Você está na página 1de 4

HIDROLOGIA

Eder Junior Félix de Abreu


RA: 1217
Turma: 7ºA

ATIVIDADES

1) Os processos de movimento de água representados no ciclo hidrológico


podem sofrer variações, em termos quantitativos, segundo o tipo de uso e
ocupação do solo. De que forma a transformação de uma área natural em área
agrícola altera cada um destes processos: O que ocorre com estes processos
quanto a aérea natural recebe ocupação urbana?
Em áreas agrícolas parte da água fica retida nas plantas e outra parte permeia o solo até atingir
os lençóis freáticos, já quando ocorre as ocupações urbanas o solo adquire uma capacidade
reduzida de absorção da água, acabando escorrendo pela superfície, podendo causar grandes
enxurradas e inundações, porém pode desta forma alimentar córregos, ribeirões e rios.

2) Abaixo estão listados alguns problemas a serem enfrentados pelo engenheiro


civil e que envolvem os recursos hídricos. Discorra sobre cada um deles e cite
uma consequência que cada um destes pode trazer.
1. Planejamento e gerenciamento de bacia hidrográfica
É o instrumento que estabelece as referências para gestão dos recursos hídricos, definindo sua
melhor forma de utilização, podendo de modo a garantir a disponibilidade e a qualidade
adequadas para atender aos diferentes tipos de uso, e estabelecer medidas para sua proteção e
conservação.
2. Drenagem Urbana
O sistema de drenagem deve ser entendido como o conjunto da infraestrutura existente em uma
cidade para realizar a coleta, o transporte e o lançamento final das águas superficiais. Inclui
ainda a hidrografia e os talvegues. Pode trazer como consequência uma série de medidas que
minimizam os riscos a que estão expostas as populações, diminuindo os prejuízos causados
pelas inundações e possibilitando o desenvolvimento urbano de forma harmônica, articulada e
ambientalmente sustentável.
3. Energia: A fonte de energia mais utilizada no Brasil é a hidráulica, através das
Hidrelétricas, sendo um bem imóvel não integrante das terras em que se encontram, e são
consideradas pela Constituição Federal um bem da União, sendo a forma mais econômica
de se produzir energia. A consequência construção de barragens para as Usinas
Hidrelétricas são os grandes impactos ambientais na fauna e na flora local.
4. Qualidade da água: A água é um dos recursos mais valiosos e importantes à vida. A
poluição antrópica compromete a qualidade da água e os principais agentes contaminantes
são as atividades industriais, agropecuárias e os esgotos. O excesso de nutrientes como o
fósforo e o nitrogênio podem causar a eutrofização das águas. Neste contexto a educação
ambiental tornou-se um importante instrumento de conscientização e prevenção dos
problemas de qualidade da água.
5. Uso do solo rural: São as atividades agrícolas, pecuárias, florestais ou minerais, assim
como o que integra os espaços naturais de proteção ou de lazer. A consequência que pode
trazer é em primeiro lugar o fator de degradação, decorrente das práticas do uso do solo
rural ditas modernas, é a poluição química, fruto, principalmente, da utilização de venenos
agrícolas necessários, em boa medida, devido aos desequilíbrio biológicos causados pelo
caráter monocultor da agricultura moderna.
6. Irrigação: A irrigação é uma técnica que tem como finalidade disponibilizar água às
plantas para que estas possam produzir de forma adequada. A consequência da irrigação
quando funcionando deficientemente, com excessos de água e baixas eficiências de rega, e
que não possuem adequadas redes de drenagem, registra-se muitas vezes a elevação do nível
do lençol freático e, por consequência, o encharcamento do solo.

3) O que são divisores de águas?


Divisores de águas são linha que separam a direção para onde correm as águas pluviais, ou
bacias de drenagem. Um exemplo de divisor de água são as montanhas

4) Identificar os postos pluviométricos na região de sua residência ou local de


trabalho: código, nome, sub-bacia e bacia hidrográfica, operadora.
Código Nome Sub-bacia Município Operadora
02249007 Vera Cruz (CPEF) 63 VERA CRUZ DAEE-SP
02249090 Vera Cruz 63 VERA CRUZ DAEE-SP
EXERCÍCIOS

1) Qual é a diferença entre um pluviômetro e um pluviógrafo?


O pluviômetro é mais utilizado devido à simplicidade de sua instalação, e operação e custo. No
pluviômetro é lida a altura total de água precipitada, ou seja, a lâmina acumulada durante a
precipitação sendo que seus registros são sempre fornecidos em milímetros por dia ou em
milímetros por chuva, com anotação dos mesmos.
O pluviógrafo é mais encontrado nas estações meteorológicas propriamente ditas e registra a
intensidade de precipitação, ou seja, a variação da altura de chuva com o tempo. Este aparelho
registra, simultaneamente, a quantidade e a duração da precipitação. A sua operação é mais
complicada e dispendiosa e o próprio custo de aquisição do aparelho, tornam seu uso restrito.

2) Além do pluviômetro e do pluviógrafo, quais são as outras opções para medir


ou estimar a precipitação?
A chuva também pode ser estimada utilizando radares meteorológicos. A medição de chuva por
radar está baseada na emissão de pulsos de radiação eletromagnética que são refletidos pelas
partículas de chuva na atmosfera, e na medição do da intensidade do sinal refletido. Também é
possível fazer estimativas da precipitação a partir de imagens obtidas por sensores instalados
em satélites. A temperatura do topo das nuvens, que pode ser estimada a partir de satélites, tem
uma boa correlação com a precipitação. Além disso, existem experimentos de radares a bordo
de satélites que permitem aprimorar a estimativa baseada em dados de temperatura de topo de
nuvem.

3) Métodos usados para calcular a precipitação média em uma região (bacia)


a) Métodos de Plafsletter e Aritmético
b) Métodos das Isoietas, Thiessen e Aritmétrico
c) Métodos de Plfsletter e Thiessen
d) Métodos combinados
PESQUISA COMPLEMENTAR

O uso de sistemas de irrigação por aspersão pode provocar, em algumas


regiões, redução na capacidade de infiltração do solo.
Procure saber o que é irrigação do solo. Na região existem sistemas de cultivo
que utilizam este método de irrigação?
A irrigação é uma técnica que tem como finalidade disponibilizar água às plantas para que estas
possam produzir de forma adequada, em nossa região existem sistemas de irrigação nas
plantações de café, o produto mais cultivado em nossa região, cidade com Garça, Vera Cruz e
Marília possuem fazendas que potencializam seu cultivo através desse método.

Interesses relacionados