Você está na página 1de 9

03/10/2018

Definição
 Perda involuntária de urina.

Incontinência urinária (IU)

Profa. Ms. Aline Fernanda Perez Machado

International Continence Society - ICS. Committee of Standardization, 2002

Tipos de IU Incontinência urinária por esforço


 Incontinência urinária de esforço (IUE)  Definição:
 Perda involuntária de urina em função do aumento da pressão
intra-abdominal, na ausência de contração do músculo
detrusor.

 Bexiga Hiperativa (BH)

 Incontinência urinária mista (IUM)

1
03/10/2018

Sintomas de IUE Incontinência urinária por esforço


 Perdas urinárias ao esforço:  Tratamento medicamentoso

 Tossir

 Espirrar
 Fisioterapia
 Cinesioterapia
 Carregar peso
 Eletroestimulação

 Andar/Correr

Bexiga hiperativa Bexiga hiperativa


 Definição:
 Síndrome caracterizada pela presença de urgência miccional
com ou sem incontinência

 Condição: contração involuntária do músculo detrusor na fase


de enchimento vesical.

2
03/10/2018

Bexiga hiperativa Tratamento da BH


 Associada à sintomas:  Tratamento medicamentoso: anticolinérgicos
 Urgência miccional (oxibutinina)
 Objetivo: reduzir a atividade contrátil do músculo detrusor.
 Urge-incontinência  Efeitos colaterais: boca seca, constipação intestinal e visão
turva.
 Noctúria
 Fisioterapia
 Polaciúria  Cinesioterapia
 Estimulação elétrica
 Enurese noturna  Terapia comportamental

Incontinência urinária mista (IUM) Avaliação fisioterapêutica


 Combinação dos 2 tipos de incontinência urinária: IUE e
BH

3
03/10/2018

AFA (Escala de Ortiz) Testes adicionais


 Diário miccional
GRAU Objetiva Subjetiva

( )0 Ausente Ausente  Pad Test (Teste do absorvente)

( )1 Ausente Reconhecível
 PERFECT:
( )2 Débil Reconhecível  P = Power (força): graduar de acordo com o sistema de Oxford
 E = Endurance (manutenção da contração): tempo em que a contração é mantida e sustentada (ideal =
mais de 10 segundos)
( )3 Presente Resistência opositora < 5 seg.
 R = repetição (de contrações mantidas): número de contrações (com duração de 5 segundos com
repouso de 4 segundos entre elas) que a paciente consegue realizar sem comprometimento da mesma
( )4 Presente Resistência opositora > ou = 5 seg.  F = Fast (número de contrações rápidas): número de contrações rápidas de 1 segundo (até 10 x)
 E = Every , C = Contractions, T= timed: cronometragem de todas as contrações.

 Questionário de Qualidade de Vida:


 King’s Health Questionnaire

Exames complementares FISIOTERAPIA NA IUE


 Teste de urina e urocultura  Cinesioterapia para a MAP
 Ultrassonografia  Arnould Kegel (1948): 300 a 400 contrações diárias

 Estudo urodinâmico  Estimulação elétrica – Corrente Russa

 “Exercícios voluntários”
 Toque bidigital
 Cones vaginais
 Perineômetro (perina)
 Biofeedback por eletromiografia

4
03/10/2018

Cinesioterapia para a MAP Tipos de fibras musculares no assoalho pélvico


 Contrações lentas
 Fibras tipo I (70%)
 Tônus e suporte vesical

 Contrações rápidas
 Fibras tipo II (30%)
 Mantém continência no aumento da pressão intra-abdominal

 BH: inibe contração involuntária do detrusor.

Estimulação Elétrica – Corrente Russa Sugestão de parâmetros: Corrente Russa


 Frequência: 35 e 50 Hz
 Duração de pulso: 250 μs
 Ton/Toff: 1:2
 Subida/Descida: 0,5-1,0 s
 Amplitude da corrente: limiar motor
 Eletrodo: transvaginal
 Posicionamento: intravaginal
 Tempo: até 20 minutos

5
03/10/2018

Cones vaginais Cones vaginais


 Peso: 25 a 75 g
 Adequado: sensação de perda do cone

 Formas de tratamento:
 Fase passiva: sem contração voluntária da MAP
 15 minutos – 2x/dia

 Fase ativa: com contração voluntária MAP


 30 contrações – 2x/dia

Perineômetro Perineômetro

6
03/10/2018

Biofeedback Treino funcional da MAP com Eletromiografia

FISIOTERAPIA NA BEXIGA HIPERATIVA Cinesioterapia para a MAP


OBJETIVO: inibir a contração involuntária do detrusor.  Quick flicks: contrações rápidas e repetitivas da MAP
 Objetivo: inibir a contração do detrusor, adiando a micção,
pelo reflexo inibitório: per´neo-detrusor.
 Cinesioterapia para a MAP

 Estimulação elétrica – TENS

 Terapia comportamental

7
03/10/2018

Estimulação elétrica - TENS Estimulação elétrica - TENS


 Hiperatividade do detrusor:
 Amarenco et al., 2003: diminuição da intensidade de
contração do detrusor, permitindo aumento da
capacidade vesical.
 Reflexos inibitórios eferentes para o detrusor ou ativação
de eferências hipogástricas através da estimulação
aferente na região sacral da micção.

 Opções do posicionamento dos eletrodos:


 Sacral
 Intravaginal
 Nervo tibial posterior

TENS no nervo tibial posterior Estimulação elétrica - TENS


 Parâmetros da TENS
 Frequência: 10 Hz

 Duração do pulso: 500 a 700 μs

 Amplitude da corrente: limiar sensitivo

 Eletrodo: transvaginal ou superficial

 Posicionamento: intravaginal ou nervo tibial posterior

 Tempo: 20 ou 30 minutos

8
03/10/2018

Terapia comportamental Referências bibliográficas


 Adequada ingesta hídrica  MORENO, AL. Fisioterapia em uroginecologia. São Paulo:
Manole, 2009.
 Evitar substâncias irritativas à bexiga:  Peter JM, Guidi HGC, Ribeiro RM, Baracat EC, Haddad JM.
 Frutas ácidas, adoçantes, álccol, cigarro, cafeína, chocolate, Aspectos atuais no tratamento da bexiga hiperativa.
refrigerantes, pimentas... FEMINA. 2009;37(9):505-10.
 BARACHO, E. Fisioterapia aplicada a obstetrícia,
 Treinamento vesical uroginecologia e aspectos de mastologia. Rio de Janeiro:
 Diário miccional Guanabara Koogan, 2007.
 Determinar intervalos entre as micções e aumentar  STEPHENSON, R G; O CONNOR, L J. Fisioterapia aplicada à
progressivamente ginecologia e obstetrícia. São Paulo: Manole, 2002.
 POLDEN M.; MANTLE J. Fisioterapia em ginecologia e
obstetrícia. São Paulo: Santos, 2002.