Você está na página 1de 13

AMPLIFICADOR

OPERACIONAL
AMPOP

Prof. Marcos Fergütz


Maio/2015

FONTE: FIGURAS DO GOOGLE.COM.BR


ORIGEM
• CIRCUITO QUE REALIZA OPERAÇÕES
MATEMÁTICAS (SOMA, SUBTRAÇÃO, INTEGRAÇÃO,
DIFERENCIAÇÃO) COM SINAIS ANALÓGICOS
(TENSÃO);
• UTILIZADOS EM COMPUTADORES ANALÓGICOS

válvulas Discreto à transistor integrado


HISTÓRICO
CIRCUITO INTERNO
(ESQUEMÁTICO)
ENCAPSULAMENTO E PINAGEM
CIRCUITOS APLICATIVOS

INVERSOR NÃO-INVERSOR

DIFERENCIAL
SOMADOR (SUBTRATOR)
MODELAMENTO
- REAL

- Resistência de Entrada (Ri) 106 a 1013 Ω


- Resistência de Saída (Ro) 10 a 100 Ω
- Ganho de Malha Aberta (a) 105 a 108
MODELAMENTO
- IDEAL

- Resistência de Entrada (Ri) ∞


- Resistência de Saída (Ro) 0 Ω
- Ganho de Malha Aberta (a) ∞
AMPOP INVERSOR – MODELO REAL

Equação nodal no terminal (+):

Equação nodal em Vo:


𝑉𝑜 − 𝑉𝑑 𝑉𝑜 − 𝐴. 𝑉𝑑
+ = 0 (2)
𝑅2 𝑅𝑜
Considerando os seguintes parâmetros:

Ajustando as equações, tem-se:


𝐴 1 1 1
e + 𝑉𝑑 = + 𝑉 (4)
𝑅𝑜 𝑅2 𝑅𝑜 𝑅2 𝑜

Substituindo os parâmetros nas equações 3 e 4, tem-se:

Substituindo a equação 6 em 5, tem-se:


AMPOP INVERSOR – MODELO IDEAL

Aplicando análise nodal na porta


inversora, tem-se:
𝑉𝑖 − 𝑒1 𝑉𝑜 − 𝑒2
+ =0
𝑅1 𝑅2
Sendo e1 = e2 = 0V, então:

Utilizando os parâmetros: em 1, tem-se:

Comparando com o resultado do modelo real:

Observa-se que o erro se dá na 5ª casa decimal, o que, para a maioria


das aplicações, pode ser desprezado. Portanto, utiliza-se o modelo
ideal, para facilitar a análise dos circuitos.
Circuito Não Inversor
Circuito Somador Inversor

Análise Nodal em (-):


Análise Nodal em (-):
Circuito Subtrator
Aplicando Divisor de Tensão em (+):

Análise Nodal em (-):


- Seguidor de Tensão

- Carregamento de Circuito:

If RS carregou a fonte

If
AMPOP “isolou” a entrada da saída, ou
seja, RS não carrega a fonte.