Você está na página 1de 2

Embriologia

A segunda semana de desenvolvimento é marcada pela implantação total do embrião. Ele do


começa a interagir com o endométrio materno, secreta substâncias que vão induzir a apoptose
dessas células, (células do trofoblasto) e começa a penetrar no endométrio , porque ele vai se
desenvolver no estroma do endométrio, ( ele tem que cavar o espaço nessa estrutura para
poder se desenvolver). À medida em que ele vai fazendo isso, as células vão se diferenciando.
Em, SINCÍCIO TROFOBLASTO e CITOTROFOBLASTO São várias células unidas entre si, sem
divisão de membrana plasmática entre elas, é uma estrutura altamente invasiva, secreta as
metalo proteinases que vão degradar a matriz extra celular do estroma, são células que de fato
invadem o estroma, o que elas buscam é nutri o embrião, então elas vão degradar os vasos
sanguíneo gerando lacunas que vão ser preenchidas com sangue materno e vão nutri o
embrião por difusão. Abaixo do sincício trofoblasto estão as células responsáveis por secretar
o HCG, hormônio responsável por formar e deixar o corpo lúteo vivo nas semanas próximos
meses de gestação, secretando a progesterona. Lembrando que, esses vasos sanguíneos são
muito dependentes de progesterona, se a progesterona cair nesse momento, vai acontecer
vasoconstrição e esse embrião não vai conseguir se nutri adequadamente, vai acontecer a
descamação do endométrio e um aborto espontâneo. O HCG, é portanto essencial para
manter a gestação nos primeiros meses, depois do 5º ou 6º mês de gestação, quem se torna o
grande centro secretor de progesterona é a placenta, depois desse momento o corpo lúteo
não precisa mais ficar vivo, porque a placenta se torna o grande local de síntese e
progesterona. O HCG é por tanto o hormônio utilizado para teste de gravidez, por que ele é
produzido especificamente pelas células do sínciotrofoblasto, a exceção do câncer testicular
que é detectado tbm através da presença desse hormônio (HCG) secreta esse hormônio na
corrente sanguínea por algum motivo não corretamente conhecido. A outra camada de células
é o Citotrofoblasto, são células individualizadas que fazem o revestimento do embrião. Não é
uma estrutura pouco importante ele vai fazer o processo de placentação. (Vilosidades
primarias). Assim trofoblasto se diferenciam em dois tipos celulares diferentes, o s
Embrioblastos vai se diferenciar em 2 tipos celulares diferentes; O Epiblasto, Hipoblasto.

O Epiblasto, caracterizados por células colunares altas, uma única camada de célula, um disco
bidimensional, achatado pouco espesso, essa estrutura se diferencia em algumas células
produtoras de liquido, que vão formar a cavidade amniótica. A cavidade amniotica é
delimitada no seu assoalho pelo Epiblasto e sua porção superior pelo hipoblasto, eles
compõem o disco bilaminar. O hipoblasto vai começam a proliferar e vai revestir a cavidade
de blastocele que vai se chamar de: Vesícula vitelínica ou saco vitelino, as células do hipoblasto
vão secretar muita matriz extracelular entre o saco vitelino e o citotrofoblasto expandindo
essa cavidade, formando, a Cavidade Coriônica ( O que é chamado de mesoderma
extraembrionário é derivado do hipoblasto).Extra embrionário tem origem diferente.

*Os principais eventos que acontecem na segunda semana com o embrião são:

O Embrioblasto se divide em duas camadas celulares, que são Epiblasto e Hipoblasto, o


Trofoblasto vai se diferenciar em: Sinciciotrofoblasto e Citotrofoblasto. Duas novas cavidades
vão se formar, as, cavidade amniótica e a cavidade coriônica . Isso tudo esta acontecendo
enquanto ele esta consolidando o processo de implantação.
TERCEIRA SEMANA DE GESTAÇÃO:

Nesse momento, algumas mulheres mais atentas, que tem ciclo muito regular, já podem
perceber algum atraso da menstruação, outras não. E, o grande evento da terceira semana é a
GASTRULAÇAO, ela será marcada pelo aparecimento da linha primitiva, que é uma estrutura
essencial para o processo de gastrulação . Linha primitiva: Algumas células do epiblasto, na
porção posterior média do embrião, vão se espessar, e vai formar uma estrutura em formato
de linha, algumas células vão formar esse espessamento e na região do meio acontece uma
grande transição de epitélio mesenquimal. A linha primitiva engloba toda estrutura
juntamente com o nó primitivo