Você está na página 1de 5

VPL – Valor Presente Líquido

A matemática financeira nos ensina que não podemos simplesmente


trabalhar (somando ou subtraindo) valores futuros que entrarão e sairão
do caixa (fluxo de caixa) em um projeto de investimento.

Esse tipo de cálculo desconsidera o valor do dinheiro no tempo, temos


que levar em conta que o dinheiro que recebemos no futuro não vale o
mesmo que aquele montante que temos no presente. É exatamente por
isso que temos a existência dos juros, que corrigem os valores à medida
que o tempo passa.

O VPL é um método que consiste em trazer para a data zero todos os


fluxos de caixa de um projeto de investimento e somá-los ao valor do
investimento inicial, usando como taxa de desconto a taxa mínima de
atratividade (TMA) da empresa ou projeto.

A TMA (taxa mínima de atratividade) é uma taxa de desconto utilizada nos


métodos de análise de investimento que representa o mínimo de retorno
que o executor do projeto de investimento – seja a empresa ou o
investidor – deseja obter.

O Valor Presente Líquido é utilizado para determinar se um investimento é


viável ou não, dentro de determinado período. Esse conceito também é
conhecido como Valor Atual Líquido (VAL) ou método do valor atual.

A Fórmula da VPL

Vou mostrar a fórmula e em seguida explicarei cada um de seus termos:


 VPL (Valor Presente Líquido): é a soma do valor presente de todos os
fluxos de caixa previstos no negócio/ativo. Indica se o investimento
neste negócio/ativo é viável ou não;
 FC0: valor que representa o fluxo de caixa no período zero, ou seja, o
investimento inicial. Dentro da fórmula, esse valor entra com um sinal
negativo; afinal de contas, representa uma saída de caixa.
 FCn: valor que representa o fluxo de caixa em determinado período N,
geralmente representado por meses ou qualquer outra variação de
tempo usada para a análise (anos, por exemplo);
 TMA: Taxa Mínima de Atratividade, que nada mais é do que a taxa de
desconto que é utilizada para representar o valor mínimo que um
investimento deve obter.

A fórmula do VPL também pode ser entendida da seguinte forma:

VPL=∑n=0NFCn(1+TMA)n.

Comparativamente a outros métodos de análise de investimentos, como


o payback descontado e a taxa interna de retorno, o VPL é o método mais
recomendado sob o ponto de vista econômico.

Exemplo de Calculo da VLP

O exemplo a seguir calcula o VPL para dois projetos (A e B) e os compara.


A tabela apresenta os fluxos de caixa projetados para os dois projetos e o
valor presente de ambos fluxos. O Valor Presente Líquido (VPL) será a
soma de todos os fluxos de caixa trazidos a valor presente.

N FC PROJETO A VP PROJETO A FC PROJETO B VP PROJETO B

0 -1500 -1500,00 -1500 -1500,00

1 150 136,36 150 136,36

2 1350 1115,70 300 247,93

3 150 112,70 450 338,09


N FC PROJETO A VP PROJETO A FC PROJETO B VP PROJETO B

4 -80 -54,64 600 409,81

5 -50 -31,05 1875 1164,23

VPL(A) -220,92 VPL(B) 796,42

Percebe-se pela tabela que o projeto B possui um VPL maior, isso significa
que em termos de valor presente (considerando uma taxa de desconto), o
projeto B produz um fluxo de caixa superior ao projeto A. Portanto, o
gestor deveria optar por escolher o projeto B em prol do projeto A.

Como calcular o VPL no Excel?

Para calcular o VPL no Excel é preciso utilizar a fórmula =VPL(), incluindo


no primeiro parâmetro o valor percentual ou decimal da TMA e no
segundo parâmetro o intervalo dos fluxos de caixa a partir do período 1; o
fluxo de caixa do investimento inicial (período zero) será somado fora da
fórmula.

Por fim, para dominar o cálculo do VPL no Excel confira os detalhes:


 O investimento inicial do projeto (FC0) é lançado como um valor
negativo, assim como qualquer outro período que também tenha
apresentado um fluxo de caixa negativo;
 A fórmula do VPL no Excel ou em outro software de planilha
eletrônica – como o Google Planilhas, Calc, Libre Office ou Br Office
–, poderá aparecer em inglês: =NPV(), do termo “Net Present
Value”. Independente do idioma a ordem dos parâmetros da função
do VPL no Excel será sempre a mesma.

Principais vantagens do VPL

 Leva em conta o valor do dinheiro no tempo.


 Leva em conta o custo de capital da empresa (TMA).
 Pode ser aplicado a qualquer fluxo de caixa (convencional e não
convencional).
 Pressupõe a reinversão dos fluxos de caixa à TMA.

Principais desvantagens do VPL

 Exige o conhecimento de diversos parâmetros, principalmente no


que tange uma precisa estimativa dos fluxos de caixa que serão
utilizados para análise.
 O VPL é definido em termos absolutos (unidades monetárias) ao
invés de relativos, não levando em conta a escala do projeto.
 O VPL também não considera a vida do projeto, isto é, o prazo de
duração de cada projeto. Por isso, de forma análoga ao problema de
escala, um projeto com maior duração possui um viés para
apresentar um VPL superior, mesmo que não seja a melhor opção,
caso fosse possível repetir o projeto de menor duração por algumas
vezes.
 No VPL, projetos grandes, que envolvem um grande montante de
investimento inicial, tendem a apresentar um VPL superior a
projetos menores, mesmo que estes projetos grandes não sejam
necessariamente melhores em termos relativos.

Conclusão: o que é VPL?


O Valor Presente Líquido (VPL) é um dos métodos mais conhecidos na
hora de realizar a análise de viabilidade econômica de uma empresa.
Porém, possui algumas limitações, como não considerar a vida (tempo de
duração) e nem a escala na comparação de projetos de investimentos.
Apesar disso, é considerado por muitos como o método mais correto
de engenharia econômica.

Feitas as ressalvas e levando em conta os cuidados necessários para


análise de investimentos, o VPL é um excelente método para ser utilizado
na prática!

Fontes

https://hcinvestimentos.com/2017/01/17/valor-presente-liquido/
https://www.wrprates.com/o-que-e-vpl-valor-presente-
liquido/#O_que_e_VPL_Valor_Presente_Liquido