Você está na página 1de 33

TESE AO IV CONGRESSO NACIONAL DO PSOL

UNIDADE SOCIALISTA POR UM PSOL POPULAR

Introdução

1. Estamos diante de mais um momento congressual no PSOL. Diferente dos três


primeiros, neste IV Congresso Nacional vivemos uma realidade distinta para o partido,
tanto pela sua dinâmica interna, quanto pela conjuntura em que se realiza.
2. O PSOL surge em 2004 como uma alternativa política para a esquerda brasileira.
Diante do transformismo que caracterizou o PT após a vitória de Lula, em 2002, a
criação de um partido comprometido com a transformação socialista colocou-se na
ordem do dia.
3. Fruto do encontro de vários agrupamentos e tradições da esquerda, o PSOL viveu em
seus primeiros anos uma experiência ao mesmo tempo de decantação e de agregação
de novos quadros, com choques, divergências, realização de sínteses, estabelecimento
de novos laços de confiança política, etc. Mas também a consolidação de um razoável
patrimônio político junto à sociedade, que em recente pesquisa espontânea, colocou o
PSOL como o quinto partido mais lembrado entre o eleitorado, apesar de jovem e
ainda pouco enraizado.
4. Estamos numa conjuntura política mundial marcada pela maior crise que o capitalismo
enfrentou em 80 anos. A quebra de países inteiros, a crise nas economias centrais e o
sofrimento infligido às populações mais pobres colocam para a humanidade uma
certeza: a perspectiva de futuro sob o capitalismo é inviável.
5. A resistência tem sido impressionante. Em quase toda a Europa, e mesmo nos Estados
Unidos, milhões de pessoas saíram às ruas para protestar. A resposta de governos e
instituições multilaterais tem sido aprofundar políticas de ajuste, que resultam em
privatizações, desemprego e quebra dos Estados. No entanto, tais movimentos ainda
não conseguiram criar alternativas de poder viáveis ao terremoto econômico e social.
6. No Brasil, as mobilizações de junho e seus ecos reverberam por todo o país. Apesar do
governo Dilma e sua base alegarem que tudo andava bem, o descontentamento
explodiu diante de serviços públicos privatizados, caros e ineficientes; de gastos
faraônicos com os megaeventos esportivos e de expectativas de mudanças não
realizadas. A realidade mostrou que consumo, crédito e assistencialismo não são
suficientes para eternizar a paz dos cemitérios.
7. Para estar à altura dos novos tempos, o Partido tem o desafio de empreender um
esforço teórico e prático de grande magnitude, que coloque a política no posto de
comando, exiba flexibilidade na tática e rigidez estratégica. Seremos amplos se formos
radicais. Ou seja, devemos ir à raiz dos problemas sentidos por nosso povo. Combinar
teoria e prática, pensamento e ação. As jornadas de junho foram, nesse sentido, um
momento de grande aprendizado e fortalecimento político de nosso partido.
8. Nós, da tese Unidade Socialista por um PSOL popular, inscrevemos esta contribuição
ao IV Congresso Nacional do PSOL estabelecendo como tarefa prioritária colocar nosso
partido à altura dos novos tempos. Vamos lutar para que nossos militantes, instâncias
e instrumentos partidários – Fundação Lauro Campos, Secretarias de Relações
Internacionais e de Formação, mandatos, etc. – coloquem o PSOL num patamar
superior, dando as necessárias respostas políticas a essas questões.
9. Pensar o socialismo do nosso tempo, avançar na luta anticapitalista e pela superação
da hegemonia da lógica do capitalismo nas relações humanas, deve ser nossa
estratégia de longo prazo.
10. Uma sociedade socialmente justa, economicamente viável, ambientalmente
sustentável e essencialmente não alienada e livre de opressões depende também de
nós.
Um mundo marcado pela crise do capital
11. A crise sistêmica do modelo liberal ainda é o marco fundamental para a compreensão
do cenário global. Não se abriu um novo ciclo de reprodução ampliada e de
acumulação de capital. Tal fator ajuda a compreender o quadro de indefinição
estratégica dos EUA no cenário internacional.
12. Além disso, observa-se uma maior capacidade da sociedade mundial de se conectar e
realizar sínteses que se chocam com a democracia liberal, ou seja, com a crise
econômica. Estão mais visíveis os limites do sistema político hegemônico.
13. No plano econômico, merece destaque a desaceleração da economia chinesa. Com
altos índices de crescimento verificados desde o início dos anos 1990, o país chegou a
ter uma expansão de 14,2% em 2007. Para 2013, a taxa deve ficar abaixo de 7,5%. Pelo
porte da China, o fenômeno apresenta um efeito multiplicador em escala planetária.
14. Uma das causas primordiais disso tem sido a queda das importações das economias
europeia e norte-americana, fruto do prolongado processo recessivo iniciado em 2008.
15. Para os países da periferia – que tiveram um surto de desenvolvimento expressivo na
última década, graças à demanda chinesa por commodities, uma excepcional liquidez
mundial e taxas de juros muito baixas – um ciclo pode estar se encerrando. Os
próximos anos tendem a ser de crescimento medíocre, aumento de tensões sociais e
descontentamento popular com os governos.
16. A política de elevação dos juros nos EUA, para atrair dólares de volta ao país resulta,
no plano externo, na valorização da moeda americana. Isso pode acarretar impactos
sérios nas taxas de inflação de países importadores de manufaturas e de tecnologia.
17. Uma segunda característica da cena externa é a persistência da crise europeia, onde a
recessão e os déficits fiscais insolúveis no curto prazo, tratados com o receituário de
sempre – cortes nos investimentos sociais, privatizações, demissões e aplicação de
dinheiro público para salvar instituições financeiras falidas – vem gerando maciças
mobilizações. Na França, depois de obter 11% nas eleições presidenciais de 2012, a
Frente de Esquerda, de Jean-Luc Mélenchon, busca se consolidar como alternativa
eleitoral sólida, diante do fracasso do governo Hollande. Na Grécia, o Syriza se torna
referência a nível continental diante do desastre ultraliberal que tritura o país,
mostrando a vitoriosa combinação de luta de massas e ocupação dos espaços
institucionais. Na Espanha, onde as eleições ocorridas depois de uma grande onda de
manifestações resultaram na vitória da direita, o movimento 15M, saído das
gigantescas mobilizações das ruas em 2011, busca acordo com a Izquierda Unida para
a disputa do poder real nas próximas eleições.
18. O quadro comprova que a canalização dos protestos horizontais no sentido da
construção de movimentos declaradamente políticos que aspirem chegar ao governo e
implantar profundas transformações sociais é indispensável para que a enorme
energia destas mobilizações não se dilua, abrindo caminho para alternativas de direita.
19. Ainda em relação à Europa, cabe destacar a Islândia, onde a luta contra a falência
neoliberal resultou em soluções que são um avanço em relação à democracia
representativa, sugerindo novas táticas de luta para o combate anticapitalista.
20. No terreno político, a crise econômica europeia se manifesta pelo aprofundamento da
subserviência em relação aos EUA. Sua expressão maior é quase caricatural,
representada pela submissão canina dos governos da França, Espanha, Itália e Portugal
– os três primeiros tidos como “países centrais” – aos desígnios da Casa Branca no
episódio do impedimento de uso do espaço aéreo pelo avião do presidente boliviano
Evo Morales em julho.
21. Apesar do controle da Europa Ocidental e da agressividade militar do governo Obama,
campeão no uso de drones e na espionagem sem limites, abrindo uma nova fase da
“guerra contra o terror”, a hegemonia política dos EUA sofre limitações causadas pelo
desenvolvimento econômico, científico e militar da China, e da estabilização política e
econômica da Rússia, dona do segundo arsenal militar do planeta e com interesses
geopolíticos próprios na Ásia e no Oriente Médio. Manifestação prática disso é o veto
dos dois países às tentativas de investida militar da OTAN contra a Síria nos últimos
meses.
22. China e Rússia buscam se posicionar no tabuleiro internacional de forma a enfraquecer
a hegemonia americana e ocupar espaços deixados em aberto. Isso fica claro na
política expansionista chinesa na África, com a compra de largas porções de território
e exploração de riquezas naturais, e na aproximação de ambos com as mal chamadas
“potencias emergentes” África do Sul, Brasil e Índia, que por sua vez buscam
consolidar áreas de influência regionais, atuando nas brechas oferecidas pela perda da
influência norte-americana.
23. Consequência deste impasse estratégico é a incapacidade das grandes potencias
darem soluções definitivas aos conflitos que estalam, sobretudo, no mundo árabe com
as crises intermináveis da Tunísia, Egito e Síria. Nestes países, onde apesar das grandes
mobilizações de massa a esquerda se encontra notavelmente enfraquecida, os
confrontos entre diversas forças políticas, em diferentes graus – das mobilizações de
rua a golpes de estado e guerra civil – possuem um destino ainda não previsível.
24. Desgastado pelo apoio ao golpe venezuelano de 2002, o governo dos EUA passou a
apoiar tacitamente novas iniciativas da direita continental, notadamente o golpe
contra Manuel Zelaya em Honduras, em 2009; a derrubada de Fernando Lugo por uma
chicana constitucional, em 2012; e a candidatura de Henrique Capriles na Venezuela,
em 2013.
25. Faz ainda parte dessa movimentação a reorganização, a partir de 2008, da IV Frota
naval americana, sediada na Flórida, responsável por operações no Atlântico Sul.
Agrega-se a isso a tentativa de construção da Aliança do Pacífico, articulação
econômico-comercial entre México, Peru, Colômbia e Chile, que visa fazer um
contraponto ao Mercosul, e a reaproximação da diplomacia brasileira com a Casa
Branca a partir de 2011.
26. O Mercosul, que congrega aproximadamente a metade do PIB de toda a América
Latina, precisa ganhar em consistência e qualidade para se tornar um contraponto aos
grandes blocos globais. No entanto, existe um grave problema no interior do bloco: a
dinâmica dos Estados é sobreposta pelo poder econômico das grandes transnacionais
instaladas nos países-membros, que seguem a lógica de seus acionistas, na maioria dos
casos contrária aos desígnios de integração.
27. Além das eleições presidenciais que ocorrerão até o final de 2014 especialmente no
Chile, no Brasil, no Uruguai e na Bolívia, outro processo é decisivo para a região: as
negociações para um acordo de paz na Colômbia, que pode colocar fim a um conflito
de meio século. A paz poderia isolar a extrema-direita local – representada pelas
forças que apoiaram o ex-presidente Álvaro Uribe – e possibilitar um segundo
enfrentamento, no terreno da política, contra o neoliberalismo e as correntes pró-
imperialistas no país.
28. Repita-se: todos esses enfrentamentos se darão em situações de retração econômica,
ofensiva da direita e descontentamento popular. A tarefa das forças de esquerda é
incrementar a luta político ideológica na sociedade, tentar manter a ofensiva e não
perder terrenos conquistados.
29. Assim, a América Latina continua sendo o principal terreno de resistência e
implementação de experiências anti-imperialistas. Apesar da perda histórica de Hugo
Chávez, os processos em curso, notadamente na Bolívia, Equador e Venezuela,
mostram que é possível combinar o enfrentamento aos interesses do grande capital
com protagonismo popular. Mesmo Cuba, com imensas dificuldades, se mantém como
referência dos que lutam pelo socialismo.
30. Nessa nova fase do neoliberalismo, a socialdemocracia completou sua adesão aos
ditames mercadistas em toda a Europa. E o PT no governo – apesar da contrariedade
de setores minoritários – realiza no Brasil a adesão da última agremiação que faltava
no panteão dos defensores da supremacia do capital. O mesmo ocorre em outros
países do continente, onde partidos de origem popular também abandonaram a
agenda de transformações e aderiram à lógica do capital.
31. Para um acompanhamento mais estreito e uma intervenção mais efetiva na cena
internacional, considerando as contradições e disputas existentes, propomos que o
PSOL discuta a possibilidade de integrar o Foro de São Paulo, arena de debate e troca
de experiências da esquerda latino-americana. A iniciativa adquire especial relevo por
ser essa a única região do mundo em que várias vertentes de esquerda tiveram êxito
em transformar insatisfações em projetos políticos viáveis.
No Brasil, o fim de um ciclo.
32. O Brasil viveu no mês de junho um intenso processo de mobilizações populares que se
coaduna politicamente com a dinâmica internacional de conflitos sociais. Inicialmente
motivado pelo aumento das tarifas de transporte público em várias capitais, o
movimento foi amplamente vitorioso nesta demanda. Os protestos logo se
transformaram num difuso movimento de contestação geral do modelo político, de
partidos e governos.
33. As origens desse processo estão diretamente relacionadas aos limites do modelo
econômico e político aplicado no Brasil há muitos governos e que, mesmo com alguma
diferenciação por parte da coalizão sustentada pelo PT na última década, mostra
claramente sua insuficiência diante das históricas carências do povo brasileiro.
34. A insatisfação popular já vinha se mostrando visível com o aumento do número de
greves de diversas categorias do setor público e privado (com destaque para os
operários das obras de estádios) e com os conflitos em torno de temas como a
reforma do Código Florestal, as manifestações contra a Usina de Belo Monte e a luta
pela aprovação dos 10% do PIB para a educação pública. Também a resistência dos
povos indígenas, como os Guarani-Kaiowá e Terena, pela demarcação e respeito às
suas terras, o povo Munduruku contra a construção de hidrelétricas no Rio Tapajós,
culminando com a ocupação da Câmara dos Deputados contra a ofensiva brutal dos
ruralistas sobre seus direitos, mostram o aumento dos conflitos.
35. O aumento da pressão pela saída do Deputado Marco Feliciano da presidência da
Comissão de Direitos Humanos e Minorias foi outro sinal do esgotamento do modelo
de “governabilidade conservadora” levado a cabo pelo Governo Dilma. No episódio,
uma ampla mobilização de setores da opinião pública, lideranças políticas, artistas e
outras personalidades, colocou a nu a absurda dinâmica que assegurou a eleição de
Feliciano e os acordos espúrios que garantem a base de apoio do Governo Dilma no
parlamento.
36. Ao mesmo tempo, cresceu junto à população um sentimento de repúdio ao
desperdício de recursos públicos com as obras da Copa do Mundo, na medida em que
a comparação entre o “Padrão FIFA” dos estádios e a realidade dos serviços públicos
evidenciou as prioridades do governo.
37. O que assistimos nos últimos meses foi um aumento dos conflitos sociais no país
motivado pela ofensiva conservadora em diversas áreas (meio ambiente, terras
indígenas, financiamento público, agricultura, direitos individuais, etc.), combinado
com sinais de esgotamento do modelo político e econômico implementado pela
coalizão PT/PMDB.
38. Esse modelo econômico beneficiou-se até a crise econômica de 2008 de um cenário de
crescimento da economia mundial. Embora profundamente marcada pela
dependência externa e pela subordinação ao mercado financeiro – através do
aumento exponencial da dívida pública e pela alta internacional dos preços das
commodities – a economia brasileira cresceu o suficiente para diminuir o desemprego
e permitir o aquecimento do mercado interno. Enquanto isso, banqueiros,
latifundiários e empreiteiras beneficiaram-se largamente através da dívida pública, dos
financiamentos do BNDES e das desonerações.
39. Em 2011, o Governo foi ao encontro do apelo dos setores rentistas que alardeavam
uma explosão inflacionária que nunca aconteceu, elevando cinco vezes consecutivas as
taxas de juros e realizando cortes de R$ 55 bilhões no Orçamento da União. Alegando
que o país não teria condições de crescer a taxas tão elevadas sob pena de enfrentar
um colapso na infraestrutura, derrubou-se o crescimento do PIB, que havia sido de
7,5% em 2010.
40. A estagnação econômica e as dificuldades de manter o investimento têm exigido por
parte do governo medidas ainda mais agressivas contra os interesses nacionais e
populares. A nova onda de privatizações é a marca do Governo Dilma e representa
uma nova etapa no projeto de entrega do país aos grupos estrangeiros. Com os leilões
do Pré-Sal e a privatização de portos, aeroportos e rodovias, todos previstos para o
mês de outubro, Dilma pode entrar para a história como a presidente que mais
privatizou o patrimônio público.
41. Enquanto isso, a “governabilidade conservadora” mantém o sistema político
extremamente suscetível à corrupção, alimentando o descrédito de amplas camadas
com os partidos políticos. Portanto, os protestos que tiveram como origem a luta
contra o aumento das tarifas e a defesa de um transporte público de qualidade, se
expandindo em seguida para diversas reivindicações, têm como origem a soma de pelo
menos três fatores: serviços públicos de péssima qualidade, descrédito com o sistema
de representação política e sua incapacidade de absorver as reivindicações populares,
e o repúdio à violência de Estado que, diante do primeiro sinal de contestação à
ordem, respondeu com repressão e truculência. Cabe destaque, ainda, ao papel
cumprido pelas redes sociais, que disseminaram rapidamente as imagens da violência
policial e criaram um amplo movimento de solidariedade.
42. Logo, uma pauta progressista impôs-se nas ruas. As demandas são claramente por
mais e melhores serviços. Em outras palavras, maior presença do Estado, ao contrário
das vozes da direita que clamam por redução da maioridade penal, menos impostos e
outras consignas regressivas.
43. A mobilização popular deu grande visibilidade às demandas sociais e às reivindicações
populares e pressiona pelo seu rápido atendimento, o que exacerba a luta pelo fundo
público e escancara as prioridades do governo – que não são a saúde pública, o
investimento em educação, transporte coletivo de massas, habitação popular e
saneamento básico, mas sim o pagamento dos juros e amortizações da dívida pública e
o financiamento dos monopólios.
44. O governo Dilma fez sua escolha e agora sofre as consequências do esgotamento do
modelo da governabilidade conservadora. Até centrais sindicais governistas e pelegas
atestam que não serão atendidas reivindicações como 40 horas semanais, fim do fator
previdenciário, ou o arquivamento do PL 4330/12, que alarga a precarização do
trabalho através da terceirização.
45. Passada a primeira grande onda, onde a insatisfação foi revelada através de uma
ampla plataforma política, exigindo do governo e do congresso uma agenda positiva
que envolve transparência, democratização da democracia, participação popular e
atendimento das principais reivindicações, a hora agora é de lutar por um
desdobramento programático mais radical, nas ruas e na pressão sobre os poderes.
46. Está aberto o caminho para ver o transporte como direito social e a luta pela tarifa
zero. Ao perceber que foram dados R$ 30 bilhões em isenções para a indústria
automobilística em oito anos para financiar a produção de carros, ao invés de financiar
transporte público de massas, a população poderá questionar todo o modelo de
financiamento público. Da mesma forma, o simbolismo em torno dos impostos (até
aqui muito bem apropriado pela direita) pode se transformar na defesa de uma
profunda reforma tributaria que taxe os lucros e os rentistas, desonerando o consumo
e o trabalho.
47. Ganha fôlego no congresso e nas ruas a luta pelos 10% do PIB para educação pública e
aplicação substantiva dos royalties do petróleo nessa área. Com os protestos, essas
bandeiras se revigoraram no movimento dos professores, estudantes e em toda a
sociedade.
48. A questão da saúde pública e da desestruturação do SUS também ganha realce com a
bandeira dos 10% da receita bruta da União para a saúde. A luta pela democratização
dos meios de comunicação de massa e o fim dos monopólios também já está nas ruas.
A desmilitarização das polícias e a contraofensiva popular em defesa dos povos
indígenas e do meio ambiente como resposta às tentativas de diminuir seus direitos
(como pretendem os ruralistas através da PEC 215 e do PLC 227), igualmente são
demonstrações de que é possível incidir positivamente para conter o avanço
conservador e conquistar mais direitos.
49. Outros temas ganharam visibilidade, questionando as prioridades e aumentando a
disputa em torno dos orçamentos. A auditoria da dívida pública (com a posterior
suspensão do pagamento de sua parte ilegítima) se coloca como contraponto decisivo,
já que uma imensa quantia da arrecadação federal vai para responder os interesses
dos banqueiros e rentistas.
50. Qualquer tentativa de estigmatizar os protestos, tratando-os como anúncio de um
“golpe das elites” ou como a expressão de uma massa incapaz de transformar sua
insatisfação com o transporte público em demandas mais gerais e concretas, deve ser
rechaçada. Obviamente, quanto maiores os protestos, mais eles refletirão o que é a
sociedade brasileira hoje e suas contradições. Portanto, devemos estar preparados
para enfrentar a incidência dos setores conservadores e da mídia monopolista sobre
os manifestantes. Isso, porém, em nada diminui o caráter extraordinariamente
positivo do processo que o país está vivendo. O povo se educa na luta e não poderia
ser de outra forma.
51. Nesse contexto, a política do PSOL foi correta: apoiar as mobilizações e não se deixar
intimidar. A hostilidade aos partidos da esquerda socialista e suas lideranças revelou-
se em episódios pontuais que em nada abala a credibilidade que o PSOL conquistou
junto aos setores mais conscientes da massa através de seu compromisso com as lutas
contra o reajuste das tarifas, sua presença em todos os atos e a combativa atuação de
seus parlamentares em todos os momentos prestando solidariedade aos
manifestantes nas ruas e no parlamento.
52. Aliás, a atuação pública do PSOL, através de sua bancada federal, não deixa dúvidas do
compromisso do partido com as lutas populares. Foi assim no combate à MP que
privatizou os portos, na defesa do PNE e dos 10% do PIB para a educação, contra o
atentado ruralista ao Código Florestal, pelo voto aberto nas votações do Congresso
Nacional, contra a perseguição homofóbica e a violação dos direitos humanos, pela
ética na política, pelo cancelamento dos leilões do petróleo, pela anulação da Reforma
da Previdência, dentre outras batalhas.
53. Os protestos prosseguem, agora com os movimentos sociais organizados entrando em
cena, como no último dia 11, com extensa pauta por mais direitos sociais. Devemos
seguir trabalhando para transformar a insatisfação popular – que não foi plenamente
aplacada conquista da redução de tarifas em todo o país – em combustível para a
reorganização de um projeto alternativo para o Brasil. Os compromissos do Governo
Dilma são evidentes e os ataques aos direitos dos trabalhadores e da juventude não
cessarão.
54. As medidas privatistas e antipopulares levadas a cabo por Dilma e por todos os
governos estaduais para viabilizar a Copa das Confederações serão aprofundadas,
tendo em vista a Copa do Mundo em 2014. Daqui até lá, as medidas contra os
interesses do povo brasileiro serão intensificadas. Devemos, pois, redobrar nossos
esforços para unificar todos que lutam por uma alternativa de esquerda e dar o
combate para que a luta prossiga firme. As entidades e organizações populares e
sociais que contam com a presença de militantes do PSOL devem ser um instrumento
a serviço desta tarefa.
55. Abriu-se um espaço de questionamento ao modelo político-eleitoral de representação,
e aqueles que estiverem em sintonia com estes questionamentos, reverberando-os
como parte da atividade política central de mobilização, abrirão um melhor diálogo
com a base social que os impulsiona. A fácil reeleição de Dilma no ano que vem está
severamente ameaçada pelas mudanças promovidas nesse processo e o mesmo
acontece com vários governadores. Contudo, devemos atuar para impedir que esse
espaço seja ocupado por alternativas conservadoras, representadas pelas forças da
velha direita demo-tucana ou por pseudo-alternativas progressistas.
56. Nesse contexto, tanto o Executivo quanto o Legislativo sentiram-se pressionados a dar
respostas aos clamores populares. São exemplos a derrubada da PEC 37, a retirada do
PL da “Cura Gay”, e a aprovação de medidas “moralizadoras”, sempre buscando
responder às cobranças das ruas, ainda que preservando a agenda conservadora em
curso.
57. Tentando desviar a atenção dos problemas estruturais do país e buscando dialogar
com a insatisfação popular, o governo ressuscitou o debate sobre a Reforma Política,
na forma da defesa de um plebiscito. Evidentemente, o chamado a mecanismos de
participação popular, como plebiscitos e referendos, é um fator positivo, que dialoga
com o sentimento popular de recusa aos limites da democracia representativa. Não
por acaso, setores da direita saíram em ataque a esta medida, que poderia estimular
uma nova cultura política no país, rompendo com o monopólio dos “representantes”
parlamentares que fazem de seus mandatos instrumentos de intermediação de
interesses privados.
58. Assim, o PSOL considera urgente a realização de uma profunda Reforma Política que
iniba o poder econômico dos monopólios privados nas eleições e fortaleça os partidos
políticos e suas representações. Por isso, os temas que devem constar numa possível
consulta devem envolver o fim do financiamento privado de campanhas eleitorais e
mecanismos de revogação de mandatos, além de outros que estimulem o controle e a
participação popular sobre o processo político.
59. A Reforma Política que defendemos, portanto, precisa ser resultado de um amplo
processo de participação popular, que envolva entidades da sociedade civil e resulte
em mudanças substantivas. Seja pela consulta direta (não aquela proposta por Dilma),
seja através de Leis de Iniciativa Popular, será fundamental a pressão popular sobre o
Congresso Nacional para a aprovação de medidas positivas. Aliás, as consultas não
devem se limitar aos temas eleitorais, mas estender-se a outros temas relevantes,
como o papel do judiciário, dos tribunais de contas, das instituições policiais que
servem de braço armado a esta velha política, concessões públicas de rádio e TV e
todos os meios e atores que participem, direta ou indiretamente, da vida política do
país.
60. Devido aos acordos que o governo do PT mantém com os grandes partidos
conservadores, a Reforma Política que o Brasil deveria promover está cada vez mais
circunscrita a uma reforma meramente eleitoral. Ou seja, os grandes partidos da
ordem, ao invés de alterar a forma como a sociedade se relaciona com o poder e a
democracia, incluindo o fortalecimento dos partidos políticos, a reforma que a Câmara
dos Deputados fará pode ter como objetivo um imenso retrocesso: a volta da cláusula
de barreira.
61. Nossa plataforma para a Reforma Política, aprovada pelo DN do PSOL, inclui questões
fundamentais, como financiamento das campanhas eleitorais exclusivamente público;
garantia de divisão equitativa do tempo destinado à propaganda eleitoral gratuita,
instituição da revogabilidade de mandatos por parte dos eleitores para os cargos
Executivos; defesa do sistema de votação proporcional em lista partidária pré-
ordenada, fortalecendo os partidos e seus candidatos; fim das coligações para eleições
proporcionais, garantindo-se pleno direito de organização e funcionamento partidário;
proibição de veiculação de pesquisas eleitorais por todos os meios de comunicação
durante o período eleitoral; fortalecimento da legislação para o uso do referendo e do
plebiscito como forma de participação e controle dos eleitores sobre o processo
político; e facilitação para a apresentação de projetos de leis de iniciativa popular.
Além destes pontos, o PSOL apoiará outras medidas, como o fim do voto secreto no
Congresso Nacional e o fim dos suplentes para os mandatos de Senador.
62. O momento atual é extremamente propício não só para se conquistar mudanças
concretas como para defendermos um novo projeto para o Brasil que passa pela
libertação do povo do domínio da troika representada pelo capital financeiro, o
latifúndio/agronegócio e as grandes corporações, rumo à construção de um país
socialista com reconhecimento pleno dos direitos de todos os povos que vivem no seu
interior.
Preparar o PSOL para 2014
63. As análises que o PSOL vinha fazendo sobre o esgotamento do ciclo liderado pelo lulo-
petismo mostraram-se corretas. O aumento dos conflitos de classe desde o ano
passado e as jornadas de junho só serviram para confirma-lo. Portanto, é preciso tirar
as lições corretas para os próximos capítulos da luta política, entre eles, a eleição
presidencial de 2014.
64. De todos os lados há uma antecipação da disputa eleitoral do próximo ano. Lula, em
evento recente, lançou Dilma à reeleição. Aécio Neves é, até o momento, o candidato
do bloco demo-tucano. Marina Silva está em vias de legalizar seu partido e Eduardo
Campos tenta viabilizar-se dentro e fora do PSB como candidato da continuidade. O
que essas candidaturas têm em comum? Todas compartilham da ideia de que é
necessário manter o atual modelo político e econômico. Logo, nenhuma delas tem
condições de postular um programa verdadeiramente alternativo nas próximas
eleições.
65. Contudo, o cenário de 2014 ainda está bastante aberto. O desenvolvimento das lutas
de massas em novas ondas – de maior ou menos intensidade – incidirá diretamente
sobre o quadro eleitoral do próximo ano. Embora combalido, o governo Dilma tenta
manter seus principais aliados (PMDB e PSD) e reverter através do uso da máquina
pública o desgaste sofrido no processo de mobilização popular.
66. O tucanato e seus aliados continuam enfrentando dificuldades para afirmar
publicamente o nome de Aécio Neves e a insistência de Serra em postular sua
candidatura à Presidência da República embaralha o jogo nesse campo. O projeto
“marinista” tentará se colocar também como beneficiário dos protestos populares e
do desgaste dos diversos governos, assim como Eduardo Campos, que buscará ocupar
o espaço de novidade na conjuntura. O PSOL dará duro combate para derrotar todos
os projetos que representem o neoliberalismo e a continuidade da atual política.
67. Existe, sem dúvida, um enorme espaço à esquerda a ser ocupado e o PSOL precisa
fazê-lo com sabedoria, reforçando sua unidade interna e rechaçando atitudes estreitas
e sectárias. No campo da esquerda, somos o partido que reúne as melhores condições
para liderar uma coalizão dos socialistas contra as candidaturas da ordem, e
envidaremos esforços para viabilizá-la. Ou seja, o PSOL terá candidato à Presidência da
República e quer reunir em torno de si os demais partidos socialistas e combativos.
Essa candidatura deve encarnar a novidade que o PSOL representa na política
brasileira, mas antes de tudo, deve assimilar a radicalidade necessária para denunciar
o atual modelo econômico e propor saídas ousadas e programáticas. Uma candidatura
propagandista, sectária, raivosa ou moralista, seria um retrocesso para o PSOL.
68. Evidentemente, com as jornadas de junho e o imenso espaço político aberto, é
imperioso que o PSOL apresente um nome que encarne seu projeto de mudanças para
2014. O partido tem excelentes nomes que detém exposição pública e estarão
comprometidos com as posições aprovadas por nosso IV Congresso Nacional, como o
Senador Randolfe Rodrigues, o Deputado Estadual Marcelo Freixo, o Deputado Federal
Chico Alencar ou o ex-Deputado Federal Milton Temer. Caberá ao PSOL escolher o
mais rápido e unitariamente seu candidato.
Um balanço positivo
69. O balanço da atuação do PSOL deve ter em conta as enormes dificuldades que
encontramos para erguer nosso partido. O refluxo das lutas de massas e a forte
cooptação de movimentos sociais no Brasil foram sempre fatores presentes nesses
primeiros anos de construção.
70. Apesar disto, o PSOL segue um processo contínuo e crescente de afirmação junto à
sociedade brasileira como um partido de esquerda, socialista, popular, coerente,
programático, vinculado às lutas e demandas mais sentidas da população. A forte
presença e influência do PSOL e suas figuras públicas nas principais cidades e
metrópoles do país é um atestado de sua credibilidade, assim como o destaque de
nossos parlamentares federais como os melhores do Congresso Nacional nos últimos
anos ou o atestado compromisso de nossos militantes nos movimentos sociais.
71. Ao mesmo tempo é fato que o PSOL ainda não reflete esta influência alcançada no
meio institucional nas organizações e movimentos sociais. Temos deficiências na
organização das juventudes, do movimento sindical, no movimento agrário, assim
como não aproveitamos plenamente as possibilidades que se abrem na luta contra as
opressões. Estas deficiências têm a ver com situações alheias à nossa ação, como a
cooptação de lideranças e movimentos, mas também com nossas deficiências internas,
tanto políticas – como no movimento sindical, em que não temos acordo interno
suficiente para estabelecer uma estratégia unitária – como também organizativas,
como a escassez de recursos humanos e materiais para desenvolver em melhores
condições tais ações.
72. Foi dentro desta dinâmica que o PSOL alcançou na gestão política e administrativa que
se encerra neste IV Congresso, sob a presidência do companheiro Ivan Valente, um
nível até então não experimentado de estabilidade, com espaço para a expressão das
variadas posições políticas que convivem na direção e na militância político-partidária,
ampliando sua referência de oposição programática e de esquerda aos governos
federal e estaduais.
73. Essa estabilidade permitiu também que o PSOL participasse numa melhor condição das
eleições de 2012, apresentando candidaturas de norte a sul do país, respeitando as
necessidades táticas das várias realidades sem abrir mão dos princípios partidários,
garantindo assim uma extraordinária vitória política e eleitoral para o nosso partido,
elegendo nossos primeiros prefeitos, sendo um deles na capital Macapá, além de
resultados expressivos que colocam ao partido responsabilidades de primeira
magnitude, como nos municípios do Rio de Janeiro, Florianópolis, Fortaleza, Belém e
outros.
74. O PSOL precisa, com base no balanço positivo deste período, consolidar esta
estabilidade e avançar onde as insuficiências ainda são relevantes, como na nossa
elaboração teórica, em nossa elaboração programática – com foco prioritário na
proposta para as eleições presidenciais 2014 – e numa melhor organização para a
intervenção nos movimentos sociais. A retomada de uma política de comunicação,
conquista desta gestão, e a estabilidade financeira e contábil do partido, são dois
exemplos dos avanços conquistados até aqui.
75. A tese Unidade Socialista por um PSOL popular reivindica o trabalho conduzido por
essa direção capitaneada pelo companheiro Ivan Valente, nome respeitado e
reconhecido pela esquerda brasileira, e se compromete a dar continuidade a este
trabalho, zelando pelas conquistas da última gestão.
Fortalecer o PSOL para um novo tempo.
76. Um dos maiores desafios dos partidos da esquerda socialista em nosso país é tirar
todas as consequências das jornadas de junho. Um dos aspectos que mais angustiou
os revolucionários foi ver milhares de jovens gritando “sem partido, sem partido!”
pelas ruas de nossas cidades. Essa repulsa pode ser interpretada como uma reação ao
modo tradicional de fazer política, mas não explica o motivo de nosso partido ter sido
incluído nesta reação.
77. Aliado a este fenômeno verificamos também que a repulsa atingia igualmente outras
ferramentas importantes da luta do povo, ou seja, as centrais sindicais, os sindicatos e
entidades estudantis também sofreram duras críticas.
78. É necessário inaugurar neste nosso IV Congresso uma fraterna e profunda reflexão
sobre a necessidade de ajustes na prática partidária. Nesta tese apontamos alguns
caminhos, sem a pretensão de esgotar o tema. Antes mesmo das jornadas alguns
entraves já estavam em nossa pauta congressual. O primeiro deles é superação da
prática fragmentada de militância, cultura de frente de tendências que persiste no seio
partidário. Cada tendência se expressa de forma autônoma para a sociedade,
associando ou não com o partido a depender de interesses pontuais.
79. O segundo diz respeito à baixa capacidade de nossas instâncias partidárias
funcionarem como espaços de síntese partidária e municiarem nossa militância para a
intervenção cotidiana. Esta ausência é a outra face do entrave anterior. O terceiro
entrave é a ausência de sustentação financeira autônoma, estando o partido atrelado
aos repasses do fundo partidário (proporcional à bancada federal) e a contribuições de
nossos parlamentares.
80. O quarto está relacionado à ausência de instrumentos ágeis de comunicação entre
instâncias partidárias e a base e dos mandatos com os filiados. O quinto entrave está
relacionado à inadequação de nossos estatutos para o enfrentamento ágil de questões
éticas, sejam aquelas relativas a descumprimento de resoluções, tratamento de
divergências políticas possíveis de serem admitidas num partido democrático,
problemas éticos propriamente ditos, dentre outros aspectos detectados pela nossa
atual Comissão de Ética.
81. Para enfrentar os novos tempos e estar à altura dos desafios que a conjuntura
apresenta é necessário mudanças imediatas e audaciosas de rumo. Apontamos aqui
para o debate alguns caminhos.
a) Finanças: utilizando as tecnologias disponíveis, estabelecer um prazo de um ano
para que a participação com voto nas instâncias partidárias esteja condicionada a
contribuição financeira regular. Mais que valores arrecadados, queremos criar
uma cultura de sustentação financeira autônoma. Devemos começar dando
exemplo aos filiados de base, por isso, este prazo será de seis meses para os
dirigentes de diretórios municipais, estaduais e nacional, ou seja, depois deste
prazo só votarão nas instâncias correspondentes os que estiverem em dia com a
tesouraria. Devemos cobrar pouco e de forma proporcional às faixas de renda.
Assim, devemos reformular nossos estatutos e estabelecer faixas de contribuição.
b) Democracia: devemos, no prazo de um ano, criar um cadastro nacional de filiados,
que permita, via internet, estabelecer sistemas de consulta sobre decisões
importantes para a vida partidária. Assim, tendo este instrumento, os filiados
poderão se posicionar sobre polêmicas internas, sobre a postura que o partido
deve tomar sobre questões atinentes à conjuntura. Devemos ter a coragem de
romper com o monopólio das decisões centradas nas lideranças atualmente
estabelecidas e mostrar coerência com o que estamos propondo para o
funcionamento do governo e do parlamento.
c) Setoriais: devemos convocar encontros setoriais da militância sindical, popular e
de juventude para detalhar linhas de atuação conjunta. Destes eventos devem ter
direito de participar os filiados que possuam militância e identificação com a
referida área. Ao mesmo tempo, devemos buscar tirar consequências sobre as
manifestações de partidarização e burocratização das entidades e propor medidas
que ajudem a arejar estas ferramentas de luta. Devemos padronizar regras para o
reconhecimento de uma setorial, a qual deve estar organizada em pelo menos
cinco estados. Isso significa que os filiados (todos) foram amplamente
comunicados sobre a realização de plenárias setoriais e tiveram igual condição de
participar de sua constituição. Devemos dotar as setoriais de capacidade de
intervenção em suas áreas, com espaço em nosso site e demais redes sociais e
participação como convidados das reuniões da Executiva Nacional e Diretório
Nacional.
d) Comunicação: a política de comunicação do partido deve sofrer
aperfeiçoamentos. A agilidade da mensagem, o posicionamento quase instantâneo
diante de fatos da conjuntura exige de nossas direções alterações na forma de
decidir. O site do partido (e similar espaço nas redes sociais) deve ter agilidade
para, à luz das deliberações deste IV Congresso e demais resoluções, emitir
posições do partido. Tal medida aumenta a responsabilidade de trabalho conjunto
entre direção e bancada parlamentar. A direção nacional deve se estruturar para
garantir este funcionamento. Não devemos ter medo de apresentar divergências,
mas as mesmas devem estar reservadas ao espaço interno, em canais apropriados,
mostrando a riqueza da vida partidária. Devemos ter no site e demais espaços
virtuais canais de debate sobre pontos não consensuais. Ao mesmo tempo em que
criamos espaços apropriados para o debate fraterno de nossas divergências,
devemos envidar esforços para erradicar as práticas fratricidas que ainda
presenciamos, especialmente nas redes sociais. Tais posturas afastam a juventude
e o povo do partido, mesmo que possam arregimentar um ou outro para
determinado agrupamento interno.
e) Estatutos: devemos realizar modificação estatutária que separe questões
envolvendo divergências políticas pontuais ou profundas de casos que envolvem
posturas contra a ética partidária. Devemos estabelecer comissões de ética em
cada diretório estadual e uma hierarquia que tenha na comissão nacional apenas
casos julgados de repercussão nacional ou como instância recursal. As executivas
estaduais devem funcionar como crivo dos casos, os quais só poderão ser
encaminhados às respectivas comissões após aprovação desta instância, cabendo
ao filiado ingressante o direito de recurso à instância nacional. Divergências de
posicionamentos políticos, inclusive sobre posições deliberadas pelas instâncias
devem ser discutidas e enfrentadas nas respectivas instâncias e não constituem
casos para a comissão de ética. Irão para comissão de ética os casos que
impliquem em posturas que envolvam uso indevido de recursos públicos ou
partidários, crimes tipificados no código penal, atitudes racistas, homofobias ou
contra as mulheres, relações ilícitas com empresas.
ASSINAM ESTA TESE:
Afrânio Boppré – Vereador de Florianópolis e Presidente do PSOL/SC
André Carvalho – Presidente PSOL/ES
André Lima – Vereador de Macapá/AP
Antonio Carlos de Andrade – Toninho – Presidente PSOL/DF
Araceli Lemos – Diretório Nacional do PSOL/PA
Benedito Solano – Direção PSOL/GO
Berna Menezes – Comissão de Ética Nacional/RS
Carol Peters – Setorial Nacional de Mulheres/SP
Celisa Melo – Diretório Nacional do PSOL/AP
Clécio Luís – Prefeito de Macapá/AP
Djalma do Espirito Santo – Presidente PSOL/AP
Edilson Silva – Secretário Nacional Geral do PSOL/PE
Edmilson Rodrigues – Deputado Estadual/PA
Francisco Valter (Valter da Guarda Mirim)-Vice Pref.Sto Antonio do Descoberto/GO
Francisvaldo Mendes – Secretário Nacional de Finanças do PSOL/SP
Gilberto Maringoni – Jornalista/RJ
Haroldo Saboia – Presidente PSOL/MA
Ivan Valente – Deputado Federal e Presidente Nacional do PSOL/SP
Janira Rocha – Deputada Estadual e Presidenta do PSOL/RJ
José Luis Fevereiro – Diretório Nacional do PSOL/RJ
José Luis Occa – Presidente PSOL/RR
José Nery – Ex-Senador -Presidente Comissão de Ética Nacional/PA
Juliano Medeiros – Diretório Nacional do PSOL/DF
Kaue Scarim – JSOL - Diretor da UNE/ES
Leandro Konder – Intelectual/RJ
Lucien Rezende – Presidente PSOL/MS
Luiz Araujo – Executiva Nacional do PSOL/DF
Luiz Arnaldo Campos – Fundação Lauro Campos/PA
Marcos do PSOL – Vereador de Natal/RN
Maria Helena – Diretório Nacional do PSOL/AP
Marinor Brito – Ex-Senadora - Vereadora de Belém e Presidenta do PSOL/PA
Mario Azeredo – Diretório Nacional do PSOL/RS
Maykon Magalhães – Executiva Nacional do PSOL/AP
Milton Temer – Diretório Nacional do PSOL/RJ
Paulo Bufalo – Vereador de Campinas e Presidente PSOL/SP
Raimundo Madeira – Vereador de Macapá/AP
Randolfe Rodrigues – Senador da República/AP
Rodrigo Paixão – Vereador de Vinhedo/SP
Rodrigo Pereira – Secretário Nacional de Organização/DF
Romer Guex – Diretório Nacional do PSOL/RS
Ronaldo Santos – Executiva Nacional do PSOL/BA
Tadeu Guerzet – Executiva Nacional do PSOL/ES
Tárcio Teixeira – Comissão de Ética Nacional/PB
Terezinha Monteiro – Executiva Nacional do PSOL/DF
Toninho Vespoli – Vereador de São Paulo/SP
ACRE
1. Antonio Rocha – Direção PSOL/AC

AMAPÁ
2. Alessandra Prado Vilhena – Coordenaria de Mulheres do Município
3. Alexandro Colares - Departamento de Políticas LGBT do Município
4. Alexsander de Carvalho Costa
5. André Lima – Vereador de Macapá
6. Anne Monte – Juventude do PSOL
7. Antônia Andrade – Secretária de Educação de Macapá
8. Antônio Agnaldo Sá – Presidente do PSOL/Pedra Branca
9. Aroldo Rabelo da Silva Filho – Presidente do SINSEPEAP
10. Brenna Paula Tavares – Setorial de Mulheres do PSOL
11. Bruno Souza – Executiva Municipal do SINSEPEAP
12. Carliendell Dias Magalhães – Juventude do PSOL
13. Celisa Penna Melo – Coordenadora de Mulheres do Município e Membro do DNPSOL
14. Clara Viera – Núcleo de Mulheres do PSOL Amapá
15. Claudiomar Rosa Silva – Secretário de Mobilização do Município
16. Clécio Luis Vilhena Vieira – Prefeito de Macapá
17. Daniel Theodoro Petraglia
18. Danyelle Carvalho – Setorial de Mulheres
19. Djalma do Espirito Santo – Presidente Estadual do PSOL Amapá
20. Édem Paulo – Secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitacional do Município
21. Ediene Bulhões – Vereadora de Itaubal
22. Emilio Façanha – Executiva Estadual do PSOL Amapá
23. Emmanuel Mergulhao – Juventude do PSOL
24. Evelyn Neves – Juventude do PSOL
25. Francisco Augusto Batista dos Santos – Diretório Estadual do PSOL Amapá
26. Gabriel Marti Rodrigues – Juventude do PSOL
27. Gabriel Rosa Lima – Juventude do PSOL
28. Genival Pinto de Souza – Diretório Municipal do PSOL de Pedra Branca
29. German Loo li – Secretário de Gabinete de Macapá
30. Gleice Tavares – Setorial de Mulheres do PSOL
31. Guairacá Nunes – PSOL Macapá
32. Herialdo Teixeira – Secretário Adjunto de Governo do Município
33. Hildo Monteiro das Merces
34. Jacy Amoras
35. Janaína de Carvalho – Executiva Estadual do PSOL Amapá
36. Janderson Pelaes – Juventude do PSOL
37. Jhonathan Magalhães da Silva – Diretório Estadual do PSOL Amapá
38. João Cunha Lima – Diretório Estadual do PSOL
39. Jorge da Silva Ramos – Secretário Municipal de Políticas de Igualdade Racial
40. José Ilan Rosa da Silva – Conselheiro Tutelar da Zona Norte de Macapá
41. Josinaldo Barros Bezerra – Diretório Estadual do PSOL
42. Karina Castro de Araújo – Diretório Municipal do PSOL
43. Maria Helena dos Reis Santos – Presidente do PSOL de Itaubal
44. Max Gregory Yataco – Juventude do PSOL
45. Maykom Magalhães da Silva – Executiva Nacional do PSOL
46. Paulo Lemos – Secretário de Administração de Macapá
47. Paulo Rogério dias do Vale
48. Petter Isackson Maia – Juventude do PSOL
49. Professor Glauber – Vereador e Presidente do PSOL de Porto Grande
50. Professor Jozino – Presidente do PSOL de Amapá
51. Raimundo Madeira – Vereador de Macapá
52. Randolfe Rodrigues – Senador da República
53. Rebecca Braga – Setorial de Mulheres do PSOL
54. Renato Amanajas de Ataíde – Executiva Estadual do PSOL Amapá
55. Rinaldo Martins – Secretário de Saúde do Município
56. Ronaldo Batista – Juventude do PSOL
57. Rosivane da Silva Brito - Diretório Estadual do PSOL
58. Silvana Fernandes de Souza – Diretório Estadual do PSOL
59. Susie Catharine da Gama Sarraf
60. Tatiana Gemaque Rezende – SubSecretária de Assistência Social do Município
61. Valdeci Ribeiro dos Santos – Presidente do PSOL de Pracuúba
62. Valdir Ribeiro – Presidente do PSOL de Santana
63. Wandemberg Gomes – Juventude do PSOL
64. Willian Barros – Juventude do PSOL
65. Yan Fernando Maciel França – Coordenador de Juventude do Município
66. Yozeffi Souza de Lima – Juventude do PSOL

AMAZONAS
67. Alcebíades Oliveira, Advogado e Procurador, Secretário de Organização – PSOL_AM;
68. Alex Mendes, Funcionário Público e membro fundador do PSOL_AM;
69. Cristóvam Luiz, Professor, Secretário de Relações Institucionais do PSOL_AM;
70. Eduardo Vieira, Funcionário Público, Secretário de Mobilização do PSOL_AM;
71. Eldilene Vieira, Microempresária, Movimento de Mulheres de Rio Preto da Eva do PSOL_AM
72. Elson Melo, Lider Sindical e Professor, Secretário de Assuntos Amazônicos do PSOL_AM;
73. Nivaldo Mota, Apresentador de TV, Secretário de Cultura do PSOL_AM.
74. Paulo Apurinã, Líder Indígena, Secretário de Movimentos Indígenas do PSOL_AM;
75. Paulo Pereira, Funcionário Público, Secretário de Núcleo e Ação do PSOL_AM;
76. Pedrinha Lasmar, Secretaria Estadual de Mulheres do PSOL_AM;
77. Thiago Oliveira, Funcionário Público, Secretário de Movimento Estudantil;

BAHIA
78. Adailton Santos; Presidente do PSOL Floresta Azul
79. Adenilson (Chita) Presidente do PSOL Ipiaú
80. Antônio Carvalho; Presidente do PSOL Pojuca
81. Augusto Romero; Executiva Estadual/ Diretório Nacional/ Presidente do PSOL Itaparica
82. Beto da Mineração; Diretório Estadual do P-SOL Bahia/ Presidente Municipal do P-SOL Serrinha
83. Carlinhos (Mestre Carlinhos); Presidente do P-SOL Senhor do Bonfim
84. Carlos Pereira; Presidente do PSOL Wenceslau Guimarães
85. Catarino Ronaldo; Direção PSOL Alagoinhas
86. Cícero Araújo; Executiva Estadual do P-SOL Bahia
87. Claudionor Nunes; PSOL Eunapolis
88. Cleide Coutinho; 1ª Vice Presidente Estadual PSOL Bahia/ Diretório Nacional
89. Cleones Florentino; Presidente do PSOL Ibicaraí
90. Cristiano Pablo; Presidente do PSOL Aurelino Leal/ Suplente da Direção Estadual do PSOL Bahia
91. Demison Cardoso ; Presidente do PSOL Ouriçangas
92. Edvaldo de Jesus; Presidente do PSOL Valente
93. Elias Gomes; Presidente do P-SOL Itamaraju
94. Everaldo Silva; Diretório Estadual do P-SOL Bahia
95. Flávia da Cascata; Vereadora PSOL Aurelino Leal
96. Gildásio Cunha; Diretório Estadual do P-SOL Bahia/ Presidente do PSOL Riachão das Neves
97. Idalto Corado; Presidente Municipal do P-SOL Santa Rita de Cássia
98. Jaci Alves; Presidente do PSOL Palmas de Monte Santo
99. Jacson Sampaio; Membro do Conselho Fiscal do P-SOL Bahia.
100. Jambeiro; Suplente da Direção Estadual do PSOL Bahia
101. Jean Vaz; Presidente do PSOL São Sebastião do Passé
102. Jelson Barbosa; Presidente do PSOL Paulo Afonso
103. João Evangelista (Vanjo); Presidente do PSOL Carinhanha
104. José Poeta; Suplente da Direção Estadual do PSOL Bahia
105. José Ramalho; Presidente do P-SOL Jequié
106. José Rudval; Presidente do PSOL Monte Santo
107. Junior; Presidente do PSOL Malhada
108. Jusineia Ribas; Presidente PSOL Cocos
109. Juvenal Santos; Presidente do PSOL Paramirim
110. Kacau; Presidente do PSOL Campim Grosso
111. Luciano Borba; Diretório Estadual do P-SOL Bahia/ Presidente do P-SOL Cruz das Almas
112. Luís Carlos; Suplente da Direção Estadual do PSOL Bahia
113. Luiz Guedes; Presidente do P-SOL Buerarema
114. Mantenah Popular, Militante do Presidente do PSOL Cícero Dantas
115. Marcos Rosandro; Presidente do PSOL Cícero Dantas
116. Mariangela Araújo; Presidente do PSOL Amargosa
117. Marílene Mendonça; Diretório Estadual do P-SOL Bahia
118. Mestre Carlinhos; Diretório Estadual do P-SOL Bahia
119. Nabio Carmo; Presidente do P-SOL Ribeirão do Lago
120. Nelson Bispo; Diretório Estadual do P-SOL Bahia
121. Nelson; Presidente do PSOL Itaetê
122. Ney Castro; Membro do Conselho de étnica do P-SOL Bahia
123. Paulo Lacerda (Paulinho); Presidente do PSOL Nova Viçosa
124. Paulo Lemos; Presidente do PSOL Ubatã
125. Pericles Gomes; Presidente do PSOL Ibicaraí
126. Profº. Marcos; Vereador PSOL Aurelino Leal
127. Raimundo Oliveira; Presidente Municipal do PSOL Remanso
128. Renato Santos; Suplente da Direção Estadual do PSOL Bahia
129. Renival Pinto; Militante do PSOL Itaberaba
130. Ricardina ( Dona Duca); Presidente do PSOL Campo Formoso
131. Rivail Junior; Presidente do PSOL Nordestina
132. Roberto Hermano; Presidente do PSOL Itabela
133. Roberto Kock; Presidente do P-SOL Mucuri
134. Ronaldo Santo; Membro do Conselho de étnica do P-SOL Bahia
135. Ronaldo Santos; Executiva Nacional PSOL
136. Rones; Presidente Municipal do P-SOL Sento Sé
137. Salomão Santos; Dirigente PSOL LEM
138. Sérgio Lago; Suplente da Direção Estadual do PSOL Bahia
139. Shirley de Jesus Ribas; Militante do P-SOL Itabuna
140. Silvio Batista; Presidente do P-SOL Esplanada
141. Uilson Magalhães; Presidente do PSOL Botuporã
142. Valdo Santana; Presidente do PSOL LEM
143. Valdomiro; Presidente do PSOL Itaberaba
144. Wellington Cardoso; Presidente do P-SOL Pau Brasil

DISTRITO FEDERAL
145. Alexandre Varela - Guará/DF - Executiva Regional do PSOL/DF
146. Ana Colusso - Park Way/DF - Diretório Regional PSOL/DF
147. Antonio Ribeiro de Sousa - Santa Maria/DF - Diretório Regional do PSOL/DF
148. Antonio Carlos de Andrade - Plano Piloto/DF - Presidente Regional do PSOL/DF
149. Chico Sant'Anna - Park Way/DF - Diretório Regional do PSOL/DF
150. Diego Dias de Sá – Plano Piloto/DF
151. Elisabete Oliveira Medeiros – São Sebastião/DF
152. Evandro Pereira Lima - Gama/DF
153. Francisco Ferreira - Sobradinho/DF
154. Ionaldo Fernandes de Oliveira - Gama/DF
155. Joilson Souza Santos – Jardim Botâncio/DF - Executiva Regional do PSOL/DF
156. José Carlos Sigmaringa Seixas - Park Way/DF
157. Juliano Medeiros - Plano Piloto/DF - Executiva Nacional do PSOL
158. Jurandir Magalhães Porto – Santa Maria/DF
159. Jussiara Cavazzo - Park Way/DF
160. Lilian dos Santos Oliveira - Taguatinga/DF
161. Luiz Araújo - Águas Claras/DF - Executiva Nacional do PSOL
162. Marcos da Silva Neiva – Park Way/DF
163. Maria José Conceição MANINHA – Plano Piloto/DF - Ex-Deputada Federal PSOL
164. Maurício Matos Mendes – Sobradinho/DF
165. Neide dos Santos Leão – Paranoá/DF
166. Raul Ulhoa – Ceilândia/DF
167. Robson Eleutério - Plamaltina/DF
168. Rodrigo da Silva Pereira – Águas Claras/DF - Executiva Nacional do PSOL
169. Silvia Maria Alves Souza - Gama/DF
170. Terezinha Monteiro de Oliveira – Ceilândia/DF - Executiva Regional do PSOL/DF
ESPÍRITO SANTO
171. Alessandro Vicente - Cariacica/ES
172. Aline Bregonci - Alegre / ES
173. Ana Paula Rocha - Aracruz/ES
174. André Carvalho - Cariacica - Presidente Estadual do PSOL/ES
175. Andressa Takao - Vila Velha/ES
176. Alexandre Carniele – Vila Velha/ES
177. Bruno Cruz - Vitória/ES
178. Camila Rizo - Cariacica/ES
179. Carlos Bermudes - Vitória/ES
180. Cássia Lima - Cariacica/ES
181. Daniele Borges - Cariacica/ES
182. Danielli Calabrez - Vitória/ES
183. Enoque de Aguiar - Vitória/ES - JSOL
184. Eric Rodrigues (Peruca) - Vitória/ES
185. Fabiana Duarte Pereira - Serra/ES
186. Filipe Borges - Vitória/ES
187. Flávio Gava - Serra/ES
188. Gleuber Pereira - Aracruz/ES
189. Giovana Bazoni - Vila Velha/ES
190. Gustavo Binda - Vitória/ES
191. Iago Torezani - Vitória/ES - JSOL
192. Isabela Lopes Polato - Serra/ES
193. João Oliveira - Vitória/ES - JSOL e ENECOS
194. Jonathas de Almeida - Vila Velha/ES
195. José Eduardo Coelho - Serra/ES - JSOL
196. Josimar Nunes - Vitória/ES - JSOL
197. Jovanio Barbosa - Serra/ES
198. Julia Azevedo - Serra/ES - JSOL
199. Karina Moura - Vila Velha/ES
200. Kauê Scarim - Serra/ES - JSOL e Diretoria da UNE
201. Kelly Lucas Silva - Vitória/ES - Executiva Municipal do PSOL/Vitória-ES
202. Leonardo Carvalho - Colatina/ES
203. Lucas Falcão - Serra/ES
204. Luiza Holmes - Guarapari/ES - JSOL
205. Marcelo Baiense - Cachoeiro de Itapemirim/ES
206. Marcionilho Mendes - Vila Velha/ES
207. Maria de Lourdes Falcão - Serra/ES
208. Mariana Gava - Serra - Executiva Estadual do PSOL/ES
209. Mariana Kuster - Serra/ES - JSOL
210. Mariana Zuccarello- Serra/ES -JSOL
211. Marina Freitas - Serra/ES
212. Mauro Sérgio - Vitória/ES - JSOL
213. Mc Tim - Vitória/ES
214. Monique Lobo - Serra/ES - JSOL
215. Nilson Aliprandi - Serra/ES
216. Pablo Calles - Vitória/ES - JSOL
217. Paula Coradi - Vitória/ES - JSOL
218. Paula Fagundes - Serra/ES
219. Rafael Madeira - Vitória/ES
220. Rafael Sales - Serra/ES - JSOL
221. Raphael Sodré - Vitória/ES - Executiva Estadual do PSOL/ES
222. Raquel Mattos - Cariacica/ES - JSOL
223. Rayane Cruz - Vitória/ES
224. Renata Marquesini -Colatina/ES
225. Rodrigo Adriano Ribeiro - Serra/ES
226. Tadeu Guerzet - Executiva Nacional do PSOL
227. Thalison Almeida - Vitória/ES - JSOL - Diretório Nacional PSOL
228. Tommazo Rodolfo Zuccarello - Serra/ES
229. Vander Meirelles - Vitória/ES
230. Vandelindo da Silva - Cariacica/ES
231. Vinicius Machado - Vitória/ES
232. Walmir Junior - Serra/ES - Executiva Municipal do PSOL/Serra-ES
233. Wenner Nunes - Colatina/ES

GOIÁS
234. Adolfo Solano de Castro - Valparaíso de Goiás/GO
235. Amadeu Sampaio Reis - Comissão Provisória em Flores de Goiás/GO
236. Benedito José Solano de Castro – Secretário Geral Diretório Estadual de Goiás/GO
237. Carlos dos Santos Silva - Comissão Provisória em Flores de Goiás/GO
238. Daiane Costa das Neves - Comissão Provisória em Flores de Goiás/GO
239. Fabia Maria Bezerra - Diretório Municipal de Luziânia
240. Fabíola Alves Oliveira dos Passos - Valparaíso de Goiás
241. Francisco de Assis Deodomiro da Silva - Comissão Provisória em Flores de Goiás/GO
242. Francisco Valter (Valter da Guarda Mirim) - Vice Prefeito de Santo Antonio do Descoberto
243. Gilmar Nery - Santo Antonio de Descoberto
244. João Carlos dos Santos Oliveira - Comissão Provisória em Flores de Goiás/GO
245. Jonas Batista - Santo Antonio do Descoberto
246. José Linconl Cardoso Ripardio - Tesoureiro Diretório Municipal Valparaíso de Goiás
247. Juarez Quirino - Presidente Diretório Municipal de Águas Lindas de Goiás/GO
248. Najara Gomes Soares - Diretório Municipal Valparaíso de Goiás/GO
249. Rogério Anadir da Silva - Valparaíso de Goiás
250. Ronilson Mendes de Oliveira - Presidente da Comissão Provisória em Flores de Goiás/GO
251. Sara Silva Sousa - Valparaíso de Goiás
252. Tania Mara Morais – Diretório Municipal Valparaíso de Goiás/GO
253. Tiberio César - Santo Antonio do Descoberto/GO
254. Weslei Garcia de Paulo - Presidente DM Valparaíso de Goiás/GO e Exec. Estadual de Goiás

MARANHÃO
255. Antonio Gonçalves – médico, professor, ANDES/SN
256. Antonio Rafael - advogado, membro da Comissão de Moradia da OAB/MA
257. Carlos Leen Santiago – Diretório Nacional PSOL/MA
258. Diogo Cabral - advogado da CPT e da FETAG/MA
259. Fernanda Nina - jornalista, direção estadual do PSOL/MA
260. Franklin Douglas – Jornalista, professor, Secretário Geral PSOL
261. Haroldo Saboia – Presidente Estadual do PSOL
262. Herbet Silva, "Dete" - presidente da Comissão Provisória do PSOL de Caxias (MA)
263. Lamartine Serra - urbanitário, secretário-geral do PSOL/São Luís
264. Liocilmar Carneiro – pres. da Comissão Provisória do PSOL de Senador La Roque (MA)
265. Luís Antonio Pedrosa - advogado, membro da Comissão DH´s-OAB/MA e SMDH
266. Luiz Saboia – urbanitário, ex-vereador de S. Luís, dir est do PSOL/MA
267. Neuton César - radialista, direção estadual da ABRACO/MA
268. Odívio Neto - presidente da Comissão Provisória do PSOL de São João dos Patos (MA)
269. Wagner Baldez - Instituto Maria aragão, Direção Estadual do PSOL/MA

MATO GROSSO
270. Gilberto Lopes Filho - Direção Estadual do PSOL/MT
271. Jeová Caetano Junior - Direção Estadual do PSOL/MT
272. José Roberto de Freitas Cavalcante - Direção Estadual do PSOL/MT
273. Manoel Costa Parrião - PSOL/MT
274. Mauro César Lara de Barros - Direção Estadual do PSOL/MT
275. Wilson Conceição Lara de Barros - Direção Estadual do PSOL/MT

MATO GROSSO DO SUL


276. Ataíde de Oliveira DR. PSOL
277. Evaldo Matines PSOL Dourados
278. Ivone Teodoro DR. PSOL
279. Jose Antonio Vergara PSOL Costa Rica
280. Lucien Rezende DR.PSOL
281. Lucimar Aparecida Oliveira DR. PSOL
282. Malei Vandes DR. PSOL
283. Marcio Alves Benites DR.PSOL
284. Mario Soares PSOL Naviraí
285. Nabor Muller PSOL Ponta Porã
286. Nene Matera ( Antenor Martins) PSOL Paranaíba
287. Paulo Benites DR. PSOL
288. Ubiraci dos Santos DR. PSOL
289. Valdir de Oliveira PSOL Sidrolândia

MINAS GERAIS
290. Anderson Claudio Dos Santos – Montes Claros
291. Daniel Alves Veloso – Montes Claros
292. George Alexander Vianna de Jesus – Montes Claros
293. Israel Pereira – Montes Claros
294. Jefferson George Pereira Vianna – Montes Claros
295. Jeffter ALexander Pereira Vianna – Montes Claros
296. Jéssica Rejane Pereira Vianna – Montes Claros
297. João Cardoso de Souza Filho - Capitão Enéas
298. Lineu Henriques Camargos Junior – Montes Claros
299. Rejane Marta Pereira Vianna – Montes Claros
300. Rosangela Lopes de Oliveira – Montes Claros

PARÁ
301. Adalmir Silva – PSOL Igarapé Miri/PA
302. Ademir Bitencourt – PSOL Abaetetuba/PA
303. Adolfo Neto – Profº UFPA e PSOL Belém/PA
304. Aldenor Jr – Executiva PSOL Belém/PA
305. Araceli Lemos – DN PSOL/ Pta PSOL/PA
306. Benildo Jonas – Pte Ipixuna do Pará PSOL /PA
307. Carlito Brasil - Trabalhador rural de Castanhal/PA
308. Carlos Vaz – Vice Prefeito de São Miguel do Guamá/PA
309. Edelson Oliveira – Pte PSOL Anajás/PA
310. Edilson Santos – Pte PSOL São Sebastião/PA
311. Edinaldo Magalhães - Pte PSOL Garrafão do Norte/PA
312. Edmilson Rodrigues – Deputado Estadual e Diretório Estadual do PSOL/PA
313. Edson Luis – PSOL Belém/PA
314. Francisco Lopes – Pte PSOL Paragominas/PA
315. Francisco Vando – Pte PSOL Capitão Poço/PA
316. Hélio Alves – DEPSOL e Pte do PSOL Marituba/PA
317. Igor José - Agente de saúde / Castanhal/PA
318. João Assunção – Pte PSOL Traquateua/PA
319. João Vieira – Pte PSOL Óbidos/PA
320. José Arilson Oliveira – Pte PSOL São Miguel do Guamá /PA
321. José Braz – PSOL Belém/PA
322. José Guilherme – PSOL Abaetetuba/PA
323. José Nery – Ex- Senador, Executiva Estadual e Presidente do PSOL Abaetetuba/PA
324. Keciane Ramos - Associação de Mulheres do Estado, Campo e cidade - AMECC
325. Lívia Russo – DPSOL Belém/PA
326. Luiz Arnaldo Campos – Fundação Lauro Campos e DEPSOL/PA
327. Marcio Veiga – Pte do PSOL Terra Alta/PA
328. Marcos Carrera – Coord. SINDIAMBIENTAL e DEPSOL/PA
329. Maria do Socorro – PSOL Mocajuba/PA
330. Marinor Brito –Ex Senadora, Vereadora Belém, Executiva Nacional , Presidenta do PSOL/PA
331. Muisés Leal – PSOL Limoeiro do Ajuru/PA
332. Nilson Melo da Cruz (Bigu) – PSOL Abaetetuba/PA
333. Osni Vieira – PSOL Canaã dos Carajás/PA
334. Otávio Rodrigues – DPSOL Belém/PA
335. Paulo Silva – Pte PSOL Novo Repartimento/PA
336. Pedro Reis – PSOL Tucurui/PA
337. Petronilo Alves – PSOL Barcarena/PA
338. Roberto Souza – PSOL Cametá/PA
339. Ronaldo Souza – Pte CPPSOL Benevides/PA
340. Sandra Cruz – Profª UFPA e PSOL Belém/PA
341. Saulo de Tarso – Pte PSOL Santo Antônio do Tauá/PA
342. Sergio Luiz – Pte PSOL Ponta Pedra/PA
343. Sílvio Kanner – Pte da AEBA e PSOL Belém/PA
344. Valniere – Pte PSOL Eldorado/PA
345. Walmir Bastos – Pte PSOL Barcarena/PA
346. Walmir Freire – Executiva Estadual PSOL/PA

PARAÍBA
347. Áurea Augusta – PSOL João Pessoa
348. Tárcio Teixeira – Comissão de Ética Nacional

PERNAMBUCO
349. Albanise Pires – Direção Nacional do PSOL / Direção Estadual do PSOL PE
350. Alexandre Santos – Direção Estadual do PSOL PE
351. Antônio Carlos – Presidente do PSOL Condado PE
352. Antônio Rodrigues – Presidente do PSOL Itambé PE
353. Cesar Ramos – Presidente do PSOL Jaboatão / Executiva Estadual do PSOL PE
354. Claudeci Silva – Coordenação do Núcleo Igarassu – PE
355. Edilson Silva – Presidente do PSOL PE / Secretário Geral do PSOL
356. Eliabe Silva – Secretário Geral do PSOL Paulista – PE
357. Erinaldo Amorim “Ari” - Direção Estadual do PSOL / Presidente do PSOL Serra Talhada
358. Esdras Peixoto – Presidente do PSOL Recife / Executiva Estadual do PSOL PE
359. Fábio Silva – Coordenação do PSOL Caruarua – PE
360. Gilderley Alves – Presidente do PSOL Paulista - PE
361. Helder Sóstenes – Coordenação do Núcleo Vitória de Santo Antão – PE
362. Itamar França – Coordenação do PSOL Afogados da Ingazeira PE
363. Jairo Rodrigues – Coordenação do PSOL Arcoverde
364. José Luiz “Zinho” - Presidente do PSOL Moreno – PE
365. José Valdecir – Coordenação do PSOL Brejo da Madre de Deus PE
366. Leonardo Monteiro – Direção Estadual do PSOL PE
367. Lucas Ploeg – Direção Estadual do PSOL PE
368. Marcio Morais – Presidente PSOL Olinda
369. Messias Pessoa – Presidente do PSOL de São Joaquim do Monte PE
370. Milsinho Lira – Coordenação do PSOL Alagoinha PE
371. Otair José – Direção Estadual do PSOL PE / Direção PSOL Gravatá
372. Otávio Mendes – Coordenação do PSOL João Alfredo PE
373. Paulo Lira – Coordenação do PSOL Alagoinha PE
374. Pedro Justino – Coordenação do PSOL Caruaru – PE
375. Renato Sousa – Presidente do PSOL de Gravatá – PE
376. Rodrigo Nery – Secretário Geral PSOL PE / Direção PSOL Recife
377. Rosemberg Cesário – Direção Estadual do PSOL PE
378. Samuel Herculano – Executiva do PSOL PE / Direção do PSOL Olinda
379. Sergio Silva – Presidente do PSOL Goiana PE
380. Urbano – Coordenação do Núcleo Igarassu – PE
381. Zé Carlos – Presidente do PSOL Pesqueira – PE
382. Zé Gomes – Direção Nacional do PSOL / Executiva Estadual do PSOL PE
383. Zé Miguel – Presidente do PSOL Ouricuri PE

PIAUÍ
384. Aurino da Rocha Nunes - Secretário Geral do PSOL Estadual do Piauí
385. Lucas Leitão - Teresina
386. Marcos Flavio Leitão Araújo - Teresina
387. Rosileide Alexandrino de Sousa - Teresina

RIO DE JANEIRO
388. Adelina Vitor da Silva – Psol Seropédica
389. Ademir Gonçalves da Fonseca – Psol Santa Maria Madalena
390. Adilson Muniz – Psol Paracambi Agrário
391. Adonias de Lima – Psol Paracambi (Agrário)
392. Adriana Brasil Sondermann – Estudante de Direito – Psol RJ
393. Adriana Queiroz – Psol Belford Roxo
394. Afonso Henriques – Executiva Municipal Psol Macaé
395. Alberto Lucio de Castro – Presidente DM de Petrópolis, comerciante.
396. Albirato de Jesus Goudart- Reintegrado Funasa, Dirigente Sindical SINDSPREVRJ, SJ de Meriti
397. Alceu Benedito Ramos – Executiva Psol Porto Real
398. Alceu de Paula – Psol Porto Real / Comerciante
399. Alex Pimenta Bento – Presidente DM de Quissamã, técnico em agropecuária e meio ambiente
400. Alexandre Ferreira da Silva - Psol Santa Maria Madalena
401. Alexandre S. Feliciano – Psol Porto Real
402. Alice Assumpção Ribeiro – Psol Macaé
403. Alina Raquel G. Guimarães – Psol RJ / Nova Sepetiba
404. Aline Andrade Barradas – Psol Cantagalo
405. Aline Coelho – Psol São Gonçalo
406. Altair Manoel Ferreira – Psol Araruama
407. Altamiro Carlos Ramos – Psol Carapebus
408. Altemar Manoel Ferreira – Psol Araruama
409. Ana Carla – Psol RJ / Hospital Rocha Farias
410. Ana Carolina Azevedo – Psol Itaborai
411. Ana Gabriela de Carvalho Coutinho – Psol Araruama
412. Ana Lúcia – Psol RJ / Hospital Getúlio Vargas
413. Ana Paula da Silva – Psol São Gonçalo – PSF
414. Ana Paula Delgado Costa - Psol Duas Barras
415. André Borges
416. André Diniz Souza – Psol Cordeiro
417. André Luis Santos Vera – Psol Carapebus
418. André Marques de Souza - Zona Oeste
419. André Miranda de Lima – Psol Magé
420. Andréia Cardoso Ribeiro de Souza – Psol Macaé
421. Andréia Monique – Direção Municipal Psol Araruama
422. Anibal de Almeida – Direção Estadual Psol RJ
423. Antoniel Lourenço – Psol Nova Iguaçu km 332
424. Antônio Carlos de Oliveira – Executiva Municipal Psol Araruama
425. Antônio Garlope – Psol Magé
426. Antônio Marcos – Psol Belford Roxo
427. Antônio Marcos Maciel Martins – Psol Carapebus
428. Antônio Oliveira – Presidente Municipal do Psol Nova Iguaçu
429. Antônio Saraiva da Rocha – Presidente Diretório Municipal de Márica – Professor da Uerj
430. Antônio Vieira – Psol São Gonçalo
431. Arilson Doval – Psol Guaratiba – Associação de Moradores
432. Aristeu Vieira de Carvalho - Psol Paracambi (Agrário)
433. Arly da Silva Moraes - Psol Santa Maria Madalena
434. Arquimedes de Souza Vieira – Psol Teresópolis
435. Bárbara Gonçalves Fagundes – Rio de Janeiro
436. Bethânia Souza Duarte – Psol Cordeiro
437. Braz Zullo da Silva – Psol Carapebus
438. Breno Santana Santos – Psol Araruama
439. Bruno Dias Curty de Carvalho – Psol Cordeiro
440. Bruno Lopes Salles Soares – Guarda Municipal / Psol Seropédica
441. Bruno Padron (Porpetta) - Bancário
442. Carine Maciel de Alexandria – Psol Carapebus
443. Carla Elvira Ecard Nicolau - Psol Cantagalo
444. Carlos Feijão – Núcleo Psol Miracema
445. Carlos Silva - Psol Belford Roxo
446. Carmem da Cruz David – Psol Magé
447. Cassia de Almeida Berlim - Psol Rio das Ostras
448. Cátia Marcia P. Santos – Psol Seropédica
449. Célio Augusto Soeiro de Souza – Psol São Gonçalo – FUNASA
450. Celso Chagas Boechat - Psol Santa Maria Madalena
451. Chárbila Cotrim – Psol Macaé
452. Charles Gonçalves – Psol Niterói / Diretor Regional Sindsprev Niterói
453. Chico Motta - JSOL
454. Christiane Gerardo Neves – Dirigente Sindica SINDSPREVRJ, Servidora Saúde Federal
455. Cid Benjamin- Núcleo Zona Sul
456. Clarinda de Almeida – Psol RJ
457. Cláudio Pacatuba – Psol São Gonçalo
458. Cleber de Oliveira – Psol RJ
459. Cleilson Pereira de Araújo – Psol Belford Roxo
460. Cleir José da Silva – Psol São Gonçalo – Movimento Social de São Gonçalo
461. Cristiane Bernardo da Silva – Psol Seropédica
462. Cristiane Bulhões –Enfermeira, Dirigente Sindical SINDSPREVRJ, São João de Meriti
463. Cristiane Coutinho Silva Lima – Psol Cordeiro
464. Cristiane Oliveira – Psol São Gonçalo
465. Cristiane Souza da Anunciação – Psol Macaé
466. Cristiano Ribeiro Valladão – Diretório Estadual e Presidente Municipal do Psol Araruama
467. Cristina Gomes Luz - Dirigente Sindical SINDOMPERJ
468. Cristina Konder- Núcleo Zona Sul
469. Cristina Marins – Núcleo Zona Sul
470. Cyro Cordeiro – Psol Macaé
471. Daniele Pinto Figueiredo – Psol Itaboraí
472. Danilo Garcias Carrilho - Psol Santa Maria Madalena
473. Dayanne Pinheiro Alves Boechat Capita – Psol Cordeiro
474. Débora Costa – Executiva Municipal Psol Japeri
475. Dejamar Pinheiro dos Santos – Psol Cordeiro
476. Delaine Pinheiro Alves – Executiva Municipal Psol Cordeiro
477. Denise Maia Tostes Cubica - Psol Duas Barras
478. Denise Olivetti – Psol São Gonçalo – FUNASA
479. Deraldo Santana da Silva – Psol Macaé
480. Deralvino Pinto da Silva– Psol RJ / Hospital Albert Schweitzer
481. Devanir Alves de Azevedo – Presidente Diretório Municipal de Queimados
482. Dilmalina Lopes Ribeiro – Psol Cordeiro
483. Diogo Gutierrez – Psol RJ / Diretor da Associação APDS Irajá
484. Djessika Coelho Mathias – Psol Cordeiro
485. Douglas Zamboni Pinheiro – Psol Cordeiro
486. Edgard Luiz Conceição da Silva - Itaboraí
487. Edina de Azevedo Pinto - Psol Santa Maria Madalena
488. Edivaldo Coutinho – Psol Araruama
489. Edson Miagusko – Professor UFRRJ
490. Eduardo da Silva Delgado - Psol Duas Barras
491. Elam Salles – Psol São Pedro da Aldeia
492. Elenilso Pereira de Souza – Executiva Municipal Psol Seropédica
493. Eliane de Paiva Nunes – Psol Magé
494. Elias de Lima - Psol Paracambi (Agrário)
495. Eliete da Rocha Lira - Psol RJ / Jesuítas
496. Elizeu Higino – Psol RJ / Educação Zona Oeste
497. Ellen Neves - Psol Paracambi (Agrário)
498. Érica Cristina – Psol Angra dos Reis / INSS
499. Érika Cristina de Oliveira Pereira - Psol RJ / Jesuítas
500. Eronildo Mezini Ferreira – Comerciante, Antares.
501. Ester Fátima do Nascimento Oliveira - Psol RJ / Jesuítas
502. Eva Lins da Silva – Dirigente Sindical Araruama SINDSPREVRJ.
503. Ezequiel de Oliveira – Psol Nova Iguaçu – Km 32
504. Fabiane Joaquim - Psol RJ / Jesuítas
505. Fábio Alves Mouta – Executiva Municipal Psol Araruama
506. Fabio Lopes – Psol RJ / Diretor da Associação APDS Irajá
507. Fabio Mario Iorio - Núcleo Zona Sul
508. Fabrícia Lopes de Sousa - Nova Iguaçú
509. Fátima de Farias – Psol RJ / Hospital Eduardo Rabelo
510. Felipe Augusto Jonco – Presidente Psol Porto Real
511. Felipe Barros de Abreu – Executiva Municipal Psol Cordeiro
512. Felipe Júlio Batista Carvalho – Psol Cordeiro
513. Felipe Soares – Psol Magé / Movimento Estudantil
514. Felipe Vilela – Psol Porto Real
515. Fernanda Silveira Teixeira – Psol Cordeiro
516. Fernando Albino – Psol RJ – PAM Del Castilho
517. Fernando Antunes do Amaral – Executiva Municipal Psol Cordeiro
518. Fernando de Brito da Silva – Psol Magé
519. Fernando De lima – MSP – Movimento de Luta dos Trabalhadores Segurança Publica PEC 300.
520. Fernando São Paulo – Psol Porto Real
521. Fischel Davit Chargel- Núcleo Zona Sul
522. Flávia de Almeida – Psol RJ
523. Flávio Alves Mouta – Psol Araruama
524. Flávio Bevitori Neves - Psol Santa Maria Madalena
525. Flávio da Silva Conceição – Psol Seropédica
526. Flávio Ferreira (Flamon) – Dirigente SINDSPREV/Serrana e Pres. Municipal Psol Teresópolis
527. Francis da Silva – Psol RJ / Nova Sepetiba
528. Francisco Berlim – Psol Rio das Ostras
529. Francisco José – Psol Paracambi Agrário
530. Gabriel Souza Alves - Duque de Caxias/RJ
531. Geisa Lopes da Silva - Psol RJ / Jesuítas
532. Geraldo Magella Kropf Abib Goes - Psol Duas Barras
533. Geraldo Soares Machado - Psol Santa Maria Madalena
534. Gilberto Freire de Azeredo – Psol Araruama
535. Gilberto Mesquita – Diretor Regional Sindsprev Zona Oeste e Saúde Estadual (HERF)
536. Gilmar Lima Barrada – Psol Cordeiro
537. Gilson Garcia – Executiva Municipal Psol Seropédica
538. Gilson Mouro – Psol Nova Iguaçu
539. Gracilene da Silva Marinelle – Psol Carapebus
540. Greice Suppo – Psol Magé / Sindsprev Comunitário Santo Aleixo
541. Guilherme Ribeiro de Barcelos – Psol Carapebus
542. Gustavo Miranda - SEPE
543. Iná Meireles – Professora UERJ
544. Indalício Simplício – Executiva Municipal Psol Belford Roxo
545. Indalicio Simplicio de Souza Filho – Diretório Municipal de Belforoxo.
546. Irinéia Santana – Psol Seropédica – FUNASA
547. Irineu Santana – Diretor Estadual Sindsprev RJ
548. Isadora Comy - Zona Oeste
549. Isaías de Oliveira – Núcleo Psol Rio Claro
550. Ivonete Vitorino – Psol Miracema
551. Izael Silva De Lima - Psol Paracambi (Agrário)
552. Izailda Ramos – Executiva Municipal Psol Macaé
553. Jackson Roque – Executiva Municipal Psol Belford Roxo
554. Jadilson Diniz – Psol Magé
555. Jaime Albino Veloso – Presidente Diretório Municipal de Paraty
556. Jane da Silva Mathias - Psol Cantagalo
557. Janira Rocha – Presidente Estadual do Rio de Janeiro, Deputada Estadual
558. Jaquelene de Cássia Costa – Psol Araruama
559. Jaqueline Leandro Machado - Psol Santa Maria Madalena
560. Jayme Alberto – Diretório Municipal Porto Real
561. Jeferson Barros - Dirigente Sindical SINDOMPERJ
562. Jeferson Moretti - Militar
563. João Cristino – Executiva Municipal Psol Japeri
564. João Francisco Soares Machado - Psol Santa Maria Madalena
565. João Marcus Moraes Calvo – Executiva Municipal Psol Cordeiro
566. João Máximo- jornalista
567. João Zagrande – Psol São João de Meriti
568. Joberson Correa – Executiva Municipal Psol Cordeiro
569. Joelma Araújo – Psol Belford Roxo
570. Jonas Nery – Psol Magé
571. Jorge Conceição Gomes – Psol Niterói – Saúde Municipal
572. Jorge Luis Farias - Psol Paracambi (Agrário)
573. Jorge Luis Fragoso da Silva – Presidente Diretório Municipal de Belforoxo, comerciante
574. Jorge Pereira Miranda – Diretor Estadual Sindsprev RJ
575. Jose Barros Pinto – Presidente Diretório Municipal Três Rios, aposentado.
576. José Carlos Ecard Nicolau - Psol Cantagalo
577. José Carregal – Psol Itaguai – Associação de Moradores (FLAMIR)
578. José Cláudio de Lima – Psol Magé
579. José Cláudio Torres – Psol RJ
580. José Luis Fevereiro - Núcleo Zona Sul – Executiva Nacional/Estadual do PSOL
581. José Neves Filho – Psol Araruama
582. José Paes – Psol Paracambi Agrário
583. José Ricardo dos Santos – Psol Mangaratiba – FUNASA
584. José Rodrigues de Souza – Presidente Municipal Diretório Mangaratiba
585. Josias de Lima - Psol Paracambi (Agrário)
586. Juarez Silva Ferreira - Psol Cantagalo
587. Júlio Cesar da Silva Goudinho – Psol Duas Barras
588. Kerolyn Suppo – Psol Magé
589. Leandro de Oliveira – Psol Porto Real
590. Leandro Konder - Núcleo Zona Sul
591. Leandro Lima da Silva – Presidente Diretório Municipal de Búzios.
592. Leandro Mendonça - Zona Oeste
593. Leandro Vabo – Dirigente Sindsprev RJ / SAMU
594. Leda Maria Marserete - Psol Paracambi (Agrário)
595. Lena Lucilene Gonçalves da Silva - Rio Das Ostras
596. Leon Domingues – Psol Magé
597. Leonardo Cezário – Presidente Municipal do Psol Campos dos Goytacazes
598. Liliane Ferreira da Silva – Psol RJ / Nova Sepetiba
599. Lorena da Silva – Psol RJ / Nova Sepetiba
600. Lourdes Baptista da Silva –Dirigente Sindical ZO SINDSPREVRJ , Servidora Saúde Estadual.
601. Luan Stróglio de Oliveira Martins – Psol Cordeiro
602. Luciana Brasil Sondermann Alves – Funcionária Pública UFRJ e Professora – Psol RJ
603. Luciana Matos – Diretório Municipal Psol São Fidélis
604. Luciano Agualuza – Psol Araruama
605. Luciene Lopes – Psol RJ
606. Luiz Carlos Gomes da Silva – Psol Magé – Escrivão de Polícia (filiação interna)
607. Luiz Carlos Ramos Barbosa – Psol Magé
608. Luiz Paulo Vieira de Almeida – Psol Araruama
609. Luiz Sereia – Psol Magé / Sindsprev Comunitário de Santo Aleixo
610. Luma Lopes de Almeida – Psol RJ
611. Manoel Crispim Clemente Flores – Servidor INSS, Araruama, Dirigente Sindical
612. Marcela Freitas Mendonça – Psol Magé
613. Marcela Mesquita – Psol Porto Real
614. Marcelo Mota Roriz – Psol Magé
615. Marcelo Santana – Filiação Interna Psol São Fidélis
616. Márcia Cristina da Cruz de Souza - Psol RJ / Jesuítas
617. Márcia Cristina Pereira dos Santos - Psol RJ / Jesuítas
618. Márcia Esteves de Paula - Psol RJ / Jesuítas
619. Márcia Maria Avelar – Psol Angra dos Reis / INSS
620. Marcio Damasio Menegussi –Servidor Municipal RJ, Cachoeira de Macacu
621. Márcio Ferreira Lameira – Psol Nova Iguaçu
622. Marco Antônio – Psol Araruama
623. Marco Antonio dos Santos – Conselho Fiscal Diretório Araruama
624. Marcos Antônio dos Santos – Executiva Municipal Araruama
625. Marcos Antônio José dos Santos – Professor da UFRRJ / Psol Seropédica
626. Marcos Bouchornick – Psol Macaé
627. Marcos Paulo Alves – Executiva Estadual e Presidente Municipal do Psol Seropédica
628. Marcos Pinho Monteiro – Psol RJ / Educação Zona Oeste
629. Marcos Soares – Diretor Estadual Sindsprev RJ
630. Margarida Alves - Psol Paracambi (Agrário)
631. Margarida Maria de Oliveira – Psol Magé
632. Maria Alves - Psol Paracambi (Agrário)
633. Maria Araci Correa Santos – Psol Macaé
634. Maria Clara de Miranda Iorio- Núcleo Zona Sul
635. Maria das Graças Nery – Psol Magé – Professora
636. Maria das Graças Santos Barreira (Kuka) – Executiva Estadual RJ/Exec. Municipal Araruama
637. Maria de Brito - Psol Paracambi (Agrário)
638. Maria Edilsa de Souza Silva - Psol Santa Maria Madalena
639. Maria Elizabeth Alves de Carvalho – Psol Araruama
640. Maria Isabel de Miranda Iorio- Núcleo Zona Sul
641. Maria Ivone – Diretora Estadual Sindsprev RJ
642. Maria Julia Goldwasser- Núcleo Zona Sul
643. Maria Lúcia Rodrigues – Psol Belford Roxo
644. Maria Simone da Silva – Psol RJ / Nova Sepetiba
645. Marildo Ferraz - Psol Paracambi (Agrário)
646. Marilene Neves Bizarro - Psol Paracambi (Agrário)
647. Marina Eufrazia do Nascimento Azevedo – Psol Carapebus
648. Marlene de Souza - Psol Duas Barras
649. Matheus Carvalho Alvim – Executiva Municipal Psol Cordeiro
650. Mauro Cezar Consentino – Executiva Psol Porto Real / Coronel Reformado Exército Brasileiro
651. Mauro Oliveira – Psol Belford Roxo
652. Mayara Alves dos Santos- Secretária Geral Diretório São João de Meriti
653. Michel Suppo – Psol Niterói
654. Michele dos Santos Alves - Psol RJ / Jesuítas
655. Michelle Werneck Bucker – Executiva Municipal Psol Cordeiro
656. Miguel Pinho - Professor
657. Milena dos Santos Lopes- AC de Saúde, Dirigente Sindical SINDSPREVRJ, São João de Meriti
658. Milton Temer- Núcleo Zona Sul – Diretório Nacional do PSOL
659. Moacir Felipe – Presidente Psol Resende
660. Monalisa Freitas Mendonça – Psol Magé
661. Monalisa Soares – Psol Magé
662. Monaliza Suppo – Psol Niterói
663. Mônica Regina Braga – Secretária de Comunicação Psol Teresópolis
664. Monique Matheus - Psol RJ / Jesuítas
665. Neiva Zanette – Psol Teresópolis
666. Nelma Jesus de Amorim - Psol RJ / Jesuítas
667. Nereu Lopes – Diretor Regional Sindsprev Leopoldina – Psol RJ – Conselheiro de Saúde
668. Nilcéa Cordeiro – Direção Psol Agrário
669. Nilda Suppo – Psol Magé / Sindsprev Comunitário Santo Aleixo
670. Nildo Faustino – Executiva Municipal Psol Nilópolis / Jornalista
671. Nilo Marques Braga- Núcleo Zona Sul
672. Nilton Lima Gomes - Psol Santa Maria Madalena
673. Nilton Nallin - Mandato Janira Rocha
674. Norma Campos – Psol Magé
675. Norma Suppo – Psol Magé
676. Octaciano Ramos – Presidente Municipal do Psol Magé
677. Osvaldo Guilherme Silva de Oliveira - Nova Iguaçú
678. Osvaldo Sérgio – Diretor Estadual Sindsprev RJ / Psol RJ – Secretaria de Gênero, Raça e Etnias
679. Paola Leoneza – Executiva Municipal Psol Araruama
680. Paola Marques – Direção Municipal Psol Araruama
681. Paulo Américo Turl Machado- INSS,Dirigente Sindical SINDSPREVRJ Teresópolis
682. Paulo Cesar Doval – Psol Guaratiba – Associação de Moradores
683. Paulo Cesar Marques da Silva – Psol Araruama
684. Paulo Duarte – Psol Magé
685. Paulo Vinícius Rocha de Oliveira – Psol Cantagalo
686. Pedro Curty de Paula – Executiva Municipal Psol Cordeiro
687. Pedro Pires Pinto - Psol Santa Maria Madalena
688. Rafael da Anunciação – Presidente Municipal Psol Macaé
689. Rafael Gonzaga de Freitas – Executiva Municipal Araruama
690. Rafael Ribeiro Torres – Psol Carapebus
691. Raimunda Feitosa de Oliveira - Psol RJ / Jesuítas
692. Raissa Godinho - JSOL
693. Regina Loroza – Dirigente Sindical Zona Sul SINDSPREVRJ, servidora saúde federal.
694. Reinaldo da Silva Ferraz – Psol RJ / HGB
695. Renan Lima Peixoto – Executiva Municipal Psol Cordeiro
696. Rian dos Santos – Psol Belford Roxo
697. Ricardo Barreira – Estudante UFRJ
698. Ricardo Fernandes de Mello - Psol Duas Barras
699. Ricardo Pessanha – Presidente Municipal Diretório Nilópolis
700. Ricardo Terra Leite – Psol Macaé
701. Robert Jordino – Psol Mangaratiba – Associação de Moradores
702. Roberta Barreira – Psol Beford Roxo / FUNASA
703. Roberta Cruz da Silva - Psol RJ / Jesuítas
704. Roberto Neves Assumpção – Psol Macaé
705. Roberto Paiva – Psol Nova Iguaçu
706. Robson Jordino – Diretor Estadual Sindsprev RJ
707. Robson Santana – Presidente Municipal do Psol São Fidélis
708. Rolando Medeiros – Diretor Administrativo do Sindsprev/RJ e Pres. Municipal do Psol Cordeiro
709. Ronaldo Conceição – Psol Nova Iguaçu – Professor
710. Ronaldo Nogueira – Psol Niterói / Diretor Regional Sindsprev Niterói
711. Ronan Santos – Presidente DM de São Joõ de Meriti, SPF-MTE
712. Rosália dos Santos Barreira - Psol RJ
713. Rosângela da Silva – Psol São Gonçalo – PSF
714. Rose Paiva – Diretora Estadual Sindsprev RJ / Psol Magé
715. Rosélia Braga Cortez - Psol Paracambi (Agrário)
716. Rosemary Diniz – Psol RJ / Hospital Getúlio Vargas
717. Samuel Debotan – Psol RJ – FUNASA
718. Samuel Paulino Hecht Sales – Diretório Municipal Itaperuna
719. Sandra Maria Bello de Mendonça - Psol Duas Barras
720. Sandro Sabino - Teresópolis
721. Savio David Ramos – Psol Magé
722. Sebastião José de Souza – Dirigente Sindical Niterói SINDSPREVRJ, servidor Saúde Federal
723. Sharles Class – Psol Araruama
724. Shirlei Santana da Anunciação – Psol Macaé
725. Shirley Coelho – Diretora Estadual Sindsprev/RJ
726. Sidnei Dias – Diretório Nacional
727. Sidney Castro – Dirigente Sindical SINDSPREVRJ
728. Simone Gomes de Morais – Psol Araruama
729. Suelen Neves - Psol Paracambi (Agrário)
730. Suellen Ferreira da Silva - Psol RJ / Jesuítas
731. Tais Gomes de Castilho – Psol RJ / Nova Sepetiba
732. Taís Rangel Silva – Psol Campos
733. Tamiris Neves - Psol Paracambi (Agrário)
734. Tatiane Araújo – Psol Belford Roxo
735. Tayonara Dias – Psol RJ / Jesuítas
736. Teresa Maria leal Marques – Psol Araruama
737. Túlio Maravilha – Psol Japeri
738. Ubiratan – Psol RJ / Hospital Aloísio de Castro
739. Ubiratan Santos de Oliveira – Psol Magé
740. Vagner Bazil da Silva - Psol Santa Maria Madalena
741. Valmir Zaniboni Lopes - Psol Cantagalo
742. Vera Valadão – Psol Itaperuna
743. Verônica Ferreira - Psol RJ / Jesuítas
744. Vilma Rosa – Psol São João de Meriti / Hospital Adão Pereira Nunes
745. Vilson Dias de Souza – Psol Carapebus
746. Vinícius Pinheiro Alves – Executiva Municipal Psol Cordeiro
747. Vitor Mario Iorio- Núcleo Zona Sul
748. Viviane Gonçalves – JSOL
749. Vlamir Goulart da Silveira – Psol Magé – Médico
750. Waldeck Kok – Psol Macaé
751. Wallace Oliveira – Diretor Regional Sindsprev Campos dos Goytacazes
752. Walmir Pereira – Psol Macaé
753. Wellington Guimarães – Psol Araruama
754. Wenderson Dias – Presidente Municipal do Psol Japeri
755. William da Silva Barros Rosa – Executiva Municipal Psol Seropédica
756. Willians Coelho – Psol São Gonçalo
757. Zilda Pontes Moreira - Psol Santa Maria Madalena

RIO GRANDE DO NORTE


758. Advanil Pontes de Andrade – Pres. DM São José do Mipibu e Coord. Comunicação PSOL/RN
759. Jobson Galdino – PSOL Natal
760. Marcos Antônio da Silva - Vereador Natal
761. Petrônio Andrade – PSOL Mossoró

RIO GRANDE DO SUL


762. Adrian Dallegrave- militante psol Caxias do Sul.
763. Adriana Gomes - Santa Maria
764. Alceu Da Silva Marques – Militante Viamão.
765. Alexandre Bastos Ordestes
766. Aline Anzorena Simeão - Porto Alegre
767. Ana Caroline da Rocha Guex - Membro da Juventude.
768. Anai Maria de Souza - advogada - exec. psol Caxias do Sul
769. Anália Martins - Professora- diretório municipal de Porto Alegre Psol
770. Andrea Aquino - Porto Alegre
771. Antonieta Xavier
772. Augusto Furtunato Bottezeli Giraudo – Vereador de Viamão.
773. Avelino de Campos - diretório municipal Caxias do Sul
774. Ben Hur Nunareto da Silva - psol Caxias do sul
775. Bernadete Menezes – Comissão de Ética Nacional
776. Carlos Alberto Cardoso de Souza.militante psol Caxias do Sul
777. Carlos Alberto Castilho- militante Caxias do Sul
778. Carlos Augusto Lopes - vice-presidente psol Viamão.
779. Carmen Lucia Alves - Porto Alegre
780. Ceni Meribi - militante psol Caxias do Sul
781. Cleonice Boeira Bao - Lagoa Vermelha
782. Cristiano Graminho de Souza - militante psol Caxias do Sul
783. Cristiano Schultz- psol porto alegre
784. Daniel Augusto Vargas Giraudo – Membro da Juventude.
785. Danielle Trevizan Corrêa - militante psol Porto Alegre
786. Débora D. da Silva - militante Lomba do Pinheiro- psol Porto Alegre
787. Deborah Ibraima Ferreira - Lagoa Vermelha
788. Diego Daniel da Silva - militante Lomba do Pinheiro - psol Porto Alegre
789. Djalma Dirceu Cardoso de Souza - militante psol Caxias do Sul
790. Edson de Jesus Alves- .militante psol Caxias do Sul
791. Eduardo da Silva Betamin.militante psol Caxias do Sul
792. Eliane Vanini - psol Viamão
793. Ewerton Breyer - médico - psol Porto Alegre
794. Fábio Burch Salvador – Militante Viamão.
795. Fernando Lindner – Militante Viamão.
796. Gabriel Trevizan - psol Porto Alegre
797. Gabriela da Rocha Guex - Membro da Juventude.
798. Geni Silva da Costa – Diretório Municipal Viamão.
799. Guilherme Ceci Albeton - psol Caxias do Sul
800. Gustavo Augustine - juventude Caxias do sul
801. Hanna Carolina de Souza- juventude psol Caxias do Sul
802. Helena Trevizan Corrêa - militante psol Porto Alegre
803. Isabel Cristina Trevisan dos Santos.- militante psol Caxias do Sul
804. Itacyr Divino Zuffo Jr. - Porto Alegre
805. Jardel Cunha – Porto Alegre
806. Jaudir Luiz de Souza. -militante psol Caxias do Sul
807. Jeferson Coelho da Silva. - militante psol Caxias do Sul
808. João Matias Abreu. - militante psol Caxias do Sul
809. Jose Calmo da Silva - Dirigente Comunitário Lomba do Pinheiro - psol Porto Alegre
810. Josias Porciúncola – Porto Alegre
811. Julia da Silva Pereira – Membro da Juventude Viamão.
812. Juliano Alexandre Borges - militante psol Caxias do Sul
813. Jussara Hoffmann - Santa Maria
814. Jussara Lopes da Silva - Tapes
815. Laura Trevizan Corrêa -militante psol Porto Alegre
816. Leandro Moré. - militante psol Caxias do Sul
817. Leandro Moré-.militante psol Caxias do Sul
818. Leila Thomassim - Diretora SIMPA - militante do psol Porto Alegre
819. Letícia Maria- Direção de Novo Hamburgo
820. Lourdes Bernadete Possamai - militante psol Caxias do Sul
821. Lucas Matheus de Souza - Coord. de Comunicação DCE UCS - diretório Psol Caxias
822. Luci Natalia Flores da Silva. - militante psol Caxias do Sul
823. Lucia M. Frazzer – Santa Maria
824. Lucindo Rosa - movimento comunitário Caxias do sul
825. Lucio Flavio Flores da Silva - .militante psol Caxias do Sul
826. Ludmila Lodada Fonseca- estudante geografia - psol Porto Alegre
827. Luis Fernando Possamai - advogado - exec. psol Caxias do Sul
828. Luiz Fernando Merib.militante psol Caxias do Sul
829. Luiz Xarão - Santa Maria
830. Mª. Ines Novak - militante Lomba do Pinheiro - psol Porto Alegre
831. Malise Paz – Porto Alegre
832. Marcelo Borges dos Santos - militante psol Caxias do Sul
833. Marcelo Flores da Silva - .militante psol Caxias do Sul
834. Márcia Tavares
835. Marco Mello - professor - militante psol Porto Alegre
836. Maremy de Quevedo - Santa Maria
837. Margarete Novak - militante Lomba do Pinheiro - Psol Porto Alegre
838. Margarida P. Meireles - Porto Alegre
839. Maria Do Carmo Da Silva Guimarães - Dirigente Movimentos Populares em Viamão
840. Maria de Lourde s Ambrósio – Direção Municipal de Viamão
841. Maria Helena de Oliveira - militante psol Caxias do Sul
842. Maria Luiza Silva da Silva
843. Maria Schirlei Funck
844. Mariana Johann - Membro da Juventude.
845. Mário Azeredo – Diretório Nacional do PSOL
846. Mário San Segundo – Porto Alegre
847. Mário Serapião Pereira
848. Marivani Vanin- psol Viamão
849. Mirian Antunes Ferreira- militante psol Caxias do Sul
850. Natália da Rocha Guex - Membro da Juventude.
851. Nehita Isar Peres - Santa Maria
852. Neidi Weschenfelder - Porto Alegre
853. Neiva Lazzarotto – Vice-presidente Estadual do RS
854. Paula Carine de Souza- professora- diretório psol Caxias do Sul
855. Paulo Roberto de Souza- Presidente Psol Caxias do Sul
856. Paulo Thomassim - professor - militante psol Porto Alegre
857. Raquel Rates - Lagoa Vermelha
858. Rejane Antoniolli - Porto Alegre
859. Rejane Aretz – Vice-Presidente Municipal de Porto Alegre
860. Rejane M. Farias – Porto Alegre
861. Renan Vanin - militante juventude Viamão
862. Renata Moreli - militante região leste- psol Porto Alegre
863. Renato Guimarães - Exec. Estadual do Psol
864. Ricardo da Silva Freitas- Porto Alegre
865. Ricardo Passos de Matos. - militante psol Caxias do Sul
866. Roberto Brocker - Membro do Diretório Municipal.
867. Rochele Rosa Graminho - militante psol Caxias do Sul
868. Rogério Muller – Sta Cruz do Sul
869. Romer dos Santos Guex – Membro do Diretório Nacional.
870. Rose Santos - psol Porto Alegre
871. Roseli Bergozza – Caxias do Sul
872. Rudinei dos Passos - militante psol Caxias do Sul.
873. Rui Paulo Muniz – ex-Secretário Geral municipal de Viamão
874. Sandra Maria Cardoso da Silva.- militante psol Caxias do Sul
875. Silvio Jardim - advogado- militante Porto Alegre
876. Simone Marta – Porto Alegre
877. Soraya da Rocha Guex – Militante Viamão
878. Tainá T. Guimarães - estudante de engª. ambiental -militante psol Porto Alegre
879. Tatiane Vargas de Souza - militante psol Porto Alegre
880. Terena T. Guimrães - estudante de letras - militante psol Porto Alegre
881. Teresinha Cardoso da Silva -.militante psol Caxias do Sul
882. Terezinha da Fonseca - Lagoa Vermelha
883. Thales Cassiel Walter – Membro da Juventude.
884. Valmor Cardoso - psol Viamão
885. Valter Martins. - Diretório psol Caxias do Sul
886. Vera Serpa - Santa Maria
887. Vilmar A. Ross da Silva - diretório municipal do PSOL Viamão
888. Vilmar Fraga Cardoso – Militante Viamão.
889. Vinicios Santos da Silva. - militante psol Caxias do Sul
890. Vítor Hugo Fortes - Porto Alegre
891. Wagner Andri de Moraes - militante psol Caxias do Sul.
892. Wuilhan Jardim. - militante psol Caxias do Sul
893. Yara Carbonell

RONDÔNIA
894. Andréa de Cássia Árabe Martins de Oliveira, médica, Direção Municipal de Ji-Paraná
895. Claudiney Guedes Bakerini, professor e jornalista, Direção Municipal de Porto Velho
896. José Marcos Flor, Jornalista, cidade de Cacoal
897. José Osmar Caon, médico, Direção Regional
898. Jovelina Noeli Bruzamarello Caon, enfermeira, Direção Regional
899. Nascimento Antônio da Silva(Pimenta), Direção Regional

RORAIMA
900. Cris Pereira Garcia
901. Eder Marques Cirqueira- Tesoureiro Estadual
902. Ednard Marques Cirqueira
903. Jeane da Costa Cavalcante
904. Jonas Santos Reis
905. José Luis Occa – Presidente PSOL/RR
906. Lidia Moura Oliveira.
907. Paulo Afonso Hartmann- Tesoureiro do Diretório Municipal Boa Vista
908. Raimundo Paiva de Moura
909. Suely de Oliveira Marques- Secretaria Geral de Organização Estadual
910. Valdenira Furtado Guedes

SANTA CATARINA
911. Aderbal João Rosa Filho – Florianópolis - Jornalista
912. Afrânio Boppré – Vereador Florianópolis – Exec. Nac. e Pres. do PSOL SC
913. Anderson Morais – Florianópolis - Executiva Estadual SC
914. Edemiler Api - Florianópolis - JSOL
915. Eduardo Poletto - Florianópolis
916. Elson Manoel Pereira - Florianópolis
917. Félix Lins de Souza - Florianópolis - JSOL
918. Hudson Neves - Florianópolis - JSOL
919. Juliana Costa Torralba – Florianópolis - JSOL
920. Larissa Vianna Neveu – Florianópolis - JSOL
921. Leonel Camasão – Joinville - Executiva Estadual SC e Pres. PSOL Joinville
922. Murilo Domingues de Azevedo – Biguaçu - Presidente PSOL Biguaçu
923. Nicholas Bastos – Florianópolis - JSOL
924. Rafael Rodrigo de Mello - Presidente do PSOL São José
925. Roberto Amaro – Florianópolis - JSOL
926. Sérgio Murillo de Andrade - Florianópolis
927. Stella Maris Veiga - Direção Municipal Florianópolis
928. Tânia Maria Ramos - Florianópolis
929. Tiago Iraton da Silva - São José

SÃO PAULO
930. Acacio Santos de Araújo - Juventude Hortolândia
931. Ademar José de Oliveira - Químicos Unificados Campinas
932. Adriana Cristovan da Silva Souza - Hortolândia
933. Airton Massari - Ribeirão Pires SP
934. Alan João Orlando - Presidente Psol Porto Ferreira - SP
935. Alberto Canuto - Santo André SP
936. Alessandro Ferrarezi - Movimento Sindical Vinhedo
937. Alex Mota - Psol Capital SP
938. Aline Gondim - Mauá SP
939. Anderson Domingues Rodrigues - Hortolândia
940. Andre Henrique Alves Fetiquim - Federação dos Químicos
941. André Luiz Aleixo - Juventude Hortolândia
942. Anselmo Pires - Presidente Psol Guarulhos
943. Antonio Calixto - Ribeirão Preto
944. Antônio de Souza Garcia - Comunidade Santa Luzia Campinas
945. Antonio Ocílio - Psol Capital SP
946. Antonio Rasteiro - ATESQ Campinas
947. Aristides Daniel – Ari - Intersindical
948. Aristides Daniel – SP
949. Arlei Medeiros -Presidente Psol Campinas
950. Bruno Cardozo - Capital SP
951. Bruno Palmieri Ribeiro - Capital/SP
952. Camila Maria Paixão - Professora Vinhedo
953. Candido Pernas Bortolato - Publicitário Vinhedo
954. Carol Peters - Diretório Estadual/Setorial de Mulheres
955. Charles Marinho de Sousa - Executiva PSOL Sumaré
956. Chico Branco - Rio Grande da Serra SP
957. Ciro Palmeira - Jsol
958. Ciro Palmeira - Jsol SP
959. Cláudia Hernandes - Psol Capital
960. Cláudia Hernandez - Capital SP
961. Claudinei José Pereira - Comerciário Vinhedo
962. Claudiner Palma dos Santos Junior - Hortolândia
963. Claudionei Cabral - Movimento Sindical - Sumaré
964. Costábile Paes Landin - Juventude Hortolândia
965. Cristiane Souza - Movimento de Saúde Campinas
966. Dandara Medeiros - Estudante Campinas
967. Dani Sousa - Associação - A juventude quer viver
968. Denise Anzorena Simeão - Executiva Estadual PSOL
969. Deusdete - Diretório Estadual SP
970. Dumar Gatter - Quimicos Unificados Campinas
971. Ederson Clay Bueno de Castro - Movimento Sindical Vinhedo
972. Edilene Rodrigues Santana - Químicos Unificados Campinas
973. Edmar Santos - Tecnico Químico Campinas
974. Edson Araujo Salustiano - Intersindical Hortolândia
975. Edson Carneiro – Indio - Intersindical
976. Eduardo de Carvalho Santos - Hortolândia
977. Eduardo Gomes da Cruz - Hortolândia
978. Emygdio Carbonari Neto - Engenheiro - Dir. Municipal Vinhedo
979. Eneida Kouri - Santos
980. Fabiano Garrido - Diretório Nacional
981. Fabiano Garrido - Diretório Nacional PSOL
982. Fausto Rodrigues Pena - Químicos Unificados Hortolândia
983. Francielli Gleisse Silva Souza - Intersinidcal Campinas
984. Francisco Tavares - ATESQ Campinas
985. Francisvaldo Mendes de Souza - Executiva Nacional PSOL
986. Gabriela Benitez - Psol Capital
987. Gentil Nunes - Presidente do Psol Guarujá - SP
988. Gesiel Monteiro - PSOL São Paulo
989. Gilberto Maringoni - Professor da Univ. Federal do ABC
990. Gisele Cristóvan da Silva - Hortolândia
991. Gloria Nozella Lima - Químicos Unificados Campinas
992. Gustavo Don, Fórum LGBT e DM do PSOL de Mogi das Cruzes
993. Horácio Neto - Diretório Estadual SP
994. Humair Tadeu Spada - Capital SP
995. Inês Paz - Diretório Nacional
996. Ivan Valente - Deputado Federal e Presidente Nacional do Psol
997. Ivanildo Cristóvan da Silva - Hortolândia
998. Jaberson Souza da Conceição - Juventude Hortolândia
999. Jão Acir Ferraz do Santos - Juventude Hortolândia
1000. Jéssica Santos Silva - Juventude Hortolândia
1001. Jorge Neres Barreto - Hortolândia
1002. Jorge Paz - diretor da APEOESP e membro do DM Mogi das Cruzes
1003. Jose Ferreira - Psol Capital SP
1004. Jose Ibiapino - Executiva Estadual Psol/SP
1005. José Nunes Filho - Executiva PSOL Sumaré
1006. Josiane Alves Gomes - Dir. Estadual PSOL e JSOL
1007. Josivaldo Ximenes - Diretório Municipal SP
1008. Josué Roberto Teixeira - Juventude Hortolândia
1009. Jucélio Rodrihues do Santos - Hortolândia
1010. Juliana Queiroz da Silva - JSOL Hortolândia
1011. Juninho - DM Embu das Artes - Círculo Palmarino
1012. Larissa Barbara Engenheira - Campinas
1013. Lauro Pacheco - Presidente do Psol de Jaú - SP
1014. Letícia Lorenzato - Jsol
1015. Leticia Lourenzato - Jsol SP
1016. Lidiana Oliveira Silva - Hortolândia
1017. Luciete Silva - Diretório Nacional
1018. Luis Alberto Amaral - Construção Civil Vinhedo
1019. Mane Gabeira - Intersindical
1020. Marcelo Aguirre - Diretório Estadual SP
1021. Marcelo dos Anjos - Presidente do Psol de Ribeirão Preto - SP
1022. Marcelo Henrique - Diretório Nacional
1023. Marcia Eliane Paranhos - PSOL Sumaré
1024. Marcia Helena Aparecida Pires -PSOL Sumaré
1025. Marcio Bento - Executiva Estadual Psol/SP
1026. Márcio Rosa - Executiva Municipal Psol/SP
1027. Marco Antonio Gualtiere - Hortolândia
1028. Marcos Ricardo da Silva - JSOL/SP
1029. Margareth Conegero - Comerciária Campinas
1030. Maria Beatriz Camargo - Professora Sumaré
1031. Maria Nunes Tessale - Executiva Psol Sumaré
1032. Maria Rizelda da Silva - COT Campinas
1033. Mario Bortoto - Psol Capital SP
1034. Maristela de Sousa Teixeira - Hortolândia
1035. Maykon Rodrigues - São Vicente - SP
1036. Melão Monteiro - Psol São Bernardo do Campo
1037. Mestre Del - Psol Mauá
1038. Miguel Carvalho - Executiva Estadual Psol/SP
1039. Nicolau Souza - Jornalista Campinas
1040. Nilson Antônio Pereira Marceneiro - Vinhedo
1041. Nilton Queirroz - Jsol
1042. Nivaldo - Santos
1043. Norival Donizetti da Cunha - Mov. Sindical e Dir. Municipal Vinhedo
1044. Paulão - Presidente do Psol Rio Grande da Serra SP
1045. Paulo Brigliadori - vereador Jardinópolis
1046. Paulo Bufalo - Vereador de Campinas e Presidente Estadual do PSol/SP
1047. Pedrina Silva - Diretório Estadual SP
1048. Pedro Ekman - Movimento pela Democratização da Comunicação
1049. Pedro Roberto - DM São José do Rio Preto
1050. Professor Serginho - Executiva da Apeoesp
1051. Professor Toninho - Presidente Psol Embu das Artes
1052. Renato Libanio - Historiador Campinas
1053. Ricardo Alvarez - Diretório Estadual
1054. Ricardo Saraiva – Big - Santos
1055. Rita Vicência Soares - Mov. Sindical Hortolândia
1056. Robert Victor da Silva Sales - Juventude Hortolândia
1057. Rodrigo Paixão - Vereador do PSOL Vinhedo
1058. Ronaldo Godega - Psol Capital
1059. Rosa Delgado - Psol SB do Campo
1060. Rosangela Paranhos - Movimento Sindical
1061. Rose Bianco - DM Campinas
1062. Salvelinda da Costa Machado - Hortolândia
1063. Severino Cristóvan da Silva - Hortolândia
1064. Sidney Alex da Silva - Associação A juventude quer viver Sumaré
1065. Sonia Aparecida - Assistente Social Campinas
1066. Sonia Arcanjo - Psol Capital
1067. Stanislaw Szermeta - Presidente Psol Taboão da Serra
1068. Sueli Sousa Santos - Quimicos Unificados Campinas
1069. Tácio Piacentini - São Paulo - JSOL
1070. Tamires Souza - Estudante Campinas
1071. Thiago Carandina - Professor - Dir. Municipal Vinhedo
1072. Thiago Cavallini - São Caetano do Sul
1073. Tiago Reis - Servidor municipal Campinas
1074. Toninho Vespoli - Vereador de SP/SP
1075. Vagner Crispiliano da Silva - Hortolândia
1076. Valdir Lourenço de Souza - Presidente PSOL Sumaré
1077. Valéria Luiza Lopes - Hortolândia
1078. Vantuil Antonio de Assis - Hortolândia
1079. Vanyeri Amorim - Jsol SP
1080. Vera Soares da Silva Luna - Hortolândia
1081. Vinícius Moraes – Jsol
1082. Vitor Lucena – PSOL São Paulo
1083. Vivian Petri - Jsol
1084. Waldecir José - Radios Comunitárias Campinas
1085. Waldecir Ramos dos Santos - Químicos Unificados Campinas
1086. Waldir Piantoni - Campinas SP
1087. Washington Tominagua - Capital SP
1088. Wilson Roberto Teixeira - Presidente PSOL Hortolândia
1089. Zé Cabeleireiro - Capital – SP
1090. Zé do Carmo - vereador Altinópolis

SERGIPE
1091. Angela Maria Reis Figueredo Vice- Presidenta Municipal Do Psol Lagarto
1092. Antonio Santos da Silva - Membro da direção estadual PSOL
1093. Carlito Lemos – Presidente Do Sinseme, Executiva Estadual PSOL
1094. Ernesto Da Silva Santana - Presidente Municipal Do Psol Lagarto
1095. Fabio Jose Evangelista Santos - 2º Tesoureiro Estadual Psol
1096. Francisco Jose Ribeiro De Freitas – Presidente DM Tobias Barreto
1097. George Ferreira Dos Santos - Membro Da Direção Estadual
1098. Isabela Goes Oliveira – Coletivo Filhos Da Resistência - Psol Estância
1099. Jodeci Pereira – Presidente DM de Estância
1100. Josemir Da Fonseca Hora - Direção Municipal Do Psol Lagarto
1101. Marcelio De Oliveira Fernandes - Presidente Estadual Do PSOL
1102. Márcio Souza – Executiva Estadual PSOL
1103. Marcos Santos Souza – Vice Presidente Do Sincom, Membro Da Direção Estadual PSOL
1104. Ubiratan Ribeiro – Membro Da Direção Estadual PSOL
1105. Maria Valdinete Belchior – Membro Direção Municipal de Estância
1106. Roque Bonfim Santos - Direção Municipal. 2º secretario PSOL Lagarto
1107. Valdenice De Jesus Dos Reis - 1º Tesoureira Municipal De Lagarto
1108. Wesley Santos Vieira Rocha - Assentado Mst – Lagarto
1109. Yoran Rayckard Nascimento Santos – Coletivo Filhos Da Resistência - Psol Estância

TOCANTINS
1110. Cassius Clay Assunção – Militante Movimento Popular
1111. Celso Castro Marques – Secretário de Comunicação do PSOL
1112. Maria Lucia Soares Viana – Vice Presidente Estadual do PSOL
1113. Yuri Soares Viana – Tesoureiro PSOL