Você está na página 1de 2

A aliança com Deus e seus efeitos

1 Co 11 : 25 - 25
Introdução
A palavra aliança é muito conhecida na bíblia e aparece 299 vezes entre o velho e novo
testamento. No novo testamento ela vem do grego "diatheke" que é traduzido por aliança ou por
testamento. A idéia da aliança é conhecida. O velho testamento retrata a aliança que Deus fez
com seu povo através da Lei e o novo testamento retrata a aliança que Deus fez com pessoas
individualmente através de Jesus Cristo. Falamos que aliança simboliza acordo, tratado, contrato,
união entre duas partes. O que em geral não falamos é que aliança na verdade é apenas a casca,
a exterioridade, a parte de fora. Aliança é a maneira de materializarmos sentimentos, convicções,
e se observarmos de um modo geral, a aliança é a maneira materializarmos a fidelidade que
temos para com Deus e que ele tem para conosco.
A aliança é a casca: a fidelidade é a essência.
A aliança só existe quando há fidelidade a Deus. Por isso que não podemos resumir nossa aliança
com Deus através apenas de exterioridade: discursos, serviços ou atividade. A aliança é ter uma
vida santa diante de Deus.
Para entendermos exatamente o que significa uma aliança com Deus em sua essência, é
importante verificarmos o que o velho testamento diz, pois desde aquela época Deus já
manifestava a necessidade de uma aliança e tentou estabelecer uma aliança com o povo.

O princípio de uma aliança com Deus – Ex 19. 5,6,8


Deus no monte Sinai estava falando ao povo um pouco antes de lhes transmitir os dez
mandamentos ou decálogo. Deus vai falar algo maravilhoso sobre a aliança. Se o povo guardasse
(fidelidade) a aliança seria transformado em:
A Propriedade peculiar de Deus – A palavra hebraica sugere algo muito precioso que alguém
reserva para si com um carinho especial;
O Povo especial – "dentre todos os povos";
O Reino de sacerdotes – idéia escatológica, demonstra a idéia de Deus já naquela época de que
todos tivéssemos acesso direto a Deus através de Jesus Cristo;
A Nação santa – a idéia de santo no velho testamento é de algo separado do uso comum e
profano. Algo exclusivo para Deus.
Deus constituiu uma aliança porque através dela queria transformar um povo. No novo testamento
a idéia é a mesma. 1 Pedro 2:9 vai dizer exatamente que:
A aliança que Deus faz é para nos transformarmos em povo de Deus, raça eleita por Deus, nação
santa. Deus quer fazer uma aliança contigo para te abençoar.
Temos algumas outras características sobre esta aliança:

A aliança significa que nós podemos contar sempre com Deus – Dt 4. 30 – 31


Quando estiveres em angústia, diz Deus, e todas estas coisas te sobrevierem (referência a
sofrimento e castigo de Deus): ele não se esquecerá da aliança. Só que isso implica em atender a
voz de Deus e voltar para Deus. Com certeza ele será misericordioso. Ter uma aliança significa
estar seguro e poder contar sempre com Deus.
Ilustração: É difícil quando somos traídos por alguém. O pastor Jim Ellif, um dos preletores do
congresso da Fiel de 1999 contava que foi traído por um irmão muito querido. Foi conversar com
aquele irmão ao que este respondeu: eu nunca disse que você poderia contar comigo. Contou
porque quis. Bem, Deus deixa claro: vocês podem contar comigo sim. Eu sou o Deus de vocês...
A aliança implica em relacionamento com o Senhor – Dt 7. 6 – 9
Deus recorda verdades para conosco: Ele nos escolheu; Ele nos amou;
Ele cumpriu suas promessas libertando seu povo; Ele é fiel.

Conclusão
Em todos os casos notamos algo importante: Deus faz a sua parte em sua aliança. E nós? Fomos
exortados a voltarmos para Deus, escutarmos sua voz, obedecermos. O que Deus espera de nós?
O que faremos em relação a sua aliança? Em Êxodo 19:8 vimos a resposta que o povo deu a
Deus:
"Então, o povo respondeu à uma: Tudo o que o Senhor falou faremos. E Moisés relatou ao Senhor
as palavras do povo."
Que haja hoje em seu coração a vontade e decisão de obedecer a Deus e assim cumprir a sua
aliança.