Você está na página 1de 21

ADPC – ÁREA 11

DEPART. EBD
CLASSE JOVENS

PROFESSORES:
Ellen, Rosiene,
Mateus, Neto

Edição:
Neto Silva
Da Cruz ao Pentecostes 

50 dias

DIA DE
PENTECOSTES


40 DIAS 7 DIAS
Sexta – Sábado – Domingo Entre os Cristãos no
de Páscoa discípulos Cenáculo
3 DIAS aguardando a
promessa

3 + 40 + 7 = 50
28 E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre
toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os
vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.

29 E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias


derramarei o meu Espírito.

30 E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e


colunas de fumaça.

31 O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes


que venha o grande e terrível dia do Senhor.

32 E há de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor


será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá
livramento, assim como disse o Senhor, e entre os
sobreviventes, aqueles que o Senhor chamar.

Joel 2:28-32
Testemunho dos Pais da Igreja sobre a manifestação de
milagres e dons espirituais em seus dias.

"Seus discípulos, recebendo graça dEle, realizam em Seu nome


milagres, de modo a promover o bem-estar dos outros homens, de
acordo com o dom que cada um recebeu dele. Pois alguns
certamente expulsam verdadeiramente os demônios, e aqueles
que foram assim purificados dos espíritos malignos
frequentemente acreditam [em Cristo] e se juntam à Igreja.
Outros têm presciência das coisas vindouras: eles veem visões e
expressões proféticas. Outros ainda, curam os doentes colocando
as mãos sobre eles, e eles são totalmente curados. Sim, além
disso, como eu disse, até mortos foram ressuscitados, e
permaneceram entre nós por muitos anos. E o que mais devo
dizer? Não é possível nomear o número dos dons que a Igreja,
espalhada pelo mundo inteiro, recebeu de Deus, em nome de
Jesus Cristo, que foi crucificado sob Pôncio Pilatos, e que ela exerce
dia a dia em benefício dos gentios, não praticando engano contra
ninguém, nem aceita qualquer recompensa por causa de tais
intervenções milagrosas. Pois, como ela recebeu livremente de
Deus, livremente também ministra [para outros]”

(Irineu-Contra as Heresias, Livro II, 32:4 – Século II d.C)


"Da mesma forma, também ouvimos muitos irmãos na igreja
que possuem dons proféticos, e que, através do Espírito,
falam todos os tipos de línguas e trazem à luz para o bem
comum as coisas escondidas dos homens e declaram os
mistérios de Deus, que são também ‘espirituais’ como chama o
apóstolo, porque participam do Espírito”

(Irineu - Contra as Heresias, Livro V, 6:1 – Século II d.C)

“(...) deixe-o produzir um salmo, uma visão, uma oração –


apenas deixe que seja guiado pelo Espírito, em êxtase, isto é,
em um arrebatamento, sempre que uma interpretação de
línguas lhe ocorrer; deixe-o mostrar-me também que qualquer
mulher de linguagem altiva em sua comunidade já tenha
profetizado entre as irmãs especialmente sagradas dele. Agora,
todos esses sinais (de dons espirituais) se encontram do
meu lado sem qualquer dificuldade, e eles concordam,
também, com as regras, as dispensações e as instruções do
Criador; portanto, sem dúvida, o Cristo, o Espírito e o apóstolo
pertencem exclusivamente ao meu Deus”

(Tertuliano - Contra Marcião 5.8 – séculos II e III d.C)

"Porque os dons proféticos permanecem conosco até o


presente momento"
(Justino Mártir - Diálogo com Trifão, 39 – século II d.C)
"Porque os dons proféticos permanecem conosco até o presente
momento"
(Justino Mártir - Diálogo com Trifão, 39 – século II d.C)

“Hoje é possível ver entre nós mulheres e homens que possuem


dons do Espírito de Deus”
(Justino Mártir - Diálogo com Trifão, 88 – século II d.C)

“A estas promessas, são acrescentadas palavras estranhas,


fanáticas e completamente ininteligíveis, das quais nenhuma
pessoa racional poderia encontrar o significado, porque elas são
tão obscuras, que não têm um significado em seu todo”

O herege Celso afirmando que não compreendia o milagre das línguas entre
os cristãos
(Orígenes - Contra Celso, Livro VII, 9 – Séculos II e III d.C)
Manifestação do dom de Línguas na Idade Média e Moderna

❑ A História da Igreja Cristã, de Philip Schaff, registra que o falar


em línguas ocorreu entre os huguenotes, entre os primeiros
quakers e entre os metodistas no renascimento irlandês de
1859. A Enciclopédia Britânica afirma que a glossolalia (i.e, o falar
em línguas) reapareceu nos avivamentos cristãos de todas as
eras, inclusive nos “mendigos” do século XIII e entre os
jansenistas.

❑ A mesma experiência ocorreu com grandes líderes cristãos de


tempos posteriores como George Withefield, D. L. Moody,
entre pietistas e até reformadores, mas de forma mais
concreta temos o testemunho de Charles Finney, que relatou
sua experiência em sua autobiografia: "Recebi um grande
batismo no Espírito Santo... não sei se deveria dizer, mas não
pude me conter e balbuciava palavras inexpressivas do meu
coração”.

❑ O mesmo ocorreu no famoso “avivamento da rua Azusa” (de


1906), como se segue... 
PENTECOSTALISMO MODERNO

• As origens do movimento pentecostal


moderno podem ser rastreadas até
1º de janeiro de 1901, numa
pequena escola bíblica em Topeka,
Kansas, EUA. O movimento começou
em uma Escola Bíblica e foi
estimulado por um estudo cuidadoso
da Biblia.

• A perspectiva teológica Pentecostal


foi transmitida a William Seymour,
pregador negro sério que levou a
mensagem pentecostal para uma
pequena missão improvisada no sul
da Califórnia. O avivamento da Rua
Azusa (1906-1909) que Seymour
presidiu semeou as sementes de um
movimento que se tornaria “o
movimento social de maior sucesso
William Seymour, líder do
do século XX”. avivamento da rua Azusa
Avivamento da Rua Azusa – (1906-1909)

Histórias do reavivamento rapidamente se espalharam pela América do Norte, Europa e


outras partes do mundo por onde os participantes viajaram, testemunharam e publicaram
artigos em publicações cristãs do segmento. O Periódico “A Fé Apostólica” foi particularmente
influente através dos trabalhos editados por Seymour e Clara Lum, publicados entre
setembro de 1906 e maio de 1908. Distribuídas gratuitamente, milhares de ministros e leigos
receberam cópias, tantos nos EUA como no exterior: 5.000 cópias foram impressas na
primeira edição (setembro de 1906), e em 1907 a tiragem chegou a 40.000 exemplares.
A Assembleia de Deus chegou ao Brasil por intermédio dos missionários suecos
Daniel Berg e Gunnar Vingren , que aportaram em Belém, capital do Estado do
Pará, em 19 de novembro de 1910, vindos dos Estados Unidos. A princípio,
frequentaram a Igreja Batista, denominação a que ambos pertenciam nos Estados
Unidos. Os missionários suecos traziam a doutrina do batismo no Espírito Santo,
com a glossolalia — o falar em línguas espirituais inteligíveis— manifestações que
ocorrem desde a igreja primitiva, e vinham ocorrendo na história e na era
contemporânea em reuniões de oração nos Estados Unidos e também em outros
países.
PENTECOSTALISMO – Denominações e ligações

❑ Os cristãos pentecostais no mundo são mais de 630 milhões

❑ 70% dos Cristãos protestantes que existem no mundo são pentecostais.(2000)

❑ De acordo com censo de 2010 realizado pelo IBGE, a Assembleia de Deus


no Brasil conta com a estimativa de 22,5 milhões de membros.

❑ Uma estimativa do Instituto Hartford de Pesquisa Religiosa diz que, em


2025, os pentecostais serão mais de um bilhão em todo o mundo,
representando 45% de todos os cristãos (católicos, ortodoxos e
protestantes em geral).

❑ A enorme igreja Assembleia de Deus australiana, Hillsong (se


desvinculou em Setembro de 2018), tem uma membresia de mais de 34
mil membros e cresce cerca de 8,5% por semana, e possui 100 mil
membros mundialmente. Suas canções são cantadas nas igrejas pelo
mundo a fora. (jornal australiano Daily Telegraph/2015)

❑ Contudo, esse crescimento está sendo comprometido no Brasil nos


últimos dez anos por ideologias esquerdistas oriundas de setores das
igrejas protestantes tradicionais, de onde sai não somente o grosso da
esquerda ideológica evangélica, mas também a principal oposição ao
pentecostalismo e neopentecostalismo.
HILLSONG Church, uma megapentecostal em Sydney, Austrália.
Pentecostal: Cristão que crê que o livro de Atos fornece um modelo
para a igreja contemporânea e, nesta base, incentiva todos os crentes
a experimentar o batismo no Espírito (At 2.4), entendido como
capacitação para a missão, distinto da regeneração, que é marcado
por falar em línguas, e afirma que “sinais e maravilhas”, inclusive
todos os dons mencionados em 1 Coríntios 12.8-10, devem
caracterizar a vida da igreja hoje.

Neopentecostal: Cristão que concorda e age em conformidade com


todos os princípios listados acima, exceto a afirmação de que o falar
em línguas serve de sinal normativo para o batismo no Espírito.

Carismático: Cristão que crê que todos os dons listados em 1


Coríntios12.8-10, incluindo profecia, línguas e curas, estão disponíveis
para a igreja hoje; mas rejeita a afirmação de que o batismo no
Espírito (At 2.4) é capacitação para a missão distinta da regeneração.

Não carismático: Cristão que rejeita a afirmação de que o batismo


no Espírito (At 2.4) é capacitação para a missão distinta da
regeneração, e que também rejeita a validade de pelo menos um ou
mais dos dons do Espírito listados em 1 Coríntios 12.8-10 para a igreja
hoje.
 EQUIVOCOS NA DEFINIÇÃO DE “PENTECOSTAIS” 
❑ Alguns acadêmicos não identificam com precisão quem são os
pentecostais, gerando termos impróprios. Esse equívoco ocorre
por duas razões principais:

(1)PRAGMÁTICA: Muitos que atuam no ensino ou pesquisa em


universidades, conceituam o movimento pentecostal nos maiores, mais
amplos e difusos termos possíveis. Pois um número elevado de pessoas é
inclusivo e produz empolgação para os orientadores, interesse e custeio
para a pesquisa. Exemplo: Alguns acadêmicos propõem equivocadamente
que os pentecostais, em geral, são “todos” os que possuem o histórico
enfoque apenas no exercício dos dons espirituais.(Conceito infeliz,
mas como abrange grande quantidade de comunidades cristãs que vivem
os dons espirituais, facilmente o pesquisador alcança êxito na aprovação
de recursos para a pesquisa.

(2)IDEOLÓGICA: Muitos estudiosos do movimento pentecostal não são


pentecostais na prática e buscam definir o movimento pentecostal em
grande parte ou exclusivamente em termos sociológicos, com uma análise
sociológica conscientemente orientada por preocupações ideológicas. É o
caso de um pesquisador de orientação elitizada – jamais compreenderá o
movimento pentecostal por considera-lo previamente um movimento
voltado apenas as para as massas menos favorecidas.
O que queremos dizer quando dizemos: “Sou pentecostal”?

(1)Primeiramente, os Pentecostais leem o livro de Atos como modelo para a vida.


É apropriado e consistente com a intenção do autor bíblico? Examinaremos essa
questão nas lições que seguem.
(2) Segundo, os pentecostais enfatizam que o batismo no Espírito prometido para
todo crente em Atos 1—2 não deve ser confundido com a regeneração ou
conversão. Ao contrário, trata-se de uma capacitação profética e missiológica.
Exploraremos as evidências bíblicas a favor dessa posição nas lições que seguem.
(3) Terceiro, o movimento pentecostal desde o início, em conformidade com a
narrativa em Atos (At 2.4; 10.46; 19.6), vinculou o falar em línguas com o
batismo no Espírito Santo. Os primeiros pentecostais descreviam as línguas como
marcador único, um sinal ou evidência do batismo no Espírito.
Continua…