Você está na página 1de 5

DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES - DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALENTEJO

135525 - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRAIOLOS


ESCOLA BÁSICA DE 2º E 3º CICLOS COM SECUNDÁRIO CUNHA RIVARA DE ARRAIOLOS
________________________________________________________________________________________________

PLANIFICAÇÃO ANUAL PARA O 11º ANO DE GEOGRAFIA EM 2018-2019

Unidades Conteúdos Objetivos Gerais Calendarização Instrumentos de


temáticas [Aulas de 90’] avaliação
- Caracterizar o sistema agrário das diferentes regiões agrárias.
MÓDULO 3: 1- As áreas rurais em mudança: [24 Aulas] Modalidades:
- Relacionar a heterogeneidade espacial das estruturas agrárias
1) As fragilidades dos sistemas agrários. com fatores físicos e humanos. 1º Período Avaliação de
Os espaços diagnóstico (no início
organizados pela 1.1) Deficiências estruturais - Explicar os problemas estruturais da agricultura portuguesa. do ano)
população 1.2) Características da população agrícola
- Relacionar o desenvolvimento do sector agrícola com as Avaliação formativa
1.3) Gestão e a utilização do solo arável
estruturas etária e socioprofissional da população ativa
Auto-avaliação
agrícola.
2) A agricultura portuguesa e a Política
Agrícola Comum. Avaliação sumativa
- Salientar a importância da pluriatividade na fixação da
população rural.
2.1) Potencialização do uso do solo agrário
2.2) Transformações do sector agrário - Caracterizar a ocupação da SAU.

- Explicar os fatores que condicionam o uso do espaço


3) As novas oportunidades para as áreas agrícola.
rurais.
- Problematizar a ocupação do solo considerando as suas
3.1) (Re) descoberta da multifuncionalidade do aptidões.
espaço rural
3.2) Estratégias integradas de desenvolvimento - Diferenciar os objetivos iniciais da PAC dos das respetivas
reformas.
rural
- Explicar os reflexos da PAC e das respetivas reformas na
agricultura portuguesa.

- Discutir impactos ambientais dos sistemas de produção


agropecuária.

- Equacionar a valorização das áreas rurais tendo em conta o


desenvolvimento sustentável dessas áreas.

Ano letivo de 2018/2019 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE GEOGRAFIA – 11º Ano 01


DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES - DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALENTEJO
135525 - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRAIOLOS
ESCOLA BÁSICA DE 2º E 3º CICLOS COM SECUNDÁRIO CUNHA RIVARA DE ARRAIOLOS
________________________________________________________________________________________________

- Equacionar o impacto do turismo no desenvolvimento das


áreas rurais.

2- As áreas urbanas: dinâmicas - Diferenciar espaço rural de espaço urbano. [28 Aulas] Instrumentos:
internas: - Relacionar a diferenciação do espaço urbano com os Fichas de aplicação de
transportes urbanos. conhecimentos
1) A organização das áreas urbanas. 1º Período
- Caracterizar as áreas funcionais do espaço urbano.
1.1) Áreas terciárias -
1.2) Áreas residenciais - Relacionar a localização das diferentes funções urbanas com Trabalho individual de
1.3) Implantação da indústria o valor do solo. 2º Período pesquisa, dentro e fora
da sala de aula.
2) A expansão urbana. - Explicar o papel das atividades terciárias na organização do
espaço urbano.
2.1) Subúrbios e as áreas periurbanas
2.2) Áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto - Explicar a diferenciação social das áreas residenciais. Trabalho de pesquisa
em grupo
3) Problemas urbanos. - Relacionar as principais funções das diferentes áreas urbanas
com as características da população.
3.1) Questões urbanísticas e ambientais
3.2) Condições de vida urbana - Relacionar o crescimento das áreas suburbanas e periurbanas Apresentação oral dos
com o dinamismo demográfico e funcional dos centros trabalhos efetuados
urbanos.

- Problematizar os impactos territoriais resultantes da


progressiva substituição do solo agrícola por usos urbanos. Verificação dos TPC e
da organização do
- Referir as heterogeneidades funcionais e sociais das áreas caderno diário
urbanas periféricas.

- Explicar o processo de formação das áreas metropolitanas.


Observação das atitudes
- Identificar os principais efeitos polarizadores das Áreas e comportamentos
Metropolitanas de Lisboa e do Porto, a nível nacional e (responsabilidade,
regional. autonomia, empenho,
cumprimento de regras,
- Equacionar os principais problemas urbanos; assiduidade e
pontualidade…)

3- A rede urbana e as novas relações - Analisar a distribuição espacial dos centros urbanos em [10 Aulas]
Portugal.
cidade-campo:

Ano letivo de 2018/2019 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE GEOGRAFIA – 11º Ano 02


DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES - DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALENTEJO
135525 - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRAIOLOS
ESCOLA BÁSICA DE 2º E 3º CICLOS COM SECUNDÁRIO CUNHA RIVARA DE ARRAIOLOS
________________________________________________________________________________________________

1) As características da rede urbana. - Caracterizar a rede urbana portuguesa.

1.1) Aglomerações urbanas no território - Comparar a rede urbana portuguesa com redes urbanas de
1.2) Hierarquia dos lugares na rede países europeus.
1.3) Vantagens e limitações da dispersão ou da
- Discutir medidas conducentes ao equilíbrio da rede urbana.
concentração do povoamento
- Equacionar o papel das cidades médias na reorganização da
rede urbana.
2) A reorganização da rede urbana.
- Problematizar o papel dos transportes e da criação de
2.1) O papel das cidades médias infraestruturas e equipamentos no desenvolvimento das
2.2) O atenuar do crescimento das grandes cidades médias.
aglomerações
2.3) A inserção na rede urbana europeia - Refletir sobre as vantagens e as limitações da concentração e
da dispersão do povoamento.
3) As parcerias entre cidades e mundo rural. - Discutir formas de complementaridade e de cooperação entre
as cidades.
3.1) Complementaridades funcionais
3.2) Estratégias de cooperação institucional - Discutir a posição hierárquica das cidades portuguesas nas
redes urbanas ibérica e europeia.

- Equacionar as consequências das parcerias entre cidades e o


mundo rural.

MÓDULO 4: 1- A população, como se movimenta e - Relacionar o encurtamento das distâncias com o [13 Aulas]
desenvolvimento dos transportes.
comunica:
A população, - Relacionar a dinamização das atividades económicas com o
como se desenvolvimento dos transportes. 2º Período
1) A diversidade dos modos de transporte e a
movimenta e desigualdade espacial das redes. -
- Comparar as vantagens e as desvantagens dos diferentes
comunica modos de transporte em Portugal.
1.1) A competitividade dos diferentes modos de 3º Período
transporte. - Conhecer a distribuição espacial das redes de transporte no
1.2) A distribuição espacial das redes de território português.
transporte.
1.3) A inserção nas redes transeuropeias. - Discutir a inserção das redes de transporte nacionais nas
redes europeias.

Ano letivo de 2018/2019 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE GEOGRAFIA – 11º Ano 03


DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES - DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALENTEJO
135525 - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRAIOLOS
ESCOLA BÁSICA DE 2º E 3º CICLOS COM SECUNDÁRIO CUNHA RIVARA DE ARRAIOLOS
________________________________________________________________________________________________

- Equacionar as questões da segurança, do ambiente e da saúde


2) A revolução das telecomunicações e o seu resultantes do uso dos diferentes modos de transporte.
impacto nas relações interterritoriais.
- Referir as vantagens do uso do transporte multimodal;
2.1) A distribuição espacial das redes de
comunicação. - Conhecer a distribuição espacial das redes de comunicação
2.2) O papel das TIC no dinamismo dos no território português.
diferentes espaços Geográficos.
- Relacionar o aumento dos fluxos de comunicação com o
3) Os transportes e as comunicações e a progresso e a rapidez de difusão das Novas Tecnologias de
qualidade de vida da população. Informação e Comunicação.

3.1) A multiplicidade dos espaços de vivência. - Equacionar os impactos territoriais resultantes do


3.2) Os problemas de segurança, de saúde e desenvolvimento das Tecnologias de Informação e
ambientais. Comunicação.

- Relacionar o aumento de relações espaciais e pessoais com a


modernização dos transportes e das comunicações.

- Compreender a importância das redes portuguesas nos fluxos


mundiais e no ciberespaço.

MÓDULO 5: 1- A integração de Portugal na União - Conhecer os critérios definidos pelo Conselho Europeu para [12 Aulas]
adesão dos PECO.
Europeia:
A integração de - Refletir sobre as implicações, em Portugal, do alargamento a
Portugal na Leste.
1) Os desafios para Portugal do alargamento
União Europeia: da União Europeia. - Conhecer as adaptações das instituições da União Europeia
novos desafios, tendo em vista o alargamento.
novas
2) A valorização ambiental em Portugal e a - Comparar o estado da Política do Ambiente de Portugal com
0portunidades Política Ambiental Comunitária. o de outros países da União Europeia.

- Discutir as realizações mais importantes, em Portugal, no


2.1) As regiões portuguesas no contexto das domínio da Política do Ambiente.
políticas regionais da União Europeia
- Reconhecer a existência de disparidades económicas e
sociais a nível regional.

Ano letivo de 2018/2019 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE GEOGRAFIA – 11º Ano 04


DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES - DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALENTEJO
135525 - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRAIOLOS
ESCOLA BÁSICA DE 2º E 3º CICLOS COM SECUNDÁRIO CUNHA RIVARA DE ARRAIOLOS
________________________________________________________________________________________________

Estudo de caso – Projeto Nacional de Educação Geográfica e Cidadania – Nós Propomos Arraiolos 2017 [12 Aulas]

Total: 99 Aulas

DOMÍNIO DAS ATITUDES E VALORES

O “Domínio das Atitudes e valores” é um parâmetro não circunscrito ao “Programa Nacional de Geografia” homologado em 06/12/2001 mas regulado pelo documento “Orientações
Curriculares de Geografia” de 2001, e, pelos documentos “Projeto Educativo” e “Plano de Desenvolvimento Curricular” da Escola Secundária Cunha Rivara de Arraiolos.

Os alunos deverão evidenciar ao longo do ano as competências de:

A) Desenvolver a sensibilidade na perceção e na apropriação do espaço.

B) Demonstrar espírito de tolerância e capacidade de diálogo, aceitando as diferenças entre indivíduos e culturas.

C) Manifestar interesse pela cooperação com outros indivíduos ou grupos, como forma de melhorar a qualidade de vida.

D) Interessar-se pela preservação do património natural e cultural, contribuindo para o desenvolvimento harmoniosoda nossa comunidade.

ORGANIZAÇÃO E LEITURA DA PLANIFICAÇÃO ANUAL PARA O 11º ANO DE GEOGRAFIA

A presente planificação segue o “Programa Nacional de Geografia” homologado em 06/12/2001. Considerando a evolução do nosso país nos ultimo anos, pressupomos que alguns itens
do programa elaborado em 2001 estão datados e carecem de actualização pelo que considera-se como referência na escala temporal “A 2ª metade do século XX e anos posteriores”.

No 11º ano, os alunos deverão realizar um estudo de caso. O facto de se inserir o estudo de caso no final do programa não significa que a sua realização não possa efectuar-se em
qualquer outra altura do ano lectivo, dependendo esta decisão da forma como se encarar esta metodologia e da oportunidade da sua realização.

Ano letivo de 2018/2019 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE GEOGRAFIA – 11º Ano 05