Você está na página 1de 12

CADERNO DE ATIVIDADES FEN SOLUÇÕES

TEMA 3 OS ESPAÇOS ORGANIZADOS PELA POPULAÇÃO

3.1. AS ÁREAS RURAIS EM MUDANÇA

 

FICHA 1

1-

D)

2-

D)

3-

C)

4-

B)

FICHA 2

1-

C)

2-

B)

3-

D)

4-

B)

5-

C)

FICHA 3

1-

Na resposta, são identificadas as regiões agrárias:

• Trás-os-Montes;

Algarve.

2- Na resposta, são apresentados dois dos seguintes fatores, um natural e um humano, ou outros considerados relevantes.

Fatores naturais:

• clima ameno;

• solos férteis;

• relevo plano.

Fatores humanos:

• proximidade dos mercados consumidores;

• elevada densidade populacional;

• peso da agricultura de subsistência.

3-

paisagem agrária, ou outras consideradas relevantes:

• intensificação da agricultura;

• aumento da área de regadio;

• introdução de novas culturas mais exigentes em água;

• melhoria das infraestruturas de apoio à atividade agrícola.

Na

resposta,

são

mencionadas

duas

das

seguintes

alterações

na

4- Na resposta, é explicado o aumento da competitividade de alguns setores da agricultura portuguesa, desenvolvendo-se, para cada um dos tópicos de referência, os seguintes aspetos, ou outros considerados relevantes.

A redução dos efeitos dos condicionalismos naturais:

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

• a evolução técnica e tecnológica tem permitido uma redução da influência dos

fatores naturais, através da utilização de estufas para reduzir o efeito das amplitudes térmicas, ou através da construção de barragens para minimizar os efeitos da falta de água;

• o desenvolvimento científico tem permitido, por exemplo, a seleção/criação de espécies mais adaptadas às condições específicas do clima e dos solos de cada região.

As características socioprofissionais dos jovens produtores agrícolas:

• a formação académica e profissional, relacionada com a agricultura, de muitos jovens produtores tem possibilitado a modernização destes setores, aumentando produtividade/rendimento agrícola; • a maior facilidade dos jovens produtores acederem à informação, aliada a uma rede de contactos alargada, torna-os mais inovadores, o que tem facilitado a colocação dos produtos agrícolas portugueses nos mercados internacionais.

FICHA 4

1- Na resposta, devem ser referidas duas das seguintes razões, ou outras consideradas relevantes:

fertilidade dos solos;

• abundância de água;

• amenidade do clima;

• proximidade de um grande mercado consumidor.

2-

Na

atividades industriais, um de uma atividade a montante e o outro de uma

de

resposta,

devem

ser

mencionados

dois

dos

seguintes

exemplos

atividade a jusante, ou outros considerados relevantes.

Atividades industriais a montante:

• químicas (adubos, fertilizantes, herbicidas, pesticidas, fungicidas);

• maquinaria;

• metalomecânica.

Atividades industriais a jusante:

• agroalimentar (conservas, compotas, sumos, congelados);

• impressão (etiquetas/rótulos);

• embalagens (plásticos, vidro, cartão).

3- Na resposta, devem ser apresentadas duas das seguintes vantagens, ou outras consideradas relevantes:

aumento da capacidade negocial;

melhoria

da capacidade de aquisição/utilização de meios tecnológicos

modernos;

• disponibilização de apoio técnico e científico;

• facilidade na colocação de produtos nos mercados nacional e internacional.

4- Na resposta, deve ser explicada a forma como a dinamização do setor agrícola em Portugal pode contribuir para equilibrar a sua balança comercial de produtos alimentares, desenvolvendo para cada um dos pontos os seguintes aspetos ou outros considerados relevantes.

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

A utilização de estufas:

• cria condições para alargar ao ano inteiro a produção de determinados

produtos agrícolas, respondendo, assim, às necessidades do mercado interno e possibilitando a exportação; • permite o cultivo, em território nacional, de espécies oriundas de climas com características diferentes das do clima de Portugal, o que diversifica a produção destinada, quer ao mercado interno, quer ao mercado externo.

O aumento da área de regadio:

• reduz os efeitos da falta de água em períodos de seca, especialmente no verão, aumentando e diversificando a produção;

• leva ao aumento da produção, reduzindo a necessidade de recorrer à importação de produtos agrícolas e favorecendo as exportações.

 

FICHA 5

1-

A)

2-

B)

3-

D)

4-

C)

 

FICHA 6

1-

C)

2-

A)

3-

C)

4-

D)

 

FICHA 7

1-

D)

2-

C)

3-

B)

4-

B)

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

TEMA 3 OS ESPAÇOS ORGANIZADOS PELA POPULAÇÃO

3.2. AS ÁREAS URBANAS: DINÂMICAS INTERNAS

 

FICHA 1

1-

A)

2-

B)

3-

D)

4-

A)

5-

B)

 

FICHA 2

1-

A)

2-

D)

3-

B)

4-

C)

 

FICHA 3

1-

C)

2-

A)

3-

B)

 

FICHA 4

1- Na resposta, deve ser definida «área metropolitana» como uma área urbanizada de grandes dimensões, constituída por uma «cidade mãe» e por outras cidades que estabelecem entre si e com a «cidade mãe» relações de interdependência traduzidas em fluxos diários de pessoas e de bens.

2- Na resposta, devem ser apresentadas duas das seguintes razões, ou outras consideradas relevantes:

• terciarização das cidades;

• preço mais acessível das habitações nos concelhos limítrofes;

• fixação de atividades económicas nos concelhos limítrofes;

• melhoria das acessibilidades aos concelhos de Lisboa e do Porto.

3- Na resposta, é indicada a percentagem aproximada da população residente no conjunto das duas áreas metropolitanas.

4- Na resposta, devem ser explicados os efeitos do crescimento demográfico das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, desenvolvendo-se, para cada um dos pontos, os seguintes aspetos, ou outros considerados relevantes. Efeitos na qualidade de vida das respetivas populações:

• a população, atraída pela oferta de mais empregos e mais bem remunerados,

atinge limiares que justificam a existência de equipamentos e a oferta de

serviços especializados que melhoram a qualidade de vida;

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

• o afastamento cada vez maior entre os lugares de residência e os lugares de

trabalho diminui o tempo de descanso e aumenta a poluição, o que se reflete negativamente na qualidade de vida.

Efeitos na ocupação do território de Portugal continental:

• a crescente concentração de população nas duas áreas metropolitanas

reforçou a bipolarização/litoralização do povoamento;

• o crescimento da população das áreas metropolitanas fez-se, em grande

parte, à custa do despovoamento do interior, o que acentuou as assimetrias regionais.

FICHA 5

1- Na resposta, são apresentadas duas das seguintes características, ou outras consideradas relevantes:

• demolição das estruturas existentes;

• construção de novos equipamentos/infraestruturas;

• mudança funcional;

• melhoria das acessibilidades.

2-

Na

resposta,

são

indicados

dois

dos

seguintes

impactes,

ou

outros

considerados relevantes:

 

• subida do preço do solo;

• aumento da edificação;

• urbanização de bons solos agrícolas/florestais;

• aumento da densidade demográfica.

3-

Na

resposta,

são

mencionados

dois

dos

seguintes

fatores,

ou

outros

considerados relevantes:

• boa acessibilidade;

• qualidade ambiental/paisagística da área;

• projeto de ordenamento subjacente;

• prestígio social do local.

4- Na resposta, é explicada a importância de intervenções como a verificada na parte oriental da cidade de Lisboa, desenvolvendo-se, para cada um dos

tópicos de referência, os seguintes aspetos, ou outros considerados relevantes.

As alterações da estrutura interna das cidades:

• aparecimento de novas centralidades e consequente perda de importância do

centro tradicional, reforçando a estrutura policêntrica da cidade;

• requalificação de áreas industriais degradadas e marginalizadas que, uma vez transformadas em áreas residenciais e em áreas de serviços, revitalizam o tecido urbano.

A internacionalização das cidades:

• fixação de sedes de empresas, nacionais e multinacionais, atraídas pela

qualidade urbanística e ambiental associada à boa acessibilidade, que projetam as cidades à escala internacional;

• oferta de equipamentos e de infraestruturas com capacidade para acolher

eventos internacionais diversificados, que ajudam a promover as cidades.

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

TEMA 3 OS ESPAÇOS ORGANIZADOS PELA POPULAÇÃO

3.3. A REDE URBANA E AS NOVAS RELAÇÕES CIDADE-CAMPO

 

FICHA 1

1- D)

2- B)

3- C)

4- A)

5- B)

 

FICHA 2

1-

B)

2-

A)

3-

B)

4-

D)

5-

D)

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

TEMA 4 A POPULAÇÃO, COMO SE MOVIMENTA E COMUNICA

4.1. A DIVERSIDADE DOS MODOS DE TRANSPORTE E A DESIGUALDADE ESPACIAL DAS REDES

 

FICHA 1

1-

D)

2-

C)

3-

A)

 

FICHA 2

1-

B)

2-

D)

3-

A)

4-

C)

5-

C)

 

FICHA 3

1- A resposta deve referir duas das seguintes características da rede nacional fundamental, ou outras consideradas relevantes:

• a rede apresenta-se mais densa no litoral do que no interior;

• a rede apresenta-se mais densa nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto;

• a rede apresenta um traçado predominantemente norte-sul e oeste-leste;

• a rede apresenta um menor número de autoestradas no sul do país.

2- A resposta deve mencionar dois dos seguintes impactos ambientais, ou outros considerados relevantes:

• grande consumo de espaço;

• elevada poluição sonora;

• criação do efeito de barreira;

ocupação de bons solos agrícolas.

3- A resposta deve identificar dois dos seguintes itinerários (pelo número do IP, da autoestrada ou do IC) que permitem ligar os portos portugueses à fronteira, ou outros considerados relevantes:

• IP4 (A4), que liga o porto de Leixões à fronteira (Quintanilha);

• IP5 (A25), que liga o porto de Aveiro à fronteira (Vilar Formoso);

• A2/IP7 (A6), que permite ligar os portos de Lisboa e de Setúbal à fronteira

(Caia); • IP8 (A26), que permitirá ligar o porto de Sines à fronteira (Vila Verde de Ficalho).

4- A resposta deve explicar o incremento do transporte marítimo, proposto pela UE, considerando os seguintes aspectos de cada um dos pontos, ou outros considerados relevantes.

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

• Desvantagens do transporte rodoviário:

elevada sinistralidade;

grande susceptibilidade aos congestionamentos de trânsito;

elevados níveis de poluição atmosférica;

grande susceptibilidade face às greves do setor rodoviário nos diferentes países.

• Vantagens da multimodalidade:

aumento da flexibilidade dos percursos;

diminuição das distâncias tempo;

diminuição das distâncias custo;

possibilidade de escolha do modo de transporte mais vantajoso.

1-

FICHA 4

A resposta deve apresentar duas das seguintes melhorias resultantes da «expansão marítima» do porto de Sines, ou outras consideradas relevantes:

• aumento da área de acostagem;

• maior diversificação da actividade portuária;

• incremento da componente de contentorização;

• rentabilização das características físicas do porto de Sines (águas profundas).

2- A resposta deve referir duas das seguintes vantagens do transporte de mercadorias em contentores, ou outras consideradas relevantes:

• melhor acondicionamento das mercadorias transportadas;

• redução da quantidade de mão-de-obra necessária às operações de carga e de descarga;

• redução do custo-tempo das operações de carga e de descarga;

• maior facilidade no transbordo das mercadorias entre diferentes modos de

transporte.

3-

A resposta deve mencionar dois dos seguintes objectivos da política comunitária de transportes que a levam a privilegiar o transporte de mercadorias por via marítima, ou outros considerados relevantes:

descongestionamento da rede rodoviária, sobretudo na parte continental da chamada «banana europeia»;

• redução das emissões de gases poluentes;

• melhoria do acesso às ilhas e aos estados-membros periféricos;

• redução dos custos de transporte.

4-

A resposta deve explicar a importância que o porto de Sines poderá vir a ter, directa ou indirectamente:

• na economia regional, destacando o impacto positivo resultante da criação de

infraestruturas, como, por exemplo, as redes de transporte e as redes de distribuição de energia e de água, que, ao criarem condições para a fixação de grandes e médias empresas geram novos postos de trabalho econtribuem para melhorar o grau de desenvolvimento da região. Além dos empregos ligados directamente ao funcionamento regular do porto e das empresas industriais,

surgirão oportunidades de emprego ligadas às necessidades de aquisição de bens e de serviços complementares da atividade do porto, como, por exemplo,

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

bancos, companhias de seguros e/ou restauração, ajudando, assim, a fixar a população residente, ou mesmo, a permitir a atracção de novos trabalhadores, com eventual reflexo no crescimento da população residente; • na economia internacional, pois permitirá, por um lado, receber matérias- primas energéticas (petróleo, carvão e gás natural), que irão diminuir a dependência energética da Europa relativamente à Rússia, e, por outro lado, a criação de reservas energéticas estratégicas, ao nível europeu. O porto de Sines poderá, ainda, contribuir para a afirmação geoeconómica do nosso país na Europa e no mundo, dado que poderá constituir uma alternativa aos grandes portos europeus, já muito congestionados, e ser um porto que sirva as rotas marítimas alternativas às rotas do Mediterrâneo. A ligação ferrorodoviária do porto de Sines a Sevilha-Madrid poderá contribuir para reforçar a economia nacional, tanto ao nível regional como ao nível internacional. Criar-se-ão, assim, condições para a internacionalização e para a globalização da economia portuguesa.

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

TEMA 4 A POPULAÇÃO, COMO SE MOVIMENTA E COMUNICA

4.2. A REVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES E O SEU IMPACTO NAS RELAÇÕES INTERTERRITORIAIS

1-

2-

3-

D)

D)

A)

FICHA 1

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

TEMA 4 A POPULAÇÃO, COMO SE MOVIMENTA E COMUNICA

4.3. OS TRANSPORTES E AS COMUNICAÇÕES E A QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO

1-

D)

2-

A)

3-

A)

4-

D)

5-

B)

FICHA 1

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA

TEMA 5 A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: NOVOS DESAFIOS, NOVAS OPORTUNIDADES

1-

2-

3-

D)

C)

C)

FICHA 1

SOLUÇÕES DESCOBRIR PORTUGAL GEOGRAFIA A 11.ANO PORTO EDITORA