Você está na página 1de 22

1ª Edição

Eco-Almanaque
EcoUnidos
Para 2014 (Comum)

Coordenadora:

Goreti Rocha

Redatores:

Ana Beatriz;

Ana Silva;

Ana Brandão;

Ivana Duarte

ecoescola.milheiros@gmail.com

Edições Clube Eco-Escola

EB23 de Milheirós de Poiares, Rua Casa da Mámoa, nº379

3700- Milheirós de Poiares


Um desafio… Feriados em 2014
Participar num clube Eco-Escola e receber Em 2014 mantêm-se os feriados que
o desafio de desenvolver um Almanaque foram eliminados pelo governo a partir de
lançou muitos desafios ao grupo de 2013.
trabalho. Mas, como os desafios devem
ser ultrapassados procuramos investir 1 de janeiro (4ªf) - Dia de Ano Novo
algum do nosso tempo e desse modo 4 de março (3ªf) (facultativo) - Carnaval
melhorar as nossas aprendizagens e talvez 18 de abril (6ªf) - Sexta-feira Santa
contribuir para a reflexão de todos aqueles 20 de abril (dom.) - Dia de Páscoa
que connosco colaboraram. Temos de 25 de Abril (6ªf) - Dia da Liberdade
agradecer aos pais, aos avós e aos 1 de Maio (5ªf) - Dia do Trabalhador
vizinhos, além da nossa professora por 2 de junho (dom.) - Dia do Corpo de Deus -
todo o tempo investido. eliminado pelo Governo
10 de Junho (3ªf) - Dia de Portugal
Procuramos seguir as regras estabelecidas 15 de Agosto (6ªf) - Dia de Assunção de
para a elaboração do almanaque e desse Nossa Senhora
modo selecionamos informações de uso 5 de Outubro (dom.) - Implantação da
prático no dia-a-dia de quem cuida da República - eliminado pelo Governo
terra nos locais onde cada elemento do 1 de Novembro (sáb.) - Dia de Todos os
grupo reside. Santos - eliminado pelo Governo
1 de Dezembro (2ªf) - Dia da Restauração
Dificuldades foram várias com que nos da Independência - eliminado pelo
deparamos, essencialmente porque não Governo
existe a norma de sistematização da 8 de Dezembro (2ªf) - Dia da Imaculada
informação do que se faz e quando se faz. Conceição
As práticas são do senso comum e muitas 25 de Dezembro (5ªf) - Dia de Natal
vezes o facto de um vizinho iniciar uma
determinada tarefa despoleta que os O calendário 2014 diz-nos ainda que em
restantes iniciem os mesmos março desse ano teremos dois eclipses.
procedimentos. O maior desafio foi sem Um eclipse lunar total acontecerá no dia
dúvida o relacionado com a falta de 15 de abril (não visível na europa), e um
informação que existe por vezes sobre os eclipse solar anelar no dia 29 de abril.
cuidados a ter após o uso de determinados O Mundial de futebol no Brasil e os Jogos
produtos, com as respetivas embalagens. Olímpicos de Inverno Sóchi, na Rússia,
Constatamos que não existe ainda uma também vão acontecer em 2014.
consciencialização para a necessidade de
recolha das embalagens e posterior
entrega nos pontos de Retoma Valorfito®.

2
CICLO DE VIDA DE ALGUMAS PLANTAS medicinais; de hortícolas de raiz e de
Plantas Dias Dias até à hortícolas de fruto.
Germinação colheita
Abóboras 10 60-90
- Quarto Minguante (entre a lua cheia e
Alfaces 10 60-80
Alhos >120 lua nova): sementeira e plantação de
Beterrabas 15 >120 plantas onde se queira refrear o vigor, em
Cebolas 15 >180 particular em solo rico ou húmido (bolbos,
Cenouras 20 >80
hortícolas repolhudas, leguminosas, etc);
Couves 8 >120
Couve-flor 10 75-125 enxertia de borbulha; levantamento dos
Ervilhas 20 110-130 garfos no inverno.
Espinafres 10 75-90
Favas 8 >90 Luas Cheia (lua velha) – devem-se evitar
Feijão-verde 10 >90 as sementeiras ou então utilizar sementes
Hortelã 15 >60
de anos anteriores ou das quais se
Melancia 10 75-110
Melões 10 90-110 desconheça o ano.
Nabo 8 a10 >45
Pepinos 10 90 CONSORCIAÇÃO DE CULTURAS
Pimentos 15 60-100 A consorciação de culturas é a prática de
Óregão 15 120
cultivar duas ou mais culturas em
Rabanetes 12 >45
Salsa 25 >30 proximidade. O objetivo mais comum do
Segurelha 15 >120 consórcio é produzir um maior
Tomates 15 90 rendimento em um determinado pedaço
Tomilho 15 180
de terra, fazendo uso de recursos que de
INFLUÊNCIA DA LUA NAS CULTURAS outra forma não seriam utilizados por uma
O contato diário com quem cultiva a terra única cultura. É necessário planear tendo
leva a que a experiência do dia-a-dia nos em conta o solo, o clima, as culturas e as
ensina que afinal a Lua tem muita variedades. É particularmente importante
influência nos trabalhos agrícolas. Assim, não ter culturas que competem umas com
torna-se importante referir que: outras por espaço físico, nutrientes, água
ou luz solar. Um exemplo de estratégia de
- Lua Nova e Quarto crescente: realizam- consórcio é plantar uma cultura de raízes
se as sementeiras e plantação das plantas, profundas com uma cultura de raízes
para haver uma estimulação do vigor rasas, ou plantar uma cultura de altura
(principalmente em solos pobres ou com uma menor cultura que requer
secos); enxertias em fenda (perto da lua sombra parcial.
nova); plantação de árvores de fruto; corte Quando as culturas são cuidadosamente
de madeira para aquecimento; poda de selecionados, outros benefícios são
árvores fracas; recolha de ervas também são atingidos. Algumas plantas

3
são utilizadas para suprimir as ervas melhorar os cuidados com a
daninhas ou fornecem nutrientes. biodiversidade. A qualidade dos alimentos
A consorciação de plantas compatíveis também pode ser melhorada e desse
também incentiva a biodiversidade, modo melhorar as garantias de nutrição e
proporcionando um habitat para uma alimentação.
variedade de insetos e organismos no solo
que não estão presentes na monocultura. A utilização racional também permite
Isto por sua vez, ajuda a limitar surtos de reduzir os custos, utilizando menores
pragas, aumentando a biodiversidade de quantidades de fitofármacos e uma maior
predadores. Além disso, a redução da produtividade e desse modo aumentar os
homogeneidade da cultura aumenta as rendimentos dos produtores.
barreiras contra a dispersão biológica de
Na utilização dos produtos fitofármacos o
organismos de pragas através da cultura.
trabalhador deve sempre utilizar
A consorciação de culturas também utiliza
equipamentos de proteção individual
a prática de sementeira de uma cultura de
aquando da sua aplicação.
crescimento rápido, com uma cultura de
No final deve proceder sempre á lavagem
crescimento lento, de modo que a cultura
dos equipamentos e á recolha correta dos
de crescimento rápido seja colhida antes
resíduos, guardando as embalagens vazias
da colheita de crescimento lento
nos sacos próprios e posteriormente
amadurecer.
entregando num ponto de Retoma
®
CUIDADOS A TER COM O USO DE Valorfito .
PRODUTOS FITOFARMACEUTICOS
Os produtos fitofármacos devem estar
Antes da utilização da escolha do produto
separados e isolados das sementes,
fitofármaco a utilizar, deve-se tentar
produtos colhidos, fertilizantes e afastados
conhecer a praga ou doença que está a
do contato das crianças e animais.
afetar a plantação. Deve ser um técnico a
recomendar a quantidade a aplicar e
Consumidores conscientes
nunca se deve aplicar mais do que
O modo de reduzir os custos diários na
necessário, caso contrário pode-se
alimentação, é recorrer ao consumo de
contaminar as águas e os solos.
produtos da época, quer sejam as frutas
quer sejam os vegetais, e se possível
O uso dos produtos fitofármacos pode
nacionais, pois desse modo estaremos a
permitir melhoras a nível da segurança das
colaborar para a economia do país. Além
pessoas, do ambiente e alimentar.
disso, os frutos e vegetais contêm uma
A utilização racional dos produtos maior riqueza nutricional.
fitofármacos, permite evitar a
contaminação da água e dos solos,

4
JANEIRO Fazer também, na mesma altura, a
“Se o Janeiro não tiver trinta e uma geadas, fertilização química com adubos
tem de as pedir emprestadas.” fosfatados, potássicos ou compostos.
Como as terras de horta, passados alguns
O que se deve plantar/semear
anos de cultura intensiva, se tornam
Neste mês nos locais mais protegidos
ácidas, é indispensável, por vezes, aplicar-
semeia-se em alfobes fava, ervilha, alface, lhes cal.
rabanetes, couve-flor, brócolos, repolho, Continuar com a instalação de viveiros de
cebola, cenoura, nabo, nabiça, salsa. estacaria de roseiras e de outros arbustos
Ainda se plantam alhos. e árvores de jardim. Quem ainda não
Criar em viveiros todas as hortaliças. podou as roseiras não deve deixar de o
Inicia-se onde é possível, a plantação da fazer agora, convindo adubar bem os
batata precoce (nos locais mais jardins sem o que não pode obter-se
abrigados). flores
Nos terrenos enxutos, já se pode semear Plantar árvores de fruto, cavar os pomares
zínias, papoulas, girassóis, miosótis e de modo a não ofender as raízes. Arrancar
todas as plantas anuais ou de estação. as árvores decrépitas e pouco produtivas,
Semear ciclames, ervilhas-de-cheiro, e substituí-las por outras de boa qualidade
gipsófilas, etc. Plantar jacintos, begónias, e sãs. Limpar e raspar os troncos e
lírios e amarílis.
pernardas principais das árvores fruteiras
dos musgos e líquenes. Para evitar
O que se deve colher/apanhar quaisquer possibilidades de alagamento
Neste primeiro mês do ano colhe-se ainda
ou encharcamento deve manter-se em
as pencas, couve galega, espinafres, aipo,
estado de eficiência a rede de drenagem
cebola, beterraba, agrião, couve
dos terrenos.
lombarda, couve-de-Bruxelas, grelos,
Mergulhar vide, podar e meter bacelo, na
nabiças, nabo, rábano, repolho, violetas,
vinha. Limpar as cepas até às raízes
amores-perfeitos, camélias, jacintos,
principais, descascando-se à mão ou com
tulipas. As frutas da época e que estão
raspadores apropriados as quais devem
prontas a colher são frutos secos como as
de seguida ser pinceladas ou pulverizadas
nozes e ainda a castanha, o limão, a romã,
com caldas ferro-cálcidas ou oleosas,
a laranja.
indicadas para o efeito. Desinfetar as
videiras que foram atacadas pela
Trabalhos agrícolas a não esquecer fumagina ou pelo algodão.
Como neste mês são frequentes as
geadas, as plantas devem ser cobertas de
Embalagens obrigatórias para recolher e
noite com esteiras, giestas, urzes, etc. entregar num ponto de Retoma Valorfito®.
Preparação de todas as culturas de - Embalagens de adubos/fertilizantes
inverno e das terras para batatal. - Embalagem de sulfato de ferro

5
FEVEREIRO Iniciar o tratamento das macieiras,
“Quando não chove em Fevereiro, nem bom pereiras, e pessegueiros contra as
prado nem bom celeiro.” conconilhas, ovos de insetos e de acáros e
formas invernantes de pedrado;
O que se deve plantar/semear pulverização com calda bordalesa nas
Semear alho-francês, beterraba, cebola, nespereiras (contra o pedrado), nos
cenoura, coentro, couve-flor, grelos, pessegueiros (contra o crivado e a lepra) e
nabos, ervilhas, espinafres, fava, feijão, noutras fruteiras – laranjeiras (contra o
nabiça, repolho, salsa, tomate, abóboras, míldio).
acelgas, alface, couve-flor serôdia, feijão,
malaguetas, nabos serôdios, pimento, Prosseguimento da preparação das terras
repolho, tronchudas. – lavouras, gradagens, adubações,
Plantar batatas nos lugares abrigados e estrumações-destinadas às culturas de
pouco sujeitos a geadas. primavera
Continuar a plantação de árvores e
arbustos ornamentais. Execução de caldeiras em volta das
Semear: Todas as flores anuais, cíclames, árvores e arbustos, onde se lança estrume
chagas, cosmos, ervilhas de cheiro, que não deve ficar em contato com a
espargos, gipsófilas, manjericos, sécias. planta (este estrume deve ser coberto na
primavera)
Transplantar as cebolas a colher em maio-
junho e as couves semeadas em Na vinha prosseguir com as fertilizações
dezembro a colher em junho-julho iniciadas no mês anterior. Reparar bardos,
(repolhos) lateiros e ramadas, substituindo ou
endireitando os esteios e esticando ou
consertando os arames. Iniciar a enxertia,
O que se deve colher/apanhar
Durante o mês, iniciar a colheita dos utilizando castas apropriadas, nos locais
nabos semeados em Dezembro. Colher abrigados. Cortar as raízes que surjam por
espinafres, couve-flor, bróculos, cenoura, cima da soldadura do enxerto.
couve lombarda, agrião, grelos, nabiças,
nabos, repolho, kiwi, laranja, limão, Para a sementeira de pimentos e
tangerina. tomateiros, preparar camas quentes.

Colher amores-perfeitos e violetas. Embalagens obrigatórias para recolher e


entregar num ponto de Retoma Valorfito®.
- Ferti-P gel (fertilizante composto por
Trabalhos agrícolas a não esquecer azoto, fosforo e potássio.
Todos os trabalhos indicados para o mês
de Janeiro podem ainda ser feitos neste - Cupravit – fungicida cúprico para
mês, mas não devem ser adiados por diversas culturas
muito tempo.
6
MARÇO Proteger os pessegueiros contra a lepra e
crivado por meio de pulverizações
“Em Março, tanto durmo como faço.” preventivas de calda bordalesa.

O que se deve plantar/semear Combate às nóctuas e aos pulgões e o


Semear: alfaces, beterraba, cenouras, oídio com sulfato de cobre e enxofre.
ervilhas, espinafres, feijões, nabiças, Pulverizar as laranjeiras com cal em pó ou
rabanetes, salsa, tomates e pepinos. ainda em leite. Adubar as diversas
Fazer as últimas plantações de batata de fruteiras.
sequeiro, mas apenas em locais que
mantenham até tarde certa humidade no Continuar os trabalhos iniciados em
terreno. Transplantar cebolo, tomates, fevereiro, nomeadamente os respeitantes
couves e espargos. a adubações, correções, lavras e cavas,
preparando-se os terrenos para as
Semear boas-noites, chagas, cravos sementeiras e plantações para o presente
túnicos, cravos dobrados, esporas, mês e seguinte.
papoulas, perpétuas, papagaios, sécias,
De preferência regar pela manhã, caso se
ervilhas de cheiro, dálias, goivos etc..
verifique falta de água por escassez de
chuvas, os talhões onde se efetuaram as
Plantar amarílis, anémonas, begónias,
sementeiras. Proceder se o tempo o
dálias, ranúnculos e trevo de quatro
folhas. permitir, às primeiras sachas das alfaces,
alhos e outras culturas em
O que se deve colher/apanhar desenvolvimento.
Cebolas brancas e cebolinhos, rabanetes, Não bastam as adubações químicas para
kiwi, laranja, limão, tangerina, tulipas, obter boas produções - as incorporações
campainhas brancas, narcisos. de matéria orgânica também se tornam
indispensáveis.
Trabalhos agrícolas a não esquecer
Continuar nos pomares de macieiras e Preparar as estacas para feijões e ervilhas.
pereiras, com os tratamentos contra
cochonilhas, ovos de insetos, ácaros e Embalagens obrigatórias para recolher e
formas invernantes de pedrado. entregar num ponto de Retoma
®
Valorfito .
Aplicar às fruteiras cítricas emulsões - Embalagens de sulfato de cobre e de
oleosas depois da floração. enxofre
Concluir a poda das fruteiras de pevide e
das figueiras, e adiantar as de espinhos. - Cupravit – fungicida cúprico para
diversas culturas

7
ABRIL apropriados. Preparar os terrenos
destinados à próxima sementeira. É nesta
“Em Abril, queimou a velha o carro e o época que tomam maior incremento as
carril; e uma cambada que ficou em Maio a sementeiras da Primavera como, por
queimou.” exemplo, do feijão e do milho.

O que se deve plantar/semear


Aplicar um pouco de adubo azotado
Semear milho nos terrenos mais secos. solúvel às hortaliças que se encontram já
Semear abóboras, agriões, alfaces, pegadas, o que irá beneficiar o
tomilhos, cenouras, couve-galega, desenvolvimento das plantas. Evitar, tanto
espinafre, ervilha, feijão, nabiças, pepino, quanto possível, que o adubo atinja as
rabanete, coentros, cominhos, acelgas e zonas verdes das plantas para que não se
couves (lombarda, saloia, repolho, queimem.
bróculos e portuguesa), etc.
Plantar tubérculos de andorinhas, Pulverizar contra o pedrado das macieiras,
begónias e gladíolos, jarros amarelos. O
contra lapas e escamas dos citrinos,
terreno onde se plantam os tubérculos
contra atídios, piolhos, pulgões e outros
manter-se-á mais ou menos humedecido,
insetos. Concluir a poda das roseiras.
mas nunca em excesso, o que poderia
Semear relva, aparar sebes e a relva que
provocar o apodrecimento dos tubérculos.
esteja em desenvolvimento.
Semear abóboras ornamentais, amores-
perfeitos, assembleias, ásteres,
Melhorar os solos compactos
campainhas de trepar, casadinhos,
incorporando-lhes terriços e restos de
esporas, gipsófilas, malvaíscos,
folhas. Sachar e adubar os talhões de
manjericos, perpétuas, petúnias,
saudades, valverdes e zínias. roseiras que se mostrem enfraquecidos.
Proceder à adubação das vinhas
O que se deve colher/apanhar cansadas. Proceder aos respetivos
Colhe-se: Limão, nêspera, tangerina, tratamentos contra o míldio, oídio e
couve portuguesa, couve lombarda, outros inimigos das videiras.
couve-de-Bruxelas, espinafres, agrião,
alface, bróculos, grelos, nabiças, nabo e
Embalagens obrigatórias para
repolho. recolher e entregar num ponto de
Retoma Valorfito®.
Trabalhos agrícolas a não esquecer - Cupravit – fungicida cúprico para
Sachar, mondar e, se necessário regar de diversas culturas
preferência nas primeiras horas da
manhã. Defender a horta dos ataques dos - Herbicida Aspect-Bayer (controlo de
insetos e das lesmas com pesticidas infestantes da cultura do milho

8
MAIO plantas. Prosseguir com os tratamentos
“Em Maio, comem-se as cerejas ao borralho.” preventivos e curativos contra as doenças
e pragas das diversas fruteiras: pedrado
O que se deve plantar/semear das macieiras e pereiras, lepra dos
Semear milho estreme ou consociado com pessegueiros.
feijão, onde se possa regar. Semeia-se Plantar ainda fruteiras de espinho, cujo
milho para silagem. pegamento agora é mais rápido e
Prosseguem as sementeiras periódicas garantido desde que não falte água.
(quinzenais) de feijão (para colher em Sacham-se e desbastar os campos de
vagem) e de ervilhas. Assim se consegue milho, assim como as sementeiras e
ter feijão-verde e ervilhas durante alguns plantações de feijão.
meses. Semeia-se ainda algumas plantas Pulverizar batatais e tomates com caldas
de jardim: cinerárias, gotas de sangue, cúpricas para evitar o aparecimento de
amarantos, begónias, chagas, couves míldio. Defender os feijoais contra o
frisadas cravos, goivos, glicínias, gerânios, piolho. Enxofram-se as roseiras, por causa
heliantos e as demais semeadas nos do oídio, e mondam-se os botões para
meses anteriores. Prosseguir a plantação obter flores mais perfeitas. Combate-se o
de dálias. piolho das roseiras e doutras plantas de
jardins, com inseticidas de contato.
O que se deve colher/apanhar Neste mês expõe-se ao ar livre as plantas
Colhe-se: espargos, ervilha, fava, cebola
guardadas em estufas e abrigos e semeia-
verde, feijão-verde, courgete, pepino,
se cravos que serão transplantados em
grelos, nabiças, nabo, cereja, laranja, setembro.
limão, morango, nêspera, nabiças, nabos,
Limpar as matas a fim de se evitarem os
diversos tipos de couve. Colher flores para
incêndios.
semente Na vinha continuam os tratamentos
contra o míldio e o oídio.
Trabalhos agrícolas a não esquecer
Fenar e ensilar forragens. Sachar o milho Embalagens obrigatórias para recolher e
já nascido, aplicar nitrato em cobertura, entregar num ponto de Retoma Valorfito®
no caso de o aspeto da seara não ser bom, - Cupravit – fungicida cúprico para
isto é, no caso de a folhagem ter um tom diversas culturas
amarelado.
Monda-se, sacha-se e rega-se os alfobes. - Herbicida Aspect-Bayer (controlo de
Rega-se as hortas de preferência à infestantes da cultura do milho
tardinha, para que a terra conserve
durante mais tempo a água absorvida e -Milraz Combi – combate o míldio da
ser mais facilmente aproveitada pelas batateira, videira, tomateiro
Milraz cobre – combate o míldio e o oídio
da videira
9
JUNHO - lepra do pessegueiro, lapas, escamas e
“Sol de Junho amadura tudo.” cochonilhas com emulsões oleosas de
verão.
O que se deve plantar/semear - piolhos ou pulgões com caldas
Continuar com as sementeiras. Semear nicotinadas e outras apropriadas.
alface, chicória, feijão, nabiças e rabanete. Desligar os enxertos das roseiras, quando
Plantar ou transplantar: alface, chicória, tiverem três a quatro folhas, para que não
couve-galega. Concluir a sementeira do se dê o estrangulamento dos ramos, e
feijão e do milho nas terras fundas. aplicar nitrato (nitramoncal) àquelas cuja
floração quiser prolongar. Podar os
O que se deve colher/apanhar arbustos de floração primaveril. Cortar os
Apanhar ervilhas e favas. Ceifar e caules às plantas que já floriram.
debulhar cereais de pragana (centeio, Tratar a semente com os inseticidas
aveia,), separar as melhores para a próprios para proteger a planta jovem dos
semente. ataques do «alfinete».
Colher a batata semeada em Continuar com a sacha, monda e rega de
janeiro/fevereiro. canteiros. Como medida preventiva contra
Colher alface, alho, beterraba, bróculos, o míldio, os tomateiros devem ser
cebola nova, chuchu, couguerte, feijão- pulverizados com fungicidas orgânicos e
verde, pepino, tomate, rabanete, organo-cúpricos.
espinafres, nabiças, alface e aipo da A rega dos morangueiros deve ser
sementeira de janeiro. Apanhar cerejas e abundante e acompanhada de adubação
nêsperas. Colher rosas, cravos. Ameixa, de cobertura.
amora, cereja, figo, framboesa, limão, Na vinha aplicar a calda cúprica ou as
morango. caldas fungicidas orgânicas de síntese no
combate ao míldio e ao oídio. O enxofre
Trabalhos agrícolas a não esquecer usa-se quando o oídio se manifesta.
Sulfatar batatais e tomatais com caldas
cúpricas ou de fungicidas orgânicas de Embalagens obrigatórias para recolher e
síntese. entregar num ponto de Retoma
Sachar batatas e milheirais, fazendo já a Valorfito®.
monda da batata e do milho de sequeiro. - Milraz Combi – contra o míldio da
Defesa contra as seguintes pragas e batateira, videira, tomateiro
doenças das fruteiras: - Cupravit – fungicida cúprico para
- pedrado das pereiras com caldas diversas culturas
apropriadas - Herbicida Aspect-Bayer (controlo de
infestantes da cultura do milho
- Embalagens de sulfato de cobre e de
enxofre.

10
JULHO animais domésticos que a tenham
consumido. Continuar com a defesa
“Julho quente, seco e ventoso: trabalha contra o pedrado das macieiras,
sem repouso.” nespereiras e pereiras.
Continuar o combate à formiga em todas
O que se deve plantar/semear as fruteiras e ao bichado das macieiras e
Semear as últimas milharadas para pereiras.
forragem. Regar e manter limpos de ervas, por
Semear alfaces, espinafres, cenouras, sachas superficiais, os pomares de
nabos e rabanetes, amores-perfeitos, espinhos. O tratamento contra o míldio e
calêndulas, cinerárias, bem como as outras doenças e pragas merece nesta
plantas bienais e vivazes de demorada época grandes cuidados, sobretudo no
germinação, para serem transplantados e tomateiro.
dispostos no outono. Enterrar os bolbos Aparar as relvas que devem ser bastante
dos jacintos e tulipas. regadas. Cortam-se as rosas murchas.
Aparar, sachar e mondar relvas que
O que se deve colher/apanhar precisam de ser regadas abundantemente
Proceder à colheita da batata, logo que Na vinha ainda se fazem enxofras e
atinja o devido grau de maturação.
sulfatadas, efetuadas consoante as
Alface, alho, beterraba roxa, beringela,
necessidades. Desfolhar os cachos, mas
cebola, cenoura, couves, espinafre de
não deixar que estes fiquem expostos á
verão, feijão, tomate.Ameixas, amoras,
incidência direta dos raios solares.
figo, framboesa, limão, maçã, morangos,
peras, pêssego,
Embalagens obrigatórias para
Trabalhos agrícolas a não esquecer recolher e entregar num ponto de
As regas são de grande importância neste Retoma Valorfito®.
período, e devem efetuar-se à tarde e de
acordo com as necessidades das plantas. - Cupravit – fungicida cúprico para
Sachar e regar milheirais, roçar matos diversas culturas
para estrume e para a cama dos animais. - Milraz Combi – contra o míldio da
Inutilizar a rama dos batatais quando o batateira, videira, tomateiro
combate ao escaravelho tenha sido feito - Herbicida Aspect-Bayer (controlo de
com caldas de arsénio ou outras que, pela infestantes da cultura do milho
toxicidade, façam perigar a vida dos
contra míldios, escoriose, alternariose e
pedrado.

- Antracol é um fungicida de superfície


(contato) de excelente ação preventiva
11
AGOSTO Continuar a desfolha progressiva e
“Em Agosto, toda a fruta tem gosto.” moderada dos pessegueiros. Enxertar
ameixieiras, cerejeiras, damasqueiros,
O que se deve plantar/semear macieiras, pereiras, pessegueiros.
Semear: acelgas, agriões, alface,
beldroegas, cebolas, cenouras, couve- Regar os pomares de citrinos e das
nabo, espinafres, favas, feijão, nabo, plantações novas, e sachar as covas no dia
rabanetes, ervilhas, repolho de inverno, seguinte, cobrindo-as com palha ou erva
salsa. No fim do mês semear, nos alfobres, seca.
couves diversas, beterrabas, ervilhas e
Continuam os trabalhos indicados para
espinafres. Plantar a penca que será
julho, cavando, sachando frequentemente
comida no Natal.
hortaliças, regando, quando possível antes
O que se deve colher/apanhar das sementeiras e das transplantações.
Colher feijão de sequeiro e abóboras que
é conveniente deixar ao tempo para Sachar e regar as áreas de milho. Nas
melhor secarem. regas deve evitar-se que as plantas sofram
de sede mas também não deve existir
Recolha de muitas sementes, que deverão excesso de água.
ser bem selecionadas para evitar
hibridações. Continuar a aparar as relvas que devem
ser adubadas em cobertura com produtos
Ameixas, figos, amoras, limão, maçã, azotados. Enxertar roseiras e regar
morango, pera, pêssego, alho francês, especialmente as que florescem no
pimento, tomate, feijão-verde, cebola, Outono.
chuchu, courgete, pepino, pimento,
tomate.
Embalagens obrigatórias para
recolher e entregar num ponto de
Trabalhos agrícolas a não esquecer
Retoma Valorfito®.
Regar pela fresca e sachar.

Limpar os morangueiros, cortando-lhes os


- Embalagens de sulfato de cobre e de
estolhos ou deixando só os necessários
enxofre.
para a multiplicação.

Fazer a sulfatação e enxofra dos


tomateiros. Fazer lavouras preparatórias
para as próximas sementeiras.

12
SETEMBRO Cuidar das hortaliças (bróculos, couve-
“Lua nova setembrina sete luas flor, penca e repolho), que deverão ser
determina.” estrumadas ou tapadas a meio do mês, se
não o tiverem sido antes.
O que se deve plantar/semear
Semear: agriões, alfaces, azedas, Prosseguir a enxertia a “olho dormente”
beldroegas, cebolas, cenouras, chicórias, de macieiras e pessegueiros, operação
coentros, couves-flor, repolho, ervilhas, que convém ficar concluída em princípios
espinafres, favas, nabos, rabanetes, salsa. de outono. Enxertar em fenda” cerejeiras,
macieiras e pereiras de formas altas.
Enterrar os bolbos das túlipas, narcisos e
Aplicar caldas oleosas aos citrinos
jacintos. Semeiam-se amores-perfeitos,
atacados por cochonilhas, desde que os
assembleias, cravos dobrados, ervilhas de
frutos não tenham mais de 2 cm de
cheiro, gipsófila, malmequeres anuais,
margaridas, miosótis, papoilas. diâmetro.

Prosseguem as lavouras de alqueiva e


O que se deve colher/apanhar
deslavre, iniciando-se as gradagens das
Continuar a colheita do milho, feijão.
terras para as sementeiras outono-
Colher feijões e cebolas maiores para
invernais.
semente. Colher sementes de quase todas
as plantas, quer anuais, quer vivazes.
Desfolhar com cuidado se a maturação
Colher cebola, cenoura, chuchu, cougete,
das uvas estiver atrasada. Marcar, antes
feijão-verde, pepino, pimento, tomate,
da colheita, as melhores cepas para o
alho-francês, maçãs, peras, ameixas, figos,
fornecimento dos garfos para as enxertias.
limão, maçã, pera, pêssego, uvas.

Inicio das vindimas. Embalagens obrigatórias para recolher e


entregar num ponto de retoma Valorfito

Trabalhos agrícolas a não esquecer


- Embalagens das caldas oleosas.
Mondar os botões dos crisântemos e
proceder à colocação de tutores.
- Cupravit – fungicida cúprico para
diversas culturas
Continuar a preparação das terras para as
sementeiras e plantações de Outono-
lnverno, incorporando estrumes.

13
OUTUBRO Trabalhos agrícolas a não esquecer
“Em Outubro, sê prudente: guarda pão e semente.” Prosseguir a preparação dos terrenos,
cavando-os ou arando-os e estrumando-
O que se deve plantar/semear os abundantemente.
Semear em lugar definitivo ervilhas, favas,
lentilhas, nabos, rabanetes, cenouras, Continuar com a abertura de covas
espinafres (que se colhem pelo Natal), destinadas às plantações de outono-
coentros e agriões.
inverno; as covas devem permanecer
abertas até à altura da plantação.
Nos alfobres, começar a sementeira de
cebolas, alfaces e couves diversas, que se Proceder à estrumação e/ou adubação do
plantam, depois, em Novembro e
pomar. Iniciar, com os devidos cuidados,
Dezembro.
plantação de fruteiras. Inspecionar
enxertias.
Proceder à plantação de espargos, couves,
beterrabas, morangueiros e alhos. Os
alhos devem plantar-se cedo e agradecem Pulverizar os citrinos ou fruteiras de
uma boa adubação potássica. Pode-se espinho com caldas cúpricas ou oleosas,
empregar a cinza de fornos, que, como é conforme as pragas.
sabido, é muito rica em sais de potássio.
Proceder, logo que tenha ocorrido a
Semear: Amores-perfeitos, begónias, queda das folhas, aos tratamentos contra
cravinas, ervilhas-de-cheiro, goivos, a lepra e o pedrado nos pomares de
malmequeres, miosótis, papoilas pessegueiros.

Plantar: açucenas, anémonas, cíclames, Começar a poda das roseiras, dos lilases e
jacintos, junquilhos, narcisos, tulipas. de outros arbustos ornamentais de
rebentação temporã, jacintos, margaridas,
Semear ervas de forragem. etc.

O que se deve colher/apanhar Multiplicar por estacas os pelargónios, as


Proceder à colheita dos últimos milhos e roseiras e os lilases.
feijões de regadio. Continuar as vindimas.
Continuar os trabalhos de vindima.
Colher aipo, alho-francês, agrião, grelos,
nabiças, nabo, pepino, pimento, repolho, Embalagens obrigatórias para recolher e
tomate, chuchu, alface, cenoura, entregar num ponto de Retoma
courgete, couve-de-Bruxelas, couve Valorfito®.
lombarda, couve portuguesa e espinafres. - Pomarsol Ultra D é um fungicida de
superfície (contato) de ação preventiva.
Colher castanha, limão, maçã, uvas,
pimento, tomate, abóbora. Dálias, rosas
14
NOVEMBRO Proteger contra as geadas as plantas mais
suscetíveis, com abrigos plásticos,
esteiras.
“Cava em Novembro e planta em Janeiro”.

Podar as roseiras e outros arbustos de


O que se deve plantar/semear jardim, bem como árvores ornamentais,
nomeadamente as de rebentação mais
Fazer as sementeiras dos cereais temporã. Depois de podadas, pulverizar as
praganosos de sequeiro: centeio, aveia. roseiras com calda bordalesa a 1%.

Prosseguir nos alfobres a sementeira de Manter vigilância, nos pomares de


alfaces e couves. macieiras e pereiras, contra eventuais
ataques de ácaros, cachonilhas e formiga.
Notar que embora os alhos se possam
semear (plantar) de Outubro a fins de Executar, nos pomares de pessegueiros,
Fevereiro, o mês de Novembro é o de logo que se tenha verificado a queda da
grande tradição na sementeira deste folha, os tratamentos contra o crivado e a
género.
lepra.
Proceder à abertura de valas, regos ou
Plantar couves (lombardos, repolhos,
outras obras que se considerem
tronchuda, flor e brócolos), alfaces,
cebolas de dias curtos e morangueiros. vantajosas para evitar a estagnação da
água das chuvas.
Semear: alface, beterraba, cebola,
Conservar o jardim limpo, procedendo à
chicória, tomates, couve-galega, nabiças
apanha da folhagem caía e aproveitando-a
de grelo, nabo redondo, rabanetes,
com outros restos de plantas, ervas,
ervilhas, favas e salsa.
detritos vários e cinzas, para o fabrico de
Plantar: cerejeiras, pereiras, macieiras. composto.

Podar roseiras e outros arbustos. Depois


O que se deve colher/apanhar
de podadas pulverizam-se as roseiras com
Couve, penca, repolho, nabos, alface,
calda bordalesa a 1%.
nabiça, alho-francês, castanhas, avelãs,
dióspiro, kiwi, limão, maça, romã, Embalagens obrigatórias para recolher e
tangerina. entregar num ponto de Retoma
Valorfito®.
Trabalhos agrícolas a não esquecer
- Sulfato de cobre (II)
Armar canteiros para as sementeiras e
- Mancozan é um fungicida de superfície
plantações próprias da época.
(contacto) de excelente ação preventiva e
com largo espectro
- Garbol
15
DEZEMBRO seguidos se praticou horticultura, fazer
calagens. Empregar, em média, 200 a 300
“Em Dezembro, descansar, para em gramas de cal por metro quadrado.
Janeiro trabalhar.”
Defender das geadas as diversas culturas,
O que se deve plantar/semear utilizando esteiras, abrigos de plástico,
Semear os trigos de Inverno e os etc.
centeios. Prosseguir a preparação dos canteiros
para as plantações próprias da
Semear ervilhas-de-cheiro e malvaíscos época. Continuar as lavras, incorporação
em lugar definitivo. de estrumes e corretivos, e proceder a
outras atividades relacionadas com a
Semear: cebola, couves, nabiças, preparação das terras para as sementeiras
rabanetes, espinafres, agriões, alfaces, de primavera.
favas, ervilhas e cenouras. Podar roseiras e outros arbustos bem
como as árvores que não estejam em flor.
Plantam-se: chicórias, couves diversas Instalar viveiros de estacas de roseiras,
(nomeadamente repolho e couve-flor), arbustos e árvores de folha caduca
estolhos de morangueiros, alhos e Prosseguir a preparação dos canteiros e
cebolas.Continua a plantação de fruteiras continuar o fabrico de “composto”
de caroço e inicia-se a das de pevide. iniciados no mês anterior.
Iniciam-se os tratamentos de inverno, que
Semear e/ou plantar: açucenas, continuam a ter o seu papel bem definido,
anémonas, angélicas, begónias, camélias, não obstante a existência de inseticidas
cíclames, gladíolos, jacintos, lilases, lírios, que podem usar-se na primavera e que
tulipas. Aparam-se relvas e semeiam-se ou têm, por assim dizer, efeitos duplos.
plantam-se as “calvas” que apresentam os
relvados. Às laranjeiras que apresentam frutos já
amarelos aplica-se a calda cúprica a 2%.
O que se deve colher/apanhar
Castanha, dióspiro, kiwi, laranja, limão, Podar as videiras já despidas de folhagem.
Pencas, alho-francês, agrião, aipo, alho Proceder à fertilização e meter mato nas
francês, bróculos, couve- de-Buxelas, couve entrelinhas das vinhas cansadas, de
lombarda, couve portuguesa, espinafres, preferência polvilhado com gesso ou cal.
grelos, nabiças, nabo, repolho.
Embalagens obrigatórias para recolher e
Trabalhos agrícolas a não esquecer entregar num ponto de Retoma Valorfito .
®

Nas terras de elevada acidez, como são -Calda Bordalesa da Bayer


normalmente aquelas onde durante anos

16
CONSOCIAÇÕES DE CULTURAS
Cultura Consociações Favoráveis Consociações Desfavoráveis

Abóbora Alface, Chaga, Feijão, Manjericão, Melão, Milho Batata, Legumes-Tuberoso,


Rabanete

Acelga Cebola, Cenoura, Couve, Feijão

Aipo Alface, Alho-Francês, Couve, Feijão Batata, Milho

Alface Abóbora, Aipo, Alcachofra, Alho-Francês, Beterraba, Espinafre, Girassol, Salsa


Cebola, Cenoura, Couve, Couve-Flor, Ervilha, Feijão,
Morango, Pepino, Picle, Rabanete, Repolho, Tomate

Alho Aipo, Alface, Beterraba, Cenoura, Couve, Morango, Ervilha, Espargo, Feijão,
Pepino, Picle, Tomate Repolho

Alho- Aipo, Alface, Batata, Beterraba, Cebola, Cenoura, Beterraba, Ervilha, Feijão,
Francês Couve, Espinafre, Morango, Tomate Repolho

Batata Aipo, Ervilha, Espinafre, Feijão, Nasturtium, Abóbora, Aipo, Beringela,


Rabanete, Repolho Beterraba, Cebola, Couve,
Ervilha, Framboesa, Girassol,
Maçã, Milho, Pepino, Picle,
Tomate

Beringela Ervilha, Estragão, Feijão, Pimenta, Salsa, Tomate, Batata, Cebola


Tomilho

Beterraba Aipo, Alface, Alho, Cebola, Couve, Feijão-Rateiro, Alho-Francês, Batata,


Morango, Pepino, Rabanete, Rábano, Repolho Cenoura, Espargo, Feijão,
Feijão-Trepador, Milho,
Tomate

Brócolo Alecrim, Chaga, Salsa, Sálvia, Tomate Morango

Cebola Alface, Alho-Francês, Beterraba, Camomila, Batata, Couve, Ervilha, Feijão,


Cenoura, Erva-Doce, Morango, Pepino, Salgado, Repolho
Tomate

Cenoura Acelga, Aipo, Alecrim, Alface, Alho, Alho-Francês, Aneto, Beterraba, Endro,
Cebola, Cebolinho, Cerefólio, Ervilha, Espinafre, Funcho
Rabanete, Rábano, Sálvia, Tomate

Couve Acelga, Aipo, Alecrim, Alface, Alho-Francês, Batata, Menta, Rabanete, Rábano,
Beterraba, Ervilha, Espinafre, Feijão Rasteiro, Salvia, Tomate,
Tomilho

17
Cultura Consociações Favoráveis Consociações Desfavoráveis

Couve-Flor Açúcar, Aipo, Batata, Camomila, Cebola, Chaga, Morango, Tomate, Videira
Endro, Feijão, Hortelã, Rabanete, Sálvia

Ervilha Aipo, Alface, Batata, Cenoura, Couve, Feijão, Milho, Alho, Alho-Francê, Batata,
Nabo, Pepino, Picle, Rabanete, Rábano, Repolho Cebola, Feijão, Salsa, Tomate

Espargo Alcachofra, Alho-Francês, Ervilha, Manjericão, Salsa, Alho, Beterraba, Cebola


Tomate

Espinafre Aipo, Alface, Alho-Francês, Batata, Beterraba, Batata, Beterraba


Couve, Feijão, Milho, Morango, Nabo, Rabanete,
Rábano, Repolho, Tomate

Feijão Acelga, Aipo, Alface, Alho, Batata, Beterraba, Alho, Alho-Francê, Batata,
Cenoura, Couve, Espinafre, Milho, Morango, Nabo, Cebola, Ervilha
Pepino, Rabanete, Rábano, Tomate

Feijão- Batata, Milho, Rabanete Alho, Beterraba, Cebola


Verde

Manjericão Damasco, Espargo, Feijão, Pepino, Repolho, Tomate

Milho Abóbora, Alface, Ervilha, Feijão, Pepino, Tomate Aipo, Alecrim, Alface, Batata,
Beterraba, Hortelã

Morango Alface, Alho, Alho-Francês, Beterraba, Cebola, Repolho


Couve, Espinafre, Feijão, Rabanete, Rábano,
Tomilho

Nabo Acelga, Alecrim, Alface, Ervilha, Espinafre, Feijão, Alho, Batata, Mostarda,
Hortelã Tomate

Pepino Aipo, Alface, Beterraba, Cebola, Ervilha, Feijão, Batata, Melão, Rabanete,
Girassol, Milho, Repolho, Salsa Rábano, Tomate

Pimento Cebola, Cenoura, Salsa, Tomate Rábano

Rabanete Acelga, Agrião, Alface, Alho, Cenoura, Couve, Abóbora, Acelga, Batata,
Ervilha, Espinafre, Feijão, Morango, Salsa, Tomate Pepino, Repolho, Videira

Salsa Alho-Francês, Espargo, Milho, Rabanete, Tomate Alface, Ervilha, Feijão,


Repolho

Tomate Aipo, Alface, Alho, Alho-Francês, Cebola, Cebolinho, Batata, Beterraba, Couve,
Cenoura, Couve-Flor, Endro, Espargo, Espinafre, Erva-Doce, Ervilha, Feijão,
Feijão, Manjericão, Milho, Rabanete, Salsa Pepino

Videira Aipo, Alface, Camomila, Chaga, Feijão, Pepino Beterraba, Brócolo, Tomate

18
PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS

Os produtos fitofarmacêuticos são produtos naturais ou obtidos a partir de síntese, destinados


a proteger as plantas das doenças, pragas ou infestantes, mantendo-as saudáveis para que
estas possam exprimir todo o seu potencial produtivo, tanto no que se refere à quantidade
como no que respeita à qualidade dos produtos agrícolas.

Estes produtos fornecem vários benefícios e estão disponíveis não só para utilização agrícola,
mas também florestal e em jardinagem.

Os produtos fitofarmacêuticos, também conhecidos por pesticidas, podem dividir-se em


famílias de produtos de acordo com a sua função:

Fungicidas - Controle dos fungos que atacam as plantam;

Herbicidas - Controle de ervas classificadas como infestantes;

Inseticidas/Acaricidas - Controle de insetos;

Rodenticidas - Controle de roedores;

Nematodicidas - Controle de nemátodos;

Reguladores de crescimento - Interferem no desenvolvimento das plantas por forma a


conseguir um maior controlo vegetativo;

Molhantes - Visam uma melhor aderência da pulverização às espécies vegetais tratadas;

Atrativos/Repulsivos - Com efeitos sobre o comportamento dos organismos que se


pretendem controlar;

Bactericidas - Controle de bactérias e outros

19
PREPARAÇÃO DA CALDA

Antes de preparar a calda há um conjunto de regras base que devem estar sempre presentes:

• Ler os rótulos e seguir as suas instruções;

• Colocar o equipamento de proteção individual adequado;

• Verificar se o material de aplicação a ser utilizado está calibrado e em perfeitas condições de


funcionamento;

• Assegurar que o material de primeiros socorros e contactos de emergência estão facilmente


acessíveis;

• Calcular a quantidade de calda necessária ao tratamento fitossanitário.

O rótulo dos produtos, no capítulo das Precauções Toxicológicas, Ecotoxicológicas e

Ambientais, faz referência ao equipamento de proteção a utilizar. Sempre que existem


necessidades específicas de proteção para um produto, essa indicação está referida no rótulo.

O equipamento mínimo de proteção recomendado durante a preparação da calda, consiste


em:

• Fato de proteção;

• Luvas;

• Botas de borracha;

• Viseira.

20
Ler o rótulo dos produtos que vamos utilizar é uma
obrigação tanto para pessoas experientes, como para
aqueles que preparam uma calda de produtos
fitofarmacêuticos pela primeira vez. A sua leitura é
imprescindível! A informação que consta nos rótulos não é
igual para todos os produtos e é fundamental para seguir as
boas práticas agrícolas.

Recomendações gerais

• Nunca se desfaça das embalagens vazias de forma


descuidada;

• Nunca deite as embalagens vazias:

- Nos campos (terrenos de cultura ou incultos);

- Nos rios, ribeiros ou valas;

- Nos contentores de resíduos urbanos.

• Nunca queime as embalagens de produtos fitofarmacêuticos;

Entregue sempre as embalagens vazias num Ponto de Retoma Valorfito.

21
PENSAMENTOS FINAIS
O trabalho na terra ao longo do ano é penoso e cansativo em determinados períodos,
essencialmente nas sementeiras e nas colheitas. O agricultor está sempre com o coração nas
mãos e o pensamento nas condições climatéricas que podem fazer com que o ano seja mais
ou menos produtivo. Por vezes de um momento para o outro perde-se todo o trabalho de uma
época.

No entanto, não existe maior liberdade do que a de percorrer os campos durante a fase de
crescimento e ver dia após dia brotar os frutos do trabalho. A mente liberta-se e voa como os
pássaros que durante uma sementeira procuram os grãos que foram colocados na terra.

Portugal, país pequeno e que nesta crise tem tantas terras abandonadas tem de voltar a olhar
para as suas origens. Reaprender a produzir o que consome e consumir o que é nosso. As
trocas de produtos entre vizinhos deve voltar, a entreajuda nos trabalhos diários e a luta lado
a lado para vencer a crise. Combate-se as dificuldades da vida, luta-se contra os problemas da
mente e gera-se as relações de amizade que tanta falta fazem hoje em dia. Reduz-se as contas
nos antidepressivos.

É necessário que os nossos jovens sejam ensinados a valorizar o trabalho na terra, que o
aprendam a executar, pois mais do que um diploma que se pode ter em casa é mais
importante ocupar o dia-a-dia. Sim, existe muito desemprego. Mas os campos continuam
muitos ao abandono e até parece que alguns têm vergonha de sujar as mãos na terra.

Algumas das nossas crianças coitadas, não têm a mínima noção de onde provêm os alimentos,
sabem que os vão buscar ao supermercado, agora como é que crescem ou qual a sua forma
original muitos desconhecem.

O desafio é grande, mas pouco a pouco tudo poderá mudar com pequenos projetos, como
este desafio, com o qual esperamos que o ano 2014 seja o da dita recuperação.

A coordenadora Eco-Escola

Goreti Rocha

22

Você também pode gostar