Você está na página 1de 15

Representações do planeta Terra

Imagem satélite Globo terrestre

Mapas
Fotografia aérea

Globo terrestre

Vantagens:

 Representam a Terra tal qual ela é, sem a deformar;


 Permite a simulação dos movimentos da Terra (rotação e translação).

Desvantagens:

 Difícil transporte e arrumação;


 Difícil leitura, não permitem visualizar ao mesmo tempo a totalidade da
superfície terrestre;
 Representam a realidade com dimensões muito reduzidas.

Mapas

Tanto podem representar a totalidade da superfície terrestre como apenas uma parte.
Ao mapa que representa toda a Terra chamamos planisfério.

Vantagens:
 Fácil transporte, arrumação e leitura;
 Tanto podem representar a totalidade da superfície terrestre como apenas
uma parte dela.

Desvantagens:
 Representam a superfície terrestre mais ou menos deformada.
Principais elementos de um mapa

Titulo – informa sobre o que


está representado no mapa

Orientação – indica a direção


do Norte. Aparece o desenho
de uma seta ou a rosa-dos-
ventos.

Legenda - dá informações
quanto ao significado dos
sinais ou cores usados no
mapa.

Escala – indica o número de vezes que a realidade foi reduzida.

 Escala numérica – 1:4000 significa que um centímetro no mapa corresponde a


4000 centímetros na realidade.
 Escala gráfica - significa que um espaço no mapa igual a este
segmento de reta corresponde, na realidade, a 150 km.

Fonte- informa sobre quem é o autor do mapa ou a origem dos dados registados.

Rosa-dos-ventos

A rosa-dos-ventos indica a direção dos pontos cardeais e dos pontos colaterais.

Pontos cardeais são:

 Norte (N)
 Sul (S),
 Este (E),
 Oeste (O).

Pontos colaterais são:

 Nordeste (NE),
 Noroeste (NO),
 Sudeste (SE),
 Sudoeste (SO)

O Este indica o lugar o nasce o Sol. É também chamado de Nascente, Levante ou


Oriente.

O Oeste indica o lugar onde o Sol se põe. É também chamado Poente ou Ocidente.
Continentes e Oceanos
Planeta Azul

 Dois terços da superfície terrestre são compostos por


água (71%)
 Um terço é ocupado por terra (29%)
 Por isso, o Planeta é também conhecido por Planeta
Azul.

Continentes

 Europa
o 4 vezes menor que a Ásia
o Unida à Ásia
o Linha da costa do continente é muito recortada, formando muitos cabos
e penínsulas
 Ásia
o Maior dos continentes
o Continente mais povoado
o Pico mais alto do mundo – Monte Evereste – com cerca de 8850m
 África
o Continente muito uniforme
o Costa pouco recortada
 América
o 2 Grandes subcontinentes
 América do Norte
 América do Sul
 Amazónia – uma das maiores regiões florestais do
mundo
 Oceânia
o Austrália, Nova Zelândia e por inúmeras ilhas espalhadas pelos oceanos
Pacifico e Índico
 Antártida
o Continente permanentemente coberto de gelo
o Não é habitado

Oceanos

Comunicam todos entre si e ocupam a maior parte da superfície terrestre

 Atlântico
 Índico
 Pacífico
 Glacial Ártico
 Glacial Antártico

Rede de linhas e pontos imaginários


Polos – representam o extremo Norte e Sul da Terra

Equador – é uma linha imaginária situada a igual distancia dos


polos e que divide a Terra em duas partes iguais, os Hemisférios

Eixo da Terra – é a linha imaginária que liga o Polo Norte ao Polo


Sul e passa pelo centro da Terra.

Paralelos – são círculos paralelos à linha do Equador

 Circulo Polar Ártico


 Trópico de Câncer
 Trópico de Capricórnio
 Circulo Polar Antártico

Meridianos – são círculos perpendiculares ao equador e passam pelos polos.

 Meridiano de Greenwich – meridiano principal


Localização de Portugal e da Península Ibérica na Europa
e no Mundo
Portugal

 Portugal Continental
 Portugal Insular
o Açores
o Madeira

Portugal localiza-se na parte mais ocidental da Península Ibérica e é banhado pelo


Oceano Atlântico.

Península Ibérica

 Portugal
 Espanha

 Localiza-se no extremo
sudoeste da Europa entre o
Oceano Atlântico e o Mar
mediterrâneo
 É uma das principais
penínsulas do continente
europeu
 Forma de polígono
 Costa pouco recortada

Limites naturais

 A norte, a oeste e a sul – Oceano Atlântico


 A Sul, Sudeste e Este - Mar Mediterrâneo
 A nordeste (istmo) – cadeia dos Pirenéus

Importância da posição da Península Ibérica

Ocupa uma posição estratégica na europa e no Mundo


 Parte da Europa mais perto de África – apenas separada pelo Estreito de Gibraltar
 Grande parte da linha costeira banhada pelo Oceano Atlântico. O Oceano Atlântico faz
a Ponte de ligação entre a América, Europa e África.
Características Naturais da Península ibérica
Formas de Relevo

 Planície – grande superfície de terreno plano e de pouca altitude.


 Planalto – grande superfície de terreno plano ou ondulado de média ou grande
altitude.
 Montanha – elevação de terreno que se destaca das terras circundantes pela
sua altitude.
 Vale – espaço compreendido entre dois montes no qual, geralmente, corre um
rio.

Altitude

Distancia em medos medida na vertical a partir do nível médio das águas do mar
até um certo lugar

 Altitude positiva – acima do nível médio das águas do mar


 Altitude negativa – abaixo do nível médio das águas do mar

A Península Ibérica é uma das regiões mais montanhosas da Europa.


O Centro da PI é constituído por um conjunto de planaltos e montanhas que se
inclinam para ocidente

 Planalto Central
 Cordilheira Central – cadeia montanhosa que corta ameio o Planalto central

Fora da Cordilheira Central existem outras montanhas como, por exemplo, a


Cordilheira dos Pirenéus.

Na PI também existem planícies:

 Pequenas planícies costeiras


 3 Grandes planícies – nas margens dos grandes rios
o Planície do Ebro
o Planície do Guadalquivir
o Planície do Tejo- Sado

Portugal

2 Zonas distintas

 Norte
o Zona das terras altas
 Planaltos e serras
 Serras de maior altitude
 Peneda
 Geres
 Marão
 Montemuro
 Estrela
o Litoral
 Pequenas planícies
costeiras
 Sul
o Zona das terras baixas
o Principais planícies portuguesas
 Planície fluvial do Tejo e
Sado
 Grandes planícies
onduladas do Alentejo
o Interior
 Planaltos e Serras

Costa Portuguesa:

 Pouco recortada
 2 Tipos de costa:
o Baixa e arenosa
o Alta e rochosa
Clima da Península Ibérica
Estado de tempo

 Estado da atmosfera num determinado local e momento


 Varia al longo do dia
 Diferente de clima

Clima

 Para caracterizar o clima temos de ter em conta os valores médios dos


elementos climáticos durante 30 anos

Elementos do clima

 Temperatura  Precipitação
o Grau de feio ou calor do o Quantidade de água
ar caída no solo

o o
termómetro Pluviómetro

 Vento

Anemómetro – velocidade do vento

Cata-vento – direção do vento


Diferentes Zonas Climáticas

No planeta Terra existem três zonas


climáticas

 Zona Quente: a que fica mais perto


do Equador.
 Zonas Frias: as que ficam mais perto
dos pólos.
 Zonas Temperadas: as que se
localizam entre a Zona Quente e as
Zonas Frias. Têm estações.

A PI localiza-se na Zona Temperada do Norte, por isso, tem um Clima Temperado.


Contudo, o clima temperado da PI apresenta diferenças regionais.

A B A Norte e Muito húmidos Clima


Noroeste Chuvas abundantes temperado
Temperaturas suaves marítimo
tanto no inverno como
verão
b Interior Invernos muito frios Clima
C
Poucas chuvas temperado
Verões muito quentes continental
c Sul Seco Clima
Poucas chuvas temperado
Inversos suaves mediterrâneo
Verões quentes
Influência do mar e do
ar quente do Norte de
África

Fatores de clima

Explicam as variações regionais na PI

 A proximidade ou afastamento do mar


 O relevo
 Os ventos dominantes

Portugal

Clima temperado

Variações regionais: Sul mais quente e seco que o Norte, mas


também existem variações entre litoral e interior.
Chuvas abundantes
Norte litoral Temperaturas amenas no verão
e no inverno
Ex: Porto
Norte interior Poucas chuvas
Invernos muito frios, com neve
Verões quentes e secos
Ex: Macedo de Cavaleiros
Sul Poucas chuvas
Verões quentes
Invernos suaves
Ex: Faro
Os rios da Península Ibérica
 Rede hidrográfica
o Conjunto formado por um rio principal e todos aos seus afluentes
 Bacia hidrográfica
o Área onde está inserida a rede hidrográfica e que recebe toda a água
que chega a esse espaço.

Quase todos os rios da Pi nascem nas grandes cadeias montanhosas, onde existem
muitas nascentes e neves. Esses rios são muito influenciados pelo relevo e é a
inclinação do relevo que determina a direção que o rio toma.

Os principais rios da Península Ibérica desaguam no Oceano Atlântico e no Mar


Mediterrâneo.

Desaguam no Oceano Atlântico:


 Rio Douro Desaguam no Mar mediterrâneo:
 Rio Tejo  Rio Ebro
 Rio Guadiana  Rio Júcar
 Rio Guadalquivir

Rios luso-espanhóis – rios que nascem em Espanha e continuam o seu percurso por
Portugal. Ex: Douro.
Rios Nacionais – rios que correm apenas em Território Português. Ex: Mondego, Sado
Caudal – quantidade de água que o rio transporta.
Tanto os rios do Norte como do Sul têm um caudal variável ao longo do ano. Em
algumas regiões chegam mesmo a ter períodos de secas, no verão, e de grandes
cheias, no Inverno.
Por influência da precipitação, os rios do Norte são em maior número, têm menos
períodos de seca e o seu curso é mais rápido que os rios do Sul.
Vegetação natural da Península Ibérica
Vegetação natural de uma região

Aquela que nasce sem intervenção do homem e está relacionada com o clima e relevo
daquela região.

Na PI a vegetação natural quase já não existe. Apesar de estar a ser destruída ao longo
dos anos (Homem, poluição, incêndios) podemos ainda encontrar dois tipos de
vegetação natural na Península Ibérica. As características do relevo e do clima fazem
com que vegetação dominante na Pi seja diferente conforme as regiões.
Ibéria Húmida
Norte e Noroeste da PI
Paisagem sempre verde
Florestas de folha caduca, prados naturais e
matagais
Norte de Portugal – carvalhos, castanheiros e
junto à costa os pinheiros bravos
Ibéria Seca
Interior e Sul da PI
Paisagem menos verde
Florestas de folha persistente, matagais e
arbustos.
Sul de Portugal – sobreiros, azinheiras e os
pinheiros mansos

Nos nossos dias há muitas espécies de plantas ameaçadas de extinção (trevo de folhas,
narcisos do mondego, lírio do Gerês, teixo e ulmeiro. Portanto, há necessidade de se
tomarem medidas de prevenção da vegetação natural. Muitos municípios apostam na
plantação de espécies originárias das suas terras.

Diversidade natural dos arquipélagos dos Açores e da


Madeira
Arquipélago dos Açores

 Situa-se no Oceano Atlântico, a meio caminho entre a Europa e a América


 9 ilhas
o 3 grupos
 Oriental
 Santa Maria
 São Miguel

 Central
 Terceira
 Graciosa
 S. Jorge
 Pico
 Faial
 Ocidental
 Flores
 Corvo

Arquipélago da Madeira

 Situa-se no Oceano Atlântico, a Sudoeste da Europa


 Constituído:
o adeira
o Porto Santo
o Desertas – grupo de olhas desabitadas
o Selvagens – grupo de olhas desabitadas

Relevo

 O Relevo dos arquipélagos dos Açores e da Madeira é muito montanhoso e de


origem vulcânica. Ilhas com costas altas e de difícil acesso.
 As maiores altitudes situam-se na parte central das ilhas.
 Pico- Ponto mais alto de Portugal, situado no Pico no arquipélago dos Açores
com 2351m de altitude.

Cursos de Água

Os cursos de água tanto nos açores como na Madeira são pouco extensos – ribeiras.

Nascem na parte central das ilhas, e devido aos desníveis de relevo, nos meses mais
chuvosos as suas águas são torrenciais.

 Nos Açores encontram-se algumas grandes lagoas, que ocupam crateras de


vulcões extintos.
o Lagoa das 7 cidades –ilha de S. Miguel

o Lagoa do Caldeirão – ilha do Corvo

Clima

O clima nos Açores e na Madeira é considerado temperado

 Açores
o Não há grandes diferenças de temperatura entre as 4 estações do ano
o Chuvas frequentes durante todo o ano
 Madeira
o Verão quente e seco
o Inverno ameno
o Precipitações mais elevadas na montanha e vertente norte

Vegetação natural

 Açores
o Cedros
o Loureiros
o Faias
o Urze
o Giestas
o Fetos gigantes
 Madeira
o Ainda se preserva grande parte da floresta tradicional – Laurissilva
 Dragoeiros
 Loureiros
 Urzes
 Giestas
 Zimbro
 Jasmim
 1999- Património da Humanidade