações
acessórias exigidos em formato eletrônico pelo ambiente SPED.

Modelo de Utilização

O IOB Auditor Eletrônico SPED foi desenvolvido para comercialização e utilização de forma modular, a saber: EFD
ICMS/IPI, EFD Contribuições, Escrituração Contábil Digital – ECD, Sintegra/Sef-I, Escrituração Contábil Fiscal -ECF e
Cruzamentos. Cada obrigação acessória auditada pelo software é um módulo independente, exceto o módulo
desenvolvido exclusivamente para realizar cruzamentos entre obrigações acessórias.

Módulo Escrituração Contábil Fiscal – ECF

Ao submeter os arquivos da Escrituração Contábil e Fiscal - ECF ao IOB Auditor Eletrônico SPED, o principal objetivo
é demonstrar as evidências de possíveis erros contidos na respectiva escrituração, sempre amparado em princípio
as legislações do regulamento do imposto de renda (RIR/99), lei n°. 7689/88, os princípios de contabilidade
(conforme Resolução do CFC nº.1282/10), nas Resoluções do Conselho Federal de Contabilidade - CFC, na legislação
comercial (Código Civil), nos Pronunciamentos Contábeis (Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC) na adoção
do Padrão de Contabilidade Internacional (IFRS), além de verificações de procedimentos fiscais produzidos pela
própria equipe de conteúdo da IOB | SAGE.

TÓPICO DE VERIFICAÇÕES EXECUTADAS PARA O MÓDULO DO ECF.

➢ IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA (IRPJ)

Evidenciar valor do saldo final na conta de Provisão de Imposto de Renda a Recolher a maior que valor a débito na
conta de Resultado para Provisão para Imposto de Renda;

Evidenciar se há valores a crédito a maior do IRRF A RECOLHER comparados com valores a débito OUTROS -
SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA;

Evidenciar se há valores a crédito a maior (por exemplo, aproveitamento) do IR RETIDO NA FONTE/ IRPJ RECOLHIDO
ESTIMATIVA/ IRPJ SALDO NEGATIVO comparados com valores a débito PROVISÃO DE IMPOSTO DE RENDA– ECF;

Apuração do IRPJ Mensal por Estimativa;

Dedução Imposto de Renda Mensal Pago por Estimativa;


Comparação do IRRF com o Demonstrativo de Informações Gerais.

➢ CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LIQUIDO (CSLL)

Evidenciar valor do saldo final na conta de Provisão de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido a Recolher a maior
que valor à débito na conta de Resultado para Provisão para Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;

Evidenciar se há valores a crédito a maior (por exemplo, aproveitamento) da CSLL RETIDA NA FONTE/ CSLL
RECOLHIDA ESTIMATIVA/ CSLL SALDO NEGATIVO comparados com valores a débito PROVISÃO DE CONTRIBUIÇÃO
SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO– ECF;

Apuração do CSLL Mensal por Estimativa;

Dedução Contribuição Social Mensal Pago por Estimativa;

Comparação do CSLL retido na fonte com o Demonstrativo de Informações Gerais.

➢ ESCRITURAÇÃO DE OUTRAS INFORMAÇÕES.

Lucros / Dividendos pagos no ano-calendário a sócios ou a titular;

Juros sobre o capital próprio pagos no ano-calendário a sócios ou a titular;

Comparativo dos impostos apurados nas contas de resultado com os impostos provisionados no Passivo;

Evidenciar valor do saldo final na conta de FGTS a Recolher a maior que valor à débito na conta de Resultado para
FGTS;

Evidenciar se há valores a crédito a maior em CONTAS DE RESULTADO POSITIVO DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL


(RESULTADO) comparados com valores a débito nas CONTAS DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL (ATIVO);

Evidenciar se há valores a débito a maior em CONTAS DE RESULTADO NEGATIVO DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL


(RESULTADO) comparados com valores a crédito nas CONTAS DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL (ATIVO);

Evidenciar se há valores a débito a maior em DIVIDENDOS A RECEBER (ATIVO) comparados com valores a crédito
nas CONTAS DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL (ATIVO);

Evidenciar se há valores a débito a maior ou menor em CONTAS DE RESULTADO DE DEPRECIAÇÃO (RESULTADO)


comparados com valores a crédito nas CONTAS DE DEPRECIAÇÃO ACUMULADA (ATIVO).
➢ COMPOSIÇÕES ESTRUTURAIS

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DE RESULTADO (CONTAS ANALÍTICAS);

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (CONTAS ANALÍTICAS);

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DO PASSIVO (CONTAS ANALÍTICAS);

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DO ATIVO (CONTAS ANALÍTICAS).

➢ RELATÓRIOS

Livro e-Lalur parte A e B;

Livro e-Lacs parte A e B;

Apurações do IRPJ e CSLL Lucro presumido;

Apurações do IRPJ e CSLL Lucro Real Trimestral e Anual;

Apurações do IRPJ e CSLL Lucro Real Estimativas Mensais.

➢ OBSERVAÇÕES

1 - O módulo ECF do produto IOB Auditor Eletrônico SPED está apto a receber e processar arquivos de escrituração
contábil fiscal qualificada como “PJ em Geral”.

2 - Atualmente não tratamos auditorias com base no Plano de Conta Referencial das Instituições Financeiras,
Seguradoras, Entidades Abertas de Previdência Complementar e Imunes e Isentas.

Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/ecf.pdf
Módulo Escrituração Contábil Digital - ECD

Ao submeter os arquivos da Escrituração Contábil Digital ao IOB Auditor Eletrônico SPED, é preciso levar em
consideração que o nosso objetivo é demonstrar evidências de erros da referida Escrituração Contábil junto às
Normas Técnicas Brasileiras de Contabilidade – NBC-T e às regras e procedimentos contábeis produzidas pela
própria SAGE. É premissa, para utilização deste módulo, que a Escrituração Contábil Digital possua o Registro I051
(Plano de Contas Referencial).

TÓPICO DE VERIFICAÇÕES EXECUTADAS PARA O MÓDULO DO ECD.

➢ ESTRUTURAL

Evidenciação de ausência de registros e campos obrigatórios para a escrituração;

Análise do Plano de Contas da empresa com o Plano de Contas Referencial;

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DE RESULTADO;

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO;

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DO PASSIVO;

Evidenciar se há natureza divergente dos saldos das CONTAS DO ATIVO.

➢ MOVIMENTAÇÃO DAS CONTAS PATRIMONIAIS

Verificação se há movimentação apenas de amortização referente ao Ativo Diferido, pois de acordo com artigo 299-
A da Lei 11.941/2009, esta conta não poderá receber lançamentos que aumentem o saldo. Sendo que, o saldo
existente nesta conta que não puder ser reclassificado deve ser mantido nesta conta até a sua total amortização;

Verificação se existem lançamentos para a conta contábil Adiantamentos a Fornecedores, sem que a contrapartida
venha de Disponibilidades (Grupo do Ativo);

Verificação do aumento da conta contábil dos Recursos do Exterior decorrentes de Exportação (Ativo) sem que haja
contrapartida nanas contas contábeis de Receitas vinculadas às exportações (Resultado);

Verificação do aumento das contas contábeis Clientes (Ativo) sem que a contrapartida venha das contas contábeis
de Receitas (Resultado), etc...
➢ TRATAMENTOS ESPECÍFICOS

Verificação de Test de Impairment - Redução ao valor recuperável do Ativo;

Verificação se o Código do Participante é condizente com o código do País.

➢ RELATÓRIOS

Balancete de Verificação;

Balanço Patrimonial;

DRE - Demonstração do Resultado do Exercício;

DVA - Demonstração do Valor Adicionado;

DMPL - Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido;

DLPA - Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados;

DFC - Demonstração dos Fluxos de Caixa;

Análise das Receitas X Clientes;

Análise das Receitas X Custo de Produção;

Análise das Receitas X Folha de Pagamento;

Análise dos Custos X Receita;

Análise de Estoque X Fornecedores;

Apuração Contábil do PIS;

Apuração contábil da COFINS;

EBITDA ou LAJIDA - Lucro Antes De Juros, Impostos, Depreciação E Amortização;

Indicadores Gráficos de Endividamento: Índice de Participação do Capital de Terceiros, Índice de Endividamento a


Curto Prazo, índice de Endividamento Relativo, Índice de Dependência Financeira e Índice de Independência
Financeira;

Indicadores Gráficos de Imobilização: imobilização do Capital Próprio, Imobilização de Capital de Longo Prazo e
Imobilização do Ativo;
Indicadores Gráficos de Quociente de Giro: Giro do Ativo Não Circulante, Giro do Ativo Não Circulante Realizável a
Longo Prazo, Giro Ativo Não Circulante Imobilizado, Giro do Ativo Não Circulante Investimento e Giro do Patrimônio
Líquido;

Indicadores Gráficos de Rentabilidade: Margem Operacional, Margem Bruta, Margem Líquida, Remuneração do
Capital Próprio e Retorno do Ativo Sobre o Lucro Líquido;

Indicadores Gráficos de índices Financeiros: Liquidez Corrente, Liquidez Seca, Liquidez Imediata, Capital Circulante
Líquido, Capital Permanente e Liquidez Geral;

DU PONT e PCE X PCR X Aglutinação – Plano de Contas Empresarial X Plano de Contas Referencial X Centro de Custo.

➢ OBSERVAÇÕES

1 - É premissa, para utilização deste módulo, que a Escrituração Contábil possua o Registro I051 (Plano de Contas
Referencial).

2 - O módulo ECD do produto IOB Auditor Eletrônico SPED não está apto a receber e processar arquivos de
Escrituração Contábil qualificada como “Partidos Políticos”.

Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/contabildigital/AEC.pdf

Módulo Escrituração Fiscal Digital ICMS/IPI

Ao submeter os arquivos da Escrituração Fiscal Digital do ICMS e IPI ao IOB Auditor Eletrônico SPED, o principal
objetivo é demonstrar as evidências de possíveis erros contidos na respectiva escrituração, sempre ambarado em
princípio pela legislação do ICMS e do IPI, além de verificações de procedimentos fiscais produzidos pela própria
equipe de conteúdo da IOB | SAGE. Para realização de verificações enfoque os itens de documentos fiscais de
emissão própria, quando o contribuinte for obrigado a emitir NF-e e/ou NFC-e (modelo 55 e 65) é premissa de
utilização que seja submetida ao IOB Auditor Eletrônico SPED além da escrituração fiscal eletrônica todas as Notas
Fiscais Eletrônicas (NF-e e/ou NFC-e) emitidas pelo contribuinte naquele período e caso existir eventos de correção
(CC-e) referente as respectivas Notas Fiscais Eletrônicas os mesmos devem ser submetidos ao processo de validação
com intuito de demonstrar e facilitar a análise das informações corrigidas junto aos respectivos apontamentos
evidenciados pelo IOB Auditor Eletrônico SPED. As movimentações advindas do modelo 59 - Cupom Fiscal
Eletrônico (CF-e), são recepcionadas pelo auditor somente para a finalidade de cruzamentos de informações
executada particularmente pelo diretório de upload das escriturações individuais da EFD ICMS e IPI.

TÓPICO DE VERIFICAÇÕES EXECUTADAS PARA O MÓDULO DO EFD ICMS e IPI


➢ IMPOSTO SOBRE CIRCULAÇÃO DE MERCADORIA E SERVIÇOS - ICMS

Verificação de alíquotas de ICMS em Operações Internas, interestaduais e o cadastro do produto;

Verificação de alíquotas de ICMS enfoque operações destinadas a consumidor final, amparado pela Emenda
Constitucional 87/2015;

Verificação de alíquota de ICMS em operações interestaduais com produtos importados com conteúdo de
importação superior a 40%, amparado pela Resolução Federal 87/2015;

Verificação de classificação e concordância de Códigos de Situação Tributária do ICMS;

Verificação enfoque as informações de apuração do ICMS.

➢ IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS - IPI

Verificação da alíquota de IPI no cadastro de produtos conforme tabela TIPI;

Verificação de existência legal da respectiva NCM conforme vigência no cadastro do produto;

Verificação de classificação e concordância de Códigos de Situação Tributária do IPI;

Verificação enfoque as informações da apuração do IPI.

➢ ESCRITURAÇÃO DE DOCUMENTOS E INFORMAÇÕES

Verificação de escrituração de documentos em ordem cronológica e quebra de sequência numérica;

Verificação de escrituração e comparação de informações chaves de documentos fiscais eletrônicos;

Verificação de documentos fiscais escriturados em duplicidade.

➢ COMPOSIÇÃO DE VALORES

Verificação de composição de valores entre os itens e os totalizadores do documento fiscal;

➢ OPERAÇÕES ESPECIFICAS

Verificações especificas para as operações de Material para uso e consumo, Bens para ativo imobilizado, Zona
Franca de Manaus, Importação e Exportação, Transporte, Comunicações e Telecomunicação, Combustíveis.

➢ CONTROLE DE CRÉDITO DE ICMS DO ATIVO PERMANENTE - CIAP (BLOCO G)

Verificação dos valores evidenciados nos registros de movimentação de bem ou componente do ativo imobilizado;
Verificação da parcela de crédito de ICMS conforme índice de participação de saídas tributadas entre diversas
outras verificações enfoque o presente tema.

➢ INVENTÁRIO (BLOCO H)

Verificação de informações de inventário prestadas em período desarmônico;

Verificação de informações de inventário a serem prestadas mensalmente para atividades especificas conforme
CNAE entre diversas outras verificações enfoque o presente tema.

➢ CONTROLE DA PRODUÇÃO E DO ESTOQUE (BLOCO K)

Verificação de duplicidade de ordens de produção;

Verificação de quantidade de produção acabada conforme informações de insumos consumidos e cadastro de


consumo especifico padronizado;

Verificação de divergências entre o inventário e o estoque escriturado, bem como divergências na escrituração de
itens, quantidades de itens, indicadores de propriedade e informações de participantes.

➢ RELATÓRIOS

RELATÓRIO DE MOVIMENTAÇÃO DE ESTOQUE;


LIVRO FISCAL DE ENTRADAS, SAÍDAS E RESUMOS;
LIVRO FISCAL DE APURAÇÃO DE SALDO;
LIVRO DE MOVIMENTAÇÃO DE COMBUSTÍVEIS - LMC;
RELATÓRIO DE QUANTIDADE DE DOCUMENTOS FISCAIS;
RELATÓRIO DE ICMS APROPRIADO NO PERÍODO POR ITEM - CIAP;

➢ OBSERVAÇÕES

1 - Em algumas validações de teor complexo o IOB Auditor Eletrônico SPED disponibiliza também relatórios
auxiliares para melhor análise do respectivo apontamento, bem como informações de Condições do Produto,
Correção de Apontamento do Estoque Escriturado e Correções realizadas através dos eventos CC-e.

2 - As empresas que possuem mais de um estabelecimento na Unidade Federada e estão sujeitas ao regime
especial de Inscrição Centralizada, deverão validar seus arquivos individualmente para garantir a integridade dos
resultados e o correto processo de validação do IOB Auditor Eletrônico SPED.

Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/icmsipi/ITS.pdf
Módulo Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição Previdenciária
sobre a Receita - EFD Contribuições.

Ao submeter os arquivos da Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins e da Contribuição
Previdenciária sobre a Receita - EFD Contribuições ao IOB Auditor Eletrônico SPED, é preciso levar em consideração
que o nosso objetivo é demonstrar evidências de erros da referida Escrituração junto à legislação do PIS/COFINS e
às regras e procedimentos fiscais produzidos pela própria IOB | SAGE.

TÓPICO DE VERIFICAÇÕES EXECUTADAS PARA O MÓDULO DO EFD CONTRIBUIÇÕES

➢ PIS/PASEP E COFINS APURAÇÃO

Valores de PIS/PASEP e COFINS retidos na fonte divergentes da consolidação nos registros m200 e m600

➢ PIS/PASEP E COFINS ALÍQUOTAS


Validação de Alíquotas e CST das operações de Entradas para o Comércio quando os produtos estejam elencados
na tributação Monofásica ou Alíquota Zero do PIS/COFINS;

Validação de Alíquotas e CST das operações de Saídas para o Comércio quando os produtos estejam elencados na
tributação Monofásica do PIS/COFINS para os setores: Combustíveis e Álcool, Medicamentos e Artigos de
Perfumaria, Veículos, Autopeças e Pneus, Bebidas Frias e produtos que estejam elencados na tributação da Alíquota
Zero do PIS/COFINS: Insumos e Produtos Agropecuários, Infraestrutura: Aeronaves, embarcações, outros veículos,
Combustíveis, Produtos químicos, aparelhos ortopédicos, produtos destinados à portadores de necessidades
especiais, outros, Informática.

➢ COMPOSIÇÃO DE VALORES

Verificação de composição de valores (Modelo “55”) entre os itens e os totalizadores do documento fiscal.

Comparativo de valores escriturados pertinentes ao (Modelo “65”) (Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor);

➢ ESCRITURAÇÃO DE DOCUMENTOS E INFORMAÇÕES

Evidenciação de ausência de registros e campos obrigatórios para a escrituração;

Verificação das naturezas das operações fiscais;

Verificação de preenchimento incorreto de atributos da operação (CST x CFOP).

Verificação de escrituração e comparação de informações chaves de documentos fiscais eletrônicos de acordo


com o modelo do documento escriturado na EFD Contribuições;

Validação da obrigatoriedade de preenchimento das contas contábeis e código de centro de custos em todos os
blocos da EFD Contribuições.
➢ CRÉDITOS DE PIS/COFINS SOBRE A IMPORTAÇÃO

Certificação do crédito de PIS/COFINS nas operações de Importações sobre as alíquotas básicas e as alíquotas
diferenciadas para as segmentações de Auto-Peças, Máquinas e Veículos, Papel, Pneumáticos, Farmacêutico e
Perfumaria;

➢ CONFERÊNCIA DAS OPERAÇÕES DESTINADAS À ZONA FRANCA DE MANAUS (ZFM/ALC)

Verificação das vendas destinadas a Zona Franca de Manaus ou Área de Livre Comércio, onde os municípios não
pertencem as áreas incentivadas

Verificação do CST e alíquota praticados nas operações.

➢ VALIDAÇÕES DAS RETENÇÕES FEDERAIS NA FONTE

Validação das retenções na fonte dos serviços prestados;

Validação das retenções na fonte dos serviços tomados;

➢ VALIDAÇÕES DO BLOCO P (CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA – CPRB)

Validação dos valores discriminados no Bloco P, pertinentes à Desoneração da Folha, tais como os códigos de
atividades, vigências e alíquotas.

➢ VALIDAÇÕES DOS CÓDIGOS DE RECEITAS PARA AS OPERAÇÕES DAS SCP’S

Verificação dos códigos previstos na tabela de códigos da DCTF - Declaração de Créditos e Débitos tributários,
considerando as SCP's validando os registros M205, M605 e P200.

➢ VALIDAÇÕES PARA DEVOLUÇÕES DE MERCADORIAS NO REGIME NÃO-CUMULATIVO

Certificação dos créditos oriundos de Devolução de Vendas para o Regime Não-Cumulativo. Esta auditoria tem o
objetivo de averiguar possíveis erros na escrituração fiscal do crédito.

➢ VALIDAÇÕES ESPECÍFICAS PARA O SEGMENTO DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS, SEGURADORAS,


ENTIDADES DE PREVIDÊNCIA PRIVADA, OPERADORAS DE PLANOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E DEMAIS PESSOAS
JURÍDICAS REFERIDAS NOS §§ 6º, 8º E 9º DO ART. 3º DA LEI Nº 9.718/98.

Validação do Regime Tributário, Validação do código do DARF, certificação dos valores de base de cálculo, alíquota
e apuração do PIS e da COFINS de acordo com o CST, validação da Conta Contábil nos Registros I200 e I300,
validação do CST conforme Tabela 7.1.1, certificação do Plano de Contas Referencial, validação das deduções e
exclusões permitidas: (Caráter Geral e Específico).
➢ VALIDAÇÕES PARA AS EMPRESAS OPTANTES PELO REGIME DE CAIXA - ESCRITURAÇÃO CONSOLIDADA
(REGISTRO F500) E REGIME DE COMPETÊNCIA – ESCRITURAÇÃO CONSOLIDADA (REGISTRO F550):

Validações das receitas auferidas para o Lucro Presumido nos Regimes de Caixa e Competência, com o intuito de
averiguar se as consolidações das receitas estão de acordo com o Registro 1900.

➢ RELATÓRIOS DE PIS/PASEP, COFINS E CPRB

Relatório de PIS/COFINS (Visão dos blocos da EFD Contribuições)

Relatório de Apuração do PIS/COFINS (Visão DACON) – Consiste em um relatório gerencial das apurações mensais
de Débito/Crédito do PIS/COFINS (Somente para empresas optantes pelo regime Não Cumulativo e que apurem
pelo Método de Rateio Proporcional).

Relatório de Apuração da CPRB (Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta);

Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/efdcontribuicoes/APC.pdf

Módulo Sintegra/SEF-I

Ao submeter os arquivos do Sintegra/SEF-I ao IOB Auditor Eletrônico SPED, é preciso levar em consideração que o
nosso objetivo é demonstrar evidências de erros da referida Escrituração junto à legislação do ICMS e do IPI e às
regras e procedimentos fiscais produzidos pela própria IOB | SAGE.

Com este foco, evidenciaremos, dentre outras coisas:

• Evidenciação de ausência de registros e campos obrigatórios para a escrituração;

• Verificação das naturezas das operações fiscais;

• Composição dos valores do documento fiscal com base nas informações dos itens (capa versus item) e registros
analíticos;

• Verificação de preenchimento incorreto de atributos da operação (CST x CFOP);

• Elaboração dos Livros Fiscais de Entrada, Saída e Apuração de ICMS, ICMS ST e IPI com possibilidades de filtros
por CFOP, Situação de Documento, Datas etc.;

• Validação do Cálculo do Tributo destacado (Base de Cálculo * Alíquota = Imposto);

• Composição do Saldo do Estoque e confrontamento com os saldos apresentados no Inventário (Registro74).


Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/sintegrasef1/SIN.pdf

Módulo eSocial

Ao submeter os arquivos da Escrituração eSocial ao IOB Auditor Eletrônico SPED, o principal objetivo é demonstrar
as evidências de possíveis erros contidos na respectiva escrituração, sempre amparado em princípio pela legislação
trabalhista e previdenciária, além de verificações de procedimentos fiscais produzidos pela própria equipe de
conteúdo da IOB | SAGE. Para submeter os arquivos na ferramenta é necessário que estejam no formato conforme
determina o leiaute vigente do eSocial (Decreto Nº 8373/2011), será aceito arquivos a partir da versão 2.4 do
eSocial . O IOB Auditor Eletrônico SPED não realiza a integração com os softwares de folha de pagamento, o usuário
deverá extrair o arquivo XML, não criptografado, para submeter na ferramenta. Para garantir a integridade na
avaliação dos arquivos verificados a ferramenta somente permite o upload dos eventos Periódicos e Não Periódicos
após o envio das tabelas da carga inicial (S1000, S1005, S1010, S1020, S1030, S1050, S1060 e S2200 (Cadastramento
inicial do vínculo).

TÓPICO DE VERIFICAÇÕES EXECUTADAS PARA O MÓDULO DO ESOCIAL.

➢ EVENTOS DE TABELAS

Verificação dos principais conteúdos informados nos eventos de tabelas da carga inicial.

• Dados Cadastrais do Empregador


• Verificação das alíquotas FAP, RAT e RAT Ajustado
• Analise da repercussão de todas as rubricas cadastradas
• Verificação das jornadas de trabalho cadastradas

➢ EVENTOS PERIÓDICOS

Validação dos cálculos das principais rubricas da remuneração.

• Validação dos cálculos das rubricas de Hora Extra e Adicionais


• Validação das bases e rubricas referentes a IRRF, FGTS e INSS.

➢ EVENTOS NÃO PERIÓDICOS

Validação dos cálculos das principais rubricas na rescisão de contrato de trabalho.

• Validação dos dados cadastrais dos empregados, tais como dependentes de IRRF e Salário família.
• Verificação de estabilidades nos casos de desligamentos e aviso prévio

➢ RELATÓRIOS

Relatório Geral de Empregados

Relatório de remunerações

➢ OBSERVAÇÕES

1 - O IOB Auditor Eletrônico SPED, no módulo eSocial, oferece um Painel dinâmico denominado como Painel XML
eSocial, para gerenciamento, quantificação e status dos arquivos submetidos na ferramenta.

2 - Atualmente não tratamos “XML” que contenha mais de um evento em sua estrutura, ou seja, para utilização
do módulo eSocial será necessário o processamento dos eventos separadamente, um evento para cada XML.

Respeitando o item acima, os XML’s de mesmo CNPJ poderão ser compactados em um arquivo “ZIP” e
processados no IOB Auditor Eletrônico.

Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

LINK

Módulo Cruzamento entre Obrigações

Ao submeter os arquivos das escriturações abrangidas pelo Módulo Cruzamento do IOB Auditor Eletrônico SPED, é
preciso levar em consideração que o nosso objetivo é demonstrar evidências de erros na associação entre
informações correlatas das escriturações cruzadas e não conhecimento contábil ou fiscal sobre as operações de
cada uma delas. É preciso observar que as obrigações precisam fazer parte da mesma empresa e estar dentro da
mesma periodicidade, haja vista que muitas delas possuem periodicidade distinta, e precisam figurar nas versões e
extensões abaixo identificadas:

• ECD em .txt: A partir do Exercício Social de 2010;

• DIPJ em .dec: A partir do Exercício Social de 2010. Não pode ser cópia de segurança;

• DACON em .dec: A partir da Versão 2.4. Não pode ser cópia de segurança;

• DCTF em .dec.: A partir da Versão 2.0. Não pode ser cópia de segurança;
• EFD ICMS/IPI em .txt: A partir do Exercício Social de 2010;

• EFD Contribuições em .txt: A partir do Exercício de Abril de 2011;

• ECF em txt: A partir do Exercício Social de 2014;

• PERDCOMP em .dec: A partir da Versão 6.6. Não pode ser cópia de segurança;

• ECAC em txt; ver orientações constantes na FAQ para geração do arquivo em formato txt.

Realizamos os possíveis cruzamentos, a saber: ECD X EFD ICMS/IPI, ECD X EFD CONTRIBUIÇÕES, ECD X DIPJ, EFD
CONTRIBUIÇÕES X EFD ICMS/IPI, EFD CONTRIBUIÇÕES X DACON, DIPJ X DCTF, DACON X DCTF, EFD ICMS/IPI X
SINTEGRA/SEF-I, EFD CONTRIBUIÇÕES X DCTF, ECF X ECD, ECF X EFD ICMS/IPI, ECF X EFD CONTRIBUIÇÕES, e-CAC x
DCTF, e-CAC x ECF, ECD X DCTF, ECFX DCTF e EFD ICMS/IPIX DCTF, EFD CONTRIBUIÇÕES X PERDCMP, DCTF X
PERDCOMP e EFD ICMS/IPI X XMLs (excepcionalmente realizado através do submenu “EFD ICMS/IPI x XMLs”), DCTF
X DIRF, EFD CONTRIBUIÇÕES X DIRF, PERDCOMP X E-CAC.

Vide abaixo algumas considerações importantes para o módulo:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/cruzamentos/CRZ.pdf

Confira também todos os detalhes sobre as principais auditorias:

http://www.iob.com.br/newsletterimages/principaisauditorias_2015.pdf

Requisitos Mínimos de Instalação do Software:

Ao adquirir o IOB Auditor Eletrônico SPED o usuário precisará ter disponíveis os seguintes requisitos mínimos de
instalação para permitir o correto funcionamento da aplicação. São eles:

Windows:

• Computador x86 ou x64 com 1,6Ghz e 512 MB de RAM


• Windows XP SP2 ou superior / Windows 7 / Windows 8/ Windows 10
• Internet banda larga
• Utilizar um dos seguintes navegadores com suporte ao HTML5
• Internet Explorer 10 ou superior
• Firefox atualizado
• Google Chrome atualizado (browser recomendado para utilização)
• Recomenda-se a resolução 1366 x 768
MAC:

• Intel Core Duo 1,83GHz e 512MB de RAM


• MAC OS 10.4.11+ ou superior
• Internet banda larga
• Utilizar um dos seguintes navegadores com suporte ao HTML5
• Safari superior
• Firefox atualizado
• Google Chrome atualizado (browser recomendado para utilização)
• Recomenda-se a resolução 1366 x 768
LINUX:
• Computador x86 ou x64 com 1,6Ghz e 512 MB de RAM.
• Internet banda larga
• Utilizar um dos seguintes navegadores com suporte ao HTML5
• Firefox atualizado
• Google Chrome atualizado (browser recomendado para utilização)
• Recomenda-se a resolução 1366 x 768

Limitações e Responsabilidades

Devido à complexidade e as constantes alterações legais da legislação tributária brasileira, é importante observar
que um mesmo dispositivo legal possui margem para interpretações diversas, não somente entre os contribuintes,
mas também entre legisladores e administrações tributários.

Diante do exposto, a IOB | SAGE, não pode garantir que o contratante não seja notificado ou até autuado sobre
algum procedimento tributário incorreto.

Respaldamo-nos em nossa capacidade ímpar de captar, processar e disponibilizar legislação ao mercado e por ser
reconhecida pelas grandes empresas de qualquer nacionalidade instaladas no território brasileiro. Sendo assim, a
IOB | SAGE garante, em caso de penalidades do contratante decorrentes de desatualizações tributárias ou
orientações incorretas formalizadas pela IOB | SAGE, o valor máximo de multa limitado ao saldo residual do
contrato firmado entre a IOB | SAGE e a empresa contratante, contados a partir da data em que o contratante e
formalizarem consenso sobre o tema reclamado.

Premissas Operacionais e Técnicas

É premissa que os arquivos submetidos ao IOB Auditor Eletrônico SPED possuam a estrutura, hierarquia e disposição
de leiaute exigidos pela regulamentação pública validados e com sucesso pelos Programas Validadores
disponibilizados gratuitamente pela Receita Federal do Brasil ou Secretaria da Fazenda, sendo tal responsabilidade
da contratante. Não consta no escopo do IOB Auditor Eletrônico SPED a extração de arquivos eletrônicos de ERP
ou Software, o que exime a IOB | SAGE da responsabilidade de auxiliá-lo no entendimento e na preparação dos
arquivos.

As informações constantes no arquivo SPED da contratante serão comparadas e cruzadas eletronicamente com
a legislação vigente, com a finalidade de apontar inconformidades e inconsistências no arquivo digital. Esta análise
propiciará a identificação de eventuais necessidades de ajustes na extração do arquivo, em parametrizações dos
sistemas ou ainda em procedimentos internos, sendo essa responsabilidade apenas da contratante.
É opção da contratante ou não, aceitar os apontamentos demonstrados pelos resultados das auditorias realizadas
pelo IOB Auditor Eletrônico SPED.

É responsabilidade da contratante, dispor de conhecimento tributário e contábil suficientes sobre suas operações
e como elas devem estar dispostas nos arquivos eletrônicos ou contratar serviço da IOB | SAGE ou de terceiros
que atenda tal necessidade, não atribuindo tal responsabilidade à equipe técnica de atendimento do IOB
Auditor Eletrônico SPED, exclusivamente habilitada para auxílio à utilização da aplicação em si.

É responsabilidade da contratante, designar ainda o usuário chave (nome completo, cargo, telefone para contato
direto e e-mail corporativo) que deverá ser treinado remotamente pela equipe de suporte técnico do IOB Auditor
Eletrônico SPED para a correta utilização do software que será o responsável pela administração do uso, dos
acessos e cadastramento de dados da empresa contratante e suas associadas.

É responsabilidade da contratante, materializar a evidência (imagem captada da tela que apresenta a inconsistência
+ arquivo .txt) de qualquer situação anormal na ferramenta ao entrar em contato com a equipe de atendimento do
IOB Auditor Eletrônico SPED.

É responsabilidade da contratante, não se enquadrando no escopo deste documento, outros itens não
mencionados anteriormente, tais como aquisição e instalação do Certificado Digital e entrega efetiva dos arquivos
via Programa Validador e Assinador (PVA).

É responsabilidade da contratante, manter seus dados cadastrais bem como sua estrutura de usuários com
permissões de acessos à ferramenta atualizados.

É responsabilidade da IOB | SAGE designar equipe técnica de atendimento ao IOB Auditor Eletrônico SPED para
entrar em contato com a contratante e auxiliá-lo na utilização inicial do mesmo, bem como nos esclarecimentos
de dúvidas relacionadas apenas à ferramenta e suas funcionalidades.

O IOB Auditor Eletrônico SPED não tem a obrigatoriedade de contemplar as validações realizadas pelo PVA pelo
fato de estas serem efetuadas gratuitamente pela Receita Federal.

Após o upload no IOB Auditor Eletrônico SPED de qualquer arquivo de qualquer CNPJ este não mais poderá ser
substituído por outro, ficando efetivamente registrado o seu uso e consumo da quantidade de CNPJs contratados.

TERMO DE CONDIÇÕES GERAIS

LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E OUTRAS AVENÇAS

Através deste Termo de Condições Gerais de Licença de Uso de Software, Prestação de Serviços e outras Avenças,
doravante denominado como CONDIÇÕES GERAIS, firmado entre o CONTRATANTE, identificado nas CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS e a IOB INFORMAÇÕES OBJETIVAS PUBLICAÇÕES JURÍDICAS LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob o nº
43.217.850/0001-59, com sede na Rua Antonio Nagib Ibrahim, 350, Água Branca, CEP 05036-060, em São Paulo,
Estado de São Paulo, doravante denominada CONTRATADA, sendo CONTRATANTE e CONTRATADA, em conjunto
denominadas simplesmente "Partes" e, isoladamente, “Parte”; CONSIDERANDO QUE,

a) quando aplicável ao objeto do presente Contrato, as CONDIÇÕES ESPECÍFICAS serão compostas pela PROPOSTA
COMERCIAL e pela PROPOSTA TÉCNICA, atinentes ao produto ora comercializado;

b) a PROPOSTA TÉCNICA traz a descrição do software a ser licenciado, doravante denominado SOFTWARE, bem
como sua aplicação, composição, módulos e demais instruções técnicas;

c) a PROPOSTA COMERCIAL traz os dados do cliente, formas de pagamento e demais condições pertinentes ao
faturamento e dados pessoais;

d) o CONTRATANTE teve ciência e declara ter conhecimento das funções do SOFTWARE, tendo realizado todos os
testes necessários ao seu convencimento, não lhe restando dúvidas a respeito da sua aplicação e funcionalidade;

Resolvem as Partes, segundo o disposto nas CONDIÇÕES ESPECÍFICAS e nas CONDIÇÕES GERAIS, doravante também
denominados unicamente como Contrato, formalizar a contratação efetuada, através do que segue abaixo:

1. OBJETO DO CONTRATO

1.1. Através deste Termo, a CONTRATADA concede licença de uso do SOFTWARE, em caráter não exclusivo e não
transferível ao CONTRATANTE.

2. REGISTRO

2.1. Se aplicável ao SOFTWARE adquirido, a CONTRATADA fornecerá todos os dados de acesso ao SOFTWARE,
tais como usuário, senha e endereço eletrônico do SOFTWARE, sendo que o CONTRATANTE será o único e exclusivo
responsável pela manutenção e conservação da sua senha, bem como por todas as atividades que ocorram durante
a sua utilização.

2.2. O CONTRATANTE tem ciência, aceita e reconhece que, para se utilizar da licença de uso, deverá dispor
previamente de infraestrutura tecnológica devidamente instalada e operante com os requisitos mínimos à
execução do programa e de suas funcionalidades.

3. OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE

3.1 O CONTRATANTE deverá utilizar o SOFTWARE de acordo com os termos deste Contrato, além de respeitar todas
as normas legais aplicáveis a esta licença de uso.

3.2. Para os fins da realização do registro do CONTRATANTE, como cliente, o CONTRATANTE deverá (i) fornecer
informações verdadeiras e exatas quando da realização dos registros referidos na cláusula 2.1 acima, e (ii) atualizar
imediatamente tais informações cadastrais, sempre que necessário, para mantê-las atuais e exatas. Se qualquer
informação fornecida pelo CONTRATANTE for falsa ou incompleta, a CONTRATADA poderá, a seu exclusivo critério,
suspender ou cancelar imediatamente a conta de acesso do CONTRATANTE, independentemente de notificação
prévia.
3.3. O CONTRATANTE concorda em e se obriga a: (i) informar a CONTRATADA sobre qualquer uso não
autorizado de sua senha de que tome conhecimento; (ii) realizar o processo reverso de autenticação ("logoff") de
sua conta de acesso ao final de cada utilização do SOFTWARE, e (iii) assegurar que a conta não seja acessada por
terceiros não autorizados, não podendo, inclusive, mas sem limitação, fornecer, franquear ou disponibilizar o
usuário ou a senha para qualquer terceiro, exceto mediante prévia e expressa autorização da CONTRATADA.

3.4. Na hipótese do descumprimento, pelo CONTRATANTE, do disposto neste Contrato, em especial o contido
nos capítulos 2º e 3º, a CONTRATADA (i) não será responsável por qualquer perda ou dano daí decorrente, e (ii)
poderá, a seu exclusivo critério, suspender ou cancelar imediatamente a conta de acesso do CONTRATANTE,
independentemente de notificação prévia, sem prejuízo dos demais direitos da CONTRATADA, incluindo, sem
limitação, o de demandar perdas e danos decorrentes de tal descumprimento pelo CONTRATANTE.

3.5. Em caso de ocorrência de qualquer situação anormal ou instabilidade com o SOFTWARE, o CONTRATANTE
deverá entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente – SAC da CONTRATADA.

3.5.1. O CONTRATANTE se obriga a atualizar hardware(s) e periféricos, sempre que evoluções tecnológicas sejam
implementadas pela CONTRATADA, objetivando a melhor performance e utilização do SOFTWARE, sob pena de não
poder receber atualizações, e, consequentemente, não obter os benefícios oferecidos pelo SOFTWARE.

3.6. O CONTRATANTE deverá também manter cópias de segurança de todas as informações constante do banco de
dados do SOFTWARE, sendo única e exclusivamente responsável pela sua segurança e manutenção, não se
responsabilizando a CONTRATADA por eventual perda ou extravio de referidos dados.

3.6.1. Têm ciência as Partes de que o backup, a cargo do CONTRATANTE, é imprescindível para a reinstalação em
caso de danos ao banco de dados ou falha nos equipamentos em que o SOFTWARE esteja sendo utilizado.

3.7. Para ter acesso ao SOFTWARE, o CONTRATANTE deverá no ato da contratação (a) fornecer um e-mail válido;
e (b) fornecer as informações iniciais necessárias para a disponibilização das senhas relativas aos demais usuários,
desde que considerados como empresas do mesmo grupo econômico do CONTRATANTE.

4. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

4.1. A CONTRATADA se obriga a disponibilizar o SOFTWARE, de acordo com os termos deste Contrato.

4.2. Os serviços a serem prestados pelo Serviço de Atendimento ao Cliente - SAC não abrangem consultas à
legislação, rotinas, cálculos, regras, ou quaisquer outros assuntos não relacionados ao SOFTWARE.

5. PREÇO

5.1. Pelo direito de uso do SOFTWARE, o CONTRATANTE pagará à CONTRATADA o valor discriminado nas
CONDIÇÕES ESPECÍFICAS, de acordo com forma de pagamento, ora especificada.
5.2. O atraso no pagamento do preço pelo CONTRATANTE implicará na cobrança de multa de 2% (dois por
cento) e juros de 1% (um por cento) ao mês ou fração até a data do efetivo pagamento, ambos calculados sobre o
valor do débito.

5.3. Em caso de inadimplência, a CONTRATADA poderá optar, cumulativamente, por: (a) protestar o título
executivo extrajudicial; (b) incluir o CONTRATANTE nos serviços de proteção ao crédito; (c) efetuar a cobrança
extrajudicial ou judicial do débito, que poderá ser feita pela CONTRATADA ou por terceiros, a seu critério, devendo
o CONTRATANTE arcar com todas as custas, despesas e encargos de cobrança a que deu causa, inclusive honorário
advocatícios fixados em 20% (vinte por cento) sobre o valor do débito; (d) suspender ou cancelar a utilização do
SOFTWARE; e também (e) rescindir a presente contratação, sem a implicação de qualquer reembolso ou restituição
ao CONTRATANTE.

5.3.1. A CONTRATADA poderá, a seu critério, proceder à suspensão ou ao cancelamento da disponibilização do


SOFTWARE, por meio do cancelamento ou suspensão do usuário do CONTRATANTE, imediatamente após a data de
vencimento da fatura não paga, sem prejuízo da adoção de outras medidas que sejam necessárias.

5.4. O CONTRATANTE entende e reconhece que o não recebimento de eventuais boletos de pagamento e/ou
faturas não o isentará do pagamento do preço devido, hipótese em que o CONTRATANTE deverá contatar o Serviço
de Atendimento ao Cliente da CONTRATADA e solicitar a 2ª Via do documento.

5.5. O valor do preço do Contrato, na eventualidade de renovação deste Instrumento, será reajustado com base no
IGP-M (Fundação Getúlio Vargas) ou outro índice que o substitua, na menor periodicidade determinada pela
legislação.

5.5.1. A data-base para apuração da correção monetária será o dia da contratação realizada, sendo considerada a
data de emissão das CONDIÇÕES ESPECÍFICAS e, para os reajustes subsequentes, a data do último reajuste
realizado.

5.6. Todos os impostos, taxas e contribuições devidos estão incluídos no valor contratado e,
consequentemente, nos valores a serem faturados pela CONTRATADA.

5.6.1 No caso de qualquer outro tributo vir a incidir diretamente nos serviços contratados os preços serão
automaticamente ajustados a essas modificações mediante o envio, pela CONTRATADA, de uma comunicação por
escrito ao CONTRATANTE.

6. PRAZO E RESCISÃO

6.1. O prazo previsto para a utilização da licença de uso do SOFTWARE será de 12 (doze) meses, a contar do
primeiro dia útil do mês subsequente à data de sua contratação, sendo renovado automaticamente, por iguais e
sucessivos períodos, desde que nenhuma das Partes manifeste-se em sentido contrário à renovação, com no
mínimo 90 (noventa) dias de antecedência ao término da vigência.
6.2. A presente contratação poderá ser rescindida a qualquer tempo pelo CONTRATANTE, a qual deverá ser
formalizada junto à CONTRATADA através dos meios disponíveis de acesso disponibilizados pela CONTRATADA,
com prazo mínimo de 90 (noventa) dias de antecedência, e será devida pelo CONTRATANTE uma multa
compensatória no importe de 30% (trinta por cento) do saldo remanescente da contratação, multa esta aplicável
caso o pedido de rescisão seja feito nos primeiros 12 meses de vigência, não havendo a sua incidência para os
termos seguintes.

6.2.1. O cancelamento da presente contratação não desobriga o CONTRATANTE a efetuar o pagamento das parcelas
já vencidas e/ou faturadas, não podendo se valer dessas parcelas como parte de pagamento da multa, caso seja
aplicada.

6.2.2. Em qualquer hipótese de cancelamento antecipado, nos termos do previsto à cláusula 6.2, acima, o
CONTRATANTE terá a utilização da licença de uso concedida até o último dia útil do mês de encerramento da nova
vigência, responsabilizando-se, destarte, por este pagamento proporcional, além da penalidade prevista, se
aplicável referida multa.

6.3. A presente contratação poderá ser rescindida pelas Partes, imediatamente e independentemente de aviso
prévio, nos seguintes casos: (a) pelo consenso unânime das Partes, mediante assinatura do competente distrato;
(b) pela dissolução, modificação ou desvio de finalidade do objeto das Partes; (c) pelo descumprimento de qualquer
cláusula contratual que não seja sanada no prazo dado pela Parte inocente; (d) no caso de decretação de falência,
pedido de recuperação judicial ou extrajudicial, insolvência de qualquer das Partes, sem prejuízo das medidas
cabíveis para garantir os eventuais direitos da Parte prejudicada em tais hipóteses.

6.3.1. A presente contratação poderá ser rescindida pela CONTRATADA, imediatamente e independentemente de
aviso prévio, em caso de não pagamento de qualquer parcela do preço pelo CONTRATANTE, sem prejuízo da
adoção, pela CONTRATADA, das demais medidas cabíveis.

7. TERMO DE CONFIDENCIALIDADE

7.1. Todas as informações contidas neste documento são de uso exclusivo das partes envolvidas nesta contratação,
não podendo ser utilizadas como fonte de informações para terceiros, exceção feita àquelas que já são públicas.
Qualquer divulgação externa deverá ter autorização formal de ambas às partes.

7.2. A CONTRATADA observará o disposto em matéria de proteção de dados pessoais, o previsto na Lei nº
12.965/2014, na medida do que for cabível, responsabilizando-se pela conservação dos dados incorporados pelo
CONTRATANTE pelo prazo de até 06 (seis) meses ou prazo superior, desde que solicitado pelas autoridades policiais,
administrativas ou Ministério Público, após a rescisão das mesmas, possibilitando o acesso à informação pelo
CONTRATANTE ou terceiros neste período, desde que mediante autorização judicial neste sentido, conforme
previsto no artigo 15 e parágrafos da referida lei.

7.3.A CONTRATADA utiliza cookies para personalizar e facilitar a navegação do CONTRATANTE pelos seus websites.
Os cookies associam-se unicamente a um CONTRATANTE e ao seu computador e não proporcionam referências
que permitam deduzir dados pessoais. O CONTRATANTE poderá configurar o seu navegador para que notifique e
rejeite a instalação de cookies enviados pela CONTRATADA, sendo que tal atitude possa afetar o correto
funcionamento do SOFTWARE.

7.4 Não se aplicam as regras de confidencialidade e sigilo, estabelecidas neste Termo, às seguintes informações
que: (a) estejam, no momento da divulgação, no domínio público; (b) entrem no domínio público, após a divulgação,
pela publicação ou outra forma, exceto quando referida entrada resulte de violação ao presente Termo ou qualquer
divulgação desautorizada; (c)tenham sido desenvolvidas independentemente e exclusivamente pelo Recebedor,
antes da divulgação pelo Revelador, desde que devidamente evidenciadas por escrito; (d)já eram de conhecimento
do Recebedor antes da assinatura do Acordo, seja por prévia revelação de terceiro que não estivesse sob obrigação
de confidencialidade, desde que devidamente evidenciadas por escrito; (e)tenham sido reveladas mediante o
consentimento do Revelador; (f)refiram-se a ideias muito genéricas ou de desenvolvimento muito preliminar se
consideradas no âmbito das atividades desenvolvidas pelas partes; (g)tenham a sua revelação solicitada
judicialmente ou por ato administrativo.

8. RESPONSABILIDADES

8.1. A CONTRATADA ENVIDARÁ SEUS MELHORES ESFORÇOS PARA DISPONIBILIZAR O SOFTWARE COM CONTEÚDO
ADEQUADO E QUE ATENDA AOS INTERESSES DO CONTRATANTE. TODAVIA, RESSALVA QUE O SOFTWARE NÃO FOI
ELABORADO SOBRE ENCOMENDA PARA O CONTRATANTE, TRATANDO-SE DE SOFTWARE DE USO NÃO ESPECÍFICO.
RESSALVA, TAMBÉM, QUE O ESTADO DA TÉCNICA HODIERNO NÃO PERMITE A DISPONIBILIZAÇÃO DE
COMPUTADOR TOTALMENTE ISENTO DE INTERRUPÇÕES OU LIVRE DE IMPERFEIÇÕES.

8.1.1. O CONTRATANTE DECLARA, RECONHECE E ACEITA QUE A CONTRATADA NÃO GARANTE QUE O SOFTWARE
ATENDERÁ A TODAS AS SUAS NECESSIDADES. A AUSÊNCIA DE FUNCIONALIDADES NO SOFTWARE PARA ATENDER
ÀS SUAS NECESSIDADES ESPECÍFICAS NÃO IMPLICA NA OBRIGATORIEDADE DA CONTRATADA EM IMPLEMENTÁ-
LAS, E EM HIPÓTESE ALGUMA CONCEDERÁ AO CONTRATANTE O DIREITO À REDUÇÃO NOS VALORES REFERENTES
À LICENÇA DE USO OU ALTERAÇÃO NAS OBRIGAÇÕES PACTUADAS NESTE INSTRUMENTO.

8.1.2. O CONTRATANTE EXPRESSAMENTE DECLARA QUE TEVE A OPORTUNIDADE DE AVALIAR AS CARACTERÍSTICAS


E FUNCIONALIDADES DO SOFTWARE DURANTE A DEMONSTRAÇÃO E/OU A REALIZAÇÃO DO TESTE DE ADERÊNCIA,
BEM COMO SOBRE EVENTUAL AUSÊNCIA DE DETERMINADA ROTINA, RECURSO OU FUNCIONALIDADE, ASSUMINDO
TOTAL RESPONSABILIDADE PELA AVALIAÇÃO DO SOFTWARE ANTES DO ACEITE DO CONTRATO.

8.1.3. NÃO CARACTERIZA VÍCIO OU DEFEITO:

I - A INEXISTÊNCIA DE ROTINA, FUNCIONALIDADE OU RECURSO QUALQUER, AINDA QUE O CONTRATANTE A


CONSIDERE COMO INDISPENSÁVEL, EXCETO QUANDO DECORRENTE DE OBRIGAÇÃO LEGAL;

II - O TRATAMENTO PARCIAL OU O NÃO TRATAMENTO DE DETERMINADA SITUAÇÃO;


III - O TRATAMENTO DE DETERMINADA SITUAÇÃO DE FORMA DIFERENTE DO USUALMENTE ESTABELECIDO, OU DA
FORMA QUE O CONTRATANTE ENTENDA COMO CORRETA, DESDE QUE NÃO IMPLIQUE EM CONTRARIEDADE A
TRATAMENTO LEGALMENTE ESTABELECIDO.

8.2. A CONTRATADA NÃO SERÁ RESPONSÁVEL POR INTERRUPÇÕES OU ERROS QUE OCORRAM NO
PROCESSAMENTO DE SOLICITAÇÃO OU ACESSO AO SOFTWARE, NA TRANSMISSÃO DE DADOS PELA INTERNET,
QUAISQUER QUE SEJAM AS ORIGENS DE TAIS INTERRUPÇÕES E ERROS. A CONTRATADA, TAMBÉM, NÃO SERÁ
RESPONSÁVEL POR PREJUÍZOS, DANOS E INTERRUPÇÕES OU PERDAS DE DADOS OU INFORMAÇÕES DO
CONTRATANTE.

8.2.1 NOS CASOS SUPRAMENCIONADOS ÀS CLÁUSULAS 8.1 E 8.2 A CONTRATADA NÃO ESTARÁ OBRIGADA A
INDENIZAR OU COMPENSAR O CONTRATANTE, A QUALQUER TÍTULO.

8.3. EM NÃO SENDO HIPÓTESE DE ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE DA CONTRATADA, FICA DESDE JÁ CERTO E
ACORDADO ENTRE AS PARTES QUE A RESPONSABILIDADE TOTAL DA CONTRATADA DECORRENTE DE PERDAS OU
DANOS DE QUALQUER NATUREZA CAUSADOS AO CONTRATANTE OU A TERCEIROS RELATIVOS ÀS PRESENTES
CONDIÇÕES GERAIS SERÁ LIMITADA À SOMATÓRIA DAS PARCELAS EFETIVAMENTE PAGAS DURANTE O PERÍODO DE
VIGÊNCIA DESTAS CONDIÇÕES GERAIS ATÉ A DATA DE OCORRÊNCIA DA PERDA OU DANO, NÃO PODENDO SER
SUPERIOR À SOMA DE 12 MESES DE CONTRATAÇÃO. FICA DESDE JÁ ACORDADO QUE, EM NENHUMA HIPÓTESE,
SERÁ A CONTRATADA RESPONSÁVEL POR DANOS INDIRETOS OU LUCROS CESSANTES CAUSADOS AO CONTRATANTE
OU A TERCEIROS.

9. DISPOSIÇÕES GERAIS

9.1. Toda e qualquer notificação judicial ou extrajudicial, a ser efetuada à CONTRATADA ou ao CONTRATANTE
deverá ser por escrito e será considerada como devidamente efetuada: (a)na data da entrega constante no recibo
ou certidão do Oficial de Justiça; (b)na data certificada pelos Correios do devido recebimento; (c)na data constante
de comprovantes eletrônicos ou digitais, se enviada através de e-mail.

9.2. As Partes não poderão ceder a presente contratação (no todo ou em parte) sem o consentimento prévio, por
escrito, da outra Parte. Não obstante o acima, fica a CONTRATADA desde já autorizada a ceder a presente
contratação ou quaisquer dos direitos ou obrigações dele decorrentes para qualquer sociedade controlada,
controladora ou de controle comum (“Coligadas”) da CONTRATADA.

9.3. O CONTRATANTE reconhece os direitos da CONTRATADA com relação aos Produtos, serviços, à marca da
CONTRATADA e a quaisquer outras marcas de que CONTRATADA seja titular ou licenciada e que venham a ser
utilizadas sob a égide desta relação comercial, pelo que não poderá o CONTRATANTE, durante a vigência desta
contratação ou mesmo após seu término, alegar que tenha sido criado em seu benefício, qualquer direito de
titularidade ou propriedade com relação aos Produtos e/ou a essas marcas.
9.4.É vedada a utilização, pelo CONTRATANTE, de qualquer das marcas de titularidade da CONTRATADA para
compor a denominação social de qualquer empresa ou que dê a entender ser relacionada às marcas CONTRATADA,
bem como o uso de qualquer logotipo da CONTRATADA sem autorização prévia.

9.5.São vedadas a reprodução e uso indevido dos produtos da CONTRATADA, bem como de outros produtos de
propriedade de terceiros, no ambiente de trabalho do CONTRATANTE nas dependências de clientes e/ou terceiros,
sob pena das sanções penais e cíveis previstas nas Leis 9.609/98 e 9.610/98. Esta obrigação se estende aos sócios,
administradores, funcionários, prepostos de qualquer natureza do CONTRATANTE. Na hipótese de identificação,
por parte do CONTRATANTE, de uso indevido dos produtos CONTRATADA, tais como cópia, reprodução,
descriptografia de fonte, desbloqueio dos sistemas de segurança existentes, entre outros, fica este obrigado a
comunicar imediatamente o ocorrido à CONTRATADA, além de colaborar naquilo que for necessário para cessação
da infração, sob pena de se tornar subsidiariamente responsável pela infração legal.

9.6. O CONTRATANTE não poderá ceder, sublicenciar, vender, arrendar, dar em locação ou em garantia, doar,
alienar de qualquer forma, transferir total ou parcialmente, sob quaisquer modalidades, gratuita ou onerosamente,
provisória ou permanentemente quaisquer dos Produtos que tenha recebido em decorrência da presente
contratação, assim como seus manuais ou quaisquer informações relativas ao mesmo, sob pena de sofrer sanções
estabelecidas na Lei 9.609/98 e responder judicialmente por perdas e danos e lucros cessantes.

9.6.1. A transferência da titularidade da presente contratação poderá ser realizada, desde que o CONTRATANTE
comunique expressamente à CONTRATADA sobre essa necessidade, cabendo à CONTRATADA a sua aceitação de
acordo com sua exclusiva discricionariedade. Em não sendo observada a regra constante nessa cláusula, a eventual
transferência de titularidade será tida como irregular, e portanto incursa na cláusula 9.6.

9.7. A presente CONDIÇÕES GERAIS, complementada pelas CONDIÇÕES ESPECÍFICAS e eventuais anexos,
prevalecerão sobre toda e qualquer negociação verbal ou documento eventualmente trocado entre as partes.

9.8.Os vendedores, representantes, demonstradores, operadores de telemarketing, consultores ou qualquer outra


pessoa não têm autoridade para assumir compromissos verbais perante o CONTRATANTE durante ou depois da
negociação, devendo toda e qualquer solicitação ser efetuada por escrito com aceitação expressa da CONTRATADA.

9.9. O CONTRATANTE autoriza a utilização de seu nome pela CONTRATADA, sem que qualquer tipo de remuneração
seja devida pela CONTRATADA ao CONTRATANTE, podendo a CONTRATADA apresentá-lo como seu cliente em
peças comerciais, website e demais meios de divulgação a seu critério, com intuito de tornar melhor e mais
abrangente a divulgação da marca da CONTRATADA.

9.10.Fica estabelecido que em caso de conflito entre as disposições das CONDIÇÕES ESPECÍFICAS com o contido
neste termo, prevalecerá as CONDIÇÕES GERAIS.

9.11. Neste ato, o CONTRATANTE, entende e reconhece de forma inequívoca que concorda integralmente com o
conteúdo da PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL e das CONDIÇÕES ESPECÍFICAS, sendo considerado o aceite
expressou ou tácito decorrente da instalação do software e/ou da prestação de serviços pela CONTRATADA.
9.12. As partes elegem o foro da Comarca de São Paulo/SP para dirimir qualquer dúvida ou julgar qualquer litígio
oriundo desta contratação, com renúncia expressa a qualquer outro, por mais privilegiado que seja ou venha a ser.

Serviço de Atendimento ao Cliente IOB | SAGE: (11) 0800 724 7900

Atendimento de segunda a sexta, das 8h30min às 17h30min (exceto feriados).