Você está na página 1de 2

que deslizavam.

Rindo, permiti que me ajudassem a levantar e esperei a vez de Nicole.


Obviamente, para atrair toda a atenção possível, antes de deslizar ela tirou o
vestido, deixando à mostra um biquíni que mal cobria seus enormes seios.
Os rapazes no final do percurso gritaram em apreciação enquanto ela se
levantava e ajeitava o biquíni.
 – O quê? – ela perguntou, sorrindo. – É muito mais divertido com um público
cativo, você não acha? Quer ir outra vez?
 – Por incrível que pareça, quero!
quero!
Deslizamos no plástico repetidas vezes, rindo como garotinhas em todas elas,
e correndo para o bar para beber mais um pouco entre uma descida e outra.
Nem percebi que meu vestido estava ensopado, ou que meu cabelo, antes
perfeitamente arrumado, estava parecendo mais um ninho de rato, ou que eu
estava mais bêbada do que já estivera em toda a vida. E, por mais que eu
tentasse, não conseguia parar de rir.
 – Bom, acho que é melhor a gente tentar se secar agora – comentou Nicole,
apontando na direção de uma fogueira que alguém tinha acabado de acender. – 
Ouvi um cara falar que estão preparando shots com Skittles lá dentro. Também
vai rolar uma Power Hour à meia-noite.
 – E isso é bom?
 – Isso é ótimo! – Ela sorriu. – Eles apagam
ap agam todas as
a s luzes, então se tivermos
curiosidade e quisermos segurar um pau, podemos simplesmente dar uma
apalpada para conferir.
conferir.
 – Você
Você é foda! – Explodi em risos
risos enquanto me sentava perto
perto da fogueira.
As chamas chiavam e brilhavam e, enquanto eu estendia a mão na direção do
calor, avistei Carter chegando ao deque.
Usando uma regata preta e calça jeans escura, ele ergueu um copo vermelho
na minha direção e na de Nicole antes de tomar um longo gole. Ao seu lado
estava Tina, que mantinha os olhos totalmente grudados no corpo dele.
Ela enrubescia e esfregava as mãos no peito de Carter, mas ele nem dava
atenção. Estava olhando para nós. Para mim.
Seus olhos percorreram meu corpo de cima a baixo, demorando-se em meu
vestido molhado e meus cabelos bagunçados, mas Carter parecia simplesmente
não questionar nada. Por fim, ele se virou para falar com Tina.
Eu observei enquanto ele lançava sua rotina “eu sei muito bem como fazer
para seduzir”: um olhar demorado nos olhos dela, um leve aperto na cintura e
algumas palavras sussurradas no ouvido direito que quase sempre a deixavam
corada no mesmo instante. Eu normalmente revirava os olhos ao vê-lo fazer
coisas assim, mas, essa noite, eu só conseguia me ver no lugar dela.

Você também pode gostar