Você está na página 1de 34

Fonoaudiologia na

E quoterapia
Apresentadoras: C amila de C . C orrêa
P atrícia J. S . de S ouza
Thaís G onçalves
O rientadora: Fga. S ilvia Marta Moura
O que é Equoterapia?

• A palavra EQUOTERAPIA foi criada pela ANDE-


BRASIL.
• Origem do latim - EQUO que vem de EQUUS;
• TERAPIA que vem do grego THERAPEIA.
O que é Equoterapia?

• A Equoterapia é um método terapêutico e


educacional que utiliza o cavalo dentro de uma
abordagem interdisciplinar, nas áreas de Saúde,
Educação e Equitação, buscando o
desenvolvimento biopsicossocial de pessoas
portadoras de deficiência e/ou de necessidades
especiais.
(ANDE, 1999)
Histórico
• 400 A.C. : Hipócrates utilizou-se do cavalo para "regenerar a saúde"
de seus pacientes.

• No Brasil, a partir dos anos 80, foi criada a ANDE-Brasil.

• A Equoterapia foi reconhecida como método terapêutico em 1997


pela Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitacional e pelo
Conselho Federal de Medicina.
Associação Nacional de
Equoterapia (ANDE – Brasil)

Criada em 10 de Maio de 1989, é uma entidade


civil, filantrópica, assistencial, terapêutica,
educativa, cultural, ambiental e desportiva, sem
fins lucrativos.

http://www.equoterapia.org.br/
Associação Nacional de
Equoterapia (ANDE – Brasil)
• Mantém a integridade do método terapêutico
dentro de princípios técnicos-cíentífico, éticos e
sociais.

• Capacita de forma adequada os profissionais que


atuarão em centros de equoterapia filiados.
A Equoterapia
• O cavalo envia informações sensoriais ao
praticante que por sua vez busca respostas
adaptativas apropriadas a estes estímulos.
A Equoterapia
• Enquanto estamos montando, o cérebro está
em constante atividade para que os ajustes
posturais, motores, respiratórios, etc, sejam
feitos.
A Equoterapia
• A maioria das pessoas desconhece os inúmeros
benefícios – não somente ao físico, mas também
à mente - que a cavalgada, ou um simples andar
à passo, proporcionam.
A Equoterapia
• O atendimento equoterápico só poderá ser
iniciado mediante parecer favorável em
avaliação médica, psicológica e fisioterápica.
A Equoterapia
• A segurança física do praticante dever ser uma preocupação constante de
toda a equipe, tendo em vista:

• o comportamento e atitudes habituais do cavalo;

• a segurança do equipamento de montaria, particularmente correias,


presilhas, estribos, selas e manta;

• à vestimenta do cavaleiro, principalmente nos itens que podem trazer


desconforto ou riscos de outras naturezas;

• o local das sessões onde possam ocorrer ruídos anormais que venham
assustar os animais.
A Equoterapia
• Programas:
2. Hipoterapia
Nesta fase o programa é essencialmente da área de reabilitação. O
cavalo é usado principalmente como instrumento cinesioterapêutico.

2. Educação e Reeducação
3. Pré-Esportiva
Indicação
• Comprometimentos motores

• Comprometimentos mentais

• Comprometimentos emocionais

• Comprometimentos sociais

• Deficiência visual

• Deficiência auditiva

• Problemas escolares

• Pessoas "saudáveis"
Contra Indicação
• Excessiva fadiga ligamentar das primeiras vértebras cervicais
• Cardiopatias agudas
• Instabilidades da coluna vertebral
• Graves afecções da coluna cervical como hérnia de disco
• Luxações de ombro ou de quadril
• Escoliose em evolução, de 30 graus ou mais
• Hidrocefalia com válvula

• Processos artríticos em fase aguda

• Úlceras de decúbito na região pélvica ou nos membros inferiores

• Epífises de crescimento em estágio evolutivo

• Doenças da medula com o desaparecimento de sensibilidade dos membros


inferiores

• Pacientes com comportamento autodestrutivo ou com medo incoercível


• Hemofílicos e Leucêmicos*
Consultório X Equoterapia

• Estimulação do esquema corporal

Nariz Orelha

• Adaptações Olho Olho

– Nomeação Orelha
Nariz
Boca

– Função Boca

– Comparação
Rabo
– Desenhos


Movimento
Tridimensional
• Ação da pelve humana no andar

• Entradas sensoriais em forma de propriocepção


profunda

• Estimulações vestibular,
olfativa, visual, auditiva e
cinestésica.
Movimento
Tridimensional
O praticante da equoterapia é
levado a acompanhar os
movimentos do cavalo, tendo
que manter o equilíbrio e
coordenação para movimentar
simultaneamente tronco,
braços, ombros, cabeça e o
restante do corpo, dentro de
seus limites.
Coordenação Motora
• Movimentos amplos

• Movimentos finos

• Dissociação de movimentos
Quantidade de
Movimentos
• Em um minuto:

– De 1.800 a 2.200 estímulos na região do pélvis e


coluna

– Em torno de 40 a 45 mil estímulos numa sessão de


meia hora
Equipe Interdisciplinar
• Conhecimento sobre a patologia

• Efeitos do movimento tridimensional


do animal no praticante.

• Habilidade para entender


as necessidades deste,
facilitando o processo da
terapia.
Equipe Interdisciplinar
Médico
Psicopedagogo Fisioterapeuta

Psicólogo

Assistente

Social
Fonoaudiólogo

Instrutor
Terapeuta
de

Equitação Ocupacional Outros


A Equoterapia é um dos raros
métodos, ou melhor, talvez o
único, que permite que o paciente
vivencie muitos acontecimentos
ao mesmo tempo e no qual as
ações, reações e informações são
bastante numerosas.
Ea
Fonoaudiologia?
Função Fonoaudiólogo
• Avaliação
• Diagnóstico
• Encaminhamento
• Traçar o processo terapêutico
• Orientar
• Trocar informações
• Fazer reavaliações constantes.
Produção da fala
• Ritmo

• Controle respiratório

• Tônus postural adequado

• Padrões normais de movimento

• Coordenação fono-respiratória

• Posicionamento correto de cabeça e corpo


• Adaptar os exercícios

• Dependendo : necessidades

• Estimulação do meio ambiente e


do cavalo

• Resultado : terapia lúdica e


prazerosa.
Exercícios

• Jogar um beijo para o cavalo


• Estalar de língua

Musicoterapia e onomatopéias.
• Estimulação com o trabalho ao ar
livre.

• Todas as funções intelectivas são


estimuladas durante qualquer tipo de
exercício.

• Função mais enfatizada através de


atividades específicas e adaptadas.
“Análise eletromiográfica do músculo orbicular da boca em
crianças portadoras da síndrome da respiração bucal, pré e pós-
tratamento em Equoterapia”
Maria Roberta Dias Veneziani Cantarelli - 2006

 Respiração nasal
 Adequação da postura global
Todo trabalho com o ser humano é melhor realizado
quando diferentes profissionais trabalham cada um
em sua disciplina, mas com objetivo geral
semelhante, buscando a coesão, a complementação e
o enriquecimento do tratamento.

Cabe à fonoaudióloga utilizar o cavalo como um


recurso terapêutico, aplicando seus conhecimentos
para desenvolver uma variedade de benefícios físicos,
mentais, sociais, educacionais e comportamentais.
Referências:
• http://www.equoterapia.com.br/artigos/artigo-10.php
• http://www.fonoaudiologia.com/trabalhos/artigos/artigo-037.htm
• http://www.equoterapia.com.br/artigos/artigo-01.php
• http://www.saudevidaonline.com.br/artigo74.htm
• http://www.utoc.net/Textos/TextosCient%C3%ADficos/FonoaudiologiaeEquot
erapia/tabid/84/Default.aspx
• http://www.portaldafisioterapia.com.br/site/modules.php?name=News&file=ar
ticle&sid=801
• http://www.horseonline.com.br/equoterapiaremediocavalo.htm
• Cantarelli, M.R.D.V. “Análise eletromiográfica do músculo orbicular da boca
em crianças portadoras da síndrome da respiração bucal, pré e pós-tratamento
em Equoterapia”. São José dos Campos, 2006.
• Santos, F.P.R. EQUOTERAPIA: uma perspectiva para desenvolvimento da
linguagem. Revista CEFAC. 55-61
Obrigada!

Você também pode gostar