Você está na página 1de 5

Para a análise estrutural não-linear, pode ser empregado o diagrama

tensão-deformação para a compressão simples sob ação de curta duração, a qual


consta no EuroCode-2 e no item 10.10.3.4 e na figura 6 da ABNT NBR 7187:1987.

Figura 1 - Representação esquemática da relação entre tensões e deformações do concreto


sob ação de curta duração

Fonte: Próprio autor

A relação entre 𝜎𝑐 e 𝜀𝑐 para compressão simples de curta duração da


Figura 1 pode ser descrita pela equação:

σc kη − η2
= (2.5.2.2.1)
fcd0 1 + (k − 2)η
σc
>0 (2.5.2.2.2)
fcd0

0 ≤ |εc | ≤ |εcu | (2.5.2.2.3)

εc
η= (2.5.2.2.4)
εc2
1,05|εc2 | Ecs
k= (2.5.2.2.5)
fcd0 γc0

O diagrama parábola-retângulo foi proposto por Rüsch, para o


dimensionamento de seções sob solicitações normais no estado limite último, com
o intuito de avaliar a mínima capacidade resistente de áreas comprimidas na
flexão, considerado o efeito de carga de longa duração.
Em relação à deformabilidade, a Norma Modelo CEB-FIP 1978 é
explícita nessa restrição ao referir-se ao diagrama parábola retângulo, no seu item
10.4.3.1:
“... chama-se atenção para o fato de que o diagrama parábola-
retângulo não pode ser utilizado para a determinação do módulo
de deformação longitudinal, nem, de modo geral, para a análises
não-lineares...”

Pelos motivos acima expostos, no que se refere à deformabilidade do


concreto, é recomendável a substituição do diagrama parábola-retângulo pelo
diagrama tensão-deformação proposto na Figura 1, utilizada na norma portuguesa
NP EN 1992-1-1-2010 e na Norma Modelo FIP 2010.
O seu emprego é vedado nas análises de estado limite último, vez que
não pretende descrever as relações genéricas entre tensões e deformações no
concreto, que nos permitem avaliar deformações nas peças e as relações momento-
curvatura para diversos níveis de esforços solicitantes. Note-se que esta lei inclui
explicitamente o módulo de elasticidade secante do concreto, Ecs .
Figura 2 - Lei de Grasser, 𝑓𝑐𝑘 de 20 a 90 MPa

Fonte: Próprio autor

Figura 3 - Relação entre lei de Grasser e o diagrama parábola-retângulo, concreto de 20


MPa
Fonte: Próprio autor

Figura 4 - Relação entre lei de Grasser e o diagrama parábola-retângulo, concreto de 90


MPa

Fonte: Próprio autor

Para a deformabilidade do concreto, altera-se o valor do coeficiente de


segurança do concreto para:

(2.5.2.2.7
γc0 = 1,20
)

Essa redução do coeficiente de segurança do concreto para a


deformabilidade é admitida pelo MC-2010:

“... o fator de conversão da resistência de um corpo de prova


padrão a um elemento estrutural de forma qualquer, incluído em
𝛾𝑐 , não se aplica a deformabilidade...”.

“... uma resistência média baixa para toda a estrutura ou elemento


é menos provável do que para a seção transversal...”.
“... os deslocamentos têm de ser determinados usando diagramas
tensão-deformação do concreto, que sejam caracterizados por
pelo menos três parâmetros mutuamente independentes:

(a) a resistência fcd ;

(b) a deformação correspondente ao ponto máximo desse


diagrama;

(c) a inclinação na origem, que é o módulo de elasticidade


tangente Eci. Os valores de fcd e Eci podem ser determinados
dividindo-se os valores característicos por um coeficiente de
segurança γc0 = 1,2 ”.