Você está na página 1de 6

LIVRO 1 | INTERPRETAÇÃO TEXTUAL 2

Resoluções das Atividades


Sumário
Módulo 1 – Texto, interpretação textual e contexto.................................................................................................................................................................................. 1
Módulo 2 – O poder da leitura e o papel da inferência............................................................................................................................................................................. 3
Módulo 3 – Implícito, explícito, pressuposto e subentendido................................................................................................................................................................... 5

Texto, interpretação textual e 06 D


Módulo 1 contexto O autor deixa claro que a condição cidadã não depende
apenas da leitura e da escrita, ainda que sejam instrumen-
tos eficazes, não são de fato os meios determinantes para
Atividades para Sala o desempenho de uma participação cidadã. O exercício
da cidadania deve ser pautado em uma postura solidária
01 A para com o outro – o brasileiro em condições de pobreza
– e em romper com o quadro de pobreza ao qual tantos
O título sugere que o investimento em educação é sempre
cidadãos estão submetidos. Nesse sentido, com base na
um negócio certo, pois se trata de um fator que interfere
análise do texto, fica evidente uma avaliação crítica acerca
de uma forma ou de outra no crescimento econômico do
da condição cidadã no Brasil.
país. Não há, portanto, risco de se fazer um negócio ruim
ao se investir nesse setor.
07 B
O autor, ao sugerir inicialmente que o leitor necessita via-
02 C
jar, logo deixa claro que tipo de viagem deve ser feita. Para
Antonio Candido ressalta que a crônica, gênero que preza isso, ele se vale da repetição da locução verbal “precisa
pelo coloquialismo e concisão, foi fundamental para que a viajar“, cujos complementos contextualizam experiências
produção literária brasileira pudesse se libertar da erudição próprias e individuais sob um ponto de vista da realização
vocabular e da complexidade gramatical. O Modernismo concreta delas, não por meio externos, como ocorre ao se
brasileiro foi fundamental para essa conquista. Tanto a crô- contar e ouvir histórias, ver imagens, ler livros ou assistir à TV.
nica, quanto essa escola literária têm compromisso com a
liberdade formal.
08 B
A palavra ordem, associada ao brilho do cristal, sugere a
03 C joia, substância sólida em que os elementos constituintes
Dissertação é a sequência textual predominante nesse são dispostos geometricamente e em perfeito equilíbrio.
texto. De forma impessoal, sem se valer de personagens,
tempo e espaço, o autor apresenta sua concepção da fun- 09 C
ção que o crítico ocupa.
Ao abordar as diferenças linguísticas entre o português
lusitano e o brasileiro, em níveis mais específicos, como o
04 E local, popular ou vernacular, o texto argumenta como pos-
A publicidade tenta mostrar que a mulher possui vários sível, a partir do século XVIII, pensar nessas distinções em
níveis mais amplos – “variedades continentais“ –, caracte-
afazeres, enquanto o homem precisa apenas ir ao traba-
rizando normas diferenciadas.
lho. Sendo assim, ela busca criar a necessidade de adquirir
um novo carro, dessa vez para a mulher.
Atividades Propostas
05 A
O fato de a campanha escolher o marido e não a mulher 01 A
como alvo publicitário se justifica do ponto de vista eco- (V) A expressão “a juventude“ representa os jovens em
nômico e social. Nesse período, as mulheres em geral não geral, ou seja, uma pluralidade de seres.
haviam conquistado o mercado de trabalho, dependendo (F) As duas expressões conferem sentido de presente,
economicamente do marido. graças ao uso do gerúndio. Porém, o verbo continuar

Pré-Vestibular | 1
LIVRO 1 | INTERPRETAÇÃO TEXTUAL 2

contribui com informação adicional de persiste ou per- 09 E


manece dando um sentido de que se trata de um mal
Os versos “Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se
antigo.
publica, / por isso se declara e declama um poema: / Para
(F) A frase dessa personagem denota que a juventude
guardá-lo“ revelam que a escrita poética é a forma ideal
morre quando está no volante.
de preservação da memória cultural.
(V) O uso da publicidade indica que os jovens se encantam
com uma tecnologia que proporciona os acidentes.
10 C
02 C Os dois textos apontam a incapacidade dos políticos para
solucionar os problemas sociais. Isso fica evidente no final
Na frase I, a ideia é deturpada, dando a impressão de que,
do primeiro texto com a seguinte frase: “Sobram descul-
apesar de não contarem com leitores, os autores que são
pas esfarrapadas e falta competência da classe política“.
lidos apenas uma vez têm um sucesso retumbante. Já a
frase II afirma que o autor lido uma única vez precisa de
leitores para ter sucesso, enquanto a ideia original aponta 11 A
que ele possui muitos leitores, por isso seu sucesso. A charge mostra a evolução do homem, considerando
o surgimento das novas tecnologias e sua dependência
03 A delas. A inserção da tecnologia na escala evolutiva, ao
lado das ferramentas que os primitivos usavam para sobre-
O único item que permanece fiel ao sentido do excerto em
viver, potencializa essa leitura.
questão é o item A. É preciso saber a diferença entre os
fatos jornalísticos e a ficção. Assim como é preciso saber a
diferença entre a reportagem e a opinião. 12 B
Os primeiros versos já evidenciam o estilo provocador e
bem-humorado do poema. As várias referências ao belo
04 D
denotam o encantamento estético referido no item.
A palavra portador possui mais de um sentido: portador
do cheque e portador do vírus. A propaganda explora
essa polissemia na campanha que pede doações aos soro- 13 A
positivos. Já na palavra bicampeão, o prefixo bi indica que A palavra adequada para o contexto é facilmente recuperá-
a empresa ganhou duas vezes. vel ao se associar as duas falas do personagem. Enquanto
no primeiro quadrinho, ele emprega a expressão “não dá
pra acreditar“; no segundo, ele complementa o sentido
05 D
dessa expressão em resposta à pergunta de Hagar, “Como
O texto de Rachel de Queiroz afirma que o esforço que um ela é?“, esclarecendo que a sogra “mente“, portanto não
escritor faz ao produzir um texto é tão grande ao ponto de é digna da confiança dele.
ser frustrante. Há, portanto, um desapontamento evidente
no excerto dois.
14 A
As frases produzidas pelos motoristas traduzem o máximo
06 D de fidelidade que puderam expressar em seus comen-
O efeito humorístico só foi possível porque Chico Bento tários, dessa forma as mudanças possíveis no intuito de
interpretou denotativamente a frase de Rosinha. Ela queria modificar-lhes a linguagem não estão associadas à veraci-
chamar atenção para a fotografia. dade das ocorrências, à descrição sucinta com o máximo
de detalhes, em outras palavras, descrições o mais possí-
vel fiéis.
07 B
Os versos “Desde pequenos nós comemos lixo / Comer-
cial e industrial“ explicitam essa relação de invasão cultural 15 A
e alienação. A Coca-Cola é o grande símbolo da invasão A significação dos vocábulos não é fixa. Quando eles são
econômica e cultural e do desrespeito aos valores locais. empregados em seu sentido usual, literal, comum, há
denotação. Quando são empregados no sentido figurado,
dependente de um contexto particular, ocorre a conota-
08 E ção. A palavra pedra, em ambos os textos, tem sentido
Quando o eu lírico sinaliza que o futuro da nação está nas conotativo. No primeiro, o vocábulo pedra significa obs-
mãos da geração Coca-Cola, de burgueses, ele indica a táculo, empecilho. A repetição da estrutura e da palavra
desilusão, pois essa geração é alienada e dominada cultu- sugere os vários obstáculos, problemas enfrentados pelas
ralmente. pessoas ao longo da vida.

2 | Pré-Vestibular
LIVRO 1 | INTERPRETAÇÃO TEXTUAL 2

No segundo, pedra aparece com o significado ampliado, receberem as informações mastigadas, as quais exigem
na medida em que o mineral duro e sólido, a rocha, pode menor esforço por parte do leitor. O argumento ressalta,
expressar o destino, passado de mãe para filha: o de labo- portanto, o fato de a televisão, o gibi, a internet facilitarem
rar como lavadeira. Logo, a alternativa A está correta e as a obtenção de informações de maneira muito fácil.
afirmações B e D estão incorretas.
A alternativa C está incorreta, pois personificação ou pro- 02 C
sopopeia é uma figura de linguagem que consiste em atri- I. (F) Todorov defende o ponto de vista de que não se
buir a seres inanimados (sem vida) características de seres deve privilegiar na análise de obras literárias con-
animados; ou em atribuir características humanas a seres ceitos meramente linguísticos.
irracionais. Em ambos os textos, a palavra pedra não se II. (V) Segundo argumenta Todorov, o sentido deve cons-
apresenta com traços de ser animado, nem com caracte- tituir-se no principal objeto da análise de obras lite-
rísticas humanas. rárias pelos estudantes, de forma que estes sejam
A afirmação E está errada, pois, no segundo texto, pedra conduzidos ao conhecimento do humano, impor-
é um objeto duro, sólido, que serve para as lavadeiras de tante para todos.
Mossoró trabalharem, além de representar a sina de conti- III. (V) Para o autor, o objetivo do ensino de Literatura
nuarem a repetir o ofício das ascendentes (antepassadas). deve ser a própria condição humana, e não a for-
mação teórica sobre o assunto.
IV. (F) Os argumentos manifestados por Todorov no texto
16 E não demonstram preocupação com a formação
(V) Essa dedução é pouco provável, ainda que o autor do teórico-literária, mas com a orientação no sentido
texto afirme que não duvida do fato de que Salman de o estudante, por meio da Literatura, tornar-se
Rushdie possa dançar samba. conhecedor do humano e do mundo.
(V) Nesse contexto, o significado do vocábulo ubiquidade
relaciona-se com a expressão “ir a tudo“, que sugere e 03 D
confirma a ideia de ser onipresente. Para Todorov, a resposta a essa pergunta deve estar
(V) Sim. Fica explícita a dúvida do autor em relação à escrita baseada na tese do texto, que orienta o estudo da Lite-
do vocábulo o qual denomina o habitante do Sri Lanka. ratura voltado para a análise da condição humana – em
(F) Os advérbios possuem significações distintas, respec- todas as perspectivas –; esta deve estar no centro das
tivamente, encerra o sentido de algo “relativo a cada discussões estudantis. Dessa forma, os estudos literários
um em particular“; reciprocamente tem por significa- “encontrariam seu lugar no coração das humanidades“
ção “mutuamente“. por meio das relações humanas.

17 A
04 E
O grau de intimidade estabelecido entre os interlocutores O esclarecimento inicial do avô explicita a origem latina
promove a mudança do estilo do diálogo, passando, este, da expressão habeas corpus para o garoto. No entanto,
a ser mais informal. a atualização do conteúdo dessa expressão, em função
do uso generalizado pelo Poder Judiciário e da conces-
18 B são desse direito, em situações mal julgadas, leva o avô
a explicar ao neto, sob um ponto de vista crítico, que o
A tira de Laerte alude ao fato de que o migrante nordes-
sentido da expressão para o público geral torna-se incom-
tino, ao entrar nos grandes centros urbanos do país, acaba
preensível, ideia esta sugerida pelo emprego da constru-
enfrentando o preconceito, sem que sejam levados em ção “vira grego“, como exposto na alternativa E.
conta outros aspectos envolvidos nesse processo migrató-
rio, como a contribuição para o desenvolvimento e para o
crescimento de certas regiões, por meio da força de traba- 05 C
lho que oferecem. O narrador, embora aparentemente indeciso, conclui que
qualquer das escolhas teria consequências, ainda que
O poder da leitura e o papel da fosse possível salvar o ratinho, para os demais que o vies-
Módulo 2 inferência sem a servir de substitutos.

Atividades para Sala 06 A


Sob um ponto de vista científico-biológico, a autora
explica, no texto, que os verdadeiros bilíngues – capazes
01 D
de falar fluentemente outra língua distinta da materna –
Ao declarar que há diversas explicações para justificar são hábeis para falar sem sotaques devido ao fato de, por
a falta de interesse dos jovens pela leitura, o argumento terem aprendido na infância a língua estrangeira, compar-
principal fica evidente quando a autora argumenta que há tilharem em uma única região cerebral as mesmas redes
convergência de todas elas em torno do fato de as pessoas neurais para ambos os idiomas.

Pré-Vestibular | 3
LIVRO 1 | INTERPRETAÇÃO TEXTUAL 2

dos cidadãos, além do emprego de linguagem típica do


Atividades Propostas contexto eleitoral, como “consulta à nação“, “represen-
tantes da nação“, entre outras expressões. O segundo
texto, uma charge de Henfil, por meio da repetição da
01 C construção comparativa “Queria tanto saber ler como...“
A partir do título do texto a que pertence o primeiro frag- faz alusão ao desejo dos personagens em ter o acesso à
mento, “Da grafia-desenho de minha mãe, um dos lugares leitura da mesma tabuleta.
de nascimento de minha escrita“, percebe-se que a autora
resgata da memória elementos os quais servirão de amparo
para a construção de suas narrativas. Ponciá Vicêncio segue 06 B
os passos de Conceição Evaristo, testemunho de resistên- O eu lírico estabelece como que um diálogo com o leitor,
cia ao mesmo tempo individual e coletiva contra a exclusão em decorrência da mudança de pessoa, da terceira para
racial e de gênero, relembrando os problemas do cotidiano a segunda do singular, por meio dos versos “E [tu] olhas,
das mulheres afrodescendentes em um contexto atual.
então, essas tuas mãos vazias...“. Em seguida, revela ao
próprio leitor que o alimento do poema são as próprias
02 D sensações e pensamentos por ele – o leitor – experimen-
A expectativa de Mafalda é rompida em decorrência tados.
da falta de entendimento de que a função do “livro tão
grosso“, um dicionário, é essencialmente a de um livro de
07 B
consulta. Daí a leitura tão rápida, pois o pai, na verdade,
fora apenas tirar uma dúvida, diferentemente do que Xará, do tupi, e tocaio, do espanhol, constituem palavras
esperava Mafalda. que estabelecem relação com o léxico do português bra-
sileiro, de forma que se depreende que o vocabulário do
português do Brasil contém palavras de origem hispânica
03 C
e tupi.
Em ambos os excertos, percebe-se a aproximação em
relação à temática. Enquanto a linguagem de Graciliano
Ramos tem cunho literário, a de Antonio Candido é didá- 08 A
tica, explicativa, todavia, em ambos os textos, o emissor Um dos principais temas contemplados na poesia de Vini-
mostra que a literatura deixa ver o que se pretende escon- cius de Moraes, o amor, é visto, nesse poema, como uma
der. No primeiro, o narrador aponta um personagem hir- experiência concreta, medida pela intensidade e não pelo
suta, ou seja, áspero, intratável, ríspido, cheio de defeitos,
fator cronológico. As experiências intensas, mas efêmeras,
que dá conselhos, faz advertências, sendo que ele não é
perfazem todo o poema até culminarem com a separação,
um exemplo de virtude. Nota-se a hipocrisia das pessoas.
O segundo mostra que o jovem entra em contato com a “Fez-se do amigo próximo o distante.“, repentinamente.
realidade quando lê um texto literário, que lhe propicia a
oportunidade de conhecer situações e personagens que 09 C
as convenções de uma sociedade desejariam banir.
O tom liberal é o ponto de apoio dos argumentos de
ambos os textos. Isso pode ser entendido como atribuição
04 A de responsabilidade ao Estado no sentido de assegurar
No texto, o sentido de as palavras “serem profundamente o direito à liberdade dos cidadãos, embora cada um dos
reveladoras“ é desenvolvido como uma possibilidade, textos argumente sob diferentes pontos de vista: o pri-
como propõe o item A. Nos itens B e D, há proximidade meiro a favor da proibição da burca; o segundo contra a
com esse sentido, no entanto, ambos os itens rompem intervenção do Estado em legislar sobre um aspecto de
com a ideia de possibilidade ao empregarem as constru- caráter religioso.
ções “as palavras sempre constituem...“ e “as palavras
sempre caminham.“. Nos itens C e E, as construções “é
muito fácil...“ e “nenhuma palavra será viva...“, respectiva- 10 C
mente, não encontram respaldo no texto. A autora aceita a classificação para os sentidos estabele-
cida por Aristóteles, logo A é alternativa a se desconside-
05 A rar. A ampliação feita é sobre os cinco e não sobre três
O primeiro texto, de Machado de Assis, fornece indícios sentidos, como indica B, desse modo, esta alternativa não
para a compreensão de que se refere ao sistema eleitoral corresponde à resposta. Os itens D e E, respectivamente,
do Império. Uma referência inicial encontra-se em “publi- apresentam informações inadequadas. No primeiro caso,
cou-se há poucos dias o recenseamento do Império...“, trata-se do paladar e do olfato, e não do ouvido e do
outras alusões são evidenciadas a partir de elementos que olfato; no segundo caso, o paladar e o olfato são sensores
compõem um sistema eleitoral, como as câmaras, o voto de informações baseadas em fenômenos químicos.

4 | Pré-Vestibular
LIVRO 1 | INTERPRETAÇÃO TEXTUAL 2

11 E 06 C
Embora inicialmente o texto descreva o “tudo verde“ sob A palavra barraco está empregada em seu sentido cono-
o ponto de vista das transformações ambientais, as quais tativo por apresentar um significado diferente do literal.
permitiram inclusive o resgate de trações da extinta cul- Nesse caso, barraco não está empregado no sentido de
tura viking, ao concluir o texto, o autor revela que, naquele
moradia, mas de confusão.
contexto, “o aparente bom pasto“ denuncia “um grande
problema ecológico“.
Atividades Propostas
12 B
A mudança de atitude decorre da tentativa de compro- 01 C
varem a hipótese sugerida no primeiro quadrinho: “esses
caras aí podem achar que a gente é o reflexo deles!“. O trecho “Por outro lado, enquanto cresce a capacidade
Dessa forma, no terceiro quadrinho, as personagens se dos discos rígidos e a velocidade das informações, o
beliscam, para contrariar a possibilidade de inversão de desempenho da memória humana está ficando cada vez
papéis, que pode ser traduzida no seguinte pensamento mais comprometido” afirma justamente que existe uma
“E se esses caras aí dentro fossem reais e nós apenas o relação entre o excesso de informação e o baixo desem-
reflexo?“. penho da memória humana.

Implícito, explícito, 02 C
Módulo 3 pressuposto e subentendido A sentença sinaliza que o mundo, organizado a partir das
tecnologias, parece sufocar o homem com os diversos
apelos para o consumo de produtos tecnológicos que faci-
Atividades para Sala litam o acesso à comunicação. O resultado disso é que as
informações que surgem a todo instante parecem, de fato,
01 B perseguir as pessoas.
A mulher e a criança simbolizam a fragilidade da popula-
ção que sofre em meio a tanta violência. Essa associação 03 D
entre eles e a população não está evidente, exigindo que
o público a realize. Ao afirmar que a refeição é saudável, Jon, implicitamente,
realiza um julgamento negativo da refeição. Com o uso da
palavra também, Garfield evidencia o que suas expressões
02 C já haviam sinalizado: ambos não gostaram da comida sau-
A escravidão no Brasil gerou o conceito de que o trabalho, dável.
por ser executado por escravos, não era prestigioso, como
se afirma em C.
04 E
A charge tem a intenção de ironizar a compra de votos. A
03 E
utilização da palavra medidas indica a relação com o pró-
O termo implícito refere-se ao que está contido em uma prio trabalho dos políticos.
proposição sem estar expresso em termos precisos, ou
seja, pode ser subentendido através de uma ilação (ato de
fazer inferência, concluir), pressuposição ou expectativa. 05 E
Dessa forma, os implícitos constituem aspectos importan- Partindo de situações extremamente cotidianas, a perso-
tes para a construção de sentido do texto, ao contrário do nagem demonstra a dependência da opinião alheia em
que se afirma em III. São procedentes as demais afirmati- episódios que beiram o absurdo.
vas, por isso é correta a opção E.

06 D
04 C
A maneira como Calvin é retratado, com as mãos na cin- O uso do isso, no penúltimo verso, indica uma espécie de
tura e a cabeça erguida, tem íntima relação com sua fala. resumo de todos os pontos levantados por ele ao longo
Ele está orgulhoso de si mesmo por ter terminado todas as do poema. A palavra daquilo marca uma distância, indi-
suas atividades. cando que se tratam de elementos externos ao texto.

05 A 07 D
A partir do texto, percebe-se a aposta em uma quebra de Ambos os interlocutores têm a mesma impressão sobre a
expectativa. A interpretação é reformulada com o anda- cidade de São Paulo, como fica evidente no diálogo tra-
mento da história. vado entre eles. Ao perguntar se conhece uma cidade

Pré-Vestibular | 5
LIVRO 1 | INTERPRETAÇÃO TEXTUAL 2

mais feia que São Paulo, o autor da pergunta já expressa a


sua opinião, que é confirmada pelo outro que busca, nas
suas lembranças, imagens de cidades que possam asse-
melhar-se àquela na questão de ausência de beleza.

08 C
Com a frase “Uma ONU do clima, a ser avacalhada pelos
EUA?”, fica implícito o histórico de desrespeito do Estados
Unidos em relação a ONU, o que leva o autor do texto a
considerar que isso volte a acontecer.

09 A
O leitor de um hipertexto insere novas informações em sua
leitura, construindo uma versão final para o seu próprio
entendimento.

10 A
O uso de até revela que as comédias francesas não cos-
tumam fazer sucesso em Hollywood, por isso o filme em
questão merece destaque, por ter realizado um feito raro.

11 A
O sentimento de saudade só é despertado porque há dis-
tância física. O material publicitário explora essa experiên-
cia, apresentando um produto que pode tornar a saudade
menos dolorosa.

12 A
Os dois textos trabalham no sentido de apresentar lady
Diana em sua importância para as pessoas e como símbolo
dos valores e do estilo de vida contemporâneo.

6 | Pré-Vestibular