Você está na página 1de 4

Prof.

: Gabriel Cordeiro

MRU – CONCEITO, FÓRMULAS E GRÁFICOS. PROPRIEDADE DOS GRÁFICOS


1) CONCEITO: Gráficos de posição por tempo (S x t)
O movimento retilíneo e uniforme apresenta aceleração vetorial nula.
A aceleração vetorial resultante pode ser decomposta em suas componentes Em um gráfico cujas variáveis são a posição (S) pelo tempo (t),
perpendiculares. a reta tangente à função representa a velocidade do móvel. Quando
sua inclinação for menor que 90° e maior que 0°, isso significa que o
aR = aTANGENCIAL + aCENTRIPETA =0 ponto material apresenta movimento progressivo (V > 0).
Quando sua inclinação for menor que 180° e maior que 90°, isso
A aceleração tangencial () é a componente significa que o ponto material apresenta movimento retrógrado (V <
tangente a trajetória, isto é, com a mesma direção 0).
do vetor velocidade. Sua função é modificar o Quando sua inclinação for 0°, isso significa que o ponto material
módulo do vetor velocidade. Quando seu valor é está em repouso (V = 0).
nulo, isto significa que, o módulo do vetor
velocidade não pode ser modificado. Então seu Gráficos de posição por tempo (V x t)
valor permanece inalterado. Movimentos em que o módulo do vetor velocidade
permanece constante são conhecidos como uniforme. Em um gráfico cujas variáveis são a posição (V) pelo tempo (t),
Portanto, se o módulo da velocidade não muda em todos os instantes, ele a reta tangente à função representa a aceleração tangencial do
coincide com o módulo da velocidade média. Daí decorre que, no movimento móvel.
uniforme, o ponto material percorre distâncias iguais em intervalos de tempos Quando sua inclinação for 0°, isso significa que o ponto material
iguais. está com aceleração tangencial nula ( = 0) apresentando
A aceleração centrípeta é a componente perpendicular a trajetória, isto é, movimento uniforme.
com direção perpendicular ao vetor velocidade. Sua função é modificar a direção Em um gráfico cujas variáveis são a posição (V) pelo tempo (t),
do vetor velocidade. Quando seu valor é nulo, isto significa que, a direção do a área abaixo da função representa a variação da posição do móvel
vetor velocidade não pode ser modificada. Então sua direção permanece no intervalo de tempo considerado. Quando á área estiver no eixo
inalterada. Movimentos em que a direção do vetor velocidade permanece positivo da velocidade (área em cima) a variação da posição será
constante são conhecidos como retilíneos. positiva. Quando á área estiver no eixo negativo da velocidade (área
Um ponto material está em equilíbrio quando a aceleração vetorial (a R) embaixo) a variação da posição será negativa.
resultante for igual a zero. Desta forma, um ponto material poderá estar em
equilíbrio estático (repouso) ou em equilíbrio dinâmico (MRU). EXERCÍCIOS ANTERIORES DA EEAR
2) FÓRMULAS: 1) Duas pessoas partem simultaneamente de um mesmo ponto,
O movimento uniforme é representado por uma equação de 1° grau seguindo trajetórias perpendiculares entre si, com velocidades
conhecida como função horária da posição. escalares constantes de 1,2 m/s e 0,9 m/s, respectivamente. A
O tempo (t) assume o papel da variável independente (x) e a posição (S) distância que as separa após 10 s é, em m, de:
assume o papel da variável dependente(y).
a) 15. b) 20. c) 25. d) 30.
S = S0 +Vt 2) (EEAR 2/88) O gráfico abaixo representa os
A velocidade sendo constante coincide com a velocidade escalar média. deslocamentos de duas partículas A e B. Pode-
se garantir que as partículas partem do/de:
Vmédia = S /t = Vconstante
a) mesmo ponto com a mesma velocidade.
Quando V>0 o movimento é classificado como progressivo e quando V<0 b) mesmo ponto com velocidades diferentes.
o movimento é classificado como retrógrado. c) pontos diferentes com a mesma velocidade.
d) pontos diferentes com velocidades diferentes.
3) GRÁFICOS:
3) (EEAR 2/88) Dois carros, de 4m de comprimento cada, percorrem
uma estrada retilínea com movimentos uniformes e velocidades
constantes iguais a 29 m/s e 25 m/s, respectivamente. O tempo de
ultrapassagem, em segundos, quando se movem no mesmo sentido,
é:
a) 1. b) 2. c) 3. d) 4.
4) (EEAR 1/89) A velocidade de um móvel varia com o tempo como
indica o gráfico abaixo. A variação do espaço nas 5 horas de
movimento, em Km, é de:V (Km/h)
45
a) 45.
b) 60. 30
c) 75.
d) 90. 15

0 1 2 3 4 5 t (h)

5) (EEAR 1/89) Dois automóveis partem no mesmo instante das


cidades A e B, percorrendo estrada retilínea com velocidades
constantes de 50 Km/h e 80 Km/h respectivamente, um indo ao
encontro do outro. Ao fim de duas horas, os automóveis ainda estão
separados por uma distância de 65 Km. Eles se cruzarão a ..........
Km da cidade A.
a) 125. b) 135. c) 165. d) 200.
6) (EEAR 2/89) No esquema abaixo representam-se as trajetórias
retas e paralelas de um ciclista C e de uma moça M. P é um poste. O
ciclista mantém velocidade igual a 2 m/s. O poste impede
permanentemente que o ciclista veja a moça. O movimento da moça C
é:
10m
a) uniformemente variado. P
b) variado, mas não uniforme. m
c) uniforme com velocidade igual 0,9 m/s. 3m
d) uniforme com velocidade igual 0,6 m/s.
M
a) S = - t c) S = 15 + 3t
b) S = 15t - t2 d) S = 15 - 3t

7) (EEAR 2/89) O referencial é o encontro dos eixos cartesianos ortogonais.


Duas partículas A e B executam movimentos retos e uniformes conforme o 18) Uma cena, filmada originalmente a uma velocidade de 40
esquema abaixo, com velocidades VA = 50 m/s e VB incógnita. As posições quadros por segundo, é projetada em câmara lenta a uma
representadas são simultâneas. Após certo tempo, as partículas colidem uma velocidade reduzida de 24 quadros por segundo. A projeção dura 1,0
contra a outra. Em m/s, a velocidade incógnita tem medida: min. A duração real da cena filmada, em segundos, é de:
y (m)
a) 16. b) 36. c) 100. d) 24.
10
a) 10. A 19) (EEAR 1/98 “B”) Dois automóveis de comprimento 3,6 m e 4,5 m
b) 20. 0 percorrem uma mesma estrada retilínea com velocidades constantes
c) 25. de 90 km/h e 104,4 km/h, respectivamente. Se eles se movem em
-10 B
d) 50. sentidos contrários, a contar do momento em que se encontram, o
0 10 x (m) tempo de cruzamento, em segundos, é:
-30 -20 -10
a) 0,10. b) 0,20. c) 0,25. d) 0,15.
8) (EEAR 1/90) Diante de uma agência bancária, há uma fila de 120 m de
comprimento, ao longo da qual se distribuem de maneira uniforme 240 20) (EEAR 2/98 “A”) De acordo com S (m)
pessoas. Aberta a porta, as pessoas entram, durante 30 s, com uma o gráfico, pode-se afirmar que a
velocidade média de 1 m/s. O número de pessoas que entraram na agência e partícula está em movimento:
o comprimento da fila, em metros, que restou do lado de fora, são,
0 t1 t2 t (s)
respectivamente: a) retilíneo.
b) uniforme.
a) 30 e 30. b) 30 e 90. c) 60 e 30. d) 60 e 90.
c) circular. S1
9) (EEAR 1/90) Dois caminhões A e B de comprimentos 8 m e 10 m d) uniformemente variado.
percorrem uma mesma estrada retilínea com movimentos uniformes e 21) (EEAR 1/99 "A" ) Em um grande prêmio de Fórmula 1 , uma
velocidades constantes e iguais a 50 m/s e 40 m/s, respectivamente. O tempo Ferrari possui uma velocidade média de 210km/h. Supondo que
de ultrapassagem, em segundos, quando se movem em sentidos contrários é: decorram 30 minutos de prova e que o comprimento da pista seja de
5 km, quantas voltas já terão sido realizadas pela Ferrari?
a) 0,1. b) 0,2. c) 1,8. d) 5,0.
a) 10. b) 21. c) 42. d) 51.
10) (EEAR 2/91) Dois móveis partem simultaneamente, percorrendo uma
mesma trajetória, com velocidades constantes e respectivamente iguais a 22) Numa linha férrea, dois trens trafegam no mesmo sentido, com
40Km/h e 10Km/h, ambos em movimento progressivo. Sabe-se que o velocidades escalares constantes, durante um intervalo de tempo de
primeiro parte de um local situado 10Km à esquerda de uma cidade A e o 30 min. No início do intervalo de tempo a distância que os separa é
segundo parte de um local situado 40Km à direita da cidade A. No instante 8,0 km e, 10 min mais tarde, essa distância aumenta para 13,0 km.
em que o primeiro móvel passa pela cidade A, o espaço que o separa do Sendo a velocidade do trem mais veloz igual a 60 km/h, a velocidade
segundo móvel, em Km, é de: do trem mais lento, em km/h, é igual a:

a) 37,5. b) 42,5. c) 52,5. d) 80,0. a) 55. b) 30. c) 23. d) 6.

11) Dois trens de comprimento 60 m e 90 m correm em trilhos paralelos e em 23) Um carro, a uma velocidade constante de 18 km/h, está
sentidos opostos. O trem menor move-se com o dobro da velocidade do percorrendo um trecho de rua retilíneo. Devido a um problema
maior, para um referencial fixo na Terra. Uma pessoa no trem menor observa mecânico, pinga óleo do motor à razão de 6 gotas por minuto. Qual a
que o trem maior gasta 2 s para passar por sua janela. A velocidade do trem distância entre os pingos de óleo que o carro deixa na rua?
menor, em m/s, é de: a) 5m. b) 10m. c) 50m. d) 25m.
a) 30. b) 20. c) 15. d) 10. 24) Um trem e um automóvel caminham paralelamente e no mesmo
sentido, num trecho retilíneo. Os seus movimentos são uniformes e a
12) (EEAR 1/92) Dois móveis A e B velocidade do automóvel é o dobro da velocidade do trem. Supondo
S (m)
percorrem, simultaneamente, uma A desprezível o comprimento do automóvel e sabendo que o
mesma reta, de acordo com os 17
comprimento do trem é de 100 metros, qual é a distância percorrida
diagramas indicados pela figura abaixo. 14 pelo automóvel desde o instante em que alcança o trem até o
O encontro desses dois móveis é, no término da ultrapassagem?
instante, em segundos, de:
2 B a) 100m. b) 150m. c) 400m. d) 200m.
a) 1,0. c) 2,0.
t (s) 25) Um avião a jato passa sobre um observador, em vôo horizontal.
b) 1,5. d) 2,5. 3 14
S (m) Quando ele está exatamente na vertical que passa pelo observador,
13) (EEAR 93) Um móvel, em MRU, tem a o som parece vir de um ponto atrás do avião, numa direção inclinada
respectiva função horária dada pelo gráfico de 30º com a vertical. Sendo VS a velocidade do som, calcule a
25
abaixo. A equação horária do movimento velocidade escalar do avião.
(MKS) é: 15
a) VS/2. b) 2 VS. c) 4 VS d) VS.
a) S = 2t c) S = 15 + 2t 26) (EEAR 2/01 “A”) Um trem de 200 m de comprimento, com
0 5 t (s)
b) S = 15 - 2t d) S = 15 + 5t velocidade escalar constante de 60 km/h, gasta 36 s para atravessar
completamente uma ponte. A extensão da ponte, em metros, é de:
14) (EEAR 1/94) Um trem de 250 m de comprimento demora 1 minuto para
passar por um túnel de 350 metros. A sua velocidade média, em m/s, durante a) 600. b) 500. c) 400. d) 200.
este intervalo de tempo é: 27) (EEAR 2/01 “B”) Percorrendo-se, em Movimento Retilíneo
a) 4. b) 6. c) 8. d) 10. Uniforme, uma determinada distância a 40 km/h, gastam-se duas
horas a menos do que se percorresse a mesma distância, com o
15) (EEAR 2/94) Numa olimpíada de natação, dois competidores nadam a mesmo tipo de movimento, a 20 km/h. Qual o valor desta distância,
velocidade constante de 3 m/s e 5 m/s, respectivamente. A piscina possui em km ?
40m de comprimento. Após quantos segundos cruzar-se-ão pela primeira vez, a) 30. b) 80. c) 90. d) 100.
depois de dada à partida?
28) (EEAR 2/02 “B”) "O guepardo, também conhecido como chitá, é
a) 9,0. b) 9,5 c) 10. d) 12,0. o mais rápido dos animais terrestres. Ele depende de sua velocidade
16) (EEAR 2/94) Um móvel passa pela posição que corresponde ao espaço 8 de até 120 km/h para alcançar animais velozes como gazelas e
m, no instante t = 0, e percorre uma distância de 10 m a cada intervalo de 2 s. antílopes..." (revista SuperInteressante, dezembro de 2000).
A função horária desse movimento é: Admitindo que o guepardo desenvolva sua velocidade máxima,
como descrita acima, e sendo constante essa velocidade por 10
a) S = 4 + 10t. b) S = 8 + 5t. c) S = 8 + 10t. d) S = 4 + 5t. segundos, a distância percorrida, em linha reta, por esse animal
durante este intervalo de tempo vale aproximadamente:
17) (EEAR 1/97 “B”) Um móvel se desloca segundo o diagrama da figura. A
função horária do movimento é: a) 333 m. b) 333 Km. c) 360 km. d) 360 m.
S (m)

15 2

0 5 t (s)
29) (EEAR 1/03 “A”) Analisando o gráfico da posição pelo tempo de 39) No gráfico seguinte, têm-se os dados obtidos durante o movimento de
uma partícula em movimento retilíneo uniforme, podemos afirmar que o dois carros A e B, respectivamente. A velocidade
significado físico do coeficiente linear deste é: do carro A é:
a) a velocidade média do móvel. a) maior que a do carro B.
b) a velocidade inicial do móvel. b) menor que a do carro B.
c) a velocidade instantânea do móvel. c) igual a do carro B.
d) a posição inicial do móvel, em relação ao referencial adotado. d) de sentido contrário a do carro B.

30) (EEAR 2/2002 “B”) Dois trens correm em trilhos paralelos, deslocando-se
na mesma direção e no mesmo sentido. O passageiro do primeiro trem, cujo 40) Os gráficos a seguir referem-se a movimentos unidimensionais
módulo da velocidade é de 80 km/h, passa pelo segundo trem, que possui de um corpo em três situações diversas, representando a posição
uma velocidade de módulo igual a 70 km/h. Admitindo que o movimento dos
trens seja retilíneo e uniforme, qual o comprimento, em metros, do segundo
trem, se o passageiro o vê durante 1 min e 12s?
a) 300. b) 250 c) 200. d) 150.
31) (EEAR 1/2003 “A”) Uma partícula tem sua posição variando segundo a
seguinte função horária: S = 8 – 6t (SI). O módulo da velocidade média, em
m/s, entre os instantes t1 = 1s e t2 = 5s, vale:
a) 1,2. b) 5,5 c) 6,0. d) 7,5. como função do tempo. Nas três situações, são iguais as
velocidades:
32) (EEAR 2/2003 “A”) Um ponto material
desloca-se segundo o gráfico abaixo, onde
S é a posição, em metros, do ponto, e t o a) iniciais. b) instantâneas. c) finais. d)
respectivo instante, em segundos. Sobre a médias.
trajetória do ponto podemos afirmar:
41) (EEAR 2/05 “A”) Considere um móvel em movimento retilíneo
a) o móvel percorreu uma curva qualquer, uniforme. Para calcularmos seu deslocamento, necessitamos
com velocidade variável entre zero e 2 conhecer, obrigatoriamente:
segundos.
a) somente a função horária da velocidade desse móvel.
b) o móvel percorreu um segmento de reta com velocidade positiva entre 2 e
b) o tempo gasto, por esse móvel, durante o deslocamento.
3 segundos.
c) além do tempo gasto, pelo móvel, nesse deslocamento,
c) o móvel percorreu uma trajetória ora retilínea, ora circular.
precisamos conhecer sua velocidade.
d) não pode, a priori, ser definida.
d) além do tempo gasto, pelo móvel, nesse deslocamento,
33) Um movimento é dito uniforme, quando: precisamos da posição do móvel em relação a um determinado
referencial e sua velocidade.
a) sua velocidade escalar for constante. c) sua trajetória for retilínea.
b) sua aceleração for constante. d) sua velocidade vetorial for constante. 42) (EEAR 2/05 “A”) O gráfico
abaixo relaciona a posição em
34) Um veículo em movimento uniforme:
função do tempo de um ponto
a) percorre espaços iguais em tempos iguais; material, em unidades do
b) tem sua velocidade escalar instantânea constante, porém a velocidade Sistema Internacional de
escalar média variável; Unidades. Determine a posição,
c) não pode descrever trajetórias curvilíneas; em metros, no instante 50
d) tem a sua velocidade escalar variando uniformemente com o tempo. segundos.
a) 30. b) 10. c) 15. d) 25.
35) A equação horária de um movimento é S = 20 – 4t (sistema MKS), então:
43) (AFA 07) Uma pessoa está observando uma corrida a 170 m do
a) a velocidade varia. c) o movimento é uniforme.
ponto de largada. Em dado instante, dispara-se a pistola que dá
b) o movimento é progressivo. d) a velocidade é 20 m/s.
início à competição. Sabe-se que o tempo de reação de um
36) A equação horária de um movimento é S = 10 – 2t (sistema MKS). Em determinado corredor é 0,2 s, sua velocidade é 7,2 km/h e a
relação a ele pode-se afirmar que a alternativa errada é: velocidade do som no ar é 340 m/s. A distância desse atleta em
relação à linha de largada, quando o som do disparo chegar ao
a) o móvel partiu de um local situado a 10 m da origem dos espaços. ouvido do espectador, é:
b) o movimento é retilíneo.
c) o módulo da velocidade escalar é 2m/s no instante t = 5s. a) 0,5m. b) 0,6m. c) 0,7m. d) 0,8m.
d) no instante t = 6s, o móvel ocupa uma posição dada por S = – 2m. 44) (AFA 06) O gráfico abaixo mostra como variou a velocidade de
37) Dado o diagrama horário abaixo, assinale a alternativa correta: um
atleta durante uma disputa de 100 m
a) No instante t = 5s o móvel se encontra em rasos.
repouso. Sendo de 8,0 m/s a velocidade média
b) Entre t = 0 s e t = 20 s o movimento é deste atleta, pode-se afirmar que a
uniforme. velocidade v no instante em que ele
c) A partir do instante t = 15 s o corpo está em cruzou a linha de chegada era, em m/s,
repouso. a) 5,0. c) 3,5.
d) No instante t = 10 s a velocidade escalar b) 8,5. d) 10.
aumenta.
45) (AFA) Um terço de um percurso retilínio é percorrido por um
38) Dado o gráfico seguinte, que representa a variação da posição de um móvel com velocidade escalar média de 60 km/h e o restante do
móvel em função do tempo, assinale a percurso, com velocidade escalar média de 80 km/h. Então a
alternativa correta: velocidade média do móvel, em km/h, em todo percurso, é:
a) No intervalo de tempo compreendido a) 70,0 b) 72,0. c) 73,3. d) 75,0.
entre t = 2 s e t = 4s, o móvel está em
repouso, na origem dos espaços. 46) (AFA) Uma estrada de ferro retilínea liga duas cidades A e B
b) De 0 a 2 s o movimento é progressivo separadas por uma distância de 440 km. Um trem percorre esta
de velocidade igual a 10 m/s, de 2 s a distância com movimento uniforme em 8h. Após 6h de viagem, por
4 s o móvel está em repouso, a partir problemas técnicos, o trem fica parado 30 minutos. Para que a
de t = 4s adquire uma velocidade de – viagem transcorresse sem atraso, a velocidade constante, em km/h,
5 m/s até o instante t = 8 s, e, a partir que o trem deveria percorrer o restante do percurso seria de
daí, permanece em repouso. aproximadamente:
c) No instante t = 1 s, o movimento passa de retrogrado a progressivo. a) 55,0 b) 61,2. c) 73,3. d) 100,0.
d) Entre 0 e 1 s o móvel ocupa espaços positivos.
47) Em dias normais, uma linha de ônibus leva 4h para fazer uma
viagem entre duas cidades distantes 300 km entre si. Em um dia

3
chuvoso, devido à queda de uma barreira, o ônibus percorreu um
primeiro trecho da viagem em 2h, em seguida ficou parado por 1h e 30
min e, finalmente, percorreu o restante da viagem em 2h e 30 min.
A velocidade média do ônibus, nesse dia chuvoso, sofreu uma
diminuição, em relação à velocidade média nos dias normais, de:

a) 50,0 km/h. b) 25,0 km/h. c) 8,4 km/h. d) 75,0 Km/h.


GABARITO:

LETRA a: 1, 5, 25, 28, 33, 34.


LETRA b: 3, 9, 10, 16, 20, 21, 22, 27, 36, 38, 42, 43, 45, 47.
LETRA c: 2, 4, 7, 8, 11, 12, 13, 15, 18, 23, 26, 30, 31, 35, 37, 39, 44, 46.
LETRA d: 6, 14, 17, 19, 24, 29, 32, 40, 41.