Você está na página 1de 2

MENU

 ECONOMIA
NEGÓCIOS

Chinesa Three Gorges compra usinas da Duke Energy no Brasil


Negócio será de US$ 1,2 bilhão; elétrica vira vice-líder, atrás da Eletrobras. Com a transação, os chineses vão ultrapassar a
francesa Engie.

10/10/2016 14h59 - Atualizado em 10/10/2016 14h59

Da Reuters

A elétrica chinesa Three Gorges Corporation fechou contrato comprar por cerca de US$ 1,2 bilhão os ativos da norte-
americana Duke Energy no Brasil, que incluem cerca de 2 gigawatts em hidrelétricas no Estado de São Paulo,
informou a Duke Energy nesta segunda-feira (10).

Com a conclusão da transação, os chineses irão ultrapassar a francesa Engie, tornando-se a segunda maior holding
de geração do Brasil, atrás apenas da estatal federal Eletrobras.

O negócio bilionário também mostra o forte interesse dos chineses pelo setor elétrico brasileiro, onde a State Grid
fechou no último mês a compra da líder privada de mercado, CPFL Energia, que pode envolver mais de R$ 25 bilhões.

Já a Duke Energy, que pretende focar sua atuação no mercado regulado dos Estados Unidos, segue em busca de
compradores para o restante de seus ativos na América Latina, que inicialmente seriam vendidos junto com a unidade
brasileira.

"Estamos em meio ao processo de negociação da venda dos nossos demais ativos nas Américas Central e do Sul e
esperamos fazer mais um anúncio em breve", disse em nota o presidente executivo da Duke Energy, Lynn Good.

Em nota, a China Three Gorges destacou que a conclusão da aquisição levará a companhia a um total de 8,1
gigawatts em capacidade instalada no Brasil.

O parque gerador da elétrica chinesa ultrapassaria com isso os 7,3 gigawatts da Engie e os 6,2 gigawatts da
Petrobras, o que coloca a companhia atrás apenas de Chesf, Furnas e Eletronorte, todas elas subsidiárias da
Eletrobras, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

"Esta transação é mais um passo importante para consolidar nossa estratégia de ser uma empresa de energia limpa
relevante no Brasil. Estamos satisfeitos com a qualidade desses ativos", afirmou o presidente executivo da China
Three Gorges no Brasil, Li Yinsheng.

Detalhes
O negócio com a Three Gorges pelas usinas no Brasil envolve cerca de US$ 10,80 por ação, valor a ser ajustado na
data de fechamento da transação de acordo com o capital de giro líquido e o endividamento da companhia, além do
resultado de uma ação judicial. Além do valor pago em dinheiro, a Three Gorges irá assumir dívidas.

Segundo a Duke Energy, a transação envolverá ainda a realização de uma oferta pública de aquisição (OPA) para que a
Three Gorges compre as ações da Duke em circulação no mercado brasileiro.

A MENU  ECONOMIA
aquisição também está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)BUSCAR
e da Aneel.
Seja o primeiro a comentar
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que
viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Este conteúdo não recebe mais comentários.

saiba mais
China Three Gorges mira eólicas e solares no Brasil após hidrelétricas

Governo leiloa 29 hidrelétricas, com arrecadação de R$ 17 bilhões

Negócios ›

Trump também ameaça BMW por fábrica no México


Em entrevista, presidente eleito dos EUA falou em cobrar por importação. Ele já havia ameaçado GM e Toyota por carros feitos naquele país.
Domingo, 15 de Janeiro de 2017 às 23:19

Volkswagen deve ser a montadora que mais vendeu em 2016


Apesar de escândalo, vendas do grupo bateram recorde. Foram entregues 10,3 milhões de automóveis no ano passado.
Terça-feira, 10 de Janeiro de 2017 às 13:00

Toyota anuncia novo presidente para o Brasil


Rafael Chang era o presidente da montadora na Venezuela. Atual 'chefão', Koji Kondo voltará para o Japão.
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2016 às 10:01

© Copyright 2000-2016 Globo Comunicação e Participações S.A. G1 Economia