Você está na página 1de 2

LAVAGEM DE DINHEIRO

Textos elaborados pelo Prof. Msc. Márcio Almeida

Advogado-Constitucionalista

1. CONCEITUAÇÃO

“Lavagem” é o método pelo qual uma ou mais pessoas, ou uma ou mais organizações
criminosas, processam os ganhos financeiros ou patrimoniais obtidos com determinadas
atividades ilícitas. Sendo assim, “lavagem” de capitais consiste na operação financeira ou na
transação comercial que visa ocultar ou dissimular a incorporação, transitória ou permanente,
na economia ou no sistema financeiro do País, de bens, direitos ou valores que, direta ou
indiretamente, são resultados de outros crimes, e a cujo produto ilícito se pretende dar lícita
aparência”.

2. DESCRIÇÃO DO TIPO PENAL

Ocultar: encobrir, esconder, sonegar, não revelar

Dissimular: ocultar com astúcia, fingir, disfarçar

Natureza: representa a própria especificidade ou as características estruturais dos bens,


direitos ou valores

Movimentação: atos de deslocamento, aplicação, circulação ou mudança de posição de tais


bens, direitos ou valores.

Localização: local onde estariam colocados, utilizados ou a situação em que se encontram;

3. OBJETO MATERIAL

Objeto sobre o qual incide a ação típica (diferente do bem jurídico). Na lavagem, inclui:

bens: não só dinheiro. Também estão abrangidos objetos corpóreos e incorpóreos.

direitos: inseridos na noção de bens, tendo a qualidade de coisa incorpórea.

valores: abarca quaisquer títulos de créditos.

Produto: resultado imediato da infração. Ex: objeto do furto, dinheiro obtido com a venda de
drogas.

Proveito: resultado mediato da infração. Ex: dinheiro obtido com a venda do objeto furtado, o
imóvel comprado com o dinheiro obtido com a venda de drogas.

4. Fases da lavagem de dinheiro

1ª Fase - Ocultação (placement): grande soma de dinheiro em espécie é convertida em


depósitos bancários ou em títulos de credito;

2ª Fase - Dissimulação (layering): Rodolfo Tigre Maia - “realizam-se operações e transações


financeiras variadas e sucessivas, no país e no exterior, envolvendo multiplicidade de contas
bancárias de diversas empresas nacionais e internacionais, com estruturas societárias
diferenciadas e sujeitas a regimes jurídicos os mais variados”. Nas fases 1 e 2, faz-se a
circulação de bens, afetando-se a confiabilidade no tocante aos negócios jurídicos e às pessoas
intermediárias.
3ª Fase - Integração (integration): onde ocorre o maior impacto à ordem socioeconômica (ver
artigo 170, IV e V da CF). Os bens, já com uma aparência lícita, são empregados em uma
atividade legítima.

5. Etapas da lavagem de dinheiro:

Evasão: malas, mulas, doleiros, investimentos no exterior, importação superfaturada,


patrocínios esportivos.

Esconderijo: laranjas”, personalidade jurídica,"exterior”, paraísos “fiscais”.

Inversão: padrão de vida incompatível com o patrimônio declarado, enriquecimento sem


causa, negócios de fachada, exportação subfaturada, cassinos e jogos.