Você está na página 1de 339

PET/7490

10604 - DIREITO PROCESSUAL PENAL I TNVSS'TIGAÇ}i.O PENl'.L

PP
AU
IR
r----------~ ~.--~--

AR
VaI. 2

L
DE
:31 AN
í~-·-- __

:46 C
14 E S Sigiloso
"
8 - IN
01 OL

PETiÇÃO
0/2 AR
9/1 - C

1i li
: 1 30
Em 579

c
18
51
06

o PETIÇÃO 7490
r:

l'RG·:E,D. DISTRITO FEDERAL


DISTRIBurr;.\O EM ~O/C<~,'2018
ORIGEH. : -1 ~OOCOOOl 718201 714 -HD.1ISTÉRTO POBLICO FEDE."KJ.o.L
po

RELATOR (11), MIN. MARCO AURÉLIO


REQTE. U,j SOB SIGILO
?ROe. U\íSi (:851 SOB SIGIL/)
sso
pre
Im

o
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PP
-------,

AU
I
,~-

IR
AR
PROCURADORIA GERAL DA REPUBUCA
CRIMINAL

L
DE
Data de Autuação: 26/01/2017

:31 AN
Procedimento Preparatório -,PGR - PP-PGR

:46 C
} 1.00.000.001718/2017 -14
o" 14 E S
Confidencial
8 - IN

"'-..
01 OL

, Capa:
Proposta de colaboração premiada formulada por Alan Ayoud Malouf, no âmbito da Operação Rêmora.
0/2 AR

Distribuição:
9/1 - C

PGR - 26/01/2017 - PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA: CRIMINAL

Grupo temático principal:


: 1 30

Administrativo
Em 579

Tema:
Acompanhamento de Feitos Judiciais/Administrativos (GESTÃO POLÍTIr.A E

c ADMINISTRATIVNADMINISTRATIVO DO MP (ÁREA-MEIO))
18

Supremo Tribunal Federal


Pet 0007490 - 20/02/2018 1~7gll"
o
51

0016188-5220181.000000 . I
06

,, //111/111/1/1////11//1/1//1/1//1/1///11///111//11////111/1/1/1/1///il///III
"_ j I
r:
po
sso
pre
Im

I 1

MINISTERIO PUBLICO FEDERAL


PGR-OOOI0076J2017

P
UP
RA
MINISTÉRIO PúBLIcO FEDERAL
Procuradoria-Geral da República

RI
LA
Portaria PGRlMPF n° 2, de 23 de J~fJei t2D de 2017.

DE
:31 AN
o Procurador-Geral da República, no uso de suas atribuições
• :46 C
constitucionais e legais, com fulcro nos arts. 127 e 129, inciso UI,
14 E S
da CR/88; 50, inciso 111, "a", e inciso V, "b", e 6°, inciso VII, "b",


8 - IN
da Lei Complementar na 75/93 e, ainda, no art. 41, inciso I1I, do
01 OL

Regimento Interno do Gabinete do PGR,


0/2 AR

Considerando a existência de pedido de colaboração premi-


9/1 - C

ada formulado por Alan Ayoub Malouf, que relata a prática de su-
postos delitos por autoridades com prerrogativa de foro;
: 1 30
Em 8579

RESOLVE instaurar Procedimento Preparatório, objeti-


vando a coleta de todos os elementos necessários para a eventual


11

formulação de acordo de colaboração premiada junto ao Supremo


Tribunal Federal.
65


r: 0

Encaminhem-se os autos à Divisão de Controle Extrajudicial


para reautuação e, após, retornem à Assessoria Jurídica Criminal
po

para a adoção das medidas pertinente '#,J;l..€jISO.


sso
pre
Im

FRN J
GAB/PGRJ
Fls. ~_O O00 2..

PGR-OOOI0074/2017

63

P
UP
RA
MINISTÉRIO PúBLICO FEDERAL
Procuradoria-Geral da República

RI
N° 1612017 -AS]CRIM/SA]/PGR

LA
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30

Trata-se de proposta de colaboração premiada formulada por


Em 8579

Alan Ayoub Malouf e encaminhada à Procuradoria-Geral da Re-

• pública pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, em ra-


11

zão de o colaborador incluir nos anexos de sua proposta de


65


colaboração fatos referentes à prática de supostos delitos imputados
r: 0

a autoridades com prerrogativa de foro.


po

É necessário, assim, dar início às tratativas com o provável co-


sso

laborador para verificar-se a viabilidade de formalização do acordo


de colaboração premiada, o qual deverá ser homologado pelo Su-
pre

premo Tribunal Federal, caso venha a ser firmado.


Im
GABIPGI']
PGR
~~--------------------------------------~c=.--~~·~- IFls. 000003

P
Ante o exposto, determino a instauração de Procedimento~­ 64

UP
Preparatório, com grau de sigilo confidencial dos autos.

RA
RI
LA
Brasília (DF), 23 de janeiro de 2017.

DE
:31 AN
• Rodrigo Janot Monteiro de Barros

:46 C
Procurador-Geral da República
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre

rRN
Im

2
I

GAB I PGk rç;l2c-~ /oor'2-(Z1l{ 1-
FI •• 000004 ·1
,
!.:::---===--c=J
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

UP
Cuiabá, 14 de dezembro de 2016.

RA
Ofício n° 1119/2016-Coord.

RI
LA
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S
Excelcntissimo Senhor Procurador-Geral da República:
8 - IN


01 OL

Ao tempo em que o cumptimento e considerando-se o


despacho constante às fls.57/60, sirvo-me do presente expediente para lhe encaminhar, para
0/2 AR

conhecimento e análise, os Autos PRO 5044.


9/1 - C

Sendo só para o momento, renovo os votos de elevada


: 1 30

estima e distinta consideração .


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre

AO EXMO. SR. DR.


Im

RODRIGO JANOT
DD. PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA
PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA
SAF SUL, QUADRA 4, CONJUNTO C, CEP 70050-900
BRASÍLIA/DF
Ministério Público do Estado de Mato Grosso
GAECO - Grupo de Atuação Especial eontra o Crime Organizado

PP
AU
PR05044

IR
Protocolo de Entrada: GAB/PCiK ·.·1

AR
Fls. 000005

L
Data de Recebimento: 05/12/2016

DE
Correspondência: Sigiloso

:31 AN
Origem: Huendel Rolim - Advogados

,
:46 C
.,

14 E S
Assunto Trata-se de petição no sentido de instaurar procedimento próprio e sigiloso
para apresentação de proposta de Colaboração Premiada no âmbito da
8 - IN
"Operàção Rêmora".
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 579
18
51
r: 06
po
sso
pre
Im

Rua 08. s/n _ Centro Político Administrativo. Procuradoria Geral de Justiça, anexo I
CEP 78050-900. fone/fax: 3613-162211628. Cuiabá-MT

PGJ-Moo.~OO~6~~~~~~~-----=~V-------~--~----~------~----------------------------~~---J
67
0noP~OMOCOLOGERAL
!.In
JAECO
r!.(, O IGAECO,c.,./_ _
o,Z.
pm Qj mie I
iJj ,

PP
Advogodo.

AU
ILUSTRÍSSIMO COORDENADOR DO GAECO/MT, DO ESTADO
'1 ~.~.

IR
DE MATO GROSSO, GAB/PGR
Fls. ooooo6 , Au!w..!')I. ~ f~o . ~-N

AR
l~~!kJ\--'~ lh ~~do1;_ Ar,

L
DE
w-~."( b 4ri#- ~ ~b.

:31 AN
I.Q bGi\~. IJ

:46 C
• thG\ , O~II2./I~
14 E S
ALAN AYOUB MALOUF, brasileiro, portador

• do CPF; 458.825.761-72, já qualificado nos autos em epígrafe, representado


8 - IN
01 OL

por seu advogado, requerer a instauração de procedimento próprio e 2.<.li;.!.-'-'~


para a apresentação de proposta de Colaboração Premiada no âmbito
0/2 AR

"Operação Remara".
9/1 - C

A ssim, informa que está reunindo a documeIll,a<""I\)


: 1 30

e apresentará os anexos no prazo máximo de SETE DIAS,


Em 8579

complexidade dos fatos e a necessidade de apresentar os fatos

• pormenorizados e detalhados .
11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

lNWW.hw.adv.br
· GAB/f'GK 68

I Fls. 000007
I

_~__-C~~~~~L+=FIS~O~~~
GAECO

P
UP
PROCURAÇÃO

RA
OUTORGANTE: ALAN AYOUB MALOUF, portador do CPF n. 458.825.761-

RI
72 e RG n. 06389392 SSP /MT, com sede na Rodovia Arq. Helder Candio, 2044,

LA
Bairro Ribeirão do Lipa, Cuiabá/MT;

DE
OUTORGADOS: HUENDEL ROLIM WENDER, brasileiro, casado, advogado,
inscrito na OAB/MT sob nO 10.858 sócio do escritório H ROLIM E FONSECA

:31 AN
ADVOGADOS, empresa de clireito privado, legalmente inscrita junto ao CNP] nO
12.373.538/0001-20, EDUARDO FERNANDES PINHEIRO, brasileiro, solteiro,

:46 C
advogado, inscrito na OAB/MT sob n° 15.432.

14 E S
PODERES: Para representar a outorgante em juízo, em qualquer processo ou ação, em


qualquer instância ou tribunal em que for autora, réu, opoente, assistente ou de qualquer
8 - IN
forma participante de procedimentos, quaisquer que sejam, podendo requerer as medídas
01 OL

que forem necessárias, preparatórias, preventivas ou incidentes, variar de ações e intentar


outras de novo, usando dos poderes conferidos pela cláusula ad judúia et exlra, enfim, usar
0/2 AR

de todos os demais meios permitidos em Direito, sem qualquer exclusão, e requerer o que
preciso for, para o fiel desempenho das obrigações decorrentes deste mandato, podendo
9/1 - C

agir em conjunto ou separadamente, e podendo substabelecê-lo, no todo ou em parte, com


ou sem reserva de poderes, podendo, assim, praticar todos os atos necessários ao fiel
: 1 30

desempenho do presente mandato e ainda substabelecer, no todo ou em parte, os poderes


que ora lhe são outorgados, para atuação criminal em inquéritos e procedímentos penais
Em 8579

díversos, inclusive para tratar de negociações inerentes a COLABORAÇÃO


PREMIADA que abarcará o bojo da "Operação REMORA" e "Operação
SODOMA" .
11
65


r: 0
po

ALANt:MALO
sso
pre

OUTORGANTE
Im

Av Iplronga, 440, BOIrro Goiabeiras, CUlobo-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 7B032-035

www.hw.odv.br
. , ~ , 69
_&. GAB/PGR \ GAECO
~ Fls. OOOCOB " "s 04
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROS!7-'iO===:=J

PP
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

AU
IR
TERMO DE CONFIDENCIALIDADE

L AR
O GRUPO DE ATUAÇÃO ESPECIAL CONTRA O CRIME ORGANIZADO

DE
GAECO, instituído pela da Lei Complementar Estadual n. ]] 9 de 20/]2/2002, através dos
Promotores de Justiça Carlos Roberto Zarour César e Marco Aurélio de Castro e, de outro

:31 AN
lado, Alan Ayoub Malouf , representado por seu advogado Huendel Rolim, inscrito na


OAB/MT n. ]0.858, resolvem subscrever o presente termo de confidencialidade, por meio

:46 C
do qual se comprometem a guardar sigilo sobre todas as informações, escritas ou orais,

14 E S
fornecidas durante a negociação, celebração e execução de acordo de colaboração premiada
no ãmbito da chamada "Operação Rêmora", relacionadas ao Procedimento Investigatório


8 - IN
Criminal n. 07/20]5/GAECO, devendo o segredo ser mantido até eventual recebimento de
denúncia, nos termos do art. 6º, § 3º, da Lei n. 12.850/2013.
01 OL
0/2 AR

Cuiabá/MT, 05 de dezembro de 2016 (2"f.) .


9/1 - C


: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im
70
GAB/PGR
000009

Huendel Rolirri

PP
AU
ILUSTRÍSSIMO COORDENADOR DO GAECO/MT, DO ESTADO
DE MATO GROSSO,

IR
L AR
DE

:31 AN
• :46 C
14 E S

8 - IN
01 OL
0/2 AR

ALAN AYOUB MALOUF, já <Iualificado nos


9/1 - C

autos em epígrafe, representado por seu ad\'ogado, rel]UCrer a iuntada dos


anexos, conforme compromisso firmado perante este C.\F::CO_
: 1 30


Em 579


18
51


06

'i-)., .
r:
po

..J.2.J.2.:P.d l
~ ..J.Ir AC/3'7rwn -
sso

~JJJc----
pre

Eliana Bemanles Vitela


Im

AIlaIiota luridica
•,
GAB/PGR
Fls,OOOG10
l 71
GAECO
Fls, 06
I

Huendel Rolim

PP
Ad"ogodo.

AU
Introdução

IR
o

AR
Peticionante, lem amizauc ue longa data com o
atual governador Pedro Tagucs, F,1ll meados uc março de 2()'14, () Sr. Pedro

L
DE
Taques, ctn COl1\·crsa C0111 () PcticiOl1,ll1 te, in fornlou ~obt:c o desejo de disputar ()

• Cioycrno do I-~stado de \Iato CfO~S() c solicitou ao Pcflcionantc seu apoio

:31 AN
financeiro, benl (Otll0 () auxílio na capraç:1o de recursos financeiros junto ao setor

• :46 C
empresarial para viabilizar a camp>l11ha ue Governado dcviu" ao prestÍgio c bom

14 E S
relacionamento lll/C o Peticionanre tem no meio empresarial.


8 - IN

o Peticionanlc, esclarece que até e!Hào nunca havia


01 OL

participado ou até mesmo colaborado com campanhas políticas, pois nunca te\T
0/2 AR

interesse cnl se expor no tllcio político .. \ tlrnl<l ainda, que S(') concordou enl ajudar
9/1 - C

o Sr. Pedro Tagues nesta nova empreiralb, por acreditar no rcferiuo proieto

polírico, renuo em vista a sua ilibada tr'lietúria profi"ional - oriundo do I\IPl' - e


: 1 30

ljue \'ia ali a oportunidade de crescimcl1Io para o Estado de í\ Iato C; rosso,


Em 579


Ncsse passo, por volta de maio c iunho ue 2014, o
18

Peticionanrc iniciou algumas CO/llTrSaS perante o setor empresarial de seu


51

convívio, oportunidade Cll1 yuc reunido C0111 algun:-; atl1igo::-;, rcsokcranl formar
06

• um grupo ue amigos c simpati7.anres em aiudar na campanha política pretendida


r:

mediante captação de possíycis doadores de tccutsos.


po


sso

em meados de agosto/setembro de 11114, o grupo


de amigos iniciou os contatos 111<1is intcnsiyos, cada <--lual (0111 ctnprcsários de seu
pre

cOtwÍ\'io/segmcnro \'isando captar pane dos recursos ncccss!lr;os. O referido


Im

grupo de amigos, era fOI1l1auO por: MARCELO MALUF, ALAN MALOUF,


]ULIANO BORTOLOTO, MIN TON
'.
t GAB/P."
Fls·OOOG11
1
J GAEÇO
FI.
72

O"f-
--~======~~~--
Huendel Rolim'-

PP
GASQUES e ainda ERAI MAGGI, que atuará junto ao segmento do

AU
agronegócio.

IR
AR
o referido grupo, se reuniu por diversas "czcs nas
residências dos mcsnlOS, e t11UltaS \"czcs C0l11 a presença uo Pedro Ta(lucs, do

L
DE
atual chefe da Casa Ci\·il Paulo TalluCS que il época, trabalhou na campanha como

• coordenllU()[ juríJico,

:31 AN
• o
citadas, nunca orJcnaranl despesas c nào
:46 C
Pericioname ressalta que as lIó pessoas aCIma

14 E S ~lssinaranl cheques da campanha.


8 - IN
Esclarece que nunca prometeram a empresário algum, 'luak]uer tipo de vantagem
01 OL

inde"ida cm troca de e\Tntual apoio financeiro. () apoio das referidas pcssoas,

conforme dito anteriormente, se deu para auxiliar na captaçào de parte dos


0/2 AR

recurso", financeiros, cada (lual C0t11 (IS ('nlpres~~rios de seu cOllYÍyio. I nicialnlcnte
9/1 - C

ha"ia um sentimento de quc cstarÍamos dianre de um novo modelo de gestão que

poderia mudar o triste cenário 'Iue '\Iato C;rosso vinha pa>sando.


: 1 30


Em 8579

Esse blT\'C his[(',rico sen'c apenas para demonstrar

• como o Pt::tici()nantl~ "cntrnu'·' na Gllnpanha C conlO posrcnortll.ctltc teve yue


11

honrar cOll.lpromisso~ J(l referida Glll.lpanha atr(1yés de "Caixa 2", ~c o que neste
65

tll0mento, junta os anexos que prl'renJe esclarecer '111 sua Joraçào pte111iacb.


C( <
r: 0
po
s so
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiaba·MT - Fone/fax. (65) 3023·7790 . CEP 78032·035
73
'.
GAB/PGR
Fls. 000012 FI. 00

Huendel Rolim

PP
AU
IR
Anexo I. - Empresário de serviços de Crédito Consignado

AR
Entre ,,, meses de julho/agosto de 1014, no decorrcr

L
DE
da campanha, o atual Conrnador ordenou para llue o Peticionante junramenre

• ('"nrn ~('1.l n (~()Ílrd('nad()r 1111'ídirn r ll' C1n1r;J1l h~l (Pm.t!n T(HIII(,~\


, , lT.cehcs~cnl Utll

:31 AN
"

enlpresáno yue de6nha contrato para gerir cnlpré~titnos consignados co111 o

• :46 C
Governo do Estado - C;estào Sih'alBarbosa -, S1'. \XIilians I\lishur.

14 E S

, \ referida reunià", foi marcada pelo Coordenador
8 - IN

.J urídico de calnpanha c o lncal dil rcuni?io Foi ctn ~cu e~critóri() de ad\'ocacia, no
01 OL

bairro ConsiL Ao chegar ao local indicauo para a reuniào, já esta\'am reunidos em


0/2 AR

unla sala de reunião, que fica, ap(')~ a cnr.tada da recepção a direito) os senhores
9/1 - C

Wilians I\fishur e Paulo "1'agucs,


: 1 30

() Peticionanre se aprcsentou ao Sr, \Vilians i\1ishur,


Em 8579

pois até alluela data, 11<10 o conhecia. :\:a seguéncia, o Sr. \Vilians se apresl'nt"ou "


passou a explanar acerca ue seu conrrato C0l11 () goycrno c escbrccclI algunli1S
11

particularidades tais como: (LI) l'd!OIl'J 1\,,,,j,idoJPe!d PI'é.'/dIVO do Jm-/(o: (b) ,WJlO J" d""d o
65

m/aÚO!7(Jmell(o do l7le,ww WIl1 () (;ol'erllfJ ptL(\/-,do - .~'i!"l;/ 13al1'}()J[/. a!!lalllltl1/e pJI.'.m por

de propina
r: 0

• eJ,rJlldu/oJ de ':()177tp{df) -. t.íj'Jcâu!JJlCIlIt JlO qlli' di::;iu "'''/lei/o ti rePU.I,I!!.!" !hllt!

a,gellkJpúblláJJ (()IJI ajlllu/idar/e de Ilhll/ler [/ 1'~'~éJ1(ú, de Yl'I-l ((m/ru/o.


po
so

"\ firmou naljucla oportunidade ljue, praticaY<l repasses


s

de recur",s que yaria\'a conforme a produção memal, c que referidos \'alor"s


pre

chegaram a variar entre R$ 50I),()f)II,ill) (ljuinhenr"s mil reais) a RS l.ilOO.OOU,I)O

OlUlll milhão de reais) por 1l1ês. Nessa linha, () referido ('111prCs~ri(), atirtlloll llllC
Im

tinha total interesse em lbr continuidade em scu contrato, acaso () Sr. Pedro

Taques fosse o vencedur confot1l1C ;lpnnt8.yanl as pesLJuisas, c, lU


74
" GAB/PGR "1 GAECO
Fls. 000013 FI. 03
I
l--=---Jl!!!!!!!!!!!!!!~~:=:: ---
- ,
Huendel Rolim

PP
... d • ., g ., d ., •

di~p()st() tratati\'a~ '-lllC já possuía COll1 o goycrno ras~ado

AU
estar a tnanlcr as junto

ao novo Governo.

IR
AR
.\p(')~ de tl't ou\'iJo todas as (Iucstôcs apresenradas

pelo referido empresário, o Peticionante, ""usrado com '" informaç(les obtidas,

L
DE
pern1ancccu ctn sil[~t1ci()) assinl C0t110 ficara uurantc toda a C01T\TrSa, c n~o chegou

• sequer a sulicitar apuiu UIlaIll.cinl prujclu pu1itico, que n71.o era a postura

:31 AN
íl() éi:-,

gon~rno.


que pretendiam para () e"cntual futuro Depois de rodas as afirmaç(les

:46 C
realizadas por parte do SI'. \'(filiam a rcuniào foi encerrada, sendo que o SI'. Wilians

14 E S
ivlishur se retirou da sala, tendo o Per.ieionantL' permanecido no jocal para finalizar
8 - IN
• a conversa COln o Paulo TaljUc:;. Nesta ocasi~n, () Perióonantl', esclareceu ao
01 OL

coordenador jurídico P'lulo 'J'aLjlleS que n'lo concorda\"a com a postura


0/2 AR

aprescntada pelo cmpresário e o coordenador jurídico concordou com a opiniào


do Peticionanre.
9/1 - C

Pa~sados alguns d.ias, o Pcticionantc, teuniào


: 1 30

Ct11 C0I11


o pretenso candidato Pedro Taques, informou ao mesmo todo o teor da reunülo
Em 8579

com o referido empresário e reafirmou a sua opiniào de LjUe o refcrido empresário

• nào tcria O perfil ético LJuc () grupo busc1\'a para ajudar no projeTO politico, sendo
11

LJue na oportunidade Pedro TaLllll's concordou com os argumentos apresentados


65


pelo depoente e encenaralll o referido as~unr().
r: 0

Ocorre LjUe tempo depois, sem saber precisar a data


po

nesta ocasião, o Peticiol1'lI1re tomou conhecimento de que () Sr. \'\/ihans i\lishur


so

ha\"ia doado o montante de RS <)()().IIOII,OO (novecenTOS mil reais) c LjUe o referido


s

,"alor teria sido recebido pelo coordenador jurídico da campanha Sr. Paulo
pre

Taques. Ao tomar conhecimento desre faro, comparrilhou a informação com


Im

alguns t11Ctllbros do grupo de atlligos - nàu se recorda espccialnlelHc C0111 C!UC111 -

já citado pelo Pcticionanre, Llue soliciraram ao PcticionanTe

www.hw.adv.br
75
GAB/PGRl I GAECO
Fls. 000014 Fls. j{)
1--":"":'---'
~l!!!!!!!!!!!~;;;;;:=J"'
Huendel Rolim

P
UP
Ad'ogodo,

ocorrido a Pedro Tay ucs. Que os demais membros do grupo também

RA
questionaram o Pedro Tallues sobre a referida doação .

RI
. \0 se encontrar com Pedro Tayues, o Peticionante O

LA
indagou se o mesmo tinha conhecimento da referida doação da empresa

DE
CONSICNUi\!, tendo Pedro TalluCS confirmado yue tinha conhecimento da


:31 AN
eventual do


Ou Cl11prCSa lncsn10.

:46 C
14 E S
C2ue te\'l' conhecimcl1t'o, atrnH'S de Pedro Tal]UeS,


8 - IN
que pane do referido recurso fi)i destinado pelo Sr. Paulo Tal]UeS para pagar
01 OL

despesas até cntão desconhecidas pelo Pdicionanre c do grupo de


empresários/ amigos.
0/2 AR
9/1 - C

Que tC\'C conheci111en to que d,,, RS <)OO.OClO,OO


(n(wecentos mil reais) doados pelo Sr. \'íiiliam !\Jishur c captados por Paulo
: 1 30

Taques, RS 500.000,00 (quinhentos mil reais) foi pago em espécie e recebido por


Em 8579

Paulo Taques e RS 4(1(J.(Jl)il,O() (ljU<lrmcentos mil reais) atra\'és de c1wlllles e ljUC os

• refcridos títulos foram entregues por Paulo Ta'lues para Donizcte . \guilcra
11

Castrillon, que, por sua vez, fez doaçào oficia] no montante de RS 4i10.000,OO
65

(quatrocentos mil reais) para campanh'l, atra"és da empresa ,\guilera ,\uto Peça,
r: 0

• Ltda., no mês de agosto de 2014.


po

Quc em janeiro de 2015, O C;o"crnador eleito,


sso

chamou em scu gabinete o peticionante c o ent'lo chefe da casa ci\'il Paulo


Taql1e~, c dctctnlinou aos 111CSlll0S para llllC fOSSC1l1 saldados os cIllpréstjnl0s C01l1
pre

o grupo de empresários já citados, inclmin' () Pcticionante, l]Ul' ha\'ia sido tomado


Im

para yuirar os restos de campanha

Av Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabo,MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.odv.br
76
GAB/PGRl GAECO
Fls. 000015 Fls,Jl
,
l,-----~--L!!!!!!!!!!!!!!.L-...t---'

Huendel Rolim

PP
Advogado.

Nesta uportuniclack, o Peticionantc cobrou do

AU
Governador Pedro Taques a retirada da empresa CONSIGNUi\/ para inserir uma

IR
nova empresa de CONSICN.\DOS, conforme hm-ia prometido o Gm'crnador

AR
Pedro Taques antes 111CSI110 de assut11ir () cargo, pois, desse (onu'mo, seria
realizada a quitação do emprc'stimo junto aos empresários.

L
DE

:31 AN
'faques tomou a palm-ra c disse lluC teria clue manter o contrato da empresa

• :46 C
CONSIGNUi\I por mais três meses, afim de viabilizar para a mesma a

14 E S
oportunidade de recuperar os valores doados a campanha, no que Pedro Taques


8 - IN
concordou com a manutenç;\o do contrato da emprcsa CONSICNUi\L
01 OL

() Pcrióot1antc infornla lJLll', CI11 COtl"crsa infornlal


0/2 AR

com o secretário Júlio i\/odesto, o mesmo informou llue foi procurado pelo Sr.
9/1 - C

\Xlilians i\1ishur que tinha inrcressc em manter a \'igência do seu contrato, tendo
oferecido ao Secrcr.ário propina para garanr.ir a manutenção do referido contrato.
: 1 30


Júlio i\lodesto, assegurou ao Peticioname que nào ha\'ia concordado com a
Em 8579

proposta do referido empresário_


11

o Júlio Modesto, ainda teria dito ao Pcticionante lJue


65

cstC\'C em contato com a SJ-:RPRO/DF - cllui\'alcnte ao CEPROi\L\T,


r: 0

• responsável pelas gestão de sistemas do Eswclo - e tinha um projcto para trazer a


Mato Crosso o mesmo sistema operacional pata gerit os COl\:SICN,\DOS no
po

Estado de :\lato C;ros~(), COlll a nlnt~lgcnl que i~so nâo acarrcrarül qualquer custo
so

ao Estado_ Que Júlio, ainda lhe disse lJUC k\'ou eSTe projeto ao C; o"crnador Pedro
s

Taques.
pre
Im

Para a surpresa do Peticionantc c rodo () grupo de

anugos, a referida cnl]11Tsa lllillltC\T Sl'U contrato conl apoio do """,,"no até

agosto de 201 D, ou seja, por mais 211 (\'inte) meses, nào Sal~e'1L'( ,j.,;rlC;rnlar em que

www.hw.adv.br
77
1PGRl
000016 . fl • .J:L

Huendel Rolim

P
UP
"'d."gado.

condiçôes foi mantido o refcrido contrato uma n'z 'luc nào parricipou dc

RA
nenhuma tratativa nesse sentido, mesmo a refcrida empresa sendo invcstigada por
confessadamenre pagar propina na gcst:1() anterior - 2Cfll a 201-t

RI
LA
(~ut' tatnbl'lll tC\T cnnhecinlento 1l1l'Jianrc convctsa

DE
• (:"\ócio do Prc[cit'tJ \Iauru \[cl!l..k:-;) c ao chegar ao local, preienso candidalí)

:31 AN
í}

ganhou do senhor \Xlilians ;\[jshur "//111 /,emil de (,mmlv". fato éjUC chama arcnç'lo

• na memória do Pcücionantc.

:46 C
~egulldo

14 E S
() ~r. Pedro Taqucs, () e\-ento [oi no
condomínio "-\Ipha\-illc, c () atual Prefeito ;\Iauw i\fendcs também C,(a\-a presente.


8 - IN
O Peticionanrc afirma CJue só es( '\T com \Vili· s ;\lishur C Paulo 'fa'lucs em uma
01 OL

ocaSÜ1(\ na reuni,lo já mencionada


0/2 AR
9/1 - C
: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av. Iplranga, 440, BOIrro Goiabeiras, CUlabá-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

'NWw.hw.adv.br
I
GAB/PGk
G~zeta Digilil!: polícia apreende R$ 1 milhão na casa de empresário 1111211612:02
Fls. 000017
,
PÁGINA INICIAL R7 TV NOTíCIAS ENTRETENIMENTO ESPORTES VíOEOS RECORD TV

PP
AU
IR
• Cb...;sifáci!
• Vídeps
• .As~inan1c

AR
• Telefoncs
• COII1,IlP

L
DE

:31 AN
• Sexta. 11 de Il1llrçO de 2016. 14h03

:46 C
14 E S
8 - IN o G' companilllar

.Polícia apreende R$ 1 milhão na casa de empresário


01 OL

Redação da PJC/MT
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30


Em 579


18
51
06

• Dinheiro apreendido no ap<lrlil111cll10 do empresário Willi<lll Mischur


r:

Cerca de R$ I milhão foi apreendido na segunda fase da opera~i"io Sodollla. em buscas no apartamen10 do investigado. Willian Paulo Mischur.
po

dono da empresa Consignutll, de empréstimo consignado para servidores públicos. que tamhérn foi preso preventivamente na operação
detlagrada pela Secretaria de ES1ado de Segurança Pública. no úmbilO das invesliga\'ões conduzidas pela Delegacia Especiali7.ada de Crimes
Contra a Administração Pública e Contra a Ordem Tributária (Derai'.). da Polícia Judiciária Civil. neS1a ~e:(1:l-r('ira ( 11).
sso

o empresário foi alvo de três mandados de bUSC'lS. cumpridos um na empresa Consignum c dois em residl?lIcias. um apartamento 10caliz<tdo em
um edifício nO bairro Santa Rosa. e outf0 em uma casa no condomínio Naútico Portal das Águas. no Manso.
pre

o dinheiro será contado com auxílio de máquinas e dCPl1is clepositad\) ell1 conta judicial.
A operação Sodoma 2 t"ul11pre nesta sexta-feiru 21 ordens judici,iis decrcUldils pela Vara Especializ.ad'l COllt ra n Crill1c Organizado. sendo li
Im

mandados de buscas e apreensão. cinco lI1alldado~ de prisão preventiva e cinco lllilndados de condw:l.",ln coercit iV<l.

Foram cumpridos os cinco mandados de prisão contra os ex-secreliírios Pedro Jamil Nndaf (Indústria e Comércio). Mareei SOU<;':,l de. Cur!'i

http://www.gazetadigital.com.br/conteudo/show/secilo/152ImateriaI472279/t/policia-apreende-r-1-milhao-na-casa-de-empresa rio Página 1 ele 7


79
G<"IO Digi1~I, Polici, 'p",nde R$ 1 milhão n, cosa de empc,,'cio GAB I PGtt _O] 11/12/161202

(Fazend,). Cés", Robelto Znio (Admioisu-ação): Willian Paulo Mischll' (Consigllum- empresa de emp :::;m~ C~Jn~i~ll~d~
pata 'CVI /:A~C?
=---'--
públicos): e Karla Cecília de Oliveira Cinlra. assessora direta de PedrCl N~Klaf. que l1a primeira f~lse d~l (I eJdÇJO 30(\,1111.1 [C'C "I:OO-liu" C 1~1~"IL~-=~'
para uso de tornozeleira eletrônica decrelada e agora l"oi expedida ordem de prisJo.

Os ex-secretários de Indústria e Comércio e de Fazenda. Pedro Jamil Nadar e Mareei Sousa de Cursi. respcr..:livamelllc. estão presos desde a
primeira rase da operação Sodoma. em setembro de 20 l."i. 110 Centro de Custódia de Cuiab,í. Eles Liveralllllovamente mandados de prisao

P
decretados c cumpridos.

UP
A operação Sodoma 2 apura conduta dns membros da organiz<t\'ão criminosa na utilização de recursos provenientes cio pagamento de propina e
lavagem de dinheiro. Os trabalhos são desdobramentos das invcstigaçtles relaciolludas;\ concessão fraudulenta de incentivos liscais do

RA
Programa de Desenvolvimento Inclustrinl e Comercial de Nhuo Grosso. o Prodeic.

As investigações apuraram que pane dns cheques rcpa~sados como pag,l1llento de propiml:l servidores públicos I"oram utilizados para aquisição
de um imóvel localizado na Avenida Beira Rio. bairro Grande Terreiro. em Cuiahá.

RI
LA
DE
Enviar comentário

• A Gazeta Digital se reserva ao direito de não publicar comcnt,írins que contenham palavras de baixo calão ou que atentem diretamente contra a

:31 AN
honra de terceiros. Utilize este espaço com respons~lbilidade.

:46 C
"'Seu nome:
.~ DiHite SdJ nome

14 E S
*Seu email:
usuar'o@prov<J"dor.t;Oll~.br

*Comentúrio:
8 - IN
01 OL

"'Código de Segurança:
0/2 AR

<I r í \
Fechar Enviar
9/1 - C

Escrever comentário
: 1 30


Em 8579

1/ matérias relacionadas
11

• Sexta. OS de agosto de 2016

14:54 - Relator llCf:!il HC t' manlém ')J"js:l0 {li' cX-:tlj'IJn de Sjh"al


65

Qum1a. 03 de agosto de 2016


r: 0

.8:43 - ('arpoei c cX-jlli:ldo th- Silval mIo gi-!llballl HCs no T.I

Terça. 26 de julho de 2016


po
sso

Terça. 12 de julho de 2016

J 5:42 - nçlé\lorçs~pll[adn" l~ s..:;n,tdor ~\'(i() k'~tl'!J)llnha:-- t~m '1I;.;fu


pre

Quarta. 06 de julho de 2016

16:29 - Por 2 votO",. T r manlém pri:.--.ões de Cur:-.j e \!adal"


Im

Sexta.17dejunhode2016

http://www.gazetadigital.com.br/conteudolshow/secao/152Imateria/472279/t/Pollcia-apreende-r-1-milhao-na-casa-de-empresa rio Página 2 de 7


-----------------

GAB/PGRl 20
G\lVerno reC()[ltrata empresa Consignum que pagava R$ 1 milhão de propina pO' mês I Muvuca Popular
Fls. OOOO1 9 .11 12/161202

,
lIú ll l!1IIij!1POPULAR I
(O Ii\flIO [E)(. PD-lI P)

P
UP
EM DEFESA DA SOCIEDADE
GAECO
FIS.J. !>

RA
Governo recontrata empresa

RI
Procur,lf r10Iici".

Consignum que pagava R$ 1

LA
ENQUETE
milhão de propina por mês

DE
Imprensa divulgou que contrato havia sido c<ll1celado e governo tillha aberto I1m'a licitação Você acha que Mauro Mendes vai rompe


com Pedro Taques para ser candidato er
2018 depois de indicar 4 secretários no

:31 AN
governo do estado?


o Acho Que Mauro nem vai ser candidato em 20'

:46 C
o Depende, Mauro Mendes eOportunista

14 E S
.-._-----~ o Não, Mauro Mendes ê capacho


8 - IN
o Sim, Mauro Mendes é traíra
01 OL
0/2 AR

EDUARDO GOMES
De rondonopolitanos
(noticias/artigos/88990-de-
9/1 - C

rondonopoli1anos.html)

<>
: 1 30


VIDEOS
Em 8579

• "'". Governo do estado celebrou dois termos aditivos de contrato com a empresa
' - ' Consignum, que é especializada em crédito consignado em folha e também em
11

pagamento de propina para autoridades públicas.


65

A empresa está sendo investigada e seu proprietúrio, Willi;m Pmdo Mischul' foi preso 11<.\


Operação Sodoma com R$ 1 milhão em espécie que segundo apurou o Ministério Público,
era para pagar propina para integrantes do gO\'erno Pedro Taques .
r: 0

Em off, o empresário teria ameaçado revelar os nomes de quem recebia a propina na atual
gestão caso seu contrato nào fosse renovado. O atual ó-tditivo, portanto, soa como um acinte
po

apas-as-eleiaaes.html)
para a justiça mato-grossense.

Pelos dois contratos publicados no Diário Oficial neste sábado (25), a cotlsigllum consegue
sso

um aditivo de C)O dias, I) que ganllltiu sua participação oficial no governo até dia 13 de maio,
e no segundo aditivo, a empresa alonga sua perm<lnênci,l no estado até o dia 13 de agosto.
pre

Para dar um golpe de \iSt3, o governo anunciou na imprensa que ha\~(l cancelado o contrato
com a empresa e lançado um edital para realização de nova licitação que aconteceria ainda
em fevereiro deste ano.
Im

1l1tp:/lmuvucapopular.com.l)r/noticias/investigacao/87394-governo ... empresa-consignurn-Que-pagava-r-l-milhao-de-propina-por-mas.html Página 1 de 4


GAB/PGK 81
. ,;.',forn:) recO,ntrata empresa Consignum que pagava R$ 1 milhão de propina por mês I Muvuca Popular 11/12/1612:02
Fls. 000020
Como ninguém deu o alerta, nenhum órgão avançou na investigação. o empresúrio foi solto I
e ficou calado e a imprensa est<Í abarrotada de propaganda do governo, Pedro Taques ALMT Vale 6oR.eieote 192.. GAECO
acreditou que está tudo dominado e recontratou a empresa pelo Diário Oficial. Caso
mantivesse os pagamentos desde janeiro, o empresário terá garantido para o responsável
Fls. 16
pelo recebimento de propina no atual govenro, a quanthl de R$ 8 milhões, o suficiente, por

P
exemplo, para condui .. o escritório de advocacia milionário que estil sendo erguido no
Alphaville.
a

UP
Em seu despacho para decidir a prisão do dono da Consignum, a juíza Selma Arruda disse

RA
que "As supostas fraudes e pagamentos de propinas das quais Willians teria participado
indica que o empresário estaria comprometido com a organização criminosa"_ Willian
chegou a admitir publicamente que estava pagando propina para membros do atual
governo.

RI
Veja os aditivos publicados neste sábado:

LA
DE
PRlMEIRO TERMO ADITIVO AO INSTRUMENTO DE COOPERAÇÃO Tf:CNICA + LIDAS ÚLTIMAS NOTICIAS

• PARTES: SECRETARIA DE ESTADO DE GESTAO e " E"'IPRESA CONSIGNUM - Morre aluno torturado em treinamento dos

:31 AN
PROGRAMA DE CONTROLE E GERENCIAMEN"ro DE MARGEM LTDA Bombeiros (atualizada) (noticias/geral/BBBl O-morl
aluno-torturado-em-treinamento-dos-
bombeiros.html)


OB.JETO: O presente Termo Aditivo tem por objeto prorrogar o prazo de vigência do

:46 C
Instrumento de Cooperaçtio Técnica, pelo período de 90 (noventa) dias. ® 560517 ace~sos
"',

14 E S
Taques 'chuta' mais um direito dos servidores; Oes'
DA VIGÊNCIA: O presente Termo Aditiyo tem por objeto prorrogar o prazo de ,·igência vez depende~tes com defrciência frcam sem ampa
do Instrumento de Coopel-ação Técnica pelo período de 90 (noventa) dias, contados (noticias/govemo/88224-taques-chuta-mais-um-
de 14.02.2016 a 13.05.2016. direito-dos-servidores-dessa-vez-dependentes-con


8 - IN
defrciancia-frcam-sem-amparo.html)

DO FUNDAl\.1ENTO: Fundamenta-se o presente Termo de Aditamento na Lei 8.666/93 - ® 125798 acessos


01 OL

caderno administrativo nO 53630/2016 (ap


Governo vai congelar e atrasar salário de todos os
servidores do estado após as eleições
(noticias/ eleicoes-2016/884 1 l-taques-vai-congela
0/2 AR

SEGUNDO TERMO ADITIVO AO INSTRUMENTO DE COOPERAÇÃO TF.CNICA e-atrasar-salario-de-todos-os-servidores-do-estad(


apas-as-eleiaaes.html)
PARTES: SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO e a EMPRESA CONSIGNUM - ® 116050 acessos
'"
9/1 - C

PROGRAl\1A DE CONTROLE E GERENCIAMENTO DE MARGE:l1 L:rDA


Taques 'dá banana' para servidores e transfere RS
OR.JETO: O presente Terlllú Aditivo tem por objeto prorrogar o prazo de vigência do 300 milhões para empreiteiras
Instrulllcnto dc Cooperação Técnica, pelo período de 90 (noventa) diHs. (noticias! artigos/8717l -governador-da-banana opa
: 1 30

servidores-e-transfere-r-300-milhoes-para-
cmprcitciras.html)

.

DA VIGÊNCIA: O presente Termo Aditivo tem por objeto prorrogar o prazo de vigéncia
Em 8579

® 103114 acessos
do Instrumento de Cooperação Técnica pelo período ele 90 (noventa) dias, contados
de 14.05.2016 a 13.08.2.016.
Justiça eleitoral manda Taques trabalhar ao invés


fazer campanha para Wilson
DO FUNDAMENTO: Fund,llnent<l-se () presente Termo de Aditamento na Lei 8_66ó/9:~ - (notlclas/politicaf88260-justiaa-eleitoral-manda-
. _,~erno administrativo nO 229501/2016 e na d taques-trabalhar-ao-invas-de·ficar-fazendo·

.
11

campanha-para-wilson-santos.html)
® 91630 acessos
65


ACFBSOS
r: 0

ALMT Meios 02 HD 1280x7 ...


o QUE DIZEM SOBRE ISSO?
po

Kid bengala 25/06/2016 22:27=56


a
sso

I I
".,..~- . ..1 Niío consignum entendeI" como dom pedrito C(JOscgue seI" t30 incompetente. E C~S<l SAI) ê uma
piaua! Víio tudo para cadeia. Espera só trocar o gOI·emo!
pre
Im

L\liz clliabano 2S/0Ó/20lÓ 21=49:06


MUVUCA POPULAR NO SEU EMAIL

http://muvucapopular.com.br/not'cias/investigacaO!87394-governo ... mpresa-consignum-qde-pagava-r-1-milhao-de-propina-por-mas.html Página 2 de 4


GAB/PGRl
R~pórterMT
, .
I Dono da Consignum admite ter pago propina mensal de R$ 500 mil a secretário de Silval
Fls, OOOO2 1 111121 6 'S?<tCO
. j~
INicIO QUEM SOMOS NOT!CIAS DENUNCIE TV REPÓRTER CONTATO Cuia â 11 dç Dezembro de 2016 -.O i::d. ~'-"''-'--

tmml~il

P
Moro Grosso em um clique

UP
82

RA
BusGar 1'0 Portai

17.08.20161 15h59 A-IA+

RI
JUDICIÁRIO I OEPOIMENTO A JUíZA SELMA

LA
Dono da Consignum admite ter pago
propina mensal de R$ 500 mil a

DE
• secretário de Silval

:31 AN
Segundo Willians Mischur, logo no início da gestão de Silval, o ex-
secretário de Administração. César Zílio o procurou e fez a 'proposta'

:46 C
alegando que a empresa dele poderia ser declarada inidônea

14 E S

CELlY SILVA
MARCIA MATOS '-"i
8 - IN
DOSSIÊ ODEBRECHT
m sequência às oitivas da ação penal RepórterMTlReprodução Clique para ampliar , Relôgios e restaurantes caros: a
,,""'';#'•.
01 OL

• eferente à 2 a e 3 il fase da "Operação .... ostentação da delação vazada


Sodoma", o empresário Willians Mischur.
que chegou a ser preso durante as
0/2 AR

OS "OLHOS DA NAÇAO"
investigações e hoje depõe como vítima do
Presidente do TCE destaca o papel da
esquema de cobrança de propinas a
imprensa no Brasil
9/1 - C

empresas que tinham contratos ou


incentivos fiscais. junto ao governo do
Estado. na gestão do ex*governador Silval LAÇOS QE FAMIUA
: 1 30

Barbosa (PMDB), afirmou que praticamente Articulação pode levar PV à presidência


"trabalhava de graça", afirmando que a da Câmara de Cuiabâ

•i.
Em 8579

extorsão lhe tirava a maior parte dos lucros Willians Mlschur. dono da empmsa Consignum. prestou
e reclamou que, atualmente, vem sofrendo depoimento nesta Quarta
FIM DE MANDATO
sérios prejuízos por ser tido como envolvido
Prioridades do prefeito Mauro Mendes
nas fraudes. vão ficar no papel
11

~Estou perdendo tudo o que eu tinha. Estão


me desmoralizando!", disse Willians a respeito

J
"Estou perdendo tudo o
65

da recente decisão do governo em romper o


que eu tinha, Estão me contrato com a empresa dele.
r: 0

desmoralizando!", disse Revoltado. Mischur, que é dono da empresa


Consignum. que até este mês era contratada
Willians a respeito da
pelo governo do Estado para disponibilizar aos
po

recente decisão do servidores o serviço de empréstimo


governo em romper o consignado. afirmou à juiza Selma Rosane
so

contrato com a empresa Arruda, da Sétima Vara Criminal de Cuiabâ,


que não teria lucrado nada com o esquema e
dele.
s

apenas sofrido prejuízos que se estendem até


pre

hoje.

À magistrada, ele argumentou que nunca


gerou nenhum prejuízo para o Estado porque a empresa dele não é remunerada pelo governo
Im

e sim pelos bancos.

http://www.reportermt.com.br/judiciario/dono*da-consignum-admite*ter-pago-propina-mensal*de*r-500*mil*8-secretario*de-silval/58089 Pagina 1 de 5
P.";,"órterMT ! pano da Consignum admite ter pago propina mensal de R$ 500 mil a secretário de Silval
GAB/PGR-1 11/1211612:03
Fls·OOOü22
Ouestionado pelo advogado Vitor Azevedo, GA CO
que faz a defesa de Sílvio Côrrea, ex-chefe de
Gabinete de Silval, sobre a motivação de
guardar R$ 1 milhão em casa, conforme
revelou a Operação Soda ma em mandado de
"Praticamente eu
trabalhei de graça
porque a empresa não
li
/"trItaa
FIS.JJ'S

P
busca e apreensão, Mischur foi irõnico ao suportava mais aquela

UP
DA. MAIA
responder: "primeiro porque eu posso, quantia", afirmou.
segundo porque eu estava nega1ivado com o
banco. Eu saí do Serasa tem 30 dias. E não foi 83

RA
R$ 1 milhão. Foi 1 milhão, 270 mil Euros",
frisou.

o empresário disse que o montante seria para pagar a festa de aniversário da filha dele e um

RI
curso nos Estados Unidos.

LA
Sobre o esquema de propinas ele disse que aceitou a chantagem para não perder a liderança
no mercado.

DE
"Porque senão ia ficar muito feio para a gente perder o maior mercado dentro de casa. Eu não

• podia deixar a concorrência entrar", argumentou, mas reclamou que o preço era tão alto que

:31 AN
"engolia" os lucros da empresa.

UPraticamente eu trabalhei de graça porque a


empresa não suportava mais aquela quantia",

:46 C
"Primeiro porque eu afirmou.

14 E S
posso, segundo porque À magistrada o empresário voltou a relatar
eu estava negativado como teriam iniciado as extorsões e como GINCO ~~.·n.

••
funcionava o esquema fraudulento, que teria
8 - IN
com o banco. Eu saí do 3023-2929
sido criado para saldar as dividas de
Serasa tem 30 dias. E
01 OL

campanha do ex-governador.
• não foi R$ 1 milhão. Foi
Segundo ele logo no inicio da gestão de Silval.
R$ 1 milhão, duzentos e o ex-secretário de Administração, César Zílio o
0/2 AR

sessenta mil e euros", procurou e fez a 'proposta' alegando que a


empresa dele poderia ser declarada inidônea.
frisou o empresário
9/1 - C

A propina mensal exigida seria inicialmente de


sobre montante em sua R$ 700 mil. mas Mischur alegou que o preço
casa. era alto e acabou aceitando pagar R$ 500 mil.
: 1 30

O valor e era repassado diretamente a Zílio no


gabinete dele, ou na sede da Consignum .
Em 8579

Outro ponto polêmico do depoimento do empresário é sobre a participação do ex-governador.


Novamente Mischur afirmou que esteve tratando sobre a propina com Silval por duas vezes.
A primeira teria sido no gabinete dele, onde foi levado pelo ex-secretário adjunto de
Administração, Pedro Elias, ainda dois meses antes deste assumir a pasta. No local Silval OEU RUIM
11

Wesley Safadão discute com fã


• teria lhe perguntado quanto estava pagando a Zílio e ele confirmou que seria R$ 500 mil. O
empresário diz que teria perguntado se era para continuar pagando e Silval teria dito que sim.
65

.ue
O outro encontro com o ex-governador teria sido no apartamento do mesmo. Segundo ele
novamente Pedro Elias o teria buscado em casa e levado até o loca!, onde Silval teria dito
r: 0

não estava mais satisfeito com Zilio e o pagamento deveria ser feito a Pedro.

Mischur afirmou que tinha medo de Silval pelo fato dele ter sido garimpeiro .
po
sso

.' J~l
pre

Preencha o formul;'irio e seja o primeilo fi comentar esta notícia


Im

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de 5e:...l~ autores e não repre~entam

http://www.repOrtermt.com.br/iudiciario/dono-da-consignum-admite-ter-pago-propina-mensal-de-r-500-mil-a-secretalio-de-silval/58089 Pagina 2 de 5
Rp,oórterMT
, I ,Dono da Consignum admite ter pago propina mensal de R$ 500 mil a secretário de Silval

a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário

o comentarias Cl3ssif:car por Mflis .mtigos

P
,,

UP
Adicionar um comenlario ..

13

RA
4 f,·lDl(;r;~,i.; !.le "''-\)129'" .,rf ·.;r'.1
nj~,n';iJ~<\ ,) Ç;~')',,~,~? ':'; m('rtfo"~·' ;.;

RI
Confira também nesta seção:
5

LA
lD.12.1610h50 )l Padre Joao Paulo foi morto porque reconheceu menor quP. tr;!lJalhou na paróquia .tIl;')" ';di\'C~, (:~;0!r" ,1', ;1.) dni",::);

09.12.1609h20" Defesa tentar re'Jogar pris;!o: situ;,çf.io polilici'l de Chico 2000 é complicada Op'.' !JI"II'" :'jJ(.',' :)á~ú 'lj!' f",)·,·;r
08.12.1611h45»

DE
MPE Investiga suposta contrataç:io de 'fantasmas' pela Assembleia
06.12.1608hl1 }) Conselho do MP pune promotora de Mato Grosso por assédio moral

• 07.12.1613h32 H

07.12.;6 i01,';2"
Sem provas. MPF deve relutar investigaçao contra Pedro Taques e Nilson Leilão
GClõCú 6r,veI',·,;'-':'" ;, Ja.-,ot '-:~:"ção pramiadn de emp.el:niro centra Taques e Leitão

:31 AN
07.12.16 07h30)l Promotor diz Que Rêmora deve ter nova lase após delação de empreiteiro
06.12.16 18hOO)} Policia faz buSCõl em fazenda de ministro de Temer e apreende çado e armas


05.12.16 17h58» Alilcadão lerá Que pagar RS 46 mil de inderllzaçào a cliente Que escorregou em poç.' de óleo

:46 C
05.12.1614h25l) Justiça bloqueia RS 950 mllhOes de fazendeiros de MT pflrrl recuperação de áreas

14 E S

8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C

G«lfJE1'" raE ~~~

~ ~

.. ~
: 1 30

• ê 11
Em 8579

www.gul •• hopplngmt.com.b


11
65


r: 0

Orbix
po
sso

EspecüJlízada em seguro GarantIa


pre
Im

I.' "Ij-:-

http://www.reportermt.com.brfjudiciario/dono-da-consignum-admite-ter-pago-propina-mensal-de-r-500-mil-a-secretario-de-silval/58089 Pagina 3 de 5
GAB/PGRl
Fls 000024
I

Huendel Rolim

PP
AU
85

IR
L AR
DE
• Anexo II - Doação HL CONSTRUTORA - Caixa 2

:31 AN


o

:46 C
Peticionanre tem amizade com () Sr. Pa,coal

14 E S
Santulo Neto, atual Secrl'1áriu \lunicipal de Cuiabi O referido secrer;íriu se
propos a auxiliar o Pcticionantc na capDçào de possÍycis doadores para a
8 - IN
campanha de Pedro Tacjues. Que o Pct.icionanrc c,te'-e junto com o Senhor
01 OL

Pascoal na cmpre,a denominada HL CONSTRUTORA de propriedade do Sr.


0/2 AR

I-Iclmut. 1\'a referida reunião, ljuand" " l'eticionante solicitou do empre,ário


9/1 - C

doação para a campanha, O mesmo afirmou llue o Sr. Paulo Taques já ha,-ia feiTO
contato com o mesmo e ele ha,-ia se comprometido a doar RS SO().O()(),Oll
: 1 30

(quinhentos mil rcais), tendo, inclusi'T, já entregue RS 250.0()(I,Oi) (duzento, e


Em 579

cinqucnta mil reais) para O Sr. Paulo TaljUes .


18

Com a rc,posta do referido empres,lrIo, ()


51

Pcticionanre agradeceu e se despediu, oportunidade em lJue o empresário chamou


06

• atenção do Peticionantc dizenJo: "I'()a~\' prt..'ci.\ClIll J(' OI,:!,dlli:;ar /J!clh()r (,/l/n' !'OI.--eJ' '.: ()
r:

Peticionantc esclarece '-jUC o ,-alor doaJo pelo crnprcsário não entrou no caixa Ja
po

campanha e o Petieion nte nào reyc i, ormação acerca do recebimento do ,aldo


sso

remanescente, sendo '-lU n~o enTraratll no Glixa da cl1npanha) seja

oficialmente ou ''porjàm':
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiobá-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
I GABI PG"
F.IS. ooo[, 2 5
GAECO
F1sot.:1

----==----L!!!!!!!!!!!!!~=:::=.::J
Huendel Rolim

PP
Anexo In - Pagamentos Marqueteiro Antero Paes de Barros: 8&

AU
IR
o Peticionante esclarece que ap'·" () tertl1lno da

AR
campanha restou um saldo a pagar ao marqueteiro ,\ntew Paes de Barros de
aproximadamente RS 70n.OOO,l)1! (setecCl1ws mil reais) e (Iue () referido ,'alm foi

L
DE
pago ao marclul'teiro por fora, pelo grupo de amigos já citado, sendo 'luC () ~t.

• Peoro Tàlj UL'S

:31 AN
UCl Crll111\Oll u pagalllclll u Jcsra fOrTl la.

• :46 C
Para ctetuar () referido pagamenro o Pcricionanre

14 E S
efetuou um contrato de emprc'stimo/mútuo (ainda não '1uitado) com () ~r.


8 - IN
Claudio, sendo llue o referido pagamento ao marljucteiw ,-\ NTI,:1~() se deu com a
01 OL

emissão de cheques do ~r. Claudio - o Peticionante apresentará o contrato de


mútuo realizado com O mesmo.
0/2 AR
9/1 - C

raro importante é llue o conrrato foi testemunhado


pelo ~r, Júlio I\'lodesto, atual ~ecretário no CO\'Ctno 'J'aclues e que sabe das
: 1 30

• ttatatiyas, já que indicou o anl1go p,lra Ct11prCSrar () dinheiro ao grupo j,l citado. ,-\0
Em 8579

buscar a 'luebra do sigilo banGÍrio do emitente dos cheques, o caminho do

• dinheiro comprO\'ará o alegado,


11
65

.\nrcm determinou a retirada dos che'lues pelo seu


r: 0

filho e pelo gerente de sua empresa .


po

cfeüvan1cnrc pn:suKlos pelo Sr.


so

.-\ntcro,
s
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabo-MT - Fone/fax (65)3023-7790 - CEpo 78032-035


-
www.hw.odv.br
[ GAB/P._ ·1 GAECO
Fls. 000[,26 I F1sft

Huendel Rolim

PP
Anexo IV - Pagamentos Agência/Produtora FCS:

AU
87

IR
() Peticionante esclarece que al)(lS () térm1l1o d~l

AR
campanha restou um saldo a pagar ao marquctciro Agência/Produtora FCS de
aproximadamente RS c,OO.OOO,OIl (seiscentos mil reais) c l]UC O referido valor foi

L
DE
pago por fora, pelo grupo de amigos já eirado.


:31 AN
Para efetuar () referido pagamento o Peticionante

• :46 C
efetuou um contrato de empréstimo/múwo (ainda nfio l]uitado) com o Sr.

14 E S
Claudio, sendo que o referido pagamento ao marl]ueteiro . \NTFRO se deu com a


8 - IN
emissào de cheque's do Sr. Claudio - o Peticionante apresentará o contrato de
01 OL

mútuo realizado com o mesmo.


0/2 AR

Fato importante é llue () comrato foi tesremunhado


9/1 - C

pelo Sr. Julio l\lodcsro, atual Secretário no em-erno Taques c que sabe das
tratativas, já que indicou o amigo para emprestar o dinheiro ao grupo já citado.
: 1 30


,\0 buscar a quebra do sigilo bancírio do emitente dos cheques, o caminho do
Em 8579

dinheiro con1proYará () alegado.


11

Os cheques foram retirados com o Pcricionanre pelo


65

Sr. Gustavo c seu sócio chan1ad( :\luriaci .


r: 0

Os ,en'lCOs foram cfcri"amente prestados pela


po

empresa l'(~S.
s so
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabó-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
GAB/PGRl
000027 3 I
GAE,COO
FIS~~
Fls.


--~~~====~-==-

Huendel Rolim

PP
Ad.ogado.

Anexo V- Restos a pagar da campanha

AU
88

IR
Por volta de de%embro de 2(114, após a vItória nas

AR
eleições, o pcticionantc se reuniu na ca~a do (;o\"ctnador eleito, juntanlcntc C0111

MARCELO i\L\LLJF, . ILJLL\NO BORTOLurÜ, FERN.\NDü :\HNOSSO..

L
DE
ERIVELTON G.\SQULS e JULIO i\IODESTO. Na referida reuniào, foi

• 1 "
t::iuateuuu jJur J"''-T(''[''j-''''''''''r, . ' . . LIL
c.\J::'tcllcla ,I' ,I pagar.

:31 AN
UJ .• J .1 1\ \ ) .Jl ', .."lI \.' ,j ~a (1i.)

• J UI JO

:46 C
14 E S
i\IODES'l'O participou desta reuniào, pois foi
ele quem efetivamcnte coordenou a cluestào financeira c conrábil da campanha.


8 - IN
Ele foi responsá\cl por cuidar eieóvamente da qucstào financeira da campanha,
incluindo os pagamentos oficiais e os "por fora". Foi Jú!io () responsá\-cl pela
01 OL

confecção das planilhas LJUl' ancxanl este pctit(\rjo, bCt11 cotno a prcstaçào de
0/2 AR

contas perante o TREji\lT.


9/1 - C

Neste tllOll1cnto, o C;o\"ernador eleito, lnanifcstou


: 1 30


preocupaçào em qunar () rdu'ido saldo pois nào queria deixar questionamcmo
Em 8579

algum acerca do cumprimentu das obriga,ôes assumidas junto aos Fornecedores

• da campanha. Desta forma, ficou pactuado entre todos na referida reuniào, llue o
11

grupo pagaria as despesas de restos a pagar c que tais valores se dariam a título de
65

empréstimo a fa\'Clt do Candidam eleito .


r: 0

ya!OfCS serào detalhados C0111 a arrcscntaç~lO


po

de planilha de gastos.
s so
pre
Im
·l
GAS/PGR.
F1$,000028 ..
I
GAECO
FIS õ!. 4
I

Pgto Saldo
--J
~

P
10.000,00

UP
10.000,00
10.000,00
10.000,00
89

RA
30,000,00

RI
Pgto Saldo
20.000,00

LA
20.000,00
20.000,00
20.000,00

DE
60.000,00

Pgto Saldo

:31 AN
10.000,00
10.000,00

:46 C
20.000,00

14 E S
Pgto Saldo
21.000,00
21.000,00
8 - IN
21.000,00
01 OL

Pgto Saldo
12.500,00
12.500,00
0/2 AR

12.500,00
12.500,00
50.000,00
9/1 - C

Pgto Saldo
15.000,00 -
: 1 30

15.000,00
15.000,00
Em 8579

15.000,00
45.000,00
11
65


r: 0
po
so
s
pre
Im
[GABiPGK I
fls. DOOD29 GAECO
FIS.$':;
RelatÓrio Contas a Pagar por Contrato ~~;, .. ~'f.;<:....• ~.

t~~~~12
Data: 21/08/2014

P
té#.$ffi

UP
KGM Assessoria lnstitucionalltda SOO.OOO,OO 31/07/2014 100.000,00 100.000,00
KGM Assessoria Institucionalltda 31/08/2014 200.000,00
KGM Assessoria Institucional Ltda 30/09/2014 200.000,00 400.000,00 90

RA
G. Guedes de Souza e Cia LIda 100.000,00 31/07/2014 33.000,00 33.000,00
G. Guedes de Souza e Cia Ltda 20/08/2014 33.000,00 33.000,00
G. Guedes de Souza e (ia Ltda 20/09/2014 34.000,00 34,000,00

RI
FCS Criaç:io e Ser ... Cadastrais LIda· ME 1.000.000,00 25/07/2014 200.000,00 200.000,00
FCS Criação c Serv ~adastraiS LIda - ME

LA
20/08/201<1 400.000,00
FC5 Criação e SeI\' CadastraiS Ltda - ME 20/09/2014 400.000,00 800.000,00

Atea Sistemas de Informação lIda ME

DE
100.000,00 18/07/2014 20.000,00 20.000,00


Atea Sistemas de Informação lIda ME 18/08/2014 20.000,00 20.000,00
Atea Sistemas de Informação Ltda ME 111/09/2014 20.000,00
Alea Sistemas de Informação Ltda ME 18/10/2014 20.000,00

:31 AN
Alea Sistemas de Informação Ltda ME 29/10/2014 20.000,00 60.000,00

Advilço Oliveira dos Santos ME


180.000,00 31/07/2014 36.000,00 36.000,00
Advilço Oliveira dos Santos ME

:46 C
29/08/2014 54.000,00
Advitço Oliveira dos Santos ME 30/09/2014 54.1~lI?O,00

14 E S
Advilço Oliveira dos Santos ME 31/10/2014 36.000,00 144.000,00

~R Produção de Som ~ Imagens 1.850.000,00 09/07/2014 ~70.oo0,Oq 370.000,00


8 - IN
TR Produção de Som e Imagens 31/07/2014 555.oo0,.0~ 555.000,00
.TR !>rodução dI! Som ~ Im~gens 30/08/2014 555.000,00
.TR Produç~o de Som e Imagens 30/09/2014 370.000;00 925.000,00
01 OL

Antecipar Consultoria e Comunic<lção Estratp.gi<:'l !~da 1.750.000,00 09/07/2014 350,000,00 350.000,00


0/2 AR

AntC!ciparConsultoria e Comunicação Estrategica Itda 31/07/2014 525.000,00 300.000,00


Antecipar Consultoria e Comunicação .Eslrategica I!da 30/08/2014 525.000.. 00
Antecipar Consultoria e Comunicação Estrategica Itda 30/09/2014 350.000,00 1.100,000,00
9/1 - C

Stelmat Teleinformatica lIda 28.000,00 31/07/2014 7.000,00 7.000,00


Stelmat Teleinformatica lida 31/08/2014 7.000,00
Ste;lmal Teleinformatica Ltda 30/09/2014 7.000,00
: 1 30

Slelmat Teleinformatica ltda 31/10/2014 7.000,00 21.000,00


Em 8579

Vetor Asses e Pesq de Mercado e Opinião Pub ltda 1.000.000,00 30/07/2014 250.000,00 250.000,00
Vetor As~es e !>esQ de Mercado P. Opinião Pub ltda 31/08/2014 250.000,00
Vetor Asses e !>esq de Mercado e Opinião !>ub Ltda


30/09/2014 250.000,00
Vp.tor Asses e !>esq de Mercado e Opinião !>ub ltda 31/10/2014 250.000,00 750.000,00
11

Rota locadora de Veiculos Ltda-M E 5.060,00 05/09/2014 2.530,00


Rota locadora de Vekulos Ltda-M E 05/10/2014 2.530,00 5.060,00
65


leomindo de Arruda Maciel Jr 11.733.33 31/07/2014 3.066,67 3.066,67
r: 0

Leomindo de Arruda Maciel Jr 31/08/2014 4,13~,3.3


leomindo de Arruda Maciel Jr 04/10/2014 4.533,33 8.666,66
po

AFPl Agencia de Monitoramento de Informações ltda 161.120,00 15/08/2014 80.872,00 80.872,00


AFPl Agencia de Monitoramento de Informações ltda 15/0912014 80.248,00 80.248,00
sso

Empresa Matogrossense de Sonorização ltda 324.000,00 20/o.s/2014 108.000,00 108.000,00


Empresa Matogrossense de Sonorização .llda 20/09/2014 108.000,00
Empresa Malogrossense de Sonorização ltda 20/10/2014 108.000,00 216.000,00
pre

Oanilo dos Santos Bareiro 35.000,00 21/o.s/2014 17.500,00


Oanilo dos Santos Bareiro 21/09/2014 17.500,00 35.000,00
Im

Total
4578.974,66
GABI P(;j(

Posição Financeira saldo e a pagar


Fls. U0.'0 O3 O
02/ 0/2016
-1 GAECO I
Eleição 2014 Jose Pedro Gonçalves Taques Governador Flo..26
---'--,'
1_ _ _ 1
Data Descrição Crédito Dêbito Saldo
~o .
09/07/2014 Saldo Banco

P
(+) Entradas 2,650,000,00 2.650.000,00
2.650.000,00

UP
F",!1"nrJo t;'8J(J1 Sçrdh~ 3:'· QOO.(){) 95.000,00
r:lu~m(lr !o:1"gCJI ~jrh('i~r:r "5.cn(){JI) 190.0qO,00
;:rill \1aggl Sd'll:,lfer !!:'.("ot)l) 0)(' 285.000,00
Rcbcrl.') Mac~at!o SNt~r ..... rl'(". ilJ1 000 ~O ]65.000,00

RA
,\rúlrj·;') Guirz:,:, •
ElizflU Llilmélr M;~!lçi $çr'cfl('f
(·(l.UOO.OI)
lDG(liil),O(i
455.000,00
1.155.000,00 91
Jo~é- Mona 3'>r,C'i1 95 OCO Co) 1.250.000,00
Do:nto C~~~Ghll"o;l ."li.(jIX1.0~ 1.330.000,00

RI
1,IDvr:r,<"n Sch,.tfer ;.'fl (JorJ,(l{i 1.400.000,00
-{I-JI:;hm"r T Schrftcr 'O.UuO.O!) 1.470'.000,00
i"):,,rbú fr;:)rr.::; Srt,'~ff')r 70.000 cr, 1.540.000,00

LA
Dayla /l,.1B)oHl 8<1n!l'<) 7n 000,00 1.610.000,00
r+.)I~;[)r. jr>sé Vl(:;olo 25oJ.OCO (,11) 1.860.000,00
B"m F, ..tlJr;;-"gm;';:!a ltoj·. !-JO(I{~J,')!\ 1.950.000,00

DE
;\WOl"·)l.u;~ria flrtlgu:lla Lida <::'..10 flUO.(l1) 2.150.000,00


,;8.1 I~()fr,p.r("l(] :\\)r',..:.;;I(I "liJa -'iH) IJrl(J.(IC 2.450.000,00
·,l'Obll!;<m..-, ~o (l'~:I(,d,!" lllfl r,nnnri 2.550.000,00
M: M C('·'l~m,tr)ri< ~(:,; ,i'JG (:,;. 2.650.000,00

:31 AN
(-) Saidas - 1.875.834,66


'\",1'''''' ",U k. ;;.". 2.620.000,00

:46 C
:""'1,e', ,;( 2.613.000,00
2.610.812,10

14 E S
2.605.229,70
.'0.:'
2.605.076,97
1.800.579,97


1.800.452,17
8 - IN
. 'L' •. ,' 1.799.952,17
1.795.952,17
1.750.952,17
01 OL

1.759.473,25
1.758.832,64
;:':-l '.~ . , 1.155.832,64
:"...
0/2 AR

';_"""., ".' ,. 805.832,64


785.832,64
..}.,. ~ .' 784.570,14
".;. 774.165,34
9/1 - C

(=) saldo 774.165,34

A pagar
: 1 30

30/07/2014 2 pare contrato Antecipar (525.000,00) 249.155,34


30/0712014 2 pare contrato TR Prcxlução


(555.00::1,00) (305.834,56)
30/07/2014 Stelmat Aluguel (7.000,00) (312.834,56)
Em 8579

30/07/201 4 1 pare KGM (100.000,OO) (412.834,56)


30/07/2014 1 pare Vetor (250.000,00) (552.834,66)
05/08/2014 Doações Terceiros - Candidatos (662.8]4,65)
Salários Adm


OS/OB/2014 (70.000,00) (732.834,(6)
10/08/2014 Print Press (109.500,00) (842.334,66)
10/08/2014 Grafka Print (110.101.80) (952.436,45)
11

10j08/201Q Demais Fornecedores (30.000,00) (982.436,46)


18/08/20H E-lege 2 pare (lO.OOO,OO) (1.002.436,46)
20/08/2014 2 pare G.Guedes de Souza e ela ltda (Infinity) (34.000,00) (1.036.436,46)
65

25/08/2014 2 pare FCS (400.000,00) (1.436,436,46)


30/0S/2014 3 pare contrato Antecipar (525.000,00) (1.951,436,46)


30/0S/2014 3 pare contrato TR Produção (555.000,00) (2.516.436,45)
r: 0

30/08/2014 Stelmat Aluguel (7.000,00) (2.523.436,46)


31/08/2014 2 pare KGM (200.000,00) (2.723.436,46)
31/08/201 4 Grupo Opinião 2 (54.000,00) (2.777.435,46)
31/08/2014 2 pare Vetor (250.000,00) (3.027.435,45)
po

18/09/2014 E-Lege 3 pare (20.000,00) (3.047.435,46)


20/09/2014 3 pare G,Gucdes de Souza e cla Ltda (Infinity) (J3.000,DO) (3.080.436,46)
25/09/2014 3 parc FCS (400.000,00) (3.';80.435,46)
30/09/2014 .4 pare contrato Antecipar (350.000,00) (3.830.436,46)
sso

30109/2014 4 parc contrato TR Produção (370.000,00) (4.200.436,46)


30/09/2014 Stelmat Aluguel (7.000,00) (4.207.436,46)
30/09/2014 3 pare KGM (200.000.00) (4.407.436,46)
3Oj09j20H Grupo Opinião 3 (54.000.00) (4.46.1:435,46)
pre

30/09j201~ ] pare Vetor (250.000,00) (4.711.436,45)


18/10/2014 E-lege 4 pare (20.000,00) (4.731.436,45)
29/10/2014 E-Lege 5 pare (20.000,00) (4.7S1.436,46)
31110/2014 Grupo Opinião 4 (35.000,00) (4.787.435,46)
Im

31/10/2014 Stelmat Aluguel (7.000,00) (4.794.436,45)


31jlO120H 4 pare Vetor (250.000,00) (5.044.436,46)

Soma Contas 11 Pagar = > -5.818.601,80

Contabilidade· Prestação de Contas/2012 02/10/2016·17:57


• •• • •• U P P
Soma de Valor
Rótulos de linha
Rótulos de Coluna
Ooacao Doação (vazio) Total Geral
R A
Alan
Carlos
1.100.300,00 3.788.222,19
4.232.667,65
4.888.522,19
4.232.667,65 R I
Danizete 250.000,00 533.733,33 783.733,33
LA
Erai
Erivelto
Espontâneo
2.000.000,00
736.000,00
5.438.808,10
610.000,00
615.708,09
7.438.808,10
1.346.000,00
615.708,09 D E
Juliano
Marcelo
350.000,00
A N
553.560,00 903.560,00

SC 1
1.180.000,00 1.107.219,00 2.287.219,00
Minasso 520.000,00 25.000,00 545.000,00
Paulo Taques 300.000,00 300.000,00
Pedro

N E 6:3
8.857.399,02 8.857.3!J9,02

LI 4:4
Piveta 100.000,00 100.000,00
Vigolo 1.080.000,00 1.080.000,00
(vazio)

RO 1
-
Total Geral 6.136.300,00 28.012.317,38 34.148.617,38

C A 8
- 20 1
0
3 10/
9
7 9/
5
8 :1
1
6 51 Em
0

s o
p o r :
!TI
~
= "To'-,
-,,' C'

e s ;;t:

pr
Im ,.
!P G')
W
N lI(\.:, ~
<fi 8
Data
• ••
Doador lj /4 Valor
• •• Pl / PF Responsável
P P
Classificação Tipo
30í(J(,/:Z,() 1"1
Julho
~·1(lrleio
Alan Malouf
:':U3.359,00
227.460,00 I
Da,")çao - R0ClJrso":> PF
Doação - Recursos PF
\,-""".""

Alan
----
U
..E,onstrução

A (
Doação
Doação
08/07/2014 Erivelto Doação - Recursos PF Erivelto
R Doação

RI
I! ~rnando Minosso Doação - Recursos PF Minosso Doação
----
114 Erivelto - Pgto a das 10 I Doação - Recursos PJ Juliano ( Doação

LA
Juliano - PDT Doação - Recursos PJ Juliano Doacao
,e l São 500.000,00 I Doação - Recursos Pl Marcelo Doacao
IAlan Malouf
) - (AI,n) 110.000,00 I
Doação· Recursos
Doação - Recursos
PF
Pl
D EAlan
Marcelo
Doacao
Doação
Juliano 2
Paulo T •
A
Doação - Recursos
Doação· Recursos PJ
PJ
N Juliano
Paulo Taques
Doação
Doação
114 Juliano 2
22/08/2014 Fernando Minasso - Comb C
S 1
Doação - Recursos
Doação - Recursos
PF
PF
Juliano
lv1inosso
Doacao
Doacao

:3
Doação Gráfica Doação - Recursos PJ Alan Indústria Doação
Doação Gráfica - ) Pagto
N E 6
Doação - Recursos PJ Alan Indústria Doação

LI 4:4
) Minasso Doação - Recursos PF Minasso Doacao
Giovani Construtora - Alan Doação ~ Recursos PJ Alan Doação
""''--+p'''a''gC:o:'-t
Me Ter
R O 1 Doação ~ Recursos
Doação - Recursos
PJ
PJ
Pagot
(
Doação
Doação
Ecop
A - Doação· Recursos PJ Doação
Global Veicu - ParI"
C I
8
400.000,00
1
Doação· Recursos PJ Pedro Dotlç50
03/10/2014
'14
) Minasso
IAlan - De - 20 Doação· Recursos
Doação· Recursos
PF
PF
Minosso
Altln
Doacao
Doac<lo
. , _'14 ) - De
0
3 10/
Doação· Recursos PF Marcelo Doacao
09/10/2014
Outubro
Ipagot
) - Fc 9
7 9/
Doação· Recursos
Doação· Recursos
PJ
PJ
Pagot
Marcelo
Doação
Doacao
,
Outubro
puliano - Pesq
5
8 :1
Doação· Recursos
Doaçã_o~__ !3.ecur505
PJ
PJ
Juliano
Erivelto
Doacao
Doacao
15/10/2014
28/10/2014
Alan
Alan
1
1 Em 200.000,00 Doação - :; PF
Alan
Alan
Doacao
Doatao
30/10/2014 Alan
6 5 ll.1 Doação· :; PF Alan Doacao

/TI
:!!

:0 ~~,
31/10/2014 Alan Doação· :; PF Alan Doatao , ~ C)
29/10/2014 Alan Doação - :; PF Alan Doacao

or
31/10/2014 Alan . Ant Doação - :; PF Alan DOLlcao
, ..
C:> .... _.
29/10/2014 ) - FC
p 300.000,00 Doação - ; PF Alan Doacao
-= "1".

so
7.042.119,00
w (
"-> •

e s 6.893.576,42
,,---- '"
pr
;-

Im
148.542,58

--" ;,
·~~
~
W
\ I 1:>,]0




i
Im

I
pre
sso
po
r: 0
65
11
Em 8579
: 1 30
9/1 - C
0/2 AR
01 OL
8 - IN
14 E S
:46 C
:31 AN
DE

,
,
LA

"I
1',,1,

,
,
,"

RI
RA
UP
P
000033
FI •
GAECO
.2.9_
I --



Im
pre
sso
po
r: 06
51
18
Em 579
: 1 30
9/1 - C
0/2 AR
01 OL
8 - IN
14 E S
:46 C
:31 AN
DE
L

,
,"

,
AR
IR
Iml

AU
PP
000034
Ii'i;,t(

95




Im
pre
sso
po
r: 0
65
11
Em 8579
: 1 30
9/1 - C
0/2 AR
01 OL
8 - IN
14 E S
:46 C
:31 AN
DE
.,

LA
••

.,
RI
RA


,"

UP
.
,

P
000035
IP~ft

I
-
I.. G::;:3"t I, GAECO
fls ~02, ,
I

, I '~
,
~ I

:~,

P
~$

UP
., , 97

RA
,,
. ,
,

RI
LA
DE
130.000.00 "~,'o ,pF IXI


l',',.;·.II ..., ..... I~."H ,
ia AQua i '''.656,00 ~,~:o.;;: "Pl 0''''''
, ".,,,, 5"""" 130'">'''~''' ,

:31 AN
"5.500.00 "~,'" ,," 0'
lin <in O Pio de Carvalho Dias 654<0.00 0""0 "PF Cc", ",~o.ó'm lo"""
IEr.1i M~oai


62.720,00 O~T"O' ,." ,'PF ,," -""""","" T;;""
I""", d~rid, 6>'''8.10 "~,'o
,,, ,,,,,,.,001" I""

:46 C
P PIO "PF
1.7M lId, 55.290,00 ~ "Pl M ..",,, -;;;;;;;;;;;;;; I""""

14 E S
SO.ooO.OO Doo<3, . ,~~ PF ",,, 0"''''" r,;;;,,,,
Im."'oso,,, 481>40,00 """"o ,?F ,,, "'''"0'""'" I~
I J Pio I I 4U40,00 ~ ,PF 'lO' ---;;:;;;;;;;;; lo""",
Dooo', .


I , P"" lId. 33.733,33 R,w , Pl Do"",.. C"m'"" r,;;;""
8 - IN
30.360,00 "~,'o ,PF Er. i I
29300.00 O~,'o ,pF ,,,' "m"o.Oc,,, lo"
01 OL

27.>70,00 -~~:o.;;;" Pl M"",. --;;;;;;;-0;;:; r,;;:",


li Scheffer ;Q.. 14
moo.oo """'O . '''"~ PF ",,, ""~"OO" T,;;;oc.
, r, 'lO ", 115.3 17100.00 "~,'" "Pl 1,,1, ,,,,,,,,,,,,,, I"".
0/2 AR

l3lill7:os-':;'- 16.720.00 r;;;;;:;;; "PF 'lO' --;:;;;;;;;:;:; lo"""


>6"0,00 0"'"' . "ru, "PF ,,,' ""0""" T,;;;""
r I li Scheffer ".650.00 ~,'" " ?F I
"
9/1 - C

'Cool;", ""', u.<oo.oo O~,'o "Pl ,~",,,,,,, lo.


M ..""
, lId, 11.400,00 ~" Pl ~ lo~,',
9.680,00 """,', . Roru, ,PF
"'"
,,,' """"",,, r,;;;",
I I 7700,00 n~,'" , PF "d"
: 1 30

OI"
,,"o",,,, lo",
7.000,00 n~,'o , Pl
"',


I 4 ",,0101 " " " Fo",,,,
I i; para 6.460.00 ~,Pl ""'''0 ~ I""""
Em 8579

S.700,00 Doo<3" " 0"''' Com'",,, r,;;;",


5.700.00 n",,'O " Pl 0' 'omo,"" l0""
5.520,00 000"" " PF 'lO' "''''''''''0 I""."


5.000.00 n"",'". 0o,", "PF ,"Oc, 0',.'''" r,;;;"
4.939.30 0''''0 " Pl 0" '"m'",,, lo".
11

I I 4-'00,00 ~ "F
"'''' ~ 100,'"
I a Patrimonialltda 4.100." """'lO "Pl
"o"m ',m',
I "do 3.880,40 O~,'o <Dl ,,,,,,I,,,,,, I,,",
65

I. do Alm." 2200,00 ~,~., PF 0"", --;;;;;;;;- r;;;


I , SIA 2.200,00 n~,'" " Pl
PI,,"~ 5.A "0'''"
r: 0

;-;;; I 2.016,61 O",,'" ,pl ,,,"',",," lo""


" '"'''lo'," lld' 2000,00 """', . R,ruo ,Pl "'m Com,,,,, r;;;",
l.P. I lLtda 2.000.00 """"o ,pl 0' 00 'o,
po

I . i isLtdaME 2.000,00 """,, . ,,pl "Oco '0"""'0 I""""


IP,,"o . lld, 1.482,76 0"'"' . '''o~" Pl o,d" 'O"""',, lo"",
;;;;;AI~I", " 900,00 Do'''' . "PF o,d,,, ","'". I",,,
I lO ."wo >."',." O;"';. ",,;;;,,Pl
""0 --;;;;';-~;, 1;;;;"
sso

""'" "'. ~ ", ·r, .', • ... ,." , ... 'C ,," •
I .0"00,(10 ~ ,'Pl ~ 100"
I 25.000,00 0"','" . R~", " P) o"",,,, lo"..
pre

'MT '.000,00 n~"o . o~"" 0, lo""


20.000,00 O~,'o " Pl O" .." lo""
.0000,00 ~ "Pl ~ loru,
Im

10.000,00 ""'''" . R,co" ,Pl ",""'" 100,,,"


, MT 100.000.00 ",,-y'O "l

2>.000,00 """'"
I '"",o"'m 200.000,00 """" .,,;;,,~ ,<Pl
I GAEC'
'.3

==,'
,
~ ~

=
=
,

,
~

~
"""'" -'""=
""'" ""'-=- = C-,-
= '-'" , """- , -""""'=

PP
~, =
= ,
i = """"'"'""
=, ~

AU
~. ~
'-=-
, ~i~,=
, = """"" 98
""-
"-"""- i
""= ~ """ --'=
, ,=

IR
"
" == ,, i~

" =.:::.!....:... i i
i~ ~
=
--""""-
~. i2...!:!..!....
""""" -",,'" =

AR
i
I
~
~I
""", -"""'" =
=
i I
"""-
i "'" '=
"""'-'" ='"
= -""""
~i
,

L
'" "

DE
i ~. = '-"-
~ """-' ~,
I


"-'- --"
'-"'=, ""- =, =
,'-"'" ~

:31 AN
"'- " "
""-
i i~1
~ --"""
(-, ,

• :46 C
,
,
IV , ,

14 E S
,

li,
, ,, "
, 1Oo~
~
,

,
8 - IN


li ~
H
01 OL

, ,
, , o;;;
0/2 AR

, i

, ,
9/1 - C

eg", ",
: 1 30

,
=

,
~
,=
Em 579

v~

18

~ i""" =
t;;;;;;;;"
I~ ~ -
51

34_14a.~17.Ja
06


r:
po
sso
pre
Im
GAB/PGRl
Fls, 000038
GAECO
Fls. .:::s-1
Data Fornecedor Descrição Total Pgto Saldo
03/"ul 'CS A RECEBER 900.000,00 900.000,00
03/jul FCS Pagamento 203.359,00 696.641,00

P
DS/ago ,cs Pagamento 100.000,00 596.641,00

UP
596.641,00
596.641,00

RA
Data I Fornecedor I Descrição I Total I Pgto Saldo
I CRISPIN I A RECEBER I 213.000,00 I 213.000,00

RI
Será pago ....

LA
Data Fornecedor Descrição Total Pgto Saldo
julho FCSJINGLE A RECEBER 36.000,00 36.000,00

DE
OS/ago


FCS JlNGLE Pago 18.000,00 18.000,00
07/,go FCS JINGlE Novo valor e novo fornec. 4$.000,00 45.000,00
45.000,00

:31 AN
Jingle por meio de dois contratos Danilo


Data Fornecedor Descrição Total pgto Saldo

:46 C
19/"0 Adv. P.TaQues Despesa 150.000,00 150.000,00 150.000,00

14 E S
Out Adv. P. Taques Despesa 150.000,00 300.000,00

Data Fornecedor Descrição Total Pgto Saldo


8 - IN
21/af!.o Adv. P. Taques Despesa 150,000,00 150.000,00
Out Adv.P. Taques Despesa 150.000,00 300.000,00
01 OL

Pagar em 21/08 150.000,00 I


0/2 AR
9/1 - C
: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im
IFls.

••
GA~.~GK
000039
• o ••
FIS3 5

Huendel Rolim

P
UP
Ad.oQodo.

Anexo VI - Da retirada do Fernando Minosso do grupo de empresários

RA
1::10
Por volta de fc\'creiro de 2015, o Sr. Fernando

RI
i\Iinosso manifestou descontenmmento com algumas postll1'as adotadas pelo

LA
governador eleito. ainda na fase de transido (nm-embro/ deiCembro 211J.+) .

DE

:31 AN
projeto político. ,\gendou uma rcuni~o particular com o gO\'l'rnador eleito Pedro

• :46 C
Taques e nesta ocasiào solicitou do lllCSt110 o paga1l1cnto Jos yalo[cs por ele
emprestados . 14 E S


8 - IN

l)csta o eleito, rcunúlo o


01 OL

fOt111:1, gO\Trnador CI11 COll1

Pcticionantc, solicitou do tTICS1l10, que \"iabili7.<-lssc o recurso necessário para c.1uitar


0/2 AR

o valor emprestado por Fernando i\lin()sso.


9/1 - C

() Pcticionantc nesta OCitSIaO, infornl0Ll ao


: 1 30

gm·ernador elcito a sua indisponibilidade de recurso para "lidar este valor mas se


Em 8579

comprometeu a conversar com O grupo de amigos para "crificar a pOSSibilidade de


assumir, nlitis essa dh-ida a para () goycrnador Pedro Taques.
11

o peticionante fez a reuni:,,, com i\1.\RCELO


65


i\L\LUF. JULL\NO BORTOUnO I': 1':RI\'I':LTO" C;,\SQUI':S c decidiram
r: 0

em atcndimento a ",licita,:,,, do goyernad"r, saldar parte da di"ida do SI.


po

Fernando Minosso " título de emprt'stil11f ,. Os senhores i\f. \ RC 1".1 Ü ·~r. \ T.UF,
sso

jULL\NO BORTOLOTO E I':RI\'léLION C.\SQL:ES se propuseram a saldar


as contas, desde que Fosse parcelado na pcssoa Física dos mesmos, sem clualclller
pre

,-inculaçào cotn as crnprcsa~.


Im

l'icoll estabelecido para


JULL\NO BORTOLOTO I,: 1·:RI\'l·:LTON C;,\:;QUES

www.hw.adv.br
[G~BTPGR,,\
l~OOO_40 ,~
/\1/\
'-" '-" .
GAECO
FIs 3G

--~========~---
Huendel Rolim

PP
Advogod o •

140.000,00 (cento e quarenra mil reais) para cada um, que rotalizou RS 420.000,()(j

AU
(quatrocenros c yinre mil reais), \"alores estes clue () Sr, Fernando i\linosso recebeu

IR
de cada un1 ctn n1;)OS.
10J

AR
l-"icou pendenre ainda, um saldo aproximado de RS

L
DE
400.000,00 (cluatrocentns mil re<lis) () qual () Sr, Fernando i\finosso retornou em


:31 AN
• :46 C
() go\'crnaclor por

14 E S
~ua \TZ,

pnn'idencias para cluirar a pendenci:l e L]Ue este ,'alor seria pago por Paulo Taclues .
dis.se que t0111a.rla as


8 - IN

Semanas (Jcpois, () pericionante recebeu a \'isita do S1:.


01 OL

I'~nio que trabalha no escritório de adnlcacia do Sr. Paulo 'J'aques, ocasiào esta
0/2 AR

clue o mesmo lhe entregou a impol:tiíncia aproximada de RS 200,000,00 (duzenros


9/1 - C

mil reais) em espécie, para entregar ao Fernando l\linosso, De posse do referido


\-alo.r o Pcticionantc proceJcu a entrega ao ~r. l"crnando l\linosso.
: 1 30


Em 8579

,\lguns dias "pos, () prcípno Paulo Taques enrregou


em màos do pet:icionante a diferença de aproximadamente RS 2()(U)OO,OO em
11

espécie, para quitar () compromisso do empréstimo de Fernando l\linosso,


65


De posse do referido ,'alo!' o Periciuname procedeu <l
r: 0

entrega ao Sr. l-'crnando ;"lil1{)s~(). l'lcst;l ()casià()~ por força da quitaçào do


po

compromisso, ü Peticiollanre solicitou de Fernando \linosso LJue se dirigisse até ()


so

governador Pedro TaljllCS c il1forn1assc ilO 1l1CSlllO a cfCti\';1 yuiraç:l.o de seu

empréstimo, Que tanto [<'emando ,\linosso. guanw Pedro Tallues, afim1aram ao


s
pre

Pcricionantc que se Cllconfrarllrn (' a Jh-ida l':-:I':1\'(1 solucionad;l.


Im

Que n;Ío sabe informar a origem do dinheiro que foi


repassada, por determinação de Pedro Tagues, enrregue por I'~ni() c
GAECO
\ GABiPGRl 3~
Fls. OOO[ 4 1 .; Fls.

_ _a.=

Huendel Rolim

PP
Advogcdo.

AU
IR
Anexo VII - Composição de Secretariado

AR
Quando da composIção do secrerariado do atual

L
DE
gm'erno, o peticionante esclarece 'lue a pedido do go\'Crnador eleito Pedro


:31 AN
Secretários Paulo Brustolin, llue assumiu a SI·:I'.\/ eJúlio ;\Iodesto, guc assum.iu a

• SEGL:S.

():-; :46 C
14 E S
[l'fcrid()~ ~l'crl'tán()~ ~() aSSUt111f1:1111 as pastas no
8 - IN

• governo acaso tIvessem esse c0111plenlcnto salarial. _\ssinl o grupo de


01 OL

amigos/ empresários - ,\ lan :\ hlouf. ,\'1 arcclo ;\Ialuf, ]':ri\Tlron e Juliano)


0/2 AR

rcsolvcratn ratcar essas despesas COll1 a cil~nCla do governador eleito. Nesse


9/1 - C

momento, remando .\Iinosso não pauicipm'a mais do grupo.


: 1 30

() Peticionante esclarece ainda, que o nlor pago se


Em 8579

deu a tÍtulo de empréstimo a pedido do go"ernador Pedro Talllll's.


11

Para () secretão" Paulo Brustolin foi pago a


importância de RS .'jIIlU10II,(l1) ('luinhentos mil reais) a ríndo de lu\'a para assumir
65

• o cargo e RS RIU)(IIJ,()(J (oi tema mil reais) mensais no período de janeiro a


r: 0

dezembro de 2015.
po

Iá P'lnl () secretãoo Júlio i\lodcslo foi pago a


so

IInponâncra de RS ::'5.(JOOJIIJ (\ime e cinco mil reais) mensais, no período de


s
pre

janeiro a de"embro de 2015.


Im

1,111 de%cmbro de 21115, o Peticionante inforll1ou para


P[\ULO BRUSTOLlN E.I UL!O ;\l()DI~STO, 'lue ""lo1'cs
GAECO
IPGR
Fls. 68
OOOú42

Huendel Rolim

P
UP
Ad.ogado,

~ rítu]o de complemento de sabrio, eis que até aClucle mOl11enro n~o ha\'ia

RA
recebido os ,'~,]orcs aportados na campanha a título de cmprl'stimo. 103

RI
I)c igual 111ndo, () pcticionantc inforll1ou ao então

LA
goycrnador Pedro Taques, clue u grupo nào mais pagaria os yalores para os

DE
referidos secrct<Írios a tÍtulu de complemento de sal<Írio.


:31 AN
u ao Pcticionante

:46 C
• Cjue iria encontrar uma solução para () problema .

14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

v Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuioba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEPo 78032-03

www.hw.odv.br
GAB/PGtt
";~AECO
Rs·000043 33
-~


--~~~~~~---- "--
Huendel Rolim

PP
Advogado.

Anexo VIII - Operação Rêmora

AU
I\.)4

IR
o Peticioname, informa (lue captou a título de doaçào

AR
de campanha do Sr. Giovani C lli~ardi, a impomíncia de R5l 200.000,00 (dmentos
mil reais), em espécie, valor esTe nào contabili2ado no caixa otlcial da campanha,

L
DE
tendo o atual Governador plena ciência dos faros.


:31 AN
Que por \"()lta de junho ou julho de 2015, ()

• :46 C
Peticionantc recebeu o Sr. Ciioyani C uizanli enl seu escritório, c o tnestno pediu

14 E S
ao Peticionante para ser apresentado ao secretário Pcr111ínio, tendo Ct11 yista que


8 - IN
tinha interesse ClTI prestar scrdços para aquela past-a. () Pcticionanrc agendou lItna
01 OL

reunião em seu escritório para apresentar o Sr. Cjc)\Tani Cuizardi ao cntúo

secretário Permínio.
0/2 AR
9/1 - C

o encontro ocorreu, tendo as partes sido

apresentadas.
: 1 30


Em 579

,\pós a aprescntaçào, o SI". Ci","ani C;uizardi passou a


tratar de scus interesses diretamente com O referido secretúrio, sem qllaklller
18

participação elo pcticionanre. Um tempo depois, o Sr. Cic)\"ani Cui/.ardi procurou


51

novamente o Peticionantc c o infornlou sobre possibilidade do rnCSlno receber ao


06

• menos uma parte do que havia emprestado a Pedro Taque,; para sua eleiçiio .
r:
po

Inici~lnlcntc () Peticionanrc nao aCeItou aderir ,10


sso

plano de Ciovanc Guizardi. Que após a insistência de Cim'ane OplOU por aceiTOU
apenas receber alguns valores de Cioyanc, tnils nào sabia COnl() fUllciona\ra a
pre

questão operacional, pois isto foi arquitetado por Gim'anc, sendo que o
Im

Pecicionanrc nunca parric1poll dl~ rcuniôcs corn Lluakjuer ctnprc,j

sobre o tema, tampouco sabia sobre como era fcita a di\"isào - por
GAB/PGRl GAECO
fls 000041. . F1S.~

Huendel Rolim

P
UP
Advogodo,

para cada suposto benefici:írio, nao tendo igualmente, comparecid() a SEDUC

RA
para tratar do tema. 105

RI
Ressalta aqui, que Cim'ane apenas lhe emregaYa os

LA
,'alores, sem ter conhecimento de (juem os nlores eram obtidos,

DE
• \tlrnl;J ,
UllC. () ~crrct;lrl() Pcrnlinin foi inuicaç?io

:31 AN
pessoal do Dcpumdo l'ederal Nihon Leitão.

• o
:46 C
14 E S
Deputado Estadual Cuilhennc ~laluf ünha ciência


dos faros .
8 - IN
01 OL

o Pericionamc recebeu de Cio\'anc


0/2 AR

aproximadamente RS 260.000,00 (duzentos c sc>senta mil


9/1 - C

fatos apurados na Operação Rêmora.


: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im
GAB/PGR-' I GAECO

Fls, 00004') \
Fis_ 11

Huendel Rolim

P
UP
Anexo IX - Do relacionamento com Pedro Nadaf

RA
Anexo IX.a. OPERAÇÃO SODOMA

RI
LA
o Pericionanre confirma lluC Pedro "adaf ajudou ()

DE
pcticionanre a receber o scn-iço presrndo pelo seu Buffet n() llue diz respeito a

• TX'sSC dr' ex governador Sik)l Harh0~a ("1ll n-I In1 /2(111) cnnfnrnl(, j~ dccLlr;IOO ('111

:31 AN
investigações policiais_

• Confirma

:46 C
14 E S o empréstimo no

1,SOO,O()O,OI) (hum milhào e '-juinhentos mil reais) obtidos por Pedro \:adaf, llue
8 - IN Importe de RS

• nunca afirnlou ao Pcticional1tc a ilicitude- da origCtll dallL1c1c~ \'al()rc~ conforrnc


01 OL

declarado no bojo da operação SODO?-.I.-\ IV c '-jue somente \'Cio a rer ciência


0/2 AR

após a dctlagraçào das operaçôes_


9/1 - C

IX.b. Reunião entre Silval Barbosa e Pedro Taques na casa do Petieionante


: 1 30

• () Peticionanre informa que por \'o!t:\ de agosto de


Em 8579

2014, te\-e uma reunião em sua residênci:\, com parricipaçào do candidato ~ ép()ca

• Pedro Ta'-jucs, Governador da época Sikal Barbosa, Secretário à época Pedro


11

"adaf e o empresário Eri\'elton Gas'-jues,


65


r: 0

,\ referida reuniào foi agendada para Icntar viabilizar

eventual apoio financeiro por pane de Sih-al Barb()sa a fm-or dc Pedro Tallues no
po

montante pretendido de RS 1O,()()(I,()()(I,(JlI (de;;: milh,',cs de rcais),


sso

i':est;\ ocasião, o Sr. Sikal Barbosa c Pedro T"'-jues,


pre

tivcranl Ulna COllYCrSa fl'scn·ada no anlbicnl"c (ChUtTllsyucira da residência de


Im

i\lalouf), por ,-olra de _lli a 4(1 minu)os, sendo llue ,-\Ian Malouf, Pedro ?\a

Av Iporanga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiaba-MT· Fone/fax (65) 3023-7790· CEP, 78032-035

www.hw.adv.br
GAB/PGR , ' , ~ GAECO

C4~
Fls 000046

Huendel Rolim

P
UP
... d • ., g o do.

Erivclton Gasques, aguardaram a reuniào rcsclyada entre os dois, do lado de fora

RA
do recinto, nl~üs prcciSatTlCnte prÓXl1l10 a piscina de sua residência.
lü7

RI
,\0 final da reunià", Pedro 'b'lues informou ao

LA
Peticionante e a EI'i,'c1ron Gas'lues, 'lue '1 pauta debarida eSraya acordada entre as

DE
duas partes,


:31 AN
Dias após, Erivclton Cas'lucs e Z\larcclo ;'\[aluf

• entre Pedro 'ra'lues e Silnl Barhosa,


:46 C
estiveram na Casa O,'il para cobrar de Nadaf sobre () cumprimento do acordado

14 E S
8 - IN
manifestou discordill1cia lluanro ao valor negociado por Pedro Tallues c Sillcal
01 OL

• Barbosa, mas informou da po"ibilidadc de cumprir com pelo menos RS


S,OIJO,OOO,OO (cinco milhiíes de reais),
0/2 AR
9/1 - C

Passaranl lllais alguns dias, e nào obri\"cranl ncnhulna

posiçào de Pedro :\aelaf a respeiro d" recurso prometido por Sih-al Barbosa para
: 1 30


Pedro Taques, ocasiào esta Clll (jllC dcsistinul1 de \TZ de cobrar proyidcncias
Em 8579

acerca da referida pr0t11Cssa.


11

o I'etici"nante não sabe informar se hoU\'e qualquer


65

recebimento decorrente ela reuni:io e1l\re PU)RO T,\QL:FS e SIL""\L


r: 0

BARBOS,\, e caso tenha ocorrido 'luakluer pagamento, o Peticiona11le


desconhece,
po
sso

IX,c. Pagamento indicado por Pedro Nadaf - Caixa 2


pre

o Pctici()n~ntc inobsrante a, rraralÍ,'as entre Pj:[)RO


'L\QUES e SILV.\!. B,\RBOS,\, informa LllIe Pedro Nalbf, por y"lta de
Im

setc111bro de 2014, tnanifc;-:;tou tnrcn,:s~l' CIl1 conrribuir COll1 a ()bt('nç~() de <1,"W"~)


GAB/PG!il GAECO

Fls 000[,47 \ FtS,~

Huendel Rolim

P
UP
Ad.o~gdo.

para a campanha de Tayues, Disse cluC poderia cont.ribuir, indicando empresas de

RA
seu conhecimento com capacidade financeira para doação de recursos,
103

RI
_\ssün, apresentou ao peticionanrc () Sr. Picto, L]lle ;1

LA
época se era o presidenre da ,\ ssociaçào ::;uCtO ,\ lcolciro de ;\IT, rcspons;í'TI pelas

DE
Usinas de ,\lcool de i\laro Grosso,


:31 AN
COll1 isso () Sr. Pieirn, entreg()u par::! o Pcticionantc

• :46 C
aproximadamente RS 1.000,()(JI),OO (hum milhão de reais) arra,""s de y;irios

14 E S
cheques, Os referidos chellues eram de Yários emirentcs, que o peuC!onantc n"o


8 - IN
se recorda no 1l10111cnto .
01 OL

Informa ainda llue pane dos che<jues compensaram e


0/2 AR

parte niio, o que totalizou aproximadamenre RS 5S0,OOO,O() cferi,'amentc doado ('


9/1 - C

llue referidos yalores foram destinados para pagar despesas por fora d ' campanha.
: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im
GAB/PGR -1 I GAECO
Fls. 000048
;
1F1si!L
- - - - - ,..; 1,,;;_•• __

Huendel Rolim

PP
Aó.ogcdo.

Anexo X - Doação Cervejaria Petrópolis

AU
103

IR
() Pcticionantc info1"111<l yuc, consta na presraç'l.o de

AR
contas da campanha, doação efetuada pela CelTejaria Petdlpolis, no import(' de
RS 3.000.()OO,()() (três milhôcs dc reais). O peticinnante informa cluc, a pessoa que

L
DE
captou a referida doaçilo foi Paulo Tal.Jues.


:31 AN
(~ut' se recorda t]ue CI11 Ut11(1 reunião conl Pedro

• :46 C
T'aclucs e Paulo Taques na rcsidênci,t do Pedro Tallues, o I'ericionant:e presenciou

14 E S
Paulo Taques ligar para um direlor da referida empresa, solicitando do mesmo a
8 - IN
doação de mais dois milh,)es dc reais, pois até aquela dara, a referida C:clTejaria já
01 OL

• havia doado RS 1.()()O.OOO,OO de reais.


0/2 AR

o Pcticionante informa l[UC fen' conhecimento de


9/1 - C

quc a referida cC1Tcjaria é beneficiária de incenri,'os Fiscais no gm'cl'I]o do Estado,

e que referidos incentivos nào silo lsonônljcos quanTO ao;.; inccntiyos \·igcntes para
: 1 30


outras enlpresas atuantes no 111C::;1110 segnlc1Ho.
Em 579


(~ue Pericionanre percebeu nestc momcnto, l.Juc a
18

empresa efetuou a doado com o objcu\'() dc que o nm'o C;0\'Ctt10 nào


51

interferisse nos inccnóyos fi~cais da (lual a enlprc~a é beneficiária .


06


r:

() Pctlcion;lntc ;lcrcdita LjllC caso houyessc iS01l0111ia


po

para o setor C0111 () ni\'elmncnto d()~ incclltl\"OS :)()S tllCStll0S pmarnatcs, o Estado
sso

colocaria Cll1 seu caixa aproxill1ada1l1cIltl' \"illn1:u; LjlJC :-;cguralllcntc :-;uperan o


montante de RS 200.1)()(I.IIOII,Oil (duzcmos milhôes de reais) a malS p . ano,
pre

recurso este que o peticiol1antc acredita fazer falra para () F·:stado.


Im

v Ipiranga. 440. Bairro Goiabeiras. Cuiobá-MT . Fone/fax. (65) 3023·7790 - CEP 7B032·035 J
www.hw.odv.br
MPE quer fi:n de benefício fiscal a Grupo Petrópolis - Geral - Centro Oeste Popular - A notícia como você entende - COPopulac. 11/12/1621:08

GAB/PGRl GAECO
Geral
lflill/201416:44
Fls, 000049
, fls -4 :>_.
_ _o

MPE quer fim de benefício fiscal a Grupo Petrópoli

PP
SONEGAÇÃO 110
°Jornal Centro-Oeste Popular em séne de reportagens, cervejafJ8 leria manJado sofislicado esquema para lesar ° fisco

AU
Conforme denunciou
n~p"""""u'L' A'
I'V
····R·
... " ---
liIiIi>
rr por meio da devolução Simulada da matena-prima. mlll/as aplicadas ao grupo pela flscfllização /libutária passam do RS 25 nlll/lôes

IR
Haroldo Assunção,

Especial para o Centro-Oeste Popular

AR
Q Mlnlsténo Público de Mala Grosso (MPE-MT.I, representado pel<l tllular da 14~ Promolon" da JustiÇA CnmiOl'Il da COrTlFlrca de Cui<'JbÂ, Ana
Cristrna Bardusco Silva, OfICIOU na quarta-feira pas!;ada 111111) <lO Secretário AdJunlo d<l Receita Pública do Estado, Jonll VI!<l1 de Souza. a

L
fim de "solicllar a sus~ensão do credenClan1en[o de Regime Especial do grupo Cervejaria PelrÓQolIs".

DE
•.«.'r.yr..ll:!
A promotora assinalou a oXlst{mcia de Procedimento tnvestlgmivo Criml.'1al ·quc ap\lra eventu<ll sQlIegaçào fiscal perpetradA por
represenlantes do Grupo Petrópolis, os quaiS estariam executando esquema crlmmoso consistente l1a deVOlução Slmul<lda de m<lténa-prima.

:31 AN
com origem no Par<lná, para o Estado de Mato Grosso" Lembrou também que a propr'la Secre[a~la de Estado de Fazenda (Sefaz) instaurou

-Iti>v :; .' ~
=.=-
,~"
procedimento fiscal para Investigar o supostO esquema de sonegação. Ana Cristina Bardusco ressaltou <linda que o Grupo Petrópolis -foi
.i'"W·',··- .!,,,,,,- -"c.. a ausênCia

:46 C
=:. "" auluac'o por reiteradas infrações reiaclQnadi'!s de comprovaçi!io de exportação, cUJos lanpmentos tribulaflCls correspondem a

iH> ~~_~i~ cerca de RS 25 milhões".

14 E S
-Considerando-se os indíCIOS crlmmosos sut)stancl:lis que p3iram nilS opp.rações comerciélis re<lhz<ldas pelo grupo 0conómico (i'nl tel'-1. ou seja. àqueles nos quais ja fOi
constituido o crédito Inbutário e o que se encontra sob investigação. solicita, por cauteta, obJetivandn resguflrdar a recella tnbut<'lria, a suspens~n do Regime EspeCial concedido
8 - IN
AS empresas do grupo Cervejaria Petrópolis", argumentou a promotora de Justiça. que fiXOU o prazo de cinco dias para a manlfestaç~o da Ser<lz
01 OL

.LEMBRE O CASO

Conforme notiCiOU com exdusivid<'lde o Jornal Centro·Qeste Populflr na edição na 592, que Circulou <lOS 26 de janeiro deste ano. o tot::!l de impostos possivelmente sonegO'ldo
0/2 AR

peli'!s empresas Cervejaria Petropolis do Centro-Oeste Uda - mmor beneliciána de Incenllvos fisCflis em Mato Grosso. deix<lndo de recolher f1nualrnenle mais de RS t40
milhões aos cofres do Estado - e pela Imeapa Importação. E)lportação e lndustna de Óleos S A. entre os anos de 2010 e 2011 pode beirar - isso se não passAr - a casa do
bilhão.
9/1 - C

As duas empresas teriam orgamzado toda urna engrenagem p.3ra dnbl;;r o ~sco rios estados de M<llo Grosso e do P<1ranã, por rlõero eJ;l abertura de dM,r:;;as flrllms e fil181S ca e
acola e da comercialização de sOja para processamento entre a fabncante de bebidas ú a esmagadora de graos. O "puto do g<110" sena a eventual devol~ç20 S!nllMlda da
: 1 30

'11atéria-prima - quando na verdade apenas notas fiscaiS voltariam de 1<'1 pa~a cá


Em 579

Entre outros documentos aos quais tivemos acesso estão diversi.'ls notas fiscaiS referentes ao enVl11 de soja peli'! Cervejarii'l Petrópolis de M<lto Grosso para a pi'lr<lnaense
• Imcapa - ;:!ssim como do caminho inverso, a devotução do grão para a origem

Aos 23 de março de 2011, por exemplo. a Cervejaria PetrópOlis do Centro-Oestp. LIda. filial de 1tIClulra (MT) - sediada à rUil EeJilson Pedro MMtelo. sno, quadra 09. lole 04, sala
18

03. mesmo endereço de uma filiai da esmagadora de grãos - emitiu (I not;:! fiscal nO 000.004 258. no v(llor dp. RS 27.942.05, referente ;'l "remessa para Industrialização por
encomenda" de 36,7 10,'leladas de soja em grão. com destino à mahz da Imcopa em Ara ... cAna (PR). "nota flsc<ll descreve a·nda o local de carregamenlo - "armazém lmcopa

51

em O'It'lmantino (MT), 21 rodovia MT-OIO. km 09".


06

Na via inversa, aos 19 de abrrl daquele meSlllO ano a malriz da Imcapa Import<lção. Exportaçao e tndustria de Óleos Uda emitiU a nala fiscal n" 000.023 914 no vator de RS
10.277.126.53. referente (I "relomo de mercadOria não utilizada no processo de induSlflalrzaçâo", de 10,93 mil toneladas de soJa 'in nalur<l. com destino à Cervejaria Petróoolis
• flh<ll de Nova r...iutum (MT) - sediada fi rodOVia 8R-163, krn 5B5, mesmo endereço da fili.<ll que a Imcopa manlém naquele municlpio
r:
po

Em Nova Mu[um, além da curiosa coincidência de endereços, oulro fato chi'!mou a rltenção - é oue (lssemb[ela geral exlr(lordinari<l da Imcoprl Importação, Exportação e
Industria de Ólno Uda deCidiu extinguir três rili<'lls, entre elas il sedlAc;:! naquel!'l t;idade mato-grossense No enlanto. a empresa c.ontrncrou f\lllclonando lã, em plena alividade.
Clssim como <l ~parçcira' PetrópoliS - agor<1 do Ce;1tro-Oesle LIGa
sso

Estranho que a sOja fOI ao custo unit.:lrio de RS 760 por tone:ada e "voltou" cuslando RS 940 por tone~ada - ISSO e:11 ~enos (le um mes entre o envio e o -deVOlução".

Ma.s estranho ainda é que o mU:1iclpio de Araucàrra esta Situado na Lcna melropolitana da capital paranaense - portanto, a aproxinladAmenle 50 quitômetros do Porto de
pre

Paral1<lguá. Ec de se questionar, então, porque a devo!ução da ·commoo:jJty· pm3 Mato Grosso, com os custos de transporto. deterioração e perda do produto, sem contar que
aqui não temos logíslica para a exportação. Reforçada fica assim a suspeita de que somente as notas fiscaiS viriilm de valIA
Im

CALOTE MILIONÁRIO

http://www.copopular.com.brlgeral/id-144806/mp€_quer_fim_de_beneficio_fiscal_a_grupo_petropolis Pâgina 1 de 2
GAB I P ... .] I 'GAECO
MflE quer fi!'n de benefício fiscal a Grupo Petrópolis· Geral- Centro Oeste Popular - A noticia como você entende - COPo u\ar GK"f1 /16 ~':08-9.:t2

Em cob"eç' ,odioi,' ooe'" a C,,,,oiac,, P"'ópa,;, " baccoe HSBC. CI.61' S",," e 'NG aMam o em,."",o poc,;"a Wa'le' Fac"
e considerado pela Forbas o 11° homem mais rico do paIs. com (anuo;. flstlmada em RS 9,08 bilhões - de ler assumido o <:entrais do
~~:;o .~I~} d~e: d~ G~P l~_=li8'.:===J
rlJpo IlIiUlp" p" li. 0" pOdCO ortodoxos
Dara se apropriar dos empréstimos m!lionârios sem ter que honrar as dividas. O HSBC redama 380 mllhàes de reaiS, o Credll Suisse maiS 90 milhões e o ING outros 50
milhoes Ao Iodo, as dl'Jldas <lo Grupo ImcopCl beirAm RS 1 bllhi'lo - e as empresi'l~ da holding se enconl'81ll em processo de recuper"çM Judlcl.'!l. remedio legal para eVllar

PP
f:W]r1clB no qual as flrm<1s apresenlam proposla para pagar seus débitos
111
Interessante que o Gru~o Imcop;:: te'n ra(llif,cações em paraísos fiscaiS dIversos - f<lla que i11(iUL a suspeição de possível eV8siío de diVisas. Compilem a rede as empresas

AU
lmeapa lnlernal:onal Cayman LTD - sediada no escritÓriO M & C Cor:x}lnle SerJlces Limlled box 309 G1. South Church Street, George Town. Grand C<lyman, Cilyman ISlands-,
ImcopH Food IngrerJients B.V - sediClda em Bruislensingel, 132. 5232 AC·s. Henogenbosch. Holanda -: Imcop<l Holding GMBH. com sede em $chullhof 6/1 Stocl<, iD. Viena.
Àllstrifl -: Imeapa Internallonal SA - com sede em Colônia. 810, OfiCina 403. Monlevld6u, Uruguai - e Imcapa S.A., sediada na ZO"8 Franc<l Zonarllenca. Ruta S..klll 17500.

IR
EdifíCIO 100. Oficina 1í4. também na capital urugu<lia Há (linda a lmcopa E"rope SA, sediada em Genebra. Suiça.

AR
r:.nu'~·'oSO e acossado pelas $uspellas e cobranças, 'Wartl" resolveu - pelo menos nflcmln;ente - abandonar é"I IInco))n Por I1WIO (In notificaçi'io extrajudiCial reglslmdi3 110

'>.":0' \.l ce Registro de Titulas e Documentos de AraucAria sob a chancela 0032582, o GriJpo Petropolls manifestou -a ausêncil:l de Interesse de dar continUidade na
'n,iust,;alizaçilo de sOJa por encomenda 13 licença de uso d8 marcél"" e notificou o Grupo lmcopa que a pa.1ir de 31 de dezemb~o de 2013. ficaria "rescindido e extinto o

L
re<;oec('vo contrato e seus aditivos"

DE

:31 AN
o comentarias


.eja mais ... :46 C
14 E S
Para comentar faça seu & \Qgl.o. ou acesse Vlil In facebook
8 - IN
01 OL

., 1

--
0/2 AR

l. "':@?"f*~$Iç\\r;
9/1 - C

Justiça mantém Gm·erno de MT cria 'Temas ela CaDa são Termo visa melhorras Desemb<lrgador é TJ derruba liminar e 10
võ'lirdade de vídeos de grupo a pedido de complexos e no MerCi'ldo do Porto Impedido de recorrer e mlcro-ônlbus devem
delator da Venlriloquo produtores com bens demandam soluções deve pagar RS 41 4 mil voltar a circular na
: 1 30

bloqueados Jurídicas" sexla-felrrl


Em 8579

Voltar + Geral


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Página 2 de 2
A~~:~I"Re" l' 50;''', CP, d, Assembrei, de,e i"estig" Coeve;"i, ,,' - CeOUo Oeste POP"'" - Anotici' como ",c, ':";~:~,or.o~o=om>:';lR l'''''':~~~

01),'04120151;:16 _ _ _ _ _ _ _ _ _"

Além do "Rei da Soja", CPI da Assembléia deve investigar Cervejaria

P
Petrópolis, outra grande parceira do Governador Pedro Taques

UP
SONEGAÇÃO & INCENTIVO 1 ...1"r~

RA
Esquema manlodo pela mduslria de tJobidas para dnblar o FIscO fo! (/es~eladr; em serie de repol1sgetls do
Cenlro-Oes/e popular e ê investigado pejo Ministério Público Estadual e Policia Fazen(flma: presidente da
Comiss8o Parlamentar de Inquérito. deputado Josô Carfos do Pário garante que vai escafandraf todas as

RI
rlerJlJnr;J<'Is. "dca 8 quem doer"

LA
HaroldO Assunç.fo,
,.. _lUÇÃo

Imcopa e Cervejaria Especial para o Ccntro-Oest(! Popular c Port,11 Brasil Noticia

DE
Petrópolis teriam montado

• "esquema" em MT e PR A Comls8ao Parlamen!m de Inquénto (CPI) Instaurada na Assemb:el<l Legislativa de Mato Grosso par<'! Investigar

-:-,,- renúnCia e sonegação flsca! no Estado vai Ifwesligl'l' dOIs dos ma;ores doadores à campanha eleitoral do

:31 AN
governador Pedm Taques, st;spellos (te montar 50fisticados esquemas pMa sonegAI' v<llares Af,lronómico~

deVidos aos cofres publlcos - os megaempresários Era! Maggl Scheffer, '/ulgo "ReI da SOJa". proprietário do

• :46 C
Grupo Bom Futuro, e Walter F<'!rla, vulgo "Wárti'", dono da Cervejaria PetrópoliS

14 E S
OuasCl cinco milhões de reais é o que o gover.'lador de Mõ'llo Grosso. Jose Pedro Gonçalves Taques (POT)
recebeu em doaç/'ies de campanha do megaemp~esário Era! Maggl. de familiares seus. além ce SOeIOS e p;epostos, ca Cervejaria Petrópolis, foram mais t~ês milhões -
cOl1forme consta na relaç.ão oficiai publicada na página do Tribunal Supenor Eleitoral ('fAvw lse..JI.l.S.Lb.!:)
8 - IN
a P I . já na insülUraçào, traçou por.Jm dos ohjetivos a investigação de sonegi"lçtia por meio de COOpNéHlvas - alvilS natUrAIS, consequf;ntemúnle, seri'io o "'ReI d[i SOla" e sua
01 OL

_>amat.

Alertado pela reportagem do Centm-Oeste Popular para o esquema montado pela Cervejaria Petrópolis para driblar o F,sco por meio de slmulaç:lo de exportações e de
0/2 AR

de'/oluç;'io de matéfla-prima, o presidenle da CPI. deputado José Carlos do Pálio (SO), garantiu que "'todas as denúncias ser!:lo If1'lcsllgad8s. do;) a quem doer".

Conforme noticiou o Cenlro-Oesle Popular na edlç~o 629. q-'P. cilculou aos 26 de llulu:;ro de 2014. o emprc:,árto Eral Maggi SCheffp.r, dono dO Grupo Bom Fuluro e tido como
9/1 - C

liderança do agronegôcio no Estado está sob susperla de engendrar sofisticado esquema para sonegflr tnbutos estaduaiS e federais, além de dnblar leis trabalhlslas e
estabetecer concorrência deSleal em prejuízo do selor produtiVO de Mala Gros.'io. Para t;'lnto. o "Rel da SOJa" teria se utilizado de 'Iara!'!jas' - ou '(estas-de-Ierro-? - :)<lfa a
constituição de uma certa Coopemliva Agroindustrial de Mato Grosso {Cooama!J. a qual seria comandada por ele através de pre;x>stos.
: 1 30

Ja a "engenharia de sonegação" da Cervejaria Petrópolis, loi de;;vendada em sene de õeportagens ceste hebdomadario, publicadas ano passado e q:.Je resullõlram na
Em 8579

• instauração de procedimentos 1.'1Vesllgativos 110 Ministério Público Estadual e Delegacia de PoliCia Fazendaria

RELEMBRE O CASO

ConformE> noticiou com exclUSIVidade o jornal Centro-Oesle Popular nA edição Ile 592, que Circulou ao;; 26 de Janeiro ce 201d, o total de Impostos possivelmente sonegado
11

.,)elas empreSAS Cervejana Pelrôpolis do Centro-Oeste LIda - maior beneflclártl'l de incentIVos fiscais eml\'lato Grosso, deixou de ,ecolher ano passado mais de RS 140 milhões
aos cofres do Estado - e pela Imcopa Import<lção. Exporlação e IndllSlrla de Óleos S.A. entre os anos de 20-10 e 2011 pode belrôr - ISSO se não passa~ - a casa do bilhão
65

As duas empresas leriam organlzadc loda uma engrenagem para driblar o fiSCO COS estados de Mato Grosso e do Paraná, por meio da abertura de diversas ~rmas e filiais cà e

acolá e da comercialização de soja ;mra processame:1!o e:1tre a f81lr1cante CP. Imblcas P. a esmagadora de gr~os O "'pulo do galo"' serIa 8 úventu81 devolução Slr"llul8da da
r: 0

.éfía-prtma - quando na verdade apenas nolas fiscnls vot!ariam de lá p11ra C<i

t:.nlre outros documentos (10S quaIs tivemos acesso estão diversas notas fiScaIS referentes ao envIo de soja pe,a Cer/ejaria Petrópolis de Maio Grosso para a paranae;lse
po

Imcopa - assim como do caminho inverso. a devolução do grão para a origem

Aos 23 de marçc do 2011. por exemplo, a Cervejaria Petrôpolis do Cen'.ro-Oeste LIda fdlal de IliqUlra (MTj _ sed'ac'a à RIJa Ed\lson Pedro Martelo, sno. quadra 09.lole 04. Sél!;:J
sso

03. mesmo ende..-eço de uma filial da esmagadOra de grãos - emitiu a nola fiscal nO 000 004.258. no valor de RS 27.942.05, referente à "'remessa para Industrialização por
encom&nda- de 36,7 loneladas de sOJa em grão, com destino à matriz da Imcopa em Aré!I,c,.3r1a (PR) A nota flsCTlI descrevo ('linda o loc;"!1 de carregamento - "'8rnl.1Zem ImCO))ól
em Diamantino (MT). iI rodOVia MT-Ol0. km 09".
pre

Na via Inversa, aos 19 de 8bril daquele mesmo ano a matrrz da Imcopa 1ll1DOrtação. Exoortação e tndústn" de Óleos LIda emitiu 11 nola fiscal nO 000.023.914. no va!or de RS
10.277.126, 53, relerente <I "relorno de mercadori<l não utitizada no processo de 1r1(~1I51~lallzaçi'lo". de 10.93 1"111' loneladas de SOJa 'Inl1atura , conl destino fi Cervejaria Pelrópohs
Im

S.A., filial de Nova Mutum (MT) - sediada á rodOVia BR-163. li.m 585, mesmo endereço da filiai que a Imeooa mantém naauele mUillcíplO.

Página 1 de 2
GAB/PGt<
Alêm do "ReI ~a Soja", CPI da Assemblêia deve investigar Cervejaria .. I - CentlO Oeste Popular - A noticia como você e PffdeO trcr'tJ~r2 1/12fl-6-2t:2~

"""""0 Q,e a "ja foi ao ""O ","'cio de RS 760 W Io"'ada e··,o""·· ,"",,", RS 940 poc looo'ada - "" em meco, de ,m ., ·to \ F~3i- \
Mais estranho ainda é QUo o municiplO de Araucária está sltu<'Jdo na zona metroDo!ltan<l da capital pamnaense - portanto. a aprOXimadamente 50 quilõmelros CGI -EPôo
Paranagu~ É de se questionar. então, porque a devolução d8 ·commodlly· para Mato Grosso. com os ClIstos de transporte. deterioraçào P. perd3 do produto, sem contar que
~-
ded
aeui não ternos 10gistlGa para a exportaçJIo. R(!fo~çada fica ilSSlI"11 a S,J5pe1ta de quP. somente flS not<lS fiscais vinar11 de voll<"l

P
UP
MPE solicitou cancelamento de beneficio fiscal
113
o Ministerio Público de MAIo Grosso (MPE-MT). repr8sentado pela titular da 1.:1." Promolonn de Justiça Criminal da ComiHca de CUI;)!)a. Anil Cristina Barc,Jsco Sdvll. OfiCIOU no

RA
dia 11 de novembro do ano passado;'lO então Secretário Adlunto da ReG~;iI<l Pública do Estado. Jonil Vilal de Souza, a fim de ··solicltar (\ suspcnsâo do credenclamenlo do
Regime Especial do grupo Cervejari8 PetrópoliS··.

A prom~lom assinalou a eXistência de Procedimento Inveshgmivo Crimlnóll··Que Ilr>ura eventual sonegaç~k fiscal Derpet~ad('l por represenlantes do Grupo Petrópolis, os quais

RI
e::.larlWTl executando esquema C~lmIf10S:"l ,~onsislente n<l devolução s~mu!ada de mõ'llér;a-pnmll. com orig81l1 no ParanA p<'lra o Est<ldo de M;Jlo Grosso·· Lembrou lélmb9m que él

propna Secrd3n8 de Estlldo de r-azendi"l (Seraz) Instaurou orocedlmenlo fiscal para Investlga~ o suposto eSQlJema de sonegaçHo Anõ'l Cnslina Bardt;SCO ressaltou amca que o

LA
GIUpO Petrópolis ··foi auluado por rellerildas Infrações relaCionadas a ausenCla 08 wmprovaçào de e)(portaçao, cujos lançamento:; tributanos correspondAIll él cerca dI') R$ 25
milhões··

DE
'·Conslderando-se os rndidos Criminosos subsl::lnciais que ptlirarn nas operações comercla,s realizadas Dela grupo econômico em 1~1é1. Ou seja. àqueles nos quaiS ja foi

• consliluí(jé) o créó!o tributário e o q'J';' se <;>ncorr!ra ~ob irwE'stigé\ÇãO. ,>olicita. por C8Ut.I?l õ . obJelivando 'l?sguAn1iv a rec"i!~ jnhlrtÁfi:=!. :=! <;lJs(l€~sfio do Rp.gim{~ Especml cnncedido

:31 AN
as empresas do grupo CervejAria Petrópolis-. argumentou a promotora de Jusllça.

• o comentários

:46 C
14 E S


8 - IN
Para coml3ntar faça seu :'1.QgiD. Ou acesse 'lia 11 ~
01 OL

Veja mais ...


0/2 AR

;eti ~
9/1 - C

~ '; ~- .....
: 1 30

• L .. I~"""*;,",;J
Em 8579

Justiça mantem Govemo de MT crta '·Temas dA Copa são Termo visa melhonéls Desembargador é TJ derruba liminar e 10
validade de vídeos de grupo a pOdido de comptexos e no Mercado no Porto Impedido de recorrer e micro-ônibus devem
delator da Ventrilocuo produtores com bens demandam soluções deve pagar RS 41 ..:1. rlul voltar a circular na
bloqueados juddicas·' sexta-feira

• Veja lamtlénl so:Jre ~ SONEGAÇÃO & INCENTIVO


11

Voltar + Geral
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Página 2 de 2
GAB/PGR
Fls. OOOO5 3 .
l GAECO
FIS . 1.9
...!..=-_

Huendel Rolim

P
UP
Ad.ogcde.

Anexo XI - Pagamento efetuado por ERAI MAGGI ao Peticionante


, ,
1 .l 'i

RA
Que em meados de abril de 201 ó o SR. I·:R,\ I

RI
i\L-\GGI efetuou o pagamento de RS l.O()O.()()().OO 01llm milhão de reais), por

LA
detenninaçào do Sr. Pedro Taques ao Peticionante.

DE
• I·~:-;;.;,' '-:11nr f(li n~p'() Cll1 CSI)écic c SClyiu nara abater o

:31 AN
I ,") 1

débito de parte do emprésümo llUC () CO\'crnac1or tem com o Pcricionanre.

• :46 C
14 E S
Que acredita que esse nlor foi retirado por ER.-\
i\L·\GCI de seus recursos próprios, efetuando cmprésr.imo ao
8 - IN
(;0\ ,rnador 'dro
• Taques.
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá·MT . Fone/fax. (65) 3023·7790 . CEP 78032·035

www.hw.adv.br
r
I GAB/P".
FI! 000054
GAECO
.!;S?=-_
. FIS .

\
Huendel Rolim

P
UP
Advogado,

Ancxo XII - Gráfica Print

RA
115
,\ referida gráfica prestou sen-iços para a campanha,

RI
O Peticionante apresentou () dono da gráfica, Sr. Dalmi Defanü, para () emito

LA
candidato Pedro 'faques,

DE

:31 AN
Taques, mais precisamente em sua sacada, no edifício Rh-iern Santa Rosa,

• :46 C
14 E S
() sen-iço foi prestado e declarado, tod",-ia, pelo que
sabe informar, apos () pagalllelllo efcruado pela Cllllpanha, () dinheiro cra
8 - IN

• devolvido pelo empresário a campanha e entra"'l como Caixa 2, pois o candidato


01 OL

Pedro 'T'aques ficou com medn dc declarar a dO:le<lo, já que a gLítlca ,-inh" sendo
0/2 AR

innsügad" por contratos com, \1,,\[']' e C;()\"C1'I10 de ;\IT.


9/1 - C

o dinheiro "dc\"()lvido" era enrreguc pelo empresário


: 1 30

ao::ir. Júlio ~Jodesto, atual Secretário no em-ert10 Pedro Ta'lues,


Em 8579


Esses dauos constanl na planilha cnl anexo.
11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

v Iplranga, 440, BOIrro Goiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032-03

WW'N.hw.adv.br
GAECO

l
[G:AS/h"K
Fls . .5.1
I~ OOO5 5

Huendel Rolim

PP
XIII - Posto Marmeleiro

AU
IR
o referido empresano forneceu combusü'Tl par~1

AR
campanha do GO\"Crnador Pedro Taclucs.

L
DE
Parte do fornecimento foi declarado oficialmenre.


:31 AN
contas do PDT - partido pelo llual () goyernaclor foi eleito " nno sabendo

• I':sse :46 C
informar precisamente esre ,'alm, mas que Júlio i\fodesto sabe () referido ,'alor.

14 E S
"alor nao
8 - IN
Coi adimplido, mas, em 21J15,
• cstranhanlcntc, o atual goycrno assinou contrato dt' Jispcn:-a de Iicitaçào
01 OL

Ulll conl

a referida cmpresa, no valor de RS 41 JIl)il.OIlO,OO (lluarcnta e um milhc)cs de reais),


0/2 AR

confornlC notiCIa na Imprensa


9/1 - C
: 1 30


Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av Ipiranga, 440, Bairro Go)abeiras, Cu)aba-MT - Fone/fox: (65) 3023-7790· CEPo 78032-035

www.hw.adv.br
Governo do~:;stado contrata empresa por R$ 41 milhões para fornecer combustivel- Mato Grosso Mais: Noticias de Cuiabá e Mato Grosso 11/12/1611:58

CONTATO QUEM 50 eRA ECO


Fls..5.2--
Mato~
CUIABÁ, DOMINGO, 11 DE DEZEMBRO DE 2016
I tr'~,\ pW

PP
tirosso~ GABiPGRl
Fls, OOOO5 6. ,

AU
Jornalismo Sério
.-

IR
AR
___ L ..

L
DE
HOME POLÍTICA POLíCIA JUDICIÁRIO CIDADES ESPORTE QUENTINHAS


:31 AN
VARIEDADES Pesquisar ..

• Governo do Estado contrata


:46 C
14 E S
8 - IN
PUBLICIDADE

.empresa por R$ 41 milhões para CLIQUE AQUI


01 OL

E SAIBA MAIS.
fornecer com bustível
0/2 AR
9/1 - C

,,'\.,(·\0
: 1 30


Em 579

A Secretaria de Estado de Gestão de Mato Grosso contratou, o Governo de O Governo de


com dispensa de licitação, alegando contratação emergencial, Mato Grosso vai Mato Grosso uai
18

OUvir com atençaD otJvir com atenção


como prevê a lei de licitações 8666/93, a empresa Manneleiro e responder com e responder com
Auto Posto Ltda. pelo valor de R$ 41 milhões. 1tanliparéncla. transparência.
51

I'DM'A"'tO
~GR0550
06

A informação consta no Diário Oficial do Estado desta terça-


~'eira (26). O contrilto foi assinado pelo secretário de Gestão
~úlio Modesto.
r:

.
po

~,

O contrato prevê o controle de fornecimento de combustíveis


sso

(Gasolina comum; Diesel comum e S10; Etanol comum e Gás DEU NO GLOBO
Veicular), em rede de postos credenciados, com implantação e DOl1os da Cab Cuiabá estão na fila
operação de sistema informatizado e integrado, acessível via
pre

da delaçao premiada da Operação


WEB.
Lava Jato
Im

CONTRATAÇÃO COM DISPENSA DE LICITAÇÃO 007/2015

http://matogrossomals.com.br/2016/01/26/governo-do-estado-contrata-empresa-por-r-41-milhoes-para-fornecer-combustivell Páyina 1 de 6
Governo do'Estado contrata empresa por R$ 41 milhões para fornecer combustivel- Mato Grosso Mais: NOILICul'TSodeNCAlIis'bE ;RISE~T:A'::5(;7t(1nt~'6G"A5E8co i

/1,,'
A Secretaria de Estado de Gestão - SEGES, torna pública a
Contratação, com Dispensa de Licitação, da empresa abaixo
relacionada, nos seguintes termos:
DE CIDADE·
1íR'f

Chefe de Fiscaiizaçao ele Obras


I Fls.
!>3'
I
de Mato Grosso morre no Estado I....-.--d

P
CONTRATANTE: Secretaria de Estado de Gestão -

UP
SEGES
ESTAVA EM CUIABÁ

RA
Deputado nega que eStivesse ern • t··,)
CONTRATADA: Marmeleiro Auto Posto Ltda. Porto Alegre assistindo Grêmio e 1 "" '.J
Atlet'lco t. .1ineiro

RI
PROCESSO N°: 63471(2012

LA
HELENA MARIA
OBJETO: Contrataç'ão Emergencial de empresa Nova desembargadora

DE
especializada na prestação de serviços continuados de empossada do Tribun31 de Justiça
gerenciamento e controle de fornecimento de combustíveis se(á lotada em Câmaras Cíveis

:31 AN
(Gasolina comum; Diesel comum e 510; Etanol comum e Gás
Veicular), em rede de postos credenciados, com implantação e
operação de sistema informatizado e integrado, acessível via

:46 C
PUBLICIDADE
• WEB, e tecnologia de pagamento por meio de cartão micro

14 E S
processado (com chip ou magnético), visando ao
abastecimento de veículos, motores estacionários e Governo de MT - Por Dentr..
8 - IN
embarcações oficiais dos Órgãos/entidades do Poder
.Executivo do Estado de Mato Grosso.
01 OL

FUNDAI\'IENTO: Artigo 24, IV da Lei 8.666/93. a


0/2 AR

VALOR: O valor total do presente contrato é de R$ R$


9/1 - C

41.157.927,49 (quarenta e um milhões, cento e cinqüenta e


sete mil reais, novecentos e vinte e sete reais e quarenta e
: 1 30

nove centavos) .


Em 8579

VIGÊNCIA: O presente terá vigência por 180 (cento e PUBLICIDADE


oitenta) dias, contados de 16.12.2015 a 16.06.2016 .
11

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: UO:l1.101 Projeto:2006


Fonte:l00 Natureza de Despesa:339000 Programa: 036
65

CLIOUEAOUI
E SAIBA MAIS.
r: 0

a-\UTORIZO ~ PRESENTE CONTRATAÇÃO COM DISPENSA


~E LICITAÇAO
po

~ GROSSO
G01IER>OQCE

Ratifico a Contratação com Dispensa de Licitação nos termos MATO


so

dos artigos 24, IV da Lei 8.666/93 e suas alterações.


s
pre

Cuiabá, 16 ele Dezembro de 2015.


Im

JÚLIO CEZAR MODESTO DOS SANTOS


Secretário de Estado ele Gestão

t',:tp:/fmatogrossomais.com,br/2016/01/26/governo-do-estado-contrata-empresa-por-r-41-milhoes-para-fornecer-combustivell Página 2 de 6
M?E investly? posto por contratos de R$ 142 mi nas gestões de Silva I e Taques I FOLHA MAX

CUi3bã 32' 11 de O<>lllmbro dI! 2016, 11:S9

FOLH~AX

PP
M A I S QUE N O T í C I A S. F A TOS.

AU
Opinião Politica Mundo Cidades Economia Esporte Cultura Curiosidades Baladas Polícia

TEMPO REAL Integraçao de ônibus e VLT nAo é ga'anlida

IR
Artigos
119

AR
Política AIA

L
MARMELEIRO NA BOMBA

DE
MPE investiga posto por contratos de R$ 142 mi nas gestões de

• Silval e Taques

:31 AN
MARCELA PRAOO
Você tem sfJde de quê? Alvo central de inqu6rito é dispensa de licilação feita pela Seges

ect
:46 C
RAFAEL COSTA
Da Redação

JOSE VITOR
GARGAGLlONE
14 E S o Ministério Público Estadual (MPE) instaurou nesta semana
inquérito civil para apurar a suspeita de irregularidade em uma
8 - IN
dispensa de licitação feita pelo Governo do Estado para contratar
Não sentei para clJorar

-L1b
pelo valor de R$ 41.151 milhões para rede de combustiveis
01 OL

Marmeleiro Auto Posto LTOA A investigação conduzida pelo


promotor de Justiça Célio F urio tem corno alvo o secretário de
Estado de Gestão, Júlio Modesto. que conduziu a contratação
0/2 AR

milionâria
WANOERSON SIQUEIRA
A segurança publica
o procedimento feito pela Seges serviu para contratar serviços
9/1 - C

de gerenciamento e controle de fornecimento de combustíveis aos


em MT está sem rumo
MAIS ARTIGOS
veiculas e embarcações oficiais dos órgàOs do poder Executivo O
fornecimento de combustivel se daria com gasolina comum, diesel
: 1 30

comum e S 10, etanol COmum e gas veicular.


FOTÓGRAfO A operação de todo o sistema é mformatizado e integrado,
Em 579

~: ESTÚmO
DI~PRIMEmA
acessivel via web, e dispõe de tecnolog:8 par<:! pélgamcnto por meio de cart50 microproceSSéldo. O contrato sem IicitaÇc'1o
QUAllllAOE celebrado no dia 16 de dezembro de 2015 e tinha previsao de durar 180 dias

• ~~~
;!t..
~ Foi encaminhado oficio a Secretária de Estado de Gestão requisitando o encaminhamento da cópia de todo processo de
18

dispensa licitatória n" 007/20í 5, inclusive. o parecer jurídico que embasou a decisão para a dispensa de licilaçao e a decisão
administrativa. O Marmeleiro Auto Posto é um "antigo" fornocedor aos órgãos púbhcoS de Mato Grosso.

~
51

A empresa também foi a principal fornecedora de combustivel ao Governo durar.te a gestão do ex-governador Silval
06

99976.4647 Barbosa (PMOB), que eSla preso no centro de custódia de Cuiabá há mais de 130 dias. Um contrato firmado no final de 2014,


(65J I no apagar das luzes da gestão do ex-governador Silva I Barbosa (PMOS). foi alvo de Procedimento Administrativo Disciplinar
(PAO) instaurado em outubro do ano passada pela Corregedoria Gera! do Estado.
r:

o valor do contrato era de R$ 81,5 milhões e previa o fornecimento dos combustíveis para frotas e maquináflos do
po

Estado pelo período de 12 meses. Ou sro-ja, o posto arrcadaou cerca de RS 142 milhões nas duas gestões.
sso

". ~JF'
pre

Postar um novo comentário


Digite o texto aqUi
Im

htlP:/lwww.folhamax.com.brlpolitica/mpe-investiga-posto-por-contratos-de-r-142-mi-nas-gestoes-de-silval-e-taques,'86868 Página 1 de 4
MPE investiga posto por contratos de R$ 142 mi
"
nas gestões de Silval e Taques I FOLHAMAX 11Jl2/1611:59

BOMBA Nome GAECO


BOMBA FI$, .!:>S
BOMBA

P
Comentarias (12)
PROGRAMA

UP
RESUMO
1.1.'.]'3 w) Ú lijo

RA
qual o nome do fruto do l111'1rmelello, 71'; quem aCC,1õ':H g~nha uma lat<'l de marmel<lda n1<1ITOm gl.-1.cê

Márcio sousa I'::Jlllnta.F0,ro. 2G rje Ma'fI C() 2016, 22h3.i

RI
f<1lla só falar que foi o 511val

LA
DORALlCE I Oumta·Falm, 76 de Ua,o de 20·,6. 21hO::'

Que <!esçu1pa esfarrapada para dlspens~; hG'I;Jç:"io E:;se sislem;;; o Estado ll:'lha dBsde a epor.;! do Geraldo de \/,ilo

DE
ROIIHIID fRANÇA EEQUIPE
AGOOANA
er80 ear.a! 8

:31 AN
A PARTIR ()f: 17 DH'JJJUHRO Calma gale~tI. esse aditiVO fOI só prfl quitar a divida ca ca"TIpanha de 2014 Marmeleiro foi o fornecedor de c:ombuslivel da campanha de
DIARIAMENTE DAS
Pedrinho
20m AS n:oo HOAAS

tAPADA

:46 C
jo!';!;' I Quinla-..eir..l, 213 de MaiC'l du20Hl.18h:'"
• LAPADA
14 E S
Esse governo vai Imn$folmar o que sor)IOV em po. Hehehe Pedro Plnoqulo
LAPADA
salas I Qumt,1-Fr-'fi"l. 26 dQ MaIO d'J 201 Ô. 151110 tó.JHliUO
, .~


8 - IN
AGORA SIM, ESTÃO NA PONTA 00 ICEBERG. VAI A FUNDO, BUSQUEM OS FORNECIMENTOS PARA AS PATRULHAS MECANIZADAS
Ef..·j ANOS ANTERIORES E CONFRONTEM OS RELATàRIOS DE CONSUMOS COM AS NFs EMITIDAS E OS SERVIÇOS REALIZADOS
01 OL

NO PERíODO. AI. .AI. .. AI. SÓ CEGOS NÃO QUEREM ENXERGAREM, PODEM AUMENTAREM AS CELAS NO CGC

Mariazinha I Quinta_Feifa, 76 de Mill,) rJtj :<016. 15h5-S ~ i ài


0/2 AR

13 O

Pedro MARMELADA!!! Lne cal bem!!


9/1 - C

I Olllntil·F<').ra, 26 de Mal~ d(' 2016 15~.29


Cuia bano de Cuiabá
u"líLilo
o nome do posto la diZ tudQ! K~kkkk! ~\ (:,,,a Uf) pau desse povo la é l.amant\a que nem se preocupal11 mais em d!sfélrç?" 'votei
: 1 30

Femallúo I Qu,n:~-F(j,m. 2ij de MM) (\ .. 2~lG, ~5h19


Em 8579

Tem que ser i'lpuradrJ n<1 scclelarlJ dp culLura que o secielar.o tem como flmClonalla fi Sllil 'll,Hir,lSI,l no cargo Je 8sseSSOf8 Mudasse os
baledores. m;JS não os chlcoles


nero I Ouda-F(:llra, 26de Mala dt· 2016. 151"108 i l 14 i ..
11

Não vai dar em nada, Wio dizer depoiS que o do'1o do poslo que era o Secretá;lo de falo. ou que a flteMenle do ;;rotocolo que em. da
organização c~imir:osa. kkkkkk
65

Joào Carlos I aUlma-FI."m 2G dfo! MillQ 00 201('.131>58


.... " I ~ ,


E bem Mato GõOs~o. "ESTADO DE TRANSFORMAÇÃO" e que bela !m!lslmmaç,)o Se:lI~or Governõ'lrlnrl
r: 0
po

o MP lem que apu:ar também nepotismD realiz3do pelo SecretárlfJ AdJ\lnt() de P(l.lrilllónio. que nomeou o limão.

o comentârios CI:J:s:-;ili'~'·H por M~i6 i'lnligos


sso

Adicionar um comen1ário ..
pre
Im

http://www.folhamax.com.br{politica/mpe-inves!iga~posto~por-contratos-de-r-142-mi-nas-gestoes-de-silval-e-taqueS{86868 Página 2 de 4
GAECO
Fls, -%

Huendel Rolim

PP
AU
IR
XIV - POSSE DO GOVERNADOR PEDRO TAQUES

AR
,\ cmprc", elo Pcricionanle, BUFFI,:,'r 1,1':11.,\

L
DE
i\L\LOUF, foi re,pon,á\TI pela festa ele posse elo C;O\Trnaelor Pedro TaLJue"


:31 AN
• cerca de 2,500 pcssoa"

:46 C
Clll sua residéncü-l, solicitou ;H) Pcticiol1tlt1fC ljuc rc::üi%a::,~l'

14 E S
() cn.:l1to de posse pata


8 - IN
() I'cricionante afirmou LJue essa LJuanticlade de
01 OL

pessoa" gera na uma de,pe,a ele RS (,SO,OOO,(lI) (,eiscentos e cincllll'nra mil),


0/2 AR

ficanclo a empresa do l'eticionante re,p'"1sú\'C1 pelo pagamento de cmpre:;a:;


9/1 - C

rcrcciri:t:adas, tais C01110: decoradores, ccrinl0flial, garçons etc.


" '
: 1 30

() )2:o"ernaclor teria incumbido a Paul TaLJue:; )


Em 8579

referido paganlcnto, ll1as até a presente data () rncsnlO nào foi cferi\"ado .


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av, Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.odv.br
... _ _.. _ - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

ê IFI.. :~;;:~1 GAECO


S'y.
Fls.-=,--_

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO


GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

P
UP
'" ,.., ')
1 . . . 1.....

RA
DELIBERAÇAo MINISTERIAL

RI
Trata~se do PRO 5044, a'lui instaurado a partir de petição

LA
do Sr. Alan Ayoub Malouf, por meio do 'lual manifestou interesse em firmar colaboração

DE
premiada com este Ministério Público no âmbito da Operação Rêmora.

:31 AN
Lavrado termo de confidencialidade em 05.12.2016 (fls.

:46 C
• 03), verifica~se que em 12.12.2016 o peticionante, por meio de seu Advogado, protocolizou neste
14 E S
Grupo Especializado os anexos informados na petiçào inaugural.


8 - IN
01 OL

Pois bem. Da análise da documentaçào apresentada na data


de ontem verifica~se que toda ela, com exceção do item VIII, nào cabe à análise deste Ministério
0/2 AR

Público, por'luanto cita pessoas com prerrogativa de foro perante o SI], registrando neste
9/1 - C

momento que o teor dos anexos será encaminhado na sequência ao Procurador Geral da
República para análise e deliberação.
: 1 30
Em 8579

Em relação ao item VIII, alguns registros merecem


apontamentos .
11

J~ fato 'lue a Operação Rêmora, operacionalizada por este


65

Grupo Especializado, já conta com duas fases e, além do processo principal, conta também com
r: 0

• P1C complementar, sendo 'lue tais registros apenas servem para indicação de que este corpo
ministerial detém amplo conhecimento dos elementos de prova já produzidos, sendo que se
po

mostra cabível neste momento a análise do relatado no anexo VIII levando~se em consideração a
sso

pertinência temática do histórico do anexo.


pre

Acerca da referida Operaçào Rêmora, o cidadào Alan


Im

Ayoub Malouf assim declara:

exo VII- Operação Rêmora


_-4L-~----~ /
\
ê bG~:;;;; I.
GAECO
fls .68

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO


GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra O Crime Organizado

P
o Peticionante, informa que captou a titulo de doação de campanha do Sr. Giovani Guizardi, a
123

UP
importância de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), em espécie, valor este não contabilizado no caixa

RA
oficial da campanha, tendo o atual Governador plena ciência dos fatos.
Que por volta de junho ou julho de 2015, o Peticionante recebeu o Sr. Giovani Guizardi em seu

RI
escritório, e o mesmo pediu ao peticionante para ser apresentado ao secretário Permínio, tendo em vista
que tinha interesse em prestar serviços para aquela pasta. O Peticionante agendou uma reunião em seu

LA
escritório para apresentar o Sr. Giovani Guizardi ao então secretário Penminio.

DE
O encontro ocorreu, tendo as partes sido apresentadas.
Após a apresentação, o Sr. Giovani Guizardi passou a tratar de seus interesses diretamente com o

:31 AN
referido secretário, sem qualquer participação do peticionante. Um tempo depois, o Sr. Giovani Guizardi


procurou novamente o peticionante e o infonmou sobre a possibilidade do mesmo receber ao menos

:46 C
uma parte do que havia emprestado a Pedro Taques para sua eleição.

14 E S
Inicialmente o Peticionante não aceitou aderir ao plano de Giovane Guizardi. Que após a insistência de
Giovane optou por aceitou apenas receber alguns valores de Giovane, mas não sabia como funcionava


8 - IN
a questão operacional, pois isto foi arquitetado por Giovane, sendo que o Peticionante nunca participou
01 OL

de reuniões com qualquer empreiteiro para tratar sobre o tema, tampouco sabia sobre como era feita a
0/2 AR

divisão - por percentual - para cada suposto beneficiário, não tendo igualmente, comparecido a SEDue
para tratar do tema.
9/1 - C

Ressalta aqui, que Giovane apenas lhe entregava os valores, sem ter conhecimento de quem os valores
eram obtidos.
: 1 30

Afirma que o Secretário Perminio foi indicação pessoal do Deputado Federal Nilson Leitão.
O Deputado Estadual Guilherme Maluf tinha ciência dos fatos.
Em 8579

O Peücionante recebeu de Giovane Guizardi aproximadamente R$ 260.000,00 (duzentos e sessenta mil

• reais), oriundos dos fatos apurados na Operação Rêmora."


11

o que se ext.rai de tal narrativa é que a mesma apresent.a


65

diversas omissões propositais (reserva mental) e contradições, sendo que tal afirmação se baseia
r: 0

• em inúmeras provas colhidas tanto na fase investigativa quanto na fase processual. Podemos
po

citar, apenas a título de exemplo, o fato de que o pretenso colaborador omite propositadamente
ter conhecimento acerca da forma com a qual o operador Giovani Guizardi tratava da questão de
sso

arrecadação e distribuição da propina, sendo que segundo visão ministerial tal atuação do
pre

operador financeiro do esquema criminoso era tanto do conhecimento do pretenso colaborador,


além do mesmo ter efetivo poder decisório sobre a forma de recolhimento da propina e divisào
Im

dos valores arrecadados pela quadrilha, sendo que em relação a tais fi o odemos registrar que
as reuniões onde Giovani Guizardi entregava parte do valor a/recada lor da
r
ê
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO
CABíPGR1.
'''63 I
GAECO
Fl32~~

GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra O Crime Organizado


124

P
UP
propina) ao pretenso colaborador ocorria na sede de sua empresa (Buffet Leila Malou!), sendo
que segundo prova até então produzida o pretenso colaborador cuidava também da entrega de

RA
25% do valor que lhe era entregue por Giovani a um personagem ligado familiarmente ao
pretenso colaborador com foro no Tribunal de Justiça deste Estado.

RI
LA
Nota-se que do histórico delineado no Anexo VIII fica claro

DE
que o pretenso colaborador pretende criar a falsa ideia de que teria atuado tão somente em ação
de caixa 2 de campanha eleitoral, sendo que a prova completa dos autos é num único sentido,

:31 AN
qual seja, de que O pretenso colaborador Alan A )'oub Malouf tinha pleno conhecimento da

:46 C
• atividade criminosa operada por Giovani Guizardi e outros agentes criminosos e tinha também

14 E S
total poder de mando e controle de ação do grupo que atacou os cofres públicos da SEDUC,
agindo, assim (base em prova já produzida), no topo da cadeia de comando da organização
8 - IN

• crumnosa.
01 OL
0/2 AR

o comportamento do pretenso colaborador denota


9/1 - C

inteligência voltada à tentativa de controle da atuação ministerial, tentando direcioná-Ia no


sentido de total contrariedade da prova obtida mediante árdua atividade investigativa.
: 1 30

o
Em 8579

instituto da colaboração premiada pressupõe entre


outros elementos a total garantia de que aquele que pretende colaborar atue num único sentido,
• qual seja, a de facultar ao Estado a eficácia na busca da verdade real, sendo que o comportamento
11

do pretenso colaborador, no que tange ao Anexo VIII demonstra exatamente o contrário, ou seja,
65

ao que parece o mesmo pressupõe que a simples manifestação de interesse em colaborar seja


r: 0

elemento único para buscar eventual aproximação com os órgãos de controle e respectivos
benefícios.
po
sso

Assim, e considerando-se toda a formalidade do PRO 5044,


considerando-se que já houve a apresentação dos anexos na forma solicitada pelo ilustre
pre

causídico e considerando-se que o único anexo passível de análise por parte deste grupo seja o
Im

anexo vm, DELIBERAM os Promotores de Justiça abaixo, no sentid


remetidos imediatamente ao Procurador Geral da República para a
ê ~GA!G::;;
GAECO
fls 6iJ
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra O Crime Organizado

P
UP
acerca do relatado, registrando de forma precisa que, por ora, a base do relato contido no anexo
VIII demonstra omissão, contradição e tentativa de atrapalhar a atividade investigativa na citada

RA
Operação Rêmora, em trâmite na Justiça Estadual de Mato Grosso.

RI
Intime-se o causídico pessoalmente.

LA
DE
Determino, outrossim, permaneça cópia integral dos
presentes autos junto a este grupo para arquivo em pasta própria com o sigilo decret"do .

:31 AN
• :46 C
Cumpra-se.

14 E S


8 - IN
Cuiabá, 13 de dezembro de 2016 .
01 OL
0/2 AR
9/1 - C

SAM
: 1 30

----"PTO·motor de Justiça
GAECO
Em 8579


11

OURCES~,
65


r: 0
po
sso
pre
Im
,
• i\'
Im
pre
sso
po
r: 0
65
11
Em 8579
: 1 30
9/1 - C
0/2 AR
01 OL

8 - IN
14 E S
:46 C
:31 AN
DE
LAR
IR
AU
PP
126
C:~BI h~.{
LO OOo65::J
l

-
.
6
GAB/PGRl- '
Fls. 000066 ~OPIA
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

UP
Cuiabá, 16 de dezembro de 2016.

RA
Oficio nO 1129j2016-Coord. l;~ 7

RI
LA
DE
:31 AN
Excelentíssimo Senhor Procurador-Geral da República:

• :46 C
14 E S
Ao tempo em que o cumprimento sirvo-me do presente
para, em complemento ao Oficio nO 1119j2016-Coord, encaminhar-lhe petição de Alan Ayoub


8 - IN
Malouf contendo o "Anexo vx" .
01 OL

Sendo só para o momento,/:~~.9los votos de elevada


0/2 AR

/ /
9/1 - C

,/
I SAM
: 1 30

I Pro tordeJustiça
GAECO
Em 8579

..
11
65

• - .---. -------
r: 0

:,,:---~~..- .
ANTÓNIO SÉRGIO CORDEIRO P~E
po

Promotor de Justiça
Coordenador do NACO
sso
pre

AO EXMO. SR. DR.


Im

RODRIGO TANOT
DD. PROCURADOR GERAL DA REPÚBUCA
PROCURADORIA GERAL DA REPÚBUCA
SAF SUL, QUADRA 4, CONJUNTO C, CEP 70050-900
BRASÍUAjDF
-GAB i PGR·l
Fls. 000067'
f _ _ =l

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO . ...

PP
, ":"')

GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado L.O


Cuiabá, 16 de dezembro de 2016.

AU
IR
Oficio n° 1129/2016-Coord.

L AR
DE
:31 AN
Excelentíssimo Senhor Procurador-Geral da República:

• :46 C
14 E S
Ao tempo em que o cumprimento sirvo-me do presente
para, em complemento ao Ofício n° 1119/2016-Coord, encaminhar-lhe petiçào de Alan A )'oub
8 - IN

• 1\1alouf contendo o HAnexo vx" .


01 OL

Sendo só para o Inomento, renovo os votos de elevada

. " II~ /'\


0/2 AR

esl1ma e distlntLnslderação.

_~:.=RO _JJJ
9/1 - C
: 1 30

.//.~.,
Prom.otor.. justiça \~~r de justiça
Coo/'; .~ Bor o GAEdO
Em 8579

GAECO


11

CARJ,oslf fiE DOS SANTOS


P
\
65

G /


r: 0

(
po

ANTONIO SÉRGIO CORDEIRO PIEDADE


Promotor de justiça
Coordenador do NACO
sso
pre

AO EXMO. SR. DR.


Im

RODRIGO JANOT
DD. PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA
PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA
SAF SUL, QUADRA 4, CONJUNTO C, CEP 70050-900
BRASÍLIA/DF
~401 ~ ~lr1 :t.i~'~"'i' ..Y,I.(. - ~""I.;"ilr;t.r.:. e"f'r .' I, I<'''r ~il '1, e-·~r
"::t:; 7Á:fIMI~!ll')'- j'Voat '~I' .{:~!l>:~.,,~:y"'~
., .
GAB/PGRl
FI! 000[:68:

Huendel Rolim

P
UP
Advogado.

EXCELENTÍSSIMO PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA, l:~ 9

RA
RODRIGO JANOT,

RI
LA
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR

ALAN AYOUB MALOUF, já llualificado n",


9/1 - C

autos em epígrafe, repre,entado por seu ackngado, telluetTt a juntada dc um


anexo complementar, o fazendo ncst~ oportunidade, diretamente a Vossa
: 1 30

Excelência, face a grayidadc e peculiaridade do ca", .


Em 8579


11
65


r: 0
po

~A
J ~ . .J..2. ,éC,) ~
sso

, .J4J.aJ~.
f?!>

Ufir
pre

ALAN j.~OUB MALOUF


Im
1
, ,

I Fls
GAS,POR
000069 .
.. . :J

Huendel Rolim

P
UP
Anexo VX - Caso Fabio Galindo
130

RA
o Sr. l;abio Galinuo foi inuicauo pelo Peticionante no Sr.

RI
Pedro Taques para compor o Sraff do GO\TrnO, jU1lTO n Secretaria ue Segurança do

LA
Esudo.

DE
l;abi" foi nomeado incialmente como Sec. .\djunto,

:31 AN
sendo (Iue no ano de 2015, assumiu a titulariuade da pastn, até a decisào do S'J'1'

:46 C
• yedando aos Promotores de Justiça a possibilidade de se afastar do cargo de Promotor

14 E S
para assumir funçàojunto no poder executiyo .


8 - IN

. \p"" sua saída do gO\'CtnO, quanuo soube de operaçóes


01 OL

policiais que poderiam en"oh-er o nome do Peticionnnte, procurou o mesmo pnra


0/2 AR

oferecer o que chamou de "b/illrl«~eJll'·.


9/1 - C

() Petiónnanrc ~e recorda que Ulll do!" encontro~ ocorreu


: 1 30

na chácarn de um parente UO SI'. l'abin.


Em 8579

i'\a oportunidade, Fabio afirmou ao Peticionnntc que eles


• preciSaValTI tTIontar un1a c:-;rratégia para blindar () Pct.icionante de c\Tntuais acusaç:ôcs
11

criminais, que proteçito junto ao C.\I·:CO/i\lT, ao Judiciário. bem como ~l imprcnsn.


65


inclusi\"e com a rcatiyado de umn emissora ue rC!c"iS<lo dn fnmília do Sr. 1;ábio .
r: 0
po

Segundo Fabio, ele e muito próximo/íntimo do


Coordenador do Caeco, i-larco j\urdio, bem como ual uíza da Sétima Vara, Selma
sso

. Arruda, c conseguiria dar c:->sa blinclagC1l1 :lO Pctlcionanrc c ou[r()~ cnlprc~ário::;, para
pre

yuc operaçôcs nào \-iCSSC1l1 a ser dctlagnllbs l' prisúcs 11ào YICSSCnl a ocorrer.
Im

l)issc ao Pctióonantc L}lIC estaria prestes

mas antes disso prCciS:1Yíl ter Ull1:1 garantia financeira para deixar o car
, ,

\-0'"' ri,. \
Fls. 000070
::J

Huendel Rolim

P
UP
inicialtnentc prestaria o SClTiço tllCSll10 estando no cargo de
l Pr01TIotOf , pois tinha . ~1
1,)

RA
uma parceria bem encaminhada (om um advogado em BmsíLia, sendo lIDe apenas
ficaria restrito a assinar cycn tuais pcriç(':)cs.

RI
LA
Por fim, cobrou cerca de RS 3.ilOll.(jf)(),OIJ (três miIhóes

DE
ele reais) para "proteger" e nào deixar meia acontecer ao Pcricionamc e a outro

:31 AN
empresário, amigo elo Pcticionante, quc será arrolado como testemunha para


corroborar os fatos narracl'Js, pois () sCIyiço também foi ofereci ) a ele .

:46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im
PP
OF/PRlMT/3° NCC/N.o :;'332,/2016.

AU
PR-MT®;)~!l~51 ro\G

IR
Cuiabá-MT, 19 de dezembro de 2016.

AR
Ao Excelentíssimo Senhor

L
Dr. Rodrigo Janot Monteiro de Barros

DE
Procurador-Geral da República

:31 AN
SAF Sul Quadra 4 Conjunto C
BrasílialDF - CEP 70050-900

• :46 C
14 E S
Ref. Encaminha envelope confidencial (PR-MT -00035010/2016)


8 - IN
01 OL

Exmo. Procurador-Geral da República,


0/2 AR
9/1 - C

Ao tempo em que o cumprimento, encaminho em anexo 01


(um) envelope pardo, lacrado e com a simbologia do Ministério Público do Estado
: 1 30

de Mato Grosso - Procuradoria Geral de Justiça (PGJ - MOD. 0004), cujo


Em 8579

encaminhamento se dá pelo ofício n. 1129/2016/COORD., datado em 16/12/2016,


• assinado pelos Promotores de Justiça Marco Aurélio de Castro, Samuel Frungilo,
11

Carlos Roberto Zarour Cesar, Marcos Bulhões dos Santos e Antõnio Sérgio
65


Cordeiro Piedade, recebido na sede da PR/MT, em mãos por esta subscrevente, na
r: 0

data de 19/12/2016, às 15horas (PR-MT-00035010/2016), para conhecimento.


po

Ao ensejo, renovamos a Vossa Excelência protestos de


so

elevada estima e distinta consideração.


s
pre

0~~
Im

Vanessa Cristhina Marconi Zago Ribeiro Scarmagnani


Procuradora da República

Av. Estevão de Mendonça, 830, Edifício "Grecn Tower"; Quilombo, Cuiabá/MT, CEP: 78.043-705
Telefone: (65) 6312·5000 - F.x: (65) 3612·5005
r f·' ..
ÃS/PGK --

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL


PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO
tFls·O ooo72 f: .
_

PP
OF/PR!MT/3° NCC/N.o 5761/2016. 133

AU
PR-MT-0003476212016

IR
ENV/PR-MT -00007367/2016
Cuiabá-MT, 15 de dezembro de 2016.

AR
Ao Excelentíssimo Senhor

L
Dr. Rodrigo Janot Monteiro de Barros

DE
Procurador-Geral da República

:31 AN
SAF Sul Quadra 4 Conjunto C
BrasílialDF - CEP 70050-900

• :46 C
14 E S
Ref. Encaminha envelope confidencial (PR-MT-00034761/2016)
8 - IN


01 OL

Exmo. Procurador-Geral da República,


0/2 AR
9/1 - C

Ao tempo em que o cumprimento, encaminho em anexo 01

(um) envelope pardo, lacrado e com a simbologia do Ministério Público do Estado


: 1 30

de Mato Grosso - Procuradoria Geral de Justiça (PGJ - MOD. 0005), que fora
Em 579

recebido na sede da PR/MT, em mãos por esta subscrevente, na data de 15/12/2016,


18

• (PR-MT-00034761j2016), para conhecimento.


51

Ao ensejo, renovamos a Vossa Excelência protestos de


06


elevada estima e distinta consideração .
r:
po
sso
pre

Procuradora da República
Im

Av. Estevão de Mendonça, 830, Edifício "Green Towcr", Quilombo, CuiabálMT, CEP: 78.043·705
F,,,
Telefone, (65) 6312-5000 - (65) 3612-5005
PEDRO Pr\ (iL() Dr': MEDEIROS
.I\D'vorA( IA (RIMINAL

PROCURAÇÃO

P
UP
134
OUTORGANTE: Alan Ayoub Malouf, brasileiro, solteiro, empresário, IIlscrito no

RA
CPF/fv1F sob n" 458.825.761-72, portador de Carteira de Identidade
n" 0638939-2, expedida pelo SSP/MT, com endereço Av Antartlca

RI
nr 201, Bairro RibeirJo do Lipa, CEP 78040-500, Cidade C~ddbá.
Estado de Mato Gros,o.

LA
OUTORGADOS: Huendel Rolim Wender, advogado regularmente inscrito na

DE
OAfl/MT sob o [1' MT010858 e Pedro Paulo Guerra De Medeiros,
ildvu[;ddo. ,,,,( "10 na OAB/DF sob o nO 31.036 e sob o nO OAB/GO

:31 AN
1S 1 ~ L

• PODERES:

:46 C
o Outor[',ante confere

14 E S
aos Outorgados os poderes para represel'ta-
lo. os da rlilu:,ul" ot! juditio ct extra, para o foro em geral, conjunto
ou l;,olad<.lmente prJticarem todos os atos necessários ao bom e
fiei c.umprimento do presente nlnndato com a finalidade especial de


8 - IN
o f"zerem perante qualquer instituição Militar ou Civil, COlnis\oes,
01 OL

Deieg,lCia d~ Polícia, qualquer Juizo, Junta Militar, Tnbun,JI ele


Justiça do Estado de Goiás, Superior Tribunal de JustIça. Superior
0/2 AR

Tribunal Militôl e o Supremo Tribunal Federal visando impetl ação


de ações em seu beneficio, ou mesmo promover sua defesa ,~ atos
9/1 - C

de seu interessei bem como todos 0$ atos proces$uJis,


JurisdiCionais ou Judiciais necessários à execução do mandato ora
(lutorgado, inclusive interponclo e oponclo insurgências, origlllaria
: 1 30

ou rccursalmcnte, quando comportáveis, dentre eles requer e obter


ilceS50 a autos que ,10 Outorgante se: refiram, em especial peralltr .)
Em 8579

ProcurJdoria-Gerill da RepLlblica Visando tralar dos termos de


Coiaboração Pn,miada relativas a fato;

• ver,,,) dos/relaCionados/me ncionados/originados nas opHaçbes


11

Rêmora. Sodomo. Grão-Vim deflagradds pelo Ministério Público do


[V1atu Grocso. assin1 como "juizar Reclamação perante o Supremo
65

Tribunal Federei ne hlpotese ClI' negativa de acesso (Enunciado 14


d,·, S,imlJi, VinCulante cio Supremo Tribunal Federal). Outorga ainrl"
r: 0

poderc~ pcH"d opor exceçôes, elllbargos, bem como os rodere"l pêlrd


{) foru t'ltl g~rlJ1, C os especiais do Código de Processo Civil: tr~n . . if~!f-,
po

eJe<:'j'.ltir e ('Ji~lda o de ~ub~tctbelecer.


sso

DATA: (1IIab~.... lV'I.1·\o


, Grc""o. 20 de janeiro UI" 2017.
pre

ASSINATURA:
Im
,,-'CIPA
'0 r ' '>1>
. Fls. 74
:RG~

PP
MINISTÉRIO PúBLICO FEDERAL
Procuradoria-Geral da República .. 'J t"
lJJ

AU
IR
AR
Certidão DCE/SUBGDP/CHEFIAGAB/PGR nO 130/2017

Referência: Oficio n' 1119/20 16-Coord. (PGR-OOOI 0072/2017)

L
Resumo: Proposta dc colaboração premiada formulada por Alan Ayoud Malouf, no âmbito da Opcração Remora.

DE
Em cumprimento ao Despacho n' 00/2017 CHEFIA GAB/PGR, de 4 de janeiro de 2017, à fi. 10, cenifico que

:31 AN
procedi à:

:46 C
• O pesquisa de correlatos no Sistema Único, com os seguintes parâmetros: 1. ; 2.

Resultado da Pesguisa l :
14 E S
8 - IN

• O Com os parâmetros e termos pesquisados foi encontrado o procedimento , localizado


01 OL

no(a) • confonne extrato anexo, ressalvados os cadastrados sob o grau de sigilo


"confidencial".
0/2 AR

o Com os parâmetros e tennos pesquisados não foi encontrado procedimento ou processo cadastrado ou
localizado nesta Procuradoria-Geral da República acerca do objeto do presente expediente.
9/1 - C

O Observação:
: 1 30
Em 579

ij) Autuacão':
do documento em referência como Procedimento Preparatório - PGR - PP-PGR
18

• 1.00.000.001718/2017-14, com 74 folhas, em I volume.


51

O Conversão:
06


Dc:
Para:
r:

mantida a sua numeração originária.


po

ij) Distribuicão:
sso

ao PGR, no Grupo PGR: CriminaI/STF


pre

O Redistribuicão:
da referência para o Grupo
Im

1. O sucesso na localização de processos judiciais na pesquisa de correlatos depende da adequada alimentação dos dados dos autos no
Sistema Único pelo setor competente, sobretudo no que se retere aos campos "resumo", "partes" c "assunto judiciário" dos processos.
2. Após autuação do documento no Sistema Único, eventuais ajustes, espedalmente no que se refere à área de atuação e ao assunto/tema
CNMP do procedimento, caberJo ao setor competente, após análise mais apurada.

\ Certidão DCE. Versão I, de 22/11/2016.

I
o Reativação:
ao PGR, no Grupo

o Juntada:
fisica da referência nos autos do(a)

PP
1.00.000. à fi. _, com abertura do(s) volumes_

AU
o Anexação:
fisica da referência nos autos do(a)

IR
1.00.000. , o qual passa a tramitar junto com o principal como Anexo __, com _ volume(s).

AR
\ti Movimentação:

L
para ASJCRIM/PGR - Assess. Jur. Criminal/PGR

DE
:31 AN

Brasília, 26 de janeiro de 2017.

:46 C
-
- 14 E S
~~
ANGELK§AMP;ao TABAJARA
8 - IN
Técnico Administrativo


01 OL

Divisão de Controle Extrajudicial - DCE


0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 579


18
51
06


r:
po
sso
pre
Im

Certidão DeL Versão I, de 22/11/20'16.


CÓPIA

PP
MINISTÉRlO PúBLICO FEDERAL
Procuradoria-Geral da República

AU
136

IR
OFÍCIO N2. 47/2017/ AS]CRIM/SA]/PGR

AR
Brasília, 21 de fevereiro de 2017.

L
Exma.]uíza de Direito,

DE
:31 AN

Ao tempo em que a cumprimento, informamos que nos dias 09 e 10 de

:46 C
14 E S
março de 2017, o Ministério Público Federal agendou entrevista preliminar com
o investigado Alan Ayub Malouf e seu advogado Huendel Rolim na cidade de


8 - IN
São Paulo/SP.
01 OL

Considerando que o investigado encontra-se com cautelares diversas da pri-


0/2 AR

são decretadas em seu desfavor e fazendo uso de sistema de monitoramento ele-


9/1 - C

trônico, solicitamos a Vossa Excelência autorização para que no período apontado


o investigado possa se deslocar a cidade de São Paulo/SP no interesse do Procedi-
: 1 30

mento Preparatório n° 1.00.000.001718/2017-14.


Em 8579

No anexo seguem os bilhetes eletrônicos do investigado Alan Ayub Malouf e


11

• de seu advogado Huendel Rolim, bem como o comprovante de endereço onde o


65

investigado deverá permanecer para hospedagem.


r: 0

Ao ensejo, renovo a Vossa Excelência protestos de elevada estima e distinta


consideração.
po
sso
pre

Rodrigo Janot Monteiro de Barros


Im

Procurador-Geral da República
A Sua Excelência a Senhora
Selma Rosane Arruda
Juíza de Direito da 7'Vara Criminal da Capital
Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso
Av. Milton Figueiredo Ferreira Mendes, s/n, Centro Político Administrativo
78050-970 - Cuiabá - MT
.--------------------~~~~~~--

i37
""---

Huendel Rolim

PP
Advo~od~.

AU
EXCELENTÍSSIMO PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA,

IR
RODRIGO JANOT,

L AR
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR

ALAN AYOUB MALOUF, já qualificado nos


9/1 - C

autos em epígrafe, representado por seu advogado, requerer a juntada de


aditamento aos anexos já apresentados perante Vossa Excelência .
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro GOIabeiras, Cuiabá·MT· Fone/fax (6513023·7790 - CEpo 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rofun

PP
Advogodo.

AU
Anexo IH - Pagamentos Marqueteiro Antero Paes de Barros: Lia

IR
o Peticionante esclarece que após o ténnino da

AR
campanha restou um saldo a pagar ao marquetciro Antero Paes de Barros de

L
aproximadamente R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) e que o referido valor foi

DE
pago ao marqueteiro por fora, pelo grupo de amigos já citado, sendo que o Sr.

:31 AN
Pedro Taques determinou o pagamento desta forma .

• :46 C
14 E S
A decisào de efetuar o pagamento dessa conta "por
fora" foi compartilhada e autorizada por PEDRO TAQUES. Isso porque o grupo
8 - IN
• de empresários, comentou com O mesmo sobre essa situaçào e o mesmo aflrmou
01 OL

que poderiam conflar no mesmo.


0/2 AR

Então, foi realizada uma reunião da sede da São


9/1 - C

Benedito, onde se encontravam o Sr. MARCELO, ERIVELTON, JULIANO e o


: 1 30

Peticionante, com O marqueteiro para acertar como seria efetuado o pagamento.


Em 579

Após o ajuste com O Sr. Antero, o Peticionante, com


18

a concordância dos demais empresários, efetuou um contrato de


51

empréstimo/mútuo (ainda não quitado) com o Sr. Claudio, sendo que o referido
06

pagamento ao marqueteiro ANTERO se deu com a emissão de cheques do Sr.


• Claudio - o Peticionante apresentará o contrato de mútuo realizado com o
r:
po

mesmo.
sso

Fato importante é que o contrato foi testemunhado


pre

pelo Sr. Júlio Modesto, atual Secretário no Governo Taques e que sabe das
tratativas, já que indicou o amigo para emprestar o dinheiro ao grupo já citado. Ao
Im

buscar a quebra do sigilo ban ário do emitente dos cheques, o caminho do


dinheiro comprovará o alegado.

Av. Iporanga, 440, BOIrra Galabeoras, Cuiaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
- t • •

Huendel Rolim~'

PP
Aóvogaóo,

AU
Antero determinou a retirada dos cheques pelo seu lJ9

IR
filho e pelo gerente de sua empresa junto ao Pcticionante.

AR
Os servIços foram efetivamente prestados pelo Sr.

L
Antero .

DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 579


18
51
06


r:
po
sso
pre
Im

Av. Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.adv.br
..
, ,-,j
:> n
...,~"-;.
\~
Huendel Rolim

PP
Ad"o~odo.

AU
Anexo IV - Pagamentos Agência/Produtora FCS:

IR
o Peticionante esclarece que após o término da

AR
campanha restou um saldo a pagar ao marqueteiro Agência/Produtora FCS de

L
aproximadamente R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) e que o referido valor foi

DE
pago por fora, pelo grupo de amigos já citado.

:31 AN
• :46 C
t\ decisào de efetuar o pagamento dessa conta "por

14 E S
fora" foi compartilhada e autorizada por PEDRO TAQUES. Isso porque o grupo
de empresários, comentou com o mesmo sobre essa situaçào e o mesmo afIrmou
8 - IN
• que poderiam confIar no mesmo.
01 OL
0/2 AR

Então, foi realizada uma reuniào da sede da São


Benedito, onde se encontravam o Sr. MARCELO, ERIVELTON, J ULL'\NO e o
9/1 - C

Peticionante, com o marquetciro para acertar como seria efetuado o pagamento.


: 1 30
Em 579

Após o ajuste com o Sr. Antero, o Peticionante, com


a concordância dos demais empresários efetuou um contrato de


18

empréstimo/mútuo (ainda nào quitado) com o Sr. Claudio, sendo que o referido
51

pagamento ao marqueteiro ANTERO se deu com a emissão de cheques do Sr.


06

Claudio - o Peticionante apresentará o contrato de mútuo realizado com o


• mesmo.
r:
po

Fato importante é que o contrato foi testemunhado


sso

pelo Sr. Julio Modesto, atual Secretário no Governo Taques e que sabe das
pre

tratativas, já que indicou o amigo para emprestar o dinheiro ao grupo já citado.


Ao buscar a quebra do sigilo ba cário do emitente dos cheques, o caminho do
Im

dinheiro comprovará o alegado.

Av Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax· (65) 3023-7790 - CEpo 78032-035

www.hw.adv.br
..
i4J

Huendel Rolim

P
UP
Os cheques foram retirados com o Peticionamc pelo

RA
Sr. Gustavo e seu sócio chamado Muriaci.

RI
LA
Os servIços foram efetivamente prestados pela
empresa FeS .

DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av Iporanga, 440, Baorro GOiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fox (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.odv.br
..
142

Huendel Rolim

PP
AU
Anexo V-Restos a pagar da campanha e pagamentos efetuados no decorrer

IR
da campanha.

AR
Por volta de dezembro de 2014, após a vitória nas

L
DE
eleições, o peticionantc se reuniu na casa do Governador eleito, juntamente com
MARCELO M.t\J~UF, jULIANO BORTOLOTO, FERNANDO MINOSSO,

:31 AN
ERIVELTON GASQUES e JULIO MODESTO. Na referida reunião, foi

• :46 C
esclarecido por JULIO MODESTO a existência de saldo a pagar.

14 E S
JULIO MODESTO participou desta reunião, pois foi
8 - IN
• ele quem efetivamente coordenou a questão financeira e contábil da campanha.
01 OL

Ele foi responsável por cuidar efetivamente da questão financeira da campanha,


0/2 AR

incluindo os pagamentos oficiais e os "por fora". Foi Júlio o responsável pela


9/1 - C

confecção das planilhas que anexam este petitório, bem como a prestação de
contas perante o TRE/MT.
: 1 30
Em 8579

Importante destacar, que JULIO MODESTO foi


convidado pelo Pcticionante para participar da campanha de PEDRO TAQUES,
11

• pois seus investimentos no Rio Grande do Sul nào haviam dado certo, e o mesmo
era amigo do Peticionante .
65


r: 0

JULIO MODESTO, inclusive, recebia os recursos e o


po

efetuava o pagamento de contas da campanha.


so

JULIO MODESTO, inclusive, sabe de mais doações


s
pre

que foram realizadas e que o Peticionante desconhece, como por exemplo, os


casos de doadores do AGRONEGÓCIO, vez que o Peticionante não tinha
Im

acesso a estes doadores, que geralmente tratavam co ERA! MAGGI.


~--

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.odv.br
143

Huendel Rolim

P
UP
Advogado.

Neste momento, o Governador eleito, manifestou

RA
preocupação em quitar o referido saldo pois não queria deixar questionamento

RI
algum acerca do cumprimento das obrigações assumidas junto aos fornecedores

LA
da campanha. Desta fonna, ficou pactuado entre todos na referida reunião, que o

DE
grupo pagaria as despesas de restos a pagar e que tais valores se dariam a titulo de
empréstimo a favor do Candidato eleito, cUJos juros definidos eram de 1,5% a.m .

:31 AN
• :46 C
Além destes valores, ocorreram pagamentos por fora

14 E S
no decorrer da campanha eleitoral. Assim, os valores se aportados pelo grupo de
empresários se confunde um pouco, pelas planilhas apresentadas, mas sedo


8 - IN

explicados pelo Peticionante em seu depoimento.


01 OL
0/2 AR

Ocorre que o aporte por fora em maior quantidade


9/1 - C

ocorreu no final da campanha, mas também ocorreram pagamentos por fora em


seu caminho.
: 1 30
Em 8579

As planilhas que se adunam neste anexo, demonstram


uma espécie de FLUXO DE CAIXA, em períodos distintos, mas que
11

demonstram alguns aportes de dinheiro nào declaradas e saídas também não


declaradas.
65
r: 0

• Ressalta por fim, acreditar que o grupo de


po

empresários já citado pelo Peticionante, composto por MARCELO MALUF,


jULIANO DA TODIMO, ERIVELTO DA CITY LAR, FERNANDO
sso

MINOSSO E AL1\N l\'Ú\LOUF aportou cerca de SETE MILHOES DE REAIS


pre

por fora na campanha ao governo de PEDRO TAQUES.


Im

Os números sào aproximados, porque somente


JULIO MODESTO e que saberá exatamente os que efetivamente

www.hw.adv.br
-, .' ....
144

Huendel Rolim

PP
AU
entraram na campanha, bem como, terá o numero exato de contas que foram

IR
pagas e os fornecedores que nào declararam o referido pagamento "por dentro". I

AR
o PET1CIONANTE aportou por fora ao total,

L
valores aproximados em R$2.500.000,OO (dois milhões e quinhentos mil reais);

DE
:31 AN
Quanto aos demais empresários do grupo, os valores

• :46 C
aportados por fora, constam na planilha que já foi juntada no anexo, já que não

14 E S
sabe informar com exatidào quanto cada um aportou, sendo que as informações
constantes na planilha foram lançadas por JULIO MODESTO, podendo existir
8 - IN
• valores que nào se encontram na planilha e nào é de conhecimento do
01 OL

Peticionante .
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.adv.br
I


-,
,-


...
,
.

Im
pre
sso
po
r: 0
65
11
Em 8579
: 1 30
9/1 - C
0/2 AR
01 OL
8 - IN
14 E S
:46 C
:31 AN
DE
L AR
IR
AU
PP
I
I

145
(/
\&
'-,',V
jy. ,
PP
AU
146

IR
L AR
DE
:31 AN

:46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C

1I_ ~ ,j~.1 ~I~~


. li; ~ ~~;H ~§Hj
: 1 30

ilgl' 11; !Iol "1"1.1 "I-I,


§i ªJ ]'I I~m
Em 579


18

ll1f I~Hj
51
06

• ~~IIIII~jlllll
"
r:
po

1.I,ljlll~111~ l~l
1,111~llil,~iI11 I~ ~I
1 1i1 1~l 1~~Jll
sso

'1]1,
li I' 'I'
lil ~!, ,11
I1
pre

. I I,I
1!li l'
Im

'I' • T +111, <I 1*1 (Itll

~ ~~l~~ ~"I"I"I~" -
C - ~
,'" .' .

147

Huendel Rolim

P
UP
"'d.ogodo,

Anexo VII - Composição de Secretariado

RA
RI
Quando da compoSlçào do secretariado do atual
governo, o peticionante esclarece gue a pedldo do governador eleito Pedro

LA
Tagues, efetuou pagamentos a título de complemento de salário para os

DE
Secretários Paulo Brustolin, gue assumiu a SEFAZ e Júlio Modesto, gue assumiu a

:31 AN
SEGES .

• governo acaso
:46 C
14 E S
Os referidos secretários so assummam as pastas no
tivessem esse complemento salarial. Assim o grupo de


8 - IN
amigos/empresários - Alan Malouf, Marcelo Maluf, Erivelton e Juliano)
01 OL

resolveram ratear essas despesas com a ciência do governador eleito. Nesse


0/2 AR

momento, Fernando Minosso nào participava mais do grupo.


9/1 - C

O Peticionante esclarece ainda, que o valor pago se


: 1 30

deu a título de empréstimo a pedido do governador Pedro Taques.


Em 8579

Para o secretário Paulo Brustolin foi pago a

• importância de R$ 500.000,00 (guinhentos mil reais) a título de luva para assumir


11

o cargo e R$ 80.000,00 (oitenta mil reais) mensais no período de janeiro a


65

dezembro de 2015 .


r: 0

PAULO BRUSTOLIN era


po

executivo um
reconhecido, que trabalhava junto a UNIMED CUIABA, tendo uma renda
sso

mensal de aproximadamente RS 60.000,00 (sessenta mil reais), razão pela qual


só aceitava assumir um cargo no governo se seu salário fosse
pre

complementado, pois do contrário manteria suas atividades na ini ativa


----
Im

privada.
148

Huendel Rolim

PP
AU
Que quando o Grupo decidiu parar de complementar

IR
o salário de BRUSTOLIN, o governador PEDRO TAQUES foi cientificado_
Nesse momento o GOVERNADOR teria dito ao Peticionante que PAULO

AR
TAQUES daria uma solução para o caso.

L
DE
Sabe informar que PAULO BRUSTOLIN teria saído

:31 AN
do governo porque escândalos estariam muito próximos e o mesmo tinha receio

:46 C
• de estar no governo neste momento.

14 E S
J á para o secretárJo Júlio Modesto foi pago a
8 - IN
• unportância de RS 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) mensais, no período de
01 OL

janeiro a dezembro de 2015 a título de complemento salarial.


0/2 AR

Em dezembro de 2015, o Peticionante informou para


9/1 - C

PAULO BRUSTOLIN E JULIO MODESTO, que nào pagariam mais os valores


: 1 30

a título de complemento de salário, eis que até aquele momento não havia
Em 8579

recebido os valores aportados na campanha a título de empréstimo .

• De igual modo, o peUclOnante in formou ao então


11

governador Pedro Taques, que o grupo não mais pagaria os valores para os
65

referidos secretários a título de complemento de salário .


r: 0

O governador concordou, e afirmou ao Pcticionante


po

que iria encontrar uma solução para o problema junto a PAULO TAQUES.
sso

Que tem a certeza que JULIO ainda está no governo


pre

porque sabe muito, já que foi o coraçào financeiro da campanha, po' do contrário
Im

já teria sido desligado da gestão.


Huendel Rolim

PP
Ad.opado.

AU
Anexo VIII - Operação Rêmora

IR
No que tange a operação RÊMORA, o l)eticionantc

AR
faz questào de juntar os depoimentos prestados junto ao GAECO/MT, onde

L
especificou melhor o que ocorreu.

DE
:31 AN
Destaca ainda, que algumas perguntas não foram

• respondidas naquela oportunidade, pois não tinha ligação com o fato apurado

:46 C
14 E S
naquela investigação, como por exemplo o valor captado "por fora".


8 - IN
Tendo em vista que o referido depoimento dei:wu
01 OL

algumas lacunas, que serão expostas em novo depoimento perante a PGR, o


0/2 AR

Peticionante esclarece de imediato alguns pontos que sào importantes para fazer

constar nos anexos.


9/1 - C

O primeiro deles, é que causou estranheza uma nota


: 1 30

emitida pelo GOVERl'lO de MA TO GROSSO, quando da matéria exibida no


Em 579

JORNAL "lACIONAL sobre seu depoimento, vejamos a natal


18

DE IMPRENS.o\
51

NOTA

~-\cerca do depoimento do investigado na Operação Rêmora, Alan ivlalouf, ao G.r\ECO


06


(Grupo de _Atuação Especial de Combate ao Crime Organi:zado) e NACO (Núcleo de. Ações
de Competências Originárias) do Ministério Público de l\,fato Grosso, no ültimo dia 16, e
r:

divulgado ã imprensa nesta segunda-feira (19.12), o Governo de 'Mato Grosw vem a público
esclarecer o que segue:
po

01) O governador Pedro Taques e o secretário da Casa Civil, Paulo Taques, negam
sso

enfarlomentc as afinnaçôes levianas e absurdas do investigado ..r\.lan ;\hlouf sobre a


fantasiosa existência de valores nào contabilizados (o chamado "caixa dois") na campanha
de 2014, e re.iteram que todas as movimentações financeiras do referido pleito eleitoral
pre

encontram-se devidamente registradas na Prestação ele Comas do PDT, partido pelo qual
Pedro Taques disputou àquelas eleições - inclusive as despesas (linda nào pagas - se do que
(I prestação de contas da campanha foi aprovada sem ressalvas pcb Justiça. leitoral.
Im

1 http:// . .vv.!w.olhardireto.com.brj jurídico j noticias / exibir .asp?id =3 504 9&'::;no~·~~~::;;:;;lo~


da_remora_sobre_guizardi_e_cita_caixa_2_govcrno_nega
Huendel Rolim

PP
Advogado.

AU
02) O g0\7ernador e o secretário afirmam, ainda, que ..r\lan i\hlouf jamais exerceu qualquer
cargo ou delegação na arrecadaçào de fundos eleitorais, e que todas as doações, de pessoas

IR
físicas ou jurídicas (na época, pennitidas) foram dc",.darncntc registradas. Portanto, caso haja
qualquer valor que evenlualmenre tenha sido movimento pelo investigado e que não esteja
contabilizado, não foi utilizado na camp"nha, cabendo apenas e tão somente ao investigado

AR
esclarecer ongcm c destino dos valores por ele mencionados.

L
03) O governador e o secretário classificam as declarações do investigando como uma

DE
tentativa sórdida c mentirosa de envolvê-los em ações criminosas das quais jamais tiveram
conhecimento, tampouco delas deram ordem ou participaram. Lamentam, ainda, que o
investigado tente envolvê-los nos atos ilegais, contrariando todos os demais depoimentos já

:31 AN
prestados nessa investigação - com o claro propósito de dcs,,;ar o foco das acusações que
pesam contra si _, e infonnam que constituirão advogados para atuar no processo judicial e

• garantir que a verdade prevaleça. E a verdade é uma só: Pedro Taques tem uma ,,--ida de luta

especialmente

:46 C
contra a corrupção e os corruptos, já tento enfrentado e desmantelado inúmeras quadrilhas

14 E S
que ag1am no Estado e no país, (' JamaIS compacruana com qualquer ato ilegal,
rclacion::ldo ::l desvios de recursos públicos.


8 - IN
04) Por fim, o Governo do Estado esclarece que, embora o investigado tenha
mantido relacionamento social com Pedro Taques, suas empres::ls jamais venceram
01 OL

qualquer licitação ou contrato na administração estadual a partir de 01 de janeiro de 2015,


uma vez que o governador, por estrita obediência às leis, nunca interferiu c iarnais interferirá
em qualquer processo de aquisição ou licitação no âmbito do Governo do Estado ou em
0/2 AR

qualquer outro Governo.


9/1 - C

Cuiabá-lvIT, 19 de dezembro de 2016.

GCO\·f - Gabinete de Comunicaçào do Governo de ~hto Grosso


: 1 30
Em 8579

Essa afumação não procede e o Peticionante a


provara com fotos e testemunhas, que poderão ser ouvidas onde se demonstrará
11

que o Sr. PEDRO TAQUES frequentava diariamente a casa do


65

PETICIONANTE, mantendo uma relação de amizade estreita, sendo que o Sr.


PEDRO Ti\QUES chegou dormir em sua residência em duas oportunidades no
r: 0

decorrer do ano de 2015.


po

Confonnc mencionado em seu depoimento, quem foi


so

responsável pela indicação de PERIMINIO não foi ALAN, mas sim NILSON
s
pre

LEITÃO, até porque, o Peticionante sequer o conhecia.


Im

Segundo GIOVANE GUIZARDI, quem nlClOU


todo o esquema na SEDUC foi NILSON, PERMINIO e FRIGERT.

Av Iplranga, 440, Bairra GOIabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.odv.br
/\:r~
--Jl-- 151

Huendel Rolim

PP
Ad.ogcdo.

AU
Quando o Peticionante foi procurado por

(7

IR
GUIZi\RDI, o mesmo afirmou que '\ó o Peliúonanle nào e.rla/Ja reatperando o dinheiro

AR
inveJtido na campanha, poir Nilson e Perminio esta/!am mm esquema la dentro para .,aldar
........ .'

dívidaJ de campanha de NILSON e ainda retirar um memalporfora'~

L
DE
Isso ocorreu quando GIOVANE pediu que o

:31 AN
Peticionante apresentasse PERMINIO ao mesmo, para participar de obras .

• Em

:46 C
14 E S
complemento, GIOVANE
NILSON, PERj\lINIO e FRIGERI estariam recebendo valores de um
8 - IN teria dito que

• empresário chamado SGUAREZI, que tinha contratos com a SEDUC desde o


01 OL

tempo da gestão SILVAL BARBOSA.


0/2 AR

Assim quando G I OV ANE entrou para operar o


9/1 - C

"esquema", tudo já estava andando, sendo que apenas foram substituídas algumas
: 1 30

"peças", especialmente, FRIGERI por GIOVANE.


Em 579

Informa ainda que em determinado momento chegou


18

a se reuniào com PERMINIO e JULIO MODESTO, para apresenta-los uma


51

empresa de São Paulo de SOFl\1(Ij\RE de gestão em Educaçào. A reunião


06

aconteceu na empresa do Peticionante, mas a empresa nào chegou a participar de


• qualquer licitaçào no estado. Ressalta-se e ainda que a referida empresa não foi
r:
po

doadora.
sso

Reitera que também apresentou o diretor desta


pre

empresa que no momento nào se recorda o nome ao Sr. BRUSTOLIN, as da


mesma forma o estado nào se interessou pelos serviços apresentados.
Im
,
132

COPIA. ~

t2 "• ,
>..-' ......

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTAD o DE MATO GROSSO


" 'Jf!}
- ' "

PP
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE CoMPETÊNClA ORIGINÁRIA
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

AU
TERMO DE QUALIFICAÇÃO, VIDA PREG RESSA E INTERROGATÓRIO

IR
AR
Aos dezesseis (16) dias do mês de dezem bro (12) do ano de dois mil e

L
dezesseis (2016), nesta cidade de Cuiabá/M T, na sede do Grupo de Atuação

DE
Especial contra o Crime Organizado - GAECO , onde presente se encontravam

:31 AN
o Dr. Antonio Sergio Cordeiro Piedade, Coo rdenador do NACO, o Dr. Marco

:46 C
• Aurélio de Castro, Coordenador do GAECO e os Promotores de Justiça, Dr.

14 E S
Carlos Roberto Zarour Cesar e Dr. Samuel Fr ungilo, compareceu o investigado
abaixo qualificado:


8 - IN
01 OL

Qual o seu nome? ALAN AV OUB MALOUF


0/2 AR

Vulgo? NÃO
9/1 - C

Documento de Identidade? 638939 SSP/MT


CPF? 458.825 .761-72
: 1 30

Naturalidade? CUIABÁ/ MT
Em 8579

Data de Nascimento? 28.10.19 70

• Idade? 46 ANOS
11

Sabe ler e escrever? SIM


IGrau de escolaridade?
65

SUPERIO R COMPLETO - FINANÇAS

• Teve tutores? NÃO


r: 0

Vivem em sua companhia? PREjUDI CADO


po

Estado civil? CASADO


so

É harmônica a vida conjugal? SIM


s

Tem filhos? SIM


pre

Quantos? UM
Im

Onde e como vivem? COM OS PAIS


Filiação? KHALlL MIKHAIL

,-;::,F,":,lj :-"':"~;~-~.~~ri~~~:·'-,:.~~~ .-4,.. •• ;,:., ... u';"";: .~. ":'::;.> ," ".. ,

.----
,
COPIA
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

PP
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado 1:)3

AU
Residência? RODOVIA ELDER CANDIA N° 2044,

IR
BAIRRO RIBEIRÃO DO LlPA,

AR
CUIABÁ/MT

L
Telefone(s)? (65) 3624-9711

DE
Imóvel próprio / alugado? PRÓPRIO

:31 AN
Trata-se de habitação coletiva? NÃO
• Qual seu meio de vida/profissão? EMPRESÁRIO

:46 C
14 E S
Onde exerce sua atividade? BUFETT LEILA MALOUF - CUIABÁ-MT
Qual seu salário atual? R$ 40.000,00 (quarenta mil reais)


8 - IN
Possui outras fontes de rendas? ALUGUÉIS E DIVIDENDOS DE
01 OL

EMPRESAS
0/2 AR

É arrimo de família ou socorre SIM


alguém?
9/1 - C

Possui bens imóveis? CASA, TERRENOS, APARTAMENTOS E


: 1 30

EMPRESAS
Em 579

Possui depósitos bancários? NÃO

• Qual sua religião? CATÓLICO


18

Vícios que possui? NÃO


51

Já foi indiciado? Qual o crime? NÃO


06


Já foi processado? Foi condenado? NÃO
r:

Qual crime e Comarca? PREJUDICADO


~

~
po

Já esteve internado em casas de NÃO


\
tratamento de moléstias mentais e
sso

congêneres 7 f~\
,
pre

Quais e quando? PREJUDICADO


\
Lugares que costuma frequentar? LOCAIS PÚBLICOS
'\
Im

Cientificado dos se~ direitos constitucionais de permanecer calado e fa -se


acompanh~ a~v gado ~tituído, . presen a seu ~o do Dr.

~,
~[\ 1, /.
~.. .
/~
/ ..,
.'t- ~ ~rd,?
"M'A>ágina 2 de 9
'~.~~,~~T":~ .. ..',.-. , , ' . .";., .. .:- ,-' ., ,,;~;. :, - ' ~',,,.' " _ .'!'. :~,,,, .!~ ,~~~~JW
r.oe:~~
~l'f A
r ",1'\
..
%:·8.~,
.
\/5<'
~,.7

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

PP
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA
GAECO . Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

AU
Huendel Rolim Wender - OAB/MT nO 10858, com escritório constituído na Av.

IR
Ipiranga nO 440, Bairro Goiabeiras, nesta capital, telefone (65) 3023-7790 e,

AR
após inquirido pelas autoridades a respeito do fato em apuração, objeto do

L
Pie 007/2015 - Operação Rêmora (3 a Fase - "Grão Vizir"), RESPONDEU; QUE é

DE
cidadão cuiabano, atuando no ramo de restaurantes acerca de 24 anos,

:31 AN
sendo uma empresa familiar com aproximadamente 400 funcionários,
• com atendimento de aproximadamente 18.000 pessoas por dia nesta

:46 C
14 E S
capital; QUE por volta de março ou abril do ano de 2014, foi procurado por
seu amigo PEDRO TAQUES na residência do interrogando, oportunidade


8 - IN
em que PEDRO TAQUES, manifestou a vontade de se candidatar ao
01 OL

Governo do Estado e solicitou a ajuda do interrogando no sentido de


0/2 AR

conseguir apoio de agremiação de pessoas; QUE o grupo de apoio à


candidatura de PEDRO TAQUES era formado pelo interrogando e outros
9/1 - C

empresários; QUE no final da campanha eleitoral, PEDRO TAQUES,


: 1 30

questionou ao interrogando se o mesmo teria alguma pretensão em


ocupar cargo no Executivo, tendo como resposta que o não queria nada;
Em 8579

QUE no final da campanha houve um débito de campanha eleitoral não


• declarado, sendo que PEDRO TAQUES pediu apoio para o pagamento desse
11

débito, sendo que o interrogando auxiliou nesta composição e não se


65

recorda por hora do montante; QUE em relação aos fatos investigados na


r: 0

• operação "Rêmora", afirma que não conhecia a pessoa do Ex-Secretário de


po

Educação PERMINIO PINTO FILHO, e que não foi responsável pela


indicação do mesmo ao cargo na SEDUC, sabendo dizer que a indicação de
~
so

PERMíNIO PINTO foi feita pelo Deputado NILSON LEITÃO e pelo


\
s

I
pre

Governador PEDRO TAQUES; QUE confirma ter frequentado o ambiente da


transição política do Governo, assim como outros personagens que ao ~Ü
i
Im

final não foram nomeados a nenhum cargo; QUE sua empresa NOVO
SABOR e outras empresas de sua família, participaram de algu
licitações jun~. r= no do
r\
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

PP
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado lJ 5

AU
vencedoras nos certames; QUE novamente declara que a pedido de PAULO

IR
TAQUES e PEDRO TAQUES, realizou o evento de posse do Governador

AR
PEDRO TAQUES, sendo que PEDRO NADAF garantiu que o interrogando

L
receberia em nome de uma empresa denominada KAMIL EVENTOS, mas

DE
que nunca recebeu qualquer valor referente aos gastos, uma vez que

:31 AN
PAULO TAQUES disse ao interrogando que não poderia receber por esta
• empresa pois ela estaria sendo investigada, que nunca mais recebeu nada

:46 C
14 E S
do Governo referente a essa questão; QUE como GIOVANI GUIZARDI foi
doador da campanha do Governador PEDRO TAQUES, na ordem de R$


8 - IN
200.000,00 (duzentos mil reais), este (GIOVANI), solicitou ao interrogando
01 OL

que o apresentasse ao Ex·secretário de Educação PERMíNIO PINTO; QUE


0/2 AR

tal fato ocorreu e a apresentação se deu nas dependências de sua


empresa; QUE sabe dizer que GIOVANI GUIZARDI apresentou à PERMíNIO
9/1 - C

PINTO o interesse em participar do Projeto "Escola Legal", contudo o


: 1 30

projeto não chegou a ser viabilizado, não sabendo dizer o motivo; QUE
nega ter procurado PERMíNIO PINTO para tratar desse assunto, só agindo
Em 579

em relação à PERMíNIO, quando o apresentou a GIOVANI, mas soube


18

• posteriormente que tanto GIOVANI quanto PERMíNIO trataram do projeto;


51

QUE GIOVANI chegou a conversar com o interrogando sobre o Projeto


"Escola Legal", sendo informado por GIOVANI do que se tratava, mas não
06

• houve informação de ilegalidade; QUE o interrogando nega ter qualquer


r:

participação no referido projeto, que seja na execução ou no recebimento;


po

QUE em determinada oportunidade GIOVANI GUIZARDI, disse ao


sso

interrogando que havia descoberto um jeito de arrecadar o dinheiro ~

~\
referente ao pagamento das dividas da campanha do Governador PEDRO
pre

TAQUES, oportunidade em que relatou o esquema na SEDUC com


Im

envolvimento dos empresários do setor da construção e de servidores da


SEDUC; QUE o interrogando de pronto recusou a participação no esquem
mas que em u 1U<Ls.~\HfIea~!-ül'~CL!:Q!!
, ~

;;~~'~IA
iêi f'~1»~
'\-h7 'v' ~ .ri·
/
\
::6_ _
, ~~/.
'y,~l
'-..:3....-
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA

UP
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado 1 ~i G

RA
que já estava conversando com PERMíNIO PINTO, e afirmou que já estava
rolando um esquema de retorno de dinheiro com alguns personagens com

RI
participação de PERMINIO e vislumbrava ali uma oportunidade; QUE disse

LA
ao interrogando que o servidor da SEDUC, WANDER (indicação de

DE
GUILHERME MALUF) teria participação no esquema e que tanto o

:31 AN
interrogando, FÁBIO FRIGERI, PERMíNIO PINTO, WANDER, GIOVANI

• GUIZARDI e GUILHERME MALUF seriam beneficiados economicamente com

:46 C
14 E S
o esquema; QUE não conhece MOISÉS, mas ficou sabendo durante a
execução do esquema, através de GIOVANI, que MOISÉS participava do


8 - IN
esquema; QUE quando GIOVANI falava no nome de PERMíNIO PINTO
01 OL

sempre fazia questão de ressaltar que a pessoa do Deputado Federal


0/2 AR

NILSON LEITÃO também se beneficiaria economicamente, porém o


interrogando não sabe se isso aconteceu e nem mesmo esteve com o
9/1 - C

referido Deputado tratando desse assunto; QUE nesta segunda


: 1 30

oportunidade e através do comportamento de GIOVANI decidiu aderir ao


esquema deixando que GIOVANI gerenciasse tudo; QUE nega ter
Em 8579

combinado qualquer detalhe operacional com GIOVANI e que confiava


• totalmente em GIOVANI GUIZARDI; QUE soube por parte de GIOVANI que
11

o mesmo tratava detalhes do esquema diretamente com GUILHERME


65

MALUF, mas nunca perguntou para GUILHERME sobre o esquema; QUE


r: 0

• confirma ter recebido o valor aproximado de R$ 260.000,00 (duzentos e


po

sessenta mil reais) de GIOVANI GUIZARDI, sendo em três ou quatro vezes,


e que os envelopes contendo dinheiro foram entregues em sua residência
sso

ou nas dependências de sua empresa; QUE em determinada oportunidade,


pelo fato de GIOVANI GUIZARDI ter um compromisso, que não sabe qual
pre

é, o mesmo (GIOVANI) pediu ao interrogando que entregasse o envelope


Im

contendo R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) para GUILHERME MALUF,


oportunidade em que GIOVANI disse ao interrogando, que
GUILHERME no e do
~ . &~1\~gA %,'~,
~ ~', .'1 ' ,.
, "

\", ~,

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO ~

P
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA

UP
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado 1 ;:i 7

RA
MOISÉS e WANDER da SEDUC, os quais participavam do esquema (seria
indicação de GUILHERME) e que sem a anuência dos mesmos, não seria

RI
possível a concretização do esquema; QUE nunca fez outra entrega de

LA
dinheiro "vivo" para GUILHERME, e que nesta entrega o interrogando foi

DE
até o Deputado Estadual GUILHERME MALUF, e procedeu a entrega do

:31 AN
dinheiro ao GUILHERME, relatando apenas que GIOVANI havia pedido para
• entregá-lo; QUE se recorda que não houve qualquer indagação de

:46 C
14 E S
GUILHERME acerca do dinheiro, recebeu de forma natural e o interrogando
saiu para outros compromissos; QUE não se recorda, se a entrega se deu


8 - IN
na casa de GUILHERME ou no Hospital Santa Rosa; QUE pode afirmar que
01 OL

a única vez em que GUILHERME MALUF e GIOVANI estiveram juntos na


0/2 AR

empresa do interrogando foi uma vez em que encontraram-se


casualmente e se recorda que GUILHERME indagou à GIOVANI, o motivo
9/1 - C

que queriam tirar WANDER da SEDUC, oportunidade em que GIOVANI disse


: 1 30

não saber de nada; QUE nega ter visto GIOVANI colocar uma caixa com
dinheiro no banheiro de sua empresa e que GUILHERME teria pego a caixa,
Em 8579

sendo que isso nunca ocorreu; QUE durante a execução do esquema na


• SEDUC, se recorda de ter participado de uma reunião com a participação
11

de PERMíNIO PINTO e FÁBIO FRIGERI nas dependências de sua empresa,


65

oportunidade em que os mesmos reclamaram da atuação de GIOVANI


r: 0

• GUIZARDI na materialização de alguns procedimentos junto a SEDUC,


ocasião em que o interrogando parou a reunião e chamou GIOVANI
po

GUIZARDI para participar da mesma; QUE com a chegada de GIOVANI


so

GUIZARDI, os três: PERMíNIO, FÁBIO e GIOVANI, começaram a discutir


s

detalhes técnicos do esquema da SEDUC, porém o interrogando não sabe


pre

dizer especificamente o que tratavam, mas pode notar, que pelo que
Im

compreendeu que FÁBIO FRIGERI estava criando dificuldades para a


materialização dos esquemas que eram executados
pelo que se recorda"PERMINlc{ t ntava deJ1lonstrar q

f;;'~'__;;",
I

~~,,~_~~'
~~M~k~;:/,:~~:j~~:;~ci,~~;.:~..io:.~. ,·~j~;~'l·tj~_--"'.''' 2Z~~~.,.;;.~ ~_~,~~~~~~,~,t~"!"~"'Ê~~,,~;l
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA

UP
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

RA
tratavam FÁBIO e GIOVANI, mas o interrogando não se convenceu disso;
QUE com o término da reunião, o interrogando acredita que se acertaram

RI
nos problemas evidenciados; QUE o interrogando se recorda que em

LA
dezembro de 2015, próximo ao Natal, foi procurado por GIOVANI, onde o

DE
mesmo relatou que iria viajar e pediu para entregar um envelope contendo

:31 AN
dinheiro do esquema da SEDUC para PERMíNIO, e que possivelmente esse
• dinheiro era a parte de PERMINIO no esquema; QUE se recorda que ligou

:46 C
14 E S
para PERMINIO e marcou um encontro com o mesmo em sua empresa,
oportunidade em que com o comparecimento de PERMINIO, apenas fez a


8 - IN
entrega do envelope com o montante em dinheiro, não sabendo dizer o
01 OL

valor; QUE nega ter falado muito com PERMINIO, mas chegou a trocar
0/2 AR

alguns telefonemas e mensagens com PERMINIO, contudo nada


excepcional; QUE se recorda que em uma das conversas com GIOVANI este
9/1 - C

chegou a reclamar que PERMINIO estava achando que ele (GIOVANI) era
seu office boy, pois frequentemente pedia favores, como fazer de
: 1 30

pagamentos de contas, depósitos, entre outros serviços; QUE se recorda


Em 8579

que PERMINIO chegou a frequentar em algumas oportunidades a sua


• empresa, mas não era do ciclo de amizade do interrogando; QUE pelo que
11

se recorda, o esquema basicamente funcionou até dezembro de 2015, e


65

que depois não se recorda de ter recebido qualquer valor de GIOVANI


r: 0

• GUIZARDI; QUE GIOVANI contou ao interrogando que teria alugado uma


sala no Edifício Avant Garden, sendo que compareceu apenas uma vez
po

nesse edifício em uma situação em que GIOVANI teria desaparecido e foi


sso

encontrado embriagado na sala desse edifício; QUE quando recebia os


valores de GIOVANI, sabia que esse esquema era a "devolução" dos
pre

empresários que tinham contrato com a SEDUC, mas que os detalhes eram
Im

de conhecimento somente de GIOVANI; QUE nunca soube da divisão de


obras na SEDUC; Q,::U:.:E~n:.:e'.2j"=T-='::":=:~
política de indicação de PE

-2· ~~

..

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA

UP
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado l'G9

RA
campanha de MAURO MENDES; QUE pelo que se recorda PERMINIO disse
que havia colocado seu nome ao grupo político do PSDB para candidatura

RI
na campanha de 2016; QUE em relação a prisão de GIOVANI GUIZARDI,

LA
esclarece que ficou sabendo pela mídia e acredita que teve contato com

DE
JAMILLE, mas não foi procurado por nenhum dos integrantes do esquema

:31 AN
criminoso; QUE logo após a prisão de GIOVANI e após se inteirar dos

• detalhes ligou os fatos da prisão de GIOVANI aos negócios ilícitos na

:46 C
14 E S
SEDUC; QUE ficou muito preocupado com a prisão e se direcionou a
conversar com o Governador, PEDRO TAQUES, oportunidade em que teria
8 - IN


enviado uma mensagem ao Governador e este indicou que comparecesse
01 OL

no Palácio; QUE no Palácio, encontrou com o Governador PEDRO TAQUES


0/2 AR

e PAULO TAQUES, e disse aos mesmos que GIOVANI GUIZARDI teria dado
apoio econômico à campanha no valor de R$ 200.000,00 (sem declaração
9/1 - C

oficia!), o que era de conhecimento do Governador e PAULO TAQUES, e


relatou também à ambos que havia recebido uma devolução de valores de
: 1 30

GIOVANI, oriundo do esquema que estava sendo descoberto na operação;


Em 8579

QUE o interrogando se recorda que tanto o Governador quanto o


• Secretário de Estado, disseram que "iriam dar um jeito de resolver"; QUE
11

pelo que o interrogando pode observar, não viu qualquer movimento por
65

parte do Governador ou de PAULO TAQUES, mas se recorda que nenhum


r: 0

dos dois demonstrou surpresa pela prisão de GIOVANI GUIZARDI; QUE o


interrogando não sabe nada acerca de qualquer proteção estatal em
po

relação a PERMINIO PINTO; QUE depois da prisão de GIOVANI GUIZARDI


sso

ficou preocupado mas seguiu sua vida, sendo que posteriormente veio a
prisão de PERMINIO PINTO; QUE o interrogando afirma que conversou com
pre

o Governador PEDRO TAQUES algumas vezes após a prisão de PERMINIO


Im

sobre o assunto Rêmora, e este (PEDRO TAQUES) tanto na


e nas posteriores não demonstrou qualquer
apenas dizia que est~I~f-QOOa,n4G~l-q.~
.
• 1-

• fj.<,t=.t
.
'
-
.\.- IA"'.
" -.-/J
~-f~'
r,.yt"
::y fRiJ.!
ooo,f;'
-

-
r o.

. \X,,)
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
NACO - NÚCLEO D AÇÕES DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA

UP
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado 1 GO

RA
QUE chegou ao conhecimento do interrogando que a contratação de uma
advogado nominado em Brasília teria se dado através de NILTON LEITÃO,

RI
mas apenas ouviu falar sobre isso; QUE não se recorda de ter indicado à

LA
JAMILLE que GIOVANI não fizesse colaboração premiada; QUE não se

DE
recorda também de ter dito à JAMILLE que não viria para uma colaboração

:31 AN
premiada, uma vez que teria muito dinheiro à receber do Governador
• PEDRO TAQUES; QUE nega ter qualquer acesso à sistema estatal de

:46 C
14 E S
controle de rubrica de pagamentos; QUE teve conhecimento da conversa
que MILTON FLÁVIO (segurança de GUILHERME MALUF) teve com GIOVANI


8 - IN
GUIZARDI no SOE através de sua prima JAMILLE, e que questionou
01 OL

GUILHERME MALUF sobre o fato, oportunidade em que GUILHERME disse


0/2 AR

ter tomado conhecimento, mas que não houve ameaça; QUE _ Nada mais
disse, nem lhe foi perguntado, pelo que determinou as autoridades que se
9/1 - C

encerrasse o presente, que vai devidamente assinado pelas autoridades, pelo


: 1 30

interrogando, pelo advo~~r mim, escrivã que o digitei.


,,_~--c-"ç:~-'"'<:::.
Em 8579

/)
o

Coordenador do 'KíACO: Ántoníó Sergio CordeiJo Piedade


11

Coordenador do GA EC 0,,,--'-"'-"'C>.. '7~'=-!.!.!:~ stro


65

--1--

Jus~t~i~.~~;~~~~~~~~:;::
r: 0

• Promotor de
po

Promotor de Justiça: Sam


sso
pre
Im
/.

, /49~
COPIA V I

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
GAECO • Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

UP
161

RA
TERMO DE QUALIFICAÇÃO, VIDA PREGRESSA E INTERROGATÓRIO

RI
Às 14: 15 horas do dia primeiro (1°) do mês de fevereiro (02) do ano de dois

LA
mil e dezessete (2017), nesta cidade de CUiabá/MT, na sede do Grupo de

DE
Atuação Especial contra o Crime Organizado - GAECO, onde presente se

:31 AN
encontravam os Promotores de Justiça Dr. Carlos Roberto Zarour Cesar, Dr.
• Marcos Bulhões dos Santos e Dr. Samuel Frungilo, e os Delegados de Polícia,

:46 C
o Dr. Wylton Massao Ohara e Dr. Carlos Américo M. Marchi, compareceu o
14 E S
investigado Alan Ayoub Malouf, o qual às perguntas da Autoridade


8 - IN
respondeu:
01 OL

o seu nome?
0/2 AR

ALAN AYOUB MALOUF


9/1 - C

Documento nTIf,,,ne?
CPF?
: 1 30
Em 8579


28.10.1970
46 ANOS
11

SIM
65

MPLETO - FINANÇAS
r: 0

• Teve tutores?
po

Vivem em sua companhia?


"~lC1UU civi
sso

harmônica a vida conjugal?


pre

Tem hos?
Qu
Im
• I-

c.
-
- .
of? P~A (f9(:.
, I \~
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

PP
GAECO • Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

AU
• c '2
1,l
Filiação? KHALlL MI L MALOUF E LEILA

IR
AYOUB MALOUF

AR
Res rü'n,ri ELDER CANDIA N°
BAIRRO RIBEIRÃO DO LlPA,

L
DE
CUIABÃ/MT
Telefone(s)? (65) 3624-9711

:31 AN
• Imóvel próprio / alugado?

:46 C
Trata-se de r~l,oH.,~

Qual seu meio de vida/profissão?


14 E S

8 - IN
ade?
01 OL

atual? 40.000,00 (quarenta m


ntes de rendas? ALUGU E DIVIDENDOS DE
0/2 AR

EMPRESAS
9/1 - C

arrimo família ou socorre SIM


alguém?
: 1 30

Possui bens imóveis? E


Em 579


EMPRESAS
Possui
18
51


06

o crime?
r:
po

crime e Comarca?
sso

esteve inte em casas de


tratamento de moléstias mentais e
pre

congêneres?
Im

Quais e quando?
....•
"

~~A ,,: '


CO
F

", ~< r
• •
<
v
I ' ( 'lrfr2,'; " I

~,
~ ,
'~

, ,

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO

P
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

UP
IEstado de ânimo? H!3

RA
I NORMAL

RI
Cientificado dos seus direitos constitucionais de permanecer calado e fazer·

LA
se acompanhar de advogado constituído, na presença de seus advogados

DE
Dr. Huendel Rolim Wender· OAB/MT nO 10858 com escritório constituído na
Av. Ipiranga nO 440, Bairro Goiabeiras, nesta capital, telefone (65) 3023·7790

:31 AN

e Dr. Pedro Paulo Guerra de Medeiros - OAB/GO nO 18111 . OAB/DF nO

:46 C
31.036 com escritório constituído na SHS Quadra 06, Complexo Brasil XXI,

14 E S
bloco A, sala 302, Brasília/DF, após inquirido pelas autoridades a respeito


8 - IN
do fato em apuração, objeto do Pie 007/2015, RESPONDEU: QUE ratifica o
01 OL

teor integral das declarações prestadas no dia 16.12.2016, conforme


Termo de Qualificação, Vida Pregressa e Interrogatório juntado as fls.
0/2 AR

4949 a 4957 dos autos; QUE em relação as declarações prestadas por


9/1 - C

RICARDO SGUAREZI na audiência de instrução e julgamento, datada de


01.12.2016, na qual este relata, em síntese, que teria pago vantagens
: 1 30

indevidas à FÁBIO FRIGERI e GIOVANI GUIZARDI, através das empresas


Em 8579

AROEIRA e RELUMAT, conforme tabela juntada as fls. 5069 dos autos,

• diz que não tem qualquer conhecimento em relação a essas solicitações


11

de vantagens indevidas; QUE conhece FÁBIO FRIGERI, o qual esteve em


65

seu escritório junto com PERMíNIO PINTO, conforme relatado


anteriormente em seu interrogatório; QUE não conhece a pessoa de
r: 0

RICARDO SGUAREZI; QUE conheceu WANDER LUIZ DOS REIS apenas como
po

cliente, ocasião em que teria procurado o buffet Leila Malouf para a


sso

formatura da filha dele, sendo que em outra oportunidade WANDER teria


ofertado a empresa do interrogando o fornecimento de carnes, vez que
pre

WAN~ER possuía à época um açougue; QUE em relação ao interrogatório lJi


IV
Im

de FABIO FRIGERI, onde este mencionou que o intE!rrc)Qilmdlo


na Casa Civil, ocasião em que foi FA'aBtlroaVeémS / )
"""",_--"7'9~D~E~R:r.,.:diz que não se r .....'nr.... I1n\t,..rn ft;/
'l:
-.
6- Ie
!i?

COP~A}-
'~"~
• • I _-

\~-­
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO - --

P
GAECO - Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado

UP
RA
outra ocasião a não ser oportunidade acima relatada. Nada mais disse e
nem lhe foi perguntado, sendo determinado que se encerrasse o presente

RI
auto às 15:00 horas, que vai devidamente assinado pelas autoridades, pelo

LA
interrogando, pelos advogado!!el mim, escrivã que o digitei.
'----- - ---------------\------

DE
:31 AN

:46 C
. -

14 E S
8 - IN

Promotor de J tiça:
01 OL


0/2 AR

Delegado de Polícia: WvIM1:.::"M~s's~~ Ohara


~ tN
9/1 - C

/ v
M IIIVA/----'
/
Delegado de Polícia: Carlos AméricQ}/)vj,IJlv,archi
: 1 30
Em 8579


11
65

• ~<-~-
r: 0

Advogado: Pedro Paulo Guerra de deiros


po
s so
pre
Im
PGR-000461841Z017

PP
MINISTÉRIO PúBLICO FEDERAL

AU
Procuradoria-Geral da República

IR
OFÍCIO N!! 4712017/ASJCRIM/SAJlPGR

AR
Brasília, 21 de fevereiro de 2017.

L
DE
Exma. Juíza de Direito,

:31 AN
• Ao tempo em que a cumprimento, informamos que nos dias 09 e 10 de

:46 C
14 E S
março de 2017, o Ministério Público Federal agendou entrevista preliminar com
o investigado Alan Ayub Malouf e seu advogado Huendel Rolim na cidade de


8 - IN
São Paulo/SP'
01 OL

Considerando que o investigado encontra-se com cautelares diversas da pri-


0/2 AR

são decretadas em seu desfavor e fazendo uso de sistema de monitoramento ele-


9/1 - C

trônico, solicitamos a Vossa Excelência autorização para que no período apontado


o investigado possa se deslocar a cidade de São Paulo/SP no interesse do Procedi-
: 1 30

mento Preparatório nO 1.00.000.00171812017-14.


Em 579

No anexo seguem os bilhetes eletrônicos do investigado Alan Ayub Malouf e


18

de seu advogado Huendel Rolim, bem como o comprovante de endereço onde o


51

investigado deverá permanecer para hospedagem.


06


Ao ensejo, renovo a Vossa Excelência protestos de elevada estima e distinta

Iw
r:

consideração.
po

A-:;;/! ,01
C')/à>\~ , ,\-
\")
sso

"r~
pre

Rodrigo Janot Monteiro de Barros


Procurador-Geral da República
Im

A Sua Excelência a Senhora


Selma Rosane Arruda
Juíza de Direito da 7"Vara Criminal da Capital
Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso
Av. Milton Figueiredo Ferreira Mendes, s/n, '~úao Político Administrativo
78050-970 - Cuiabá - MT
,....--.....-.__ ._.
~
- '. .-_....
, "--.... - ... --............ - -- ---. -----~
PR-MT
~NV/PR-MTºoooQ ,)92/~ lOIlOO 5363 / ~7 7-

Huendel Rolim

P
UP
EXCELENTÍSSIMA SENHORA JUÍZA TITULAR DA SÉTIMA VARA 1 S6

RA
CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ, ESTADO DE MATO

RI
GROSSO,

LA
.
DE
y . ,;V
eY ~ ~~

:31 AN
OPERAÇÃO REMORA

• 1
(
\
~
~,y~o
\ \

:46 C
14 E S
\ ;}J


8 - IN
ALAN AYOUB 1\.LOUF, brasileiro, portador
01 OL

do CPF: 458.825.761-72, vem a ilustre presença de Vossa Senhoria, expor e

ao final requerer.
0/2 AR
9/1 - C

1. o Peticionante foi alvo de medida segregatória no

dia 14.12.2016, por decisào de Vossa Excelência.


: 1 30
Em 8579

2. De lá para cá, inúmeros foram os desdobramentos


ocasionados, tanto pela atuação do MPE, quanto pela atuação defensiva .
11
65

3. É certo que no momento, extste pendente a


apreciação do recebimento do RECURSO aviado pelo GAECO/MT contra a
r: 0

decisão que determinou que o Pericionante fosse encaminhado a Prisão


po

Domiciliar.
sso

4. Ocorre Excelência que o Peticionante vem


pre

colaborando com as investigações, conforme já é de conhecimento deste


juízo razão pela qual, a prisão domiciliar não se faz necessária neste
Im

momento.

www.hw.odv.br
P
s.

UP
Ressalta-se que o Requerente pOSSUI emprt:saso no
Estado de Mato Grosso e em São Paulo doe. Anexo-, estando

RA
momentaneamente em grandes dificuldades para gerir, especialmente as

RI
empresas em São Paulo, por conta da determinação de prisão domiciliar.

LA
6. Todavia, haja vista a pendência para o julgamento

DE
do recurso, a defesa suplica, acaso Vossa Excelência entenda que as medidas

:31 AN
cautelares outrora DEFERIDAS NO BOJO DA OPERAÇÃO SODOMA não

• Supremo Tribun:ü Federal, no habeas

:46 C
sejam suficientes, requer seja adotado o posicionamento firmado peJo

14 E S
corpUJ n. 127186/PR, no bojo da


denominada OPERAÇÃO LAV AJA, veja:
8 - IN
01 OL

Decisão
0/2 AR

A Turma, por maioria, concedeu parcialmente a ordem, para, nos termos do voto do Relator, subsDnur a
prisão preventiva do paciente decretada no Processo 5073-175-13.2014_404.7000/PR pelas seguintes
9/1 - C

medidas cautelares, se por outro motivo não estiver preso: a) afastamento da direção e da administração
das empresas envolvidas nas Invesngações, ficando proibido de ingressar em quaisquer de seus
do exercício de atividade de natureza fmanceira c
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre

7. Portanto, assim como no caso em destaque, a


situação fática tratada neste caso já é diversa do momento em que
Im

ocorreu o decreto prisional, sendo certo que neste momento, o mais


correto é possibilitar ao Peticionante que possa gerir suas emp
Huendel Rolim

PP
que não possuem qualquer negócio ou contrato com' ~ •. f<atos

AU
investigados.

IR
Do Pedido

L AR
a. Que sejam revigoradas as medidas cautelares deferidas em

DE
desfavor do Peticionante, no bojo da Operação SODOMA,

:31 AN
estendendo-as para o presente feito;

• :46 C
14 E S
b. Acaso não seja este Vosso entendimento, que seja acatada a
possibilidade de o Requerente trabalhar em período diurno, se


8 - IN
recolhendo em período noturno, haja vista a comprovação de
01 OL

necessidade empresarial do mesmo;


0/2 AR

c. Por fim, acaso seja acatado um dos pleitos suso, requer seja
9/1 - C

autorizada uma viagem do Requerente para a Cidade de São


: 1 30

Paulo, entre os dias 01.03.2017 à 13.03.2017, para cuidar de suas


Em 8579

empresas naquela Cidade, sendo que no referido período, poderá


ser encontrado no seguinte endereço: AI. Tupiniquins, n. 305, AP

• 111, CEP 04077-001, São Paulo/SP, conforme comprovante em


11

anexo .
65


r: 0
po
sso

HU
pre

OAB/MT 10.85
Im

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeoras, Cuiabó-MT - Fone/fax· (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Fwd: TKT - Ana Paula Anacleto Pagina 1 de 1

Bilhete Eletrônico - Eticket

P
UP
Núrnero do bilh€<i'E'
ADT - MALOUF! ALAN
1270002337727
1 (··9
u

RA
JMQ5TK
CONFlANCA CALl CENTER
20/02/2017 por MARCELO GAROFALO

RI
r:;R.U - 3t,() PAU.J

LA
(;,,<1':1 Ilc,:

DE
Tarifamento
I,l,ir"l j"i;!""

:31 AN
R~ _~1 ;',80

Pagamento

• Regra Tarifária

:46 C
14 E S


8 - IN
N,_, ,_ N' .. N'.'._.3 .. _,." ..• ,_,. " •• '."0
."~";~.'~"N",~_,~",,'",

EM
.~ '_u"~
,
"_'"0.'_'.>" ." "'" """""-- -',' !,,~O [;!S,.01..J!'J::L FÁV::::R
01 OL

Os .,,;;."; SM) ·.'~h(jC~ ~~icna" "':''::%i\0'' \' '',v"' 'O" r,,~,,:"',~·J<.''' ~ ",,'iUdr. ,. (',n ~~,0 (i'õ /\1. iC:"f<;.;/1 ',,')l,UN I ~r.:Tr, ':'_>t:;': "';J':'!\C~, ,b ""i.{J~16_,
0/2 AR

;J01a cç:r'1jJ~n",i~ ;!<!,,:a '" '-'~J!a ,a"r~r-'~ '''JI'··~ut·, ~('r'(J" ~qL1; c'Jntrali'JOJ ""ti; ,:UI,;;,\O oi, [or"ilçú.,·: ,1'!t'a;~ ~." t"an;,~'0<'t{' ~()i'J'i"Ca~ pr,i'] .'"
!"',"iJ~,l\,tK'" C ~'; ç.~;n~,~ ;-"9i:.t~(;r"c,· ,"pli~~,,~,õ f,I,)"rfa~ t"rifd~ '1ãú ,',:rm'tem <lll,!r<l,~~ ,,':ç\J r~~~1bo;,:(' ~r."." ~ ~or~I-"<i_ Ch'.-' Ju!'.1u(, "~C~~:"'·::; t<o' ·":'i'
nfv,:"a',.lr), (()flsul~e '""'u ~iI,=n:'e oe ''''3(1''',1:', o ntll tl;>",)" ~'nh;H,;,fe :n()·~I'(":i) em q\,;;I'W2> .;\),~ :"f,~'",1;1 ,,,, ':r!')~ _""l"-,"":It'n:'-,c, r.ll' :l:;!',"<, ,'i)~":"
~"rC8'St r.l·,il'lQt·~, 'rf'pfI:;$milita"do :.Ill(,,'~Ç:;0 ~-:Gl'
9/1 - C

Informações para Embarque


t.p'·0;;e:;ct~-~(> "'" ~:J':,S,)(h'O(k-:r- ~,,'1' ! hQ'd de, ~"1 \10::'., 'l~C'O~JI,-: Co ~ÇT, 2 1:,r~~ -"r '.';0,; Ir,:," -",,~,c'u'~,
ch'ar OÇ":;'T·;~to o"igir,.;1I' CaI1ci,·~ ç~ !de~{idade jC~_'" ,-,,,r:,,_,--. ... i5
[.."'-.Ie' 'Jué"':~f:-'\l'-' ,'n~",al: Pa~~~port.~ 'ó ',:,- '_':;~'." ,xl'',,\ C~':ril_4~ n:; Di,," (Joc 'jH',;IPO ';o\';, ':,lH",·i,'.-':"',,;,~.
: 1 30

'"fccrr,açjeo. ',almo va'i':aaE ~'" .'''S::ii>.FOP.';::. ;/"'.rl~·,;""


VISTDS 1)";;: r.1)';~"r:, ",_r 11(>~é',:;~'-'OS :;,,~ '.',~;.f'~ 1r-,~I1' :-ê:r .:,. n~u,~'~;j'J·: cr:. ~,; ,.,':PEti~J~
t>f(_bilix<l(!"~ 0,1 d~~pa('I,"1k~ ~,.,tç.~_ "Jt:"i,Q','"~",,-:,d ,'~~b'),d~de p?r~ t()dG~ O~_ Pdl~e~ erlV(.\lv,,:I,)~: ';;1 V1ilg'ó"I. H,~:,r'-'v ~éI~,!'e~. ,)n(i_," "~ ~Oe(1,,~, ,-.n,'
~.~r;.li'l, L~·m:.""'''~';,' ""l~ ,)lç,m~ ,\\,,"."1" C'.Ii-.' i'..~~9;,:"te I~n!',il LH'" v:jli~,'<li' "'l;'\!,;'I,) ij,~ '" ml",'("; 1:""'1 (>"':':~r('i",
Em 8579

E'1l10il dulornaticc, não responda eS512· e-mai!


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

,1ltps://outlook.live.com/owal?viewmodel=Read Messageltem&ltemID=AQMkADAwA TY3Zm YA... 20/02/2017


fwd: TKT - Ana Paula Anacleto Página 1 de 1

Bilhete Eletrônico - Eticket


c- mail: lnarce1Q •.ãJconfic!ncaturismo.com.br
felefol1e: S5 65 33142700

P
UP
Passageiro
Numero do liill1ete
AOT - WENOER/HUENDEl
1270002337729
1'/0

RA
Localiz3cior da Resõ:rva AHTWMW
CONFIANCA CAll CENTER
Emissão
20/02/2017 por MARCELO GAROFAlO

RI
GtlU . 5:·0 Pt,L.:LO
lE:l"0-i71'3;

LA
G.11473 OSMAR 11:33 OSMAP 14:50 CGe· O_USo'.
Guõ'\' tl')$

CGB - CUJAC.!. o

DE
Tarifamento
T,'ri:'i'l OU f!"!!a;

:31 AN
R-t :'17.30 1'-:'". :3,53 I,,;; 4(j,Or", R$ 3'.fi.3"'~

Pagamento

• Regra Tarifária

:46 C
14 E S
R121 7 .(;1)
'i ('l,,1
R$ :; [17-.3:';


8 - IN
••.•. _~"._· .. ·._._~ .. r._~ ......•. ,•. , •. , ... , •. , •. ,..... _... .. ~ ~., ....• -.•.• ........... ,....... ..
~ ~ ~ '~"'~ r~,l.O DI5?ON!>~EL FAVOR
EtHPf.R EM cQtnAro COM CO~lPANHJ'" "E!'tEA
.'~ .,. ,~"M~,,~'. r < <' ~ •• ~"' •• , " •• , ••••• , •• ~. o.,. _ ~. H • • ~'. _ r~ <' ~"."'." • • • • • • • • < • • • • • __ • • • • • • ~ •• ~ •• ~ . . . . .,
01 OL

O!, ~:;:;~ ~o ·:à!'~o·. iI~"a.<: PiI'" ut';U~çoJ'.' ",,,, j,,'oJ~ ~ ~'''',,,.,}'. r"~er~G~,,,," e ~1l1.tJd::...,. f,r, ~,,;.:: d" :"L TE!'t.':;.:.::" V0Lt.:NT 4R1A ~:.;~, ~,,!~,t.,., ,i~ ~':nd,~,-'O~ "":;f.o~r" .•
0/2 AR

~-~la :clT'~~n,.,l;\ ;;érea €c P'!!a '-=9'" t~. ,f.;Jr'J (, '.• an··V'·rto<' ~{>,~, ;\Qu; .:(.nt'at~êl0 _~,!-<! ~u:0 te> ~~ (or·d",")('~ gec~" j-~ lr~IlS~",rte iI:>:a·;~d;'!-· :'e:!O:: C.:r.-.a"d; ,~.;
Aeron<>ut,ea e .3~ ;)en~'~ legl~IJçOO~ 3pllç~"e" ,119-"""\' tél,·lél~ i1~O ;~m:':~;:l ~1t"ra~.Jtl·; 1'/')., r-e"'''tor.I-.') aro~ ~ rompr;! c..'!~0 :,,;.,=;Ec "e~~~x<"O \~r ,,~,~
;Ilf,~w",ção. ("ns"I~~ ~'H.. ;'1j~nrEc d", ,,,,,\-,,,,:1 O ria" ,,,nlpa"X.",,,,r,tD oac;o" "ml'~'(;'J" :, .•)·,·I\,),~) el11 ,1LJit:OU~.1 ,'O"
(.",>cela ç.~' ':'."C', ~ub<.€'"lI"r,tB~. Em ."]f(;",,~ {.l~r,~,
r..-;rd,,"*(O },Ii,~:.",. ""'~;'~5,(o,I,til"'d~ ~ltr"~~M e'OI' '*"Il'trcl~::>
9/1 - C

Informações para Embarque


"D·~:.<:nt"·s,, .~,,", "D~~'.J .;11;X1<:-,," :["1'" : ~,:'~ aI. a··,:-:ç~~~~~~,a (:"1 ,"J'J;, ,,<!·:,cr.<l'.', €o l.C,r: 2 '1~;'!,1,: '"<T'. ,",,~,; ;~.:('m~CICIl:'''~
I ('Ia,· C0CU~1-:1to (.'·Ig,néll Ct'lIteirll df! Idcntidar10 "V~ Lç-:- r:~c;'."ajs
L-o"i!' '.10CU'!'i"ll:.l (l'lg,r.'ll: P<lSSUpOrle ~ '.1<' ', . ."~'." "'~':t~"~'I'.';; pilr'.\ ocnt,,~.ja 11<"; [>,,'0·1'1 '.le'··(II\'! f.'~r,.. Vllú:' 'llI:!"'iH."I'.'ll<l'~.
: 1 30

lnlorrr.aç5e$ <;ctv,," ',ai,<:lad", de ;·ASSAPORl"!:. VACI~I.45 '" V!STO~; 'W(: PQ,;~a'" ~,," n""'~,;:,M'O~ Da,.~ .,~,~ '''~'l('m d~.vl)m :,r,r or..,;,,'l~ct,)s :'''~l r(>~p~~tl"~"
!'rr:rai~dd .. ~ Ou d;;:'p~<:Ila"tE'~ .1e v,~tO~. V~!lr{ll!'l '!~·:,d r,~rI'S·"C."::·~ PM;) to(!~··.; (f, P~'~'E:~ erl\:(,I.'tl'JS 1\3 '·'~;;J,"m. ,n~:,rno au\:"i,"~ vnll,= ilDer,i;~ lJin ••
~S(~I·l. L"'~li.', ""S" Q~~ d"Jun·.> ,,~i.,~. ., ~>.'(j~,n 0'"'" o) r'~"~.'i1,),t~ t~"h" u'n2 vaH",'e ",inlma (Jc (', mt~'.c.~ Pllr'il !'ml);\.e'".
Em 8579

E-mail ilutomâtico, não responda esse e-mail


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

https://outiook.live.com/owa/?viewmodel=ReadMessageltem&lteml D=AQMkADAwA TY3ZmYA... 20/02/2017


ff AES Eletropaulo
por~?de iI vitJ~ ilCOI':C'fC
Nota fisr.a! J Conta de energia elêtrica

E1etro~\oMWc"":n.n.[~d.~PftI,,SJ>,.·
A~_ 0<. 01.",,," ren... do d. Ulhô" RodrI,u ... 9lS, l"Ia 1 • Z. . ..
T,;rre<>, 1'..,;' ond.,· T"'~t I!~BaI~o~i"olarnbon~~.""""S~ ~(ü'.' 06o<SO.{l;tQ
CNPJ~'61 G9~.2<71i10:r\.'!l3 -1=>1<;110 Estadoal: 20r.1G:; n6:,10
R<!t: m. !;,_"".I Pro,," N' lQ00635-'b'6.2AI100S

P
UP
8; aü. 7D76.19$6.6As.<:, S 17F. F920.<l.C7B.1 E81
e"".dociIC1olo •

RA
""N"Ufi...,.
-oo~1!Si:2 -'2Ú~2 ...
171'
Discri~i~.!ã~~ ~perll?,~; Quar:..ió~~ ~orUnitário Vclo<Totlt
416:ÓO"

RI
En-~g~ O.621J1Qbl 2!>?CO"
Dpd",Ao O,OC O,OCCCOGriO C.CC
Ol<b"()~l1ãoV;bur.N.>ls 0'" 0.00000000 000

LA
J9.'

DE
DI,\rlb,dl'~"

T...... min.~"

'",,·czg·

:31 AN
lrlbulO:: ?J <
J
De5~rí .. iio defilturamJmto HI~tOrico dI! Con!õ'Jmo


,- FQRN~CI.;~-Eil rc
,I i:"*s!r.",,

:46 C
,~

_: Z1~~S~~~ ~. ~s~ tJ~:~o~ <lu .Whl 7~ O!


12.'1<; ':16 .--=-·-1 ,---
x 111~6
,,,
:>010 :::.:-'

14 E S
COr><Sl,IMO TE (\'/ltQR D0 ~\"IMl "
&16,0 )o('.':h ~ R$ 01"JnO~
ADIC:ION"'l 6ANI::E!RA '<'MA~ELj\
n.1:
'" li
" 1CI1l1
Ogl~~
,.. ~--]
':"::'-j
lRI8UTC1<; OSJ16 3,!6'
P\SI" • .sEP IO.94'~,i 2.26 07115 clT::! ,-" .J


8 - IN
COFINS (~,J1c,,) 10,46
i 06'1(;
ICMS f;(J.88
i Q~f1f; '".t':: -.:-----:!
\T;::NS F\N·~NC~IROS

I, C~!16 7!3
01 OL

JUROS
MULTI'
D~
a·... )
MO!':", RE!' VC Tú; 11'201$
REF veTO: l11i.Olb
a_6~

·tSl
03/1E os, ~l

OUTRO!: P<;;::OUTOS E SERvtÇOS


I: 02'16
Cl116
77$
657 --:=:=-!
Ii
COSI' L(l ~~ 4,9':)2
'" ",-....-----
5%
\2!1!>
0/2 AR

100068229913
9/1 - C
: 1 30

1""f'<'rtaM"
, :. ... •.
': :. ;', .~

~
Em 8579


11

q.
65


r: 0
po

' Ctl"iurn~{I~'i("
sso

II 1-!<:'f~~~d:I.'i:~~>CO:i;~l';1l~rgia
V34~.~_~~:;d ...'i~j;,,;c" !~'~>e<e;"
~hd~he><;""... ",..,'!.·1I'1"1l' .. "-:ti.. .".f.'o"~m'!nf'rtIo
me
flÇ
OMIC
fr.C:T'Jd~~;,,~,,>Is\~M,~dt~'mruyl,"~ O".
pre

' kesjJon$ávjl-l pr:la ilumlnaç~o pLlbllca em sua ru~h"giiio


LIGUE :i.ur,lEIDEP,e'::..UM I"UBLI::,!I oe;)·J 71 SQ 155
Im

Po.nto. d(> atr:'rtdimer'lto I1'IlIij pr6ximo. das Bh30 ~~ 1úh30


!:d Eng .Gfn'i~"'d()' tI( AMJdb ~~nlr8 3'94 - S50 Paulo

SILVI."- :"10'~'':.I. DAS ~!i:VE:S SILVA.

\I€~~'~- .f.!"c :-~~~~=- ~:J


I Sif~._~.~~ ,,~<5.1 .... .,...,
lj(.
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM MATO GROSSO

P
UP
OFIPRlMT/3º NCC/N.º 1060/2017.
PR-MT-00007946/2017

RA
Cuiabá-MT, 20 de março de 2017.

RI
LA
Ao Excelentíssimo Senhor
Dr. Rodrigo Janot Monteiro de Barros

DE
Procurador-Geral da República

:31 AN
SAF Sul Quadra 4 Conjunto C
BrasílialDF - CEP 70050-900

• :46 C
14 E S
Ref. Encaminha documento confidencial (PR-MT-00007810/2017)


8 - IN
01 OL

Exmo. Procurador-Geral da República,


0/2 AR
9/1 - C

Ao tempo em que o cumprimento, encaminho o documento


PR-MT-00007810/2017, para conhecimento.
: 1 30

Ao ensejo, renovamos a Vossa Excelência protestos de


Em 8579

elevada estima e distinta consideração .


11
65


r: 0

Procuradora da República
po
sso
pre
Im

Av. Estevão de Mendonça, 830, Edifício "Grccn Tower", Quilombo, Cuiabá!MT, CEP: 78.043~705
Telefon," (65) 6312-5000 - Fax: (65) 3612-5005
Huendel Rolim

PP
1. ".( 3

AU
EXCELENTÍSSIMO PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA,
RODRIGO ]ANOT,

IR
L AR
DE
SIGILOSO

:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR

ALAN AYOUB MALOUF, já qualificado nos


9/1 - C

autos em epígrafe, representado por seu advogado, requerer a juntada de


aditamento aos anexos já apresentados perante Vossa Excelência, bem como
: 1 30

documentos para elucidar ainda mais os referidos anexos.


Em 8579

Cuiabá, 17


11
65


r: 0
po
sso
pre

ALAN Ap::. MALQ F


Im

Av. Ipiranga, 440, BOIrro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
Advogado,

AU
IR
Introdução

AR
o Peticionanrc, tem amizade de longa dara com o

L
atual gr)\-ernador Pedro 'J'aclues, Em meados de março de 2(\14, o Sr, Pedro

DE
Taques, em con\"l'rsa com o Pericionanrc, informou sobre o desejo de dispurar u

:31 AN
Go\"crno do Esr:ldo de i\laro Crosso e solicitou ao Pericionanre seu apoio

• financeiro, benl C0l110

empresarial para I'iabilizar


rclacionall1cnto ljllC ()
:I

:46 C
o auxí1.io na captaçlo de rCCLlfSOS financeiros junto ao :-;ctOt

14 E S
cmnpanha de C;ol'ernad" de\'ido ao prestígio e bom
Pcticionantc
8 - IN
1'C111 no 111cio cnlprc~ariaL


01 OL

o Pericionantc, esclarece que até cntào nunca hayia


0/2 AR

participado ou até mesmo colaborado com campanhas políticas, pois nunca tel'c
interesse enl se expor no l11Cio Jlo1írico .. \ fiml:l ainJa, l]llC só concordou Cll1 ajudar
9/1 - C

() Sr, Pedro Ta'-lues nesta nm-a empreirada, por acrcditar no referido projero
: 1 30

polírico, rendo em \'ista a sua ilibada rrajcrória profission:ll - oriundo do ;\IPI' - e


Em 8579

'-Iue "ia ali a oportunidade de crescimemo para o Fstado de ;\fato Crosoo,

• Nesse passo, por \"o!ta de ma10 e junho de 2111-i, ()


11

Pcticionantc iniciou algun1as cot1\·crsas perante o setor cmprcsari:ll de seu


65

con\"Ívio, oportunidade enl que reunido corn alguns anligos, resoh-cran1 fOrnl:lr
r: 0

• um grupo de ~migos c simparizanres el11 ajudar na campanha polírica prerendida


po

111CtÜant:c captação de possÍ\'cis doadores de recursos.


so

-' á el11 meado> de agosto / setel11 b1'O de ~1I14, () grupo


s
pre

de an11gos iniciou os COll1<lfos 111ais lnrcllsin)s, cada tlua] C0111 cll1prcs.irir)S de seu

COt1\-j\-jo/segnlCnr() \-isando captar parte dos recursos necessários. () referido


Im

grupo de amigo>, era formado por: MARCELO MALUF, ALAN MALOUF,

]ULIANO BORTOLOTO, FERNANDO MINOSSO, ERIVELTON

Av, Ipiranga, 440, Bairro GoiabeIras, Cuiabá-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEP, 78032-035

'N'NW.hw.odv_br
Huendel Rolim

PP
Ad.ogodo.

AU
GASQUES e ainda ERAI MAGGI, que atuará junto ao segmento do
175

IR
agronegóeio.

AR
o referido grupo, ~c reuniu por diYersa~ \T7.('S nas

L
residências dos c a presença do Pedro T.-ltlucs, c.!p

DE
1l1CS1l10S, tllUlt":1S '"C?CS con1

arual chefe da Cba Ci"il Paul" Tallues "lue it época, trabalhou na campanha eOlllo

:31 AN
(oordenador jurídico,

• citadas 1 l1UtlCl
o
:46 C
14 E S
I'eticionante ressalra "ILle as ()(, pessoas aClIll:l

ordCnar,\l11 despesas c n~l() assinanllll cheques da clIllpallha.


8 - IN
• j':sclarccl' l]LlC nunca prrnl1CrCra1l1 a cnlprcsririo <llgull1, <-}ualqucr tipo de ,"antagC1l1
01 OL

indC\'iJa em truea Je cn'ntual apoio financeiro, () apoio das rcferid<ls IX'ss":,,,


0/2 AR

confornlC dito atHctio[tllcntc, se ueu para auxiliar na captação de p:'lnc dns


9/1 - C

recursos financeiros, cada '-Iual C0111 os clnpres<Írios de seu cOl1\'kio. I nicial1l1cntc

ha,"ia un, scnónlcnto de CJue cstaríanlos diante de un, no\'o nlodclo de gc~[í1o l]LlC
: 1 30

poderia mudar o triste cen>lrio "IUC ,\bto (;rosso ,'inha passando.


Em 8579

Essc breyc histórico SCt\T apenas para dCl110nSrrar

• I)CUClonantc
·· " " 11,1 Glll1patl ha
11

C01110 () entroLl c COll10 postC.I]Orll1clltc I"c\"c l]UC

honrar COll1prOll11SS()S da n:fcrid:l cunpanha arraYé~ de "Caixa 2·",


65

Sl'fl<...l<) llllC neste


1110111Ct1t()1 junra ()~ anexos LjUe pretende esclarecer etn sua colaboraç<1() prcll1i:lda .
r: 0
po
s so
pre
Im

Av tplranga, 440, Bairro Goiabeiras, CUlaba-MT . Fone/fax' (65) 3023·7790 - CEP 78032·035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

P
UP
....., ...

RA
.L • '...

RI
Anexo L - Empresário de serviços de Crédito Consignado

LA
1'.nl1:e os meses de julho/agosto de 2014, "O decorrer

DE
da campanha, () 'lfllal C;m-crtlador ordenou para clue o Pcr.icioname junmmenre

:31 AN
com seu o Coordenador -' urídico de campanha (Paulo Ta'lues), recebessem um

• :46 C
el11prCSÚno '-jlll' dC'ünha contrato para gerir ctllpréstinl0s consignados C0111 o

14 E S


8 - IN
,\ referida r(umao, foi marcada pelo Coorcknadm
01 OL

Jurídico de campanha e o local da reunÍ<lo foi em seu cscrilúcio de ach'o(acia, no


0/2 AR

bairro ComiL .\0 chegar ao local indiCldo para a reunião, já esta,'am reunidos em

Ullla salrl de rcul1i;l()~ que fica, ,lp<')S :L l'lltrada da rcccpçào a direito, ()s senhores
9/1 - C

\Vilians ,\jjshur c Paulo 'l'aclues,


: 1 30

o
Em 8579

Perici"nantc' se apresentou ao SI'. \Vilians i\lishur,

pois até "'lucia data, nno () conhecia. ~a seguência, () Sr. \Xiilians se apresentou e

• passou ri. explanar acerca de :-:cu COlltrtlto Cot11 o goycrno c esclareceu algunla~
11
65

rdaâolhlllli'Il!O rio iJl('.I1J!O (:0/11 () C;o!'l'rl/o /,iI.íJat/o - Si/,,[// 13(.II~/}()JrI. ullltl//llellk /)Jr:.m ror
r: 0

• l'.ll't.,ílldtl!()J de trJ!TlI/)~l!f) -. i'.I'feâaIIilI'Jlk IM q/le di:;ju rl'Jpei/o CI rept/.\Je.l' de propina Ih" . .'
po

[{~eIlIcJ plÍb/ú"OJ (O/li ajilldlzdadc de IJhlll/('}' d 1'~:~tJh·itÁ de XOI L'()J1ll'u!o.


sso

,\firmou nalluela oportunidade cIUC. praricaI'" repasses


pre

de recursos t]lIC ulrim-a confonrlc li produç:1o ll1c11sal, c l]lIC referid()s \'a]()fCS

chegaram a \':Iriar entre RS 51111.111111.1111 (cluinhl'lll:os mil reais) a RS 1.011l1.llIill.IlIl


Im

(hUtll tnilhán de rc,1is) por nl(~S_ Nessa linha, () referido clllprcsáriu, afinll0u l]Ue

tinha 1"01',11 interesse (:'111 dar continuidade CI11 seu contrato, aC:1sO o Sr. Pedro

Av Iplranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlabá-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
Ad.ogodc,

AU
Tat\llCS fosse () \TIlCl'dof confornlc aponr:lVanl as pesquisas, c, para Ulnto, aftrll10u
171

IR
estar disposto a 1l1atlt'cr as trat;Hi,"as (jue j,l possuín COlll () goycrt1o passado junro

L AR
,\p")::; de ter ou\-ido todas as gucstôcs apresentadas

DE
pelo referido CtllprCSano, o Pctlcionantc assu:::.tado cotn as
1
illfonnaç(~)cs ()bt:i<Jas~

:31 AN
pernlancceu ('1"11 silêncio, assinl (()lno ficara dur,1nrc Inda a COf1\'CrS:l, e nào chegou

• :46 C
sequer a solicitar apolo fInanceiro <LO projeto pO!Ílico, eis que nào Cf<l a postura

14 E S
quc pretendiam para o C\-enrual furuw )!,on,rno. Depois de roelas as afirmaç()es

reali%adas por panc do Sr. \Vilians a reuni:lo foi encerraela, sendo que () Sr. \\'i.lians
8 - IN

• \lishur se retirou da sala, tendo o Peticionante permanecido no local para finali%ar


01 OL

a COll\TrSa COlll () Paulo 'I'at]ucs. Nesta oC<lsiào, o Pcticionante, esclareceu ao


0/2 AR

coordenador jurídico Pmtlo T:1ljllCS ljUe n;10 concorda,"a CO))) a post"llra


9/1 - C

apresentada pelo emprcsúrio c () coordenador jurídico concordou com a <'>p1l1i:,o


do PeTicionanTe.
: 1 30
Em 8579

Passados alguns dias, o Peticionantc, C111 rcund.o COll1


o prerenso candidato Pedro Ta,[ues, informou ao mesmo rodo o teor da reuni'lo
11

com o referido elllpres(lI:io c re:Jtlrm<lu a SWl opinião de que o referido c1l1prcs:írio


65

n:'io tcria () perfil '·tico Llue o grupo buscal'a paIa ajudar no projeto político, ,,'ndo

• aprc~c11rad(ls
r: 0

llLlC na oportunidade Pedro T,ltjllCS c011cordou (0111 os argu111c11tOs

pelo depoente e encerraram o referido assunto.


po
so

Ocorre Llue tempo depois, sem saber precisar a dara


nesta ocasiào, () Pcticiol1<l1HC t0111011 conhccinll'nto de que o Sr. \X/ilians l\l1shut
s
pre

hm'ia doado o m{)ntante de RS ')11I1.11I)Il,O() (I1O\Tcentos mil reais) e llue o referido


Im

\'aIOf teria sido recebido pelo coordenador jurídico da campanha Sr. P:llllo
'.l'al}Ucs. .\,) r0111:\r C< )nhccitncn r() deste fato , c0111panilhou a in fonnaç:lo CO!)l

alguns 111cIllbros do grupo Je ;1111ig-os - n:10 se recorda especial111cnrc (0111 yUl'111 -

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba,MT ' Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
"'~vogado.

AU
jn citado pelo PeticÍonante, 'lue solicitaram '10 Peticionante para que informa"" ()

IR
ocorrido a Pedro TaLjUes. (~u" os demais membros do grupo também I';' 8

AR
'luestionaralll o Pedro 'b'lues sobre a referida doacào .

L
. \0 se encontrar com Pedro Taques, o Peticioname o

DE
indagou se () me,,))o tinha conhecimento da referida doaç'lo da empresa

:31 AN
CONSICNUi\I, rendo Pedro Ta'lues confirmado que tinha conhecime11!'o da

• ou C\·cI1l"ual Ct11prCSa do 1l1CSll10 .

:46 C
doaçào, apesar da mesma nào reI' sido cnntabili%ada em nome de \Vilians :\Iishur

14 E S


8 - IN
Que te\'C conhecimento, atrm'és de Pedro TaLlues,
01 OL

'lue pane do referido recurso foi destinado pelo Se Paulo Ta'lues para pagar
0/2 AR

despesas até em;,o desconhecidas pelo Peticionante e do grupo de


empresári( 1O1 amigos.
9/1 - C
: 1 30

Que I'L'\'e cunhccimcnto que dos RS ')11(1.01 li lJ I( I


Em 8579

(no\'l'cenros mil reais) doados pelo Sr. \Vilians \lishur e captados por Paul"
Taques, RS 50Ii.I.I!HI,(l1! (quinhcmos mil reais) foi pago em espécie e recebido por


11

Paulo Taques e RS 4()().(JIiII,OI) (LILIatrocenl:os mil reais) atra\'l'S de cheques e l]Ue o,


referidos titu]os foram entregues por Paulo Tal]ues para [)onizere ~ \~uilcra
65


Castrillo!l, ljue, por sua \TZ, fn doaçào oficia] no montante de RS 41)(LI !i 1(1,1 I!I
r: 0

(l]WlttoCCtH()S mil reai,) p:lra campanha, al:ran's da empresa .\guilcra ,\uto Peça,
po

J .rda .. no mes de "gOSTO de 21114.


so

(~u(' em janeiro de 2015, C""ernador eleiro,


s

(J
pre

chanl01l Cll1 ~cu gahinete () pcrjcionantc c () entào chefe da ca~a ciyiJ Paulo

dctcrnl1!11)l1 :H)~ P,lr:1 saldados clnprésfinl()S


Im

'f"alluc:-;, c 1l1CS111()S llllC fOSSCI11 (IS C<)J11

() grupo de cI11prc:':;lri( IS já eirados, inclusin.' o Pcticionantc, llttC h:l\"ia sido h Hll;Jdo

pari1 yuitar os rcsl():-; de calnpanhll.

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax (65) 3023,7790 ~ CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
:":",ra oportunidade, () Peticioname cobrou do us

IR
CO\Trnador Pedro TaLlues a retirada da empresa CONSIC ;NCi\l para inserir uma

AR
nO\'a empresa de CONSI(;l\.\DOS. conforme h",-ia prometido" (;m-crnador
Pedro T:1qul'~ nnlcs ll1c~nlO de assut11ir () cargo~ pois, Je~s(' contrato, seria

L
DE
realizada a quiraçào do ct11pré:;tinl<) jUlHO a()s CI11prcsá.rios.

:31 AN
'!'olLl\-ia, neste ll1Ut11cnto da COt1YCrSil, () ~r. Paulo

• Tal]UCS {'(>1110U a

CONSICNC:\J por mais


pah\-ra
tl'('S

:46 C
c Ji~sc <")1..1C

14 E S
rcri,l que 111,lIltCr () contrato

meses, afim de "iabili%ar para a me,!w! a


oportunidade de recuperar os ,'alores dO'ldos a campanha, no Llue Pedro 'J'aLluc,
da C111prCS:1


8 - IN

concordou com a manutenção do contrato da empresa CO),iS!C;NU\L


01 OL
0/2 AR

o Perici<lnanre infonna guc, em COI1\Tr,a informal


9/1 - C

com o secretárw lúlio :\]ode,w, () mesmo informou llue foi procurado pelo Sr.
\\iilians \lishur (lllC tinha interesse Cll1 ll1antct a yigência do seu contr:1f"(), tendo
: 1 30

oferecido ao Secretário propina para garantir a mal1utençüo do refer.ido contrato,


Em 579

-' úlio ~ loJcsto, assegurou ao Pcücionan1"c que nào hayia concordado C0111 a

proposta do refcrid() empresi!rio .


18
51

() .Júli() \loc!c-sf(), ainda Teria dit() a() PClicionctntl' LJUC


06


cste"e em COnr'l1() UJI11 a ~1J~PRO!))1; - ellui,-a!c-nte '10 U·YRO'\I.\T,
r:

rcsp()ns~h'cl pela ges1<10 de sistl't11aS Jo Eq:uJo - c tinh:1 lI111 projeto para trazer a
po

,\Iaro C;wsso " mesmo ,isrema operaciona1 para gerir ()S CON~IC;",\DO~ no
sso

I ~staJ() de ~Iar() Cross(), C0l11 a \ i1l1tagclll yuc isso n:10 acarrcraria l.lualyuct custo

ao I~:srad(). Que .Júlio, ainda lhe disse '-1l\C !e\'()l\ esre projeto ao C'Aernado!' Pedro
pre

Taques.
Im

P'll'a a surpresa do PeTicionanre c todo () grupo de


:1111igcls, :-1 rcferida ctnpresa n1ant-C\-C seu contr:l("O C0111 apni() d<) gO\'(.TI1() ~lti'

Av. Ipiranga. 440, Bairro GOiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
agosto de 2016, ou seja, por mais 20 (\'inte) meses, nào sabendo informar em (Iue
180

IR
condidícs foi manrido () referido cuntrat" lima \'C7. (Iue nno parricipoll de
ncnhutna tratatl\·a llCS~C :;cntid( I, a referida senJo in\Tst-igada P()t

AR
1l1CSlllO l'lnprCSa

confessadamentc pagar propina t1;l gestão anteri"r - 2011 a 20!·+'

L
DE
o contrato só foi encerrado após a prisão do

:31 AN
referido empresário na denominada "Operação SODOMA".

:46 C
14 E S
,
Ouc também tc\T conhecimento mediame C01l\TrS;)
COtll Pedro TalJl..lCS llLlC este cstCYC I1U1l1 evento na residência do senhor Nc,>
8 - IN
• (sócio do Prefeitu ;\huw i\lcnllcs) e ao chegar ao local, () prctenso candidato
01 OL

ganhou do senhor \X'ilians i\lishur "1I1lJ t"mil d" ,W'llelm ". faro (jlle cham,l atencio
0/2 AR

na lllcnlona do Pcticionantc. Segundo o Sr. Pedro Tatlucs, () C\Tllto fni no

condomínio ,\Iphm'illc, c () aruall'rcfcito \lauro ~lendes também esta\',) presente.


9/1 - C

() Pccicionantc ~lfjrnla l]Ul' só l'SrC\T (0111 \X,'ilians i\Iishur c Paulo Ta<"lucs C111 1I1l1a
: 1 30

rKilsiào, 11;1 1"cuni;\() já ll1cncionada .


Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av Ipirongo, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiobo·MT - Fone/fax. (6513023.7790 - CEP, 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
Anexo II - Doação HL CONSTRUTORA - Caixa 2
181

IR
o l'cLicionanlc tcm ami~adc com () Sr. Pascoal

AR
Santulo "'eto, atual Sccretário ~Iunicipal de Cuiabá. O referido ,cClTtário Se

L
propos a auxiliar () Peticionantc na capta~'l<) de po,si\'eis doadore, par" a

DE
campanha de Pedro Ta'lue,. (~uc () Pcricionanre e,teYc junto com () Senhor

:31 AN
Pascoal na empre,a denominada HL CONSTRUTORA de propriedade do Sr.

• r Iclmut.
dO'IÇào para a campanha, ()

:46 C
'(a rcfcri,b rcuniiio, LJuando o Peticionantc solicitou do cmprc,;iriD

14 E S
Il1CSll10 atlrmou 'lue o Sr. Paulo Ta'luCS já haúa feiro
coma\() com () mesmo e ele ha\·ia se comprometido a dom: R~ 5(11).1I111!,11I)


8 - IN

('luinhenros mil reais), rcndo, inclusiye, já entregue RS 251.i.i)(I(),iI!I (duzcntos c


01 OL

cin'luc11Iamil relis) para () Sr. Paulo 'j"Klues,


0/2 AR
9/1 - C

Com a rcsposta do referido cmpre,ano, ,)

Pcricionanre agradcceu c se despediu, oportunidade em 'luc o empresário chamou


: 1 30

atençào do Pericinnantc dizendo: "l'odr pn.YÚtl/J/ Je 0Z'~dlli:~"ÇIr melhor tll/n.: l'()t.'/r ': (')
Em 8579

Pericionanre esclarece lJue O \"alof doado pelo Ctl1rrcs~rio nào entrou no caixa da


can1panha l' o Pcticjonanrc nào [C\T inforn1açúo acerca dn rcccbin1cnto J() sald()
11

rCl11anCsccntc, sendo (JUC estes \'a]ores nào C1111'anU11 no caixa d~l Gltllpallha, seja
65

nhcialnlCtltl' ou 'jwr.!úr.i "'.


r: 0
po
s so
pre
Im

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba,MT ' Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032,035

"""""",.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
Ad.cgodo.

AU
Anexo IH - Pagamentos Marqueteiro Antero Paes de Barros:

IR
o Peticionante esclarece 'lue aros térlll1l10 da

AR
(l

campanha restou um saldo a pagar ao marCluetClro .\mero Paes de Barros de

L
aproximadamentc RS 7111 Li)Ofl))(J (setecemos mil reais) e 'lue () referido ,'alor foi

DE
pago ao tnanlllctciro por fora, pelo grupo de anligos já citado, ~cndo que () ~r.

:31 AN
Pedro Ta'jues dererminou o pagamcnto desra fort11<\,


• de ctnprcsários)
~\

:46 C
14 E S
deei,;!o de efetuar o pagamento de"a conta "por
fora" foi comparülhada c autorizada por PEDRO 'I' .\QUJ':s. Isso por'luc () grupo
8 - IN
COll1cntou C0111 () ll1CSll1()
01 OL

sobre essa siruaçào c o t11CSH10 atlrnluu

(]UC poderiam eon fiar no mesmo.


0/2 AR

Em;!o, foi realizada uma reuniào da scde da S,!O


9/1 - C

Benedito, onde se CI1C<Jnrra,'am () SI'. :\L\RCELO, ]':RIVELTON,.lULL\"-iO c o


: 1 30

Pct.icionantc, C0t11 () ll1an.Juctciro para acertar conlO seria efetuado () paganlcl1to .


Em 8579

. \pós () ajuste com O Sr. .\mero, O Peticioname, com

• a cOllcordãncia dos dCll1ais cnlprcsarlos, efetuou uni contrat:o de


11

empréstimo/mútuo (ainda não 'Iuitado) com o SI'. Claudio, sendo 'lue () referido
65

pagamemo ao marLJuetcirn .\:\TI':RO se deu com a emissào de che'lues cl" S1'.


r: 0

• Claudio Ferreira da Sika, conforme e('pia do múluo em anexo.


po

Fato inlporrantc, é ljllC () contrato foi tc~rl'nlunhad() -


so

pre~cnC1(Jll c aprc:-;cntou Claudiu a .\L.\N - pelo ~r. Júlio :\lodcsto, arual


s
pre

Sccrctnrio no Co\"cnlo Tal}Ues. l;{Jj Júlio clucnl indicou () anlÍgo para cll1prCSf:1r ()

dinheiro .. \0 buscar ,1 llucbra do sigilo banC:u:i" do cmitente dos chcl]ucs, (l


Im

canlinh() do dinheiro C0111prO\'ar;'t () alegado,

Av Ipiranga. 440. Baorra GOiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEPo 7B032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
AU
,\ ntero determinou n retirada dos chcllues pelo seu
183

IR
filho - K.\NULl'O P\I':~ DI': I\.\RRO~ -, sócio da empresa TR PRODUÇÕES

e pelo gerente de sua empresa junto ao Pericionnnte.

L AR
Os selyiços foram efet1\'amcntc prestados pelo ~L

DE
.\ntero, mas o acerto final dos seus honorários foi pago POR FOR.\, ou seja,

:31 AN
amn'és de caixa 11.

• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av. Iplranga, 440, BOIrro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEpo 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

P
UP
Advogado.

Anexo IV - Pagamentos Agência/Produtora FCS:

RA
. "4
1)
o

RI
Peticioname esclarece 'lue apos o renmno da

LA
campanha restou um saldo a pagar ao marqueteiro Agência/Produtora FCS de
aproximadamenle RS ('IJO.O()(),IIII (seiscentos mil reais) e que o referido ,'olor foi

DE
pago por fora, pelo grupo de amigos jil cirado.

:31 AN
• de cnlp.rc~ários,
:46 C
,-\ decis:lo de efetuar o pagamento dessa coma "por

14 E S
fora" t(li compartilhada c aurori~ada por PEDRO T.\QUES. Isso porque o grupo
C0t11<.:ntoLl COtll () 111CS1110
8 - IN
sobre essa ~itL1açàü c o ll1CS1l10 afirnl01l

• 'Iue poderiam con fiar no mesmo.


01 OL
0/2 AR

Entào, foi realizada unla reunião da sede da ~ilo

Benedito, onde se encontnn'am () Sr. ilL\RC:ELO, FRIVELTON, .IULL-\0:0 e o


9/1 - C

Petici( >nantc, COtl) () IllanjUcteiro para acertar COll1() seria efc:ruauo o paganlcl1to .
: 1 30

. \pÚ:-; () ;1jUStC C0111 () ~r .


Em 8579

. \ntcro, o Pcticioll;:1ntc, C()!11

a concordância dos Jenlais cll1prcsanos efetuou 11111 contrato de

cmprbrimo/mLlruo (ainda nào cll1irado) com o Sr. Claudio, scndo 'Iue o referido
11

pagamento ao mar'll1etcirn . \N'J'I '.RO se deu com a l'missào de cheques do Sr.


65

Claudio - o Peticionante apresentará o contrato de mútuo realizado com o


r: 0

• mesmo.
po

Fato inlrortantc~ é l]llC () contrato foi tcstenlunhauo -


sso

prcsenclou e aprescnroLl Claudio a .\L.\0J - pelo Sr. Júlio :-'["dcsro, atual


pre

Secretúrio no Cf )\Trnf) --)'aLJucs. I :oi.J úlio yUl'111 indicou o anligo para CtllplTstar ()

dinheiro. ,\0 bU'C:lr a ']llcbra do sigilo banc:írio do emitente dos chl"lucs. o


Im

caminho do dinheiro compro,'o,," () alegado.

v Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, CUlabá·MT • Fone/fax: (651 3023,7790 - CEP: 78032·035

W'NW.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
Advo~odo.

AU
185

IR
(),; chclluc, foram rctirado, com () I'cricionanrc pelo

AR
Sr. C;usta\"o c seu s()cio chall1aJo .\Iuriaci.

L
DE
Outro fato recordado pelo Peticionante, diz

:31 AN
respeito a um pagamento dissimulado pelo Sr. Erivelto - City Lar - a

• FCS. No período eleitoral de 2014, a empresa FCS emitiu uma nota de

:46 C
14 E S
serviço dirigida ao Grupo Econômico controlado por Erivelto.


8 - IN
Esse valor foi pago pelo Sr. Erivelto, tendo a
01 OL

emissão da nota sido utilizada para dar aparência de legalidade a operação


0/2 AR

financeira.
9/1 - C

0, ,cn'iços foram cfcri\"amcntc prestados pelo Sr.


: 1 30

L"Cc;, mas" aceno fInal do, 'cus honori,rins foi pag" POR L'OR,\, (lU seja, a1n1\<"
Em 579

de cai"a 11.


18
51
06


r:
po
sso
pre
Im

Av. Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEPo 78032-035

www.hw.adv.br
(~~/~

'~2§)
\~ut>rica_

--~~======~~-=
Huendel Rolim

PP
AU
• <, ('
100

IR
Anexo V-Restos a pagar da campanha e pagamentos efetuados no decorrer

AR
da campanha.

L
DE
Por ,'oh" de dncmbro de 21114, apos ,r ntlJr1a [),1S

:31 AN
dcic/)cs, o pctlcionantc se reuniu n:1 casa do CO\Tcrnador eleito, jUt1talncntc COlll

• :46 C
i\L\RCI:LO i\L\LLl', JLLl\NO !\ORTOLOTO, FERN,\NDO T\fl:--';OSSO .

14 E S
ERI\'UT()N C,\S<2UI'S e JULIO \[ODI':S'/'O. Na referida rcunú\o, foi
esclarecido pnrlULlO ,\!ODI'Sj'() ,r exisll'ncia de saldo a pagar.


8 - IN
01 OL

JUUO ,\IODI'S\'O participou desta reuni~(\, pois foi


0/2 AR

ele cluem cFcti\'amente coordenou a 'lucsr;ln financeira e cont,ibil da camp:rnha.


Ele foi respons(l\'c1 por cuidat efetivamente da questão financeira da campanha,
9/1 - C

incluindo os pagan)(,llros ()6ciai~ c os "por fora". l,'oi Júlio o rcspOI1Sá\TI PCLl


: 1 30

confecçã" das planilhas "lue ane'Cam este perit"rio, bem como a ptestaç<lo de
Em 8579

conlas peranrc () TRI'/i'lIT.

• Importante destacar, clue JULIO i\!ODI'SHl foi


11

com'idado pelo Peticioname para participar da campanha de PEDRO T-\QUI':S,


65

pois seus in\TSrinlcntos no Rio (;randc do ~lll nào h:n ianl uaJo
T

CCfH\ c () 111l'Sl1)()
r: 0

• era an1igo Jo Pcticionanrc.


po

JULIO i\!ODliSTO, inclusi\'e, recebia os recu"",)s e o


so

eferum-a () pagarncntn de contas da Gl1l1panha.


s
pre

JULIO i\IODI':STO, inclusi\"e, sabe dc mais doaç"lcs


Im

l]llC foram realizad'ls c 'luC () Petici()nanrc desconhece, como por nemplo, os

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax (65) 3023,7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
casos de doadores do ,\CRU'" I':C()UO, vez (lue o Peticionante n;io tinha 187

IR
acesso a estes doadores, <lue geralmente rratanm com j.J{.\l ~L\CCl.

AR
Nc~tc tllo111cnto, () C;o\Ccrnador eleito, 1l1anifcsrou

L
prcocupaçào cn1 qUItar () referido saldo pois nào lluctia deixar llucsóonanlcnto

DE
algU1l1 acerca Jo Cutl1prinlcllto das obrigaçôcs assU111iebs junto aos fornecedores

:31 AN
da campanha. Desta forma, ficou pactuado entre rodos na referida reuniào, llue o

• grupo pagari<1 as despesas de tc:-:tos

:46 C
li

14 E S
pagar c (Ille GÜS yalorcs se dariarn a dtulo de

empréstimo a f"n)r do Candidat() eleito, cuios iuros definid,,, eram de 1,5"0 a.m.


8 - IN
,\létn destes yalotcs, ocorrcranl pag;11l1clltos por Fora
01 OL

no decorrer da campanha eleitora I. ,\ ssim, os valores se aportados pelo grupo de


0/2 AR

empresários se confunde um pouco, pelas planilhas apresentadas, mas seLi"


9/1 - C

explicados lOdo Pcticion'lnte em seu depoimento.


: 1 30

Ocorre <ILlc o aporte por fora em maior llwlntidade


Em 8579

ocorreu no finnl da canlpanha, lllas t;:lI11bénl ocorrcranl pagilnlcntos por fora cnl

seu canlinho .


11

,\s pli!nilhas ljUe se adunanl neste anexo, Jell1on:-;ttanl


65

uma e,pcCle de I'LU~O DI:. C\l~,\, em períodos di,rinrm, mas que


r: 0

• demonstram alguns aportes de dinheiro n:lO declaradas e saídas também 11'1"


po

declaradas.
so

Re%alra por fim, acreditar que () grupo de


s
pre

empre,órJm iú cit'lclo pelo Peticioname, composto por j'd.\RCI':Ul ~1.\LUI',

IULI.\NO D.\ TODJ,\lO, 1':RIVEl:rO D.\ UT)' L\R, l:I·:R".\"'DO


Im

:\lll\iOSSO ,.: .\1..\" \1.\1 nUI' aportou cetca de SETE r\llLH(lj·:S DI': In:.\IS

por fora na campanha ao gOH'rno de P[':DRO 'j',\QUI::S.

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/lax' (651 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
()~ nÚnlCrOS :san apr()Xinlad()s~ putllUl' :-;0111cntc
138

IR
I LJUO i\1()DL~T() é llue ,aber:í exntamellte 'lS recursos llllC cfcriyamenre

AR
cntraral11 na canlpanha, benl (0I11Cl, tctú () nútnero exato de contas l]UC f()C1111

pagas c os fornecedores yLLC não declararam o referido paganlcnto "por denrro".

L
DE
o l'1':TICJON,\N'TT: ap()rtou por fora a() [oral,

:31 AN
\'alores aproximauos em RS2,')()(),IHIO,(l() (dois milhiíes c lJuinhentos mil reais);

• :46 C
14 E S
(2uanto aos dcrnai:-: clnpresários do grupo, os nl!ofcs

aportados pOf fora, constam !la planilha llue já foi juntada no anexo, já que n:i"
8 - IN
• sabe infornlar C0111 c:xatid;lo quanto Cllda Ut11 aportou, sendo que as infornl,1ç(')('S
01 OL

constantes na pbnilha fOfam bnçadas por JIJLIO ,\IODI'Sro, podendo existir


0/2 AR

\-alofcs ljllC nào se cncontl:<1l11 na planilha c nào é de conhcciIncllto do


9/1 - C

Pct.iciona n te.
: 1 30

,\ planilha adunada ao feito demonstra muito do que


Em 8579

foi dito nestes anexO, e será demlhada quando do depoimento do l'criciol1:l11te,


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av tplranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

lNWW.hw.adv.br
. ,,61f:>
/'~S·~r
\ .
01'
'
. ~ubrl",
~._-

Huendel Rolim

PP
AU
IR
139
Anexo VI - Da retirada do Fernando Minosso do grupo de empresários

L AR
Por yolta de fevereiro de 2015, () Sr. remando

DE
\rinosso lY1anifcs[ol! dcscontcnranll'nto (01n algunlas posturas adoradas pelo

:31 AN
gO\Trnadur c1eiro, ainda na fase de transição (nm'embro/ dezembro 2() I~) .

• :46 C
14 E S
Com isso, optou por se desligar por completo do
projeto político .. \gendou uma reuniào particular com o govcrnador elcito Pedro


8 - IN
Taques e nesta ocasiào solicitou do ll1CSll10 o paganlcnto dos ,",dores por ele
01 OL

emprestados.
0/2 AR

I)csta forn18, o go\"crnador eleito, C111 rcuni;lo COtll ()


9/1 - C

Pecicionantc, solicitou do 111CS1110, (Iue \-iabilizassc () recurso nccessúrio para l]Ll1tar


: 1 30

o "alor emprestado por I "ernando 1\ lin""".


Em 579

() PcticionClntc nc::-;t:a ocaS1ao, infnrnl0u ao


18

gm'ernador eleito a sua indisponibilidade de recurso para saldar este ,'alor mas se
51

comprometeu a cOI1\'ersar com () grupo de amigos para ,-cri ficar a possibilidade de


06


r:

o peticion'lnre fez a rCll111ao com li!. \RCI ':LO


po

ill.\I.UF, jULL\NO BOR'J'O!.O'j'() E FRJ\'I·:J.'j'ON C;,\SQUI':S l' decidiram


sso

C111 atl'ndinlento a solicitaç:1o do go\-crnador, saldar parte da Ji\-ida do Sr.

l'ernando ?llinoss() a tÍtulo de empréstimo. Os senhores iI L \ RU': i.() ?lI. \ I.l.' I",
pre

jULL\NO BOIUOLO'j'O I: I·.IZJ\'I·:LTON C;,\S()UICS se propuseram a saldar


Im

as contas desde
1
ljUé fosse p,lrcclilt!o na pessoa fisiGl dos 1l1CSt110S, SC111 l]uak]llCr

,-incubçílo C0111 :1:-; Ct11ptcsas.

Av. Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlabó·MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEPo 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
Advogodo,

AU
hcou estabelecido para ,\L\ RCFLO TIL \UJI',

IR
JULL\NO BORTOLOTO I,: ERIVF'JTON C;,\SQUES o pagamento de RS
190

AR
140.000,UO (cento c quarenta mil re'lis) para cada um, 'Iue totalizou RS 420.Il(lO,1I0

(<"juarrocentos C vinte nul reais), \",!lores e~rcs que o Sr. Fernando ;\Iitlosso recebeu

L
DE
de cada Ufn Cll1 ll1ilO:-;.

:31 AN
.hcou pendente ainda, UIll saldo aproximado de RS

• :46 C
4011.(J()(),IJO (quatrocentos mil reais) () 'lual () Sr. [-'emando Minoss() retornou em

14 E S
reuniiío com gcl\Trnador eleito e cobrou a referida diferença.


8 - IN
() goycrnaJor por sua vez, disse l}LlC tornaria as
01 OL

pt:O\idencias para 'Iuirar a pendência e 'luC este valor seria pago por Paulo Ta'lues.
0/2 AR

SCll1anas depois, () pcticionantc recebeu a \'istra Sr.


9/1 - C

Li()

Lnio que trabalha no ,,,cri tório de adnJCacia do Sr. Paulo Taques, ocasdo esra
: 1 30

'Iue () mesmo lhe entregou a importância aproximada de RS 2()(I,I)()(I,OI) (duzctHos


Em 8579

11111 tcai~.) CI11 espécie, para entregar ao l;ernando rv!ino:-:;so. l)c p()sse do referido

,'alm () Peticionanr" procedeu '1 enrrega ao Sr. Fernando i\1inosso .


11

. \Iguns dias :lpOS, () próprio Paulo Ta'lues entregou


65

em maos do peticiol1ante a diferc11l;a de 'lproximadamentc RS 2()().OIlO,()1! em


r: 0

• espécie, para 'luirar () compromisso do cmprésümo de [<'emando \fino"o.


po

De posse do referido ,'alor o Pcricionanre procedeu a


so

entrega ao Sr. }.'crnand() i\1ino:,sn. \,;c~ra ocasi?to, por força d:l '-jultaç'-ltl do
s
pre

C0t11pr0111isso, o Pctlcion::lntl' solicitou de l;crnando i\finosso quc se dirigisse at-L' ()

goycrnador Pednl Tayuc:-; c infornl:Jssc ao ll1CSll1() a cfcti\-a yuir,lç:lo de ;-:.cu


Im

ctnpréstinlo. (~uc tanto 1"crnand() J\1inosso, quanto Pedro '1 ';'H_]UCS, <l finllaranl ;1()

PericÍonantc (]lll' se cnCOtUfanlt11 (' a dh-ida cstay(l solucionada.

Av, Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba,MT ' Fone/fax. (65) 3023,7790 - CEpo 78032-035

www.hw.odv.br
:~
~?Jj~)
~
Huendel Rolim

PP
AU
(~ue nào sabe inforn1ar a origen1 Jo dinheiro que foi

IR
rep""aJa, por lkrerminaçào dc Pedro TallllC" entregue por {':nio c Paulo 'l'acllle, . í91

L AR
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 579


18
51
06


r:
po
sso
pre
Im

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP: 7B032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
Advogado.

AU
Anexo VII - Composição de Secretariado 192

IR
(~u"nd,) da C()J"P0,IÇ:l0 do ,ecITtariado do alual

AR
go\'crno, () pene\( n1antc esclarece <-jLH:" a pedido do gO\'crnaJor eleito Pedn)

L
TalIUl'S, efetuou a título de c0l11plc1l1cnto de saLirin para ():-\

DE
p,1ganlCt1tOS

~écret:írio, Paulo Bn"lolín, C]llC ""umiu a SI':I,',\I e Júlio :\Iodc,ro, 'luC a"umiu "

:31 AN
SI':C; ES .

• gU\TrnO acaso rJ\T'sSC111 esse


:46 C
14 E S
(),:.; referidos secretários so ;lSSutnlf1anl ;lS pastas no

cOll1plcnll'lHO s;lbriaL ,\ssinl () grupo de


8 - IN
atnigos/ ctllprcs<Íric)s ,\Ian \la]ou[ :'Ilarcclo \laluf, ]':ri"clron e luliano)
01 OL

rcsoh-cranl rmcar essas despesas C0111 a ClCtlCl:1 do g()\'crll:1dor c1ciln, l'..i esse
0/2 AR

1110111Cll["O, Fcrn~ll1J() ;\lillosso nno panicipm'(1 111,tiS do grupo.


9/1 - C

() Pcticionalltc esclarece :linda, que () Y;llo[ pag{) se


: 1 30

deu a título de empré,timo a pedido do go"ern;ldor Pedro Taque,.


Em 579

Par:1 () sccrctáno Paulo Bru~rnlin f( li pago <l


18

importância de RS 5(I(I.{H)lI,()() ('1uinhcnro, mil rcai,) a título de Im'a para a"umir


51

() cargo c RS ~1J.(1()II,1J(I (oitellta mil rcai,) mell,ai, no período de janeiro :1


06

dezem br<> ue :2015 .


r:
po

P\LL() BRLsn )l.l0i cra url1 C:S:CCUt1\·( )

reconhecido, que rrabalh:,,'a junto a U~L\ ru) c U L \ B, \, tendo lima rend:l


sso

men,al de aproximadamente RS ()II.lllill,lHI (,e"enta mil reai,), razão pela qual


pre

só aceitava aSSU1l1lf um cargo no govcrno se sCu salário fosse

complementado, pois do contrário manteria suas atividades na iniciativa


Im

privada.

Av Iplranga, 440, Bairra Gaiabeiras, CUlabá·MT . Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEP. 78032-035

www.hw.adv.br
PP
Advogodo.

AU
Que lluando () Crupo decidiu parar de complementar
193

IR
() salário de BRUSTOLlN, o goyernador PEDRO 'I',\<2UES Foi cienrifIcado,

AR
Nesse momento o (;OVERl",\DOR reria dito ao Peticionanre 'lue P,\liLO
'L \ QU ES datia uma soluçào para () c"o,

L
DE
Sahe int;'tmat llUC 1)\L:LO BRliSTOLlt\ teria saído

:31 AN
do g()Ycrno pOrl]Ue esc(lllLblo:-; CSrariatll 111uiro prÓXinl()S c o tlleStll(l tinha receio

• de es1::t[ 11(1 g()\Tfn()

:46 C
nl'~tl' tllOtlll'nto .

14 E S
Iá para () secretilrio Júlio 1\lodesro foi pago a
8 - IN
• Importâncw de RS 25,1)11I),on Clnte e cinco mil teais) mensais, no período de
01 OL

janeiro a dc%embw de 2015 a título de complemento salatia!'


0/2 AR

Em dc%cmbro de 2015, () Pcticionantc inform()li para


9/1 - C
: 1 30

a tírulo de complemento de salário, eis 'lue aré aCluc!c momento nno h"yia
Em 579

recebido os ":llnres aportados na campanha a título de emprésómo,


18

l)c igual 1110do, () pCtlC10nante infounou ao I'nti1.o


51

goycrnaJo1' Pedro Taques, t]llC () grupo 11i1.0 lllalS paga na os \"alores para os
06

referidos secrerários a título de complemento de saLírio,


r:
po

() go\"crnaJor concordou, c atlrtT10U ao Peticionantc

llue ma encontrat uma solução para o problema junto a P,\ULO T,\QL'ES,


sso

(~uc (C111 a ccrtc:..:a lluC' JULIC) ainda csrá no g()\Tr1l0


pre

porque sabe nluiro, jú l]Ue foi o coraç;lo financeiro da Glnlpanha, pois Jo conrrúrio
Im

já tcria sido desligado da gestão.

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
Advogado,

AU
Anexo VIII - Operação Rêmora

IR
No 'Iue J,tnge a operado RI:::v[OR,\, () Pcricionante

AR
faz lluesr<Ío dc juntar os depoimentos prestados junto ao C;,\FCO(:\]T, onde

L
espcci ficou melhor o que

DE
()eOlTClL

:31 AN
l)cstacl ainda, tlLle algu111as perguntas 11ao f01':1111

• :46 C
respondidas n;r,]uc!a oportunidade, )luis na() tinha ligaçào com o fato apurado

14 E S
naquela in\Tstigaç;l(), COtll0 por c:\cnlplo () valor captado "por fora",
8 - IN

• Tendo em \,isra que o referido depoimenTO deixou


01 OL

algllnla~ lacun,ls, l]LlC scr:lo expostas en1 110'-0 depoimento perante a PC R, ()


0/2 AR

Pcticionallfc c:-:clarcce de inlcdiaro alguns pontos l}UC sào Ínlporranrc:-; p<11'<1 (l;1,('r

constar nos anexos.


9/1 - C
: 1 30

o primeiro deies, é que causou estranheza uma nor'l


Em 8579

emitida pe!o CO\'! ':KNO de i\L \'1'0 (; ROSSO, ,]u;rndo da matéria exibi,h no

JORN,\L N,\UO".\L sobre seu depoimento, "ejamos a nora'


11

~( \'1'.\ IJl.:
65

\ccn.::\ do dcp(Jiml'1110 J() imTs[l.~(ld() na ()]lcr;u;:ln Rêmnr:l .. \bn \falnur-, :\n l;.\I·~C()


((jrupo de .\t'llW::l(, 10::<lwclal de Combate: ao (rime: (lrgaruzadn) c l\,\C() (:-:úc1cn de o\t;()c:<
r: 0

de C()1llpt"lt,tl(.:i<l~ ()rig1nán:l:;j dn \l!ll1~léno Pl1blic!1 de \hi"o Cro~::'f)" llU lÚU110 dia 1(1, e
diq!l.:-:,:Id( 1 :01 Imprcn""1 1101.1 ~l"gl\l1d:l- i"eir:\ (I (JoI2), " (iO\"l'r1l(' cll' \ Iato (; ros"o YClll :1 púhlic(l
po

e"clan.:cl"!" () quc ~q.',lIç:

i.llj () ~()\'('rnador Pedu, OI <llllll':':: c () ~ccn;t,iriu da (:a:.::a Ci\'iL Paulo Talllll::'::, llCg:lll1
so

cnf:nicllllCl1tc a:.:: :IÍirm;!U')t"" ),o"l:ln,,:.:: l' ah~llrda~ do 111yc:>t-ig:\dn o\Lll1 .\blnuf ~()hl"c :\
bnr:I':;I()~a CX1:.::tCllCi:\ de \':l1l1re" n:O\o c()nt:llliliz:Hl()~ (c, ch:lIlndn "clixa d(}j':;") na (;\111p:lnlu
s

de 2111-L L' l"citcr,nl1 llllC l(Jd;l~ :l~ 111()villlcntacôe:< l"inancclra" do n:(cn...!o pleiro eklf()r:tl
pre

cllC01lfr:111l ~c deYllbmcJ11C n:gi~rraJ,I:> 11(\ Pn::.::taC:-Io de COlll;l:':: Jo I>])']", partido rw10 llual

Pcdrn 0jo:ll]Ul':':: di:.::purnu ;Illlld,\:> Ck1S'()c:-; - lndu:-;l\"C a:.:: dc:.::pc:.::a:.:: :lind:\ nár) p:lg:-I:':: - :-;cndo '---Iu,o
.l prc~r:IC,I{ l Jc cunl:l:; doI clmp:l11ha (oi apro\';te!a :'::C111 r("~:;,lk:l~ pcb Ju:;rict Ekirocd,
Im

1 hrrp:j i \\'W\\O o: llh:lrdircl( l.Cfllnohr I iLlfiJic<);" n( ltici,\:.::/ cxillir ol~p;'iJ=:;o:::'()-Fl&l1' )fici:l=:ll:l11-ma)(\uf-i()~.I-ctllp:l­


c.h _n° mora ~(ll )~T-:-';l!l/..t rdi -lO -ci I :I-C oIlX:l- 2-0~( 1\ 'L'rt1() - 11 l'g:l

Av lplranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP' 78032-035

www,hw,advobr
Huendel Rolim

P
UP
()~) ( ) g()\-tTnador ~L'crl'l;irin afirmam. ainda, ([UL' .\1:111 .\blouf iam;lj~ excn:Cll lju,\kIUl"r
L' ()
í35

RA
car~() uu ckkgaclo 11:1 ,ltTCCldadn dI.: fllnJ()~ elcirnrais, l" que t()cla~ as dn:lC(')(,s, de pe:-;s(l:ls
fisicls (lU jurídiC:1S (n:1 (~P()C;\. [lt'l"mitilbs) f(lr:lm dl'\·iJ:lInente reg-istr:t<.bs. PI)1'1:1I110, ca:,f) h:lj,l
,-a](lr <'jlH: C\'l'lllu:tl:r.cntc tenh:l siJr) 111<)\·ill1CTlIU pclo invl'stig:ldo c (IUC 11<\0 estcja
'-jll<dllLKT

RI
COIlI,lbdli':aJo, n:lo (oi 11liiiz:ldo lU campanh:" cahendo :\penas c r:\() somente :10 inn._'sI1g:l<..1()
cscbrccer OrIgem l' destino elos \"aI0res por ele ll1Cl1ClOll<ld(\s.

LA
(l.1) () gt ,n:rn:ldor l' f) sccn.:I,írio c1assificl111 as Jn:laraçoes do inn:sli g :l1ldn comi) um;]

DE
H;nr:niY:I sórdida l' !11elllirr's,l tk l'I1\-nh"l'-]t}S em :H;()C:' crimlnns:\:, cb:, lju,il:' jamais tiycr:Ul1
c1JllllCcimclllll, r:ullpnt!Cf) d<-,i:i:' deram ()rdl:1l1 (lU p:\rricipanll11 . .I":lml'nt~1m. ,lind:l, (jUl' Il
ill,·""ti;.r,·,lI.1" lI")!" l·tl,·"k,:·-1"" """ :l'n, ij"P?i~, c(1plr,lrianc!n fnc!n'i Os dC'1l1ai" dCpllillLCl1rll"; j,í

:31 AN
prc:,;-:,dc,:, lW:'S:1 ill\'vsl'i~;IC:\(1 com i ) cbro pnlp/):'110 de ocs\·iar o Coco das aClI~acó..:s llllC
pesam (('1111';'\ SI -, l' 111{nrm:l111 llUC cUllslirLlirilo :Kkng:ldos p:\r,\ atum no jlnlCc:,so judicial ('


gaLI1Lrir LjllC :1 \-enbdc PIT\·,dl'C;1. I,: :1 n'rd:lck l' um:1 :'/l: Pedro T:\l]W:S rem lIllla \·ida de IUI:I

:46 C
conlnl (\ corrllpdlo c l':' COHllj)1'US, 1'1 lentf) en[rent:ld(l c dCSll1;111lclado inl1111Cras qWKlrilh:ls

14 E S
qlH' ,1)2.1:1111 no I~st<ldo l' 111) p'lís. e j:lm"l:' comp:lcm:lrta com ~lll;il(lLH'r ,110 ilegal.
C'spcci,dmel1tt' l"cbcinn:\Jo a dC'snos lk lTcur:,o:, púhlic():,.


8 - IN
04) Por fim, o Governo do Estado esclarece que, embora o investigado tenlu
mantido relacionamento social com Pedro Taques, ~lIas cmI1rcs,!:, lamal:' \"C1Kl'r,11l1
01 OL

tlldyul'l" liclI:H;;lrl ()U Cf)IHr;t!f) 11,\ ;liJministr;\('::lll l':,tadU<11 a partir de fll de 1:1Ill'11"(! til' ~111,~,
uma \"l~i: '-IUC () gO\"lTn:\dor, por c:'lril:l ()hl'Jiên~:l<1 ;'IS k:is, IlUIlCI inlerfcriu l' j;-l1ll:l!S infcrt"l'I"lr;í
em LjwdljLlCr prr>Cl':'~(1 de ,llllll:'lcà() ou lici!;j(;jl') no úmbiro d(1 C; ()\Tl"t1(J do I':s!':ld() (ltl em
0/2 AR

ljUa](jllcr OU!j"(l (;O\·('rll(l.


9/1 - C

CUlah,i \["1". I') de ~IHú.


: 1 30
Em 8579

E~:-;a ~1I~[111ac;à() nao procede e o Pl'licioll:1l1ll' <1

pnn+iu:a COlll Fotos c tcstl'lllUl1has~ yuc poderão ser ou,"idas onJc se delllollstrar:l


11

llllC I) diariamente a casa d"


65


r: 0

PEDRO T.\QL:LS chegou a d,)rmir cm ,ua re,idência em dua, oportunidade, no


decorrer do ano de 21115.
po
sso

Outro fato l]Ue poder,) dcmon,rrar a amizade c


proximidade do CO\"CJ:1lador do .\lan, é n ddco l]UC ,eguc em anexo. onde n,)
pre

Inauguração J() Shopping \,',ír%ca Crandc, () C;O\Tfllado[, cln nl()nlcl1t()~ distintos,


Im

trata ,\J .-, \ 0i C01l1() anligo, de fornla (otalnlclltc diferente C01l1 a nlancira C01110

trata '" Jemai, cmprecnJedorc, presente,.

Av Iplranga, 440, Bairro GOIabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax (65] 3023-7790 - CEP: 78032-035

'I{WW,hw.adv,br
@
_.J..!:::::::==:..l....-'::::
Huendel Rolim

PP
AdvQgado.

AU
Para ilustrar, seguem as seguintes fotos:

IR
L AR
DE
:31 AN
:46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 579


18
51
06


r:
po

FOTO RETIRADA DA SALA DA CASA DO PETICIONANTE


sso
pre
Im

www.hw.odv.br
<é:iP'
/')\>-U"" O);.
~.J3~
.~~
r'

Huendel Rolim

PP
AU
19'7

IR
L AR
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL

PETICIONANTE NO DIA 29.08.2015 - DA ESQUERDA PARA DIREITA - DONA


0/2 AR

LEILA (MAE DO PETICIONANTE), SUA IRMÃ ARIANE, A EX-PRIMEIRA DAMA


SAMIRA MARTINS E O GOVERNADOR PEDRO TAQUES DISCURSANDO
9/1 - C
: 1 30
Em 579


18
51
06


r:
po

-
sso
pre
Im

,
AO CENTRO A ESPOSA DO PETICIONANTE E AO SEU LADO A E~':Mut~i
SR. PEDRO TAQUES - AS ESPOSAS ERAM PRÓXIMAS, TAMBÉM, EM FUNÇÃO
DA AMIZADE DOS MARIDOS

Av Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 7B032-035

www.hw.odv.br
PP
Ad'Q~cdo.

AU
198

IR
o PETICIONANTE DETERMINOU A

AR
REALIZAÇÃO DE UMA PERÍCIA EIVI EQUIPAMENTOS QUE

L
FAZIAM O ARMAZENAMENTOS DAS IMAGENS EM SUA

DE
RESIDENCIA, PARA PROVAR A FREQUENCIA QUE O

:31 AN
GOVERNADOR PEDRO TAQUES FREQUENTAVA SUA CASA. ATÉ
O DIA 22.03.2017, TEREMOS A INFORMAÇÃO PRECISA SE OS

:46 C
14 E S
• VÍDEOS PODERÃO SER RECUPERADOS E TÃO LOGO,
INFORMAREMOS A AUTORIDADE COMPETENTE .


8 - IN
01 OL

COnf()rnlC ll1cncionaJn Cln seu Jcp()inll'nto~ Lluenl foi


0/2 AR

responsável pela indicação de PI':RL\llNIO nào foi .\1.,\N, 1mb sim Nll ,SO:--:

LLIT.\O, até por'l"C, o I'cricionattte SeljUer o conhecia, sendo 'l"e nem mesmo
9/1 - C

socialmente.
: 1 30

Segundo CIO\'.\1\:I': CUl/..\RDI, Ljllem 1111Cl0U


Em 8579

tod" () eSll"ema na SI':DCC foi ~1I ,s00.:, PER;\IINIO e [,'RIC;ERl.


11

(Juando o Pcticinnanrc foi pn )curado P( lr


65

C C I /.. \ R I) r, () tllCSlll() í1 finllou que '\ri () }Jdiâollilllk Ih/() I.'J!m'{./ fI.'<"llptr(./Ilr!r; f) (1I1/I'l'lm


r: 0

illl't'J'lldu 11t.J 1..:{)/J}pJI/!;a. poú .\lilmJ.l [' eermil1io i!J/tI1 Jt.-IIJ1 (0111 (',I'qJJ(!JJhl 1t.J delllru r~"iJ Jdldc!J'
po
so

1só() ocorreu 'l"ando C; 1()\" \ N I~: pediu lIUl' o


s

Peticionante apresentasse PI":JZ,\ I IN I() ao mesmo. para participar dc ohras.


pre
Im

I':m complemento, CilO\'.\NL tena dito ll"l'


:--:ll.SO]\.;. PI,:R;\II?\:[O e l'RI(;I':RI estariam recebendo nlores dc um

Av Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEPo 78032-035

W'NW.hw.adv.br
Huendel Rolim

P
UP
Ad.ogodo.

empresário chamado ~(;U,\RJ·:/.J, Cll1C tinha euntratos com '1 SI':DUC desde ()

RA
RI
LA
.\ssim LJuando CJOV,\NE entrou para operar"

''"esquema'', tu00 j8 CS[l1\'a andando sendo CIUC apenas foranl substituíJ;lS algull1as

DE
"peças", especialmente, J.']{JCr':RJ por C;IO\',\NE.

:31 AN

Outro ponto que pode não ter ficado claro, diz

:46 C
14 E S
respeito a participação do Dep. Guilherme Maluf no enredo. Esclarece o
Peticionante, que quando decidiu aderir ao esquema, Giovane o informou
8 - IN
• que eles precisavam de duas pessoas em cargos estratégicos lá dentro, e
01 OL

que as mesmas seriam: FRIGERI E WANDER.


0/2 AR

FRIGERI já era ligado ao ex-secretário


9/1 - C

PERMIÍNIO PINTO e segundo apurou Giovane, WANDER tinham


: 1 30

ligações com o DEP. GUILHERME MALUF.


Em 8579

Assim, pelo que se recorda, PETICIONANTE e

• GIOVANE se reuniram com GUILHERME para informar sobre a


11

possibilidade de angariar recursos junto aquela secretaria, sendo que para


65

isso precisariam de seu apoio político, pois uma das pessoas que fariam a
r: 0

• "engrenagem" interna rodar seria ligado ao deputado.


po

Nesse momento o Deputado Guilherme


sso

concordou em aderir ao plano, sendo que Giovane ficou responsável em lhe


pre

entregar os valores de repasse.


Im

Infor111a ainda ljUC CI11 de(Crnlinado 1110111C1HO chegou

a se rcuntr com PU,i\II"J]O e .I U,IO ,\IODJ'·:S'J'O, para apresenta-Jos uma

v Ip,ronga, 440, Bairro Goiobe"as, CUloba·MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 7B032-03

.WWW.hw.adv.br
P
UP
Ad.ogada.

empresa de S'lo Paulo de SOIT\V,\RI': de gestao em Educaç,\o . . \ reunião

RA
aconteceu t1il enlprcsa do PericÍonatHl\ rllas a cnlprc~a nào chegou ri participar de
200

RI
lJuallJuer licitação no estado. Ressalra-se e ainda que a referida empresa não foi

LA
doadora.

DE
Reitera que também aprcsenrnu u ditemr desta

:31 AN
empresa que no momento n'lo se recorda o nome ao Sr. BRUSTOLlN. mas da

• :46 C
tTICS111a fornlil () estado nào se interessou pelos SCITÍÇOS apresentados .

14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlaba-MT - Fane/fax. (651 3023-7790 - CEPo 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
"'dyo~ado.

AU
201

IR
Anexo IX - Do relacionamento com Pedro Nadaf

L AR
Anexo IX.a. OPERAÇÃO SODOMA

DE
:31 AN
() Pcticionante confirma lJLlC' Pedro Nadaf ajudou ()


pericionantc a receber () scryiço prestado pejo seu Buffe! no que di% respeito '1

:46 C
posse do ex gO\"l'rnador Sikal Barbosa em OI /n I /2011, conforme já declarado em
14 E S


8 - IN
01 OL

Confirma () empréstimo no Importe de RS


1.5 110,111I1i,(lO (hum milhilo e (juinhentos mil reais) obtidos por Pedro Nadaf. llue
0/2 AR

nunca afirmou ao Peticionanre a ilicitude da origem daqueles \'almes conforme


9/1 - C

declarado no bojo da operação SODO?lL\ TV e Cjue somente yeio a ter cil'ncia


: 1 30

np6~ a dcf1agras:ilo das opcraç()c:-:.


Em 8579

Assim, reitera que tomou o dinheiro emprestado

• junto a Pedro Nadaf, pois atravessava difícil situação financeira, e burlou


11

as normas exigidas pelo COAF para pratica de tal desiderato.


65


r: 0

IX.b. Reunião entre Silval Barbosa e Pedro Taques na casa do Peticionante


po

() Pcticinnantc info1"T11<1 que por yolta de agosto de

21114, tCYC Lima reunião em sua residência, com participação do candidato ,i épOC1
so

Pedro Taques, (;O\crnador da época Sikal Barbosa, Secretário à l')loca Pedro


s
pre

'(adaf e () cmplTsúrio ,I':rin'lton (;asllues,


Im

Av Iplranga, 440, Bairro Goiabeiras, CUloba·MT . Fone/fax, (65] 3023·7790 . CEP 78032·035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

P
UP
,-\ referida rcuniào foi agendaua para tem<1f yiabilizar

RA
t\'Cntual apoio financeiro por pane de Sikal Barbosa a fa ,'or de Pedro Taq ues no
202

RI
montame pretendid() de RS lO.r)O(I.()(lO,OiJ (uez milhr'ies de reais),

LA
Nesta ocasi,jo, () Sr. Sikal Barbosa e Pedro TacILll's,

DE
tiYCr:1111 Utll1 COIl\TrSa rc~crvada !lO anlhicntc (churraSl]Ueira da rcsiJênciil ele .\1<111

:31 AN
i\[alouf), por ""Ira de :lO a 4() minutos, sendo clue ,\lan Malouf, Pedro Nadar e

• :46 C
Erin'lton (;asques, aguardaram a reuniào resen'ada entre os dois, do lado de fora

14 E S
do rccinro) ll1ais prCCiS:11l1clltc pn'lxinlo a piscina de sua residência.


8 - IN
,\0 íinal da rcunlao, Peuto Taques informou ao
01 OL

Peticionam" e a j':riye!ton Ga"ques, 'luc a pauta debatida estanl acoru'lda entre as


0/2 AR

duas partes,
9/1 - C

Dias apos, hi,'c1ton Casques e i\larccjo \Ialuf


: 1 30

estiyenlm na Casa Ciyil para cobrar de Nadaf sobre () cumprimento do acordado


Em 8579

e11lre Pedro Ta'jues e Silnl j\arbosa, Nessa oportunidade, Pedro ]\; 'lUa r
manifestou discordúncia lluat1lo a" ,-alor negociado por Pedro ']"lllUCS (' ~ilnl

• Barbosa, ma, informou da possibilidade de cumprir com pelo menos RS


11

5,(lfIlUlfllJ,OIJ (cinco milhóe, de reli,),


65


r: 0

Passaranl 11lais nlguTls dias, c n:10 obtivCfi\lll n('nh11111;1


po

po,iç,jo de Pedro \:adaf a re,peito do recurso prometido por Si"'al Barbosa para
Pedro Taque:::, ocasiào esta C111 <"~LJC dcsistiranl de vez de cobrar providcncias
sso

acerca da referida promes"l.


pre

() Pe1"lcionantl' nào sabe infornlar se houyc LJUi1k!lIl'f


Im

rccebinwntu decorrente da ITUlllaO entre Pl·:DRO 'L\(~l]FS e SlL\',\I"

Av, Iplranga, 440. Bairro GOiabeiras. CUlaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

P
UP
B,\RBOS,\, e ca,,) tenha ocorrido ljualljller pagamento, () Peticiot1allle

RA
dcsconhece, 203

RI
LA
IX,c, Pagamento indicado por Pedro Nadaf - Caixa 2

DE
o Peliciot1anre, it1ol»tante aS rrar,ninls entre 1'1 ·:DRO

:31 AN
T.\Ql'ES e SIJ.\'.\L lo\RBOS.\, informa 'Iue Pedro ),iadaf, por mira dc


sctcll1brr) de .2()1~L 111:1nifcstou infl'lTsSC C111 contribuir corn a obtcnc.;il.o de J()aç~\()

:46 C
14 E S
para a campanha de TalJLles, Disse ljuc poderia contribuir, indicando empresas de
seu conhccinlcnro C( 1111 capacidade financeiril para do (1(,.';\ o de recursos .


8 - IN
01 OL

.\ssinl, apresentou ao pcócionalltc o .se Picro, yUl' ;1


0/2 AR

l'puca se cra () presidente da .\ssociacào SUGO, \lcolciro de iI ['I', respons;'I\TI pelas


lsinas de ,\lco()1 de \laro (;ro"o.
9/1 - C
: 1 30

(:orn iss() () Sr. Piciro, entregou para () Pcticion.\tHC


aproximadamenre RS (hum milhào de reais) atra\'('s de drios
Em 8579

1.il()(UII)tI,(lIi

chelJues, Os refcrido, cheljlles e.ram de \';Írios emitente" lJuc () peticionante n:lo

• se recorda no 11101l1Cn[O,
11
65

In(" >r111a :linda llue parte dos cheLlues compemaram e


r: 0

• pane n'\(l, (l llue t"l':di/.ou aproxima,hmente RS S51i,IIIlI),1I1I el'etivamellte doado e


Je~pl'sas
po

ljllC refcrid()s \'al( )1:<.: s foranl dcsrin,HJos pata pagar p()r fora Je c1l11panha.
sso
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlaba-MT ' Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEP, 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
Advogod",

AU
Anexo X - Doação Cervejaria Petrópolis

IR
o Petjcionante informa que. consta na prcst:lç~() de

AR
contas da campanha, doado efetuada pela Cen-ejaria Pernipolis, no importe de

L
lZS ,l,OIlO,I)()(),lIiI (três milh"es de reais), O pctjcionantc informa c]ue, a pe"":l que

DE
captou a referida doa,,]o foi Paulo TaljUeS,

:31 AN

(Juc se recorda Pedro

:46 C
llllC C111 UI11il reUnl(1(l (()111

14 E S
Taques e Paulo TacJues na residé'ncia do Pedro Taques, () Peticionanre presenciou
Paulo Tac]ues lig'lr p<lfa um diretor da referida empresa, solicitando do mesmo a
8 - IN
• doado de mais dois milh,')('s de reais, pois até' aquela data, a referida CC1Tcjaria j:i
01 OL

h,1\,ia doado RSI,IiOIl,IIOIl,()() de reais,


0/2 AR

o Peticionanre informa que te\"(' conhecimento de


9/1 - C

l}UC a rcfcriJa ccn-cj:-lria c' bClleficüíria de inccnti\'o~ fiscais no go"crno do ESl"íld(l,


: 1 30

l' que referidos inccllti,"()s nào :;;lO isnnónlicos l]Uallto aos illccnti\"os \'igcntcs p~lra
Em 8579

outra:;; Cll1prcsas atuantes no 111CSlllO scgnlcnt:o.

• (~LlC PCI'icionantl' percebeu ncsle 1l1()t11cnt'o, (jUC :1


11

clllprcsa efetuou ~ doação cnrn () ohjcti,'o de ljLlC () 110\"() (~()\TrnO n:'l()


65

interferisse 11()~ inCCtHi,"os fiscais da LJual a l'lnrrl'Sa é beneficiária .


r: 0
po

() Pel-icú )nallte acredita <.juc ClSO hOU\TSSC iSOnntllia

para () setor C01l1 () ni\Tlanlcnt'o d()s inccntiyos aos 1l1(:'S1l10S patanlil1TS, () 1':St~ld()
so

colocaria cln seu caixa aproxill1:H.larnentc \-~ll()r('s que scguratTIenrc sUpCratll ()


s
pre

1110tlfanre de RS 2IHI,OO(),(HHJ.{HI (du~enr()s milh,)e, ele reais) a 111a." por ano,


recurso este c]ue () peticiollante acredita fazer falra para () j ':sraelo,
Im

Av Ip<rongo, 440, Boirro GOlobe<ros, Cuiobó-MT - Fone/fax' 165) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
Anexo XI - Pagamento efetuado por ERAI MAGGI ao Peticionante
':)5

IR
Que em meados de abril de 2016 o SR. 1·:1\.\1

AR
,\1. \(; (; 1 e remou () pagame1l[o de RS 1.()(lO.O(l( ,,OU 0wm milhão de reais), por

L
determinação cio SI'. Pedro Taques ao Peticionanrc.

DE
:31 AN
J ':sse ,'alor foi pago em espécie c serviu para abater ()

:46 C
débito de parte do empréstimo lluC o (;o\ernador tem com O Peticion;]nre.

14 E S
Que acredita lluC esse nlor foi retirado j10!' I:.R.\ 1


8 - IN
~L\CCl de scus recursos pn·)prios. efetuando empréstimo ao (;o\'l'rnac!or Pedro
01 OL

TaljUes .
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro GOIabeIras, CUlaba-MT - Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
AU
Anexo XII - Gráfica Print

IR
205
.\ referida gráfica prestou sClyiços para a campanha.

AR
O Peticioname apresentou o dono da gr:ítica, Sr. Dalmi Defanrj, para o enr:i"

L
candidato Pedro Ta<jues.

DE
:31 AN
o referido encontm foi na residência de Pedro

• TaeJues, mais precisamente em sua sacada, no edifício Ri"iera Santa Rosa, em


meados de 21114.

:46 C
14 E S


8 - IN
o SC1yiço foi prestado e declarado, roda"ia, pelo lJue
01 OL

sabe in formar, :lpOS o pagamento efetuado pela Campanha, o dinheiro era


0/2 AR

denlh'ido pelo cmprcsúrio a campanha e entTaya como Caixa 2, pois () candidato


Pedro Taques llcou com medo de declarar a doaç;lo, já ljue ;1 grállca "inha sendo
9/1 - C

im'estigada por contratos com ,\J ,1\1'1' e (;O\Trno de i\!T.


: 1 30

o dinheiro "de\,(lh-ido" era entregue pelo empresário


Em 8579

ao Sr. JLllio i\!odcsto, atua! Sccretil1:i" 110 (;()\'Crno Pedro Taques, para <jUC fossem

• pagas contas de clmpanha .


11
65

1':sscs dados COnSraIl1 na planilha Ctll anc:ço .


r: 0
po
s so
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro GOIabeiras, CUlobó·MT . Fone/fax: (65) 3023·7790 ' CEP 78032-035

'NW'W.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
IIdvogcdo.

AU
207

IR
XIII - Posto Marmeleiro

L AR
o referido empre"íno forneceu cumbusrín'] p'll:a

DE
campanha do CO\Trnador Pedro T:l'lues.

:31 AN

Pane do fornecimento fui declarado oficialmente .

:46 C
14 E S
Toda,'ia ficou um saldo a pag'll:, "(:lixa 2" e também em aberto na presm~ií() de
contas do PDT - partido pelo 'lua] o gm'ernador foi eleito -, n'lo sabendo


8 - IN
informar precisamente este ,'alor, mas llue J [l!iO i\lodcslO sabe () referido ,'ai, ,r.
01 OL
0/2 AR

i\áo se recorda o \'alor 'luC ficou em abetro, pors ()


assumo foi tratado porjUI,IO, 1'1"I':1T.\ eJUU,\NO da TODli\IO.
9/1 - C

lesse nlor n;)o foi adimplido, mas, em 21115,


: 1 30

cstranhatncntc, o atual go\"('::fno as:-;inou Ull1 contrato de dispensa de Iicitaç~l() C01l1


Em 579

a refericla empresa, no ,'alor de RS 41.(lOíl.OOIJ,()() (l]Uarmta e um mill"'les de reris),


18

o)l1fornll' 110tÍC1<1 \'Cicubda na


51
06


r:
po

(lue demro do grupo, ,-!uem buscou a so]uç.;)" para


,-!1lItaç'10 do débito foi JL'LI.\:\( l, juntamente com Pl"léTT,-\, sendo l]Ue este
sso

Ldtimo era amigo do proprietário do posto de LUC\~ DO RIO VERDI':.


pre

0:cSl'a oponunidadc, acresce a copIa de denuncia


Im

formulada em dcsf:n'or de agentes políticos por con]uioll com (] P"Sf<)


i\Iarmelciro. Ressa]r:r-se 'Iue o referido P()sto também participou do Caixa 2 da

Av Iplrango, 440, BOIrro GOlObelros, CUlobo·MT ' Fone/fax (65] 3023-7790 - CEpo 78032·035

www.hw.adv.br
~
'~~~}
--~========~----
~
Huendel Rolim

PP
Aóvogodo.

AU
antiga gestão C conFcss<)u o paganlento de propina para 111anurcnç;1o dos

IR
contratos. 2 O8

L AR
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av. Iporanga, 440, Bairro Goiabeoras, CUlaba-MT - Fone/fox. (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AU
XIV - POSSE DO GOVERNADOR PEDRO TAQUES

IR
209
.\ cmpresa do Pcticionamc, H Ul'l'I ~l LI] L \

AR
i\L\J,()L:J', Foi rcsp,)má\TI pela fe,ta de p""e do C;overnador Pedro Tallucs,

L
DE
I':m dezemhro de 211) +, o C;O\Trn"dor Pedro Taclucs,

:31 AN
Cl11 sua residência, ~()licir()ll ao Pcticionanrc yuc rcali%assc 0 ('\-entn de posse pan1

• :46 C
cerca de 2.51111 PC"";lS,

o 14 E S
Petjci"nante afirmou que essa l)uantidade de


8 - IN
pessoas, gcrana uma despes" de IZS ()SII,I1I)(),11l1 (seiseentos e (inlluent" mil),
01 OL

ficando a empresa do Peticiona11le respOnSá\TI pelo pagamento de empresas


0/2 AR

tcrccirizadas, tais Cl HllO: dccorad< )1:(':', ccrin1onial, garçons etc.


9/1 - C

o "o"ernadof tcria incumbido a Paulo Tal]ues ()


: 1 30

referido pagamento, mas até a prescnre data () m('smo nào foi eferi\'ado,
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av, Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiabá-MT - Fone/fax, (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
AU
Anexo XV - Caso Fabio Galindo

IR
210
o :-:r. l'abio Galinuo foi indicado pelo Peticion;mte c

AR
JULIO MODESTO ao Sr. Pedro TalluCS raro comror o Suff do C;oH'rno,

L
junto a Secretaria de Segur:lTlça do I·:'tadn, em uma reunião no BUFFET

DE
LEILA MALOUF em outubro de 2014, na sala do Peticionante,

:31 AN
I ';lhi" foi nomeado incialmc11Ic eomo Seco ,\dj unto,

• :46 C
senelo "luC no an" ue ~1I15, a"umiu a titularidade da pa,ta, até a elecisào d" :-:Tl;

14 E S
\Telanuo aos PromOt<lI-c, ele .J ustiç" a possibilidade de ,e a fa,rar do ca rgo de


8 - IN
PrOll1()(Or para ;l~sunlir função junto ao poder cxccuti'n.l .
01 OL

.\pÚ~ :-:ua saída do gc)\'cJ:t10, lluand() ::;oubc de


0/2 AR

"perocoe, polici;\i, "lue poderiam e11H)[,-er () nome do Peticio11ome, rrocurou o


9/1 - C

nlCSlll() para oferecer () ljllC Ch:lll1()L! de "hlil1t!{~~i'/JI·".


: 1 30

() Pcricionantc se recorda que unI dos cnc()nrros


Em 8579

ocorreu na chác:1ra de unI parente do ~r. Fabjo,


11

0:a oportunidade, l':lbio afirmou ao Peticion:lnre 'Iue


65

eles prcciS<l\"alll 1110l1rar Ut11<l CSIT(ltl'gia para blindar () Pcricionantc de C\TIHUais


r: 0

ílCUSaç(-)l's cnnllnalS, l]Ul' pn )I"l'ç;\ o junto ao (;. \ I,:(:<) /0. r 1', ~H) .I udiciárú), bCll1

C()1l10 a inlprl'n~a, inclu~tn.:' (i 1111 ;\ rC~Hi\'aç;lu Jc Ulll(1 cnu~~()ra Jc tclc\'i~;lo da


po

f:\milin do ~r. I':ihi".


s so

Segundo l<"nbio, ele é muito próximo/int.imo d()


pre

C()ordennelor do C; oeco, f'lbrco .\ urc!in, bem como da Juíza da ~érima \. ata.


Im

Selma .\rruda, e conseguiria dar essa blindagem ao Pericionante e a :\1.\RCI·:1.0

\1. \ l.·L];, para <-] Ul' ()pefa<:/)CS n;l() \'ic~~cnl a seI: dctlagr:ldas (' prisücs nilo Yil'~Sl'nl

:l ocorrer.

Av. tpiranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiabó-MT - Fone/fax (6513023-7790 - CEPo 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
AdvoQodo.

AU
Dis~l' (l() Pcticiotl:ltHC que estaria pn.'stcs a sair do
211

IR
'\IPI':, 111tlS J.ntcs disso pn.:cisanl ter U111<1 garant.1:1 financeira para deixar () cargo,

AR
sendo yue) inicialnlcntc, prcsra1:ia () sen-iç() t11CS1110 estando no cm:go de

Pr0t11ot01:, pois rinha U111:l P;11"ClTia bCll1 CllClt11inhada C0111 unl (1lh'ogado Clll

L
DE
Brasília, sendo yuc apenas ficaria restrito a assinar c\'cntuais pctiçôl's.

:31 AN
Pm 11m, cobrou cerca de RS 3.000.1I()(),111I (ln's

• para corroborar :46 C


nlilh()cs lk reai:.::) para "proteger" c nào ucixar nada acontecer ao Pcticionantc c a

14 E S
outro empresário, amigo do Pcticionanre, <juc será arrolado como testemunha
fnfos narrados, pois () serviço tanlbl'111 foi oferecido a ele .


8 - IN
(JS
01 OL

l'abio CalinJo rambém fIT<jucnta\'J a caO:1 do


0/2 AR

Pcücionanrc, sendo "IUC sc recorda dc um enCOllU:O no dia 211.1l3.21J1 6, por \'olra

das ~1 h até a, 2.1:3I1h, sendo llu" tal faro pode ,er comprm'ado pelas 1'.R1l's do
9/1 - C

local.
: 1 30
Em 8579

~a epoCl, Fabio Calindo utiliza\'a os seguintes


tdá"n,,>: (,S-9K-tú.'-1I.119 - I'uncioll,rl / 65 - 99')29-9991 - Particular / 31-,)91.1:,-

• 5535 - Bl-I;
11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cu,abó-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

.WWW.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
AU
XVI - VETOR
212

IR
,\ cmpt:c,a VETOR era responsá\'cl por realizar :lS

AR
pe''-luisas intern:l' da campanh:l,

L
DE
"\ :;r:1. ;\lirian juntamcntc cum seu mnidoEduard"

:31 AN
C1'(11n os lTSP()l1S~\'Cis pela cll1prcsiI .

• :46 C
14 E S
Se recorda llue no final da campanha, (I

c111prcsários já ll1CI1C10llados, assUlniranl a rcsponsabiLidilJc (:111 lluirar, por


grupo de
fOLl, ()


8 - IN
nlor cluC reria tlcad" c'm aberro, aproximadamente RS 2(1I1.1!1)(1,1)i), n:lo se
01 OL

recordando com exatidão no momento, mas sabendo informar que a reunião


0/2 AR

ocorreu na São Benedito, na mesma data em que o Sr. Antero e o Sr.


Gustavo da FCS estavam presentes.
9/1 - C
: 1 30

i\Iuitos cksscs paganlcntos por fOfa, C()llSU1Yl na


Em 579

planilha dc ,'al"res já apresentada,


18
51
06


r:
po
sso
pre
Im

Av, Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiaba·MT • Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP' 78032-035

.WWW.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
"'dvo.ada.

AU
XVII - CRISPIN - CASA DE IDEIAS
213

IR
o ~r, Crispin foi contratado para gr;]\'ar úudios e

AR
ddeos de candidatos da chapa proporcional do C"'Trnador Pedro Talllles,

L
DE
() 1l11'SI110 jú pOSSlIta unl rcbcionanll't1rO COlll ~r.

:31 AN
Eriycho, p()i~ rrcstl1Yll SlTyiçus <lO ll'le~lnn c ~cu p;rupo ct11prcsarial.

• :46 C
14 E S
() ",11m foi pago por fora, arra\,és de doaç;Ío feita por
ERI \'1';] TO, conformc consta em planilha já aprcscnrada, no \'alo1" de RS


8 - IN
50IUItIlI,IIO, aproximadamente,
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

v Ipiranga, 440, BOIrra GOiabeiras, Cuiobó-MT - Fone/fax: (651 3023-7790 - CEP, 78032-03

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

PP
Ad'"gcdc.

AU
XVIII - FATOS RELEVANTES ACERCA DA POSTURA DO SENHOR 214

IR
PEDRO TAQUES EM RELAÇÃO AO PETICIONANTE

AR
. \ nrl'~ do pcncloJ1antc ser preso. I11<1S 1:1 ap()~ a

L
dctlagraçào da primeira fa,e da opcraçào REi\IOR.\, () Crupo de empresários

DE
~cnlprc ~c reuniu corn a finalid'H.k de 111antcr ~lla união.

:31 AN

Nl'~f{\~ COn\Tr~a::-;

:46 C
toJos afirnl:-lyanl tlllC acaso un1 dos

14 E S
membro, do grupo, fonll:1c!" por \1\RCJ.:J'o, FR1\'1":L'f'O, .\1,,\1\ e.lU1.1.\\:O
fOSSClll atingidos por Ull1a in\TQigaç;lo os cllY(Jl\"cndo, todos se lllantcrianl
8 - IN
• unidos, ainda llUl' Ü\'CSSl'lll l]Ul' rirnlar unia C()1abOfilÇr\O.
01 OL
0/2 AR

'!'odayia, COlll () :1U111Clll"O dos rU1110[CS Ja pns,lo do

Peócionallle, especificamente no dia 111 de duemhro de 2()1 (" uma reulli"o foi
9/1 - C

rcalí,,,d,, na sede da (oll,u:utora S"o Benedito, no hairro BoslluC da Saclde, c()m


: 1 30

os 1l1l'1l1bros do grupo, para deflllircJll os fUI110S lluC t-oI11arialn.


Em 8579

Par:1 cunfirllliu lal asscroY:1, SCgUCll1 os telefones dos

• .\Ims: .IULL\NO - lí5-<lHl'<)-IILl.' / (,S-<)H 13<)-1 11 3(); lóR]\'I'J.j'(ll\: - (,:; -


11

<)K121-óli('(); (,,'i - <)(),)<)5-IiIJ<)5; \1 \RCELO - (,5 - <)<)<)H3-7lí77.


65


r: 0

:\0 dia seguinte,


, () Pctióonanrc C0111CC()U
.'
a ou"ir U111a

Jul.iano
po

(Ol1\-crsa de l]llC os ~rs. ]:.ri\Tln Hl l' nào l'Srarlan1 n1ais COll1 ele e yue

rcrian1 ll1udado de lado, :-:end() ;'coaprados': pelo grl\Tfnador. sendo l]Ue nl) di;,l
so

1:!.l :!.:!() 1(" dois dia, ames da pris;ío do Pcricionante, os Srs. I:,ri"clron c .I li Ii'J11()
s
pre

renan1 se encontrado (0111 () (;o\"l'rnador na residência de Juliano. C111 hClr:Írio


Im

Av Ipcranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cu<abá·MT • Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEP 78032·035

W'WW.hw.adv.br
PP
"dvo;odo.

AU
Pn )\'~l do alegado ,Se cncontnl <'::111 anexo, COll1 o yídco
215

IR
da's ill1:1gcns yUl' nlostrat11 i1 entrada c saída ue toJos,

AR
Jú lJlundo cStíl\'a p1:(,'so, U111i1 noríciil chilnloll atcl1ç~l()

L
do Pcricionantc, com " tÍtldo ";\I,IUll F T/:K1,,1 ('S'lI)() i\()illl, 1)1:

DE
'f 'IQll:I':

:31 AN

J"O porque, circularam COI1\Tt,as l]uc () Chefe da

:46 C
14 E S
(a ,a Ci\'il. quando da prts:\o do Sr. \\fillians da Consignum na operado
SODOI\L\, já ha\'ia \TnTilado a hipótese do mesmo falar llUC entrou o dinhciro a
8 - IN
• título de caixa II da campanha paro ,\L.\N, sendo l]ue a alegação seria jUSt;lll1l'IlrC
01 OL

essa, lJll;1i seja, de que, \L \~ teria captado o recurso utilizando indc\'idamente ()


0/2 AR

nome do Se. PI,:DR() T,\()U!,:S,


,
9/1 - C

Por tln1. na OG1SI{)O. o P('ucionantc fIcou sabenJo


: 1 30

atLl\Ú d" própr'j(, P I ':D R() T \ (~L I ':S, lluC () S1'. N EI, s<',cio de \lauto .\lcndcs
Em 579

rcria ,1,SSUll1iuo que pegou dinheiro eI11 n0111C Jo go\-erllíldor, 1l1<1S n:lo rep,lss<)U a

C1111p,1nha, ou seja, il tese l'S'L1111pada na notícia_ ;)cgundo il1t~)rll1aç(')Cs ticbs pelo


18

Pcricionanre, \:ei chegou a prest;u depoimcnto perante () \IPj,:j\rr.


51
06

Desde dezembro o Pcticionantc n;lo te\T m;\1S


• contam com LRI\'LJ.TOl'-: l' ,1LLL\N(), sendo certo lllll' os rnc,rnr)s se
r:
po

encontram com frcLjlll'ncia com P I':D j{ () 'J'. \ Q L' I':S, nào call,anJo ncnh um:1
surpresa se os 11lCSll10S aparCCCIT111 C01l1 ri rcsc ]c\-anrada de LJuc o Pcricioll:1l1fC
sso

"us:l\-a lnde\'ldan1l'lltc" o 110111(' d() ;)1'. Pedro Tal}UeS perante os ct11prcs;Írios de


pre

l\lato (~n ISSO, 111:11S Ull1<1 grande 111l'1-U-iu_


Im

Por fin1 l111portantl' rcssalr:lr yuc os ;)r~.

I':I{I\'I,:LT()\: i,: IL'I.I \N(), semprc rcnl'<l\'am acalmar o Peticion,rnrl',

v, Ipiranga, 440, Ba>rro Go,abeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP' 7B032-035

www.hw.odv.br
Huendel Rolim

PP
AU
infornlando tjUC rctianl C()I1Ycr~ad() C01l1 () (;O\TrnaJor c o nlc~nl() afiança\-a llllC

IR
l'~tm·a :'cuiJando de tudo" e 411C .\J ,,\'N nào seria preso, sctn cntTi1r Cfn detalhes

uas açC)cs p( >1: ele lOtll,l(Ja .

L AR
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
01 OL
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av. Iplranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiobo-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEpo 78032-035

lNWW.hw.adv.br
I

:~)
,~,
_---1.:====.1'--=
Huendel Rolim

PP
AU
I"> 'i 7

IR
'-.L

L AR
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
CD COM GRAVAÇÃO DO EVENTO ONDE SR. PEDRO
01 OL

TAQUES INSISTE EM CHAMAR ALAN DE FORMA


0/2 AR

DISTINTA DOS DEMAIS EMPREENDEDORES NO


LANÇAMENTO DO SHOPPING VÁRZEA GRANDE E
9/1 - C

FILMAGENS DAS CAMERAS REFERENTES AO ANEXO


XVIII
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro Goiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEpo 78032-035

W'WW.hw.adv.br
.~

Huendel Rolim

P
UP
Ad • .,go~o,

RA
• n I 8
'-.I.

RI
LA
DE
:31 AN
• . :46 C
14 E S


8 - IN

r
/
01 OL

.
"i
0/2 AR

lllum
9/1 - C

..'
,
,"",
: 1 30

LI " '
Em 8579

1i!Y.P
, R
:1.7GB I 12


11

~---
65


r: 0

- -"-------_.- -'
t'
po

\
li-
sso

I
pre
Im

I. Av. Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEP: 78032-035

www.hw.adv.br
Huendel Rolim

P
UP
RA
,>
G.I..
1 9

RI
LA
DE
:31 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN

NOTÍCIA LOCAL ATRIBUINDO A UTILIZACÃO


01 OL


INDEVIDA, POR ALAN MALOUF, DO SR. PEDRO
0/2 AR

TAQUES
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, CUlabó-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEP: 7B032-035

www.hw.adv.br
Malouf teri? usado nome de Taques I FOlHAMAX 07/03/1715:30

• FOlH~AX
(uiaM 31·07 de Março de2017, 15:30

MAIS QUE NOTicIAS, FATOS,


100 MIL
UNIFORMES
AOS ALUNOS

P
UP
Opinião Política Mundo Cidades Economia Esporte Cultura Curiosidades Baladas Polícia

RA
TEMPO REAL Para vereador, câmeras não solucionam problemas no trânsito Buscar no Portal

Artigos _ __

RI
Entrelinhas Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016, l1h:21 I Atualizado: A IA

Ji

LA
DOAÇOES FANTASMAS

DE
Malouf teria usado nome de Taques
220


GLÁUCIA AMARAL Da Redação

:31 AN
Dia Nacional da
Advocacia Pública Circulam informações em Mato Grosso de que o empresário
Allan Malouf, preso há oito dias em decorrência da "Operação

:46 C
I
Rêmora - Grão Vizir", teria usado indevidamente o nome do

14 E S
governador Pedro Taques (PSDB) para conseguir milionárias


doações na campanha de 2010. Após as declarações de Malouf de
que teria feito o suposto caixa 2 na campanha tucana, alguns
TÂNIA MATOS
8 - IN empresários já teriam procurado as forças investigativas para
Mulher. o sexo forte informar que teriam entregue dinheiro vivo ou cheques para Malouf
01 OL
acreditando que os valores chegariam na "ponta final".
0/2 AR

O interessante é que Malouf disse à época que procuraria os


empresários para fazerem as respectivas declarações a Justiça


Eleitoral após a campanha. No entanto, a regularização nao foi
9/1 - C

IZABETE BETTI feita.


Penhora on line e a
execução fiscal
: 1 30

MAIS ARTIGOS
VOLTAR IMPRIMIR COMPARTILHAR
Em 8579

Postar um novo comentário

Digite o texto aqui


11
65

Nome: E-Mail:
r: 0
po

Comentários (23)
sso


dom bosquino I Quinla·Feir<!. 22 de Dezembro de 2016, 22h34

Ao invés de assinar a matéria como "dá redação", escrevam DA GCOM ... Palhaçada isso .Vocês brincam com a nossa cara .. Esse sem
pre

vergonha gasta nosso dinheiro para pagar esse tipo de maléria .. O com.ne dá maldade mudou p paiaguas né

Duende I Quinta-Feira. 22 de Dezemoro de 2016, 22h10


Im

Boa criatividade, mas acredito que o GAECO nao vai cair nessa história da carochinha. Caso contrário Saci Pererê existe.

Paulo Costa I Quinta·Feira, 22 de Dezembro de 2016, 17h17

Muito interessante i!!!! doações em dinheiro vivo proveniente da onde ???? O empresário faz a doação e Alan diz que vai regularizar esta

hHp://www.folhamax.com.br/entrelinhas/malouf-teria-usado-nome-de-taques/109261 Página 1 de 4
Malouf ter}a usado nome de Taques I FOLHAMAX

doação e depois de dois anos o empresário se da conta que não foi declarado na prestação de conta do candidato a sua doaçao. Mas
quantos empresários santinhos né ???? armação pura para acabar com o Alan. MP chama estes empresários e entrega eles para Receita

221

PP
RSRSRS. Essa mídia vale pela Ifngua! Imparcialidade passa longe. Conta outra I RSRSRSRS
1it!l!l~i
Iilll!lllti Mauro Rodrigues I Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016, 16h06 1rJ16IG'

AU
Não entendi o comentário da tal maria clara, estamos falando de uma coisa e ela vem com janaina .. "Iava a boca para falar da Janaina
minha cara, e com a força da janaina esse seu governador cara de coruja vai para a rua ou se o MPE trabalhar certinho ele vai para a cadia.

IR
Fez caixa 2 e fica pagando de honesto.

AR
Papai Noel Rosa I Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016, 151100

É verdade! E ele também não procurou o Alan pedindo apoiO para a eleição para governo do Estado, nem sabia que o Alan doou R$10

L
MilhOes na campanha eleitoral de 2014.

DE
maria clara I Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016. 14h25 1rJ23IG13


:31 AN
Pedro Lima, e o Allan é o que? Uma bom menino? Um coitadinho? Ah .... Está atê o pescoço. Tem muito mesmo o que falar. Muito. Mas não
é inocente. Ganhou dinheiro com o esquema. Não ganhou pouco não. Ta igual os defensores de Janaina Riva. Afffffffffffffff O dinheiro que a
trouxe para a política é fruto dos esquemas do pai. Foi assim que ele enriqueceu a ela também. A mãe foi processada por trabalho escravo e

:46 C
a moça virou uma grande estadista. Brincadeira

14 E S
Nénao?! I Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016. 14h01

Hahahahahaha! Eita pOVO desunido!!! O que nos parece é que um bando de traíras já estão desesperados pela possibilidade de terem seus


8 - IN
nomes citados por Alan Malouf e já começaram a se antecipar nas desculpinhas esfarrapadas. Difícíl é encontrar homem com "H" maiúsculo
que honra sua palavra!
01 OL
#FQRATAQUES I Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016, 13h36 1[1 31 IG,
0/2 AR

Kkkkkkkkk ... Olha todos já sabemos que não vai dar em nada .. Esse sem vergonha tem as costas quentes .. A prova está na soltura do ex
seduc após uma "confissão" armada ... Qualquer imbecil viu que aquilo foi forjado ..

joao I Quinta-Feira. 22 de Dezembro de 2016, 13h25


9/1 - C

Pois é senhores ou senhoras da redação, que rediculo voces tem que passar, pelo motivo de serem comprados. voces sentem vergonhas
em escrever isto?
: 1 30

Pobre povo cuia bano I QUinta-Feira. 22 de Dezembro de 2016, 13h16


Em 8579

Alan entrega tudo, eles querem te fazer de bandido!!!

Femando I Quinta-Feira. 22 de Dezembro de 2016. 13h06 11J31IG2


11

O que é isso, querem encobrir o que, ou quem???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk o povo não é bobo não.

LULA I Quinta-Feira, 22 ele Dezembro de 2016, 13h01


65

°
até ontem eram amigos agora virou fio, tropa de bandido, se não derrubar esse governo o mato grosso esta fud. canalhas ladrões
r: 0

mentirosos, seus dias estão contados.

OR. Amaral I Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016, 12h55


po

kkkkkkkkkkk .... ah ta. Taques nao sabia. Me poupem imprensa.


so

A Fabio I Quinta-Feira. 22 de Dezembro de 2016. 12h44


s

E apartamento que Pedro Ataques morou Em SP do Alan Malouf ele não sabia também ?? Cara de pau desse cara de coruja 1
pre

Renato Monteiro I Quinta-Feira. 22 de Dezembro de 2016. 12h31

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK POIS t: Nt: .. KKK. a CULPA É DO SILVAL,depois disso quem sabe acabe de vez
Im

com os pequis de MI. PQP. FDT

marcela I Quinta-Feira. 22 de Dezembro de 2016. 12h15

BRIMO É ESPERTO MAS QUE O GOVERNADOR TEM RABO PRESO ISTO NÃO TENHO DUVIDAS QUE APARECAM OS DOADORES
FANTASMAS E REVELEM O ex 2, 3,4, E o PAULO TAQUES QUE SE EXPLIQUE.

http://www.folhamax.com.br/entrelinhas/malouf-teria-usado-nome-de-taques!109261 Página 2 de 4
Huendel Rolim

P
UP
222

RA
RI
LA
DE
:31 AN
'. :46 C
14 E S


8 - IN
CÓPIA DE CONTRATO PARTICULAR DE
01 OL

CONSTITUIÇÃO DE SOCIEDADE EM CONTA DE


0/2 AR

PARTICIPAÇÃO, PARA CORROBORAR A PROXIMIDADE


DE JULIO MODESTO COM ALAN MALOUF
9/1 - C
: 1 30
Em 8579
11
65


r: 0
po
sso
pre
Im

Av Ipiranga, 440, Bairro GOIabeiras, CUlabó-MT ' Fone/fax: (65) 3023-7790 - CEPo 78032,035
P
II\'STlHJMEi\TO PAIHICLLAR DE CO;,\STITlIICÃO DE
SOClHJAI>F [:VI C01\TA DE PARTICIPAÇÃO

UP
RA
'-li) ARQlTrETlRA F CO"STRUç(n:S LTOA .. pc',,,,, Jurídica de
direil" privado. in'crill) 110 C~P.l soh () n'" 1"8~4.250/il()1J1-S7. loe:i1izad"
11" Av. Carnburiú. I(lO. fl"irro Par4uc George. Cuiabú-\lT rel',cscnt"da

RI
pelos Scus ",cios. TIlIAGO DA YA:-.J DA LU/, BARROS. brasileiro.

LA
solle iro. ac!vogaôn. jlomdor do ('PF n() 702S'7.1 O1-5<) e da (1 11" 11944' J.
!I SSP·MT. n:sidcllle " c\lll11icili:.do na Rua Doze rL Ouluhro 2(!J. Il:urrn

DE
Centro "Orle. ('uia!Joi-MT : c TI 1':0 ~l()USS \1 1":\1 Il;\RRETlJ. I1r:,."'ei,,,
:-onltciro. l'mpn·...,~irio. portauor do CPF n° qs 1.9-+ 7 .O~11-:2t.f t..: Ud Cf 11" l--t(),' 3h(\
SSP.l~·1T.residente t: dumicilü!do na Rua d(!~ r),:iliLS. n. S~. B~lirrtJ Jilrt:im

:31 AN
Cuiahri - Cuiabri'I\1T. or" denominada de "SÚCA OSTE:"1SI\ ,\"

• :46 C
ALTAMIHO GAI .. J:\DO. hr"sileiro, empr".,.j,·io. casadl', pl'na",," do CPi" n"

14 E S
OUA99.53i)-49 c da CI n" 322(,/M2 5SPSP. ,:nconlrridiçil na RU:l M"rcchal
Floriano Peixoto. S61. apto. I ~O 1, Bairro Du(p:: de ~~axL:s. CUi:lh,í \;1'1'. ora
denominado de "súcro PARTICIPA"T!':i " .


8 - IN
:\1..:\.:\ ,\YOB '1.\J.Ol"F. hfi:1:-.íkiro. t:mprl·~'trjo. ,,\I!lt.:in\ pdlLlllílf d,1 CP}
01 OL

n" .158))25.761-"2 e da C1 n" 06.0,'N"'J-2 SS? VIT. L'nL·on:r"d".:o .. " R"dO\Jr'


Arquílew llélrkr Candi". n" 2.0,1 i, sala lU. Bairro Rihe;r:,,, d,' L.ip". ClT
0/2 AR

7~.II-Ik-I.-;O. IH" tlt-nominado de "!;()UO P A RTIe I P. \"TE 1". L


9/1 - C

.11'1.10 (,F/.. \R \IOnESH) Ih)S SA'TOS. -),)rl:"I"r de' ),(,


71 ~.)7N';j:'í.:J.. ('PI·- hon.K I n,(-,A 1-0.i. ,:,:~idt'ntc n RU:I f',.".::!"d'hat Dc-o(hlJ"()
12Jh, apln hil.2 - Ccniro Norte - . ;uiabá \1T -- CEI' -'':I)n:'i-!()!i. Ufil
: 1 30

JClh'll1Ínad,) ek "SÓCIO PARTIClPA"TE r:


Em 8579

o "SÓCIO P \lHICIP"\:" rr I", ;'SÓCIO PARTlC!,-.\"'·· 2" "


"SÓCIO P.-\HTlCII'·'.'\TE _r. elH cO'lJur.n tlenoll1infido·, "~f\, lOS

• I'ARflClP.\\TFS"
11

,\ "SÓO,\ OSTE.'\SIV,-\" e () "SÓCIOS I':\RTIClI'·\'d:";", elll


65

l'Onjunlo llcnominado . . üSÓ'-.]OS·',


r: 0

1 L~l11 por '1\'l:lH.:,!(hJ I..'nlfl' :-'l. (I prl'sl~nk 'Il,,(rlllnentn Particular dt.: (·on;-.liluir.;il'< i,'
SuL'il..'dadc l:1T1 Cmlla de P:U!icíp;!t.;<lO. -:ujL nbj0lÍn) (' ~! n'n-ailuit;;'!t) de Ufn:! socit,(hdt'
\L'm per:-.op;J1id;Hlt: JllrídicL dord.\';tnfl de ;ominadJ de S('P "fARIA :\10TA_ ljw..: :-.<:
po
sso

ClállSU I" 1" - DO OR.I ETI):

.'\ seI' \IAHIA \10,.,\ [e11l .)('i ubklO ,ociol I, Cl>I1S1rU-;""


pre

.-:mprl'l'IH.liml'ilkJ imd)iliürill, !l~l 1')'111;\ de cnnJUllllllil! rc~i(kl\ci;ll nwJliL!mili:tL


··Re~idcJlcial 'tal"ia .\lola", l\K,di '.i.do na R{)(\ílvia P:dmiru Pac~ dl:
Im

P:IHjIlL' CIl·('n"gi:l. C'I':P 7",_(i,"·~-,~!l(). (\iiab:í \'lT, d(lravantc


'f\lI'REE'li1l1 \IE" TO'.
!
,
\' j ,' 1' I••. ",."",'

\
"
, .
•j
../ >~,.-"
PP
1.1. O L\II'H.EE:\UL\lE:\TO "Ta implcmeIllaclo ll"crvando I' pfLljCIU numere'
Pr,S.+IlKO:i·.+ da Prdcilura "lunicip:!1 de Cuiaba''v!T. prc\Cndo Úfl':! Cllllsllllída de
-Lh':'6,OS III a. dcnlru ua m~ltrí('ula n') hh ~H4. do 5° ")cr"lcl.1 Nnt:lrl:tl ~ RL'l2,i\lr:d {k

AU
Iml1\"I-,j;.; d~1 Comarca tiL' Cui:tk't:rvrL com ;in:] 10lal de 1.::1~{ÍSJ.44 lll..'. ~.

IR
1.2. Em conformidade com o art. '-;)9 t, do CoJi~o Civil a atividade ~ocial L'ktiva "crú
nercida l'XcluSi\'ilnteTlrC rela SÚCIA~ OSTI::"<SIVA. lia quali"adc de

AR
incorporadora c responsável pela deti,a rcalizaçá') do El\IPREE'\DJ:\IE:\TO.
t1brigando-sc. as~im. l' L1l4uarHI) :\ prc:-.ellte sep -"fARIA 'JOTA L· ... li\"cr t:lll

L
\'igor. a manter essa sua tituhlridadc.

DE
LI. A SÚCIA OSTE:\SI\'A caherú O dcsen'ol\'i!l1tn lll do E\ll'H.EE\'DlE\I:\TO,
[)odendo pratic3f todn~ os i:ltos peninentes u ~da fun~ão na C()Il~cL'tIl;:ltl da

:31 AN
finaliuaclc, meuialllc a fiscrlizaçüo dos SÓCIOS I'ARTICIPA\TES<

IA,
t' h:mpl..'sti\'o da~
empregalic" conlralados pcla
:46 C
Na furma " prazo legais. caberá à SÓCIA OSTE!\SIVA o cumprimtnll1 inicgral

14 E S
L'Í\"Ci:-:., c(1I1:-.uml~ri . . la . . ,
8 - IN (lbrigaçôt:'~

Irihutirias
seI'
trabalhista~

t~
e prt'\'i(knciâria~ rL'lacionad~!\ :t0~
MARIA \10TA. Irem C:Ol1lC1
fist.:ai . . :
"hrigac:úoli", •
1.5, A SÓCIA OSTENSIVA c"ocrir " gesl,io d" C ,r1eira de rec:ehíveis da SCI' •
01 OL

:\IARIA MOTA, inc:luindo " cmissiío dos holt'IOs de wbram;:1. J informiu;üo de


IÍIUlo, adimplidos inadimplido, c \(ldas as medidas necessárias ,ur recehimenlo dc
0/2 AR

(ai~ cr0ditos dns adquin:1l1L'S em mor~! ou inadimplentes.


9/1 - C

1.6. OS SÓCIOS I' ARTlCl PANTES não dcverflD figrdar nas rehlç(rcs nercidas pl'la
SCI' "IAIHA !\IOTA, obrigando-se cxclusi\'amcnte a SÓCIA OSTFi\SIV'\
perante lt'rl'ciro~. Ill)S lermo;.; do parágrafo único do :utigo l){)l dn Codigt\ Ci\'il
: 1 30

1.7. A presenle sociedade It\ e origem l'Ill vinude dd IIccessiuadc da SÚCIA


Em 579

OSTENSI\'A obler mais capilal e k/1{}\\, !ltH\' pafi! (J l~rl1lino do


EMPREENDIMENTO. 'em (J que, " SÓCIA OSTEi\SIVA poderi" perlkr lodo ()


inH~Slil1lentl) já feito no negócio.
18

1.8. A SÓCIA OSTE\SI\'A e seu, socios, THIAGO DA Y A~ DA Ll'Z IMRJ<OS c


51

TI-IEO MOUSSALEM BARRETO declaram. soh::s pena, da lei. que:


06

a) as lJi\idas c ohrigm;üc, em n<1l11e di1 SÓC1.\ OSTE:-;SI\'A "'O aqucla,


cOIlt'tantes do rdatÓl io financeim (Anexo () I) ( que. n~1 hiptltese de ""urgir '-'
4Ui.dqu(:r H:mpo outra dl\"ida Ou ohrig.~lç~Ú) tlt: y!lalyul:'r ndltm':/i1. que !lati fa . .:,1 •
r:

[':Hle do Anexo 01. felerida ctn ida Sera de excluslI':! responsabilidade da SÓCIA
po

OSTE~SIVA. -;enJo ljlH..' ~t:U valor n~o poderá ~r.!r considerado para c:ílculo do :\
lucro do empreenui!l1l'J1lo: ~
sso

n) as vendas de unidac!l.;s finaIlCt.:ira~ oculrida", (l1~ U 111lll11c-lltO s:10 as L'(lll"untc:-. ~


do relatório de \tnua, (Ane,,, (2) , \
c) mio pll'i~Uem em SI:U~ nom~~ ou de olltra~ cmpn.:sas em qUe san -iÔCill\ '
pre

ljualqucr ripu de problt:ma que.: possa alrapalh<\f o d~scnvolYimt!nlO (Li seI'


MARIA MOTA:
Im

d) os dados cOllliíbcis fornécidl\S (Ancxo 1)3) corrcspondem ü realidack (It


SÓCIA OSTE:-;SI\' A;
'/
~,

-'_o . ",
/,
{,
,
.,/
~ ) J
~-

, \ ,\
PP
c) todo," os projeto"', al\-":if;'I,<." l' ;l1Itoril:açü\;~s do empfeendimt~nw eq:ll) L"{)rrt>tl)~ c
all:ndt:11l a kgisla~:H) pt~rlill(:'ntc, estando tambérn as ohra5- do l~mprt'l'ndill1l'nlll
em rerfeitll estado ~k' C\:IX'U':,'úo t." conserva,{io do ponto de \'1>..,1;j kcnicll L'

AU
,iurfdico.
1) (\~ ap0rtl''-; fjnancL'irn~ í'citos ai.? a presente l.bltl pehl~ slk'j()~ da SÚCIA
224

IR
OSTEi\Sl\'A, ~L'j.tm
a titulo de integralização Cle capÍiaL p[)r IlllÍilIlh pfÜprl(l~
ou de terceiros, ou qualquer outr;:1 forma de aporte: riIlanc<:in,~. 11,10 st.:rüu I'rliradn . .

AR
ou pagos ames 0" efelivo término da ser MARIA "IOTA.

Se, no decorrer d~) dC,"'Cf1\ njvilllentTl :--ncial da SCP ;\1ARIA 1\10T.--\ f<.H apuradu

L
1.9.

DE
qUe aS dt::claraçócs ('nn~laf1tcs do item loS supra IÜO correspondam à realidade e
de alguma fnrma i:-;!"() afL'tl: direta nu indiretamente o negócio. <I SÚCIA
OSTENSIVr\ devl'ra !O!11;'lr lodas as meJidas P;.lf:.l resolver imt':ctiat;lmt~nk p,"

:31 AN
im~1asse ... ger;ldos, arcando com todos O~ l'uSlOS daí dccorrt.::lllc:-. Sl'l1l J lItiliznl,;,úl
do capital da seI' \lAIUA \IOTA. sendo qu~ referid,,, eLlsi>" '1;io "LIIl

:46 C
• COllsi(krados para o l'alculo uo lucro do émrrceJldilTl~J110,

Cláusula 2' -
14 E S
IH. DU{AÇ..\O:


8 - IN
() prazo de Juraç"" ,1;, SCI' "IARJA '.10TA se inicia no ato da assinatur:! dcste
in~tl-umcnto c tent seu término qUando do rccl'bill1L'ntp da última pan.:c!;t do prt:(,'n de
01 OL

venda da ullim:1 unidade d(l EMI'REF:NOJ\n:i\TO, ou alé a dai a de pagamento


imogr,,1 ti" lur:ro d", SÓCIOS I'ARTlCII'ANTES (cbusulil 6.'\ inl'ra). () ql1e OU)!'!','f
0/2 AR

prImeIro.
9/1 - C

Cláusul:l J" - \)0 I'ATRI\IÓNIO ESPI;:C1AL:

.\ SÚCIA OSTE:\SIV,\" 1);' SÓCIOS I'AI{TICII'A:'\'TI'S formam (l corril:!1 ;,oci:1I fi::


: 1 30

SCl) :\-1ARIA ;\101'A L(1Il~lituindo patrimônio l'specia!. pi.lr~l a fOnl1:_H,;àn dos rundp~
. . ociais, . . endo fcito pela SÓCIA OSTE:"JSIVA, medi"nlc intcgrnli,açún til' (t~do;-.; tl-;
Em 8579

ativos do EMPREE"llI\IEYfO j:í implalllado. " relos SÓCIOS


PARTICIPA1\'TES. mediante o tórnccimenlo de knol-! !'O\I é :1 nhll'nç':lO Ot-' (.'~pit;d

• (próprio ou de terceiro ... ). a titulo de mútuo. para término da con:-.lrUt:JtO c cntr.:ga do


"\1PRF.F'IOIMF'ITO. contorl11e Cf1JIlognlma financeiro \ancxo (4). Assim. ("
11

SÓCIOS l'~ripulam. rara t'ftitn~ cnntúhei". que a rarticira\~l(J ~()l'i(:!llri,: da ~('P


"IARIA \\O'L\ "
65

• - - - soc'in ".-. I'ARTlCIPAÇ.ÁO (%'l, ('AI'Ir.,\qR<'1


r: 0

.- -_., . .. .._-- --r-'--"-·_·"''''·_· -.. "", , --_._,


2=--____ ,
~--_ ~

M[)J\lH)l.lTETUR,\ E CO.",STRl;ç:üES LTIlA_ ! .. 2 C ) liUII!O.lIlI .


,\LTAMIRO GAUt-;DO . 1 lO.OPU.IIO
po

;\1 ,No,' A )'013 MALOlT


H'L1U CEZAR MODESTO DOS S.\.YIOS
so
s
pre
Im
PP
empresa -;eja dislrihuído de forma de'l'fllporl'iul1al ;, panicip;rl~í() nu p:,lrim(lIllu
especiaL no . . ferInOS do :1ílign !OH? do C.odig.o C)\,il.

AU
~,2, O capital a ,Cf ohlido a tlruln de muluo pc'lo, SÓCIO" PARTICII),\J\TES
deverá ~l'r remunerado em até 1.5 e ; ao mês. de~(le a data ue dispc,nibiliDH.>1o do

IR
clIpiral ate a dala de ('onclus~jo integnl da obra (com anuência tscriw dL tod()~
os SÓCIOS \)0 ohtenç3.p de ··habite-:"'.:'·) sendo que llS juro:.- dl"v~riitl :-.L'r p'lgf,\;'" li

AR
tilulo de distribui,üo de lucros, Todo o capital capwdo dnn:, \L'r
L\.cJUSi\"íJmellll: empregadu no de~e[)vol\'imentll das i.I!i\"idaUt"" I.b S("p

L
MARIA MOT/\ c deverei !l'f anucncia escrita dt.> SÓCIO PARTICII'A"TE 3,

DE
~.3. o S()CIO PAI~TICIPA:\'TE 2 dever(J l,ul1hc.:m cOJ1!rihuir. por 1l11.:io de
funcionúrios lc:cllicamcnll: capacitados. com ,",cu kllOI\ htlll" na ,irt:~1 dl.'

:31 AN
dt:SCllvO]villll'111(1 de t'lllprl't.'Tlliín1L'fllo\ irnnhili~ri()...,. dn'clldu ;j SÓCIA


OSTE;\SI\'A dar livre det»" a ub"a t d d,'culllcllr,,, Jo

:46 C
l'i\fPREE;\DI\tE;\TO, de forma que pos,am panicipar de lOdo" pl\)l'e,,,, de

14 E S
construçüo :' exccuçüo atl; a entrega final do:=. imt'\"cis.

3.-1, O SÓCIO I'ARTICIPA,,,TE "contrihuir" cOrTo seu kno" ""lI t,'cniL'() na :írea


8 - IN
financeira para gcst;\() administratil'afinanceira tia seI' ,\;(AIUA :'\10TA,
01 OL

35. OS SÓCIOS I'AHTICII'AYJ"ES, bem c"mo ,,,us fLJnCÍllllúri,,, que


e\'cnlllalmclltc trahalhar;jo na seI' :VIAIHA "10TA, não terao direito :, rl'c'cher
0/2 AR

qualquer tipo de rcmunera,iio pel(,,; ser\'iç(h preslado<;, cabendo " SCI'


1\1ARIA ;\101';\ ~tpCn;"ls CUSlear. mediante adiantame11lo ou reembolso, as
9/1 - C

despesas pcrlincntes a Iranspone. hllspedagem e alirnentaçao daqueles que


trahalharem para a o dcselll'olvimcnlo do E:VIPREEN()JMEyrO,
: 1 30

Chíusula 4' - DA ADMINISTRA('Ao:


Em 8579

A ser MARIA MOTA se"í administrada pela SÓOA OSTE"SIVA, poucndo esla
fazer uso do kJl(m !rOl!' dos SÓCIOS I'ARTIClPA]'I;n,;S no dcsc!l\'olvimcnl,' das
i.Hi\'idadts sociais.


11

.f.I. E vedado n LI'O do IltHllc da SCP "\1ARI.\ '10TA r;tCt rin . . l"qr:!nhn, ~t1\ .... eU
65

ohje{() ~oci:.lI"
r: 0

~.2. Todo o capi!ai d.! sep 'lARL\ ;\10T.-\ SOlll..;rl:l: podcrú Ser ulilizadu P~lnt (1 •
~)btcn~:{tO dn ~~u (>hjclivo social c dt..' acordq (om () lTonograma t"in:lllceiro
:lprovado pt'lns SÓCIOS ~oStt-I1~i~ll t' parlicip:lT1kS), soh pena de
po

rcsporbilbiJiza\~I(I dir('t~t do adminíslraJor.


so

~.~, A rcsponsabílidark legal [leia garflllli<J da l"Xl:CUl <in da otn;.} scrj l'xdu:-.i\':\ da
SÓCIA OSTENSIVA. que rüo plH'ler,í cobrar nada dn~ SÓCIOS ~
s

~
Pi\RTICIP,<\l'iTES,
pre

Chíll~ula 5" - DA COYI"I\BIUDADE r: TRIBIITA("Ao:


I
Im

;\ SÚCIA OSTF:J\SIVA ahrir,; e mllllteni escrilumçilO comábil separada,


n.:l~([j\.'os ü sep IUl\RIA .\'lOTA.
t.::olltabilizarflo I.odus os Ii,IIK;UI11t.:Ilto:-.
,;"!,,
'~-- ",." --.
)
'/
é /
PP
5.1. A ,scriluraçãl1 Gontúbil c fi,c,,1 uCVCt:io represemar adequa(lJmenk. em t,.d,)s '"
~tSpccto~ rdç\ alHt::~ .• 1 po~íçÜil patrimonial (' financeira. f1 rL'~ult;_:do de ,UiI"i
opnaçôe:-;, as mUi;H.;(Je~ do ~t'U patrimúnio liquido. ;tS ()rigen~ e ~1plicaçúl' ... tk ~LU~

AU
recursos ç dos flu:-os dc caixa referentes aos ...:xcrcícíos rínclo:-, llaquL'I;!~ (1:11<1\.

IR
5.2. Os SÓCIOS PARTIClI'A:\TES poderão fiscalinr c audit"r to a,hninis:rnc;'If) da
SCP :I1ARIA :'>'lOTA. seltuo que os hlIlçamentos l,onl<ibeis só pt>der,',,, scr kill";

AR
após análise c aprovaç''') dos SÓCIOS PARTICIP·\NTES.

L
5.:1. Cahcr:í à SÓCIA OSTF'SI\''\ disronibiljzar em "'" 5 (cinco) dias da ,,,Iiclta':'ip
toJo...; t' quai"'4ucr íhlcumelllos e illforma~lli.:·s wlacioTl.tdos :l SCP 'lAI{I,.\

DE
MOTA, feitos pelos SÓCIOS PARTICIPANTES,

:31 AN
SA. A l:ontabilidade deverú ser feítu de modo a adequar fi fcaliJauL' da O\ll:ra\<-h1 a


realidade c011l;íhil. de\ "ndo ioda a remunera~'áo (incluindo lucro c jurc's) a ser

:46 C
r:!g;] ;ln~ SÓCI()~ . . t'r COTllêlbilrncnte regiqLll!;! con~o 1t1i. 'fO . j:-:'l'lll11 de IrihuLH';:,() .

Cláusula 6" - 14 E S
DO A'O FISCAL. DO BALA:\'ÇO E D1STlWH'\Ç,\O DOS


8 - IN
U'CROS:
01 OL

h.1. O ~\t',rcicío ~rlcial l:llcl'rr:lr-~e-ü em 31 de deLl~mbru de cada ano, dal:l hast: n:1
qual scr::ío k\·:lnlêlda:-..: :l';: contas. proccdcndo-"c hs dcmnJlstnll~_:{}l':' cnllt,íht:i",_ 110:--
0/2 AR

lermos das normas pertinentes.


9/1 - C

6.2. Os halancetes llltIlsais daborados pela SÓCIA OSTE","SIVA dc\cr:io ser


suhmetido, il apro' "ç';jo dos SÓCIOS I'ARTlCIP;''iTES. em itle II1 (dez) dias
apci~ () ellct!ff,-HT1l'nlo d(l mes.
: 1 30

h.5. foiC<1 <I ser !\lARIA \.JOTA aUÍorizada a dí"lrihuir anleeipadamt'lltL' ItJn(l~ dr)
Em 8579

CXCfCH.::ÍO.(fim hasc C'lll !C'·i.U1lamento de balanç'.1 imcrm . . . diúrio. oh"L'r\"~!d~t ;j


reposiçi'to de 11Icrn~ qW111dn a di"tribuiç:-Ul afetar () capital ~ll1...'iaL COl1fOflll,-'

• e~tabelcce (l artigo 1.11:;9 do Código Civil (Lei n" 111.'106 '20U2), ,c'mudo. nellhum
lucro poderú ~cr diq;-lhUldo até: que ~c.ia efetivamente qUit~ldo todl) \"a!('Ir do mútuo
11

cap\:ldo pelos S()CIOS PARTICIPA:"TES para o t<'mllno do


E\lPREENDIMF. :\TO,
65

• ~.<"[:lh('lcC!da ~\ fI Cj)l11rl):-:.j\'~Úl
r: 0

6.-1. f-ic:t diqribuiç;ú) de lucro.;;; dC.c:.pTop0r\·jonal \in CJrif:tI


"(lci:·d. Ih)~ lermus do arl. J007 du Código Ci\il.
po

6.5. 0, IUCfl\S desta SeI' :'>tARIA :'>10TA ucv<óráo Sêr distrihuídos da q;guilllc 'úrma:
so

A. Os SÓCIOS PARTICII'ANTES tnão direito a RS 1.620.nUn.no (um


milhão (' s(·is4.~(.·ntos e vinte mil reais) a título de distribuiçlo ar: lucro_
s

devendo {(ldo () lucw di"iribuído inicialmente ser deslinadn ;1(\S SÓCIOS


pre

]'ARTICIPA\TES t'xC!u;:j,'amellte. até qUt' () ,'alo r lOtai do lucro (R~


1 ,Ú21 1.00tlJ lU) '-.cj:·j ck!i\'illlll'1l1L' fn~n: n,1 ~tgulllh: prOrXtlç;'ur.
Im

• AI_T A\,1IRO GALI:"DO RS f>2ll.UlIOUIJ


• AU\\.i\ 1'013 \'lALOLF R', S I II.Il(lU.1 til
• JUJO CU:,\\Z "tODESTQ DOS 5;\'-1'1'0:-;
, \ -
\,,o
.

~ ~+-
'. '
PP
B. Todo LI lucH.l rem<lne,rellle do E\IPREE~I)\;\'1E\'TO. apu' o paganlel1lo
de R$ l.h20.()()().()() Sera diqrihuído éxclu,i\'amentc ao SÚCIO

AU
OST[!\SIVO. a,'mminJn t'~lc n rí::;co tk llJO perceher qualquer lucro da
() re UH/I( ),

IR
C. Toda~ as saídas fin<'lTlceir:ls J<..'\Tr~IO obrdõ.:ccr (l seguinte nrdem de

AR
prioridade, n{lo podendo ser modificada . . C111 anuência cxprc:'.";;1 c i:scrita de
todos os SÓCIOS:

L
1- Pagamento da!-- despt'sa~ OIJt'nlcionais pa:-a de~r.:.:n\-plvimt'nto d()

DE
empreendimcnto .
.2 Pagamento do \';d(lr principal J() mÚluo 4.'uptaJl~ pelt_ls SÓCIOS
PARTIClI'A'\'TES.

:31 AN
3- Pagamento dos t'ncargo~ tln J1llílUO cílpla,j() pelo:.. SÓCIOS
I'ARTICII'A,'HES .

:46 C
.:\- Pagamento do lucro "OS SÓCIOS I'ARTICIPA:'iTES na proporçáo •

14 E S
t'~tauelt;cida ncstt: contrato.
S- PagJIlll'nto/dc:\'olução do:-. apíJrtl.:'s fjll:lI1l:~irUS reilu~ pelu!'. :-.ócios da
SÓCIA OSTE:\'SIVA.


8 - IN
ó- Pagamento lIl' lucro elentualmenle rem.ne,Ct:ntc a SÓCIA
OSTE'iSI VA.
01 OL

Chíusula 7" - DA RESCiSÃO:


0/2 AR

ü prcsenit contrato n:ío poderá scr rescindido pelos SÓCIOS. salvo por Ltlla grav·c da
9/1 - C

rarlc infratora e (ksde que fi p<ir!e prejudicada lt~nha interesse n~i re;-,ci<';i~tO.

7.1. O descumprimentu de quaisquer das c()nuiç0c~ c:-.tabch:cidas nc::--!\.: implicl/:; n;J


: 1 30

responsabilidade do infralOr pelas pen'bs e danos que venha a pro\'oc"r " seI'
"JARIA ~\'lOTA e aOs envolvidos, ~~ em razüo de la1 dc~culllprjm(,11Io. ()
Em 8579

prejudicado deveni ser inctt'lli.zaclo por lodos OI..:; pre}uízos íncorrídos, st'm prL'juizfl
de, a seu crilérin, consiocrar o presente re:-;cindido de' pleno Jireito.

7.2. [m t"dos os """OS de tálllino rlesle: Cl1lIl r"w. OS S(lCIOS devcrúo procnkl " •
11

liquidação da seI' MARIA '\10TA pelas norma, lelalivas;1 prcSlaç:lo de l\Hllas.


65

na forma da lei proees>ual vigente (artig'" 01-1" 91') do CPC).


r: 0

7.J. Caso. me""" "p"" " \"Iin,/,o da SCP \·liI.RL\ \10TA os SÓCIOS
1'''\ RTf< '11'.\'"1 ES \'L:'nharn d ~()th:r qUcdqut:r proc...::diJl1~Il!o_ Sl:j"l de qUl: llatur~l.a
fül'. que conlnl l'sta pn..;~a ....,Cl' movido L~m (kcoi'rerh..'ia dt' fatos ou ,do", pr,ltit';ld()~
po

c'l11fun,;õo da execuç:lo do nbjelo. " SÓCIA OSTE'\'SIVA perm:lIll'ccr:,


responsável pelo rl'ssareilllcnlo d"s SÚCIOS I'ARTICIPA:'>TES de lodos '"
so

CUS{{l:-' t' dl..:spcfo,as Jc:c()rrcn!C~ de tai~ prncL"dimentos.


s

Cláusula 8" - DO FORO CO\IPETE1\TF:


pre

S.l. OS SÓCIOS dcgcrn {) {'(H\) í.la comarca til- ('lli~b~·t..':rvfT l'IJ1lJpcIL'IlIl..: P~U,\ dirimir
Im

litígios e dú\'idas emergentes do prt:<"cllte. renUnCÜJJHJo <I ouiW<., nor 1l1:J1~


privilegiados que sejam. ,
, ,~

./ , .
'\ . { /\ )
.i' ',~'
'.\. ..}."
i'
<. " l'''g.:'ll '. Ll, "
PP
Cláusula 'l" - DAS DISI'OSIÇÜCS GERAIS:

9.1. O prt~cntt: t:\ifllfalu t,; dcnbt.rtado de cOllfidcncialidack. \Tdado ao~ SÓC10S a

AU
divulgaçáo. cornpromdcnrln-SL' ainda a tralar comn informa~~lO confidenciaL
qualquer fL1nna de express;-\O t:.lngível Ou ínt~ngível. escrita. \"crhaL rligital. 226

IR
magnel ica. impre:-.sa. telegnfada nu outra que uan~l11ita ao receptor um cUllleúdn.
cOIKeito. fundamento nu idéia de seu conteúdo.

AR
9.2. Em virtude da sPCIt'd~l(k em COlHa c\(: par1icipa~-,áo prescindir de um contralO
e~crito, os SÓCIOS J\C[H,;am que o presente contrato é lOlalwenh:\ confilk:uci;:lL

L
DE
t1J0 podendo .ser di\'ulga(h:) i.! qualquer parte, __ cjam p;lrlil'u\;Jrl'~ PU órg:ln..;,
púhlico\. soh pena da parLl: divulgadora tcr que illdcniz:lr por todo.... í.h jlll'juí/.n
c~lu::-.ado.., a mJlra.

:33 AN

9.3. A lIulidade nu ín\'~t1ítl<tdt de qualquer das clúusul<tS dn prc~l:n1c instrUJ1ll:nl0 nJo

:46 C
prejudica a eticácia c \'<didade de ~uas demais cbusulas. Caso seja decretada a

14 E S
flulid"ck. anulabilid",!c ou inelk"cia cle qualquer lias cláusulas deste instrull1efl[(l,
'" SÓCIOS do pre"'nlc dever;'lo acordar. C/Oll O juiz ou lühilr(\ delerminar.
l"onfnílllc o GISO, d ~()luçú() da controvérsül dl: modo qut:.. em L"lHÜórmidadl' Lltll1


8 - IN
h.:~Üslaçã() em \ igur. "it:ja alclIlÇi:ldo o resulta(h~ pr<Í!iL"lI ~l que yi:-;ayam cum ;1:-;
l"1;ju"iu!as inqLlinada,,_
01 OL

9"+. f-_ \'t'd~ido aos SÓCIOS a ct"s:i.o ou uflnsferêneja, "tolal ou parci~IL deslt.' Cnlllr:IÜ).
0/2 AR

sem a prévia c' exprc"a anuência. por ",cri to. !los ckmais SÓCIOS,
9/1 - C

9.5. O prç~el1le Conlnlln n80 constitui qualquer vínCUlO de natureza trabalhista c 'ou
rrn-idellci<Íria entre . . i.
: 1 30

9.6. F'tc: inslrunwnlo representa tooo o cnlénclimcnt(\ havido enlre Os S{)CIOS sohre'
O seLl objeto c quaisquer alterat:ücs Somente serão reconhecidas pelos SÓCIOS 'c
Em 8579

formalizadas por lermo de adilamt:nto especifico es..:ritn.

• 9.7, 0:-; SÓCIOS decl~mllll e garantem sob as pena:; da lei. que Hão l'stüo inl'urso~ i,.'m
nenhum do~ crime'. previst()~ elll Lei qu~ os impeçam de exerCer a atividadl'
11

J11c:[cantil L' que l~m poderes legalmente constituídos para a~~iIlar n prcsenh~
qu:dídnde de rl?preSenlaIlle~ legais dê: su~s re-spt.:l'livas cmrrL'sa~,
65

inqnHTlCnlo na


r: 0

9.8. Os sllcios da SÓCIA OSTE'\SI\'A. THIAGO DAYAN DA LUZ I:lARROS c


THEO 1\10L'SSALE\1 BARRETO. aSSumem, neste alo, a resj1oll"lhilidadc'
~olid;iria por todas :lS obrigac.;ües da SÓCJA OSTE;\IS1V ..\. rcntHlL'I:lndn
po

:!()

ht:ncnciu de ordelll.
so

9.9. Toda t: qU~llqucr


informaçán ou nntificaçSn, via digit:'d ou fi~it'<l" <.;cr;'í considerada
como v:ilida e recehi(b relo destinatário. se enviad;j para:
s

• MD !\RQU1TETURA E CONSTRUÇÕES LTDA.-


pre

J"ín<lnceiw(u Ihi~lgotla Yllll,corn .\lr


Rllll Doze dc' OUluhro, ?O-l. Bairro Centro 'June. Clliab:í'MT,
Im

• ALTAM I RO GA LI ~ DO !\I!amiro(u','ertia,nt'l
Rua \-ían:ch:d t:lnri;mo Pl~i'\(I!(), Khl. arlll1. I KO I, Bairro DuqUt de ('a:-..ii.l<';,
CuiahCl!1\1T

/
'\,;>- .~

"
t,
P
• ALAj\; A YUB \,1 A I OU, "1'Uii,,, ;~nlJ1":L',COtlLbl
Rodo\';" Ar~uiteto lldeier Candi". n" 2.04-1. sala 10. Ril,"ir"o Jo Lip,!. ('LI'

UP
78.0.jf;-1 ~(J .
• JULlO CEZAR \10DESTO DOS SA"iTClS jltli'º"'(/'lL!l.ll'J.Lc~q,-,i.U I,U:;',c>'lllJH

RA
Rua Marech,Ji Deodoro. 1216, apto 602 - Centro N'.'fle Cuiahá MT
CEP 7k005- JiIiI

RI
F, pur t:-..tarem a~:,iJll .iu;"'la~ l~ cOlltrawda:-.. a~:-.iIlHrn O~ SÓCIOS u prc::-,clltl' ill::-,tnlIlH.:I1{u

LA
L'm OS (cinco) \ ias de igual iL'or l" forma. na pr(,~CIH.:a de i)~ {dua~) tl:~tl"IllUIli1:t'.

, \ "", /'"

DE
\, \\,'\ rrJ/
.
',' \ó
,y~
,I

:33 AN
\ ",. "
\.


MD AlltJ.UITETURA E CONSTRUÇÕES L'DA

:46 C
THEtl MOUSSAlEM OA,RRETO

14 E S
, '~~"CI\~S;rE"NNSSIIVA
,\ ~­
',t~-1' .

8 - IN
THWMI:J~S'~ÁlEM BARRETO
01 OL

GARANTIDOR
0/2 AR
9/1 - C

Al TAMIRO GAlINDO
SÓCIO PARTICIPANTE 1
i
: 1 30

A/f/(t6
Em 8579

ALAN AYtJB MAlOU JULIO CEZ4R MJ;ESTO DOS SANTOS


SOCIO PARTICIPANTE 2 SÓ~IO PARTICIPANTE 3


11
65


r: 0

• ••• _ •• - _._ • - - ::..;.~_ - - ___ ________ - ___ 0"0

:--:d1l1l..' "'111<:: \{
,<
,I
, r, I,
po

( 'PF:' - - - - - CI'F' A (
sso
pre
Im

I' ,l:...' I ',' ' ,!~' "

.',
Huendel Rolim

PP
AU
22'7

IR
L AR
DE
:33 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
CÓPIA CONTRATO DE MÚTUO REALIZADO ENTRE
01 OL

ALAN MALOUF E CLAUDIO PEREIRA DA SILVA


0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av Iplranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
CONTRATO DE MÚTIJO

P
UP
2 í~8

RA
Nos I"",,,", do 011. SS6 ......10"" do cc...... J'I'I ""0 • dof'mldo l ..fO ,I " _ _ _ de rrnIIIo<>.....n-

RI
ctiU'iuta, • ~I-

LA
I. OBJETO: () objeto do ~ """""'" ~ ••~,n.. d. <ni•• 1\"'111... pelo MlJnIAN"II, li> MU"rUARJO.
.r"
rc-rr('ynUtdl Mof'\~ .,n-t'ult" rr lfl ui", .tt R$ , .JW,C)OO,OO nt,m mll"JD. Imqt02 C mllrntt .. u rph).
CnMhlUlndo ~Il:' r,tJfltnhl nn Utu~ Ul'f'utIVi' (" .. uftIUlhru,1 ~ lermn" do ..rI \B~ los: 11 . . UI(:. t.aihimdo c;

DE
apoota~nlO paro rim rnlt~o rm ~ ~pr1CfIIC'

.0
1. ENTREGA; o MlmIANll'. ""'lira """ o obje'o t do """ ilnlca . . .dei.... . " " . - . d<ttvodo de .......

:33 AN
regula0 • II<iIa, " quol ~ di""",lbili_ lO Mlnl.lÀRJO

• J. PRAZO; C~ o MlJl'UARlO ...... uor "


_rut .
CIIIICguO _ ...... de li .. dm....... %tu.

:46 C
f>ando • ..., ~ .. ~ do IfID<fótfntilo d. domlnlo. facultando ... 1""" ......... noodioraI.

14 E S
ft'fI'OO adhl\'O

.. AnIALlZA('ÃO; Vi ... " ..,.,....,. _ l o de mlprt:l,,"" ...... fm. cconóm""",. os CONTRATAHTES ~


qut o ~il1o M.'ri aancido de- "M mpHi! mpl;"Jtntg I ',8% c... riml! . 0 POIl' ,ruBl. Aldo tDnIdu
8 - IN
como dalI! dr dkulo R!i datO!i de ~ma.'5oIII t retomo do nhJetn. incidindo P''' ~41" JII~
01 OL

5. MULTA; 1'1:10 nIIo C<JqJrimenlo do ...... ,."..,'iv., ..hriglll"'\<S. pojlltlla,..m ""Ipoda. _ _Itoode OS'>\.
(ei""" po< ttnto) s~ o .alor~. do cll.,ub I'. indq>endonle de pmIas. donos.
0/2 AR

6. RF's«'-I.'iÀO; A res<,.... do Jll'C."'l'I< <_m'o ",ri! ptlo cwnprlme"'" m:lpro<o doH obripÇOD ..."' ....... _ _
podendo e.igir • quitaçao • que IChmplir, fioculumd",sc .. MlJnJÁRlO • 1C>tiI""" ontms-
do """"'" com
9/1 - C

~. < pr~oonal t<doIçIo dot JUfOlI m<n .. l<.

1. fOJIO: o. CONTRAl'ANn,s .Iqc:m O foro do c<'1l'OII'C8 de Cuiahll - MT pmt dlrimtr _RU... < díA-_.
dispondo dr quat.q .... "",ros po< 1Mb privílcgiadoo quo sejom,
: 1 30

Lido, ......... icIo. eoIaIldo de plefto aeonIo. ....nam O presente instrumento digitado com 01 ( ...., lauda e .... 02 {....}
Em 8579

vi.. de i,..llcor • formo, OI prnençoda 02 (duas) k>,emunbas.... on~ .. I!rmti.


C~ 02 de jueim de 201 S.

,y,..)01•
11
65

_10\'0111>1


r: 0
po
sso
pre
Im

....... ,!' 1
Huendel Rolim

PP
Advogodo,

AU
229

IR
L AR
DE
:33 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN

CÓPIA DOS DADOS CADASTRAIS DA EMPRESA TR


01 OL

PRODUÇÕES
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 579


18
51
06


r:
po
sso
pre
Im

Av Iplranga, 440, 8airro GOiabeiras, CUlaba-MT - Fone/fax' (65) 3023-7790 - CEP 78032-035

www.hw.adv.br
Tr Producao de Som e Imagens Ltda - ME (Tr Producoes, CNPJ Matriz) - Wooki.com.br 16/03/1715:30

• Acessar

Buscar

PP
Tr Producoes (CNPJ Matriz)

AU
Tr Producao de Som e Imagens Ltda - ME, desde 7/2/2011.

IR
230

AR
(~a o grimeiro a avaliar e ol1inar)

L
Receita Federal

DE
CNPJ l3.221 ... ./00Ql .. (ver CNPJ compktQ).

:33 AN
Nome empresarial Tr Producao de Som e Imagens Ltda - ME

:46 C
• Título do estabelicimento (nome fantasia) Tr Producoes

Data de Abertura 7/2/20 I I


14 E S
8 - IN
M,dereço Cuiaba, MT, Brasil (ver endereç.QJ;Qlll~)
01 OL

Ya'tureza Jurídica Sociedade Empresária Limitada (2062)


0/2 AR

Situação Cadastral Ver situação cadastral


9/1 - C

Email Ver email oficial

Telefone ver telefone oficial


: 1 30

Capital Social YtlJ:apital social


Em 8579

Quadro Societário Nome: Ranulfo Paes de Barros Neto


Qualificação: 49-Sócio-Administrador
11

• Nome: Tiago Paes de Barros


Qualificação: 49-Sócio-Administrador
65

Nome: Tamara Moschini Moraes


Qualificação: 49-Sócio-Administrador
r: 0

~ostrar todos os sÓcios Nome: Antero Paes de Barros Neto


~ualificação: 49-Sócio-Administrador
po

Atividade Econômica Primária Atividades de gravação de som e de edição de música (5920100)


so

Outras ati vidades


s

Atualização Última atualização feita em 27/01/2017


pre

Simples Nacional
Im

httPs:/lwooki.com.br/w/empresa/lr-producoes-cnpj-malriz/czODfkaFqy3Bcge Página 1 de 2
Tr Producao de Som e Imagens ltda - ME (Tr Producoes, CNPJ Matriz) - Wooki.com.br 16/03/17 15:3(,

Simples Nacional Optante Pelo Simples Nacional Desde 07/02/2011

Opções pelo Simples Nacional em períodos anteriores Não Existem

P
Agendamentos no Simples Nacional -

UP
SIMEI Não Optante Pelo Simei

RA
Opções pelo SIMEI em períodos anteriores Não Existem 231

RI
FGTS

LA
Situação cadastral no FGTS Regular

DE
Descrição A EMPRESA identificada está REGULAR perante o FGTS

:33 AN
Visualize abaixo informações inseridas pelos usuário. Contribua também, adicione uma informação
de contato ou dê sua opinião sobre esse CNPJ.

:46 C
• Você é o dono ou responsável dessa empresa e gostaria de retiráda do índice de pesquisa? CliQ!!!<
aQui para remover a empresa desse site.
14 E S


8 - IN
Assinatura Premium
01 OL

• Informações completas
0/2 AR

de CNPJs.
• Número do CNPJ,
endereço completo e
9/1 - C

situação cadastral.
• Mapa com localização da
: 1 30

pessoa juridica.
• Busca com filtros
Em 8579

personalizados.
• Renovação mensal.

• • Clique e assine o Wooki, pague


11

com cartão de credito ou boleto.


65

Telefone e outras informações


r: 0

~dicione telefone,~,.lllg, horário de funcionamento ou endereç.Q.


po

Opiniões
sso

Adicione sua o]:1inião e contribua com a comunidade.


pre
Im

https://wooki.com.br/w/empresa/tr-producoes-cnpj-matriz/czODfkaFqy3Bcge Página 2 de 2
Huendel Rolim

PP
Advogado.

AU
IR
23

L AR
DE
:33 AN
• :46 C
14 E S


8 - IN
DENUNCIA CRIMINAL EM DESFAVOR DO POSTO
01 OL

MARMELEIRO - DÍVIDAS DE CAMPANHA DO SR.


SILVAL - CAIXA DOIS
0/2 AR
9/1 - C
: 1 30
Em 8579


11
65


r: 0
po
s so
pre
Im

Av. Ipiranga, 440, Bairro GOiabeiras, Cuiaba-MT - Fone/fax. (65) 3023-7790 - CEPo 78032-035

www.hw.odv.br
• ____ t

'~i _.7"-'
, .::---....' ,
)..' :--::..:..- ....:.:..{
6""'" '\
"'O ,
MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO
14" PROMOTORIA CRIMINAL ESPECIALIZADA NA DEF.ESA DA
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E ORDEM TRIBUTÁRIA
I..';'r
F'~:_!1
R"rlca
'
°11
ôlP

.
EXCELENTÍSSIMA SENHORA JUíZA DE DIREITO DA 7" VARA CRIMINAL

P
UP
DA COMARCA DE CUlABÁ/i\1T.

RA
"A JUSTIÇA N,jO CONSISTE EM SER NEUTRO ENTRE O CERTO E 233

RI
O ERRAIJ(}. MAS EM IJESCOIlRIR () CERTO E SUsrEN7~j-I.(}.

LA
(}NIJE QUER QUE ELE SE ENCONTRE. CONTRA () ERRAVO."

DE

Theodore Roose\'elt

:33 AN
:46 C
SODOMA4
14 E S


8 - IN
RÉUS PRESOS
01 OL
0/2 AR
9/1 - C

o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO


GROSSO. com base na legislação vigente e nas investigações realizadas por intermédio
: 1 30


do Inqnérito Policial nO 129/2013 (DECFCAP), código 360603 - n° 23383-
Em 8579

44.2013.811.0042 (Fórum). SIMP UU0025-003/2014, vem à presença de Vossa


Excelência oferecer:
11
65

DENÚNCIA


contra:
r: 0

I" DENUNCIANDO - SILVAL DA CUNHA BARBOSA.


po

brasi Iciro. casado. ex-Govcl11ador do Estado de Mato Grosso (gestão 2011/2014 l,


sso

empresário, nascido em 26/04/1961. natural de Borrazópol is/PR, ti lho de .loana da


Cunha Barbosa e António da Cunha Barbosa. p0l1ador do Registro Geral nn 2020025
pre

SS/PR. inscrito !lO Cadastro de Pessoa Fisica sob o n". 335.903.119-91, grau de instrução
Im

Superior Completo, ATUALME"IITI~ RECOLHIDO NO CENTRO DE CUSTÓJ)lA

Av. D~:-;~mhargador i\·lllton Flguclfl'do Fcrrclra .'I/kndcs sinO>. ]" Andar. St;10r "D", ePA. Edificio: Procurador Je JUSII!.;:!
José Eduardl\ Faria, CEP: n049-nS, Cuiab;il1\.H. Telefone: (ú513ôll-0MJ. ](111-Dô53. 3611-065:'\ c FAX:, J(lll-()Ú:,\4
E-/JJni/: fi .. . tI.chutíl /li '1II/.lIIl1.br - OuvidHria G"ral do ;\'1 PE/i\"IT 127

1de 162 1I11'!


, - _.
_,_I
.---------------------------------------------~,

14" PROMOTORIA CRIMII'\AL DA COMARCA DE CUIABÁ

DA CAPITAL residente e domiciliado na Av. Brasília. n" 235. Edificio Riviera da

PP
América. apartamento 1901. Bairro Jardim das Américas. Cuiabá - MT;

AU
2" DENUNCIANDO - PEDRO JAMIL NADAF. brasileiro.

IR
divorciado, empresário, nascido em 01/1111963, natural de Cuiabá/MT, filho de Jamil

AR
Boutros Nadaf c Layla Mussa Nadaf, portador de CPF n", 265.859.101-25 c da Cédula
de Identidade n" 0279378-4 SSP/MT, grau de instrução Superior Completo. residente e

L
DE
domiciliado na Rua Buenos Aires. n" 193. apto 1904. Edifício Clarice Lispeetor. Bairro
Jardim das Américas Cuiabá-MT;


:33 AN
:46 C
3" DENUNCIANDO - MARCEL SOUZA DE CURSI,

14 E S
brasileiro, casado, servidor público estadual, lotado na SEFAZ/MT, nascido em
19/12/1963, natural de Sào Paulo/SI', filho de Valdelice Souza de Cursi e Alcebíades
8 - IN
Mori de Cursi, portador do Registro Geral n". 154627008 SSP/SP. inscrito no Cadastro •
01 OL

de Pessoa Fisica sob o nU 041.388.228-44, grau de instrução Superior Completo,


0/2 AR

ATUALMENTE RECOLHIDO NO CENTRO DE CUSTÓDIA DA CAP,ITAL


residente e domiciliado na Rua Tailândia n" 173. Bairro Jardim Shangri-Lá Cuiabá-
9/1 - C
: 1 30


Em 579

4" DENU:"ICIANDO - FRANCISCO GOMES DE ANDRADE


LIMA FILHO, vulgo "CHICO LIMA", brasileiro, casado. servidor público estadual
18

aposentado e motorista de Ubcr. nascido em 01/05/1953. natural de Coxim/MS, filho de


51

Haidee Bicudo Lima e Francisco Gomes de Andrade Lima. portador da OAB 2171
OABIMT. inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o n". 336,907.667-53, grau de
06

instrução Superior Completo, ATUALMENTE RECOLHIDO NO CENTRO DE


r:

CUSTÓI)IA DA CAPITAL. residente e domiciliado na Rua Prudente de Morais, nO


po

985, apto 104. Bairro Ipanema Rio ele Janeiro-RJ:


sso

5" DENUNCIANDO - SÍLVIO CEZAR CORRÊA ARAÚ.JO,


pre

brasileiro, divorciado, empresário, nascido em 22103/1969. natural de Santarém/PA, filho


de Sérgia Maria da Conceiç,ào Rego Correa e Astésio Bernardo Araújo, inscrito no
Im

Cadastro de Pessoa Física sob o nU 324.439.512-00, grau de instrução Superior


Completo, ATUALMENTE RECOLHIDO NO CENTRO DE CUSTÓDIA DA

[ _ . -.._-
2de 162!
. --.'

14" PROMOTORJA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

CAPITAL. residente e domiciliado na Rua dos Canários, n" 22, Quadra 07, unidade 201,

P
Condomínio Belvedere, Bairro Jardim Imperial. Cuiabá-MT:

UP
RA
6" DENUNCIANDO JosÉ DE JESUS NUNES
CORDEIRO, brasileiro, casado, coronel da polícia militar da reserva, nascido em 234

RI
25/05/1962, natural de Alto GarçaslMT, filho de Alvérica Nunes Cordeiro e Demétrio

LA
Rodrigues Cordeiro, inscrito no Cadastro de Pessoa Fisica sob o n", 318,093.401-87,

DE
ATUALMENTE RECOLHIDO NO BATALHÃO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS

• DO ESTADO DE MATO GROSSO, residente e domiciliado na Rua Alfenas, n" 277,

:33 AN
Bairro Jardim Mariana Cuiabá - MT:

:46 C
14 E S
7" DENU:"<ClANDO - CÉSAR ROBERTO ZÍLlO, brasileiro,
casado, advogado e contador, nascido em 03/0611960, natural de Nova Londrina/PR,
8 - IN
• lilho dc Antelmo Zílio e Catarina Afonsa Lopes Zilio, inscrito no Cadastro de Pessoa
01 OL

Física sob o n". 389,663.369-49, grau de instruçào Superior Completo, residente e


0/2 AR

domiciliado na Rua Louro Branco, nO 5, Quadra 08, lote 05, Casa nO 20, Condomínio
Florais dos Lagos Cuiabá-MT e/ou Rua Miguel Seror, nO 362, Bairro Santa Rosa,
9/1 - C

Cuiabá-MT;
: 1 30

• 8° DENUNCIANDO - PEDRO ELIAS DOMINGOS DE


Em 8579

MELLO, brasileiro, casado, advogado, nascido em 05/02/1976, natural de S;1o


Paulo/SP, filho de .Ianete Domingos de Mello e José Adcmar de Mello, inscrito no
11

Cadastro de Pessoa Fisica sob o n". 306,119,958-67, grau de instruçào Superior


65

Completo, residente e domiciliado na Rua Marechal Floriano Peixoto n" 1706, Apto


r: 0

201, Bairro Duque de Caxias, Cuiabá-MT e/ou na Avenida Cursino do Amarante, nO R36,
sala 04, Bairro Quilombo, Cuiabá-MT;
po
sso

9" DENUNCIANDO - RODRIGO DA CUNHA BARBOSA,


brasileiro, casado, medico c empresário, nascido em 04105/1984, natural de Cascavel -
pre

PR, filho de Roseli de Fátima Meira Barbosa e Silval da Cunha Barbosa, portador do
Registro Geral n" 11900342 SJ/MT. inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o n"
Im

007.451.521-71, grau de instruçào Superior Completo, residente e domiciliado na Rua


Brigadciro Eduardo Gomes, n" 135, Bairro Popular. apartamcnto 802, Cuiabá ~ MT:

-------
[ . 3de!ó2'
14" PROMOTORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

P
10" DENUNCIANDO - ARNALDO ALVES DE SOUZA

UP
NETO, brasileiro, casado, nascido em 23/06/1951, natural de Santos I)umont - MG.

RA
filho de Maria da Glória Marques de Souza e Francisco Alves de Souza. portador do
Registro Geral n" 2863811-5. inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o n"

RI
181.4 17.306-49. grau de instrução Superior Completo. residente e domiciliado no

LA
logradouro SONW. n" 111 bloco C apartamento 211, fd. Perfect Life Style. Brasília -

DE
DF:


:33 AN
11" DENU"IICIA"IDA - KARLA CECÍLIA DE OLIVEIRA

:46 C
CI:\'TRA, brasileira. nascida em 21/0311977, contadora. natural de Cuiabá/\1T. filha de

14 E S
Carmem de Oliveira Cintra c Edson Andrade Cintra, portador do Registro Geral n".
941920 SSP/MT, inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o n°. 809.100.841-49, com
8 - IN
grau de iJ1stn,ç~o Superior Completo, residente e domiciliada na Rua Des, Trigo ele •
01 OL

Loureiro, n" 549, Ed, Eco-Vita Ideale, apto 1302, Bairro ConsiL Cuiaba-MT:
0/2 AR

12" DENUNCIANDO - FRANCISCO ANIS FAIAD, brasileiro.


9/1 - C

casado, advogado, empresário e professor, nascido em 07/02/1964, natural de


: 1 30

Apucarana-PR, filho de João Diogo Faiad e Geny Mello Faiad, portador do Registro
Geral na 21 R39876. inscrito no Cadastro de Pessoa Fisica sob o nO, 495.976.049-49, grau


Em 8579

de instrução Superior Completo. residente e domiciliado na Rua Estevão de Mendonea


nO 1789. Edificio Arthé. apartamento 1003. Bairro Ouilombo. Cuiabá-MT c/ou na Rua
11

Joaquim Murtinho. nO 922. Bairro Centro Sul. Cuiabá-MT:


65


r: 0

13" DE"IUNCIANDO - VALDíSIO JULlANO VIRIATO,


brasileiro. casado. empresário e advogado, nascido em O1/1111979. natural de Goiânia-
po

CiO. filho de José Valdenio Lopes Viriato c Mariangela Juliano Viriato, portador do
sso

Registro Geral nO O1644414, inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o nO.


697.470.321-04. grau de instrução Superior Completo, ATUALME"ITE RECOLHIDO
pre

"110 CENTRO DE CUSTÓDIA DA CAPITAL. residente e domiciliado na Rua 3900.


nO 80. Edifício Avangard Exelusive I-Iousc. apartamento 1101. Centro Balneário
Im

CamboriÚ-SC:
-",'
l :·:;.J.
,--------------7l
14" PROMOTORIA CRI:VIINAL DA COMARCA DE CUIABÁ
L -_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _- - - - ' "
\
"
%
/--;'í::,/PG

1.'"" _
~

14" DENUNCIANDO - JULlANO CEZAR VOLPATO,

PP
brasileiro. casado, empresário. nascido em 19/08/1978. natural de Umuarama-PR, filho

AU
de Paulo Cesar Volpato e Selma Maria Volpato, portador do Registro Geral nO 907.894
SSP-MT, inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o nO. 788.349.371-04, grau de
';: ':~ t:;
'"'''''v

IR
instrução Superior Completo, residente e domiciliado na Rua Nossa Senhora da Guia, nO

AR
504. Edificio Torres do Parque lI, apto. 1504, Cuiabá-MT;

L
DE
15" DENUNCIANDO - EDt:ZIO CORRÊA, brasileiro, casado,

• empresário, nascido em 07/09/1967. nahlral de Campo Grande-MS. fi lho de Waldemar

:33 AN
Correa Machado e Terezinha Maria de Jesus Corrca. portador do Registro Geral nO

:46 C
04575385 SSP-MT, inscrito no Cadastro de Pessoa Fisica sob o nO. 396.773.541-91. grau

14 E S
de instrução Ensino Médio Completo, residente e domiciliado na Rua Oriente Tenuta,
Casa 09, Ouadra OI, Bairro Consil. Cuiabá-MT:


8 - IN
01 OL

16° DENUNCIANDO - ALAOR ALVELOS ZEFERINO DE


0/2 AR

PAULA, brasileiro, casado, servidor público estadual. nascido em 28/05/1952, natural


de Cuiabá-MT, filho de Gonçalo Zeferino de Paula e Idete Alvelos de Paula. portador do
9/1 - C

Registro Geral n° OI 05944-0 SSP-MT. inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o nO.
: 1 30

103.428.421-53. grau de instrução Superior Completo, residente e domiciliado na Rua

• dos Girassóis, nO 249. Bairro Jardim Cuiabá. Cuiabá-MT ou podendo ser encontrado na
Em 8579

sede da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logistiea - SIELlMT (antiga


SETPU/SINFRAl:
11
65

17" DENUNCIANDO - ])IEGO PEREIRA MARCONI.


r: 0

brasileiro. solteiro, empresário, nascido em 29/08/1986. natural de Cuiabá-MT. filho de


Luiz Carlos Marconi c Sandra l11aria Pereira Marconi, portador do Registro Geral nO
po

14593807. inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob n°. 729.583.161-49, residente e


so

domiciliado na Rua Caldas Novas. nO 305, Condomjnio Vila Residente, Casa 68, Bairro
s

Pargue George, Cuiabá-MT, pelos fatos que passa expor:


pre
Im
14" PRO:\10TORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

P
BREVE HISTÓRICO

UP
RA
Trata-se de Inquérito Policial instaurado em 19/11/2013 pela
Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administraçào Pública de

RI
Cuiabá· DECFCAP, visando apurar, a princípio, FRAUDE A LICITAÇÃO frente a

LA
existcncia de indicios de direcionamento do Pregão Presencial nO 05012013/SAD/M1',

DE
na qual foi cllnsagrada vcncedora a empresa MARMELEIRO AUTO POSTO LTDA.,
como fOl11ccedora de combustível para abastecer toda a frota do Poder Executivo •

:33 AN
Estadual.

:46 C
14 E S
Decorre que as investigações avançaram c robusteceram com as
revelações dos diversos crimes executados pela ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA que
8 - IN
foi desmantelada na "Operação SIJI/ol/la" e seus desdobramentos', liderada pelo ex- •
01 OL

governador do Estado SILVAL DA CUNHA BARBOSA e composta, notoriamcnte, por


0/2 AR

pessoas estrategicamente alocadas nos diversos setores do Poder Executivo Estadual.


quais sCJam: PEDRO JAMIL NADAI" MARCEL SOUZA DE CLJRSI,
9/1 - C

FRANCISCO GOMES DE ANDRADE LIMA FILHO, SíLVIO CEZAR CORRÊA


: 1 30

ARAÚJO, .JOSÉ DE JESUS :'oIUNES CORDEIRO, CÉSAR ROBERTO ZíLlO,


Em 8579

PEDRO ELIAS DOMINGOS DE MELLO, ARNALI)O ALVES DE SOUZA


NETO, KARLA CEcíLIA DE OLIVEIRA CINTRA c RODRIGO DA CU:'oIHA
BARBOSA.
11
65

Nas ações penais já propostas a ORGANIZAÇÃO CRIMI:'oIO-


r: 0

SA, por intermédio dos seus membros, executou condutas na Secretaria de Estado de In-
dústria, C[)Inércio, Minas e Energia - SICME/MT, Secretaria de Estado de Administra-
po

ção Pública - SAD/MT, Secrelaria de Estado de Planejamento e Coordenação - SE-


sso

PLAN/MT e Instituto de Terras de Mato Grosso - INTERMAT/MT.


pre

A investigação foi amplíada com as declarações dos COLABO-


Im

RADORES: CÉSAR ROBERTO zíLlO c PEDRO ELIAS DOMINGOS DE MEL-

I Ctlllll1rlllC rL'\'cliulo nas <WUl:'S penais n" 22746-25.~OI5.X 11.0042 (CÓDI(iO 417527) - Sodum,t n" 7266-
70.2016.XII.0042 (Código 4314R~) - Sodolllu.2 c n"" 6539-[4.2016':'';11.0042 {Código 430~26) - Sodolll<l 3.
todas êm trúmito: pela T Vara Cril11iJwl Jestn Comarca.
---"--_ .. - -- ---
6dt., 161
" '

W PROMOTORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUlARÁ

LO integrantes da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA. (que ocuparam eargos na Secreta-

P
ria de Estado da SAD/MT), ao apontarem que 11S empresas: MARMELEIRO AUTO

UP
POSTO LTDA. c SAGA COMÉRCIO E SERViÇO TECNOLOGIA E I:-.IFOR-

RA
MÁ T1CA LTDA., durante a gestão governamental de SI LVAL DA CUNHA HARBO- ;:: JG
SA (2011 a 2014), foram utilizadas pela referida ORGA'IIIZAÇÃO CRIMINOSA

RI
para: 1- o reccbimento de vantagem indevida; 2- fraudar as licitacões para a contra-

LA
tacão do fornecimento de combustível ao Poder Executivo Estadual; e 3- promover

DE
desvio de I'cedta pública, condutas executadas nas seguintes Secretarias dc Estado: S!:.::

• eretaria de Estado de Administracão - SAD/MT' c Sccretaria de Estado de Trans-

:33 AN
portes e Pavimentação Urbana - SETPlJ/MT'-

:46 C
14 E S
Ao longo das investigações. também foram fIrmados TERMOS
DE COLABORAÇÃO PREMIADA com os cidadãos:


8 - IN
01 OL

1- o empresário JULlANO CÉZAR VOLPATO, administrador


0/2 AR

de fato da cmpresa MARMELEIRO AUTO POSTO LTDA., e proprietário e adminis-


trador da empresa SAGA COMÉRCIO E SERViÇO TEC:-.IOLÓGICO E INFOR-
9/1 - C

MÁTICA LTDA., que procedeu ao pagamento EXIGIDO/SOLICITADO da vantagcm


: 1 30

indevida a ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, concorreu para a FRAUDE A LICITA-

• çÃO c colaborou diretamente para os DESVIOS de DINHEIRO PÚBLICO na SET-


Em 8579

PU/MT. tendo se enriquecido ilieitamente com as práticas criminosas:


11

2 - o empresário EDÉZIO CORRÊA. administrador e proprietá-


65

rio de fato da empresa SAGA COMÉRCIO E SERViÇO TECNOLÓGICO E IN-


r: 0

FORMÁ TICA LTDA., que igualmente intermediou c recebeu parte do ragamcnto EXI-
GIDO/SOLICITADO da vantagem indevida a ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, con-
po

correu para a FRAUDE A LICITAÇÃO c colaborou diretamente para os J)ESVIOS de


sso

D1NUEIRO rÚHLlCO na SETPU/MT. práticas criminosas das quais obteve vantagcm


indcvida:
pre

3 - com o servidor pÚblico estadual ALAOR ALVELOS ZEFE-


Im

RINO DE PAULA, que na condição de ex-Secretário Adjunto de Transportes e Vias

~All1al SECES - Secretaria de Estado de Gcslào de Mato Grosso.


'Atual SIEL - SCl'rclaria de Est'ldo de lnfraestrutur:J c Logística. antiga SrNFRA.
, .'
14" PROMOTORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

Urbanas da Secretaria de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana -

PP
SETPU/I\1T. atendendo à determinaçào do seu superior hierárquico - VALDíSIO JULI-

AU
A"IO VIRIATO, Secretário Adjunto da SETPU/MT, membro da ORGANIZAÇAO
CRIMINOSA, concorreu para operacionalização do esquema de DESVIOS de 01-

IR
NHEIRO PÚBLICO junto a SETPu/MT e. ainda.

AR
4 - C0111 o ex-servidor público estadual OIEGO PEREIRA

L
DE
MARCONI. que no exercício da funçào de Gerente de Restauração e Implanta-
çã0 4 da Secretaria de Estado de Transportes c Pavimentação Pública - SETI'U/MT .


:33 AN
dando cumprimento as determinações advindas do seu chefe imediato ALAOR A LVE-

:46 C
LOS ZEFERINO DE PAULA. auxiliou na operacionalização do esquema de DES-

14 E S
VIO de DINHEIRO PÚBLICO junto a SETPu/MT. 8 - IN
As apontadas COLABORAÇÕES apresentaram importantes in-


01 OL

formações em relação aos fatos em apuração. confirmando a ocorrência de corrupção


0/2 AR

sistêmica e ordenada dentro da Administração Pública, por parte da referida ORGA"II-


ZAçAo CRIMINOSA, desta vez executada no âmbito da Secretaria de Estado de
9/1 - C

Administração - SAD/MT3 c da Secretaria de Estado de Transportes e Pavimenta-


ção Urbana - SETPU/I\1T e, ainda. revelando mais dois membros da ORGANIZA-
: 1 30


cAo, a saber: FRANCISCO ANIS FAIAD (na época ocupando o car~o de Secretá-
Em 579

rio da SAD/I\1T) e VALDíSIO JULlANO VIRIATO (na época ocupando o cargo de


Secretário Adjunto da SETPU) e, desta forma, ampliando o objeto de apuração desta
18

investigação.
51
06


Foi apurado que a ORGANIZACAo CRII\1I"10SA:
r:
po

l-EXIGIU e posteriormente SOLICITO\! c RECEBEU


VA:'IITAGEI\1 INDEVIDA condutas executadas na Secretaria de Estado de
sso

Administração - SAD/MT. durante o período de outubro de 2011 a dezembro de 2014.


pre

atingindo o montante de R$ 1.050.000.00 (três milhões e cinquenta mil reais). para


promover fi regular remuneraçào dos fornecimentos prestados pela cl11presa
Im

I\1ARMELEIRO AUTO POSTO LTDA., c, por conseguinte. pela remuneraçào da


.1Alo de l\olllcaçi't{) nO 09/2011 - DOE de 03/01/20 I L p. 5 l' AlO de Exoncraçi'to nO 922/20 J 5 - DOE n° ::::(,474,
I O:f)1J20 I 5. I', 7.
~Al\o de atuaçiio da ORGANIZAÇÃO CRIMll'\OSA revelado 11;) operaç.l0 "Sodoma 2".
14" PROMOTORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

prestação e manutenção do serviço de gerenciamento do consumo de combustivcl pela

PP
empresa SAGA COMÉRCIO E SERViÇO TECNOLÓGICO E INFORMÁTICA

AU
LTDA.

IR
2-promoveu FRAUJ)E À LlCITAç.Ã.O nos Pregões Presenciais
237

AR
nOs 015/2012, 050/2013 e 100/2014 realizados pela Secretaria de Estado de
Administração - SAD/MT que foram objetos de adesào pela Secretaria de Estado de

L
DE
Transportes e Pavimentaçào Urbana - SETPUiMT Assim a ORGANIZAÇÃO

• CRIMINOSA viabilizou a permanência da empresa MARMELEIRO AUTO

:33 AN
POSTO LTDA. na condicão de fornecedora de combustível para o abastecimento

:46 C
de toda a frota veicular do Poder Executivo Estadual. aumentando-lhe a margem

14 E S
de lucro. em prejuízo ao erárío, tudo com o objetivo de garantir a continuidade do
recehimcnto da vantagem indevida .
8 - IN


01 OL

Condutas executadas em concurso com os empresários:


0/2 AR

.JULlANO CÉZAR VOLPATO e EJ)ÉZIO CORRÊA.


9/1 - C

3-promoveu os J)ESVIOS de mNHEIRO PÚBLICO junto a


: 1 30

Secretaria de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana - SETPUlMT. no

• valor aproximado de R$ 5.132.500.00 (cinco milhÕes. cento e trinta e dois mil e


Em 8579

quinhentos reais>' no período de fevereiro de 2013 até outubro de 2014 6 • mediante a


prática fraudulenta de inserções fictícias de consumo de combustível nas melosas que
11

abasteciam as patrulhas da SETPU/MT por meio do sistema eletrônico de gestão de


65

abastecimento gerido pela empresa SAGA COMÉRCIO E SERViÇO


r: 0

TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTJ)A .


po

Conduta executada em concurso com os ex-servidores pllblicos:


so

ALAOR ALVELOS ZEFERINO DE PAULA e UlEGO PEREIRA MARCO:"!I r


s

com os empresários: .JULlANO CÉZAR VOLPATO e EDÉZIO CORRÊA.


pre
Im

h Importa registrar que nos meses de Jczcmbro/2013, janeiro c fevereiro de 2014 a ORGANIZAÇÃO
CRIMINOSA cessou tcmp0rari<J1l1cntc os desvios de recursos públicos na SETPlJ em rclaçJo ao fornecimento
de combustível, porque as "melosas" não trabalhavam nu período chuvoso.
9<1r1ó~
14" PROMOTORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

Condutas que foram planejadas e consumadas na forma que passa

PP
a descrever:

AU
DAS IMPUTACÕES PROPRIAMENTE DITAS

IR
AR
1- DA ORGANIZACÃO CRIMINOSA

L
1.1- DA ATUACÃO DA ORGANIZACÃO CRIMINOSA

DE

:33 AN
Na medida em que as investigações avançam. reafirma-se a
existência e efetiva ação de ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA que se estabeleceu no

:46 C
14 E S
seio do PODER EXECUTIVO do ESTADO DE MATO GROSSO eom o propósito
de capitalizar vantagem indevida. EXIGINDO/SOLICITANDO/RECEBENDO
8 - IN


recursos da classe empresarial mato-grossense, FRAUDANDO LICITAÇÕES e
01 OL

DESVIANDO/APROPRIANDO recursos públicos, promovendo verdadeira


SANGRIA na RECEITA PÚBLICA do ESTADO.
0/2 AR
9/1 - C

Agiam ora exigindo propina para a fi-uiçào de henefício fiscal


(objeto da Operação "Sodoma"), ora autorizando a contratação de empresas para a
: 1 30

prestação de serviços, mediante o recebimento de vantagem indevida. sempre agindo em


Em 8579

prejuizo ao interesse púhlico (objeto da Operação "Sodoma 2"). ora solicitando e •


recebendo vantagem indevida para formalizar pagamento de indenização por área
11

desapropriada (ohjeto da "Operação Sodoma 3") além dc promover a ocultação c/ou


65

dissimulação da origem destas vantagens e, como no presente caso, exigindo.


solicitando e recebendo vantagem indevida para a remuneracão de fornecimentos
r: 0

prestados e manutcncão dos pagamentos. fraudando processo licitatÚrio para •


po

garantir que os interesses escusos do GRUPO CRIMINOSO fossem alcancados. E,


ainda_ promovendo DESVIO de RECEITA PÚBLICA para promover pagamentos
so

de dividas e formacão de caixa 2 eleitoral. pagamentos de despesas não licitadas


s
pre

(TRIMEC\. como tamhém. o enriquecimento i1icito dos membros da


ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA e do respectivo GRUPO POLÍTICO de SILVAL
Im

BARBOSA (objeto desta investigação Operação "Sodoma 4").

I_ _ ~- JOdl'ló2
',' '.'
14" I'ROMOTORIA CRIMINAL DA COMARCA DE CUIABÁ

Reafirma-se também, com a presente investigação, que a ORGA-

P
NIZAÇÃO CRIMINOSA atuava com ramificações em diversas SECRETA lHAS e

UP
ÓRGÃOS PÚBLICOS. Em razão da plena afinidade de seus membros para os anseios

RA
criminosos, apesar dos esquemas serem operacionalizados em vários núcleos de atuação
diversos, sempre convergiam pam atender aos interesses afins do grupo delinquencial.
238

RI
permitindo, com isso, a comunicabilidade c a interligação das condutas delitivas de for-

LA
ma extensiva a todos os seus membros, constituindo verdadeira teia, sempre afinada para

DE
o sucesso das empreitadas criminosas descncadeadas nos mais diversos setores do Poder

• Executivo Estadual.

:33 AN
:46 C
Este é o contexto apurado nas investigações anteriores e corrobo-

14 E S
rado n3 presente que: a ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA - composta pelos DENUN-
CIANDOS: SILVAL DA CUNHA BARBOSA. PEDRO JAMIL ;'I\ADAF, MARCEL


8 - IN
SOUZA DE CURSI, FRANCISCO GOMES DE ANDRADE LIMA FILHO. siL-
01 OL

VIO CEZAR CORREA ARAÚJO, JOSÉ DE JESUS NUNES CORDEIRO. 0':-


0/2 AR

SAR ROBERTO ZÍLIO, PEDRO ELIAS DOMINGOS DE MELLO, ARNALDO


ALVES DE SOUZA NETO, RODRIGO DA CUNHA BARBOSA, KARLA CEcí-
9/1 - C

LIA DE OLIVEIRA CINTRA e o ora OENUNCIANDOS: FRANCISCO


: 1 30

ANIS FAlA0 e VALOÍSIO JULlANO VIRIATO (cujas participações


Em 8579

ªf'0ra foram reveladas). unidos com ANIMUS ASSOCIATIVO. de forma perene e es-
tável, com estrutura hierárquica preestabelecida e divisão de tarefas, convergiram esfor-
ços comuns à pnitiea de crimes CO~TRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (CO~­
11

CUSSÃO, CORRUPÇÃO PASSIVA e PECULATO DESVIO/APROPRIAÇ,\O) e


65


FRAUDE À LICITAÇÃO .
r: 0
po

A divisão de tarefas, a estrutura hierárquica. a estabilidade e a


permanência do vinculo para a prática de infrações criminosas diversas. restaram
sso

comprovadas pelas apurações realizadas no decorrer das Operações "Sodoma",


"Sodoma 2", "Sodoma 3" c, também, agora nesta etapa (Sodoma 4), hem como. a
pre

LIDERANÇA por parte do denunciando SILVA!- DA CUNHA BARBOSA_


Im

Os trabalhos realizados evidcnciam que SILVAL DA CUNHA


BARBOSA, na condição dc lider da ORGANIZAÇ,\O CRIMINOSA. era o
------_._.
lidM62
-----------------------------~~
"
14' PROMOTORIA CRIMINAL DA CO:vJARCA DE CUIABÁ

responsá\'el por articular e coordenar as ações dos demais integrantes. que atua\'am com

PP
o propósito de blindá-lo. Ao longo de toda a sua gestão como Governador do Estado dc

AU
Mato Grosso. no periodo de 2011 a 2014. estrategicamcnte infiltrou agentes investidos
em cargos relevantes nas Secretarias de Estado. visando a prática de crimes contra fi

IR
Administração Pública, entre outros delitos.

AR
Inegável que SI LVAL BARBOSA detinha toda a govemabilidade

L
DE
da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA. Veja que em relação aos agentes públicos, bastava
sua vontade para afasta-los dos cargos ocupados, substituindo por outro (Iue julgasse •

:33 AN
mais interessante para a obtenção do resultado uiminoso perseguido. Este fato é de-

:46 C
talhado por PEDRO NADA F em seu reinterrogatório ocolTido no dia 15/08/2016, no in-

14 E S
teresse da ação penal autos n° 22746-25.2015.811.0042 - Cód