Você está na página 1de 2

𝑑𝑦

1- A equação diferencial 𝑑𝑥 = 𝑃(𝑥) + 𝑄(𝑥)𝑦 + 𝑅(𝑥)𝑦 2 é conhecida como


equação de Riccati. Que pode ser resolvida por uma sucessão de duas
substituições desde que conheçamos uma solução particular 𝑦1 da equação.
(a) Mostre que a substituição y = 𝑦1 + 𝑢 reduz a equação de Riccati para
uma equação de Bernoulli com 𝑛 = 2. A equação de Bernoulli pode então
ser reduzida para uma equação linear pela substituição 𝑤 = 𝑢−1 .
(b) Determine uma família de soluções de um parâmetro para
𝑑𝑦 4 1 2
= − 2 − 𝑦 + 𝑦 2 , onde 𝑦1 = é uma solução conhecida da equação.
𝑑𝑥 𝑥 𝑥 𝑥
2- O comprador de uma casa não pode gastar mais de R$ 1500,00 por mês
pelo seu financiamento. Suponha que a taxa de juros é de 6% ao ano,
que os juros são capitalizados continuamente e que os pagamentos
também são feitos continuamente.
(a) Determine o pagamento mensal necessário para que o empréstimo seja
pago em 20 anos; em 30 anos.
(b) Determine os juros totais pagos durante o financiamento em cada um dos
casos no item (a)
3- Um lago é formado quando a água se acumula em uma depressão cônica
de raio 𝑎 e profundidade ℎ. Suponha que a água flui para dentro a uma
taxa constante 𝑘 e é perdida por evaporação a uma taxa proporcional à
área de superfície.
(a) Mostre que o volume 𝑉(𝑡) de água no lago em qualquer instante 𝑡
satisfaz a equação diferencial
2
𝑑𝑉 3𝑎 3 2
=𝑘− 𝛼 (𝜋ℎ) 𝑉 3onde 𝛼 é o coeficiente de evaporação.
𝑑𝑡
(b) Encontre a profundidade de equilíbrio de água no lago. Esse equilíbrio
é assintoticamente estável?
(c) Encontre uma condição que tem que ser satisfeita para o lago não
transbordar?
4- A utilização de métodos matemáticos para estudar a disseminação de
doenças contagiosas vem desde a década de 1760, pelos menos, quando
Daniel Bernoulli fez um trabalho relativo à varíola. Em anos mais recentes,
muitos modelos matemáticos foram propostos e estudados para diversas
doenças diferentes. O problema a seguir trata de um modelo mais simples
e as conclusões que podem ser tiradas de sua modelagem e resolução.
Modelos matemáticos semelhantes têm sido usados para descrever a
disseminação de boatos e de produtos de consumo.
Suponha que uma dada população pode ser dividida em duas partes: os
que têm uma determinada doença e podem infectar outros, e os que não
têm, mas são suscetíveis. Seja 𝑥 a proporção de indivíduos suscetíveis
e 𝑦 a proporção de indivíduos infectados; então 𝑥 + 𝑦 = 1. Suponha que
a doença espalha-se através do contato entre os elementos doentes da
𝑑𝑦
população e os sãos, e que a taxa de disseminação 𝑑t é proporcional ao
número de tais contatos. Além disso, suponha que os elementos de
ambos os grupos movem-se livremente, de modo que o número de
contatos é proporcional ao produto de 𝑥 e 𝑦. Como 𝑥 = 1 − 𝑦, obtemos o
𝑑𝑦
problema de valor inicial 𝑑t = 𝛼y(1-y), y(0) = y0 . Onde 𝛼 e y0 é a
proporção inicial de indivíduos infectados.
(a) Encontre os pontos de equilíbrio para a equação diferencial e
determine se cada um deles é assintoticamente estável, semi-instável
ou instável.
(b) Resolva o problema de valor inicial e verifique que as conclusões a
que você chegou no item (a) estão corretas. Mostre que 𝑦(𝑡) → 1
quando 𝑡 → ∞, o que significa que, finalmente, a população inteira
ficará doente.
5- Um problema geométrico que ocorre com frequência na engenharia é o
de encontrar uma família de curvas ( Trajetórias ortogonais) que cruza
determinada família de curvas ortogonalmente em cada ponto Por
exemplo, podemos obter as linhas de força de um campo elétrico e querer
encontrar a equação para as curvas equipotenciais. Considere a família
descritas por 𝐹(𝑥, 𝑦) = 𝑘, onde k é um parâmetro. Lembre-se, que para
𝜕𝐹 𝜕𝐹
𝑑𝑦 𝑑𝑥
cada curva na família, a inclinação é dada por 𝑑𝑥 = − 𝜕𝑥⁄𝜕𝐹 ou 𝑑𝑦 = − 𝜕𝑦⁄𝜕𝐹
𝜕𝑦 𝜕𝑥
(a) Lembre-se de que a inclinação de uma curva que é ortogonal (
perpendicular) a determinada curva é simplesmente a negativa recíproca
da inclinação da curva indicada. Usando esse fato, mostre que as curvas
ortogonais à família 𝐹(𝑥, 𝑦) = 𝑘 satisfaz a equação diferencial
𝜕𝐹 𝜕𝐹
(𝑥, 𝑦)𝑑𝑥 − (𝑥, 𝑦)𝑑𝑦 = 0
𝜕𝑦 𝜕𝑥

(b) Usando a equação diferencial anterior, mostre que as trajetórias


ortogonais para a família de círculos 𝑥 2 + 𝑦 2 = 𝑘 são apenas linhas retas
passando pela origem.
(c) Mostre que as trajetórias ortogonais para a família de hipérboles 𝑥𝑦 = 𝑘
são as hipérboles 𝑥 2 − 𝑦 2 = 𝑘